Estratégia multimédia para educaçÃo e formaçÃO



Baixar 8.13 Kb.
Encontro21.10.2017
Tamanho8.13 Kb.

ESTRATÉGIA MULTIMÉDIA PARA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO

RESUMO

Este trabalho de investigação tenta dar resposta à problemática da relação do Multimédia com os processos de Ensino-Aprendizagem. As questões centrais são as seguintes:


- Até que ponto e em que medida, é o Multimédia um embraiador susceptível de dinamizar e melhorar os processos de Ensino-Aprendizagem? Que métodos e estratégias de Ensino-Aprendizagem se devem utilizar para o desenvolvimento das aplicações multimédia vocacionadas para a Educação e Formação?
A resposta a estas questões é complexa, e envolve opções metodológicas que foram as seguintes:
- A análise dos processos de aprendizagem; e a análise das interacções entre Professores e Alunos.
No contexto da dissertação estes processos são valorizados, em detrimento do modelo predominante no passado . A mudança de paradigma educacional implica mudança no diálogo pedagógico-didáctico, na capacidade de aprender durante os vários ciclos educativos, mas também, ao longo da vida. Isto significa capacidade para aprender, como para saber utilizar esse conhecimento, por forma a dar resposta às actuais mudanças, culturais, sociais, económicas, tecnológicas.
Considera-se que os 4 pilares da Educação do século XXI: Aprender a conhecer, Aprender a fazer, Aprender a viver juntos e Aprender a ser, são estruturantes para qualquer projecto de vida individual. A actividade de aprender em permanência, adquirindo mais e melhores competências, requer novas práticas pedagógicas e a emergência de novos cenários para as Escolas do Futuro, onde o Multimédia é sempre chamado a desempenhar um papel preponderante. Contudo, se os computadores e o Multimédia já entraram na maioria das escolas, não chegaram a conquistar o lugar privilegiado do processo de Ensino-Aprendizagem: a sala de aula. Esta realidade advém do facto de continuarem a desempenhar um papel igual ao que, no seu tempo, desempenhou o cinema, a rádio e mais tarde a televisão. Crê-se que quando forem introduzidas, nos media digitais e nas redes, melhorias ao nível da ergonomia, portabilidade e custo, então sim, eles vão penetrar na sala de aula. Nesta nova sala de aula formam-se redes colaborativas de aprendizagem, utilizam-se métodos, estratégias de pesquisa e de Ensino-Aprendizagem para complementar aulas presenciais e ajudar os alunos com dificuldades de aprendizagem.
A 1ª parte da dissertação encerra com a análise sistematizada de modelos teóricos que enformam a construção dos projectos multimédia para a Educação e Formação. Considerou-se que estes estão integrados na teoria construtivista, na medida em que se crê que os Sistemas Interactivos de Comunicação podem, em situações específicas: acrescentar valor; ajudar a adquirir capacidades de aprender; ajudar a adquirir conhecimento; e a proporcionar uma aprendizagem significativa.
Na 2ª parte, analisam-se, sob várias perspectivas, as interacções entre Professores e Alunos, bem como os 4 Estudos de Caso: Lírica de Camões, Teatro de Gil Vicente, Rede de Centros de Recursos em Conhecimento e e_Tutor. Os dois primeiros materiais didácticos vocacionados para o Ensino foram avaliados através do método de inquérito por amostragem, que incidiu sobre 6 escolas pertencentes à NUT II - Lisboa e Vale do Tejo. Foram seleccionados, 564 Alunos e 52 Professores, do 10º ano, para responderem ao Inquérito por Questionário, com resultados muito positivos.
Conclui-se assim, que os Sistemas Interactivos de Comunicação assentam raízes nos princípios teóricos do construtivismo, tal como foi inicialmente formulado por Piaget e mais tarde aprofundado com as teses construcionistas de Papert e de Resnick; permitem aos alunos criar um espaço de saber, que os pode ajudar nos processos de aprendizagem, i.e., procurar informação e construir conhecimento. E ainda que, as aplicações multimédia vocacionadas para a Educação e Formação, quando desenvolvidas de acordo com métodos e estratégias de Ensino–Aprendizagem são instrumentos pedagógico-didácticos facilitadores e motivadores da aprendizagem.


Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande