Dicionário pessoal



Baixar 1.35 Mb.
Página5/28
Encontro21.10.2017
Tamanho1.35 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   28

Blasonar – V. t. d. Mostrar com alarde; alardear. Brasonar (1). Descrever o escudo ou brasão de. Apregoar, proclamar. V. int. Jactar-se,fanfarronar-se,vangloriar-se, brasonar, bravatear. V. t. i. Jactar-se; vangloriar-se.


Blastoderma - Disco embrionário formado por duas camadas celulares -- o endoderma e o ectoderma -- que darão origem a todos os constituintes do embrião; disco embrionário.

Blástula – S. f. Embr. Forma inicial embrionária, resultante da segmentação do ovo, e que apresenta blastômeros dispostos regularmente em uma única camada em torno da blastocele.

Boleadeiras – Aparelho, em desuso, empregado pelos campeiros para laçar animais, ou como arma de guerra, constituído por três bolas (de ferro, pedra ou marfim) envolvidas num couro espesso e ligadas entre si por cordas de couro, duas das quais têm o mesmo tamanho, sendo a terceira, menor.

Bolsa seminal – Veja seminal.

Bombordo - S. m. Mar. O lado esquerdo da embarcação, considerando-se a proa como a sua frente.

Boquirroto – Que ou aquele que fala muito, que é muito indiscreto, incapaz de guardar segredo; boca-rota.

Bordada – Ato ou efeito de bordejar: navegar em ziguezague à vela, cambalear, andar ao redor de. Banda, borda, beira. Espécie de vela de navio.

Bordada de artilharia: salva disparada com todos os canhões de uma mesma bateria e de um mesmo bordo; banda de artilharia.

Bordo - Cada uma das duas partes simétricas em que o casco da embarcação é dividido pelo seu plano longitudinal.

Boreal – Do lado do norte, situado ao norte, setentrional.

Boreste - [De estibordo, com supressão da sílaba final e transposição da penúltima para o começo.] S. m. Bras. Mar. 1. Lado direito da embarcação para quem, da popa, olha para a proa. [A Marinha de Guerra do Brasil adotou, em 1884, este termo em vez de estibordo, para, nas vozes de manobra, evitar confusão com bombordo.]

Borla – Logro, burla. Barrete doutoral. Rodela ou disco ornamental no topo dos mastros ou paus de bandeira. Obra de passamanaria, formada por um suporte em forma de campânula, do qual pendem inúmeros fios. Bolota.

Braça - Antiga unidade de comprimento equivalente a 2,2 m. Unidade de comprimento do sistema inglês, equivalente a 1,8 m.

Brasão – Insígnia ou distintivo de pessoa ou família nobre, conferidos, em regra, por merecimento; escudo de armas. P. ext. Divisa, emblema. Fig. Honra, glória. Heráld. Conjunto de peças, figuras e ornatos dispostos no campo do escudo ou fora dele, e que representam as armas de uma nação, de um soberano, de uma família, de corporação, cidade, etc.

Breado – Coberto ou revestido de breu; alcatroado. Bras. N.E. Sujo, emporcalhado, labreado. Bras. AL Bêbado, embriagado.

Brenha – 1. Mata espessa e emaranhada; matagal. 2. Fig. Confusão, complicação. 3. Fig. Segredo, arcano, recesso.

Breu – Substância semelhante ao pez negro, obtida pela evaporação parcial ou destilação da hulha ou doutras matérias orgânicas. [Cf. pez.] Bras. RJ Espécie de bote que atraca aos vapores mercantes para vender fruta. O tripulante desse bote. Fig. Escuridão, trevas.

Breviário - Livro das rezas cotidianas dos clérigos. Fig.: Livro predileto. Sinopse, resumo. Forma breve do ofício divino, ou prece da Igreja, para uso dos clérigos. (C, 15)

Brida – Rédea. A toda a brida: em disparada, à disparada.

Bridão – Brida, rédea grande. Espécie de freio mais brando que o freio propriamente dito. Jóquei que usa esse regime.

Bronquite – Inflamação brônquica. [Sin. (bras., pop.): carregação do peito.]

Bruma – Nevoeiro, cerração. 2. Cerração pouco densa (especialmente no mar). 3. Turvação da transparência atmosférica, causada pela poeira, fumaça, poluição, etc.; névoa seca. 4. Fig. Falta de nitidez, de clareza.

Brumário – Um dos meses do calendário instituído na França pela Convenção, na Revolução Francesa, em 24.10.1793, tendo sido novamente substituído pelo calendário gregoriano em 1.1.1806, e no qual o ano tinha 12 meses de 30 dias cada um, acrescidos de cinco dias complementares, dedicados às festas republicanas, e começava no equinócio do outono do hemisfério norte (22 de setembro). Eis, por ordem, os nomes dos meses: vendemiário, brumário, frimário, nivoso, pluvioso, ventoso, germinal, floreal, prairial, messidor, termidor e frutidor.[Convencionou-se que o ano I da República teria começo em 22 de setembro de 1792.]

Brunir – Aprimorar, dando melhor acabamento; polir, lustrar. Dar lustre a. Tornar brilhante, luzidio. Esmerar, aperfeiçoar.

Bubônica – Peste bubônica: doença infecciosa, essencialmente do rato, causada pelo bacilo de Yersin, e que por meio da pulga se transmite ao homem, assumindo, neste, uma de duas formas: a bubônica (em que há o aparecimento de tumefações ganglionares denominadas, popularmente, bubões), e a pneumônica (que se desenvolve com um quadro clínico típico de pneumonia lobar). A primeira dessas formas é benigna, e a segunda acarreta a morte, praticamente, em todos os casos.

Bucaneiro – Pirata, dos que infestavam as Antilhas nos sécs. XVI e XVII. Caçador de bois selvagens. Espingarda usada por uns e outros.

Bucólico - Relativo à vida do campo e dos pastores; campestre, pastoril. Que canta ou exalta as belezas do campo, da vida campestre; pastoril. Simples, singelo; puro, ingênuo. Indivíduo bucólico; bucolista. (A, 166)

Bucolismo – 1. Qualidade de bucólico. 2. Poesia bucólica [ v. bucólico (4) ]. 3. Caráter bucólico, pastoril, de certas obras artísticas ou literárias; arcadismo.


Bufão – V. bufo 1 e 2. V. fanfarrão (2).

Bufarinhas: Objetos pouco valiosos, vendidos pelos negociantes ambulantes; bugigangas.

Bufarinheiro – Vendedor ambulante de bufarinhas. V. adeleiro.

Bufo – S. m. 1. Teatr. Ator ou personagem de comédia ou farsa encarregado de fazer rir o público com mímicas, esgares, etc.; bufão, truão, saltimbanco, mimo, momo, gracioso. Adj. 2. Cômico, burlesco, farsesco.

Bulcão – 1. Nevoeiro espesso que precede a borrasca. 2. Redemoinho de vapores, líquidos ou partículas sólidas em suspensão. 3. Nuvem. 4. Trevas, escuridão.

Bulha – Confusão de sons; barulho, ruído; gritaria confusa, altercação, rixa, briga.

Bulício – Rumor, agitação, burburinho, tumulto.

Bulimia – Psiq. Distúrbio mental que predomina em mulheres e que começa, ger., na adolescência ou no início da fase adulta, caracterizando-se por episódios de ingestão de grande quantidade de alimento, que culminam com o aparecimento de dor abdominal, ou vômito provocado pelo próprio indivíduo, que, consciente de que o fenômeno é anormal, teme não ser capaz de detê-lo voluntariamente, e passa a experimentar autocondenação e depressão. Aumento exagerado de apetite.[Sin., nesta acepç.: abarcia, aplestia, cinorexia, licorexia e (pop.) fome canina. Cf. hiperorexia.]

Bumerangue – Arma de arremesso usada pelos indígenas australianos, feita de madeira escavada e arqueada, e que, após descrever curvas, volta a um ponto próximo daquele de onde foi atirada.

Burel – Tecido grosseiro de lã. Hábito de frade ou de freira. Ant. Burel (1) usado como luto. Fig. Luto, tristeza, pesar.

Burlão – Adj. 1. Que pratica burla; burloso. S. m. 2. Aquele que pratica burla; trapaceiro, trampolineiro. [Sin. ger.: burlador, burlante, burlista. Fem.: burlona.]

Busílis - O ponto principal da dificuldade em resolver uma coisa; o xis da questão.

Butano – Hidrocarboneto saturado, gasoso, incolor, com leve odor, principal constituinte do gás liquefeito de petróleo, utilizado como combustível.

Buxo - Gênero-tipo das buxáceas, com arbustos e arvoretas, originários da Europa e da Ásia. Qualquer espécie desse gênero, como, p. ex., Buxus sempervirens, dotado de flores pequenas e alvas, frutos capsulares, e de madeira útil para marchetaria, torno, instrumentos musicais de sopro e instrumentos de desenho, cujo nome vulgar é buxeiro. Qualquer espécime desse gênero.

C (cê)

Cabeça-de-porco – Cortiço.

Cabido – S. m. 1. Conjunto ou corporação dos cônegos de uma catedral. 2. Qualquer outra corporação ou assembleia. Adj. Que tem cabimento; compatível; oportuno.

Cabriola – Salto de cabra. 2. P. ext. Salto, pulo. 3. V. cambalhota (1). 4. Fig. Mudança repentina de opinião ou de partido.

Cabriolé – Carruagem leve, de duas rodas, com capota móvel, puxada por um cavalo. Tipo de carroceria de automóvel conversível, de dois ou três lugares.

Cachaço – A parte posterior do pescoço. [Sin. (desus.): cacho.] Bras.: Reprodutor suíno.

Cadafalso - Tablado ou estrado usado para execução; patíbulo; andaime; palanque. (A, 196. D, 122 e 126)

Caftina – Cafetina. Mulher que explora o comércio de meretrizes.

Calandragem – Ato, operação ou efeito de calandrar.

Calandrar – Ind. Pap. Acetinar na calandra (máquina); cilindrar. Tip. Matizar na calandra (máquina).

Calceta - Indivíduo condenado à calceta; grilheta; forçado. Argola de ferro fixada no tornozelo do prisioneiro. P. ext.: A pena de trabalhos forçados.

Calcinado – 1. Reduzido a cal. 2. Reduzido a cinzas ou carvão. 3. Muito seco; estorricado.

Calcinar – Reduzir a cinzas ou carvão. Aquecer em altíssimo grau; abrasar. Submeter a uma temperatura muito elevada. Fig.: Inflamar; excitar.

Caldear – Tornar incandescente, pôr em brasa (o ferro etc.). Soldar, ligar metais (metais em brasa). Converter em calda ou massa. Amalgamar, misturar. Fig.: Mestiçar.

Caleidoscópio – Calidoscópio; sucessão rápida e cambiante.

Calepino – [Do antr. (Ambrogio) Calepino (1435-1511), de um monge italiano cujo dicionário, publicado pela primeira vez em 1502, inicialmente monolíngue, e plurilíngue a partir de 1545-6, se tornou o mais difundido em toda a Europa até o séc. XVIII.] S. m. P. us. 1. O dicionário de Ambrogio Calepino. 2. Vocabulário, léxico. 3. Caderno de anotações.

Calhau – Fragmento de rocha dura; pedra solta; seixo. Tip. Branco com que se completa a medida, em páginas curtas. Jorn. Anúncio gracioso, ou aceito a preço reduzido, para publicação quando sobra espaço no jornal. Bras. Gír. de jorn. Pequeno texto, clichê, etc., aproveitado para preencher claros na paginação de jornal ou de revista.

Calipígio – Que tem belas nádegas.

Camartelada – Pancada de camartelo: martelo de pedreiro, agudo de um lado.

Camartelo - Martelo de pedreiro ou de canteiro, agudo ou com gume de um lado e redondo de outro, que se emprega para desbastar pedras, quebrar tijolos etc. Fig.: tudo aquilo que serve para demolir.

Cambaio – Adj. 1. De pernas tortas. [Sin.: acambetado, cambado, cambembe, cambeta, cambo, cambota, cambuta, e (bras.) bichento, zãibo, zãimbo, zambeta, zambo, zambro. ] 2. De pernas fracas; trôpego. 3. Cambado (1).

Cambiante – Que cambia. 2. Furta-cor, irisado, iriado. 3. De cor indistinta ou indecisa. S. m. 4. V. nuança (1). 5. Cor indistinta ou indecisa. 6. Fig. Gradação (2).

Camelo - Mamífero da ordem dos artiodáctilos, com duas corcovas, ruminante; antiga peça de artilharia; homem sem inteligência; burro, estúpido, idiota, camelório. (N.R.: Segundo alguns pesquisadores, no idioma falado por Jesus camelo significava também corda grossa, feita com pelos do animal conhecido por esse nome.)

Campânula – Qualquer objeto em forma de sino. Espécie de redoma usada para isolar objetos do ar, da poeira etc. Flor das campanuláceas. Campainha.

Campear – Andar pelo campo, pelo mato, à procura de (o gado). Procurar, buscar. Ostentar, alardear. V. cavalgar (1). Levar vantagem; sobressair. Andar a cavalo no campo ou no mato, em procura do gado, ou para prestar-lhe assistência. Servir em campanha; batalhar. Instalar acampamento, acampar. Estar ou viver no campo. Mostrar-se em lugar elevado; elevar-se. Prevalecer; dominar; imperar. Bras. Bater ou explorar o campo em todos os recantos.

Canal deferente - Cada um dos dois ductos excretores testiculares.

Canalha – Gente vil, reles, infame; ralé. Pessoa vil, infame, reles; velhaco. Relativo ou pertencente a, ou próprio de canalha. Vil, infame, reles; velhaco.

Canalhocrata – Adepto ou defensor da canalhocracia. Pertencente ou relativo a ela; canalhocrático.

Canalículo – Pequeno canal. [Canalículos de Holmgren: sistema de canalículos que se abrem na superfície das células para penetração dos alimentos e saída dos detritos celulares.]

Canapé – Espécie de sofá, geralmente com a estrutura de madeira visível.

Canapê – Pequena fatia de pão, servida, em geral, como aperitivo, sobre a qual se põem diferentes pastas alimentícias condimentadas, ou pedaços de ovo cozido, fatias de salmão defumado, de presunto, tomate ou outros ingredientes.

Canga - Peça de madeira que prende os bois pelo pescoço e os liga em carro, ou ao arado; jugo. Pau que carregadores põem aos ombros para suspender fardos. Antigo instrumento de suplício usado em parte da Ásia, formado por uma tábua com furos, onde se prendia a cabeça e as mãos dos condenados; ganga. Concentração de hidróxidos de ferro na superfície do solo sob a forma de concreções e que às vezes constitui bom minério de ferro. Fig.: Opressão, sujeição, jugo.

Canhenho – 1. Caderneta (1). 2. Registro de lembranças. 3. Fig. Memória (1).

Canhestramente – De modo canhestro.

CanhestroFeito às canhas, às avessas, desajeitadamente. Desajeitado, desengonçado. Acanhado, retraído, tímido; às canhas; de canha (mão esquerda).

Canícula – Astr. Época do ano em que Sírio está em conjunção com o Sol. Grande calor atmosférico.

Cantaria – Pedra para construção, esquadrejada segundo as normas de estereotomia; pedra de cantaria, alistão. Obra de cantaria (1).

Cantochão – [De canto2 (1) + chão, na acepç. de 'plano', 'igual'.] S. m. Mús. Canto litúrgico da Igreja Católica do Ocidente, essencialmente monódico, e cujo ritmo ou ausência de ritmo se baseia apenas na acentuação e nas divisões do fraseado; canto gregoriano, canto liso.

Cantoneiro – Trabalhador encarregado da conservação ou limpeza de um cantão: seção de estrada de ferro ou rodagem.

Capacitância - Propriedade que têm alguns sistemas de armazenar energia elétrica sob a forma de um campo eletrostático; capacidade. O quociente da carga elétrica de um capacitor pela tensão elétrica existente entre as suas armaduras.

Capacitor – Conjunto de dois ou mais condutores elétricos separados entre si por isoladores.

Capadócio – Da, ou pertencente ou relativo à Capadócia (Ásia Menor). 2. Pej. Que tem maneiras acanalhadas. 3. Pej. Impostor, trapaceiro, parlapatão. S. m. 4. Capádoce.

Capão – Frango cepado. Cavalo castrado. Cordeiro castrado. Porção de mato isolado no meio do campo; capuão de mato, ilha de mato, caapuã, capuão.

Capitoso – Que sobe à cabeça, que entontece, embriaga. Cabeçudo, teimoso (p.us). (A, 109)



Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   28


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande