Glossário (rosa branca)



Baixar 81.35 Kb.
Encontro18.09.2019
Tamanho81.35 Kb.

GLOSSÁRIO

Os verbetes deste glossário estão baseados nos sites indicados ou nas seguintes publicações: 1) Berning, Cornelia. Vokabular des Nationalsozialismus. Berlim: de Gruyter, 2007. (VN); 2) Azevedo, Antonio Carlos de A. Dicionário de nomes, termos e conceitos históricos. Rio de Janeiro: Lexikon, 2012. (DTH) e 3) Benz, Wolfgang, Graml, Hermann e Weiß, Hermann. Enzyklopädie des Nationalsozialismus. Munique: DTV, 1998. (EN)



campo de concentração



Konzentrationslager

(abreviação: KZ)



Campo utilizado para detenção, exploração de trabalho e/ou extermínio de opositores do regime nacional-socialista, bem como de outros grupos de pessoas que, por razões racistas ou ideológicas, eram classificadas como inferiores e nocivas ao povo (como prisioneiros de guerra, homossexuais, ciganos e, principalmente, judeus). (VN)

chefe de distrito / chefia de distrito

Gauleiter / Gauleitung

Ocupante da maior posição hierárquica dentro daquelas que eram, depois do Reich, as maiores unidades territoriais e administrativas do partido nazista: as Gaue (singular: Gau). Nomeado diretamente por Hitler, o chefe de distrito era subordinado imediato do Führer. (VN)

compatriota

Volksgenosse

Membro da Comunidade do Povo*. Na acepção nacional-socialista, essa palavra possui uma acepção excludente, como fica evidente na seguinte passagem do “Programa do Partido Nacional-Socialista de Trabalhadores”, de 1920: “Só pode ser cidadão quem é compatriota. Só pode ser compatriota quem tem sangue alemão, independentemente de sua religião. Nenhum judeu pode, por esse motivo, ser compatriota”. (VN)

Comunidade do Povo

Volksgemeinschaft


Forma social propagada pelo regime nacional-socialista na qual classes sociais, partidos, pontos de vista divergentes e interesses individuais devem ser sacrificados em prol do bem comum de todos os compatriotas*. Na acepção nacional-socialista, Comunidade do Povo é sinônimo de uma comunidade de sangue, estabelecida a partir de critérios de pureza racial. (VN)

corrupção do poderio militar

Wehrkraftzersetzung

Crime tipificado no “Decreto do Direito Especial de Guerra”, de 17/08/1939, e punido, em geral, com pena de morte. Era acusado de corromper o poderio militar quem, por exemplo, ordenasse ou incitasse alguém a não cumprir seu serviço obrigatório nas forças armadas do país. (VN)

custódia protetora

Schutzhaft

Detenção decretada pela polícia – sem julgamento, sentença ou amparo judicial – por tempo indeterminado e cumprida em presídios ou campos de concentração. Durante o nacional-socialismo, esse tipo de prisão não tinha como objetivo proteger o preso, como parece sugerir a designação, mas sim defender o Estado de ações subversivas. Através da custódia protetora, o nacional-socialismo disseminava terror e colocava em prática um de seus principais meios de repressão. (VN)

detenção ou pena estendida aos parentes

Sippenhaft ou Sippenstrafe

A justiça nacional-socialista determinava que os parentes próximos do réu também fossem presos pelos atos cometidos por ele. Segundo a lógica nacional-socialista, o círculo de pessoas próximas ao réu era corresponsável pelas falhas do mesmo, pois havia faltado com o dever moral de agir e impedir suas ações subversivas. (VN)

Escritório Central de Segurança do Reich

Reichssicherheitshauptamt

Fundado no início da Segunda Guerra Mundial por Heinrich Himmler com o intuito de administrar os órgãos de segurança do Reich bem como controlar os cidadãos que pudessem atentar contra a segurança do mesmo. Tornou-se um instrumento para eliminar opositores políticos, não arianos e os chamados “inimigos do Reich”.

(http://www.topographie.de/historischer-ort/ns-zeit/das-reichssicherheitshauptamt/)



Forças Armadas Nacional-socialistas

Wehrmacht

Nome atribuído às forças armadas durante o Terceiro Reich (1935-1945) em substituição a “Reichswehr” da República de Weimar. Englobavam o Exército, a Marinha de Guerra e a Força Aérea. As Forças Armadas Nacional-socialistas surgiram com um contingente total de 100 000 homens e chegaram a 36 divisões compostas por 550 000. Após o final da II Guerra Mundial, o termo para as Forças Armadas da Alemanha passou a ser “Bundeswehr”. (EN)

Führer

Führer

Palavra utilizada para se referir a Hitler e que, se traduzida literalmente, significa guia, líder. Führer passou a ser designação oficial do chefe de estado nacional-socialista a partir de 1934. Com o passar do tempo, adquiriu uma conotação quase religiosa e chegou a ser descrita por Goebbels (ministro da propaganda) como “concepção sagrada de Estado”. (VN)

Gestapo

Geheime Staatspolizei (abreviação: Gestapo)

Polícia política do regime nacional-socialista. Enquanto ramo independente da administração estatal, a Gestapo tinha como missão vigiar e combater todos os planos e ações que representassem ameaça à segurança do Estado, tais como alta traição, espionagem e ataques ao partido. (VN)

Guerra Total

Totaler Krieg

(variação: Totalkrieg)



Guerra em que a antiga distinção entre combatentes e não combatentes é suspensa e todas as forças e recursos de uma população são mobilizados em prol da vitória. Termo criado no séc. XIX, foi incorporado à ideologia nacional-socialista pelo discurso de Goebbels em 1943. (VN)

Heil Hitler

Heil Hitler

Tradução literal: Salve Hitler. Saudação dos membros do partido nacional-socialista, transformada posteriormente em saudação oficial de todos os compatriotas*. A não utilização desta saudação em público era interpretada como sinal de deslealdade ou subversão e podia estar sujeita a sanções. (VN)

Jornal Völkischer Beobachter

Völkischer Beobachter

Jornal adquirido pelo partido nacional-socialista cuja principal atividade era a propagação da ideologia e divulgação de informações aos partidários.

(fonte: http://www.historisches-lexikon-bayerns.de/artikel/artikel_44345)



Jungenschaft

Jungenschaft

Menor unidade estrutural do Jungvolk* e da Juventude Hitlerista*. Consistia em grupos de aproximadamente 10 rapazes. (VN)

Jungvolk

Jungvolk

Subdivisão da Juventude Hitlerista* para meninos entre 10 e 14 anos. É considerada o primeiro núcleo educacional do partido nacional-socialista. A adesão dos meninos em idade escolar ao Jungvolk e, assim, à Juventude Hitlerista*, era obrigatória. (VN)

Juventude Hitlerista

Hitlerjugend

Denominação da organização juvenil oficial do partido nacional-socialista, bem como de uma subdivisão desta, destinada a rapazes com idade entre 14 e 18 anos. Cabia à Juventude Hitlerista a tarefa de, aliada à família e à escola, preparar os jovens – corporal, mental e moralmente – para servir ao povo e conviver na Comunidade do Povo*, agindo sempre de acordo com os preceitos ideológicos do nacional-socialismo. (VN)

marrom

braun

Cor do uniforme oficial do partido nacional-socialista, utilizado especialmente pelo esquadrão protetor* (SS) e pela divisão de assalto* (SA). A cor marrom passou a ser símbolo do nacional-socialismo em geral. (VN)

membro do partido nacional-socialista

Parteigenosse

(abreviação: Pg.)



Membro do partido nacional-socialista. A palavra Parteigenosse era muitas vezes utilizada como um título, anteposto ao sobrenome do afiliado. (VN)

nacional-socialismo

Nationalsozialismus

Designação utilizada para se referir à ideologia do partido de Adolf Hitler (Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães). Na acepção de Hitler, as palavras “nacional” e “socialista” têm o mesmo significado: inserção incondicional na Comunidade do Povo* e luta fanática contra tudo que seja nocivo a ela, especialmente contra os judeus. (VN)

nocivo ao Povo

volksfeindlich

Ao pé da letra significa aquilo ou aquele que é considerado inimigo (“Feind”) do Povo (“Volk”, no sentido empregado ao termo pelo regime). Trata-se de um adjetivo empregado para qualificar atitudes, pessoas e objetos que não adequam à ideologia do regime.

(fonte: http://gra.ch/lang-de/gra-glossar/186)



NSDAP

Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei

Partido fundado em 05.01.1919 na cidade de Munique, ao qual Adolf Hitler se afiliou em setembro do mesmo ano. Em abril de 1920, o partido (inicialmente denominado “Partido dos Trabalhadores Alemães”) passa a se chamar “Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães”. É como membro deste partido que Hitler toma o poder e governa a Alemanha de 1933 a 1945. (VN)

quartel de elite

Ordensburg

Fortaleza do partido nacional-socialista para formação de suas futuras lideranças, que ali eram disciplinadas e doutrinadas. (VN)

Palácio de Wittelsbach

Wittelsbacher Palais

O Palácio de Wittelsbach foi a sede principal da Gestapo*, incluindo o presídio, a partir de 1933. Lá foram realizados os interrogatórios dos irmãos Scholl. O palácio foi destruído parcialmente em 1944 e totalmente demolido em 1964, atualmente o local é ocupado pela sede do Banco Nacional da Baviera.

(Fontes: http://www.denkmaeler-muenchen.de/bauten/wittelsbacher.php e http://www.sueddeutsche.de/muenchen/muenchner-strassen-tuerkenstrasse-wo-die-bohme-bohme-sein-darf-1.1134552-2)



polícia secreta do Estado

Geheime Staatspolizei (abreviação: Gestapo)

Veja verbete Gestapo*.

presídio de Berlim-Plötzensee

Strafgefängnis Berlin-Plötzensee

Este presídio foi um dos principais centros de execução de opositores políticos ao regime nacional-socialista, por exemplo, integrantes de grupos de resistência como a “Orquestra Vermelha” e o “Kreisauer Kreis”. Calcula-se que cerca de 2500 homens, mulheres e jovens foram executados no presídio. No local, foram condenados não só opositores explícitos, como também perpetradores de pequenos delitos que supostamente ameaçariam o Regime. (EN)

(Fonte: http://www.berlin.de/ba-charlottenburg-wilmersdorf/bezirk/lexikon/jvaploetzensee.html)



presídio Stadelheim de Munique

Gefängnis München-Stadelheim ou Strafgefängnis München-Stadelheim

Presídio no qual eram presas e executadas pessoas condenadas à morte pelo Tribunal do Povo*, como os integrantes da Rosa Branca, além de outras vítimas do regime. Os irmãos Scholl, Willi Graf, Alexander Schmorell, Kurt Huber e Christoph Probst foram executados nesse presídio e alguns deles foram enterrados no cemitério Perlacher Forst, próximo ao presídio.

(fonte: http://www.ns-dokumentationszentrum-muenchen.de/files/hingerichtet-in-munchen-stadelheim.pdf



Procurador-geral do Reich

Oberreichsanwalt


Procurador de justiça atuante como primeiro promotor de acusação, representante do Ministério Público do Reich, durante as audiências do Tribunal do Povo*.

Prova de coragem no front

Frontbewährung

Apesar do nome positivo, tipo de punição a soldados da Wehrmacht*, que eram enviados ao front.

Questão Judaica

Judenfrage

Expressão de cunho antissemita criada pelo nacional-socialismo para designar a suposta impossibilidade de convivência entre judeus e não judeus. É utilizada tanto para se referir ao que na época se chamou de “problema racial” quanto para as medidas de exclusão e para o extermínio dos judeus em campos de concentração. (VN)

Reich

Reich

Se traduzido literalmente, o termo Reich significa “reino” ou “império”. A expressão “terceiro Reich” foi criada em 1923 pelo escritor alemão Moeller van den Bruck e posteriormente institucionalizada pelos nacional-socialistas, que o empregaram com intenção política: queriam se apoiar na tradição imperialista para justificar suas ambições expansionistas. (DTH)

SA

divisão de assalto do partido


Sturmabteilung

(abreviação: SA)


Tropa política uniformizada e armada do partido nacional-socialista, que liderava pancadarias e batalhas de rua sangrentas contra adversários políticos do Reich*. Nas palavras de Hitler, a SA era a guardiã da ideia nacional-socialista, bem como instrumento representativo e fortalecedor de sua ideologia. (VN)

SS

esquadrão protetor



Schutzstaffel

(abreviação: SS)



Tropa de elite do partido nacional-socialista, criada em 1925 com a missão de proteger Hitler. A partir de 1929, a SS passou a ser sistematicamente estruturada por Heinrich Himmler como instrumento de poder e terror do regime nacional-socialista. (VN)

sub-homem

Untermensch

Denominação utilizada com frequência pelos nacional-socialistas para se referir pejorativamente a judeus, poloneses, russos e comunistas, ou outros grupos considerados inferiores do ponto de vista moral e racial. (VN)

subversivo

staatsfeindlich

Ao pé da letra significa inimigo (“Feind”) do Estado (“Staat”). Adjetivo utilizado de forma semelhante a nocivo ao povo* para designar atitudes que representavam afronta à ideologia.

(fonte: http://gra.ch/lang-de/gra-glossar/186)



Serviço obrigatório para o Reich

Reichsarbeitsdienst ou Arbeitsdienst

(abreviação: RAD)



Órgão estatal criado com a tarefa de organizar a prestação obrigatória de serviço para o Reich. A partir de 1935, todos os jovens alemães de ambos os sexos deviam realizar, durante meio ano, algum trabalho de utilidade pública. (VN)

traidor do Povo

Volksverräter

Termo atribuído àqueles que praticam atos considerados contrários a ideologia e postura nacional-socialista.

Tribunal do Povo

Volksgerichtshof



Tribunal político, criado em 1934, estabelecido em Berlim por ordem de Hitler com a responsabilidade de julgar casos considerados crime pelo regime, como alta traição, traição à pátria e crimes políticos. (VN)

Tribunal Especial Político

Sondergericht



Tribunal de exceção criado logo após a tomada de poder pelos nacional-socialistas. Era utilizado como instrumento de perseguição a adversários e tinha como objetivo julgar rapidamente crimes políticos. (VN)

tusk

Heldenfibel von tusk

“Manual dos heróis” (Heldenfibel) publicado em novembro de 1933 por Koebel, conhecido como “tusk”. Eberhard Koebel, chamado tusk, o “alemão”, foi fundador do “dj. 1.11” (die Deutsche Jungenschaft von 1.11.1929), um grupo lendário da associação de jovens na República de Weimar.

(fonte: http://www.deutsche-biographie.de/sfz43604.html)



Waffen-SS

Escritório Central de Segurança do Reich




Waffen-SS

Reichssicherheitshauptamt



Unidades armadas da SS*, assim designadas a partir de 1939. Surgiram com o objetivo de constituir uma tropa seleta para desempenhar tarefas específicas, tais como lutar na guerra (sob comando do exército) e vigiar os campos de concentração. (VN)

Repartição criada em 27.9.1939 e que reuniu sob o chefe da Polícia de Segurança (Sicherheitspolizei) e do Serviço de Segurança (Sicherheitsdienst), em sede comum na rua Prinz-Albrecht-Straße, em Berlim as seguintes divisões: Escritório Central da Polícia de Segurança (Hauptamt Sicherheitspolizei), Escritório da Polícia Secreta (Geheimes Staatspolizeiamt), Escritório da Polícia Criminal do Reich (Reichskriminalpolizeiamt) e Escritório Central de Serviço de Segurança da SS* (SD-Hauptamt da SS) que foi financiado pelo NSDAP*, enquanto as demais divisões eram públicas. O objetivo era centralizar os órgãos de segurança do Reich e protegê-lo de opositores. (EN)





Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande