Da anotação – Emmanuel


Capítulo I – 1ª parte Fluído Cósmico



Baixar 0.5 Mb.
Página2/16
Encontro21.10.2017
Tamanho0.5 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   16

Capítulo I – 1ª parte

Fluído Cósmico



Aglutinação: ato ou efeito de aglutinar, isto é, unir, reunir, ligar elementos esparsos.
Antares: estrela principal, vermelha, da constelação do escorpião.
Arcturus: estrela fixa, gigante, de primeira grandeza, da constelação do Boieiro.
Átomo: agrupamento de partículas elementares da matéria, sendo que, das diversas partículas atualmente conhecidas, três delas são as mais importantes para definir a natureza do átomo e, consequentemente, a estrutura da matéria: o elétron, o próton e o nêutron. O átomo é constituído por um núcleo, formado de prótons (com carga positiva) e de nêutrons (sem carga elétrica), em torno do qual giram, em certo número de órbitas, os elétrons (com carga negativa).
Betelgeuze: estrela vermelha, de primeira grandeza, que faz parte da constelação de Órion.
Boieiro: constelação boreal (ao norte), a qual contém a brilhante estrela Arctúrus.
Canopus: estrela de primeira grandeza, da constelação de Argo, também conhecida por Navio.
Centrífugo: relativo a uma força que se afasta ou procura afastar-se do centro para a periferia.
Constelação: conjunto de estrelas, fixas, que apresentam uma determinada figura convencional, e que nas cartas celestes se distinguem por nomes especiais.
Corpúsculo: partícula diminutíssima de corpo.
Cósmico: relativo ao Cosmo (Universo). Nos meios espiritualistas, a acepção do termo também se relaciona com o Todo Universal, por admitir uma inter-relação de tudo que existe, com o sentido espiritual de integração, independente de espaço e tempo.
Deva: no induísmo, um ser divino, angélico, guia espiritual.
Elétron: partícula elementar da matéria, de carga elétrica negativa, fundamental na composição do átomo.
Escorpião: constelação austral (ao sul) a que pertencem várias estrelas brilhantes, principalmente Antares.
Espiralado: que tem forma de espiral.
Estelar: relativo a estrelas.
Estrela: denominação comum aos astros luminosos, com luz própria, e da mesma natureza do sol, que mantêm praticamente as mesmas posições relativas na esfera celeste, e que, observados olho nu, apresentam cintilações, o que os distingue dos planetas. Constituem o elemento fundamental do formação do Universo, grupando-se em aglomerados, associações e galáxias.
Excelso: elevado, sublime.
Fisiopsicossomático: relativo ao que pertence, simultaneamente, aos domínios do corpo físico e do corpo psicossomático, sendo este o psicossoma (corpo espiritual ou perispírito).
Fluído Cósmico: fluído elementar ou matéria primitiva que, por suas inumeráveis modificações e combinações com o elemento material propriamente dito, produz as diferentes formas da matéria de que se compõem a infinita variedade das coisas.
Fulcro: ponto ou base de sustentação; pivô de rotação.
Galáxia: sistema estelar ao qual pertencem o Sol, o sistema solar, todas as estrelas visíveis a olho nu, além de milhões de outras estrelas, gás e poeiras interestelares. A Via-Lactea é parte de nossa galáxia.
Gravítico: relativo “a gravidade, força de atração entre os corpos celestes.
Hausto: ato de haurir, sorver, aspirar; figurativamente, fluido produzido pela respiração, atuando sobre o meio.
Infravermelho: referente às radiações situadas aquém do vermelho do espectro solar, ou seja, de comprimento de onda superior ao da radiação visível. Embora não sejam visíveis, os raios infravermelhos se fazem sentir pelo calor; têm a propriedade de atravessar a neve e a neblina, e são usados em telefotografia, instalações de alarme, fornos especiais e na conservação de alimentos.
Intra-atômico: que se situa no interior do átomo.
Intragalático: que se situa no interior da galáxia.
Introspecção: observação ou exame que alguém faz dos próprios pensamentos, da sua vida interior.
Macrocósmico: relativo ao mundo das coisas grandes (macrocosmo), por oposição ao das coisas pequenas.
Microcosmo: mundo das coisa pequenas, por oposição aos das coisas grandes.
Mônada: organismo muito simples, que se poderia tomar por uma unidade orgânica; qualquer microrganismo unicelular. No sistema filosófico de Leibniz (1646 – 1716), unidade substancial, simples, ativa, indivisível e impenetrável, elemento básico constituinte da realidade física.
Navio: vasta constelação austral (ao sul), também denominada argo.
Nebulosa: aglomeração de corpos siderais, com o aspecto de uma mancha esbranquiçada, constituída de estrelas ou de gases incandescentes e poeira cósmica.
Nuclear: relativo ao núcleo atômico, ou seja, à parte do átomo que contém a quase totalidade da sua massa, constituída por prótons e nêutrons, e que ocupa reduzidíssimo volume em relação ao volume total do átomo.
Núcleo Atômico: parte central do átomo, constituída por prótons e nêutrons, em torno do qual giram os elétrons.
Onda: perturbação ou oscilação que se propagam num meio contínuo ou no espaço. É uma forma de propagação do movimento num meio elástico, pela qual cada molécula sofre uma mudança de posição (oscilação), de grandeza periodicamente crescente ou decrescente, em torno da sua posição de equilíbrio. A onda transporta energia e não a matéria do meio em que se propaga, podendo-se dizer que onda é energia em movimento.
Onda Eletromagnética: propagação de um campo eletromagnético num meio material ou no espaço, à velocidade d luz. O campo eletromagnético é a interação entre o campo elétrico e o campo magnético que, variando periodicamente em planos perpendiculares entre si, produzem a onda eletromagnética. A velocidade da onda eletromagnética (300.000 km/s) independe de seu comprimento de onda e de sua freqüência.
Onda de Rádio: onda hertziana; onda eletromagnética usada em radioemissão e radiorecepção, e que tem comprimento de onda situado entre 50 e 3.000 metros. As ondas. As ondas de rádio foram primeiramente produzidas pelo físico alemão Heinrich Hertz (1857 – 1894), mediante o emprego em uma bobina de indutância, com um centelhador. Hertz provou que essas ondas eletromagnéticas existem e que podiam ser irradiadas no espaço. Posteriormente, em junho de 1896, o físico italiano Guglielmo Marconi (1874 – 1937) registrou sua primeira patente de telégrafo sem fio, baseado nas experiências de Hertz. Em 1901, Marconi logrou a transmissão sem fio, com ondas Hertzianas, de uma a outro lado do Atlântico. Em 12 de outubro de 1931, a bordo do seu iate “Electra”, fundeado no porto de Gênova, Marconi acionou pessoalmente, através da estação de Coltano, em Roma, o sistema de iluminação do monumento do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.
Órion: constelação equatorial formada de estrelas brilhantes, três das quais são popularmente chamadas “Três Marias”.
Oscilação: vibração, processo físico no qual um sistema, por exemplo, um pêndulo, se desvia periodicamente de um estado de repouso. O intervalo de tempo entre dois estados iguais (fases) é o período da vibração; o desvio máximo do estado de repouso é a amplitude, e o número de vibrações por unidade de tempo é a freqüência.
Oscilação Eletromagnética: oscilação que se propaga no tempo e no espaço e recebe o nome de onda eletromagnética.
Plasma: massa formadora e essencial de um órgão.
Sobrepressão: pressão excessiva.
Sol: estrela média, a 150 milhões de km (= 8 minutos-luz) da Terra, com volume 1.300.000 vezes maior que o desta, e massa 330.000 vezes a massa terrestre; irradia no espaço 4.200.000 t de matéria por segundo. Genericamente, sol é a designação comum de estrela que é o centro de um sistema planetário.
Teologia: estudos das questões referentes ao conhecimento da individualidade, de seus atributos e relações com o mundo e com os homens, e à verdade religiosa.
Transmutar: transmudar; alterar, transformar, mudar.
Ultravioleta: referente às radiações situadas além do violeta do espectro solar, ou seja, de comprimento de onda inferior (freqüência superior) ao da luz violeta. Os raios ultravioletas são, portanto, luz invisível química e biologicamente ativa que impressiona as chapas fotográficas. Os raios solares contêm grande quantidade de radiações ultravioletas, principalmente a grandes alturas, que são parcialmente absorvidas pelo ozônio da atmosfera. Utilizam-se os raios ultravioletas em medicina e para descobrir falsificações em produtos alimentícios, papel moeda e pintura, como também em anúncios, por sua propriedade de provocar fluorescência.




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   16


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande