Paulo ganem souto



Baixar 3.67 Mb.
Página10/58
Encontro21.10.2017
Tamanho3.67 Mb.
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   ...   58

PAPEL DA EQUIPE DE SAÚDE:

Orientar a gestante e familiares sobre a importância do aleitamento materno e suas repercussões positivas durante toda a gravidez e após o nascimento do bebê, ajudando a família diante das dificuldades que venham surgir.

ASPECTOS RELEVANTES DA AMAMENTAÇÃO:

Início precoce da amamentação, esvaziamento da glândula mamária para evitar ingurgitamento mamário e mastite, estimular o bebê a ser amamentado sempre que tiver vontade. Orientar sobre o posicionamento correto do bebê a fim de evitar fissuras.Contra-indicar o aleitamento materno no caso de mãe HIV + e/ou HTLV +, e aleitamento materno cruzado.


PRINCIPAIS INFORMAÇÕES SOBRE CUIDADOS COM A MAMA:

O uso de cremes, sabão e pomada estão proscritos. Em caso de mamilo plano ou invertido, orientar sobre manobras que tornam o mamilo mais saliente (massagear o bico para fora, uso da seringa de 20 ml para sucção do mamilo). Após o nascimento do bebê, se for necessário lembrar que o bebê mama na aréola e não no mamilo.

Durante o pré-natal apenas examine as mamas se a mãe pedir. Os exercícios de Hoffman estão contra-indicados pois, além de não serem eficazes, podem desencadear parto prematuro pela liberação de ocitocina.

Após o nascimento:



  • Lave as mamas apenas com água durante o banho;

  • Não use sabonetes ou loções no mamilo;

  • Não limpe os mamilos antes das mamadas;

  • Aplique pequena quantidade de leite materno ao final da mamada se os mamilos estiverem doloridos;

  • O ar e o sol são benéficos, mas não indispensáveis;

  • Sutiãs não são obrigatórios. Use aqueles confortáveis que não apertem as mamas.


AMAMENTAÇÃO / CONTINUAÇÃO


CONTRA-INDICAÇÕES ABSOLUTAS DO ALEITAMENTO MATERNO:

  • Mães portadoras do HIV;

  • Mães portadores de HTLV;

  • Mães que fazem uso de anti-neoplásicos, iodo radioativo, propiltiuracil (tratamento de hipertireoidismo), lítio;

  • Mães com herpes mamilar (enquanto durarem as lesões).


Situações especiais:

  • Criança com fenilcetonúria ou galactosemia podem ser amamentadas caso tenham acompanhamento regular e façam dosagens de fenilanina e galactose rotineiramente, pelo Centro de Referência de Triagem Neonatal/ APAE;

  • Mães com tuberculose bacilífera: não tratadas ou com tempo de tratamento inferior a três meses; amamentar com máscara; lavar as mãos antes de manipular o bebê; reduzir tempo de contato com o RN.

  • Mães com hanseníase: não contra-indica a amamentação, mesmo com uso de poliquimioterápicos; pode ocorrer uma hiperpigmentação da pele, porém reversível após a suspensão da poliquimioterapia;

  • Mães portadoras de vírus Varicela Zoster: contra indicado temporariamente quando as lesões sugirem 5 dias antes ou até 2 dias após o parto – solicitar orientação do Centro de Referência.


INTERCORRÊNCIAS DA AMAMENTAÇÃO:

mamilos sensíveis e doloridos, fissuras, ingurgitamento, mastites, abcessos e diminuição temporária de leite.


FATORES ASSOCIADOS:

ansiedade da mãe e da família, técnica de amamentação inadequada, com sucção por tempo insuficiente, interferindo na produção de leite; falta de preparo no pré-natal, uso de medicamentos que podem interferir na produção de leite (anticoncepcionais estrogenicos e diuréticos), introdução precoce de mamadeira, chupeta, chá, água e alimentação mista.


CONDUTA:

  • Ganho de peso inadequado: estimular o esvaziamento completo das mamas; aumentar o nº de mamadas; complementar com o próprio leite ordenhado e oferecer em copinho, colher pequena ou técnica de relactação;

  • Fissuras: se a fissura for muito grande, suspender a sucção no local por 24 a 48 horas, sempre esvaziando a mama; expor aos raios solares antes das 10 e após às 16 horas por 15 minutos; evitar uso de cremes e pomadas; verificar pega, posição e presença de infecção do mamilo;

  • Ingurgitamento mamário: diminuir o intervalo das mamadas; massagear as mamas antes da mamada e ordenhá-las após seu término;

  • Mastites e abcessos: encaminhar para maternidade para drenagem se necessário; uso de analgésicos, antiinflamatório, antibiótico . Manter a amamentação, se possível ordenhar a mama até a cura.



AMAMENTAÇÃO / CONTINUAÇÃO




TÉCNICAS DE AMAMENTAÇÃO:

  • Lavar as mãos antes e após as mamadas;;

  • Acomodar-se em posição confortável, preferencialmente apoiando os pés, com as costas apoiadas;

  • Massagear as mamas com movimentos circulares pequenos para facilitar a descida do leite;

  • Fazer a expressão da áreola para certificar-se da presença do leite e se necessário ordenhar um pouco para aréola ficar macia e flexível e facilitar a pega adequada;

  • Oferecer o seio à criança e verificar a posição do bebê e a pega estão corretos:

  1. O abdomen do bebê deve estar em contato com o abdomen da mãe;

  2. A cabeça do bebê deve estar mais elevada que o tórax a fim de evitar refluxo do leite par trompa de Eustaquio, prevenindo assim otites;

  3. A criança deve abocanhar a maior parte da aréola, ficando mais areóla fora acima do que abaixo da boca do bebê;

  4. A borda do lábio inferior deve estar virada para fora e o seu queixo deve encostar-se ao peito da mãe (boca de peixinho).

  5. Deve-se evitar a posição dos dedos em tesoura sobre a mama para evitar a obstrução da passagem do leite;

  6. Oferecer as duas mamas alternadamente, iniciando pela última ofertada na mamada anterior;

  7. Se necessário interromper a mamada, colocar o dedo mínimo no canto da boca do bebê, afastando e liberando o mamilo da pressão da succção;

  8. Deixar o bebê no colo, em pé, por alguns minutos, para facilitar a eructação e evitar broncoaspiração.


ORIENTAÇÕES À TERCEIRA IDADE



DESFAÇA OS MITOS SOBRE A VELHICE – NÃO SÃO PRÓPRIOS DA VELHICE E MERECEM INVESTIGAÇÃO


- INCONTINÊNCIA URINÁRIA OU FECAL

- PERDA DA MEMÓRIA

- ALTERAÇÕES NA SEXUALIDADE

- PERDA DO EQULÍBRIO

- PERDAS SENSORIAIS

- TRISTEZA E APATIA

- TONTURAS E DESEQUILÍBRIO



INFORMAÇÕES IMPORTANTES


- É IMPOSSÍVEL PARAR OU RETARDAR O ENVELHECIMENTO

- ATIVIDADE FÍSICA DEVE SER INSTITUÍDA

- SÓ DEVE HAVER RESTRIÇÕES NA DIETA SE HOUVER ALGUMA DOENÇA

- PROCEDIMENTOS E HOSPITALIZAÇÃO DEVEM SER REALIZADOS CASO HAJA NECESSIDADE

- A CAPACIDADE DE DECISÃO SÓ ESTÁ PREJUDICADA SE HOUVER ALGUMA DOENÇA COGNITIVA


ORIENTAÇÕES À TERCEIRA IDADE / CONTINUAÇÃO

ATIVIDADE FÍSICA:

É importante que o idoso escolha a atividade de que mais gosta. É preciso que ele tenha prazer. Ao fazer algo que não gosta, o idoso pára após alguns meses do início dos exercícios, por isso vale experimentar várias atividades físicas até encontrar a que melhor se adapta ao seu perfil. Entre as atividades que trabalham o sistema cardiovascular estão as caminhadas regulares. É imprescindível que antes do início de qualquer atividade física o idoso passe por uma avaliação clínica.




BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE FÍSICA:

  • Melhora da qualidade da marcha;

  • Melhora da funcionalidade;

  • Melhora do funcionamento intestinal;

  • Contribui para a manutenção e/ou aumento da densidade óssea;

  • Auxilia no controle do diabetes, da artrite, das doenças cardíacas, da dislipidemia e da hipertensão;

  • Melhora da qualidade do sono;

  • Melhora do humor e auto-estima;

  • Reduz os sintomas depressivos;

  • Reduz a ocorrência de acidentes;

  • Permite a socialização.


ORIENTAÇÕES GERAIS DIRECIONADAS A ATIVIDADE FÍSICA:

Orientar a:

  • evitar fazer exercícios físicos sob o sol forte;

  • tomar água moderadamente antes, durante e depois da atividade física;

  • usar de roupas leves, claras e ventiladas;

  • evitar fazer exercícios em jejum e evitar comer demais antes da atividade física;

  • priorizar atividades físicas de baixo impacto;

  • usar tênis.


ORIENTAÇÕES GERAIS PARA UMA BOA NOITE DE SONO:

Orientar a:

  • deixar o quarto escuro e silencioso, porém com uma luz de referência;

  • evitar fazer exercícios físicos antes de dormir.

  • tomar banho morno antes de se deitar pode estimular o sono;

  • usar roupas leves e confortáveis;

  • escolher o colchão certo para o corpo, não pode ser nem muito duro e nem muito mole;

  • evitar o consumo excessivo de líquidos depois das 18 horas;

  • evitar assistir televisão na cama;

  • evitar as bebidas alcoólicas e o cigarro horas antes de dormir;

  • evitar uso de remédios para dormir por conta própria.


ORIENTAÇÕES À TERCEIRA IDADE / CONTINUAÇÃO

SEXUALIDADE:

A lubrificação vaginal diminui, causando às vezes dor no ato sexual e dificultando o orgasmo. Maior atenção às preliminares e às carícias por parte do companheiro pode contribuir com o aumento do prazer sexual da idosa. Lembrar à idosa a possibilidade das práticas masturbatórias. Observar a necessidade de reposição hormonal.

Um dos problemas vividos pelos homens é a dificuldade de ter e manter a ereção. A disfunção erétil pode estar associada a doenças como diabetes, hipertensão e doenças cardíacas. Várias medicações podem interferir no desejo sexual. Nessa faixa etária, o homem demora mais para ter a ereção, a rigidez do pênis também não é a mesma da juventude, o volume de esperma pode ser menor e o período entre a ereção e a ejaculação também é reduzido ou prolongado. No entanto, esses problemas podem ser contornados com medicação (no caso da disfunção erétil) ou por estimulação erótica antes do ato sexual.


ORIENTAÇÕES GERAIS PARA EVITAR ACIDENTES DOMÉSTICOS:

Orientar o idoso a:



  • Evitar andar em pisos molhados;

  • Evitar sapatos abertos ou que não tenham parte traseira;

  • Evitar tapetes nos quartos, banheiros ou outros cômodos;

  • Manter uma boa iluminação na casa;

  • Evitar fios elétricos e de telefone desprotegidos;

  • Evitar roupas muito compridas e folgadas;

  • Evitar cama baixa;

  • Evitar prateleiras, armários muito altos ou baixos;

  • Evitar prateleiras de vidro e superfície cortantes;

  • Se for possível, utilizar barras de apoio no banheiro no local para banho e próximo ao vaso sanitário;

  • Se possível instalar o botijão de gás fora da cozinha;

  • Atentar para animais domésticos e brinquedos soltos na casa.


DOENÇAS DE MAIOR PREVALENCIA:

- Cardiovasculares (infarto, angina, insuficiência cardíaca, hipertensão); - Depressão;

- Acidente vascular cerebral; - Mal de Parkinson;

- Infecção urinária; - Demências ;

- Diabetes; - Catarata;

- Obstipação; - Glaucoma.

- Osteoporose - Osteartrose;
DIABETES MELLITUS

Epidemiologia:

O diabetes mellitus vem aumentando sua importância pela sua crescente prevalência. Calcula-se que, em 2025, possam existir cerca de 11 milhões de diabéticos no país, o que representa um aumento de mais de 100% em relação aos atuais 5 milhões de diabéticos, no ano 2000. No Brasil, os dados do estudo multicentrico sobre a prevalência de diabetes (1987/89) demonstraram uma prevalência de 7,6% na população de 30 a 69 anos.Na Bahia, segundo dados do HIPERDIA, em 2004, constam 35717 diabéticos, sendo em torno de 80% diabetes tipo 2. Outro dado importante é que 46,5% dos diagnosticados desconheciam o fato de ser portadores de diabetes. A prevalência de complicações crônicas em diabetes são de 52% de doenças cardiovasculares, 40% evoluem para nefropatia e 40% desenvolvem retinopatia, sendo esta a principal causa de cegueira entre 25 a 74 anos. As amputações são cem vezes mais freqüentes em diabéticos. Isto demonstra a importância do controle rigoroso da doença, para prevenção ou diminuição desses agravos.




Conceito:

Síndrome de etiologia múltipla, decorrente da resistência insulínica com progressiva incapacidade da insulina em exercer seus efeitos e/ ou falta de insulina. Caracteriza-se por hiperglicemia crônica, freqüentemente acompanhada de dislipidemia, hipertensão arterial e disfunção endotelial.



Conseqüências a longo prazo: alterações macro e microvasculares causando doenças cérebrocardiovasculares (IAM, AVE), nefropatia , retinopatia, neuropatia com risco de úlceras nos pés, amputações, artropatia e disfunção autonômica, incluindo disfunção sexual.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   ...   58


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande