Ufv / VI simpóS / fevereiro-2007 / Biologia Animal / 150



Baixar 4.29 Kb.
Encontro02.07.2019
Tamanho4.29 Kb.

UFV / VI SIMPÓS / FEVEREIRO-2007 / Veterinária / 229 
_________________________________________________________________________

EMPIEMA DE BOLSA GUTURAL: RELATO DE CASO

ALMEIDA, Marcel Monteze de (Estudante); SOUZA, Maria Verônica de (Orientador); SANTOS, Fábio Cordeiro Oliveira (Estudante); PINTO, José de Oliveira (Técnico); PESSIN, Ana Estela (Estudante)



O empiema da bolsa gutural pode se desenvolver devido a faringites, abscessos retrofaríngeos e, mais comumente, como seqüela do garrotilho. Um eqüino macho, da raça Mangalarga Marchador, de 6 anos de idade foi atendido no HOV-DVT/UFV, com histórico de apatia, desidratação e emagrecimento progressivo com 7 dias de evolução. Durante exame físico foi observado que o animal tinha apetite, porém havia dificuldade em apreender, mastigar e deglutir alimento/água. Adicionalmente, apresentava aumento de volume dolorido à palpação na região caudal à mandíbula, distal a origem da orelha esquerda. Também exalava odor desagradável através da cavidade bucal/nasal. Tendo em vista a dificuldade em se abrir a cavidade bucal, o eqüino foi submetido a anestesia geral para exame mais detalhado. Ao se introduzir a mão até a região da faringe, foi detectada a presença de uma secreção purulenta. Neste instante, foi introduzido um endoscópio pela narina esquerda, sendo possível determinar que a origem da secreção era a bolsa gutural esquerda, sendo então a mesma retirada ao máximo. O hemograma indicou que a contagem total de leucócitos estava dentro dos valores de referência para a espécie, entretanto havia neutrofilia e aumento na concentração do fibrinogênio. Além disso, o valor da proteína plasmática total estava bastante elevado, possivelmente em decorrência da desidratação. Pelo custo do tratamento, optou-se pela administração da associação de sulfametoxazol/trimetoprim (30 mg kg-1, BID, IV, por 7 dias), assim como dexametasona (0,05 mg kg-1, SID, IV, por 2 dias), seguido por fenilbutazona (4,4 mg kg-1, BID, IV, por 4 dias). Capim picado e água foram deixados à disposição do animal. Houve melhora significativa do quadro a partir do segundo dia de tratamento, sendo este eficaz para debelar a infecção. A administração dos antiinflamatórios proporcionou diminuição do edema, promovendo maior conforto e aumento da ingestão de alimento e água pelo animal.


Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande