Diretoria legislativa


EDIVALDO DOMINGOS SANCHES



Baixar 9.04 Mb.
Página57/81
Encontro07.10.2019
Tamanho9.04 Mb.
1   ...   53   54   55   56   57   58   59   60   ...   81

2 . EDIVALDO DOMINGOS SANCHES


Brasileiro, solteiro, comerciante, natural de Ourinhos/SP, nascido aos 07/06/1963, filho de Ernesto Sanches Canha e de Conceição Maria Sanches, residente em Amambai-MS, portador da cédula de identidade Nº 251.753-SSP/MS, fones: 481-1212 e 9976-1011. Inquirido pela autoridade sobre os fatos em apuração RESPONDEU: QUE, tem um escritório de compra e venda nesta cidade, na Rua Marechal Floriano, 1286; QUE, compra e vende de tudo que parece, com exceção de coisas ilegais; QUE conhece JOACIR FLORES, LUIZ CARLOS BROGIO e EDSON LUIZ ROCHA LAPACHO, pois todos trabalham no mesmo local, só que em salas separadas; QUE, EDSON lidava com compra e venda de veículos, mas possuía fazenda; QUE o JOACIR FLORES e LUIZ CARLOS BROGIO tinham escritório de compra e venda de gado; QUE, de fato fazia negócios de compra de cheques do comércio, quando lhe sobrava dinheiro, mas sempre pequenas quantias; QUE, não é verdade que financiasse o tráfico de drogas nesta região, juntamente com as pessoas retro mencionadas; QUE, nunca teve qualquer tipo de negócio com essas pessoas; QUE, conhece UBIRATAN BRESCOVITE apenas de vista; QUE, conhece CARLINHOS DURO, vulgo de CARLOS ALBERTO DA SILVA DURO, apenas de vista, pois também reside nesta cidade; QUE, também conhece RAMÃO ROOSEVELT FLORES, vulgo, “Porquinho”, somente de vista; QUE, o declarante reside nesta cidade desde 1975; QUE, o pai possui uma loja de confecções denominada “Casa das Novidades”; QUE, não declara imposto de renda pessoa física, apenas jurídica, cuja Razão Social é FACTUR LTDA, cujo sócio era JOACIR FLORES; QUE, JOACIR foi embora para Indianápolis/TO há mais ou menos dois anos, razão pela qual a firma foi desativada; QUE, LUIZ CARLOS BROGIO foi embora para o Mato Grosso, há um ano e meio; QUE, EDSON LAPACHO foi embora para Curitiba há uns três anos; QUE, o declarante está vivendo de compra e venda e de uma lavoura que mantém na chácara de seu pai; QUE, possui contas bancárias no Banco HSBC Bamerindus e Banco do Brasil nesta Cidade; QUE, nada sabe informar sobre o tráfico de drogas nesta região; QUE, o declarante possui um veiculo Fiat/Palio, ano 1997, adquirido com financiamento, e uma chácara de 30 há, na saída desta cidade para Ponta Porã; QUE, não possui aplicação financeira; QUE, nunca foi preso nem processado anteriormente.

3 . LEON ARAÚJO DE OLIVEIRA


Brasileiro, casado, pecuarista, natural de Cruzeiro do Oeste/PR, nascido aos 05/12/1960, filho de Aler Francisco de Oliveira e de Oriste Araujo de Oliveira, residente na Rua da República, 1810 – Centro, amambai-MS, portador da Cédula de Identidade nº 2.067.045-SSP/PR. Inquirido pela autoridade sobre os fatos em apuração, respondeu QUE; tem residência fixa nesta cidade há 12 anos; QUE, é originário da cidade de Umuarama/PR; QUE, a primeira vez a vir para esta região foi em 1980, quando passou a morar na fazenda de seu pai, denominada UIVAE, localizada no município de Coronel Sapucaia/MS; QUE, essa propriedade tem 4.700 há e ainda pertence a seu pai; QUE residiu nessa fazenda até 1985, quando retornou para Umuarama/PR; QUE, ao mesmo tempo continuou a trabalhar na fazenda UIVAE; QUE, a distância até Umuarama/PR é de aproximadamente 300 Km; QUE, em 1988 fixou residência nesta cidade, juntamente com sua família; QUE até 1993 continuou trabalhando na fazenda de seu pai, administrando; QUE, após 1993, em razão de tentativa de roubo na fazenda, resolveu trabalhar aqui na cidade, abrindo um escritório de compra e venda de gado; QUE, até hoje vive desta atividade e tudo o que possui veio desse seu trabalho; QUE, atualmente possui entre 2.000 e 2.500 cabeças de gado para cria, recria e engorda, uma fazenda 1.240 hectares no município de Aral Moreira/MS, uma casa residencial nesta cidade, três veículos, sendo uma VW/Saveiro, uma Caminhonete GM/Chevrolet Silverado e um GM/Chevrolet Vectra; QUE, já possui uma aeronave Bonanza, cujo prefixo não se lembra; QUE, esse avião sofreu um desastre quando pilotado pelo seu irmão de nome ERCIO ARAUJO em Arapongas/PR, há três anos; QUE, esse avião foi adquirido de AMÉRICO VAINA DE ALMEIDA, vulgo “Betão”, residente em Umuarama/PR, pela importância de 70.000,00 (setenta mil reais) ou 80.000,00 (oitenta mil reais); QUE o avião não foi transferido para o seu nome devido ao período curto em que com ele permaneceu; QUE, declara imposto de renda pessoa física, anualmente; QUE, não possui fazenda no Paraguai, mas seu pai, sim; QUE, essa fazenda é anexa à outra já descrita; QUE, é comum adquirir seus veículos em Umuarama/PR ou Londrina/PR; QUE, normalmente é o próprio que os trás; QUE, conhece ADRIANO BRESCOVITE, o qual é proprietário do Hotel Soledade; QUE ele sua família costuma frequentar o restaurante desse hotel; QUE, não tem qualquer tipo de negócio com ADRIANO ou UBIRATAN BRECOVITE; QUE, conhece CARLOS ROBERTO RODRIGUES vulgo “Carlão”, proprietário de uma garagem de automóveis nesta cidade, mas não tem negócios com essa pessoa; QUE conhece RAMÃO ESTIGARRIBIA apenas de vista; QUE, também conhece a pessoa de alcunha “Maninho” que trabalha no Tribunal de Contas em Campo Grande/MS e faz negócios de compra e venda de veículos; QUE não conhece a pessoa de nome GILMAR, que tem um pesqueiro em Anastácio e uma garagem de compra e venda de veículos; QUE, afirma não ter nenhum envolvimento com tráfico de drogas, vivendo exclusivamente do seu trabalho honesto, como pecuarista, como pode ser comprovado na exatoria; QUE, gosta de viver bem, tem um padrão de vida elevado e, talvez por isso desperte inveja em pessoas que não lhe são simpáticas; QUE essa sua atividade justifica o padrão de vida elevado que mantém; QUE, tudo isso pode ser comprovado em suas declarações de Imposto de Renda e movimentações bancárias; QUE, mantém conta corrente nos três bancos desta praça, Banco do Brasil, HSBC Bamerindus e Bradesco, mas o movimento maior é com o Banco do Brasil; QUE, conhece EDIVALDO DOMINGOS SANCHES, residente neta cidade, que tem escritório de compra e venda; QUE, EDIVALDO já trabalhou para o declarante como secretário no escritório UIVAE; QUE, JOACIR FLORES também é conhecido, pois com ele já teve negócios de compra e venda de automóveis, entre 1993 e 1994; QUE conhece LUIZ CARLOS BROGIO, pessoa essa que teve um escritório de compra e venda de gado e agiotagem nesta cidade; QUE, LUIZ CARLOS tirou do escritório do declarante o funcionário EDIVALDO DOMINGOS SANCHES, para trabalhar com ele; QUE, LUIZ CARLOS é originário de Cascavel/PR, residindo nesta cidade no ano de 1994 após o que mudou-se para o norte do Mato Grosso; QUE, EDSON LUIZ ROCHA veio de Toledo/PR para tomar conta de uma propriedade rural deixada pelo falecido sogro; QUE, devido a maus negócios, botou “tudo fora” e foi embora para Curitiba/PR; QUE, EDSON viveu em Amambai entre 1994 e 1999; QUE, conhece CARLOS ALBERTO DA SILVA DURO, vulgo “Carlos Duro”, porque chegou a ser vizinho de propriedade do pai do declarante; QUE, conhece a pessoa de alcunha “Pingo”, apenas de nome; QUE, conhece também a pessoa de APIOVALDO CARVALHO DE LIMA, vulgo “VALDO”, com quem tem amizade; QUE, não sabe qual é a atividade de “VALDO”, pois embora sejam amigos o declarante não costuma perguntar essas coisas; QUE, conhece também RAMÃO ROOSEVELT FLORES vulgo “Porquinho”, com quem tem relações de amizade; QUE, RAMÃO possui uma loja de autopeças nesta cidade; QUE, o declarante não mantém com ele qualquer tipo de negócio; QUE, o declarante conhece VICENTE LEO ROSA ANTUNES, residente nesta cidade, mas não mantém com ele relações de amizade ou de negócios, sabe apenas que ele tem propriedade rural; QUE, sabe que existe tráfico de drogas nesta região, porque ouve falar e todos comentam, mas nunca se envolveu nisso; QUE, não sabe informar quais são as pessoas envolvidas nessa atividade ilícita.



  1. Compartilhe com seus amigos:
1   ...   53   54   55   56   57   58   59   60   ...   81


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande