Universidade estadual de campinas


NEPO - Núcleo de Estudos da População



Baixar 3.62 Mb.
Página47/80
Encontro24.10.2017
Tamanho3.62 Mb.
1   ...   43   44   45   46   47   48   49   50   ...   80

NEPO - Núcleo de Estudos da População

E458

EXISTEM DIFERENCIAIS EDUCACIONAIS PARA AS CRIANÇAS QUE CIRCULAM E AS QUE NÃO CIRCULAM?


Ana Carolina Cintra Nunes (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa. Dr. Márcia Milena Pivatto Serra (Orientadora), Núcleo de Estudos de População - NEPO, UNICAMP
As questões sobre circulação de crianças estão inseridas no campo da “Demografia da Infância”, projeto maior estudado no NEPO/UNICAMP. A circulação de crianças é um fenômeno demográfico bastante estudado em alguns países, mas praticamente desconhecido da demografia brasileira. A seguinte pesquisa estudou as possíveis relações deste fenômeno com aspectos escolares dessas crianças. Como inexistem dados específicos para este tipo de investigação, os dados utilizados foram os da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios (PNAD) realizadas pelo IBGE, que possuem estrutura amostral complexa. Através de pacotes computacionais como o SAS e o STATA foram comparadas análises estatísticas que consideram ou não o plano amostral. A análise foi feita por métodos de modelagem logística utilizando informações sobre a circulação de crianças, a relação entre a série, a idade da criança e a freqüência desta à escola. Ainda foram consideradas outras informações como o sexo e a cor da criança, se mora em zona urbana ou rural e a região brasileira em que habita. Observou-se que existem diferenças educacionais entre as crianças analisadas e que esta varia conforme as outras variáveis utilizadas.

Circulação de crianças - Educação - Análise de dados complexos

E459

A CIRCULAÇÃO DE CRIANÇAS NO BRASIL SEGUNDO OS DADOS DA PPV – PESQUISA SOBRE PADRÕES DE VIDA


Lívia Zuquim Pintoni (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa. Dra. Márcia Milena Pivatto Serra (Orientadora), Núcleo de Estudos de População - NEPO, UNICAMP
A circulação de crianças é um fenômeno demográfico bastante estudado em alguns países, como os da África, mas ainda pouco explorado no Brasil. Segundo a convenção antropológica, crianças que circulam são aquelas que passam a maior parte da infância ou juventude em casas que não são a de seus genitores. A base de dados utilizada é a PPV (Pesquisa sobre Padrões de Vida – IBGE), que foi realizada em 1996-1997 nas regiões metropolitanas do Nordeste e Sudeste do Brasil.O objetivo deste trabalho é estudar a circulação de crianças sob a ótica da demografia, avaliando a proporção e o volume de crianças que circulam nas regiões onde a pesquisa foi realizada, e analisar a relação entre a circulação e variáveis como sexo, cor, idade e escolaridade dessas crianças, entre outros fatores relacionados à criança e às suas mães. As relações entre as variáveis escolhidas no estudo são obtidas através de Modelos Logísticos. Os modelos analisados revelam associação entre a circulação e algumas das variáveis analisadas.

Circulação - Crianças - Modelos








PROJETOS DA ÁREA DE CIÊNCIAS HUMANAS




Centro Superior de Educação Tecnológica

H460

A CONSTRUÇÃO E FUNCIONAMENTO DE UM VIVEIRO DE MUDAS NATIVAS COMO UM PROCESSO DE EDUCAÇÃO SÓCIO AMBIENTAL


Daniel Gusmão Mendes (Bolsista SAE/UNICAMP) e Prof. Dr. Sandro Tonso (Orientador), Centro Superior de Educação Tecnológica - CESET, UNICAMP
O projeto pretendeu, por meio do projeto e construção de um viveiro de mudas nativas, pesquisar seu potencial formativo em termos da Educação Ambiental, buscando diferentes visões para contribuir com a construção de posturas comprometidas com a melhoria do meio ambiente. Por meio de processos e princípios de Educação Ambiental, os estudantes do campus da UNICAMP de Limeira se envolveram de forma que o projeto do viveiro se tornasse um laboratório prático de vivências ajudando a refletir sobre as interações Homem-Homem e Homem–Natureza. Outros projetos que tinham interesses em comum aliaram-se para troca de informações, foi elaborada uma apostila para ensinar como construir um viveiro; materiais alternativos foram pesquisados para a construção do viveiro, tipos de semeaduras mais adequadas e atividades de Educação Ambiental. O objetivo foi atingir a comunidade do campus e a população vizinha, quanto à importância da preservação e da Educação Ambiental e notamos os resultados positivos através do interesse e participação da comunidade do CESET e dos bairros próximos. Concluímos que a Educação Ambiental é ponto imprescindível para a construção de uma nova consciência ecológica e consequentemente para uma maior eficácia na preservação ambiental.

Meio-ambiente - Viveiro de mudas - Educação ambiental

H461

PERCEPÇÃO AMBIENTAL ATRAVÉS DE VIVÊNCIA FOTOGRÁFICA SOBRE O RIBEIRÃO PIRES


Luiz Vasconcelos da Silva Filho (Bolsista FAPESP) e Prof. Dr. Sandro Tonso (Orientador), Centro Superior Educação Tecnológica - CESET, UNICAMP
No intuito de possibilitar às pessoas um entendimento crítico e reflexivo sobre a situação sócio-ambiental vigente a Educação Ambiental por meio da Percepção Ambiental promove uma re-descoberta e uma re-leitura das relações existentes entre ser humano e meio ambiente e entre ser humano e ser humano. Apoiando-se nessas idéias, a pesquisa realiza uma vivência fotográfica sobre o Ribeirão Pires, importante para o abastecimento de água de Limeira (S.Paulo/Brasil), na 4ª série de uma escola rural. Nas diversas fases da pesquisa, procurar-se-á fazer com que as crianças percebam as relações socioambientais, culturais, econômicas e políticas constituintes da região. Dividida em quatro fases: análise iconográfica; saída a campo/produção de fotografias; apresentação das fotos produzidas pelos alunos; e atividades sobre as relações percebidas através das fotografias, as análises quantitativas e qualitativas iniciais realizadas demonstram uma forte visão naturalista por parte das crianças, na qual o meio ambiente é visto, na maioria das vezes, apenas como natureza e o ser humano como agente poluidor. As relações, percebidas pelas crianças, ainda são simplistas, com predominância de aspectos “ambientais” (ecológicos). A pesquisa vai possibilitar verificar se a metodologia aplicada consegue auxiliar a compreensão crítica e reflexiva das crianças sobre a complexidade das relações existentes no Ribeirão Pires.

Educação ambiental - Percepção ambiental - Vivência fotográfica

H462

A PRÁTICA DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL (EA) FORMAL NAS ESCOLAS PÚBLICAS DE LIMEIRA


Paula Espindola Mielke (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Sandro Tonso (Orientador), Centro Superior de Educação Tecnológica - CESET, UNICAMP
A presente pesquisa busca qualificar as práticas e as representações sociais de meio ambiente de professores de 1ª a 4ª série do ensino público em Limeira (S.Paulo/Brasil), servindo como subsídio para a EA no ensino formal, por meio da realização de projetos e na formação de professores nesta área. O diagnóstico é realizado utilizando questionários respondidos por um grupo de professores, previamente escolhidos, com perguntas abertas sobre as representações sociais e práticas pedagógicas sobre meio ambiente e EA e sobre o contexto socioambiental da escola; utilizou-se, também, o desenho para uma manifestação mais espontânea sobre as concepções de meio ambiente. Pela análise inicial dos questionários (o final da pesquisa está previsto para julho de 2005), verificou-se uma concepção naturalista e visão simplista do meio ambiente, na maioria dos professores, o que restringe a EA à simples transmissão de conhecimentos de ecologia, realizada prioritariamente por professores da área de biologia e ciências, “excluindo” alguns dos princípios da EA, como uma educação socioambiental política, transformadora de realidades, em estreita relação com as questões sociais. Confirmados estes dados na análise final, a ação de fortalecimento da EA no ensino formal será a sensibilização dos educadores e a mudança destes conceitos para uma visão complexa e integrada de meio ambiente.

Educação ambiental - Práticas pedagógicas - Representações sociais






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   43   44   45   46   47   48   49   50   ...   80


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande