Edital n.º 001/2004-mp prova para o cargo de odontólogo endodontista



Baixar 116.89 Kb.
Encontro24.10.2017
Tamanho116.89 Kb.





CONCURSO DE INGRESSO PARA CARGOS EFETIVOS NO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARÁ

EDITAL N.º 001/2004-MP

PROVA PARA O CARGO DE ODONTÓLOGO ENDODONTISTA


INSTRUÇÕES AO CANDIDATO




  1. Este BOLETIM DE QUESTÕES contém 50 questões objetivas. Caso exista algum problema, comunique imediatamente ao Fiscal de Sala.

  2. Cada questão apresenta cinco alternativas, destas apenas uma é correta.

  3. A resposta definitiva de cada questão deve ser, obrigatoriamente, assinalada no CARTÃO-RESPOSTA, fornecido especificamente para este fim.

  4. As questões objetivas devem ser respondidas no CARTÃO–RESPOSTA, considerando a numeração de 1 a 50.

  5. Confira se seu nome e número de inscrição constam na parte superior do CARTÃO-RESPOSTA que você recebeu, o qual não pode ser amassado ou dobrado.

  6. O Cartão-Resposta só será substituído se tiver falha de impressão.

  7. Assine seu nome na lista de presença do mesmo modo como está assinado no seu documento de identidade.

  8. Esta prova terá duração de 4 (quatro) horas, tendo o seu início às 8 h e término às 12 h (horário de Belém).

  9. Ao final da prova, devolva ao fiscal de sala todo o material referente a esta prova.

ÓRGÃO EXECUTOR





Líderes sem massa

5

10

15



20

25

30



35

40

45



50

55

60



Costuma-se dizer que a capacidade de um país andar mais rápido depende da qualidade de seus líderes. Pois o líder abre caminhos e desfaz obstáculos com sua condição de comover, inspirar, atrair e mobilizar as massas. Se no passado os rastros dos grandes líderes deixavam-se ver nas trilhas abertas para libertar seus países da opressão e da miséria, hoje seus passos são pouco visíveis, porque a crise de governabilidade que assola o mundo acaba afogando marcas, estilos e identidades na poeira de um caos cujos contornos Samuel P. Huntignton tão bem aponta neste breve relato: ''Quebra da lei e da ordem, Estados fracassados, anarquia crescente, ondas de criminalidade, máfias transnacionais e cartéis de drogas, expansão dos vícios em muitas sociedades, debilitação geral da família, declínio na confiança e na solidariedade social, violência étnica, religiosa e civilizacional''.

A administração do paradigma do caos que assola a humanidade tem passado para a órbita de lideranças menos carismáticas, mais técnicas e funcionais, cujas preocupações estratégicas se repartem em três esferas: a estabilização macroeconômica e os programas de desenvolvimento, as redes de proteção social e as políticas de segurança interna.

No meio de tempestades que se multiplicam e que conferem à contemporaneidade a imagem de uma Idade de Trevas, a despolitização se estabelece, solapando as ideologias de ontem, expandindo as tecnocracias e arrefecendo o sistema político, com seqüelas no enfraquecimento dos partidos, na fulanização da política e na desmotivação dos participantes partidários. Nessa moldura, os líderes de massa se tornam cada vez mais escassos. Pode-se apontar nos dedos a relação de líderes carismáticos e populares. É o caso, por exemplo, do Brasil, onde Lula pode ser considerado o último líder de massas de um ciclo que se esgota com a intensificação da crise da democracia representativa.

Na verdade, Lula se apresenta como a última instância produzida por um processo de acumulação de forças, que, há três décadas, vem operando sobre a esfera social, juntando ações coletivas e públicas, demandas por direitos e movimentos cívicos, canalizados com mais força a partir da Constituição de 88. O ex-metalúrgico constituía, desse modo, o contraponto criado por forças de resistência às políticas macroeconômicas e liberalizantes implantadas desde Collor e revigoradas pelas reformas econômicas nos dois períodos de Fernando Henrique.

A continuidade do sistema de blindagem na economia, com a manutenção dos eixos da estabilização, e a importância da real política de interesses partidários, vital para sustentação da base governamental, estão colaborando para raspar da imagem de Lula a tintura carismática que, até bem pouco, envernizava totalmente seu perfil. Ou seja, o Brasil começa a presenciar o fenômeno de um líder de massas se transformando em liderança funcional.

Nesse ponto, cabe aduzir: com Lula, desaparece a feição populista no cenário das lideranças nacionais. Poderá ele recuperar a imagem cheia de arrebatador de massas? Resposta: só se realizar os milagres prometidos. Caso contrário, será um típico exemplo de ''reversão de expectativas''. Quem pode entrar ainda no figurino populista? Brizola? Ora, o gaúcho só tem fôlego para sussurros. Geraldo Alckmin? Trata-se de um perfil sem muito sal, parecendo não ser tocado por aquela paixão que anima a alma política. Aécio Neves? Comandando um grande Estado, é um perfil inebriado pelos prazeres da juventude. Itamar? Bom, mais parece um bicho de sete cabeças, não se sabendo qual a que dirige o pensamento. Serra? Tem preparo, porém se assemelha a um consultor técnico dando aulas de racionalidade. Não adoça a vontade das massas. Garotinho gosta de jogar com as ilusões. Isso amedronta. Na atual safra de mandatários, inexistem proeminências. Já no Parlamento, os atos retóricos são medidos pela lupa do marketing. Os comportamentos se homogeneízam sob o véu da pasteurização política.



Na atual conjuntura, não há motivos nem palcos para animação das populações. As massas só entram em estado de agitação quando tocadas pela fé religiosa. Mesmo assim, os atos de massa se restringem aos espaços dos templos, que a estratégia mercadológica se esforça para multiplicar e ampliar. A aderência partidária no Brasil, portanto, só é forte nas hostes do Senhor. Desaparecendo o formato carismático e populista, teremos de nos conformar doravante com um grupo de políticos treinados nas artimanhas da articulação e dos entreveros partidários. Entre desilusões e desesperanças, os brasileiros começam a não enxergar mais aquela aura que envolvia seus ícones e heróis, o líder glorificado, o exemplo de autoridade, o pai da pátria, o político admirado por todos, como Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek ou mesmo Jânio Quadros. Dessa forma, o Brasil vai ilustrando a imensa galeria contemporânea de líderes sem massa.


Gaudêncio Torquato (Consultor político e professor titular da USP)

http://www.jb.com.br/jb/papel/opinião/joropi20040229001.htm (01/03/2004)









Com base no texto “Líderes sem massa”, assinale a única alternativa correta nas questões de 01 a 06.

01. Em relação ao perfil dos líderes populares do passado e ao dos contemporâneos, é correto afirmar que

  1. os líderes de hoje, por serem mais técnicos e funcionais, conseguem ser mais carismáticos e populares do que os líderes do passado.

  2. as lideranças do passado tinham dificuldade em mobilizar e administrar as massas, propiciando convulsões étnicas, sociais e religiosas em seus países.

  3. a escassez dos líderes de massa atuais se explica porque estes concentram suas preocupações no fortalecimento do sistema político.

  4. os grandes líderes do passado, apesar de carismáticos e populares, não conseguiam libertar seu povo da opressão e da miséria.

  5. a crise de governabilidade que tomou conta do mundo contemporâneo comprometeu o surgimento de líderes mais carismáticos.


02. Considere os enunciados abaixo.

  1. O Brasil atualmente não precisa de líderes carismáticos, mas de líderes funcionais, por isso Lula é considerado o último líder de um ciclo que se está esgotando.

  2. O ciclo responsável pela intensificação da crise da democracia representativa é o período compreendido entre a Idade das Trevas e o governo de Fernando Henrique.

  3. Lula pode ser apontado como líder carismático e popular porque representa a resistência às políticas dos governos brasileiros nas últimas três décadas.

  4. Lula pode ser considerado “o último líder de massas” porque no Brasil a democracia já está consolidada, o que desmotiva o surgimento de novos líderes.

  5. A insatisfação em relação às políticas macroeconômicas e liberalizantes dos governos de Collor e Fernando Henrique construiu a imagem do último líder carismático e popular do Brasil.


De acordo com o texto, estão corretos os itens

  1. I e II

  2. I e III

  3. III e IV

  4. III e V

  5. I e V


03. Em relação aos possíveis líderes populares do Brasil citados no texto, é INCORRETO afirmar que

  1. Brizola não consegue mais arrebatar o povo, por isso “só tem fôlego para sussurros”.

  2. Geraldo Alckmin não tem perfil de líder político, portanto não poderá entrar no rol dos grandes líderes.

  3. Aécio Neves, pela sua juventude e por ser governador de um grande Estado, é um possível futuro líder popular.

  4. Serra, pelo seu discurso muito técnico, dificilmente atrairá o gosto popular.

  5. Garotinho não é um proeminente candidato a líder popular porque lhe falta mais consciência política para não iludir o povo.

04. Em relação à expressão “grandes líderes” no fragmento (linhas 3 a 5)

Se no passado os rastros dos grandes líderes deixavam-se ver nas trilhas abertas para libertar seus países da opressão e da miséria, hoje seus passos são pouco visíveis”,

é correto afirmar que


  1. a ordem de seus termos não altera o sentido da expressão.

  2. a palavra “grande”, por ser um adjetivo, não poderia ocupar outra posição.

  3. a regência nominal do termo “rastros” exige a anteposição do adjetivo.

  4. a mudança na ordem dos seus termos afetaria o sentido da expressão.

  5. a expressão apresenta uma impropriedade de colocação em relação à norma culta.


05. No fragmento (linhas 30 a 33)

A continuidade do sistema de blindagem na economia, com a manutenção dos eixos da estabilização, e a importância da real política de interesses partidários, vital para sustentação da base governamental, estão colaborando para raspar da imagem de Lula a tintura carismática que, até bem pouco, envernizava totalmente seu perfil.”



a palavra “vital”

  1. está empregada no singular para enfatizar a expressão “importância da real política”.

  2. deveria ter sido empregada no plural para concordar em número com a expressão “interesses partidários”.

  3. está empregada no singular porque se refere à palavra “política” e com ela concorda em número.

  4. está empregada no singular, desobedecendo à exigência de concordância, para surtir efeito estilístico.

  5. está empregada no singular por exigência da preposição que a segue imediatamente.


06. Da leitura do texto depreende-se que

  1. os políticos atuais são muito retóricos e demagogos.

  2. na atual conjuntura, líderes políticos atrapalhariam as articulações partidárias.

  3. atualmente, a sociedade brasileira não precisa de líderes populistas.

  4. os brasileiros estão desiludidos e desesperançosos com seus políticos.

  5. no Brasil, atualmente, só a fé religiosa consegue sensibilizar e arrebatar o povo.


07. De acordo com os princípios fundamentais da República Federativa do Brasil,

  1. o caráter representativo do regime democrático é excetuado somente pelo exercício do plebiscito.

  2. a indissolubilidade da Federação veda a incorporação entre Estados ou seu desmembramento.

  3. a harmonia entre os poderes exige-lhes o exercício do controle recíproco.

  4. a independência dos poderes proíbe o exercício de funções administrativas pelo Poder Judiciário.

  5. a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América do Sul, Central e do Norte rege as relações internacionais do Brasil.


08. De acordo com a Constituição de 1988,

  1. são direitos fundamentais somente aqueles expressos na Constituição.

  2. as normas de direitos fundamentais são dotadas de auto-aplicabilidade.

  3. os direitos e garantias fundamentais somente podem ser abolidos por emenda à Constituição.

  4. somente o Poder Público está obrigado ao cumprimento dos direitos fundamentais.

  5. o exercício dos direitos e garantias fundamentais depende de sua regulamentação pelo legislador.


09. Dentre os direitos e garantias individuais da Constituição de 1988, inclui/incluem-se:

  1. a liberdade de expressão, sendo vedado o anonimato, e o direito à informação, sendo vedado o sigilo da fonte.

  2. a inviolabilidade do domicílio, sendo vedado o ingresso na casa sem consentimento do morador, salvo as exceções previstas na Constituição.

  3. o direito de propriedade, sendo vedada a desapropriação sem justa e prévia indenização em dinheiro.

  4. o contraditório e a ampla defesa, sendo vedada sua aplicação ao processo administrativo.

  5. a igualdade perante a lei, sendo vedada a adoção de políticas de discriminação positiva.


10. Dentre as garantias previstas na Constituição de 1988, inclui-se:

  1. o habeas corpus, em caso de alguém sofrer ou se achar ameaçado de sofrer violência ou coação em seus direitos e liberdades constitucionais, por ilegalidade ou abuso de poder.

  2. o habeas data, para assegurar o conhecimento de informações e a retificação de dados, relativos à pessoa do impetrante, constantes de registros de entidades públicas e privadas de qualquer natureza.

  3. o mandado de injunção, em caso de descumprimento de norma regulamentadora que torne inviável o exercício dos direitos e liberdades constitucionais.

  4. a ação popular, ajuizada por qualquer cidadão para anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade de que o Estado participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural.

  5. o mandado de segurança coletivo, ajuizado por partido político em funcionamento há pelo menos um ano, em defesa dos interesses de seus membros.


11. São brasileiros natos:

  1. os nascidos na República Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que estes estejam a serviço de seu país.

  2. os nascidos no estrangeiro, de pai ou mãe brasileiros, desde que registrados em repartição brasileira competente.

  3. os nascidos no estrangeiro, de pai ou mãe brasileiros, desde que venham a residir na República Federativa do Brasil e optem, até os dezoito anos, pela nacionalidade brasileira.

  4. os nascidos no estrangeiro, de pai ou mãe brasileiros, desde que venham a residir na República Federativa do Brasil e optem, a qualquer tempo, pela nacionalidade brasileira.

  5. os nascidos no estrangeiro, desde que residam há mais de quinze anos ininterruptos na República Federativa do Brasil e optem, a qualquer tempo, pela nacionalidade brasileira.


12. É função institucional do Ministério Público:

  1. promover, subsidiariamente, a ação penal pública.

  2. instaurar o inquérito policial, indicando seu fundamento jurídico.

  3. defender judicialmente os direitos e interesses da populações indígenas.

  4. exercer o controle interno da atividade policial, na forma de lei complementar.

  5. promover o inquérito civil, para a proteção dos direitos individuais, e a ação civil pública, para a proteção dos direitos difusos e coletivos.

13. No que se refere ao exercício de funções de confiança e de cargos em comissão, a Constituição Federal de 1988 prevê que

  1. as funções de confiança devem ser exercidas, exclusivamente, por servidores ocupantes de cargo efetivo e os cargos em comissão apenas às atribuições de direção, chefia e assessoramento.

  2. as funções de confiança devem ser exercidas, preferencialmente, por servidores ocupantes de cargo efetivo e os cargos em comissão destinam-se, exclusivamente, às atribuições de direção.

  3. as funções de confiança podem ser exercidas por servidores ocupantes de cargo efetivo ou temporários e os cargos em comissão destinam-se, exclusivamente, às atribuições de direção e assessoramento.

  4. as funções de confiança devem ser exercidas, exclusivamente, por servidores ocupantes de cargo efetivo e os cargos em comissão destinam-se, exclusivamente às atribuições de assessoramento.

  5. as funções de confiança devem ser exercidas preferencialmente por servidores ocupantes de cargo efetivo ou temporários e os cargos em comissão destinam-se, às atribuições de direção, chefia e assessoramento.


14. Nos termos da Constituição Federal, é permitida em caráter excepcional, a acumulação remunerada de cargos públicos, quando houver compatibilidade de horário, nos seguintes casos:

  1. dois cargos de professor; dois cargos técnicos e dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas.

  2. dois cargos de professor; dois cargos técnicos e dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas ou não.

  3. dois cargos de professor; um cargo técnico com outro técnico ou científico e dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas.

  4. dois cargos de professor; um cargo de professor com outro técnico ou científico e dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas.

  5. um cargo de professor com outro técnico ou científico; dois cargos técnicos e dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas.


15. A Lei no 5.810/94 não considera como de efetivo exercício, para todos os fins, o afastamento decorrente de:

  1. serviços obrigatórios em lei.

  2. licença-maternidade com duração de 120 (cento e vinte) dias.

  3. licença por motivo de doença em pessoa da família.

  4. licença para tratar de interesse particular.

  5. desempenho de mandato classista.


16. A Lei no 5.810/94, que dispõe sobre o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis da Administração Direta, das Autarquias e das Fundações Públicas do Estado do Pará, considera tempo de serviço público

  1. o exclusivamente prestado à União, Estados, Distrito Federal, Municípios, Autarquias e Fundações instituídas ou mantidas pelo Poder Público e sua apuração é feita em dias.

  2. considera-se tempo de serviço público o exclusivamente prestado à União, Estados, Distrito Federal e Municípios e sua apuração é feita em meses.

  3. o exclusivamente prestado à União, Estados, Distrito Federal, Municípios, Autarquias e Fundações instituídas ou mantidas pelo Poder Público e sua apuração é feita em anos.

  4. o exclusivamente prestado à União, Estados, Distrito Federal e Municípios e sua apuração é feita em dias.

  5. o exclusivamente prestado à União, Estados e Municípios, Autarquias e Fundações Federais e Estaduais e sua apuração é feita em dias.


17. Nos termos da Constituição Federal, no caso de um cargo ser extinto ou declarado desnecessário,

  1. o servidor estável ou não ficará em disponibilidade com remuneração integral, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.

  2. o servidor estável ficará em disponibilidade com remuneração integral, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.

  3. o servidor estável ficará em disponibilidade, com remuneração proporcional ao tempo de serviço, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.

  4. o servidor estável ou não ficará em disponibilidade com remuneração proporcional ao tempo de serviço, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.

  5. o servidor estável ou não ficará em disponibilidade sem remuneração, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.


18. A Lei no 5.810/94 prevê como vantagem concedida ao servidor:

  1. auxílio-natalidade, correspondente a dois salários mínimos, após a apresentação da certidão de nascimento para inscrição do dependente.

  2. auxílio-natalidade, correspondente a um salário mínimo, após a apresentação da certidão de nascimento para inscrição do dependente.

  3. auxílio-doença, correspondente a dois meses de remuneração, após cada período consecutivo ou não de 6 (seis) meses de licença para tratamento de saúde.

  4. auxílio-doença, correspondente a um salário mínimo, após cada período consecutivo de 6 (seis) meses de licença para tratamento de saúde.

  5. auxílio-natalidade, correspondente a um mês de remuneração, após a apresentação da certidão de nascimento para inscrição do dependente.


19. São princípios institucionais do Ministério Público:

  1. Vitaliciedade, Inamovibilidade e Indivisibidade.

  2. Unidade, Uniformidade e Independência funcional.

  3. Independência funcional, Inamovibilidade e Indivisibidade.

  4. Uniformidade, Vitaliciedade e Unidade.

  5. Unidade, Indivisibilidade e Independência funcional.


20. É correto afirmar:

  1. Ao Ministério Público é assegurado autonomia funcional, administrativa e financeira.

  2. As decisões do Ministério Público fundadas em sua autonomia funcional , administrativa e financeira têm eficácia e executoriedade após aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado.

  3. As propostas orçamentárias do Ministério Público são elaboradas dentro dos limites estabelecidos na Lei de Diretrizes Orçamentárias da União e encaminhadas ao Tribunal de Contas do Estado para aprovação.

  4. As propostas orçamentárias do Ministério Público são elaboradas pelo Poder Executivo, aprovadas pelo Ministério Público e submetidas ao Poder Legislativo.

  5. As decisões do Ministério Público fundadas em sua autonomia funcional e administrativa somente têm validade, eficácia e executoriedade após aprovadas pelo Poder Legislativo.

21. A elaboração das folhas de pagamento de pessoal, a aquisição de bens e contratação de serviços e respectiva contabilização, a proposição ao Poder Legislativo da criação e extinção de cargos, bem como a fixação e reajuste dos vencimentos dos membros do Ministério Público são atividades asseguradas ao Ministério Público fundadas na sua

  1. unidade, autonomia financeira e orçamentária.

  2. autonomia funcional, jurisdicional e contábil.

  3. indivisibilidade, autonomia operacional e patrimonial.

  4. autonomia contábil, financeira e operacional.

  5. autonomia funcional, administrativa e financeira.


22. A competência legal de designar membros do Ministério Público para exercer as atribuições de dirigente dos Centros de Apoio Operacional, ocupar cargos de confiança junto aos órgãos de Administração Superior, bem como encaminhar ao Poder Legislativo os Projetos de Lei de iniciativa do Ministério Público, é do

  1. Conselho Superior do Ministério Público.

  2. Procurador Geral de Justiça.

  3. Corregedor Geral do Ministério Público.

  4. Colégio de Procuradores.

  5. Procurador de Justiça.


23. A atribuição legal de propor ao Poder Legislativo a destituição do Procurador Geral de Justiça, pelos votos de dois terços de seus membros e por iniciativa da maioria absoluta de seus integrantes em caso de abuso de poder, conduta incompatível ou grave omissão nos deveres do cargo, assegurada a ampla defesa é do(a):

  1. Associação do Ministério Público do Estado do Pará.

  2. Corregedor Geral do Ministério Público.

  3. Colégio de Procuradores de Justiça.

  4. Conselho Superior do Ministério Público.

  5. Promotores de Justiça e Procuradores de Justiça.


24. A elaboração da lista sêxtupla para a escolha do membro do Ministério Público para ocupar o quinto constitucional no Tribunal de Justiça do Estado é atribuição legal do(a):

  1. Associação do Ministério Público do Estado do Pará.

  2. Corregedor Geral do Ministério Público.

  3. Colégio de Procuradores de Justiça.

  4. Conselho Superior do Ministério Público.

  5. Procurador Geral de Justiça.


25. A atribuição legal de remeter informações técnico-jurídicas, sem caráter vinculativo, aos órgãos ligados a sua atividade, bem como estabelecer intercâmbio permanente com entidades ou órgãos públicos ou privados que atuem em áreas afins, para obtenção de elementos técnicos especializados necessários ao desempenho de suas funções é do(a)

  1. Colégio de Procuradores de Justiça

  2. Conselho Superior do Ministério Público.

  3. Centro de Apoio Operacional.

  4. Centro de Estudos e Aperfeiçoamento de Pessoal.

  5. Centro de Apoio Administrativo-Financeiro.


26.Ao realizar radiografia periapical durante o tratamento endodontico do 1º pré-molar superior direito, ocorreu a superposição dos condutos vestibular e palatino. Fazendo a dissociação das raízes pela técnica de Clark através de uma tomada disto-radial teremos como conseqüência

  1. O deslocamento dos condutos para distal.

  2. A manutenção das posições para distal .

  3. o deslocamento do conduto palatino para mesial e do vestibular para um plano mais sagital..

  4. o deslocamento do conduto vestibular para mesial e do palatino para um plano mais sagital.

  5. O deslocamento exclusivo do conduto vestibular.


27.Após o exame radiográfico de um paciente que compareceu ao serviço odontológico do Ministério Público, com relato de sensação dolorosa na cavidade bucal, o CD observa que não existe presença de imagem radiográfica patológica levando a pensar na hipótese diagnóstica de

  1. displasia fibrosa..

  2. abscesso periapical agudo

  3. granuloma periapical.

  4. abscesso periodontal crônico.

  5. osteomielite de Garré.


28.Segundo Fish as lesões ósseas presentes nas lesões periapicais se organizam em quatro zonas, com características bem definidas e constantes que se dispõem do centro para a periferia da seguinte maneira:

  1. zona de contaminação, zona de infecção, zona de irritação e zona de estimulação.

  2. zona de infecção, zona de contaminação, zona de estimulação e zona de irritação.

  3. zona de estimulação, zona de irritação, zona de contaminação e zona de infecção.

  4. zona de irritação, zona de infecção, zona de contaminação e zona de estimulação.

  5. zona de infecção, zona de contaminação, zona de irritação e zona de estimulação.


29.Sobre as lesões periapicais é correto afirmar que

  1. o abscesso periapical agudo é iniciado pela pericementite e tem um quadro clínico não doloroso até sua drenagem.

  2. a pericementite é a alteração periapical mais rara na endodontia.

  3. o abscesso periapical crônico é um processo inflamatório crônico supurativo, de evolução tórpida e quase sempre assintomático.

  4. o granuloma é uma inflamação aguda proliferativa do ligamento periodontal.

  5. o cisto periapical cresce rapidamente, de forma periódica, ocupando as tábuas ósseas externas.


30.Paciente do sexo feminino com 17 anos de idade, apresenta dente 26 com lesão cariosa extensa, Classe II, MOD. O exame radiográfico evidencia proximidade da cavidade pulpar, porém sem comunicação com a polpa. A paciente não relata sensibilidade espontânea ou provocada. Após a realização de testes térmicos de sensibilidade, as respostas não foram conclusivas. A conduta indicada para o diagnóstico seguro da vitalidade pulpar é

  1. iniciar a remoção da cárie sem anestesia (teste da cavidade).

  2. anestesiar, remover toda a cárie e observar se há sangramento.

  3. realizar uma pulpotomia.

  4. anestesiar e realizar uma curetagem pulpar.

  5. anestesiar, remover toda a cárie e realizar uma pulpectomia.


31.O quadro clínico representado por dor de dente espontânea e potente, exacerbada pelo calor e aliviada pelo frio é característico de:

  1. pulpite hiperplásica.

  2. pulpite ulcerada.

  3. pulpite supurada.

  4. necrose.

  5. pericimentite.


32.O instrumento endodôntico que realiza os movimentos de cateterismo, limagem e alargamento é o / a

  1. broca de Gattes.

  2. broca lêntulo.

  3. lima tipo Kerr.

  4. lima tipo Hedstrom.

  5. extirpa-nervos.


33.Paciente do sexo masculino, com 16 anos de idade, apresenta-se com queixa de mal-estar geral, febre e dor intensa e espontânea na face. Feito o diagnóstico de abscesso periapical agudo e o paciente sendo alérgico à penicilina. O(s) medicamento(s) correto a ser selecionado é(são)

  1. clavulanato de potássio ou amoxicilina.

  2. clindamicina.

  3. clavulanato de potássio ou ampicilina.

  4. eritromicina ou ampicilina.

  5. clindamicina ou amoxicilina.


34.O Voltaren é uma droga inibidora da cicloxigenase utilizada na endodontia e tem o nome genérico de

  1. ácido acetilsalicílico.

  2. Ibuprofeno.

  3. diclofenaco potássico.

  4. diclofenaco sódico.

  5. nimesulida.


35.Paciente jovem com 10 anos de idade, apresenta dor provocada pelo frio e doce, na região do primeiro molar inferior. O dente apresenta-se clinicamente com grande quantidade de dentina cariada, sem exposição pulpar e com resposta positiva aos testes de sensibilidade. Radiograficamente, a cárie é profunda, próxima a polpa e sem presença de lesão. O tratamento indicado é:

  1. biopulpectomia.

  2. necropulpectomia.

  3. expectante.

  4. pulpotomia.

  5. curetagem pulpar.


36.As doenças ocupacionais de maior e menor risco de contaminação na Odontologia, quando não observadas as medidas de biossegurança são, respectivamente;

  1. candidíase e hepatite C.

  2. AIDS e hepatite B.

  3. hepatite B e AIDS.

  4. hepatite C e herpes.

  5. AIDS e herpes.


37.A utilização de equipamentos de proteção individual é uma medida de prevenção de contaminação no atendimento odontológico. Sobre esses equipamento é correto afirmar:

  1. As máscaras descartáveis podem ser utilizadas em vários pacientes desde que não haja sinais de contaminação.

  2. As luvas para procedimentos podem ser utilizadas em atendimentos de endodontia e cirúrgicos.

  3. Os óculos de proteção devem ser desinfectados semanalmente.

  4. Todo paciente deve ser tratado como potencialmente infectado.

  5. O gorro tem por função impedir que os cabelos atrapalhem a visão do cirurgião-dentista.

38.Durante a fase de acesso do tratamento endodôntico de dentes multiradiculares o acesso e a localização da entrada dos condutos deve ser feito observando

  1. a remoção do teto e do cotovelo na altura do cíngulo.

  2. a concavidade do assoalho da câmara pulpar.

  3. a convexidade do assoalho da câmara pulpar.

  4. radiografias periapicais ou interproximais.

  5. o teto da câmara pulpar.


39.Na fase de acesso, um quarto canal pode ser encontrado na seguinte área:

  1. raiz vestibular dos primeiros pré-molares superiores.

  2. raiz palatina dos primeiros pré-molares superiores.

  3. raiz palatina dos primeiros molares superiores.

  4. raiz disto-vestibular dos primeiros molares superiores.

  5. raiz mesio-vestibular dos primeiros molares superiores.


40.Na seleção de casos de dentes para a técnica de clareamento de dentes desvitalizados devem ser observados os seguintes fatores:

  1. a idade do paciente, pois dentes de pacientes idosos são mais favoráveis ao clareamento que os dos jovens.

  2. evidências radiográficas de sucesso do tratamento endodôntico, independentemente da presença ou não de sensibilidade.

  3. menor quantidade possível de dentina remanescente para facilitar a ação do agente clareador.

  4. hábitos de ingestão de alimentos e bebidas com corantes e hábito de fumar que podem interferir no sucesso do clareamento.

  5. presença de hipersensibilidade dentinária e obturação bidimensional.

41.A perfuração de molares inferiores na área de furca é decorrente do

  1. uso de limas tipo K.

  2. uso de limas Hedströen.

  3. desgaste excessivo no acesso radicular.

  4. ocorrência natural.

  5. desgaste compensatório.


42.Paciente de 11 anos de idade, sexo masculino, apresenta necrose pulpar e indicação de tratamento endodôntico no elemento 46, sendo constatado no exame radiográfico que o mesmo apresenta rizogênese incompleta. Diante do quadro apresentado a conduta clínica adequada é

  1. pulpotomia.

  2. exodontia.

  3. capeamento direto.

  4. capeamento indireto.

  5. Apicificação.

.

43.De acordo com Gillman, a fase de reparação tecidual, após o tratamento endodôntico de dentes com polpa viva, onde se verifica deposição extracelular do colágeno é:

  1. síntese

  2. proliferação

  3. não proliferação

  4. remodelação

  5. ativação

44.As lesões endo-perio podem originar-se de lesões periodontais ou endodônticas de forma primária ou constituírem-se lesões combinadas verdadeiras. Para o diagnóstico diferencial dessas lesões deve-se observar que

  1. a dor proveniente de lesões endodônticas geralmente não é controlada por analgésicos potentes, enquanto a de lesões periodontais são.

  2. edemas que ocorrem no fundo de saco ou espalhados pelos planos faciais são característicos de lesões periodontais primárias.

  3. a lesão de origem endodôntica primária responde positivamente ao teste de vitalidade pulpar pelo calor.

  4. nas lesões combinadas os testes pulpares dão resultados positivos e o dente terá profundidade de sondagem em vários locais.

  5. as radiografias periapicais podem determinar a origem da lesão perioendodôntica com segurança.


45.Sobre os materiais obturadores utilizados no tratamento endodôntico é correto afirmar que

  1. devem apresentar radiolucidez suficiente para serem controlados radiograficamente.

  2. devem possuir tempo de trabalho demasiadamente longo.

  3. os cimentos devem ser solúveis aos fluídos orgânicos.

  4. os cimentos devem ser bem tolerados pelos tecidos que compõem a região apical.

  5. não devem possuir grande escoamento e adesividade a parede dentária.


46.A técnica de obturação de canal mais utilizada é

  1. do cone único.

  2. do cone invertido.

  3. da condensação lateral.

  4. da condensação vertical térmica.

  5. com guta-percha plastificada.

47.A respeito das substâncias químicas utilizadas no preparo químico-mecânico é correto afirmar:

  1. O EDTA é um agente tensoativo com grande afinidade com o cálcio.

  2. O hipoclorito de sódio perde eficiência com elevação de temperatura, exposição à luz e ao ar.

  3. O hipoclorito de sódio é uma substância química altamente estável.

  4. Os detergentes são compostos naturais dotados de alto poder de limpeza.

  5. Os quelantes são compostos orgânicos dotados de capacidade de seqüestrar determinados ácidos.


48.A irrigação do conduto radicular é recomendada antes da sondagem e durante todo o processo de limpeza e modelagem dos condutos. Sobre a irrigação é correto afirmar:

  1. o hipoclorito de sódio não deve ser utilizado para irrigação dos canais radiculares.

  2. a irrigação leva os microorganismos e tecidos orgânicos para o ápice radicular.

  3. a remoção do smear layer é mais facilmente obtida pelo uso associado de hipoclorito de sódio e uma substância quelante.

  4. Solução de Milton é uma substância salina isotônica que produz a eliminação de microrganismos dos canais radiculares.

  5. Solução de Milton é uma substância quelante que produz a dissolução dos tecidos orgânicos.

49.Ao realizar instrumentação endodôntica em paciente com condição sorológica não conhecida, o cirurgião-dentista sofre uma lesão perfuro-cortante. O procedimento correto neste caso consiste em

  1. lavar abundantemente com água e sabão e procurar um serviço de saúde especializado para iniciar a quimioprofilaxia.

  2. espremer o local para estimular o sangramento.

  3. limpar o local com glutaraldeído, hipoclorito ou éter.

  4. realizar imediatamente a sorologia do paciente e aguardar o resultado.

  5. espremer o local e vacinar-se contra hepatite C.


50.A reinserção ou reutilização de instrumentos previamente utilizados na fase de preparo dos canais radiculares é conhecida como:

  1. capitulação.

  2. revisão.

  3. recapitulação.

  4. limpeza e modelagem.

  5. remodelagem.






Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande