Paulo ganem souto



Baixar 3.67 Mb.
Página57/58
Encontro21.10.2017
Tamanho3.67 Mb.
1   ...   50   51   52   53   54   55   56   57   58



MULTIBACILAR


IDADE EM ANOS

DAPSONA (DDS)

DIÁRIA AUTO-

ADMINISTRADA

DAPSONA

(DDS)

SUPERVISIONADA

RIFAMPICINA

(RFM) MENSAL

SUPERVISIONADA


CLOFAZIMINA (CFZ)













AUTO-

ADMINISTRADA

SUPERVISIONADA

MENSAL

0 - 5

25 mg

25 mg

150 - 300 mg

100mg/semana

100mg

6 - 14

50 - 100 mg

50 - 100 mg

300 - 450 mg

150mg/semana

150 - 200mg


ESQUEMA DE TRATAMENTO PARA TUBERCULOSE



Esquema I - Drogas (mg/kg/dia) - indicado nos CASOS NOVOS de tuberculose,

EXCETO MENINGITE segundo a fase de tratamento e peso do paciente:

Fases do Tratamento

Drogas

Dose (mg/kg/dia) por Peso (kg)







Até 20 kg

Entre 20 e 35 kg

Entre 35 e 45 kg

Mais de 45 kg

1a fase

(2 meses)



R

H


·Z

10

10


·35

300

200


1000

450

300

·1500


600

400

·2000


2a fase

(4 meses)



R

·H


10

·10


300

200


450

·300


600

·400


R - Rifampicina; H - Hidrazida/Isoniazida; Z – Pirazinamida
Observações: O tratamento da tuberculose oftálmica ou cutânea poderá ser mantido por mais de seis meses a critério médico (2RHZ/4RH/6H), ou seja mais 6 meses de Hidrazida/Isoniazida. No tratamento da associação de tuberculose e infecção pelo HIV/AIDS, a 2a fase terá a mesma duração que nos pacientes não co-infectados.
Esquema 1R - Drogas (mg/kg/dia) -Esquema reforçado para RETRATAMENTO e ABANDONO DO ESQUEMA I, segundo fase do tratamento e peso do paciente:

Fases do Tratamento

Drogas


Dose (mg/kg/dia) por Peso (kg)







Até 20 kg

Entre 20 e 35 kg

Entre 35 e 45 kg

Mais de 45 kg

1a fase

(2 meses)



R

H

Z



E

10

10


35

25


300

200


1000

600


450

300


1500

·800


600

400


2000

1200


2a fase

(4 meses)



R

H

E



10

10


25

300

200


600

450

300


800

600

400


1200

E – Etambutol

ESQUEMA DE TRATAMENTO PARA TUBERCULOSE - CONTINUAÇÃO



Esquema II - Drogas (mg/kg/dia) - indicado na MENINGITE TUBERCULOSA, segundo a fase de tratamento e peso do paciente:

Fases do Tratamento

Drogas

Mg/Kg de Peso/Dia

Dose Máxima em Mg

1ª fase

R

20

600

(2 meses)

H

20

400




·Z

35

2000

2ª fase

R

10 a 20

600

(7 meses)

·H

10 a 20

·400

Observações: Nos casos de concomitância da meningite com outras localizações deverá ser utilizado o Esquema 2. Nos casos de meningite tuberculosa recomenda-se o uso de corticosteróides por um prazo de 2 a 4 meses, no início do tratamento. Na criança a prednisona é administrada na dose de 1 a 2 mg/Kg de peso corporal, até a dose máxima de 30 mg/dia. No caso de se utilizar outro corticosteróide aplicar a tabela de equivalência entre eles.

Esquema III - Drogas (mg/kg/dia) - indicado na FALÊNCIA DE TRATAMENTO com os Esquemas 1, 1R e 2, segundo fase de tratamento e peso do paciente:

Fases do Tratamento

Drogas

Dose (mg/kg/dia) por Peso (kg)







Até 20 kg

Entre 20 e 35 kg

Entre 35 e 45 kg

Mais de 45 kg

1a fase

(3 meses)



S

Et


E

·Z


20

12


25

35


500

250


600

1000


1000

500


800

·1500


1000

750


1200

2000


2a fase

(9 meses)



Et

E


12

25


250

600


500

800


750

1200


S - Estreptomicina; Et - Etionamida
Observações: Em pessoas maiores de 60 anos, a estreptomicina deve ser administrada na dose de 500mg/dia.
Substituição das drogas frente aos efeitos adversos:

  • Intolerância a pirazinamida: substituir pelo etambutol durante os dois meses previstos para o uso da pirazinamida.

  • Intolerância à isoniazida: substituir pelo etambutol e pela estreptomicina nos 2 primeiros meses e etambutol durante os quatro últimos meses

  • Intolerância rifampicina: substituir pelo etambutol e pela estreptomicina nos 2 primeiros meses e etambutol durante os 10 meses restantes, devendo o período de tratamento passar a ser de 12 meses.



Referências Bibliográficas

1   ...   50   51   52   53   54   55   56   57   58


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande