Universidade federal rural do semi-árido



Baixar 277.43 Kb.
Encontro12.09.2019
Tamanho277.43 Kb.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

IDENTIFICAÇÃO

CURSOS

DEPARTAMENTO

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS

PROGRAMA GERAL DA DISCIPLINA




CÓDIGO

DISCIPLINA

POSIÇÃO NA INTEGRALIZAÇÃO

EXA0153

ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS

4O PERÍODO LETIVO

PROFESSOR

FRANCISCO MILTON MENDES NETO




No DE CRÉDITOS

CARGA HORÁRIA

TOTAL

TEÓRICA

PRÁTICA

TEÓRICA-PRÁTICA

TOTAL

-

-

04

04

04

60

PRÉ-REQUISITO

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS

OBJETIVOS

INTRODUZIR CONCEITOS BÁSICOS SOBRE ORIENTAÇÃO A OBJETOS. APRESENTAR OS PRINCIPAIS COMPONENTES DE UM SISTEMA ORIENTADO A OBJETOS. APRESENTAR AS PRINCIPAIS FERRAMENTAS DE MODELAGEM ORIENTADA A OBJETOS. CAPACITAR OS ALUNOS A ANALISAREM E MODELAREM SISTEMAS ORIENTADOS A OBJETOS. PROVER UMA VISÃO GERAL DE PROJETO DE SISTEMAS ORIENTADOS A OBJETOS..

EMENTA

COMPONENTES DE UM SISTEMA ORIENTADO A OBJETOS. FERRAMENTAS DE MODELAGEM ORIENTADA A OBJETOS. METODOLOGIAS PARA ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS ORIENTADOS A OBJETOS. ESTUDO DE CASOS UTILIZANDO AS METODOLOGIAS APRESENTADAS.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

No DA

UNIDADE

UNIDADE

No de HORAS

T

P

T-P

I


APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA
1.1 Apresentação de alunos e professores

1.2 Apresentação de plano de curso

1.3 Metodologia de ensino-aprendizagem e avaliação

1.4 A disciplina no currículo e integração com outras disciplinas




VISÃO GERAL

2.1 Modelagem de sistemas de software

2.2 O paradigma da orientação a objetos

2.3 Evolução histórica da modelagem de sistemas



2.4 A Linguagem de Modelagem Unificada (UML)
O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE


10

10

20





SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL







3.1 Atividades típicas de um processo de desenvolvimento

3.2 O componente humano (participantes do processo)

3.3 Modelos de ciclo de vida

3.4 Utilização da UML no processo iterativo e incremental

3.5 Prototipagem

3.6 Ferramentas CASE


MECANISMOS GERAIS
4.1 Estereótipos

4.2 Notas explicativas

4.3 Etiquetas valoradas (tagged values)

4.4 Restrições

4.5 Pacotes

4.6 OCL
MODELAGEM DE CASOS DE USO


5.1 Modelo de casos de uso

5.2 Diagrama de casos de uso

5.3 Identificação dos elementos do MCU

5.4 Construção do modelo de casos de uso

5.5 Documentação suplementar ao MCU

5.6 O MCU em um processo de desenvolvimento iterativo

5.7 Estudo de caso











II


MODELAGEM DE CLASSES DE ANÁLISE
6.1 Estágios do modelo de classes

6.2 Diagrama de classes

6.3 Diagrama de objetos

6.4 Técnicas para identificação de classes

6.5 Construção do modelo de classes

6.6 Modelo de classes no processo de desenvolvimento

6.7 Estudo de caso
PASSANDO DA ANÁLISE AO PROJETO
7.1 Detalhamento dos aspectos dinâmicos

7.2 Refinamento dos aspectos estáticos e estruturais

7.3 Projeto da arquitetura

7.4 Persistência de objetos

7.5 Projeto de interface gráfica com o usuário

7.6 Projeto de algoritmos


MODELAGEM DE INTERAÇÕES
8.1 Elementos da modelagem de interações

8.2 Diagrama de seqüência

8.3 Diagrama de comunicação


10

10


20



8.4 Modularização de interações

8.5 Construção do modelo de interações

8.6 Modelo de interações em um processo iterativo

8.7 Estudo de caso
MODELAGEM DE CLASSES DE PROJETO
9.1 Transformação de classes de análise em classes de projeto

9.2 Especificação de atributos

9.3 Especificação de operações

9.4 Especificação de associações

9.5 Herança

9.6 Padrões de projeto

9.7 Modelo de classes de projeto em um processo iterativo

9.8 Estudo de caso













III


MODELAGEM DE ESTADOS

10.1 Diagrama de transição de estado

10.2 Identificação dos elementos de um diagrama de estados

10.3 Construção de diagramas de transições de estados

10.4 Modelagem de estados no processo de desenvolvimento

10.5 Estudo de caso

MODELAGEM DE ATIVIDADES
11.1 Diagrama de atividade

11.2 Diagrama de atividade no processo de desenvolvimento iterativo

11.3 Estudo de caso
ARQUITETURA DO SISTEMA
12.1 Arquitetura lógica

12.2 Implantação física

12.3 Projeto da arquitetura no processo de desenvolvimento



10


10


20

TOTAL




30

30

60

MÉTODOS

TÉCNICAS

RECURSOS DIDATICOS

INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO

  • Aulas expositivas

  • Estudos individuais e/ou em grupos

  • Aulas práticas em laboratório

  • Resolução de exercícios

  • Retroprojetor

  • Datashow

  • Quadro

  • Pincel




  • Assiduidade às aulas

  • Participação nas aulas

  • Provas escritas

  • Provas práticas

  • Trabalhos individuais ou em grupo




REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:


  1. Bezerra, E. Principios de Análise e Projeto de Sistemas com UML, 2ª Edição, Ed. Campus, 2006.

  2. Booch, G. Jacobson, I., Rumbaugh, J. UML - Guia do Usuário - 2ª Edição, Ed. Campus, 2006.

  3. Sommerville, I. Software Engineering, Addison Wesley, 2011.





BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:


  1. Larman, C. Utilizando UML e Padrões - Um Guia para a Análise e Projeto Orientados a Objetos, Ed. Bookman. 3ª Edição – 2007.

  2. Paula Filho, W. P. Engenharia de Software - Fundamentos, Métodos e Padrões, LTC, 2003.

  3. Pfleeger , S. L. Engenharia de Software - Teoria e Prática , Pearson/Prentice-Hall, 2004.




APROVAÇÃO

DEPARTAMENTO
____ / ____________ / 2011 ______________________________________

DATA ASS. DO CHEFE DO DEPARTAMENTO.



CONSELHO DEPARTAMENTAL
_____________ ___/________ /2011 _____________________________

No DA REUNIÃO DATA ASS. DO SECRETÁRIO(A) DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS.




MOSSORÓ-RN, ____ de __________ de 2011.



Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande