Dicionário pessoal


Arcediago – Ecles. Eclesiástico investido pelo bispo de certos poderes de jurisdição da diocese



Baixar 1.35 Mb.
Página4/28
Encontro21.10.2017
Tamanho1.35 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   28

Arcediago – Ecles. Eclesiástico investido pelo bispo de certos poderes de jurisdição da diocese.


Arco reflexo – Trajeto percorrido por um impulso nervoso, em uma reação reflexa, desde o ponto em que se dá o estímulo até um músculo ou glândula ativados pelo impulso, em que se completa o circuito.

Arenga - Alocução; discurso. Discurso enfadonho; aranzel. Altercação, disputa. Intriga, mexerico, enredo. Arengada.

Arengou - Discursou. Discutiu, altercou, disputou. Fez arenga.

Arenque – Peixe clupeídeo (Clupea harengus) com 30cm de comprimento, abundante no Atlântico Norte; alimenta-se de pequenos crustáceos e desova junto à costa, onde é pescado.

Aréola – 1. Canteiro de jardim. 2. Anat. Med. Designação genérica de área circular que, relativamente a um ponto que lhe é central, apresenta cor diferente. [Tal fenômeno pode ocorrer em condições normais, como na aréola mamária, ou patológicas, como em pústulas.] 3. Astr. Área brilhante entre a coroa, o halo, e o disco do Sol ou da Lua.

Areópago - Tribunal ateniense, assembleia de magistrados, sábios, literatos etc. (N.R.: O Areópago ficava numa das quatro colinas que rodeavam a praça central da antiga Atenas.)

Argênteo – Prateado, argentino. Feito de prata; argentino. Argentino (2). Bot. Diz-se das folhas com pelos seríceos adpressos.

Aríete – S. m. 1. Antiga máquina de guerra para abater muralhas [cf. vaivém (3)] . 2. Máquina para elevar água, acionada pela própria água. [Sin.: carneiro hidráulico ou apenas carneiro.] [É comum a pronúncia ariete (ê).]

Armão – O jogo dianteiro de uma viatura. Carreta de duas rodas que rebocava as peças de artilharia.

Arminho – Mamífero das regiões polares, cuja pele é macia e alvíssima no inverno. A pele ou pelo do arminho. Alvura, brancura.

Arminhos – títulos de nobreza.

Arquétipo – Modelo de seres criados. Padrão, exemplar, modelo, protótipo. Segundo Jung, psicólogo e psicanalista suíço, arquétipos são imagens psíquicas do inconsciente coletivo e que são patrimônio comum a toda a humanidade: O paraíso perdido, o dragão, o círculo são exemplos de arquétipos que se encontram nas mais diversas civilizações.

Arrátel – Antiga unidade de peso, equivalente a 429 gramas ou 16 onças.

Arreglar – Ajustar, combinar, concertar. 2. Pôr em ordem (assunto, negócio, etc.).

Arreglo – S. m. 1. Adaptação de peça teatral. S. m. Bras. RS 1. Ato ou efeito de arreglar; ajuste, combinação.

Arrego (ê) Bras. Gír. S. m. 1. Ato de render-se, entregar-se. 2. P. ext. Exprime impaciência ou irritação. 3. Us. na loc. verb. pedir arrego. Pedir arrego: Bras. Gír. V. pedir penico.

Arriou – Do verbo arriar: cair ou vergar sob o peso; perder as forças; desanimar, desistir, afrouxar; depor (armas), render-se; Deitar, colocar no chão (um objeto pesado); abaixar, descer (o que estava suspenso ou levantado).

Arrivista – Pessoa inescrupulosa, que quer vencer na vida a todo custo. [Nota: Reportagem de Veja diz que os sindicalistas ora no poder em nosso país são arrivistas.]

Artéria - Cada um dos vasos que conduzem o sangue do coração a todas as partes do corpo. Grande via de comunicação.

Arteriosclerose - Esclerose ou endurecimento de artéria.

Arval – Campo cultivado. Hist. Rel. Na antiga Roma, cada um dos doze sacerdotes que faziam sacrifícios à deusa Ceres ou aos lares (q. v.), para assegurar a fertilidade do solo.

Ás – Exímio, carta de baralho.

Ascese – Exercício prático que leva à efetiva realização da virtude, à plenitude da vida moral.

Ascite – Acúmulo de líquido na cavidade abdominal.

Asmo – Ázimo; pão sem fermento.

Áspide – Animal cordado, réptil, escamado, ofídio, viperídeo (Vipera aspis), da Europa, com presas anteriores ocas, com que inocula a peçonha, porém desprovido de fosseta lacrimal, como as demais víboras paleárticas.

Asserto – Proposição afirmativa; asserção, assertiva. (N.R.: Não confundir com acerto, do verbo acertar.)

Assuada – S. f. 1. Reunião de gente armada para promover desordem. 2. Desordem, motim, arruaça. 3. Vozearia. 4. Vaia, apupo.

Astenia – Fraqueza orgânica; debilidade, fraqueza. [Opõe-se a estenia.]

Astênico - Relativo à astenia. Que sofre de astenia.

Astrolábio – Instrumento astronômico inventado por Hiparco, astrônomo e matemático grego (séc. II a.C.), para medir as alturas de um astro acima do horizonte. Modernamente foi aperfeiçoado, e é um dos instrumentos fundamentais da astrometria.

Atabaque - Tambor primário, feito com pele de animal distendida; timbale, tímpano; atabal, tabaque, carimbó.

Atanazar – Atenazar; atazanar.

Atascar – Meter-se em atoleiro; enlamear-se. Degradar-se no vício. atolar

Atavio – Adorno ou enfeite requintado ou vistoso.

Atavismo – [Do lat. atavus, 'quarto avô', + -ismo.] S. m. Reaparecimento, em um descendente, de um caráter não presente em seus ascendentes imediatos, mas, sim, em remotos. [Cf. hereditariedade (2).]

Atazanar – Atenazar.

Atenazar – Apertar com tenaz. 2. Fig. Torturar; mortificar. 3. V. apoquentar. [Var. nas acepç. 2 e 3: atanazar e atazanar.]

Ático – Da, ou pertencente ou relativo à Ática (Grécia antiga). 2. Gloss. Diz-se do ático (5). 3. Relativo ao, ou que revela aticismo; elegante, sóbrio (estilo).

À-toa – Adj. 2 g. e 2 n. 1. Impensado, irrefletido. 2. Sem préstimo; inútil. 3. Que não exige trabalho ou esforço; fácil. 4. Desprezível, abjeto, vil. 5. Sem importância, insignificante; de nada. 6. Diz-se de pessoa que se prostitui.

Atol – Coroa de coral erigida sobre um pilar vulcânico, e que aparece à feição de uma ilha muito rasa encerrando uma lagoa; recife de coral. [Pl.: atóis.]

Atoleimado – Tolo.

Átomo – Sistema energeticamente estável, formado por um núcleo positivo que contém nêutrons e prótons, e cercado de elétrons. A menor quantidade de uma substância elementar que tem as propriedades químicas de um elemento. [Todas as substâncias são formadas de átomos, que se podem agrupar, formando moléculas ou íons.]

Atonal – Que não adota os princípios da tonalidade (2 e 3).

Atonia – Med. Falta de tono ou força normais; debilidade geral; fraqueza. P. ext. Frouxidão, inércia.

Atreito - Sujeito a; propenso. Acostumado, costumado, habituado; treito.

Átrio – O segundo vestíbulo (nas casas romanas); grande sala central, de distrib. de circulação, num edifício; vestíbulo. Pátio interno, de acesso a um edifício; vestíbulo. Espaço, defeso, na frente do edifício. Adro. Aurícula do coração. Depressão em forma de anfiteatro ou meia coroa, proveniente da destruição parcial de uma cratera vulcânica.

Atro - Negro, escuro. Tenebroso, lúgubre, medonho. Aziago, infausto. (A, 196)

Atroada – Grande ruído; estrondo.

Atroado – Aturdido, atordoado. Que fala depressa e ruidosamente. Atoleimado, apatetado. Diz-se da cavalgadura que sofre de atroamento.

Atroamento – Aturdimento produzido por estrondo ou choque. Doença nos cascos das cavalgaduras.

Atroar – Fazer estremecer com o estrondo; fazer retumbar. Fig. Aturdir, atordoar. Retumbar; estrondear, estrugir. Trovejar.

Aturdimento – Ato de aturdir(-se); atordoamento. Efeito de aturdir; estado de aturdido; atordoamento. Perturbação dos sentidos; tonteira, atordoamento. Imponderação, imprudência, estouvamento.

Auréola – 1. Círculo dourado e brilhante que, nas imagens sacras, envolve a cabeça de Cristo e dos santos; halo, resplendor, nimbo. 2. Qualquer círculo luminoso que rodeia um objeto; halo, nimbo. 3. Fig. Brilho ou esplendor moral; prestígio, glória, halo. 4. Zona que envolve um mineral, formada pela reação deste, em suas bordas, com o magma que lhe deu origem.

Aurir – (alteração de ourar) verbo intransitivo. [Regionalismo] Fugir alucinadamente = DESAURIR. [Regionalismo] Perder o uso da razão = ALUCINAR-SE, DESVAIRAR, OURAR.

Auscultar – Aplicar o ouvido ao peito, ao ventre, às costas, etc., para conhecer os ruídos que se produzem dentro do organismo. Procurar conhecer; inquirir, sondar.

Autismo – Patologia caracterizada pelo desligamento da realidade exterior e criação mental de um mundo autônomo.

Autista – Que apresenta autismo: desligamento da realidade exterior, com criação mental de um mundo autônomo.

Avatar – Reencarnação de um Deus e, especialmente, no Hinduísmo, reencarnação do deus Vixnu. Transformação, transfiguração, metamorfose. (A, 52)

Avença – S. f. 1. Acordo entre litigantes; ajuste. 2. Importância paga por serviços durante certo prazo. 3. Quantia certa que se paga antecipadamente por conta de impostos de consumo, etc.

Avezado – Costumado, habituado.

Axe – Pquena ferida ou esfoladura.

Axiologia – S. f. 1. Estudo ou teoria de alguma espécie de valor, particularmente dos valores morais. 2.Teoria crítica dos conceitos de valor.

Axiônimo – Designação que se dá a forma cortês de tratamento, ou a expressão de reverência como, p. ex., Sr., Dr., Ex.mo Sr., Vossa Santidade, etc.

Azáfama – Muita pressa; urgência. Grande afã; trabalho muito ativo. Atrapalhação, agitação.

Azorrague – Chicote, açoite. Fig.: flagelo, castigo, suplício.

Azoto – Nitrogênio.

Azougue – Designação vulgar do mercúrio; argento-vivo. Fig. Pessoa muito viva e esperta.

B (bê)

Bacia – Vaso redondo, de bordas largas, geralmente raso, de louça, metal, plástico, etc., próprio para lavagens. [Dim. irreg.: bacineta.] 2. Caldeira usada nas confeitarias para torrar amêndoas, castanhas-do-pará, etc. 3. Fogareiro, braseiro. 4. V. urinol (1). 5. Salva ou bandeja. 6. Prato de balança. 7. Peça de metal em cuja concavidade se encontra o puxador de algumas campainhas. 8. Designação geral das depressões de um terreno. 9. Depressão de terreno rodeada de montes. 10. Conjunto de vertentes que margeiam rio ou mar interior. 11. Pedra na qual o peitoril do púlpito se firma; bacia de púlpito. 12. Anat. Porção inferior do esqueleto do tronco, limitada, anterior e lateralmente, pelos ossos ilíacos, e, posteriormente, pelo sacro e pelo cóccix; pelve. 13. Ecles. Nas igrejas, prato onde se depositam esmolas. 14. Bras. Circo onde se realizam brigas de galo. 15. Bras. BA V. caldeirão (6). Bacia fluvial. Geogr. O conjunto das terras drenadas por um rio e por seus afluentes; bacia de drenagem, bacia hidrográfica. Bacia oceânica. Ocean. Extensa depressão do fundo, que encerra um oceano ou grande porção de oceano. Bacia sanitária. Vaso sanitário. Na bacia das almas. Bras. Pop. Fig. Demasiadamente barato.

Bacilo - Bactéria em forma de bastonete reto.

Bacilo de Eberth – Agente etiológico da febre tifoide.

Bacilo de Koch – Agente causador da tuberculose humana.

Baeta – Tecido felpudo de lã.

Baía – Pequeno golfo, de boca estreita, que se alarga para o interior. Bras. Lagoa comunicante com um rio. Canal para escoamento de pântanos.

Balcânico – Relativo ou pertencente aos Bálcãs, península ao S.E. da Europa.

Baldoar – Insultar com ofensa, desacato, injúria; injuriar; berrar, vociferar.

Balsâmico – Da natureza do bálsamo. Aromático, odorífico, perfumado. Que balsama, suaviza, ameniza, conforta.

Bálsamo – Bot. Líquido aromático e espesso que flui de muitas plantas, quer espontaneamente, quer por ferimento intencional. Infusão de plantas narcóticas em azeite, que se usa em fricções, na medicina caseira; bálsamo-tranquilo. Terap. Medicamento que tem qualidades balsâmicas. Perfume, aroma, fragrância. Fig. Conforto, lenitivo. Bras. Bot. V. cabriúva-do-campo. Bras. MG Bot. Óleo-vermelho.

Báltico – Relativo ou pertencente ao mar Báltico (Europa). 2. Relativo ou pertencente ao báltico (3). S. m. 3. Gloss. Grupo do ramo balto-eslavo (q. v.) que compreende o letão (q. v.), o lituano (q. v.) e várias línguas agora extintas, entre elas o prussiano antigo (q. v.).

Bandarilheiro – Toureiro que bandarilha touros. [Bandarilha: farpa enfeitada que se crava no cachaço dos touros, nas touradas.]

Bar – S. m. Balcão diante do qual as pessoas, de pé ou sentadas em bancos altos, consomem bebidas e iguarias leves. Sala com tal balcão e com pequenas mesas. V. botequim. Armário ou outro móvel onde se guardam garrafas de bebidas alcoólicas em uso. [Pl.: bares.] S. m. Peso indiano, que varia, segundo as regiões, entre 141 e 330 quilos. [Var.: bagar. Pl.: bares.] S. m. Fís. Unidade de medida de pressão igual a 105 pascals, correspondente a aproximadamente 750mmHg ou 0,987 atmosfera. [Pl.: bars. Cf. bária.]

Barafustar – 1. Entrar ou meter-se com violência; embarafustar-se. V. int. 2. Mover-se ou agitar-se desordenadamente; bracejar, espernear, estrebuchar, debater-se.

Báratro – Abismo, precipício, voragem.

Barbaças – S. m. 2 n. Indivíduo que tem barbas grandes; barbacena, barbarrão.

Bariatria – Ramo da medicina que se ocupa do excesso de peso corporal. Cirurgia bariátrica: operação que consiste na redução do estômago.

Baronte – (Do italiano baronte) Espírito em estado evolutivo ainda inferior; Espírito desencarnado.

Barôntico – Relativo ou pertencente a baronte [Baronte: Espírito em estado evolutivo ainda inferior; Espírito desencarnado.]

Barrete – Carapuça, gorro, gorra. Cobertura quadrangular usada por clérigo. Solidéu. Chapéu vermelho usado por cardeais. Barrete frígio: barrete vermelho usado na França ao tempo da primeira república.

Basalto – Rocha vulcânica, em geral porfírica ou vítrea, constituída essencialmente de plagioclásio básico e augita com ou sem olivina. [Há extensos e espessos derrames de basalto no S. do Brasil. Sin. (pop.): pedra-ferro.]

Bátega - Pancada (de chuva). Espécie de bacia metálica, antiga. Porção de líquido que essa bacia continha. Aguaceiro forte e grosso.

Bazófia - Vanglória. Fanfarrice. Guisado feito com sobras de comida.

Beguina – Religiosa dos Países Baixos e da Bélgica, que, sem pronunciar votos, vive em conventos, onde cada uma ocupa o seu aposento à parte. P. ext. Beata.

Beguino – Frade mendicante. Homem de vida penitente.

Bentinho – Objeto de devoção formado por dois pequenos quadrados de pano bento, com orações escritas ou uma relíquia, que os devotos trazem ao pescoço. [No Brasil é us., ou m. us., no sing.] (Sinônimos: breve, escapulário, patuá.]

Bentinhos – Objeto de devoção formado por dois pequenos quadrados de pano bento, com orações escritas ou uma relíquia, que os devotos trazem ao pescoço. [No Brasil é usado, ou mais usado, no singular. Sinônimos: breve, escapulário, patuá.]

Beócio – Da, ou pertencente ou relativo à Beócia, província da Grécia antiga. 2. Fig. Curto de inteligência; ignorante, boçal. 3. Fig. Simplório, ingênuo. S. m. 4. O natural ou habitante da Beócia. 5. Gloss. O dialeto dessa província. 6. Indivíduo beócio (2 e 3).

Bidente – S.m. Alvião. Gadanho com dois dentes.

Bile – Bílis.

Bílis – 1. Líquido esverdeado, amargo e viscoso, segregado pelo fígado e que, por meio de sistema próprio de canais, é levado ao duodeno, participando, de modo importante, da digestão. 2. Fig. Mau humor, irascibilidade, hipocondria. [F. paral.: bile; sin. ger. (pop.): fel.]

Biltre - Homem vil, abjeto, infame. (Feminino: biltra.)

Bioenergética – Relacionado a bioenergia.

Bioenergia – Embora não registrado nos dicionários, esse vocábulo se refere à energia psicofísica transmitida de uma pessoa a outra através da imposição de mãos ou dos passes magnéticos.

Biomassa – S. f. 1. Qualquer matéria de origem vegetal, us. como fonte de energia [Diversamente das fontes fósseis de energia (como, p. ex., o petróleo, o carvão de pedra, etc.), as biomassas oferecem a vantagem de serem renováveis em intervalos relativamente curtos de tempo]. 2. Ecol. A quantidade total de matéria viva de um ecossistema, ger. expressa em massa por unidade de área ou de volume.

Biombo – [Do jap. biDbu.] S. m. 1. Anteparo móvel feito de caixilhos ou de folhas, ger. na vertical, articuladas por dobradiças, e empregado para, num cômodo, dividir ou isolar um espaço. 2. Compartimento de peças de madeira ou de pano fácil de armar e desarmar.

Biótipo - Grupo de indivíduos geneticamente iguais. Tipo constitucional. (No Brasil, a pronúncia corrente é biotipo.) (A, 54)

Bistrô – [Do fr. bistrot.] – Restaurante pequeno e simples, mas aconchegante.

Bizarro – Extravagante, esquisito. Gentil, nobre, generoso. Bem-apessoado, garboso. Vestido com elegância, bem-vestido. Fanfarrão, jactancioso.



Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   28


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande