Edital n.º 001/2004-mp prova para o cargo de odontólogo periodontista



Baixar 119.38 Kb.
Encontro24.10.2017
Tamanho119.38 Kb.





CONCURSO DE INGRESSO PARA CARGOS EFETIVOS NO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARÁ

EDITAL N.º 001/2004-MP

PROVA PARA O CARGO DE ODONTÓLOGO PERIODONTISTA


INSTRUÇÕES AO CANDIDATO




  1. Este BOLETIM DE QUESTÕES contém 50 questões objetivas. Caso exista algum problema, comunique imediatamente ao Fiscal de Sala.

  2. Cada questão apresenta cinco alternativas, destas apenas uma é correta.

  3. A resposta definitiva de cada questão deve ser, obrigatoriamente, assinalada no CARTÃO-RESPOSTA, fornecido especificamente para este fim.

  4. As questões objetivas devem ser respondidas no CARTÃO–RESPOSTA, considerando a numeração de 1 a 50.

  5. Confira se seu nome e número de inscrição constam na parte superior do CARTÃO-RESPOSTA que você recebeu, o qual não pode ser amassado ou dobrado.

  6. O Cartão-Resposta só será substituído se tiver falha de impressão.

  7. Assine seu nome na lista de presença do mesmo modo como está assinado no seu documento de identidade.

  8. Esta prova terá duração de 4 (quatro) horas, tendo o seu início às 8 h e término às 12 h (horário de Belém).

  9. Ao final da prova, devolva ao fiscal de sala todo o material referente a esta prova.

ÓRGÃO EXECUTOR





Líderes sem massa

5

10

15



20

25

30



35

40

45



50

55

60



Costuma-se dizer que a capacidade de um país andar mais rápido depende da qualidade de seus líderes. Pois o líder abre caminhos e desfaz obstáculos com sua condição de comover, inspirar, atrair e mobilizar as massas. Se no passado os rastros dos grandes líderes deixavam-se ver nas trilhas abertas para libertar seus países da opressão e da miséria, hoje seus passos são pouco visíveis, porque a crise de governabilidade que assola o mundo acaba afogando marcas, estilos e identidades na poeira de um caos cujos contornos Samuel P. Huntignton tão bem aponta neste breve relato: ''Quebra da lei e da ordem, Estados fracassados, anarquia crescente, ondas de criminalidade, máfias transnacionais e cartéis de drogas, expansão dos vícios em muitas sociedades, debilitação geral da família, declínio na confiança e na solidariedade social, violência étnica, religiosa e civilizacional''.

A administração do paradigma do caos que assola a humanidade tem passado para a órbita de lideranças menos carismáticas, mais técnicas e funcionais, cujas preocupações estratégicas se repartem em três esferas: a estabilização macroeconômica e os programas de desenvolvimento, as redes de proteção social e as políticas de segurança interna.

No meio de tempestades que se multiplicam e que conferem à contemporaneidade a imagem de uma Idade de Trevas, a despolitização se estabelece, solapando as ideologias de ontem, expandindo as tecnocracias e arrefecendo o sistema político, com seqüelas no enfraquecimento dos partidos, na fulanização da política e na desmotivação dos participantes partidários. Nessa moldura, os líderes de massa se tornam cada vez mais escassos. Pode-se apontar nos dedos a relação de líderes carismáticos e populares. É o caso, por exemplo, do Brasil, onde Lula pode ser considerado o último líder de massas de um ciclo que se esgota com a intensificação da crise da democracia representativa.

Na verdade, Lula se apresenta como a última instância produzida por um processo de acumulação de forças, que, há três décadas, vem operando sobre a esfera social, juntando ações coletivas e públicas, demandas por direitos e movimentos cívicos, canalizados com mais força a partir da Constituição de 88. O ex-metalúrgico constituía, desse modo, o contraponto criado por forças de resistência às políticas macroeconômicas e liberalizantes implantadas desde Collor e revigoradas pelas reformas econômicas nos dois períodos de Fernando Henrique.

A continuidade do sistema de blindagem na economia, com a manutenção dos eixos da estabilização, e a importância da real política de interesses partidários, vital para sustentação da base governamental, estão colaborando para raspar da imagem de Lula a tintura carismática que, até bem pouco, envernizava totalmente seu perfil. Ou seja, o Brasil começa a presenciar o fenômeno de um líder de massas se transformando em liderança funcional.

Nesse ponto, cabe aduzir: com Lula, desaparece a feição populista no cenário das lideranças nacionais. Poderá ele recuperar a imagem cheia de arrebatador de massas? Resposta: só se realizar os milagres prometidos. Caso contrário, será um típico exemplo de ''reversão de expectativas''. Quem pode entrar ainda no figurino populista? Brizola? Ora, o gaúcho só tem fôlego para sussurros. Geraldo Alckmin? Trata-se de um perfil sem muito sal, parecendo não ser tocado por aquela paixão que anima a alma política. Aécio Neves? Comandando um grande Estado, é um perfil inebriado pelos prazeres da juventude. Itamar? Bom, mais parece um bicho de sete cabeças, não se sabendo qual a que dirige o pensamento. Serra? Tem preparo, porém se assemelha a um consultor técnico dando aulas de racionalidade. Não adoça a vontade das massas. Garotinho gosta de jogar com as ilusões. Isso amedronta. Na atual safra de mandatários, inexistem proeminências. Já no Parlamento, os atos retóricos são medidos pela lupa do marketing. Os comportamentos se homogeneízam sob o véu da pasteurização política.



Na atual conjuntura, não há motivos nem palcos para animação das populações. As massas só entram em estado de agitação quando tocadas pela fé religiosa. Mesmo assim, os atos de massa se restringem aos espaços dos templos, que a estratégia mercadológica se esforça para multiplicar e ampliar. A aderência partidária no Brasil, portanto, só é forte nas hostes do Senhor. Desaparecendo o formato carismático e populista, teremos de nos conformar doravante com um grupo de políticos treinados nas artimanhas da articulação e dos entreveros partidários. Entre desilusões e desesperanças, os brasileiros começam a não enxergar mais aquela aura que envolvia seus ícones e heróis, o líder glorificado, o exemplo de autoridade, o pai da pátria, o político admirado por todos, como Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek ou mesmo Jânio Quadros. Dessa forma, o Brasil vai ilustrando a imensa galeria contemporânea de líderes sem massa.


Gaudêncio Torquato (Consultor político e professor titular da USP)

http://www.jb.com.br/jb/papel/opinião/joropi20040229001.htm (01/03/2004)









Com base no texto “Líderes sem massa”, assinale a única alternativa correta nas questões de 01 a 06.

01. Em relação ao perfil dos líderes populares do passado e ao dos contemporâneos, é correto afirmar que

  1. os líderes de hoje, por serem mais técnicos e funcionais, conseguem ser mais carismáticos e populares do que os líderes do passado.

  2. as lideranças do passado tinham dificuldade em mobilizar e administrar as massas, propiciando convulsões étnicas, sociais e religiosas em seus países.

  3. a escassez dos líderes de massa atuais se explica porque estes concentram suas preocupações no fortalecimento do sistema político.

  4. os grandes líderes do passado, apesar de carismáticos e populares, não conseguiam libertar seu povo da opressão e da miséria.

  5. a crise de governabilidade que tomou conta do mundo contemporâneo comprometeu o surgimento de líderes mais carismáticos.


02. Considere os enunciados abaixo.

  1. O Brasil atualmente não precisa de líderes carismáticos, mas de líderes funcionais, por isso Lula é considerado o último líder de um ciclo que se está esgotando.

  2. O ciclo responsável pela intensificação da crise da democracia representativa é o período compreendido entre a Idade das Trevas e o governo de Fernando Henrique.

  3. Lula pode ser apontado como líder carismático e popular porque representa a resistência às políticas dos governos brasileiros nas últimas três décadas.

  4. Lula pode ser considerado “o último líder de massas” porque no Brasil a democracia já está consolidada, o que desmotiva o surgimento de novos líderes.

  5. A insatisfação em relação às políticas macroeconômicas e liberalizantes dos governos de Collor e Fernando Henrique construiu a imagem do último líder carismático e popular do Brasil.


De acordo com o texto, estão corretos os itens

  1. I e II

  2. I e III

  3. III e IV

  4. III e V

  5. I e V


03. Em relação aos possíveis líderes populares do Brasil citados no texto, é INCORRETO afirmar que

  1. Brizola não consegue mais arrebatar o povo, por isso “só tem fôlego para sussurros”.

  2. Geraldo Alckmin não tem perfil de líder político, portanto não poderá entrar no rol dos grandes líderes.

  3. Aécio Neves, pela sua juventude e por ser governador de um grande Estado, é um possível futuro líder popular.

  4. Serra, pelo seu discurso muito técnico, dificilmente atrairá o gosto popular.

  5. Garotinho não é um proeminente candidato a líder popular porque lhe falta mais consciência política para não iludir o povo.

04. Em relação à expressão “grandes líderes” no fragmento (linhas 3 a 5)

Se no passado os rastros dos grandes líderes deixavam-se ver nas trilhas abertas para libertar seus países da opressão e da miséria, hoje seus passos são pouco visíveis”,

é correto afirmar que


  1. a ordem de seus termos não altera o sentido da expressão.

  2. a palavra “grande”, por ser um adjetivo, não poderia ocupar outra posição.

  3. a regência nominal do termo “rastros” exige a anteposição do adjetivo.

  4. a mudança na ordem dos seus termos afetaria o sentido da expressão.

  5. a expressão apresenta uma impropriedade de colocação em relação à norma culta.


05. No fragmento (linhas 30 a 33)

A continuidade do sistema de blindagem na economia, com a manutenção dos eixos da estabilização, e a importância da real política de interesses partidários, vital para sustentação da base governamental, estão colaborando para raspar da imagem de Lula a tintura carismática que, até bem pouco, envernizava totalmente seu perfil.”



a palavra “vital”

  1. está empregada no singular para enfatizar a expressão “importância da real política”.

  2. deveria ter sido empregada no plural para concordar em número com a expressão “interesses partidários”.

  3. está empregada no singular porque se refere à palavra “política” e com ela concorda em número.

  4. está empregada no singular, desobedecendo à exigência de concordância, para surtir efeito estilístico.

  5. está empregada no singular por exigência da preposição que a segue imediatamente.


06. Da leitura do texto depreende-se que

  1. os políticos atuais são muito retóricos e demagogos.

  2. na atual conjuntura, líderes políticos atrapalhariam as articulações partidárias.

  3. atualmente, a sociedade brasileira não precisa de líderes populistas.

  4. os brasileiros estão desiludidos e desesperançosos com seus políticos.

  5. no Brasil, atualmente, só a fé religiosa consegue sensibilizar e arrebatar o povo.


07. De acordo com os princípios fundamentais da República Federativa do Brasil,

  1. o caráter representativo do regime democrático é excetuado somente pelo exercício do plebiscito.

  2. a indissolubilidade da Federação veda a incorporação entre Estados ou seu desmembramento.

  3. a harmonia entre os poderes exige-lhes o exercício do controle recíproco.

  4. a independência dos poderes proíbe o exercício de funções administrativas pelo Poder Judiciário.

  5. a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América do Sul, Central e do Norte rege as relações internacionais do Brasil.


08. De acordo com a Constituição de 1988,

  1. são direitos fundamentais somente aqueles expressos na Constituição.

  2. as normas de direitos fundamentais são dotadas de auto-aplicabilidade.

  3. os direitos e garantias fundamentais somente podem ser abolidos por emenda à Constituição.

  4. somente o Poder Público está obrigado ao cumprimento dos direitos fundamentais.

  5. o exercício dos direitos e garantias fundamentais depende de sua regulamentação pelo legislador.


09. Dentre os direitos e garantias individuais da Constituição de 1988, inclui/incluem-se:

  1. a liberdade de expressão, sendo vedado o anonimato, e o direito à informação, sendo vedado o sigilo da fonte.

  2. a inviolabilidade do domicílio, sendo vedado o ingresso na casa sem consentimento do morador, salvo as exceções previstas na Constituição.

  3. o direito de propriedade, sendo vedada a desapropriação sem justa e prévia indenização em dinheiro.

  4. o contraditório e a ampla defesa, sendo vedada sua aplicação ao processo administrativo.

  5. a igualdade perante a lei, sendo vedada a adoção de políticas de discriminação positiva.


10. Dentre as garantias previstas na Constituição de 1988, inclui-se:

  1. o habeas corpus, em caso de alguém sofrer ou se achar ameaçado de sofrer violência ou coação em seus direitos e liberdades constitucionais, por ilegalidade ou abuso de poder.

  2. o habeas data, para assegurar o conhecimento de informações e a retificação de dados, relativos à pessoa do impetrante, constantes de registros de entidades públicas e privadas de qualquer natureza.

  3. o mandado de injunção, em caso de descumprimento de norma regulamentadora que torne inviável o exercício dos direitos e liberdades constitucionais.

  4. a ação popular, ajuizada por qualquer cidadão para anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade de que o Estado participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural.

  5. o mandado de segurança coletivo, ajuizado por partido político em funcionamento há pelo menos um ano, em defesa dos interesses de seus membros.


11. São brasileiros natos:

  1. os nascidos na República Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que estes estejam a serviço de seu país.

  2. os nascidos no estrangeiro, de pai ou mãe brasileiros, desde que registrados em repartição brasileira competente.

  3. os nascidos no estrangeiro, de pai ou mãe brasileiros, desde que venham a residir na República Federativa do Brasil e optem, até os dezoito anos, pela nacionalidade brasileira.

  4. os nascidos no estrangeiro, de pai ou mãe brasileiros, desde que venham a residir na República Federativa do Brasil e optem, a qualquer tempo, pela nacionalidade brasileira.

  5. os nascidos no estrangeiro, desde que residam há mais de quinze anos ininterruptos na República Federativa do Brasil e optem, a qualquer tempo, pela nacionalidade brasileira.


12. É função institucional do Ministério Público:

  1. promover, subsidiariamente, a ação penal pública.

  2. instaurar o inquérito policial, indicando seu fundamento jurídico.

  3. defender judicialmente os direitos e interesses da populações indígenas.

  4. exercer o controle interno da atividade policial, na forma de lei complementar.

  5. promover o inquérito civil, para a proteção dos direitos individuais, e a ação civil pública, para a proteção dos direitos difusos e coletivos.

13. No que se refere ao exercício de funções de confiança e de cargos em comissão, a Constituição Federal de 1988 prevê que

  1. as funções de confiança devem ser exercidas, exclusivamente, por servidores ocupantes de cargo efetivo e os cargos em comissão apenas às atribuições de direção, chefia e assessoramento.

  2. as funções de confiança devem ser exercidas, preferencialmente, por servidores ocupantes de cargo efetivo e os cargos em comissão destinam-se, exclusivamente, às atribuições de direção.

  3. as funções de confiança podem ser exercidas por servidores ocupantes de cargo efetivo ou temporários e os cargos em comissão destinam-se, exclusivamente, às atribuições de direção e assessoramento.

  4. as funções de confiança devem ser exercidas, exclusivamente, por servidores ocupantes de cargo efetivo e os cargos em comissão destinam-se, exclusivamente às atribuições de assessoramento.

  5. as funções de confiança devem ser exercidas preferencialmente por servidores ocupantes de cargo efetivo ou temporários e os cargos em comissão destinam-se, às atribuições de direção, chefia e assessoramento.


14. Nos termos da Constituição Federal, é permitida em caráter excepcional, a acumulação remunerada de cargos públicos, quando houver compatibilidade de horário, nos seguintes casos:

  1. dois cargos de professor; dois cargos técnicos e dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas.

  2. dois cargos de professor; dois cargos técnicos e dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas ou não.

  3. dois cargos de professor; um cargo técnico com outro técnico ou científico e dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas.

  4. dois cargos de professor; um cargo de professor com outro técnico ou científico e dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas.

  5. um cargo de professor com outro técnico ou científico; dois cargos técnicos e dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas.


15. A Lei no 5.810/94 não considera como de efetivo exercício, para todos os fins, o afastamento decorrente de:

  1. serviços obrigatórios em lei.

  2. licença-maternidade com duração de 120 (cento e vinte) dias.

  3. licença por motivo de doença em pessoa da família.

  4. licença para tratar de interesse particular.

  5. desempenho de mandato classista.


16. A Lei no 5.810/94, que dispõe sobre o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis da Administração Direta, das Autarquias e das Fundações Públicas do Estado do Pará, considera tempo de serviço público

  1. o exclusivamente prestado à União, Estados, Distrito Federal, Municípios, Autarquias e Fundações instituídas ou mantidas pelo Poder Público e sua apuração é feita em dias.

  2. considera-se tempo de serviço público o exclusivamente prestado à União, Estados, Distrito Federal e Municípios e sua apuração é feita em meses.

  3. o exclusivamente prestado à União, Estados, Distrito Federal, Municípios, Autarquias e Fundações instituídas ou mantidas pelo Poder Público e sua apuração é feita em anos.

  4. o exclusivamente prestado à União, Estados, Distrito Federal e Municípios e sua apuração é feita em dias.

  5. o exclusivamente prestado à União, Estados e Municípios, Autarquias e Fundações Federais e Estaduais e sua apuração é feita em dias.


17. Nos termos da Constituição Federal, no caso de um cargo ser extinto ou declarado desnecessário,

  1. o servidor estável ou não ficará em disponibilidade com remuneração integral, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.

  2. o servidor estável ficará em disponibilidade com remuneração integral, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.

  3. o servidor estável ficará em disponibilidade, com remuneração proporcional ao tempo de serviço, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.

  4. o servidor estável ou não ficará em disponibilidade com remuneração proporcional ao tempo de serviço, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.

  5. o servidor estável ou não ficará em disponibilidade sem remuneração, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.


18. A Lei no 5.810/94 prevê como vantagem concedida ao servidor:

  1. auxílio-natalidade, correspondente a dois salários mínimos, após a apresentação da certidão de nascimento para inscrição do dependente.

  2. auxílio-natalidade, correspondente a um salário mínimo, após a apresentação da certidão de nascimento para inscrição do dependente.

  3. auxílio-doença, correspondente a dois meses de remuneração, após cada período consecutivo ou não de 6 (seis) meses de licença para tratamento de saúde.

  4. auxílio-doença, correspondente a um salário mínimo, após cada período consecutivo de 6 (seis) meses de licença para tratamento de saúde.

  5. auxílio-natalidade, correspondente a um mês de remuneração, após a apresentação da certidão de nascimento para inscrição do dependente.


19. São princípios institucionais do Ministério Público:

  1. Vitaliciedade, Inamovibilidade e Indivisibidade.

  2. Unidade, Uniformidade e Independência funcional.

  3. Independência funcional, Inamovibilidade e Indivisibidade.

  4. Uniformidade, Vitaliciedade e Unidade.

  5. Unidade, Indivisibilidade e Independência funcional.


20. É correto afirmar:

  1. Ao Ministério Público é assegurado autonomia funcional, administrativa e financeira.

  2. As decisões do Ministério Público fundadas em sua autonomia funcional , administrativa e financeira têm eficácia e executoriedade após aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado.

  3. As propostas orçamentárias do Ministério Público são elaboradas dentro dos limites estabelecidos na Lei de Diretrizes Orçamentárias da União e encaminhadas ao Tribunal de Contas do Estado para aprovação.

  4. As propostas orçamentárias do Ministério Público são elaboradas pelo Poder Executivo, aprovadas pelo Ministério Público e submetidas ao Poder Legislativo.

  5. As decisões do Ministério Público fundadas em sua autonomia funcional e administrativa somente têm validade, eficácia e executoriedade após aprovadas pelo Poder Legislativo.

21. A elaboração das folhas de pagamento de pessoal, a aquisição de bens e contratação de serviços e respectiva contabilização, a proposição ao Poder Legislativo da criação e extinção de cargos, bem como a fixação e reajuste dos vencimentos dos membros do Ministério Público são atividades asseguradas ao Ministério Público fundadas na sua

  1. unidade, autonomia financeira e orçamentária.

  2. autonomia funcional, jurisdicional e contábil.

  3. indivisibilidade, autonomia operacional e patrimonial.

  4. autonomia contábil, financeira e operacional.

  5. autonomia funcional, administrativa e financeira.


22. A competência legal de designar membros do Ministério Público para exercer as atribuições de dirigente dos Centros de Apoio Operacional, ocupar cargos de confiança junto aos órgãos de Administração Superior, bem como encaminhar ao Poder Legislativo os Projetos de Lei de iniciativa do Ministério Público, é do

  1. Conselho Superior do Ministério Público.

  2. Procurador Geral de Justiça.

  3. Corregedor Geral do Ministério Público.

  4. Colégio de Procuradores.

  5. Procurador de Justiça.


23. A atribuição legal de propor ao Poder Legislativo a destituição do Procurador Geral de Justiça, pelos votos de dois terços de seus membros e por iniciativa da maioria absoluta de seus integrantes em caso de abuso de poder, conduta incompatível ou grave omissão nos deveres do cargo, assegurada a ampla defesa é do(a):

  1. Associação do Ministério Público do Estado do Pará.

  2. Corregedor Geral do Ministério Público.

  3. Colégio de Procuradores de Justiça.

  4. Conselho Superior do Ministério Público.

  5. Promotores de Justiça e Procuradores de Justiça.


24. A elaboração da lista sêxtupla para a escolha do membro do Ministério Público para ocupar o quinto constitucional no Tribunal de Justiça do Estado é atribuição legal do(a):

  1. Associação do Ministério Público do Estado do Pará.

  2. Corregedor Geral do Ministério Público.

  3. Colégio de Procuradores de Justiça.

  4. Conselho Superior do Ministério Público.

  5. Procurador Geral de Justiça.


25. A atribuição legal de remeter informações técnico-jurídicas, sem caráter vinculativo, aos órgãos ligados a sua atividade, bem como estabelecer intercâmbio permanente com entidades ou órgãos públicos ou privados que atuem em áreas afins, para obtenção de elementos técnicos especializados necessários ao desempenho de suas funções é do(a)

  1. Colégio de Procuradores de Justiça

  2. Conselho Superior do Ministério Público.

  3. Centro de Apoio Operacional.

  4. Centro de Estudos e Aperfeiçoamento de Pessoal.

  5. Centro de Apoio Administrativo-Financeiro.


26. Paciente do sexo feminino, com 6 anos de idade, comparece ao serviço odontológico, com vermelhidão dos tecidos gengivais, febre, dor durante a ingestão de alimentos e líquidos ácidos e presença de vesículas cheias de líquido amarelo ou branco. A hipótese diagnóstica é:

  1. Candidíase.

  2. Gengivite erupcional.

  3. Gengivite ulceronecrosante.

  4. Periodontite juvenil.

  5. Gengivoestomatite herpética aguda.

27. Em relação à anatomia do periodonto é correto afirmar:

  1. O epitélio e o cemento são estruturas do periodonto que não possuem irrigação sangüínea.

  2. O epitélio juncional é constituído por células epiteliais e é incomum a presença de leucócitos polimorfonucleares atravessando sua estrutura.

  3. O cemento secundário é acelular de fibras extrínsecas.

  4. O ligamento periodontal não é inervado para evitar a transmissão de impulsos de forças resultantes da mastigação.

  5. O fluído gengival diminui na inflamação gengival e após estímulo mecânico das gengivas.


28. Paciente do sexo masculino, 20 anos de idade, após ser submetido a exame clínico e recursos complementares para diagnóstico periodontal, apresenta tecidos de sustentação sem perda e sangramento gengival. Esse quadro está relacionado, provavelmente, com

  1. periodontite inicial.

  2. periodontite avançada.

  3. periodontite juvenil generalizada.

  4. gengivite.

  5. periodontite moderada.


29.São indicações para gengivectomia:

  1. regiões que apresentam pouca ou nenhuma gengiva inserida.

  2. hiperplasias gengivais causadas pelo uso da fenitoína e aumento de coroa clínica para aumentar retenção por razões restauradoras.

  3. regiões que apresentam pouca ou nenhuma gengiva inserida e aumento de coroa clínica por motivos estéticos.

  4. regiões com bolsas infra-ósseas.

  5. lesões em que o fundo da bolsa a ser extirpado está localizado abaixo ou sobre a junção muco-gengival.



30. Paciente comparece ao ambulatório do Ministério Público com segundo molar inferior direito, com restauração de amálgama classe V na superfície distovestibular, estendendo-se subgengivalmente. À palpação na área é visível a presença de exsudato purulento e o teste de vitalidade pulpar é normal, apresentando bolsa periodontal de 7 mm à sondagem. A hipótese diagnóstica é

  1. abcesso gengival.

  2. abcesso periodontal.

  3. infecção gengival estreptocócica.

  4. abcesso periapical.

  5. cisto periapical infectado.


31. O ligamento periodontal é constituído por fibras que unem o dente ao processo alveolar, sendo organizadas no grupo da crista alveolar, no grupo horizontal, no grupo oblíquo e no grupo apical. Sobre um desses grupos de fibras é correto afirmar:

  1. O grupo da crista alveolar se estende da região cervical da raiz para o sentido apical.

  2. O grupo horizontal corre perpendicularmente do dente para a crista alveolar.

  3. O grupo oblíquo é orientado na direção oblíqua com inserções no cemento e estendendo-se mais para oclusal no alvéolo.

  4. O grupo apical é irradiado em sentido apical do dente para a crista óssea.

  5. O grupo horizontal corre paralelamente do dente para o osso alveolar.


32. Os índices são medidas utilizadas para expressar a prevalência das doenças. A OMS recomenda para estudo das doenças periodontais o seguinte índice:

  1. ICPOD.

  2. ICPOS.

  3. CPITN.

  4. Índice de Knutson.

  5. Índice de O’Leary.


33. A respeito das técnicas de cirurgia periodontal é correto afirmar:

  1. A curetagem está indicada para correção de contornos gengivais

  2. A cirurgia mucogengival é utilizada para os casos onde é necessário aumentar a quantidade de gengiva inserida

  3. A operação de retalho elimina o epitélio bucal

  4. A osteoplasia é a remoção do osso alveolar com fibras periodontais inseridas

  5. Na gengivectomia a incisão é feita em bisel interno.


34. O objetivo das contenções periodontais é

  1. distribuição das forças oclusais, estabilização e conforto para o paciente.

  2. conforto para o paciente apenas.

  3. melhorar a estética do paciente.

  4. controle de placa bacteriana.

  5. promover neoformação do processo alveolar.


35 A pericoronarite é um processo inflamatório que ocorre com grande freqüência na clínica odontológica. Sobre a pericoronarite é correto afirmar:

  1. seu principal sintoma é a dor, geralmente localizada, na área do dente atingido.

  2. bactérias anaeróbias como o Actinobacillus actinomycetemcomitans e S. mutans são as mais comumente isoladas na área de inflamação.

  3. a pericoronarite ocorre com maior freqüência na erupção dos primeiros molares.

  4. localmente os tecidos apresentam-se com uma coloração vermelha intensa, podendo-se observar ou não a formação de pus, após a sondagem periodontal ou compressão cuidadosa.

  5. as manifestações sistêmicas do processo infeccioso como: febre infartamento ganglionar, falta de apetite e mal-estar geral raramente ocorrem.


36. A respeito da epidemiologia da doença periodontal é correto afirmar:

  1. A doença periodontal não tem associação positiva com a presença de doença cardiovascular e diabetes melito.

  2. A doença periodontal pode dificultar o controle metabólico dos níveis glicêmicos em indivíduos diabéticos, já que pode levar a uma depressão da resposta imune pelo A. actinomycetemcomitans.

  3. A doença periodontal está entre as infecções mais raras nos pacientes imunodeprimidos.

  4. A prevalência da doença periodontal pode ser diminuída se medidas de promoção de saúde envolvendo o fumo, o álcool e a higiene oral forem aplicadas à população.

  5. O aumento da gengivite durante a gravidez é uma conseqüência do baixo nível de progesterona e seus efeitos sobre a microvascularização.


37. O Levantamento das Condições de Saúde Bucal da População Brasileira, realizado pelo Ministério da Saúde nos anos de 2002 e 2003, a semelhança do realizado em 1986, demonstrou em relação à doença periodontal que

  1. mais de 70% da população adulta (35 a 44 anos) apresenta doenças gengivais.

  2. mais de 50% da população adulta apresenta gengivas sadias.

  3. na faixa etária de 65 a 74 anos mais de 60% apresenta as gengivas sadias

  4. apenas 10% das crianças aos 12 anos apresentam sinais de gengivite.

  5. mais de 60% dos adolescentes apresentam regiões da boca excluídas em decorrência de extração dentária por doença periodontal.


38. A respeito do cálculo dental ou tártaro é correto afirmar :

  1. O cálculo subgengival é revestido por placa mineralizada e bactérias fortemente aderidas.

  2. O cálculo subgengival pode ser encontrado apenas em algumas superfícies radiculares com bolsas periodontais, não visíveis radiograficamente.

  3. O cálculo supragengival é formado com a mesma velocidade em todos os indivíduos, sem nenhuma influência do meio salivar, microbiota e dieta.

  4. O cálculo supragengival é mais abundante nas superfícies linguais dos dentes anteriores inferiores e vestibulares dos molares superiores.

  5. O cálculo supragengival é menos freqüente nas áreas próximas aos orifícios das glândulas salivares.


39. As curetas de Gracey, também conhecidas como curetas de áreas específicas, utilizadas para raspagem dos dentes anteriores são:

  1. 13/14 e 5/6.

  2. 5/6 e 11/12.

  3. 5/6 e 7/8.

  4. 1/2 e 13/14.

  5. 1/2 e ¾.


40. Para que a cirurgia de implante alcance sucesso, o ideal é que a avaliação pré-cirúrgica seja realizada pelo cirurgião e protesista, devendo as necessidades restauradoras serem observadas desde o início. Para a correta indicação do implante a equipe deve levar em consideração

  1. somente a qualidade do osso.

  2. somente a quantidade do osso.

  3. a quantidade do osso e proximidade do implante com os seios, forame mentoniano, canal mandibular e dentes adjacentes.

  4. a presença de diabetes, o alcoolismo e o tabagismo que aceleram o processo de cicatrização.

  5. a existência de estrutura óssea para que o implante fique obrigatoriamente vestibularizado.

41. A avaliação do êxito da técnica de raspagem e polimento está associada a(os) fatores:

  1. uso de clorexidina.

  2. melhora da higiene bucal, diminuição da mobilidade dentária e diminuição da inflamação gengival.

  3. melhora da higiene bucal e uso de contenção.

  4. melhora da higiene bucal e uso de fluorterapia.

  5. uso de contenção e clorexidina.


42. A microbiota da periodontite do adulto é predominantemente gram-negativa anaeróbia e com mobilidade, com presença das seguintes espécies:

  1. Actinobacillus actinomycetemcomitans, A. naeslundii e S. mutans.

  2. Actinobacillus actinomycetemcomitans, A. naeslundii e L.casei.

  3. Actinobacillus actinomycetemcomitans, L. acidhophilus e S. mutans.

  4. Actinobacillus actinomycetemcomitans, Treponema e Veillonella.

  5. Actinobacillus actinomycetemcomitans, Porphyromonas gingivalis e Prevotella intermédia.


43. Por ocasião da prescrição de agentes químicos de controle de placa, um dos requisitos a serem observados é a substantividade desses gases químicos. O(s) que apresenta(m) maior substantividade é (são):

  1. clorexidina.

  2. triclosan.

  3. agentes oxidantes.

  4. compostos quaternários de amônia.

  5. flúor.

44. Na fase de manutenção da terapia periodontal, a freqüência das consultas de manutenção será estabelecida

  1. de 6 em 6 meses.

  2. Anualmente.

  3. de acordo com o risco do paciente, observando a motivação do paciente, velocidade de formação de placa e tendência à inflamação gengival.

  4. de 3 em 3 meses.

  5. de acordo com o risco do paciente, observando a quantidade de elementos dentários extraídos e principalmente a presença de bactérias cariogênicas.


45. O espaço biológico periodontal que tem grande importância dentro da Odontologia, não devendo ser invadido nos procedimentos de dentística e prótese caracteriza-se por

  1. medir de 3,0 a 3,8 mm.

  2. ser a distância compreendida pelo epitélio juncional e a inserção conjuntiva, sendo em média de 2,0 mm.

  3. ser formado por estruturas do periodonto de inserção.

  4. ser formado pelo sulco gengival e ligamento periodontal.

  5. ser a distância compreendida entre a inserção conjuntiva do colo do dente até o seu ápice.


46. Ao realizar raspagem em paciente com condição sorológica não conhecida, o cirurgião-dentista sofre uma lesão perfuro-cortante. O procedimento correto neste caso é

  1. espremer o local para estimular o sangramento.

  2. limpar o local com glutaraldeído, hipoclorito ou éter.

  3. realizar imediatamente a sorologia do paciente e aguardar o resultado.

  4. lavar abundantemente com água e sabão e procurar um serviço de saúde especializado para iniciar a quimioprofilaxia.

  5. espremer o local e vacinar-se contra hepatite C.

47. As penicilinas são usadas em larga escala como terapia antiinfecciosa na periodontia. A respeito das penicilinas é correto afirmar:

  1. A oxacilina é uma penicilina natural penicilinase resistente.

  2. A amoxacilina é a penicilina que apresenta pior absorção oral.

  3. A ampilicina é inativada pelo suco gástrico, não sendo utilizada por via oral.

  4. A oxacilina é uma penicilina natural não penicilinase resistente.

  5. Elas atuam inibindo a síntese da parede celular das bactérias.


48. A terapia medicamentosa da gengivite ulcerativa necrosante (GUN) ou GUNA como tradicionalmente denominada, inclui

  1. bochechos com solução de digluconato de clorexidina a 1,2% duas vezes ao dia por uma semana.

  2. uso oral de dipirona sódica 500mg ou paracetamol 750 mg, com intervalos de 4 horas, por 24 horas.

  3. amoxicilina 500 mg e metronidazol 250 mg em pacientes com história de alergia à penicilina.

  4. clindamicina 300mg, 1 cápsula a cada 6 horas de 5 a 7 dias, para pacientes sem história de alergia a penicilina.

  5. bochechos com solução de digluconato de clorexidina a 1,2% três vezes ao dia por duas semanas.

49. A prevenção da doença periodontal tem como objetivo evitar o início ou a recidiva da doença através da diminuição ou eliminação dos fatores etiológicos predisponentes, em especial o controle da placa bacteriana. Em relação a esse objetivo é correto afirmar que

  1. o controle de placa supragengival diário pelo paciente pode auxiliar a controlar a placa e conseqüentemente a doença periodontal.

  2. somente o cirurgião-dentista pode controlar placa supragengival.

  3. a técnica de Fones é a melhor indicada para o controle de placa.

  4. o controle do stress, cuidados com a dieta e peso não influenciam na prevenção da doença periodontal.

  5. para o correto controle de placa deve-se recomendar o uso de escovas de cerdas médias, cabeças com múltiplos tufos e cerdas achatadas.


50.Os problemas perioendodônticos podem originar-se de lesões periodontais ou endodônticas de forma primária ou constituírem-se lesões combinadas verdadeiras. Para o seu diagnóstico diferencial deve-se observar que

  1. a dor proveniente de lesões endodônticas é geralmente controlada por analgésicos potentes, enquanto a de lesões periodontais não.

  2. edemas que ocorrem no fundo de saco ou espalhados pelos planos faciais são característicos de lesões periodontais primárias.

  3. as radiografias periapicais podem determinar a origem da lesão perioendodôntica.

  4. a lesão de origem periodontal primária responde positivamente ao teste de vitalidade pulpar pelo calor.

  5. nas lesões combinadas, os testes pulpares dão resultados positivos e o dente terá profundidade de sondagem em vários locais.





Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande