Natureza: Auditoria Operacional


International Energy Agency



Baixar 1.99 Mb.
Página3/5
Encontro08.10.2019
Tamanho1.99 Mb.
1   2   3   4   5
International Energy Agency (2002, p. 45), o espaço da infraestrutura viária ocupada por um veículo de passeio, com capacidade para cinco passageiros, equivale a 62% do espaço ocupado por um ônibus urbano, com capacidade para quarenta passageiros. No Brasil, de acordo com a Confederação Nacional dos Transportes (CNT, 2002), os automóveis privados ocupam 60% das vias públicas, apesar de transportarem apenas 20% dos passageiros nos deslocamentos motorizados, enquanto os ônibus, que transportam 70% dos passageiros, ocupam 25% do espaço viário. As Figuras 4, 5 e 6 exemplificam visualmente as proporções entre os espaços ocupados por esses meios de transporte.

Figura 4 – Espaço ocupado por 190 pessoas transportadas por 127 carros, dois ônibus simples ou um ônibus biarticulado.



Fonte: Imagem extraída do site http://google.com.br/imagens.

A figura a seguir ilustra uma campanha realizada pela prefeitura de Münster, na Alemanha, que compara o espaço ocupado por vários modos de transporte e as vantagens de usar transporte público ou bicicleta. A campanha comparou o espaço necessário para transportar 72 pessoas: a) no uso da bicicleta, 72 pessoas são transportadas em 72 bicicletas, ocupando no total 90 metros quadrados; b) no uso do carro, com base na média de ocupação de 1,2 pessoas por carro, 60 carros transportariam 72 pessoas, ocupando 1.000 metros quadrados; c) usando-se o ônibus, 72 pessoas podem ser transportadas em um veículo coletivo, que ocupa 30 metros quadrados (o ônibus, além disso, dispensa a necessidade, nas ruas, de espaço para estacionar).

Figura 5 – Espaço necessário para o transporte do mesmo número de pessoas por carros, ônibus ou bicicletas.



Fonte: Pôster de campanha do órgão de planejamento da cidade de Münster, Alemanha. Figura extraída do site http://oglobo.globo.com/blogs/ecoverde/posts/2011/02/09/carro-bicicleta-ou-onibus-que-ocupa-mais-espaco-361868.asp

Outra comparação interessante é apresentada na Figura 6, que ilustra o caso do espaço de vagas de estacionamento ocupado por bicicletas dobráveis, meio de transporte em moda nos tempos atuais em alguns países desenvolvidos, por sua praticidade no deslocamento urbano.

Figura 6 – Espaço necessário para estacionar 48 bicicletas dobráveis em relação a um carro de passeio.



Fonte: Imagem extraída do site http://goofybiker.blogspot.com.

Segundo a opinião do analisa Ricardo Oliani, coordenador de Mobilização Comunitária do Instituto Akatu, ’O uso de transporte individual é uma questão cultural no Brasil, ligada à demonstração de status. As pessoas se sentem rebaixadas ao usarem transporte público, por isso todos querem ter seu carro.’ Tal situação aponta para a necessidade das políticas públicas trabalharem não apenas a sensibilização e a educação da população para que usem o menos possível o carro, mas também investir na melhoria e atratividade do transporte público e gerar viabilidade para que as pessoas usem alternativas como caminhada e bicicleta. Além de serem alternativas mais saudáveis, elas causam menos danos ao meio ambiente e ajudam na mobilidade urbana.

A frota de veículos no Brasil tem apresentado um crescimento contínuo ao longo dos anos e, com isso, gerado uma elevada demanda por vias de circulação nas cidades. A ampliação das vias incentiva à ida de mais veículos para as ruas, o que gera um ciclo vicioso. Utilizando informações disponíveis no Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), uma reportagem do site Globo.com comparou a evolução da frota de veículos em diversas cidades brasileiras, ocorrida em um intervalo de oito anos (2001 a 2009), e observou alta de 76% na frota total, chegando a mais de 200% em alguns municípios. A Tabela 2 mostra as cidades que tiveram a maior evolução da frota de veículos entre os anos de 2001 e 2009.



Tabela 1 – Cidades brasileiras com maior evolução da frota de veículos entre 2001 e 2009.

Cidade

Frota 2001

Frota 2009

Evolução da Frota

Aparecida de Goiânia (GO)

37.375

129.760

247%

Palmas (TO)

27.219

92.290

239%

Macapá (AP)

29.122

75.743

160%

Ananindeua (PA)

22.110

54.776

148%

Belford Roxo (RJ)

19.313

47.277

145%

Porto Velho (RO)

50.192

121.085

141%

Serra (ES)

44.537

102.246

130%

Boa Vista (RR)

40.207

91.867

128%

Feira de Santana (BA)

60.050

133.966

123%

Betim (MG)

45.621

99.099

117%

Rio Branco (AC)

39.796

85.389

115%

Teresina (PI)

109.811

227.516

107%

Manaus (AM)

185.647

383.933

107%

São Luís (MA)

99.759

201.702

102%



Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande