Ufv / V mcpg / Março-2006/ Tecnologia e Alimentos / 250



Baixar 4.52 Kb.
Encontro30.06.2019
Tamanho4.52 Kb.

UFV / V MCPG / Março-2006/ Tecnologia e Alimentos / 250 
_______________________________________________________________

DESENVOLVIMENTO DE EMBALAGEM ATIVA COM INCORPORAÇÃO DE LACTASE

CUNHA, Luciana Rodrigues (Estudante); SOARES, Nilda de Fátima Ferreira (Orientador); ASSIS, Flávia Cristina Costa (Estudante); MELO, Nathália Ramos (Estudante); REREIRA, Alexandre Fontes (Estudante); SILVA, Camila Batista (Outro)



O leite é um complemento dietético de alto valor nutritivo por conter carboidratos, lipídios, proteínas e sais minerais. Entretanto, a inclusão do leite na dieta humana, pode ser prejudicial a certos indivíduos, devido à atividade reduzida ou ausência da lactase intestinal. Quando essa insuficiência ocorre, a lactose ingerida permanece no intestino delgado sem sofrer hidrólise, provocando um fluxo de água extracelular para o interior do duodeno e jejuno, bem como para o estômago, em razão da diferença da pressão osmótica A lactose não absorvida é fermentada pela microbiota do cólon, resultando em ácidos orgânicos, gases e o aumento do peristaltismo dos músculos do intestino, com manifestações de flatulência, fluxo intestinal anormal, cólica abdominais e diarréias com fezes aquosas.Torna-se necessário, então, o desenvolvimento de métodos para a preparação de leite livre da lactose. Assim, o desenvolvimento de embalagens ativas através da imobilização da lactase no polímero é uma alternativa em potencial. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a eficiência da enzima lactase incorporada em filme de base celulósica na redução do teor de lactose em leite. Os filmes foram preparados pelo método “cast” e imersos em frascos contendo 100 mL de leite pasteurizado integral, e mantidos a 40ºC por 4 horas. Durante esse período de incubação foi feito o acompanhamento da crioscopia do leite. O filme promoveu hidrólise de 94,4% da lactose após 4 horas de contato e mostrou-se estável à temperatura ambiente e de refrigeração. Portanto, o filme desenvolvido apresenta enorme potencialidade de ser usado como revestimento interno de embalagens cartonadas para acondicionar leite. O desenvolvimento deste produto irá atender a uma grande parcela de consumidores deficientes na enzima lactase que são privados de ingerir leite. (CNPq)


Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande