Programa de anatomia humana básica curso de Odontologia



Baixar 190.13 Kb.
Página3/6
Encontro24.10.2017
Tamanho190.13 Kb.
1   2   3   4   5   6

2.1- Esqueleto axial




2.1.1- Crânio





  • Neurocrânio – constitui a cavidade craniana na qual se aloja o encéfalo.

Oito ossos planos e irregulares unidos por suturas. – Identifique:

  1. Frontal (1) – verifique a presença da incisura frontal e do forame supraorbital;

  2. Occipital (1) – identifique o forame magno e os côndilos;

  3. Esfenóide (1) - observe asas maiores, menores, fossa hipofisal (sela túrcica)

  4. Etmóide (1) – observe a crista gali, lamina crivosa, células etmoidais

  5. Parietais (2)

  6. Temporais (2) – parte (timpânica, escamosa e petrosa) tubérculo articular, fossa da mandíbula, meato acústico externo, processo mastóide, e processo estilóide. Na fossa média do crânio identifique – meato acústico interno, canal carótico, forame jugular.

Obs: Além desses há ainda os ossículos do ouvido – martelo, bigorna e estribo – que deverão ser observados no atlas.


  • Víscerocrânio – Corresponde à face, aloja os órgãos dos sentidos e início dos sistemas digestivo e respiratório.

14 ossos irregulares, unidos por articulações fibrosas do tipo sutura; exceto a mandíbula tem articulações sinoviais: articulações temporo-mandibulares (ATM). Identifique:

  1. Nasais (2)

  2. Zigomáticos (2) – processo temporal;

  3. Maxilas (2) – processo palatino e processo alveolar;

  4. Palatinos (2) – lâmina horizontal;

  5. Mandíbula (1) – corpo, processos alveolares, ramos, côndilo e processo coronóide e incisura da mandíbula;

  6. Lacrimais (2)

  7. Vômer (1)

  8. Conchas nasais inferiores (2)



2.1.2- Osso hióide – deve ser observado no atlas.




2.1.3- Esqueleto do tórax





  • Esterno – identifique manúbrio, corpo, ângulo do externo e processo xifóide. Observe também as incisuras claviculares, jugular e costais.

  • Costelas – há 12 pares de costelas, sendo 7 pares de costelas verdadeiras, 3 pares de costelas falsas e 2 pares de costelas flutuantes. Elas se articulam, posteriormente, com as vértebras torácicas. Determine a posição anatômica de uma costela típica posicionando a cabeça da costela posteriormente, tubérculo da costela e o sulco costal, inferiormente.



2.1.4- Coluna vertebral

A coluna vertebral é formada, em geral, por 33 vértebras, sendo 7 vértebras cervicais, 12 vértebras torácicas, 5 vértebras lombares, 5 vértebras sacrais (formando o sacro) e 4 vértebras coccígeas (fundidas).

Identifique as seguintes características de uma vértebra típica – corpo vertebral, arco vertebral, forame vertebral, processo espinhoso, processos transversos e processos articulares superiores e inferiores, incisuras vertebrais superiores e inferiores.

Procure identificar a qual segmento da coluna pertence cada vértebra, através das características mencionadas no texto, a seguir.




  • Vértebras cervicais – identifique o atlas, 1ª vértebra cervical, e o áxis, 2ª vértebra cervical. A característica que define uma vértebra cervical típica é a presença de forame transverso, processo espinhoso bífido, corpo retangular e forame vertebral triangular; .

  • Vértebras torácicas – as vértebras torácicas apresentam diferenças entre si, conforme estejam no início, meio ou fim da coluna torácica. Porém, todas apresentam a fóvea costal do processo transverso e do corpo da vértebra que articulam com o tubérculo e corpo da costela respectivamente (exceto a 11ª e 12ª que não possuem fóveas costais nos processos transversos). O processo espinhoso é longo e oblíquo, forame vertebral arredondado e corpo cordiforme.

  • Vértebras lombares – possuem o corpo volumoso e reniforme. Processos espinhosos estreito, altos e curtos. Apresenta também processo mamilar no processo articular superior.

  • Vértebras sacrais – estão fundidas formando o sacro, no qual deve-se identificar a face pelvina, com os forames sacrais pelvinos, e a face dorsal, com os forames sacrais dorsais. Nesses forames passam os ramos ventrais e dorsais, respectivamente, dos nervos espinhais sacrais.

  • Vértebras coccígeas – estão fundidas formando o cóccix, que deve ser observado no atlas.

Numa coluna articulada, observe o canal vertebral (formado pela sobreposição dos forames vertebrais), no qual se aloja a medula espinhal, entre outras estruturas, e os forames intervertebrais, por onde passam nervos espinhais.

2.2- Esqueleto apendicular

Os ossos do esqueleto apendicular devem ser colocados na posição anatômica, identificando seu antímero, ou seja, o lado do corpo ao qual pertence. Isso será feito através de determinados acidentes ósseos que serão mencionados no texto e que deverão ser identificados.




2.2.1- Membro superior



a) Cintura escapular (ombro)


  • Clavículaposicione a extremidade acromial, achatada, lateralmente, com sua face lisa voltada superiormente, coloque a maior convexidade voltada anteriormente e o túberculo conóide inferiormente.

  • Escápula – posicione a espinha da escápula superior e posteriormente, com a cavidade glenóide e acrômio lateralmente e a fossa subscapular e processo coracóide anteriormente.


b) Braço


  • Úmero – posicione a cabeça do úmero proximal e medialmente, e a fossa do olécrano, posteriormente.

Na epífise proximal identifique:

Tubérculo maior, tubérculo menor, sulco intertubecular,

Na epífise distal identifique:

Côndilo (tróclea e capítulo), epicôndilo medial (com o sulco do nervo ulnar) e o epicôndilo lateral.
c) Antebraço


  • Rádio – é o osso lateral do antebraço. Posicione a face anterior, côncava, anteriormente, com a cabeça do rádio proximalmente, a tuberosidade do rádio, medialmente, processo estilóide, lateralmente.




  • Ulna – é o osso medial do antebraço. Posicione a cabeça da ulna distalmente, o olécrano e processo coronóide proximalmente, e o processo estilóide medialmente.


d) Mão


  • Ossos do carpofileira proximal – escafóide, semilunar, piramidal e pisiforme – e a fileira distal – trapézio, trapezóide, captato e hamato.

  • Metacarpos (I-V) e falanges (proximal, média e distal).



2.2.2- Membro Inferior



a) Cintura pélvica (quadril)


  • Osso do quadril – identifique suas partes – ílio, ísquio e púbis. Posicione a crista ilíaca superiormente, o acetábulo ântero-lateralmente e o púbis e espinha ilíaca ântero-superior anteriormente, o forame obturado inferiormente ao acetábulo e o túber isquiático póstero-inferior. Identifique também as incisuras isquiática maior e menor.


b) Coxa


  • Fêmur – posicione a cabeça e colo do fêmur proximal e medialmente e os côndilos distalmente. Identifique a fóvea da cabeça do fêmur.

Na epífise proximal, identifique:

  • Trocanter maior, lateralmente, trocanter menor, postero-medial.

Na diáfise:

  • Face posterior identifique a fossa poplítea.

Na epífise distal identifique:

  • Incisura intercondilar, posteriormente,.


c) Joelho


  • Patela – posicione o ápice inferiormente, a base superiormente a face articular posteriormente, com duas facetas sendo a maior lateral;


d) Perna


  • Tíbia – é o osso medial da perna. Posicione os côndilos superiormente, a tuberosidade da tíbia anteriormente, o maléolo medial inferior e medialmente e a incisura fibular inferior e lateralmente;

  • Fíbula – é o osso lateral da perna. Posicione a cabeça da fíbula superiormente, a face articular do maléolo lateral medialmente e a fossa do maléolo posteriormente;


e) Pé


  • Ossos do tarsotálus, calcâneo, navicular, cubóide e cuneiformes medial, intermédio e lateral.

  • Metatarsos (I-V) e falanges (proximal, média e distal).




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande