Dados de identificaçÃo do candidato não deixe de preencher as lacunas a seguir



Baixar 122.23 Kb.
Encontro22.02.2018
Tamanho122.23 Kb.

CONCURSO PÚBLICO



DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO
Não deixe de preencher as lacunas a seguir.


Nome






























































































Nº de Identidade Órgão Expedidor UF Nº de Inscrição



























































































Prédio Sala

























































































MÉDICO / GASTROENTEROLOGIA

ATENÇÃO





  • Abra este Caderno, quando o Fiscal de Sala autorizar o início da Prova.

  • Observe se o Caderno está completo. Ele deverá conter um total de 40 (quarenta) questões, sendo 10 (dez) de Português e 30 (trinta) de Conhecimentos Específicos.

  • Se o Caderno estiver incompleto ou com algum defeito gráfico que lhe cause dúvidas, informe, imediatamente, ao Fiscal.

  • Uma vez dada a ordem de início da Prova, preencha, nos espaços apropriados, o seu Nome completo, o Número do seu Documento de Identidade, a Unidade da Federação e o Número de Inscrição.

  • Para registrar as alternativas escolhidas nas questões da prova, você receberá um Cartão-Resposta de Leitura Ótica. Verifique se o Número de Inscrição impresso no cartão coincide com o seu Número de Inscrição.

  • As bolhas do Cartão-Resposta para as questões de múltipla escolha devem ser preenchidas, totalmente, com caneta esferográfica azul ou preta.

  • Você dispõe de 4 horas para responder toda a Prova – já incluído o tempo destinado ao preenchimento do Cartão-Resposta. O tempo de Prova está dosado, de modo a permitir fazê-la com tranqüilidade.

  • Você só poderá retirar-se da sala 2 (duas) horas após o início da Prova.

  • Preenchido o Cartão-Resposta, entregue-o ao Fiscal juntamente com este Caderno e deixe a sala em silêncio.



B



OA SORTE !

PORTUGUÊS
TEXTO 01
A PANDEMIA DO MEDO
Nas últimas duas semanas, o alarde sobre a iminência de uma pandemia de gripe aviária colocou o mundo em prontidão. Focos de aves contaminadas pelo vírus H5N1, causador da doença, foram detectados na Rússia, Turquia, Romênia e Grécia - sinal de que ele avança sobre o Ocidente. Na China, seu reduto original, a gripe reapareceu e matou 2 600 pássaros no norte do país.

Governos de todos os continentes tentam definir estratégias de combate à disseminação do vírus. O medo de uma pandemia deflagrou uma corrida pela fabricação de vacinas contra o H5N1, ainda inexistentes, e pela compra e estocagem do único antiviral capaz de conter o vírus, o oseltamivir, vendido sob o nome comercial de Tamiflu. O governo brasileiro encomendou 9 milhões de kits do medicamento. As farmácias de todo o país quintuplicaram as vendas de Tamiflu desde a notícia de que uma possível pandemia estaria a caminho. Criou-se até um mercado ilegal do antiviral na Internet, em que o preço da caixa com dez unidades triplicou. Qual é, no entanto, o real tamanho do perigo a que o mundo está exposto ?

Até agora, apesar de todo o alarde, a única certeza é a de que o H5N1 é um agente de destruição em massa apenas de aves, em especial galinhas e frangos. O grande temor é que o vírus passe por mutações genéticas que dêem origem a uma cepa facilmente transmissível de homem para homem, como os micróbios de uma gripe comum. Essa possibilidade existe, mas, por enquanto, não passa de especulação. Segundo o médico americano Marc Siegel, professor da Universidade de Nova York : “Não existe nenhuma evidência direta de que o vírus H5N1 esteja prestes a sofrer esse tipo de transformação.” A única pandemia em curso, no momento, portanto, é a do medo.

BERGAMO, Giuliana. Saúde. Revista Veja. 26 de outubro de 2005. p.80.
01. Em uma das alternativas abaixo, existe uma mensagem que não está inserida no Texto. Assinale-a.
A) A gripe aviária é oriunda da China.

B) Inexistem as vacinas para combater esse tipo de gripe.

C) As autoridades brasileiras procederam à aquisição do antiviral para combater a gripe aviária.

D) A Internet contribuiu significativamente para promover a disseminação da gripe aviária.

E) Existe o risco de que o vírus da gripe aviária sofra determinadas mutações que resultem numa transmissão ao ser humano.
02. Assinale a alternativa em que o fragmento do texto denota a adoção de uma ação conjunta na tentativa de conter a gripe aviária.
A) “Na China, seu reduto original, a gripe reapareceu e matou 2 600 pássaros no norte do país.”

B) “Governos de todos os continentes tentam definir estratégias de combate à disseminação do vírus.”

C) “Essa possibilidade existe, mas, por enquanto, não passa de especulação.”

D) “A única pandemia em curso no momento, portanto, é a do medo.”

E) “Criou-se até um mercado ilegal do antiviral na Internet...”
03. Sobre o trecho abaixo:
Na China, seu reduto original, a gripe reapareceu e matou 2 600 pássaros no norte do país.”
É correto declarar que
A) a gripe aviária originou-se nos países nórdicos.

B) não há risco de a gripe extrapolar os limites territoriais da China.

C) a gripe, reincidente na China, dizimou uma relevante quantidade de aves no sul do país.

D) a gripe, proveniente da China, estende-se até o norte de nosso país.



E) a ação se repetiu em um determinado tempo passado; isso se percebe através do verbo “reaparecer”.
04. Sobre SINONÍMIA e ANTONÍMIA, analise os itens abaixo.
I. Iminência (Sinônimo: proximidade).

II. Disseminação (Antônimo: propagação).

III. Deflagrou (Sinônimo: impediu).

IV. Prontidão (Sinônimo: vigilância).

V. Especulação (Antônimo: hilaridade).


Assinale a alternativa que contém o(s) item (ns) acima que apresenta(m) correlação correta entre a palavra e o que está nos parênteses.
A) Apenas I e IV. B) Apenas IV. C) Apenas III e V. D) Apenas I, III e IV. E) Apenas II, III e V.
05. Sobre o emprego da CRASE, analise as justificativas de cada item.
I. “...o alarde sobre a iminência de um pandemia de gripe aviária...” – não se pode crasear, uma vez que existe a presença da preposição antecedendo o artigo “a”.

II. “Governos de todos os continentes tentam definir estratégias de combate à disseminação” – neste caso, a crase é facultativa.

III. “...que o vírus passe por mutações genéticas que dêem origem a uma cepa facilmente transmissível...” – não se craseia por estar diante de um pronome indefinido.

IV. “...desde a notícia de que uma possível pandemia estaria a caminho.” – não se craseia por estar diante de nome masculino.
Está (ão) correta (s)
A) apenas I. B) apenas I e IV. C) apenas III. D) apenas I, II e IV. E) Apenas III e IV.
06. Sobre PONTUAÇÃO, analise as proposições abaixo.
I. “Qual é, no entanto, o real tamanho do perigo...”

II. “A única pandemia em curso, no momento, portanto, é a do medo.”

III. “...e estocagem do único antiviral capaz de conter o vírus, o oseltamivir, vendido...”

IV. “...deflagrou uma corrida pela fabricação de vacinas contra o H5N1, ainda inexistentes, pela compra...”

V. “Na China, seu reduto original, a gripe reapareceu...”
Assinale a alternativa que contempla os itens nos quais o emprego da (s) vírgula (s) se justifica por separar termos que explicam o seu antecedente, denominados de aposto.
A) Apenas I e III. B) Apenas III e V. C) Apenas II e V. D) Apenas III, IV e V. E) Apenas II, III e V.
07. Observe os termos sublinhados dos itens abaixo.
I. “Focos de aves contaminados pelo vírus H5N1, causador da doença, foram detectados na Rússia...”

II. “...deflagrou uma corrida pela fabricação de vacinas contra o H5N1, ainda inexistentes...”

III. “...desde que uma possível pandemia estaria a caminho...”

IV. “Não existe nenhuma evidência direta ...”
Assinale a alternativa que contém uma afirmação correta.
A) No item I, os termos “causador” e “detectados” concordam em gênero e número com o termo “vírus”.

B) No item II, o termo sublinhado deveria estar no plural para concordar com nome a que se refere, “corrida”.

C) No item III, se o termo “pandemia” fosse substituído por “contágio” , mantendo o mesmo número, a palavra possível teria sua grafia alterada.

D) Se o termo “evidências” (item IV) se flexionasse no plural, seria correto dizer : não existe evidências diretas.

E) O termo “detectados” (item I) concorda em gênero e número com o nome a que se refere, “focos”.
08. Em qual das alternativas abaixo, o termo sublinhado denota que o autor se utilizou dessa palavra com sentido que não lhe é comum ou próprio, resultante de uma relação de semelhança, dando, assim, origem a uma figura de linguagem denominada de metáfora?
A) “Governos de todos os continentes tentam definir estratégias...”

B) “Qual é, no entanto, o real tamanho do perigo a que o mundo está exposto?”

C) “...deflagrou uma corrida pela fabricação de vacinas...”

D) “O grande temor é que o vírus passe por mutações genéticas...”

E) “A única pandemia em curso, no momento, portanto, é a do medo.”
09. Sobre REGÊNCIA NOMINAL e VERBAL, observe os termos grifados.
I. “...passe por mutações genéticas que dêem origem a uma cepa facilmente transmissível...”

II. “...em que o preço da caixa com dez unidades triplicou...”

III. “Qual é, no entanto, o real tamanho do perigo a que o mundo está exposto ?”

IV. “Governos de todos os continentes tentam definir estratégias de combate à disseminação ...”

V. “O governo brasileiro encomendou 9 milhões de kits de medicamento.”
Assinale a alternativa correta.
A) No item I, os termos sublinhados são complemento do verbo “originar”.

B) No item II, o termo sublinhado tem como complemento “dez unidades”.

C) No item III, os termos sublinhados completam o sentido do verbo “expor”.

D) No item IV, os termos sublinhados são complemento do substantivo “combate”.

E) No item V,o verbo sublinhado exige que o seu complemento seja regido de preposição.
10. Em qual das alternativas existe discordância entre o (s) termo (s) sublinhado (s) e o que se declara no parêntese em relação à ACENTUAÇÃO ?

A) “...sobre a iminência de uma pandemia de gripe aviária colocou o mundo em prontidão.” (a tonicidade de ambas as palavras grifadas recai na penúltima sílaba).

B) “...e estocagem do único antiviral capaz de conter o vírus...” (ambos os termos sublinhados são paroxítonos).

C) “...por mutações genéticas que dêem origem a uma cepa facilmente transmissível...” (o acento do termo sublinhado se justifica por ser paroxítona terminada em “l”) .

D) “As farmácias de todo o país quintuplicaram...” (no primeiro termo sublinhado, a tonicidade recai na penúltima sílaba; no segundo, na última sílaba.)

E) “Nas últimas duas semanas...” e “...desde a notícia de que uma possível pandemia estaria a caminho...” (as palavras sublinhadas são respectivamente proparoxítona , paroxítona e paroxítona).



CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

11. Uma mulher de 34 anos de idade apresenta-se com história de três meses de azia. Ela tem azia pós-prandial quase todos os dias, com dor torácica subesternal, irradiando para cima. Não tem disfagia, odinofagia, sintomas pulmonares ou perda de peso. Não toma medicações, incluindo remédios sem prescrição. Ao exame, tem 1.60 de altura e pesa 50 kg. Não fuma ou bebe álcool. Corre 8 quilômetros três vezes por semana. Sua avaliação laboratorial é normal.

Qual é o primeiro passo mais apropriado em sua avaliação?


A) Endoscopia.

B) pH metria de 24 horas. D) Estudo de motilidade esofageana.

C) Seriografia gastrointestinal alta. E) Terapia empírica anti-secretória de ácido.
12. Uma mulher de 42 anos de idade é vista na emergência após três episódios de melena. Usa medicação antiinflamatória não esteróide (AINES) para "cotovelo de tenista" de longa duração. Na posição supina, sua freqüência de pulso é de 85bpm, e sua pressão sangüínea, é de 125/80mmHg. Sentada, sua freqüência de pulso é de 115bpm, e sua pressão sangüínea é de 90/60mmHg.

A primeira intervenção necessária nesta paciente é


A) suspensão do AINES.

B) reposição volêmica.

C) consulta com gastroenterologista.

D) endoscopia alta.

E) administração intravenosa de bloqueador de secreção ácida.
13. Uma mulher de 19 anos de idade vem a você para uma segunda opinião concernente a pâncreas divisum detectado incidentalmente por uma ressonância magnética (RM), realizada para avaliação visando à doação para transplante renal. Ela é assintomática, sem história clínica significativa, não está tomando medicações nem consome álcool. Seu exame físico é normal. Hemograma, bioquímica (incluindo amilase e lipase) são normais.

Qual a abordagem mais adequada para esta paciente?


A) Colangiopancreatografia endoscópica retrógrada (CPER) com esfincterotomia da papila menor.

B) Laparotomia com esfinsteroplastia da papila menor.

C) Tomografia computadorizada abdominal.

D) Ultra-sonografia abdominal.

E) Tratamento conservador.

14. Nos casos de pancreatite aguda grave, qual das complicações abaixo tem menor probabilidade de ocorrer nas fases iniciais (primeira semana)?
A) Infecção intra-abdominal.

B) Íleo paralítico. D) Necrose pancreática e de gordura peripancreática.

C) Choque hipovolêmico. E) Síndrome da resposta inflamatória sistêmica.
15. A infecção por Helicobacter pilori pode ser detectada pelos seguintes métodos, exceto.
A) Exame histológico de biópsia de mucosa gástrica antral.

B) Cultura sangüínea para anaeróbios.

C) Testes sorológicos para anticorpos anti-helicobacter.

D) Cultura de biópsia de mucosa gástrica.

E) Ensaio da atividade de urease da mucosa gástrica.
16. A droga que reduz o refluxo gastroesofagiano pelo aumento do Tônus do esfíncter esofagiano inferior e da peristalse esofaginana é
A) atropina.

B) cisaprida. D) bloqueador de canais de cálcio (por exemplo nifedipina).

C) nicotina. E) antagonista do receptor H2 (por exemplo:cimetidina).
17. Um homem de 50 anos vem a você para consulta de rotina. Ele não apresenta queixas, sem história médica significativa, nem toma medicações nem tem história familiar de câncer colorretal. Seu exame físico e laboratorial é normal. O programa de rastreamento mais apropriado para câncer colorretal neste paciente é
A) exame dígito-retal com teste de sangue oculto nas fezes no espécime da luva anualmente.

B) teste para sangue oculto nas fezes em evacuação espontânea anualmente e sigmoidoscopia flexível a cada 3-5 anos.

C) enema com bário a cada 3-5 anos.

D) colonoscopia a cada 3-5 anos.

E) observar e aguardar alguma queixa objetiva, para, a partir daí, iniciar investigação.
18. Uma paciente de 64 anos apresenta uma pesquisa de sangue oculto positiva, realizada para investigação de anemia leve e com restrição apropriada de dieta e medicação. Não tem nenhuma queixa importante. Não tem história familiar de câncer colorretal e não toma medicações. Seu exame físico e laboratorial é normal.

A abordagem mais apropriada para esta paciente é


A) colonoscopia.

B) sigmoidoscopia. D) repetir teste de sangue oculto nas fezes.

C) enema com bário. E) anuscopia.
19. No exame endoscópico (esogastroduodenoscopia),
A) é sempre necessária a sedação do paciente.

B) a posição menos adequada é a do decúbito lateral esquerdo com discreta flexão cervical.

C) geralmente 3 horas de jejum são suficientes para um exame adequado.

D) o uso de antiespumantes (dimeticona) e anestésicos tópicos (lidocaina).

E) As respostas A e C estão corretas.
20. Sobre a Colangiopancreatografia Endoscópica Retrógrada (CPER), temos a considerar.
A) Não há risco de pancreatite aguda após o exame.

B) O Endoscópio apropriado que tem visão frontal.

C) A Colangite aguda e a Colangite supurativa não têm indicação de esficterotomia emergencial.

D) Em 60% dos casos, o ducto biliar comum e o ducto pancreático que se unem e formam um segmento comum curto antes da desembocadura no duodeno.

E) Nenhuma das respostas está correta.
21. Sobre a Colonoscopia, assinale a alternativa correta.
A) A Hemorragia digestiva baixa não é uma indicação.

B) Pode ser realizada durante o Megacólon tóxico. D) Não deve ser indicada na Obstrução Intestinal.

C) Tem indicação absoluta na Perfuração Intestinal. E) Nenhuma das respostas está correta.
22. Quanto às Biópsias realizadas durante uma Esogastroduodenoscopia, podemos afirmar.
A) Para a pesquisa de H. Pylori, as biópsias no antro devem ser colhidas na região pré-pilórica, 10 a 20 mm antes do piloro, de preferência, em locais diferentes.

B) Para a pesquisa de H. Pylori, as biópsias no antro devem ser colhidas na região justa-pilórica, de preferência em locais diferentes.

C) Devemos sempre colocar o material coletado em Soro Fisiológico.

D) Nos Carcinomas infiltrantes (linite plástica), as biópsias sempre dão diagnóstico correto.

E) Nenhuma das respostas está correta.
23. Quanto ao Carcinoma Avançado do Estômago, podemos afirmar.
A) Os tumores malignos originados na submucosa gástrica são os mais freqüentes.

B) O Carcinoma Avançado do Estômago é definido como o carcinoma com a invasão da camada muscular própria do estômago ou a planos mais profundos.

C) O Carcinoma tipo Borrmann I apresenta-se como o tipo ulceroso.

D) O Carcinoma Polipóide é o Borrmann III.

E) Existem duas respostas corretas.
24. Quanto às Hemorragias Digestivas, é correto afirmar.
A) A hematêmese tem grande valor topográfico, pois indica que a origem está antes do ângulo de Treitz.

B) A hematêmese tem grande valor topográfico, pois indica que a origem está depois do ângulo de Treitz.

C) Melena sempre vem do tubo digestivo baixo.

D) O restabelecimento da volemia não é importante.

E) A Endoscopia digestiva alta deve ser realizada após as primeiras 24 horas.
25. Em relação à Classificação de Forrest para o estadiamento dos sangramentos por úlcera, é correto afirmar.
A) Forrest II é o estádio de sangramento ativo.

B) Na presença de coágulo sentinela, temos o Forrest Ib. D) Presença de vaso visível é encontrado no Forrest I.

C) Sangramento em babação é o estádio de Forrest III. E) Sangramento em jato é Forrest Ia.
26. Sobre as Varizes esôfago-gástricas com sangramento ativo, é correto afirmar.
A) Nos pacientes hepatopatas Child-Pugh C, a melhor indicação endoscópica é o uso de escleroterapia com Sol de Etanolamina a 2,5%.

B) Nos pacientes hepatopatas Child-Pugh A, a melhor indicação endoscópica é o uso de escleroterapia com Adesivo tissular à base de cianoacrilato.

C) Nos pacientes hepatopatas Child-Pugh C, a melhor indicação endoscópica é o uso de Ligadura Elástica.

D) Nos pacientes hepatopatas, nos quais as varizes sangrantes estão no fórnix gástrico, a melhor indicação endoscópica é o uso de escleroterapia com Adesivo tissular à base de cianoacrilato.

E) Todas as respostas estão corretas.
27. Sobre as Varizes esofágicas, é incorreto afirmar.
A) Não há relação entre o grau de Insuficiência hepática e o risco de sangramento das varizes esofágicas.

B) As varizes esofágicas mais calibrosas se rompem mais que as varizes finas.

C) Na fase aguda da hemorragia, são importantes as medidas iniciais de avaliação clínica e recuperação do equilíbrio hemodinâmico.

D) O balão esofágico tipo Sengstaken-Blakemore continua sendo acessório importante no tratamento durante a hemorragia ativa maciça.

E) O balão esofágico tipo Sengstaken-Blakemore não deve ultrapassar o tempo de 6 a 12 horas, quando deve ser desinsuflado e retirado.
28. Na AIDS, o agente etiológico fúngico mais identificado no esôfago é
A) Histoplasma cupsulatum.

B) Citomegalovírus. D) Cândida sp.

C) Torulopsis glabrata. E) Nenhum dos anteriores.
29. Em relação às parasitoses intestinais, assinale a alternativa incorreta.
A) A presença de Giardia lamblia é rara na deficiência de IgA secretora.

B) Em infecções graves, podemos encontrar o Strongilóides stercoralis do estômago até o reto.

C) As lesões da infestação inicial do Ancylostoma duodenal ocorrem na pele.
D) Trichocephalus trichuris em infestações graves, na ampola retal, causa edema e microulcerações.

E) São comuns as formas assintomáticas da teníase.


30. Sobre a doença inflamatória intestinal, é correto afirmar.
A) O aspecto em mosaico é mais comum na D. de Crohn do que na Retocolite Ulcerática.

B) Lesões segmentares são raras na D. de Crohn.

C) A Retocolite ulcerativa predomina no cólon dista.

D) Associação de retocolite ulcerativa com doenças auto-imunes sugere etiologia imunológica.

E) Na retocolite ulcerativa com megacólon tóxico, está indicada a colectomia.
31. Em relação à obstrução intestinal, assinale a afirmativa incorreta.
A) O Volvo envolve o sigmóide na maioria dos casos.

B) A endoscopia digestiva alta tem função diagnóstica nas obstruções altas.

C) Na obstrução colônica, predominam o câncer e a diverticulite.

D) A invaginação intestinal é a causa mais freqüente de obstrução intestinal em adulto.

E) O RX simples abdominal diagnostica 60% dos casos de obstrução intestinal.
32. Quanto aos tratamentos endoscópicos de rutura de varizes esofágicas, é correto afirmar.
A) O tratamento endoscópico por meio da escleroterapia é o método mais difundido nas últimas duas décadas.

B) Uma alternativa à escleroterapia é a injeção do adesivo tissular cianoacrilato, principalmente em pacientes com hepatopatia descompensada.

C) O volume total injetado nas varizes de etanolamina a 2,5%, não deve ultrapassar 30 ml por sessão.

D) As complicações mais freqüentes da escleroterapia são: dor retroesternal, odinofagia, disfagia e febre.

E) Não se deve realizar na vigência de um sangramento ativo.
33. Assinale a alternativa incorreta.
A) A Hepatite A pode ser transmitida entre homossexuais.

B) A Hepatite B pode evoluir para cronicidade e, a partir de então, para cirrose e carcinoma hepatocelular.

C) A Hepatite C não evolui para a cirrose e para o carcinoma hepatocelular.

D) O interferon é um antiviral que pode ser empregado no tratamento das hepatites virais B e C.

E) Na profilaxia da Hepatite Viral B, os esquemas de vacinação incluem 3 doses da vacina.
34. Em relação às doenças intestinais inflamatórias, assinale a alternativa correta.
A) A resposta imunológica a antígenos luminais não conduz à inflamação crônica na D.I.I

B) A Doença de Crohn se caracteriza por ser uma inflamação transmural.


C) A doença fistulosa-penetrante com formação de abcesso é uma apresentação clínica da R.C.U.

D) Na R.C.U, com freqüência, os títulos de anticorpos anticitoplasma de neutrófilos (ANCAs) estão baixos.

E) O Infliximab e o Tracolimus não estão indicados no tratamento da D. C. com fístulas.
35. Sobre a Doença Intestinal Inflamatória, podemos afirmar.
A) A sulfassalazina e o 5-ASA oral estão contra-indicados no tratamento da remissão da R.C.U.

B) Megacólon tóxico e enterorragia não são complicações da forma grave da R.C.U.

C) A colonoscopia está indicada na R.C.U. complicada com megacólon tóxico.

D) o Segmento colonoscópico na R.C.U. de longa evolução é necessário, devido ao risco de transformação maligna.

E) Na fase crônica da R.C.U, o paciente não apresenta complicações e remissões.
36. Sobre a cirrose hepática, é correto afirmar.
A) História de hemotransfusão, etilismo, uso de metrotexato não são fatores de risco para o diagnóstico da cirrose.

B) O rastreamento do carcinoma hepatocelular em cirrótico deve ser feito com ultra-sonografia e dosagem de alfa feto proteína.


C) Na Cirrose hepática compensada, encontramos hepatoesplenomegalia com aminotransferases sempre normais.

D) A avaliação das varizes na cirrose não é necessária.

E) A escleroterapia está contra-indicada no sangramento agudo varicoso em cirrótico.
37. Assinale a afirmativa incorreta.
A) A dieta hiposódica associada a diuréticos está indicada no tratamento da cirrose hepática com ascite.

B) Cirrótico com encefalopatia hepática, apresentando icterícia, ascite e hipoalbuminemia, tem pior prognóstico.

C) na fibrogênese, encontramos lesão dos hepatócitos, deposição de colágeno com a ativação de células estreladas.
D) A rutura de varizes esofagianas na cirrose é grave com elevada taxa de mortalidade no primeiro episódio.

E) A hipertensão porta pré-sinusoidal ocorre na cirrose alcoólica e por vírus C.


38. Todas as condições abaixo são possíveis causas de cirrose hepática, exceto uma. Assinale-a.
A) Obesidade.

B) Hepatite aguda grave. D) Hepatite crônica.

C) Alcoolismo crônico. E) Mutações dos genes HFE e HIV.
39. A síndrome hepato-renal pode ser desencadeada num paciente cirrótico descompensado por
A) transgressão à dieta e ingesta superior a 150mEq de NaCl/24h.

B) ingesta superior a 100g de etanol por 3 dias consecutivos.

C) paciente que se “esqueceu” de tomar os diuréticos por 1 semana.

D) peritonite bacteriana espontânea.



E) consumo de água superior a 2 litros por dia.
40. Dentre as drogas imunossupressoras, usadas no transplante hepático, existe uma que apresenta como efeito colateral a dislipdemia acentuada. Assinale-a.
A) Tacrolimus. B) Ciclosporina. C) Corticóide. D) Rapamicina. E) Azatioprina.




Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande