Programa: Ciências Farmacêuticas



Baixar 10.52 Kb.
Encontro21.10.2017
Tamanho10.52 Kb.

PROGRAMA: Programa de Pós-graduação em Alimentos e Nutrição



AUTOR DO TRABALHO: ÉRIKA GRASIELA MARQUES DE MENEZES
TÍTULO: Perfil metabólico de cálcio e ósseo de pacientes soropositivos para HIV em uso ou não da terapia antirretroviral
CURSO: MESTRADO

DATA DA DEFESA: 29/01/2013



ORIENTADOR: PROF. DR. ANDERSON MARLIERE NAVARRO
ÁREA DE CONHECIMENTO: NUTRICÃO
RESUMO:

A potência e a eficácia das terapias antirretrovirais (TARV) aumentaram a expectativa de vida dos pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana. Entretanto, resultados de vários estudos sugerem que estas terapias também podem produzir modificações metabólicas, tais como as doenças ósseas. O objetivo do presente estudo foi avaliar a qualidade óssea e marcadores de formação e reabsorção óssea em pacientes infectados pelo HIV em uso ou não da TARV. Foi realizado um estudo transversal, com 50 homens adultos, em tratamento ou não com antirretrovirais. Foram aplicados métodos de avaliação do consumo alimentar, medidas antropométricas e avaliação da composição corporal e óssea utilizando a dual energy x-ray absorptiometry (DXA). Para a avaliação bioquímica foram utilizados os marcadores: hormônio do folículo estimulante (FSH), hormônio luteinizante (LH), paratormônio (PTH), testosterona, cálcio total, fósforo, magnésio, albumina, cálcio 24h, creatinina, uréia, fator 1 de crescimento semelhante a insulina (IGF-I), 25 hidroxivitamina D, osteocalcina e deoxipiridinolina urinária. Os resultados obtidos foram escritos na forma de artigo científico, sendo que o primeiro abordou a influência do tempo de uso da TARV na densidade mineral óssea e mostrou uma redução na massa óssea na maioria dos participantes avaliados e o consumo de cálcio foi adequado apenas no Grupo B1 em tratamento há mais de dois anos com antirretrovirais. O segundo artigo abordou o impacto da TARV nos marcadores do metabolismo ósseo e mineral e mostrou valor aumentado no marcador de reabsorção óssea em todos os grupos do estudo. Concluímos que a maioria dos participantes apresentou uma desmineralização óssea, principalmente com maior tempo de uso da TARV da classe de inibidores de transcriptase reversa análogo de nucleosídeos. O aumento no remodelamento ósseo aponta para uma maior atividade osteoclástica na perda óssea em pacientes infectados pelo HIV e em uso da TARV.
ABSTRACT:

The potency and efficacy of antiretroviral therapies (ART) have increased the life expectancy of HIV-infected patients. However, the results of various studies suggest that these therapies may also produce metabolic modifications such as bone diseases. The objective of the present study was to evaluate the bone quality and the markers of bone formation and reabsorption in HIV-seropositive patients using or not ART. A cross-sectional study was conducted on 50 adult men treated or not with ART. Methods for the evaluation of food consumption were applied, as well as anthropometric measurements and the evaluation of body and bone composition using dual energy x-ray absorptiometry (DXA). The following markers were used for biochemical evaluation: follicle stimulating hormone (FSH), luteinizing hormone (LH), parathormone (PTH), testosterone, total calcium, phosphorus, magnesium, albumin, 24h calcium, creatinine, urea, insulin-like growth factor 1 (IGF-I), 25 hydroxyvitamin D, osteocalcin, and urinary deoxypyridinoline. The results obtained were presented in the form of scientific articles. The first concerned the influence of the time of ART use on bone mineral density and showed a reduction of bone mass in most of the participants evaluated, with calcium consumption being adequate only in Group B1 under treatment with ARVs for more than two years. The second concerned the impact of ART on the markers of bone and mineral metabolism and showed an increase in the bone resorption marker in all study groups. We conclude that most of the volunteers presented bone demineralization, especially after a longer time of use of ART of the nucleoside reverse transcriptase inhibitor class. The increased bone remodeling indicates a greater osteoclastic activity in the bone loss of HIV-infected patients using ART.




BANCA EXAMINADORA:

Membros Titulares:

PROF. DR. ANDERSON MARLIERE NAVARRO

PROF. DR. ALCYONE ARTIOLI MACHADO

PROFª. DRª. FLAVIA QUEIROGA DE ALMEIDA



BIBLIOTECA DEPOSITÁRIA: Biblioteca da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara-UNESP - Rodovia Araraquara-Jaú, km 1 – Araraquara-SP


Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande