FundaçÃo comunitária tricordiana de educaçÃO



Baixar 360.1 Kb.
Página9/9
Encontro21.10.2017
Tamanho360.1 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9
10 - AVALIAÇÃO

A avaliação do Estágio Supervisionado ocorrerá ao longo do estágio, a partir da apresentação e discussão das atividades solicitadas pelo orientador (relatórios, trabalhos, seminários, apresentação de casos clínicos e banners) e a análise da pasta comprobatória entregue pelo aluno ao Orientador de Estágios, aprovadas sequencialmente ao longo do curso.

Considerando ser uma oportunidade de reflexões e críticas, será avaliado a participação do estagiário ao longo do processo, o grau em que foram atingidos os objetivos propostos, a interação teoria-prática e o desempenho das atividades propostas e realizadas em campo, de acordo com a ficha de avaliação do estagiário nos encontros semanais na unidade de ensino, através dos debates e apresentação das experiências vivenciadas.

Os dados desta avaliação serão compilados ao final do semestre em uma ficha de avaliação que estará anexada na pasta de estágio. O aluno tem de cumprir 100% da carga horária proposta.
10.1 - Critérios para avaliação


  1. Qualitativa: interação e compromisso com a prática de conhecer o ambiente social da profissão odontológica.

a.1) Além da pasta de estágio semestral, serão computadas as avaliações de trabalhos realizados e as observações em fichas de avaliação apropriadas e preenchidas pelos supervisores de estágio e nas Instituições provedoras do estágio.
b) Quantitativa: o estágio supervisionado será avaliado sob o ponto de vista de freqüência nos pontos de estágio.

b.1) O acadêmico deverá apresentar os documentos comprobatórios e ter o somatório das atividades em conformidade com o exigido. Os formulários devem estar devidamente preenchidos e assinados pelas pessoas autorizadas e devidamente investidas de responsabilidade pelo acompanhamento do estágio, com as horas de atividades computadas.



11 - RESULTADO FINAL DO ESTÁGIO


  1. A validade do estágio será realizada pela análise da documentação comprobatória com preenchimento completo, assinatura e carimbo dos responsáveis na instituição concedente e na universidade e entrega nas datas previstas. Esta etapa é componente essencial e preliminar para a análise quantitativa.

  2. No final do período serão aprovados os alunos que obtiverem média aritmética igual ou superior a 60,0 (sessenta) nas avaliações realizadas e frequência igual ou superior ao total da carga horária do Estágio Supervisionado.

  3. Serão reprovados por nota, os alunos que obtiverem média aritmética inferior a 60,0 (sessenta) nas avaliações e por falta, os alunos que não atingirem a frequência igual ou superior ao total da carga horária do Estágio Supervisionado.

  4. O aluno reprovado no estágio deverá refazê-lo de forma integral, tanto no cumprimento da carga horária, quanto da parte documental, não podendo prosseguir para o estágio seguinte se for reprovado nos critérios de pré-requisitos.

Estas disposições obedecem as normas da PRGAA da UNINCOR, onde estão determinados os critérios gerais de avaliação e as Normas de Estágio Supervisionado Obrigatório.

A avaliação do Estágio Supervisionado ocorrerá ao longo do estágio, a partir da apresentação e discussão das atividades e trabalhos que estão sendo desenvolvidos e análise da pasta comprobatória entregue pelo estagiário. Considerando ser uma oportunidade de reflexões e críticas, será avaliado o desenvolvimento do estagiário ao longo do processo, o grau em que foram atingidos os objetivos propostos, a interação teoria-prática e as modificações realizadas nos conceitos prévios, mesmo que ele não tenha, ainda, atingido o conhecimento total da prática odontológica e análise da documentação comprobatória.

Caberá também, ao supervisor e ao orientador, expressarem dados da participação do estagiário conforme fichas em anexo à este programa de estágio.

11.1 - Registro do estágio supervisionado

O registro de realização do estágio se dará através do preenchimento dos documentos abaixo relacionados e que comporão a pasta de estágio e dos solicitados nos anexos:



  1. Capa (ANEXO 1)

  2. Sumário (ANEXO 2)

  3. Ficha de Identificação (ANEXO 3) – Contém os dados de identificação do aluno, da unidade concedente e da Instituição de Ensino (UNINCOR).

  4. Carta de apresentação (ANEXO 4) – Para o aluno apresentar à Unidade Concedente indicada pela UNINCOR ou em que pretende realizar o estágio.

  5. Termo de Compromisso de Estágio (ANEXO 5) - Cláusulas que firmam a parceria entre UNINCOR, Unidade Concedente e Estagiário.

  6. Plano de trabalho (ANEXO 6) – Elaborado pelo orientador juntamente com o supervisor da Unidade Concedente.

  7. Relatório semestral das atividades de estágio (ANEXO 7) – Registro das experiências vivenciadas pelo aluno durante o estágio e a contribuição deste em sua formação profissional.

  8. Ficha de Controle de Presença e Procedimentos Realizados na Unidade Concedente (ANEXO 8) – Registra dia a dia, as atividades de estágio desenvolvidas na Unidade Concedente sob a orientação do supervisor do estágio.

  9. Ficha de Controle das Atividades Desenvolvidas na Orientação de Estágio (ANEXO 9) - Registra, dia a dia, as atividades de orientação desenvolvidas na UNINCOR.

  10. Ficha de avaliação do estágio realizada pelo estagiário (ANEXO 10).

  11. Ficha de avaliação do estágio realizada pelo supervisor da unidade concedente (ANEXO 11).

  12. Parecer do orientador do Estágio Supervisionado (ANEXO 12) – Contém a indicação de aceite ou recusa do orientador com relação à carga horária e o relatório apresentado pelo aluno.

  13. Tabela de Procedimentos Odontológicos por Ordem de Códigos – SUS (ANEXO 13).

  14. A Pasta de Estágio Supervisionado Extramuro deverá conter além dos formulários próprios já integrantes da PASTA DE ESTÁGIO, os seguintes documentos:


1º,2º,3º,4º,5º e 6° PERÍODOS:

  1. Xerox ou 2ª via dos relatórios mensais → ANEXO 14.

  2. Relatório Semestral → ANEXO 15.

  3. Controle de Atividades Coletivas (Controle Diário de Bochechos, Escovação e Evidenciação) → ANEXO 16.

OBS: Caso não tenha sido entregue o Cadastro, Avaliação de Palestra e Relatório Mensal, colocar em anexo.
6º PERÍODO: (parte curativa)

  1. Xerox ou 2ª via dos relatórios mensais → ANEXO 14.

  2. Relatório Semestral → ANEXO 15.

  3. Cadastro do Procedimento Individual → ANEXO 17.

  4. Prontuário Odontológico – (FRENTE) e Ficha de procedimento(s) realizado(s) – (VERSO) → ANEXO 18.

OBS: 1) Caso não tenha sido entregue o Relatório Mensal colocar em anexo.

2) Ficha Clínica somente dos pacientes que foram atendidos.


7º e 8º PERÍODOS: (parte curativa)

  1. Xerox ou 2ª via dos relatórios mensais → ANEXO 14.

  2. Relatório Semestral → ANEXO 15.

  3. Cadastro do Procedimento Individual → ANEXO 17.

  4. Prontuário Odontológico – (FRENTE) e Ficha de procedimento(s) realizado(s) – (VERSO) → ANEXO 18.

OBS: 1) Caso não tenha sido entregue o Relatório Mensal colocar em anexo.

2) Ficha Clínica somente dos pacientes que foram atendidos.




  1. Anexos do Curso de Odontologia Referentes ao Estágio Extramuro (solicitados especificamente para o Estágio Extramuro por período do curso):

  1. Relatório Mensal → ANEXO 14

  2. Relatório Semestral → ANEXO 15

  3. Controle de Atividades Coletivas → ANEXO 16

  4. Cadastro do Procedimento Individual → ANEXO 17

  5. Prontuário Odontológico e Ficha de Procedimento Realizado (somente o Prontuário do Paciente Escolhido como Caso Clínico) → ANEXO 18 FRENTE E VERSO.



12. OBRIGAÇÕES A SEREM OBSERVADAS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ESTÁGIO


  1. O estagiário desenvolverá suas atividades de estágio na Instituição em que obtiver autorização da Direção e o aceite de um supervisor. Para isto, deverá providenciar a “Carta de Apresentação”, assinada pelo coordenador do curso e apresentá-la nas instituições que forem indicadas pela UNINCOR.

  2. Obtido o aceite pela Unidade Concedente, formalizar o estágio através do preenchimento do Termo de Compromisso.

  3. Após este procedimento, entregar o termo de compromisso ao professor-orientador que irá conferir e protocolar. Somente após a conferência e devolutiva desta documentação é que o aluno estará autorizado a iniciar as atividades.

  4. Durante o período de estágio o estagiário receberá acompanhamento e orientação do professor orientador, do supervisor de prática (na UNINCOR) e do supervisor de estágio (na Unidade Concedente).

  5. Todas as atividades desenvolvidas serão anotadas em relatórios e fichas padronizadas pela UNINCOR, que deverão receber as assinaturas dos responsáveis.

  6. Os relatórios deverão ser elaborados de maneira a confirmar a qualidade e a natureza das atividades. Estas atividades obedecerão ao plano de trabalho entregue pelo orientador.

  7. Toda a documentação obtida durante o estágio será organizada em pasta a ser entregue ao orientador no final do semestre letivo.

Durante o semestre letivo o orientador estará recebendo as atividades e relatórios semanais e mensais, avaliando-as e dando-lhes feedback continuamente. Promoverá análises e debates entre os estagiários, procedimento este extremamente necessário para a construção de conhecimento a partir do estágio. O supervisor de prática deverá acompanhar a montagem seqüencial da pasta de estágio, evitando atropelos de última hora e mantendo a qualidade do trabalho construído.

A orientação de estágio se dará em reuniões de planejamento, avaliação e troca de informações obtidas entre os alunos.



13. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS EXTRAMURO E INTRAMURO
13.1. Critérios de Avaliação dos Estágios Supervisionados Extramuro


ITENS

Sub total

Total

  1. ATIVIDADES PRÁTICAS

I ao VIII




80,0

    1. Trabalho em Campo (Relatórios, Atividades Práticas)*

70,0








    1. Pasta de Estágio

10,0

  1. APRESENTAÇÃO DE PÔSTER

I ao VIII




5,0

    1. Apresentação Gráfica

0,5







    1. Presença dos itens propostos**

1,5

    1. Normatização Bibliográfica

0,5

    1. Apresentação oral

2,5

  1. ATIVIDADES TEÓRICAS

I ao IV

V ao VIII

15,0

    1. Atividades Teóricas I (Planejamento)

5,0

2,5




    1. Atividades Teóricas II***

5,0

2,5

    1. Apresentação de caso Clínico

5,0

10,0

TOTAL







100,0

*- Palestras, Pasta de Grupo, Caderno e Questionários de Visitas do Estágio I ao IV. Do Estágio V ao VIII acrescenta-se Inquérito Epidemiológico CPOD, Monografia e Apresentação em Grupo. Nos Estágios Intramuros o processo de avaliação será feito, durante a execução das atividades clínicas ambulatoriais diárias, através da observação e consideração de aspectos relativos ao procedimento clínico em si, como: atendimento as normas de biossegurança, domínio de conteúdo teórico, propriedade do protocolo clínico, cumprimento do plano de tratamento, preenchimento adequado dos prontuários dos pacientes e a organização dos mesmos; assim como outros de ordem afetiva e comportamental: apresentação (indumentária branca condizente com o ambiente de atendimento clínico, jaleco, gorro, óculos, luvas e máscaras), pontualidade, habilidades e atitudes, organização da bancada e mesa de trabalho (instrumentais necessários), organização de trabalho, dedicação e responsabilidade.


**- Cabeçalho, Introdução, Objetivos, Metodologia, Atividades Desenvolvidas, Resultados, Discussão, Considerações Finais e Referências Bibliográficas
***- Monografias, seminários e trabalhos teóricos.
13.2. Critérios de Avaliação dos Estágios Supervisionados Intramuro


ITENS

Sub total

Total

  1. ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS

Intramuro

100,0

    1. Trabalho em Campo (Atividades Práticas)*

80,0


80,0


    1. Recepção e apresentação, observação da rotina, elaboração e aprovação do plano individual de estágio e planilhas de execução. O estagiário deverá elaborar relatório discursivo das atividades desenvolvidas, seminários, resumos, casos clínicos, submetendo-o a parecer do orientador da UNINCOR. Organização e preenchimento dos formulários e documentos comprobatórios formatando em pasta de estágio.

20,0

20,0

TOTAL




100,0

*- Nos Estágios Intramuros o processo de avaliação será feito, durante a execução das atividades clínicas ambulatoriais diárias, através da observação e consideração de aspectos relativos ao procedimento clínico em si, como: atendimento as normas de biossegurança, domínio de conteúdo teórico, propriedade do protocolo clínico, cumprimento do plano de tratamento, preenchimento adequado dos prontuários dos pacientes e a organização dos mesmos; assim como outros de ordem afetiva e comportamental: apresentação (indumentária branca condizente com o ambiente de atendimento clínico, jaleco, gorro, óculos, luvas e máscaras), pontualidade, habilidades e atitudes, organização da bancada e mesa de trabalho (instrumentais necessários), organização de trabalho, dedicação e responsabilidade.



14. CONSIDERAÇÕES FINAIS
a. Todos os estagiários devem cumprir as orientações referentes as seguintes normatizações: Manual de Biossegurança da UNINCOR, Memorando sobre Indumentária (trata das normas de Indumentária junto as clínicas e laboratórios) e Normas e Rotinas nos locais de Estágio;

b. O uso de crachá visível no local de estágio é indispensável;

c. As normas contidas no Manual do Acadêmico devem ser lidas antes do início dos estágios pelo estagiário;

d. Recomenda-se que os estagiários estejam em dia com o Cartão de Vacinação antes do início das atividades.




OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:


  1. O MODELO DA PASTA DE ESTÁGIO DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE VALE DO RIO VERDE – UNINCOR PODE SER ENCONTRADO NO SITE DA UNINCOR. Não será aceita a pasta que estiver fora dos padrões.




  1. A CAPA DA PASTA DE ESTÁGIO DEVERÁ SER ESPIRALADA E COM PLÁSTICO TRANSPARENTE NA FRENTE E A CONTRA-CAPA DE COR PRETA.



  1. A ENTREGA DA PASTA DENTRO DOS PADRÕES E NA DATA DETERMINADA É CONDIÇÃO “SINE QUA NON” PARA APROVAÇÃO NO ESTÁGIO. O ALUNO QUE NÃO ENTREGAR A PASTA DENTRO DAS NORMAS E NA DATA DETERMINADA NÃO PODERÁ SER APROVADO NO REFERIDO ESTÁGIO.





Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande