Dicionário pessoal



Baixar 1.35 Mb.
Página27/28
Encontro21.10.2017
Tamanho1.35 Mb.
1   ...   20   21   22   23   24   25   26   27   28

Sistema Nervoso: sistema que constitui o mecanismo que permite ao animal o contato permanente com o meio onde se situa, determinando mudanças e atitudes úteis ao seu organismo. No homem e nos animais vertebrados, compreende o sistema central e o sistema periférico. O sistema nervoso central é constituído do eixo cérebroespinhal, formado pela organização encefálica e a medula espinhal.

Somático: referente ao corpo físico.

Sônico: relativo ao som.

Tálamo: massa de substância cinzenta, constituída de dois núcleos situados de cada lado do ventrículo médio do cérebro, e que forma o soalho dos ventrículos laterais; funciona como ativo centro de transmissão, recebendo fibras nervosas aferentes de quase todas as zonas do córtex cerebral. Uma de suas importantes funções é a de interveniência na sensibilidade superficial e profunda. Também se denomina “cama óptica”. Ventrículos cerebrais são cavidades existentes no âmago do cérebro, as quais estão ligadas com o canal central da medula espinhal.

Visceral: relativo à víscera, designação comum dos órgãos alojados nas cavidades craniana, torácica e abdominal.
Capítulo XVII – 1ª Parte

Mediunidade e Corpo Espiritual
Carapaça: revestimento que protege o tronco do corpo, como o do cágado e o da tartaruga.

Célula: a menor unidade de função e de organização, nos seres vivos, que apresenta todas as características de vida.

Centro Coronário: centro de força vital, no perispírito, relacionado com a epífise (glândula pineal), no corpo físico; supervisiona todos os demais centros de força vital, porque recebe em primeiro lugar os estímulos do espírito. (Vide Centro Vital: Do Capítulo II – 1ª Parte.)

Citoplasma: o protoplasma, massa formadora da célula, excluído o núcleo.

Corpo Espiritual: o perispírito, psicossoma.

Corpo Vital: para algumas escolas espiritualistas, o corpo vital é constituído por átomos de matéria sutil (etérea), sendo denominado corpo vital por ser a fonte das forças nervosas eletrovitais, e, portanto, o construtor e restaurador das formas densas, interpenetrando todo o corpo físico.

Cromatina: a arte de combinar as cores.

Desnervamento: afrouxamento ou abrandamento da ação nervosa.

Diencéfalo: parte do cérebro situada entre o prosencéfalo (porção anterior do cérebro) e o mesencéfalo (porção mediana do cérebro).

Duplo Etéreo: mesmo que corpo vital.

Ectoplasma: na definição científica vulgar, era a denominação da parte periférica (camada exterior) do citoplasma. Atualmente o ectoplasma (ou membrana plasmática) é considerado como sendo formado por duas camadas de proteínas, separadas por fosfolipídios (substâncias gordurosas ricas em fósforo).

Eletromagnético: que apresenta o efeito da interação entre carga elétrica e campo magnético.

Empírico: que ocorre apenas da experiência, sem caráter técnico.

Etiologia: estudo sobre a origem das doenças.

Fisiológico: relativo ao corpo, levando-se em conta as funções orgânicas.

Fluídico-magnético: referente ao elemento fluídico com propriedade magnética.

Fossa Romboide: soalho do quarto ventrículo cerebral, que se localiza na parte posterior do cérebro. Os ventrículos cerebrais, em número de quatro, constituem um sistema de cavidades comunicantes, no âmago do cérebro, que estão ligadas com o canal central da medula espinhal que contêm um fluido seroso (aparência de soro).

Fotosfera Psíquica: a aura humana que, por sua propriedade de radiação, tem sua aparência comparada com o disco solar (fotosfera).

Frequência: número de vibrações por unidade de tempo. A unidade de frequência é o Hertz (Hz); assim é que 1 Hz é igual a 1 vibração por segundo.

Goecia: magia, feitiçaria.

Halo Energético: halo formado em torno do corpo dos seres vivos pelas radiações exteriorizadas em forma de energia.

Injuriar: causar danos.

Insulamento: efeito de isolar-se.

Leira: área de cultivo, constituída por um sulco onde ficam as sementes para germinar.

Metapsíquica: ciência que tinha por objetivo estudar os fenômenos que atualmente são estudados pela Parapsicologia, Psicobiofísica e novas ciências afins, os quais transcendem o alcance da Psicologia, Física e Biologia, tais como a clarividência, telepatia, aporte, levitação, materialização.

Mitologia: conjunto de mitos sobre a origem e história de um povo, suas divindades, antepassados e heróis; história fabulosa dos deuses, semideuses e heróis da Antiguidade greco-romana; os mitos e histórias fabulosas que fundamentaram as religiões politeístas.

Onda: forma de propagação da energia produzida por um movimento periódico (vibração ou oscilação) num meio elástico, pelo qual cada molécula sofre uma mudança de posição ao redor de sua posição de equilíbrio.

Óptico: relativo à visão.

Ovoide: que tem a forma ovalada; oval.

Pensamento Contínuo: pensamento constante, ininterrupto, que caracteriza a capacidade mental do homem, em oposição ao pensamento fragmentário (descontínuo), próprio dos animais irracionais.

Plasmar: dar forma a algo.

Plexo: entrelaçamento de ramificações nervosas, cuja localização, no corpo físico, se relaciona com a localização dos centros vitais, no perispírito. (Vide Centro Vital: Do Capítulo II – 1ª Parte.)

Radiação: emissão de raios portadores de energia.

Reação Motora: resposta produzida pelas células nervosas motoras a um estímulo nervoso.

Remoinho: movimento em círculo causado pelo cruzamento de ondas; vórtice.

Seixo: pedra arredondada pelo desgaste, encontrada comumente em leito de rios e em terras sedimentares de origem fluvial ou lacustre.

Simbiose: associação de dois seres de espécie distinta, com influência de um sobre o outro, ou de ambos entre si, podendo essas relações, ser úteis ou prejudiciais às duas partes, favoráveis ou nocivas para uma delas apenas.

Sinergia: ato ou esforço coordenado de vários órgãos na realização de uma função.

Somático: referente ao corpo físico.

Telementação: intercâmbio mental à distância.

Transfundir: difundir; transformar.

Vibração: movimento das partículas elementares da matéria, determinando a sua contextura, ou reasultando na propagação de uma energia.

Víscera: designação comum dos órgãos alojados na cavidade craniana, na torácica e na abdominal.
Capítulo XVIII – 1ª Parte

Sexo e Corpo Espiritual
Androgênico: referente ao andrógeno, hormônio sexual masculino, produto de secreção dos testículos e das glândulas suprarrenais, que estimula o desenvolvimento dos caracteres sexuais masculinos secundários.

Anterozoide: célula reprodutora masculina de vegetais, quase sempre móvel e munida de cílios vibráteis, como o espermatozoide nas plantas criptogâmicas, como os musgos e samambaias.

Arcabouço: estrutura que sustenta a constituição de algo.

Binário: o que é constituído de dois elementos, de duas unidades.

Biológico: relativo ao desenvolvimento e às condições de vida dos seres vivos.

Bipotencial: que encerra capacidade de exercer ação dupla.

Bissexual: referente à bissexualidade, existência de dois sexos no mesmo organismo, como o hermafroditismo em animais e plantas.

Celular: relativo à natureza da célula, a menor unidade de função e organização, nos seres vivos, que apresenta todas as características de vida.

Ciclo-pentano-peridro-fenantreno: transformação de um tipo de hidrocarboneto (pentano) em outro tipo de hidrocarboneto (fenantreno) pela ação das glândulas sexuais. Hidrocarboneto é um composto de hidrogênio e carbono.

Cisão: ato ou efeito de cindir, separar em partes (segmentos).

Corpos de Bidder: ovário latente ou potencial presente em alguns anfíbios de ambos os sexos, como nos sapos, que se torna ativo após a extirpação das glândulas sexuais funcionais.

Corpo Espiritual: o perispírito, psicossoma.

Cosmo: a contextura de um todo.

Croptogâmico: referente ao vegetal que não se reproduz por meio de flores, e que tem os órgãos reprodutivos imperceptíveis a olho nu. Compreende as algas, os fungos, as ervas rasteiras e as samambaias.

Elétron: corpúsculo carregado de eletricidade negativa, fundamental na composição do átomo, e que é o constituinte mais numeroso de matéria. É partícula orbital, porque gira em torno do núcleo atômico.

Estame: órgão em que se forma o pólen (elemento masculino de reprodução) das plantas que possuem flores e sementes.

Esterol: grupo de compostos orgânicos de natureza cíclica, amplamente difundidos entre os vegetais e animais. Encontram-se nos vertebrados como colesterol, que está presente em numerosos órgãos e tecidos corporais (sangue, cérebro, substâncias nervosas, membranas celulares); normalmente o colesterol figura na proporção de 1% em todas as gorduras animais, chegando a constituir até 90% nos cálculos biliares.

Estrobilação: reprodução assexuada por divisão transversal do corpo em segmentos que se transformam em zooides (estágio do ciclo vital de animais celenterados).

Excretório: que expele; que segrega.

Fanerógamo: vegetal que tem órgãos sexuais aparentes, compreendendo, portanto, todas as plantas que têm flores.

Fobia: designação comum às diversas espécies de medo mórbido.

Gameta: célula sexual ou germinal dos seres vivos, encarregada da reprodução mediante a fecundação. Forma variante: gameto.

Ganga: resíduo mineral não aproveitável numa jazida metalífera; figurativamente, coisa residual ou de menor importância.

Gemação: tipo de reprodução assexuada nos vegetais e alguns animais inferiores, em cujo corpo se produzem tecidos homotáticos (sem diferenciação sexual), que são as gemas, capazes de formar novos indivíduos.

Genésico: relativo ao impulso sexual ligado à função de reprodução dos órgãos sexuais.

Genética: ramo da Biologia que estuda as leis da transmissão dos caracteres hereditários, e as propriedades das partículas (genes) que asseguram essa transmissão.

Glândula Sexual: gônada; testículo no sexo masculino, e ovário, no feminino.

Gônada: glândula sexual masculina ou feminina; nela se formam as células sexuais (espermatozoides ou óvulos) e os hormônios sexuais.

Hermafroditismo: condição de indivíduo com órgãos sexuais de ambos os sexos; na maioria dos vegetais e em alguns vertebrados (tênia, minhoca) é normal, porém nos mamíferos é anomalia.

Heterossexual: relativo às tendências específicas de cada sexo, resultando na atração sexual entre indivíduos de sexos diferentes.

Hipertrofiar: causar hipertrofia, aumento exagerado, anormal.

Hipófise: glândula de secreção interna, também denominada pituitária, situada sob a face inferior do cérebro, e que tem funções múltiplas. Produz hormônios que estimulam o crescimento, as glândulas sexuais, a tiroide, as suprarrenais, etc., e controla as demais glândulas, através dos próprios hormônios, pelo processo de “feedback” ou retroalimentação.

Histeria: psiconeurose que se manifesta através de um conjunto variado de distúrbios psíquicos, sensoriais e motores, considerados como expressão orgânica de conflitos inconscientes.

Hormônio: substância produzida pela atividade das glândulas de secreção interna (endócrinas), ou pela atividade de tecidos de secreção interna. É lançado, em parte, no sangue ou na linfa, e, em parte, nos tecidos. Atua sobre as funções orgânicas como excitante ou como regularizador.

Imanizar: imantar, submeter a um efeito semelhante ao da ação do ímã.

Libido: instinto ou desejo sexual. Em Psicanálise, é a energia motriz dos instintos de vida, isto é, de toda a conduta ativa e criadora do homem.

Macrocósmico: relativo ao mundo das coisas grandes (macrocosmo), por oposição ao das coisas pequenas.

Medular: referente ao que se situa na parte mais íntima.

Metamorfose: mudança de forma ou de estrutura.

Metazoário: animal de corpo constituído por numerosas células, em geral formado por tecidos especializados. É o grupo de todos os animais pluricelulares.

Mônada: organismo muito simples, que se poderia tomar por uma unidade orgânica; microorganismo unicelular (uma só célula).

Monogamia: condição do macho em acasalar-se com uma só fêmea; que tem apenas um cônjuge.

Monogônico: relativo à monogonia, processo de reprodução assexual (sem o concurso de células sexuais).

Morfológico: referente às características da forma.

Narcisismo: amor excessivo a si mesmo; qualidade dos que se envaidecem, ou se mostram encantados de si mesmos.

Neurose: perturbação mental que não compromete as funções essenciais da personalidade e em que o indivíduo mantém penosa consciência de seu estado.

Núcleo Atômico: parte central do átomo, constituída por prótons (carga positiva) e nêutrons (sem carga elétrica), em torno do qual giram os elétrons (carga negativa).

Obliterar: obstruir; bloquear.

Oosfera: célula sexual feminina dos vegetais.

Pistilo: órgão feminino das flores, que consta, quase sempre, de três partes superpostas: ovário, estilete e estigma.

Plasmagem: ato ou efeito de plasmar, dar forma a algo.

Poligamia: condição de macho em acasalar-se com mais de uma fêmea; que tem mais de um cônjuge ao mesmo tempo.

Protoforma: primeira forma, forma primitiva.

Protozoário: designação dos animais unicelulares (uma só célula) que constituem um grande sub-reino, tendo-se como exemplo a ameba.

Psicanálise: método de psicoterapia desenvolvido pelo médico austríaco Sigmund Freud (1856-1939), segundo o qual as neuroses nascem de complexos reprimidos, que transtornam a vida psíquica. O tratamento consiste em tornar conscientes esses complexos a fim de superá-los.

Psiconeurose: transtorno funcional que se manifesta mediante perturbações orgânicas (respiratórias, digestivas, excretoras, genitais) e desequilíbrios psíquicos.

Psicose: nome genérico das doenças mentais (psicopatias). A psicose manáco-depressiva é aquela em que a excitação se alterna com a depressão, podendo apresentar intervalos de higidez (sanidade) mental: ciclotomia, mania.

Psicossomático: relativo ao psicossoma (corpo espiritual ou perispírito).

Psicossônico: psicossomático.

Psíquico-magnético: referente as propriedades magnéticas da energia psíquica.

Sexuado: relativo à produção mediante o uso dos órgãos sexuais, ou com o concurso de células sexuais deferenciadas.

Síndrome: conjunto de sintomas ligados a um estado mórbido e que constituem o quadro geral de uma doença.

Sinergia: ato ou esforço coordenado de vários órgãos na realização de uma função.

Somático: referente ao corpo físico.

Tessitura: contextura; organização.

Transubstanciar: transformar uma coisa em outra.

Unissexualidade: condição de uma espécie com apenas um sexo, como por exemplo, da flor que só tem ou androceu ou gineceu, isto é, só órgão masculino ou só órgão feminino.

Vascular: em Botânica, o que se refere aos vasos, isto é, o conjunto de células organizadas em forma de tubo.

Vergastar: açoitar, castigar.

Vertebrado: animal com esqueleto ósseo ou cartilaginoso, e com coluna vertebral dividida em vértebras, ossos que formam a espinha dorsal.

Vibração: movimento das partículas elementares da matéria, determinando a sua natureza, ou resultando na propagação de uma energia.
Capítulo XIX – 1ª Parte

Alma e Reencarnação
Brunir: aprimorar, dando melhor acabamento; polir, lustrar.

Cadinho: vaso metálico ou de material refratário, usado em operações químicas a temperaturas elevadas.

Célula: a menor unidade de função e de organização, nos seres vivos, que apresenta todas as características de vida.

Congênito: nascido com o indivíduo.

Corpo Espiritual: o perispírito, psicossoma.

Cromossômico: relativo ao cromossomo, cada um dos corpúsculos de cromatina (substância corável) que se evidenciam no núcleo da célula durante a divisão celular (mitose), os quais contêm os genes ou fatores hereditários.

Currículo: conjunto de dados pessoais e sobre os antecedentes relacionados com as qualificações de um indivíduo.

Desmandar: transgredir; abusar; cometer desregramento.

Dipsómano: alcoólatra; dipsomaníaco.

Disfunção: função que se efetua de maneira anômala.

Enunciar: manifestar, exprimir.

Faina: atividade intensa; agitação.

Fauna Microbiana: o conjunto dos microorganismos causadores de fermentações e doenças infecciosas, conhecidos como micróbios.

Fausto: que apresenta fausto, isto é, luxo, pompa.

Fibra: cada uma das estruturas alongadas que, dispostas em feixes, constituem os tecidos orgânicos.

Formas-pensamento: formas plasmadas pela mente, ou seja, produzidas e animadas pela energia mental que constitui o pensamento pensamento.

Ideologia: ciência que trata das ideias ou conceitos, cujas consequências podem influir na maneira de pensar de um indivíduo ou de uma classe.

Larva: forma pós-embrionária, em numerosos grupos de animais, correspondente ao estágio inicial de vida.

Limiar: início, começo.

Monoideísmo: estado de alma dominado por uma ideia central, fixa.

Morfinômano: viciado em morfina e outros alcaloides do ópio.

Organogênico: relativo à organogênese, do aparecimento e do desenvolvimento dos órgãos no ser vivo.

Ovoidização: transformar-se em “ovoide”. Em morfologia, ovoide é a qualificação de órgão ou parte maciça em forma de ovo; a que se assemelha o “ovoide” resultante da deformação perispiritual causada por uma ideia fixa (monoideísmo).

Patologia: parte da Medicina que se ocupa das doenças, suas origens, sintomas e natureza.

Pelourinho: coluna de pedra ou de madeira, em praça ou lugar público, junto da qual se expunham e castigavam os criminosos.

Plasmar: dar forma a algo.

Primórdio: aquilo que se realiza primeiro.

Psicossomático: relativo ao psicossoma (corpo espiritual ou perispírito).

Reflexão: processo mental em que o pensamento se volta sobre si mesmo e toma seus próprios atos como objeto de conhecimento.

Restringimento: ato ou efeito de diminuir o volume.

Retrota: vaso de vidro ou de louça com o gargalo recurvo, voltado para baixo, e que se usa em operações químicas.

Sequela: sintoma ou efeito que permanece após certas doenças.

Simbiose: associação de dois seres de espécie distinta, com influência de um sobre o outro, ou de ambos entre si, podendo essas relações, ser úteis ou prejudiciais às duas partes, favoráveis ou nocivas para uma delas apenas.

Sinergia: ato ou esforço coordenado de vários órgãos na realização de uma função.

Sonoterapia: processo de cura em que o sono prolongado é usado como tratamento.

Sopesar: avaliar, ponderar resultados.

Tiranete: aquele que oprime os que dele dependem.
Capítulo XX – 1ª Parte

Corpo Espiritual e Religiões
Acrisolamento: ato ou efeito de acrisolar, isto é, purificar, aperfeiçoar, sublimar, submetendo-se a provas.

Alimária: animal irracional, besta de carga.

Angusto: apertado, estreito.

Anímico: pertencente ou relativo à alma; psíquico.

Antropomorfismo: crença ou doutrina que atribui a Deus forma ou atributo humano.

Atmosfera Vital: a atmosfera psíquica própria de cada ser.

Barbárie: estado de extremo primitivismo, com alto grau de incivilidade.

Biológico: relativo ao organismo vivo e suas condições de vida.

Cadinho: vaso metálico ou de material refratário, usado em operações químicas a temperaturas elevadas.

Compunção: pesar profundo, resultante da consciência de ter cometido má ação.

Corpo Espiritual: o perispírito, psicossoma.

Cósmico: relativo ao Cosmo (Universo) e suas propriedades. Nos meios espiritualistas, a concepção de Cosmo abrange todo o Universal, por admitir a inter-relação de tudo o que existe, com o sentido espiritual de integração, independentemente de espaço e tempo.

Doloso: em que há dolo, erro praticado conscientemente, de má fé.

Eflúvio: emanação de energia.

Eletromagnético: que apresenta o efeito da interação entre carga elétrica e campo magnético.

Excelsitude: sublimidade, elevação.

Exotérico: diz-se do ensinamento que era transmitido ao público sem restrição, ao contrário de esotérico, ensinamento reservado a poucos iniciados.

Fulgir: sobressair; brilhar, resplandecer.

Genealógico: relativo à genealogia, a qual trata da origem e linhagem dos seres.

Iniciação: ensinamento pelo qual se transmitiam, na Antiguidade, os conhecimentos relativos aos mistérios de uma religião.

Lato: amplo.

Mentação: ato de pensar, de representar mentalmente.

Mitológico: referente à mitologia, conjunto de mitos que fundamentaram as religiões politeístas.

Nômade: que pratica o nomadismo, vida errante, em que há constantes deslocamentos de uma região para outra.

Onda: forma de propagação de uma energia.

Organogênico: relativo à organogênese, a qual trata do aparecimento e do desenvolvimento dos órgãos no ser vivo.

Paleolítico: período do pleistoceno (quaternário), caracterizado pelo aparecimento dos mais antigos fósseis humanos e a presença de artefatos de osso e/ou de pedra fragmentada ou lascada; datando do final do período notáveis desenhos e pinturas ruprestes; período ou idade da pedra lascada. (Vide quadro “Idade da Terra” no final desta obra.)

Pensamento Contínuo: pensamento constante, ininterrupto, que caracteriza a capacidade mental do homem, em oposição ao pensamento fragmentário (descontínuo), próprio dos animais irracionais.

Perspiração: ato de transpirar insensivelmente em toda a superfície.

Plasmar: dar forma a algo.

Primordial: que é dos primeiros tempos.

Raça Adâmica: segundo Emmanuel, no livro “A Caminho da Luz”, a raça adâmica foi formada com a encarnação de muitos milênios, de Espíritos degredados de um dos orbes do sistema de Capela, estrela da constelação do Cocheiro. Essa raça deu origem às raças brancas, formando o grupo dos árias, a civilização do Egito, o povo de Israel e as castas da Índia, e lançando as bases de toda a organização necessária ao progresso das civilizações, com influência no seio das raças amarela e negra, que já existiam.

Reflexo: manifestação daquilo que encerra um sentimento, uma ideia.

Tebano: habitante de Tebas, cidade egípcia, capital do Alto Egito no segundo milênio a.C., situada à direita do rio Nilo, junto as atuais cidades de Lúxor e Carnaque.

Tentame: tentativa, ensaio.

Teológico: referente à teologia, estudo das questões pertinentes ao conhecimento da divindade, de seus atributos e relações com o mundo e com os homens.

Transformismo: doutrina biológica segundo a qual as espécies se formam por sucessivas transformações de organismos anteriores.

Vazado: tornado transparente, perceptível.

Védico: relativo ao conjunto de textos sagrados que constituem a mais antiga literatura religiosa da Índia, bem como o fundamento da sua tradição religiosa (bramanismo e hinduísmo) e filósofica, conjunto esse conhecimento como Vedas, que em sânscrito significa Saber.
Capítulo I – 2ª Parte

Alimentação dos Desencarnados
Alvéolo: alvéolo pulmonar, delicada estrutura em forma de saco que termina as últimas ramificações brônquicas, e que se encontra em íntima conexão com os capilares sanguíneos. É dos alvéolos que o oxigênio se difunde para o sangue e que se desprende o gás carbônico, no ciclo da respiração.

Anidrido Carbônico: gás carbônico, que é um gás pesado desprovido de odor, não tóxico, porém asfixiante, existente no ar numa proporção de 0,03%. É eliminado como resultado da respiração celular pelos seres vivos.

Assimilação: ação pela qual os seres vivos transformam substâncias alheias em sua própria substância, através da nutrição.

Biológico: relativo ao organismo vivo e suas condições de vida.

Coloidal: referente a coloide, substância gelatinosa constando de uma fase dispersante (como a água) e de outra dispersa (como a proteína); ex.: água com partículas de proteína dissolvidas.

Corpo Espiritual: o perispírito, psicossoma.

Cristaloide: substância que forma uma solução verdadeira e que, numa diálise, atravessa a membrana porosa. Diálise é a separação de substâncias coloidais e cristaloides num líquido, pela difusão através de uma membrana porosa.

Desasimilação: degradação de compostos ricos em energia, sendo o fenômeno realizado por oxidação, nos organismos, como meio importante para a obtenção da energia indispensável aos processos vitais.

Difusão Cutânea: absorção de uma substância mediante a passagem de suas moléculas através da superfície porosa da epiderme.

Difusível: que tem a propriedade de sofrer difusão, isto é, migração lenta das moléculas através de gases e líquidos, ou através de membranas porosas.

Emunctório: órgão, abertura ou canal por onde se eliminam os produtos excrementícios do organismo.

Essencialização: formação de essência a partir de uma substância.

Excreta: excreção, matéria expelida como resíduo inútil.

Exsudação: ato de exsudar, isto é, segregar em forma de gotas ou de suor.

Fisiológico: relativo ao corpo, levando-se em conta as funções orgânicas.

Fisiologista: especialista em fisiologia, parte da Biologia que investiga as funções orgânicas, processos ou atividades vitais, como o crescimento, a nutrição, a respiração, etc.

Glicemia: presença de glicose (açúcar) no sangue. A taxa normal de glicemia no sangue humano varia entre 80 e 120 mg/ml.

Halo Vital: halo formado em torno do corpo pela energia psíquica.

Hematose: transformação do sangue venoso em arterial, nos pulmões, ao contato do ar respirado. Sangue venoso é o que circula nas veias antes de sofrer a hematose; sangue arterial é o que circula nas artérias e contém o oxigênio recebido dos pulmões.

Indifusível: que não tem a propriedade de sofrer difusão, não sendo, portanto, difusível.

Metabolismo: conjunto dos fenômenos químicos e físico-químicos no organismo, mediante os quais se faz a assimilação e a desassimilação das substâncias necessárias à vida.

Oxigênio: elemento gasoso, incolor e inodoro, não combustível, mas comburente (alimenta a combustão), indispensável à vida. É o elemento mais espalhado sobre a Terra; integra 89% do peso da água e ocupa 21% do volume do ar. Todo o oxigênio disponível no ar originou-se da fotossíntese (processo de alimentação) dos vegetais através dos milênios.

Plástico: relativo à massa dos tecidos orgânicos.

Psicossoma: o corpo espiritual ou perispírito.

Quimioletromagnético: referente ao produto obtido por processo químico decorrente do fenômeno eletromagnético (interação entre carga elétrica e campo magnético).

Respiração Celular: processo respiratório da célula, a menor unidade de função e de organização, nos seres vivos, que apresenta todas as características de vida. Na respiração celular ocorre a combinação do oxigênio com outros elementos e a eliminação do gás carbônico.

Simbiose: associação entre dois seres de espécie distinta, com influência de um sobre o outro, ou de ambos entre si, podendo, essas relações, ser úteis ou prejudiciais às duas partes, favoráveis ou nocivas para uma delas apenas.

Síntese: formação de uma substância mediante a combinação dos seus componentes químicos.

Somático: referente ao corpo físico.

Transubstanciar: transformar uma coisa em outra.
Capítulo II – 2ª Parte

Linguagem dos Desencarnados
Circuito Fechado: analogia com o trajeto fechado (circuito fechado) percorrido pela corrente elétrica, nos condutores, de modo a permitir a contínua circulação da corrente produzida por um gerador.

Córtex Encefálico: camada externa do encéfalo (parte do sistema nervoso central contida na cavidade do crânio, onde estão centralizados os nervos que percorrem o corpo).

Espaço das Nações: zona do plano espiritual que se relaciona a cada nação no plano físico.

Expedir: transmitir.

Ideograma: símbolo que representa diretamente uma ideia.

Jugular: subjugar, oprimir, manter sob o jugo.

Linguagem Articulada: linguagem mediante articulações dos órgãos fonadores, resultando na pronunciação das palavras.

Plasmar: dar forma a algo.

Reflexão: ação de retratar, espalhar; de reproduzir, traduzir; de exprimir, transmitir.

Sintonia: reciprocidade de influência determinando uma ação perfeitamente coordenada entre duas partes. O termo está relacionado com frequência vibratória, em que a sintonia é definida como a igualdade de frequência entre duas fontes de vibração; frequência é o número de vibrações por unidade de tempo, e vibração é o movimento periódico de um corpo que passa pelas mesmas posições em iguais intervalos de tempo (períodos).
Capítulo III – 2ª Parte

Corpo Espiritual e Volitação
Baço: glândula vascular sanguínea situada no hipocôndrio esquerdo (parte lateral do abdome), que tem por função armazenar o excesso de glóbulos vermelhos produzidos pela medula óssea (tutano), desintegrar os glóbulos vermelhos velhos e liberar hemoglobina (substância proteica dos glóbulos vermelhos, a qual contém ferro, e é o elemento que leva o oxigênio aos tecidos, deles trazendo o gás carbônico).

Binário: o que é constituído de dois elementos, de duas unidades..

Célula: a menor unidade de função e organização, nos seres vivos, que apresenta todas as características de vida.

Centro Esplênico: centro de força vital, no perispírito, relacionado com o plexo mesentérico e o baço, no corpo físico, que regula a distribuição e a circulação dos recursos vitais, e a formação e reposição das defesas orgânicas através do sangue. O plexo mesentérico é o entrelaçamento de ramificações nervosas localizadas na região do baço. (Vide centro vital; do Capítulo II – 1ª parte.)

Centro Vital: designação comum de cada um dos centros de força existentes no perispírito, cuja função é a de assimilar energias cósmicas e espirituais. (Vide centro vital; do Capítulo II – 1ª parte.)

Corpo espiritual: o perispírito, psicossoma.

Exteriorização da sensibilidade: processo de provocar, através de passes magnéticos em um sensitivo, a exteriorização do fluido ou agente transmissor das sensações ao cérebro, de modo a formar camadas sensíveis paralelas à superfície da pele. O sensitivo, em estado hipnótico, passa a acusar sensibilidade apenas através dessas camadas fluídicas formadas fora do seu corpo.

Hematopoético: relativo a hematopoese, processo orgânico de formação dos glóbulos sanguíneos.

Histogenese: formação e desenvolvimento dos tecidos orgânicos.

Histólise: destruição ou dissolução de tecidos orgânicos.

Injuriar: ferir, causar dano.

Librar: sustentar-se no ar.

Metamorfose: mudança de forma ou de estrutura, como o que ocorre durante fases da vida de alguns animais, como os insetos e anfíbios.

Onda: forma de propagação de uma energia produzida por um movimento periódico (vibração).

Ontogenético: referente à ontogênese, que é o desenvolvimento do indivíduo desde a fecundação até a maturidade para reprodução.

Organogenético: relativo a organogênese, estudo do aparecimento e do desenvolvimento dos órgãos no ser vivo.

Ovoide: em morfologia, ovoide é a qualificação de órgão ou parte maciça em forma de ovo, a que se assemelha o “ovoide” resultante da deformação perispiritual causada por uma ideia fixa (monoideísmo).

Ovoidização: transformar-se em “ovoide”.

Pensamento Contínuo: pensamento constante, ininterrupto, que caracteriza a capacidade mental do homem, em oposição ao pensamento fragmentário (descontínuo), próprio dos animais irracionais.

Plasmocinese: movimento do protoplasma (massa) da célula, que contribui para dar a esta as características de vida.

Regressão de Memória: processo de provocar em um paciente, através da hipnose, um retorno às condições ou estados por ele vivenciados no passado, de modo a faze-lo reproduzir com certa fidelidade tais condições ou estados, que de outra forma seriam impossíveis de ser reproduzidos pelo paciente.

Segmentação: divisão celular do óvulo fecundado, primeira fase do desenvolvimento ontogenético dos metazoários (animais pluricelulares), que costuma verificar-se simetricamente.

Sistema Circulatório: sistema de movimentação do sangue desde o coração até as diferentes partes do corpo e destas ao coração (grande circulação), e do coração ao pulmão e deste ao coração (pequena circulação), através de artérias e veias.

Sistema Nervoso: sistema que constitui o mecanismo que permite ao animal um contato permanente com o meio onde se situa, determinando mudanças e atitudes úteis ao seu organismo. No homem, como nos animais vertebrados, compreende o sistema central e o sistema periférico.

Somático: relativo ao corpo físico.

Ubiquidade: propriedade que tem o espírito de projetar-se por irradiação, para diferentes lados, dando a impressão de estar em muitos lugares ao mesmo tempo, sem prejuízo da sua indivisibilidade.

Volitação: deslocamento do corpo espiritual no meio etéreo, por um processo de locomoção que dá ideia de voo.
Capítulo IV – 2ª Parte

Linhas Morfológicas dos Desencarnados
Ancianidade: velhice muito avançada.

Arcabouço: estrutura que sustenta a forma de um corpo.

Célula: a menor unidade de função e de organização, nos seres vivos, que apresenta todas as características de vida.

Circuito: sucessão de fenômenos periódicos.

Condição Inversiva: inversão psicológica de um indivíduo, em relação às suas características sexuais físicas.

Corpo Espiritual: o perispírito, psicossoma.

Desenlear: desprender, soltar o que está enleado (atado).

Lide: questão.

Metamorfose: mudança de forma ou de estrutura.

Morfológico: referente às características da forma.

Plástico: relativo à modelagem de um corpo.

Psicosfera: halo formado em torno do corpo pela atmosfera psíquica individual.

Psicossomático: relativo ao psicossoma (corpo espiritual ou perispírito).

Senectude: decrepitude, senilidade, velhice.
Capítulo V – 2ª Parte

Apresentação dos Desencarnados
Aglutinina: substância que faz com que as bactérias e os glóbulos sanguíneos se aglutinem (reunam); termo usado como analogia.

Célula: a menor unidade de função e de organização, nos seres vivos, que apresenta todas as características de vida.

Mento-psíquico: relativo ao fenômeno produzido pela mente sobre a organização psíquica.

Molécula: agrupamento definido e ordenado de átomos eletricamente neutros, formando a menor porção de uma substância capaz de existência independente sem perda das suas propriedades químicas.

Plasmar: dar forma a algo.

Plasticizante: referente ao que serve para plasmar.

Proteico: relativo a aparelho que auxilia ou aumenta uma função natural do corpo.

Psicossomático: referente ao psicossoma (corpo espiritual ou perispírito).
Capítulo VI – 2ª Parte

Justiça na Espiritualidade
Ciência Social: designação das ciências sociais, as que estudam especialmente a sociedade humana e os fenômenos sociais, como Sociologia, a Ética Social, a Economia Política, etc.

Emaranhar: enredar, complicar.

Psicologia: ciência que estuda os fenômenos psíquicos e o comportamento humano, e suas reações a situações externas ou a necessidades internas.
Capítulo VII – 2ª Parte

Vida Social dos Desencarnados
Aglutinar: reunir para formar um todo.

Burgo: arrabalde (cercanias) de uma cidade, vila ou aldeia.

Ditame: o que a consciência e a razão dizem que deve ser.

Egresso: que deixou de pertencer a uma comunidade da qual se afastou.

Enevoar: cobrir de névoa, obscurecer, sombrear.

Espaço das Nações: zona no plano espiritual que se relaciona com cada nação no plano físico.

Imanizar: imantar, submeter a um efeito semelhante ao da ação do ímã.

Jungir: ligar, atar.

Liame: o que prende ou liga uma coisa a outra.

Medrar: crescer, desenvolver-se

Metrópole: cidade principal, capital de estado, cidade grande, ou importante.
Capítulo VIII – 2ª Parte

Matrimônio e Divórcio
Afinidade Eletiva: afinidade em combinação com o fator escolha.

Aviltante: que rebaixa ou desonra.

Conjunção: união.

Fixação: perturbação emocional na fase infantojuvenil, com apego exagerado, doentio, a alguém ou algo.

Multifário: de muitos aspectos, variado.

Narcisismo: amor excessivo a si mesmo; qualidade dos que se envaidecem ou se encantam de si mesmos.

Poligâmico: relativo à poligamia, condição do macho em acasalar-se com mais de uma fêmea, ou de quem tem mais de um cônjuge ao mesmo tempo.

Promiscuidade: qualidade do que se une ou se mistura de maneira confusa, sem ordem nem distinção.

Psicanalista: especialista em psicanálise, método de psicoterapia desenvolvido por Freud, segundo o qual as neuroses nascem de complexos reprimidos, que transformam a vida psíquica. O tratamento consiste em tornar conscientes esses complexos a fim de superá-los.

Psiconeurose: transtorno funcional que se manifesta mediante perturbações orgânicas (respiratórias, digestivas, excretoras, genitais) e desequilíbrios psíquicos.

Sexólogo: especialista em sexologia, ciência que estuda os problemas concernentes à sexualidade (conjunto dos fenômenos da vida sexual).

Taba: aldeia de índios brasileiros, formada de “ocas” (cabanas).
Capítulo IX – 2ª Parte

Separação entre Cônjuges Espirituais
Cônjuge Espiritual: qualidade daquele que, no Plano Espiritual, desfruta de união, realizada estritamente com base na mais elevada afinidade espiritual.

Custodiar: manter sob guarda ou proteção, de modo a assegurar o objetivo visado.
Capítulo X – 2ª Parte

Disciplina Afetiva
Acrisolamento: ato ou efeito de acrisolar, isto é, purificar, aperfeiçoar, sublimar, submetendo-se a provas.

Esponsalício: referente às providências de casamento.

Genésico: relativo ao impulso sexual.

Incontinência: falta de continência; falta de castidade, de moderação, de cometimento.

Licenciosidade: qualidade de quem é licencioso, isto é, sensual, libertino, desregrado.

Poligamia: condição de macho em acasalar-se com mais de uma fêmea, ou de quem tem mais de um cônjuge ao mesmo tempo.
Capítulo XI – 2ª Parte

Conduta Afetiva
Circuito: cadeia de sustentação da ocorrência sucessiva de fenômenos.

Complementação Fluídica: intercâmbio fluídico entre duas almas afins que, por influência recíproca, se suprem de fluidos.

Genésico: relativo ao impulso sexual; relativo ao órgão de reprodução sexual.

Simbiose: associação de dois seres de espécie distinta, com influência de um sobre o outro, ou de ambos entre si, podendo, essas relações, ser úteis ou prejudiciais às duas partes, favoráveis ou nocivas para uma delas apenas.
Capítulo XII – 2ª Parte

Diferenciação dos Sexos
Fisiológico: relativo ao corpo, levando-se em conta as funções orgânicas.

Genésico: relativo ao órgão de reprodução sexual; relativo ao impulso sexual.

Morfologicamente: relativo à condição morfológica de algo, ou seja, sua forma, conformação.

Primórdio: primeira fase de um processo de organização.

Sexuado: referente ao processo de reprodução mediante o uso dos órgãos sexuais, ou com o concurso de células sexuais diferenciadas.
Capítulo XIII – 2ª Parte

Gestação Frustrada
Automatismo Celular: a capacidade que as células têm de cumprir, por si mesmas, suas funções no conjunto orgânico.

Célula: a menor unidade de função e de organização, nos seres vivos, que apresenta todas as características de vida.

Célula Espermática: a célula reprodutora masculina, o espermatozoide.

Célula Reprodutiva Feminina: a célula feminina, o óvulo.

Centro Genésico: centro de força vital, no perispírito, relacionado com os plexos hipogástrico e sacral, no corpo físico, responsável pelo funcionamento dos órgãos de reprodução e das emoções sexuais. O plexo hipogástrico é o entrelaçamento de ramificações nervosas localizadas na região do baixo ventre, o plexo sacral é o entrelaçamento de ramificações nervosas localizadas na região do osso sacro, que está situado na base da espinha.

Embrião: denominação geralmente dada ao produto da concepção (geração) até o terceiro mês de gestação.

Feto: denominação geralmente dada ao embrião depois que este adquire o aspecto semelhante ao do adulto de sua espécie.

Gestação: desenvolvimento do embrião no útero materno desde a sua concepção (geração) até o momento do nascimento.

Reflexão: ato de refletir a ação de um impulso recebido.
Capítulo XIV – 2ª Parte

Aborto Criminoso
Anexial: referente ao anexo, o qual compreende a trompa e o ovário considerados como dependência do útero.

Antígeno: substância de origem proteica, estranha ao corpo, e geralmente patogênica (gera doenças). Sua presença no organismo, em condições normais, provoca a formação de anticorpos (elementos de defesa do organismo).

Arritmia: perturbação ou desvio da normalidade de ritmo de funcionamento de um órgão.

Atonizado: relativo a um órgão que sofreu perda de tônus, isto é, perda de resistência e elasticidade normais.

Cardiopatia: designação comum das doenças do coração.

Cardiovascular: referente ao sistema orgânico que compreende o coração e os vasos sanguíneos.

Célula: a menor unidade de função e organização, nos seres vivos, que apresenta todas as características de vida.

Centro Cardíaco: centro de força vital, no perispírito, relacionado com o plexo cardíaco, no corpo físico; é responsável pelo funcionamento do aparelho circulatório e pelo controle da emotividade. O plexo cardíaco é o entrelaçamento de ramificações nervosas localizadas na região do coração. (Vide Centro Vital: do capítulo II – 1ª parte.)

Centro Cerebral: centro de força vital, no perispírito, relacionado com os lobos frontais do cérebro e a hipófise, no corpo físico; exerce influência decisiva sobre os demais centros de força vital, sendo responsável pelo funcionamento do sistema nervoso central e dos centros superiores do processo intelectivo. A hipófise é glândula pituitária, de secreção interna, situada sob a face inferior do cérebro, e que, através dos próprios hormônios, controla a ação das demais glândulas pelo processo de “feedback” ou retroalimentação. O sistema nervoso central é parte formada pelo encéfalo (parte contida na cavidade do crânio) e a medula espinha. (Vide centro vital: do capítulo II – 1ª parte.)

Centro Esplênico: centro de força vital, no perispírito, relacionado com o plexo mesentérico e o baço, no corpo físico, que regula a distribuição e a circulação dos recursos vitais, e a formação e reposição das defesas orgânicas através do sangue. O plexo mesentérico é o entrelaçamento de ramificações nervosas localizadas na região do baço. O baço é a glândula vascular sanguínea situada no hipocôndrio esquerdo (parte lateral do abdome), que armazena excesso de glóbulos vermelhos, desintegra glóbulos vermelhos velhos e libera hemoglobina (substância que leva oxigênio aos tecidos, trazendo deles o gás carbônico). (Vide centro vital: do capítulo II – 1ª parte.)

Centro Genésico: centro de força vital, no perispírito, relacionado com os plexos hipogástrico e sacral, no corpo físico, responsável pelo funcionamento dos órgãos de reprodução e das emoções sexuais. O plexo hipogástrico é o entrelaçamento de ramificações nervosas localizadas na região do baixo ventre, o plexo sacral é o entrelaçamento de ramificações nervosas localizadas na região do osso sacro, que está situado na base da espinha. (Vide centro vital: do capítulo II – 1ª parte.)

Ciliado: relativo a cílios, ou seja, filamentos vibráteis e muito tênues que se encontram inseridos na superfície de certos organismos vivos.

Cístico: referente ao cisto ou quisto (tumor).

Concha Uterina: interior da cavidade uterina.

Corial: relativo ao cório.

Cório: membrana que envolve o embrião.

Corpo Espiritual: o perispírito, psicossoma.

Cósmico: relativo ao Cosmo (Universo) e suas propriedades. Nos meios espiritualistas, a concepção de Cosmo abrange o Todo Universal, por admitir a inter-relação de tudo o que existe, com o sentido espiritual de integração, independentemente de espaço e tempo.

Disendocrinia: perturbação das funções endócrinas, isto é, no funcionamento das glândulas de secreção interna.

Disfunção: função que se efetua de maneira anômala.

Disritmia: distorção causadora da perturbação do ritmo funcional de um órgão.

Ectópico: relativo ao que se realiza ou funciona fora da localização normal.

Edema: acúmulo anormal de líquido proveniente do sangue em um tecido ou órgão, formando intumescência (inchação).

Endométrio: a mucosa (membrana) que reveste a cavidade do útero.

Endometrítico: referente a endometrite, inflamação do endométrio.

Endossalpingeano: relativo ao interior da salpinge, isto é, da trompa uterina.

Estreptococo: bactéria esférica, que se apresenta em cadeia, sendo que algumas espécie são extremamente patogênicas, ou seja, geram doenças, tais como erisipela, linfagite, febres puerperais, endocardite, supurações, etc.

Etário: relativo a idade.

Etiopatogenia: estudo dos fatores patogênicos, isto é, causadores de enfermidades.

Eutópico: relativo ao que funciona ou se localiza na posição normal.

Exculpar: desculpar, perdoar.

Exsudato: líquido produzido por inflamação, contendo certa quantidade de células.

Fibrinoso: que contém fibrina, proteína insolúvel que constitui a parte essencial do coágulo sanguíneo, e que também tem a propriedade de ajudar a cicatrização dos ferimentos.

Germicultura: criação ou proliferação de germes.

Germinal: relativo ao órgão em que se desenvolve o embrião, ou seja, o útero.

Gestação: desenvolvimento do embrião no útero materno desde a sua concepção (geração) até o momento do nascimento.

Ginecologista: especialista em ginecologia, parte da medicina que se ocupa das doenças e da higiene das mulheres.

Gonococo: bactéria esférica causadora da gonorreia (ou blenorragia), doença venérea com fluxo com fluxo purulento em consequência da inflamação da uretra; pode passar aos órgãos internos e causar esterilidade. Às vezes produz artrite que acaba em ancilose (problema de movimento nas articulações). Também por via extrasexual pode-se adquirir a oftalmia purulenta de origem gonocócica, causa frequente da cegueira nas recémnascidos.

Hausto: ato de haurir, sorver, aspirar, figurativamente, fluido produzido pela respiração, atuando sobre o meio.

Hemólise: destruição dos glóbulos vermelhos do sangue, com a liberação de hemoglobina (pigmento dos glóbulos vermelhos).

Hemorragíparo: que produz hemorragia.

Heterotópico: referente ao que se localiza fora da posição normal, como a formação de tecido em local onde não se deveria encontrar.

Hiperatividade: Atividade excessiva.

Hiperexcitação: excitação em excesso.

Hipocinesia: diminuição da atividade motora do organismo.

Histólise: relativo à histólise, destruição ou dissolução de tecidos orgânicos.

Hormonal: referente ao hormônio, substância produzida pela atividade das glândulas de secreção interna (endócrinas), ou pela atividade de tecidos de secreção interna, é lançado, em parte, nos tecidos, atuando sobre as funções orgânicas como excitante ou como regularizador.

Intercalar: relativo ao que se interpõe como parte de uma estrutura.

Miopraxia: condição de insuficiência funcional de um órgão no conjunto orgânico.

Mucíparo: que produz muco, substância viscosa e semitransparente.

Mucosa Tubária: membrana que reveste a cavidade da trompa uterina, e que secreta muco.

Nidação: fixação do óvulo fecundado na mucosa uterina (endométrio).

Obstetra: especialista em obstetrícia, ramo da medicina que se ocupa com o trabalho de parto; parteiro.

Ortotópico: relativo a posição correta de localização ou de funcionamento.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   20   21   22   23   24   25   26   27   28


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande