Apometria



Baixar 1.06 Mb.
Página2/28
Encontro02.07.2019
Tamanho1.06 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   28

ENERGIA RADIANTE
A energia de um campo radiante; de qualquer comprimento de onda, é igual à constante de Planck multiplicada pela freqüência da onda, isto é, W = h.n , onde W = energia, h = constante de Planck (6,6128273x10-27 ergs/seg) e n (nous) = freqüência da onda, isto é, o seu numero de ciclos/minuto.

ACOPLAMENTO
Em física, acoplamento é a ligação de sistemas (mecânicos, elétricos, óticos, etc) em que há transferência de energia de um para outro sistema. Tem importância toda especial, quando se realiza entre sistemas oscilantes, como na eletrônica e nos aparelhos transmissores de energias eletromagnéticas. Neste caso há a necessidade de intermediar entre as duas fontes emissoras de energia, aparelhos especiais (resistores, capacitores, indutores, etc). Estes aparelhos modulam a resistividade, ação capacitiva, indutiva, etc, dos circuitos para que o funcionamento dos sistemas opere em perfeito equilíbrio. Uma vez harmonizadas as energias, a sintonia vibratória enseja o acoplamento.

ACOPLAMENTO ESPIRITUAL
No campo espiritual também há acoplamento de sistemas espirituais. O operador apométrico geométrico pode auxiliar grandemente o acoplamento mediúnico através de impulsos mentais dirigidos, objetivando o abaixamento ou elevação da freqüência vibratória do médium, consoante sejam os espíritos menos ou mais evoluídos. No caso de espíritos evoluídos, a passagem de energia ou o fluxo energético. Se faz, predominantemente, no sentido do espírito para o médium. Quando o acoplamento se faz com espírito sofredores, enfermos ou maldosos, a passagem de energia se faz nos dois sentidos com predominância no sentido médium espírito.
Voltando à Física, tem os que o fluxo magnético é vetorial e o Vetor de Poynting indica sua intensidade. Segundo a formula S = H.E, onde: S = vetor de fluxo, H = Vetor magnético e E = vetor elétrico. Neste caso o vetor de fluxo S determina a ação magnética final. Manifestando-se associados e em três planos, os três vetores, foram a onda eletromagnética. No caso espiritual temos por analogia a equação E = Z . K, em que o vetor de Poyting (ou de fluxo) E da equação, representa o fluxo mental aplicado, Z (Zeta) é o fluxo de força proveniente do corpo físico e K (kapa) é o fluxo de forças cósmicas.
Concluindo, diríamos que o acoplamento por comando da mente (ou apométrico) de um médium com o espírito comunicante implica, portanto, na atuação do sistema oscilante do operador sobre o sistema oscilante do médium, visando a sintonia deste com o sistema oscilante do espírito comunicante.


RESSONÂNCIA VIBRATORIA
Ressonância em Física é o fenômeno que ocorre quando um sistema oscilante (mecânico, elétrico, acústico, etc) é excitado por um agente externo periódico com freqüência idêntica à freqüência fundamental do receptor ou a uma de sua freqüências harmônicas. Nestas condições há uma transferência de energia da fonte externa para o sistema com oscilações que podem ter amplitudes muito grandes. Se não houver amortecimento de onda, a amplitude, em princípio, pode atingir qualquer valor, por maior que seja; nos casos práticos, o amortecimento da onda, por dissipação de energia, a limita.


RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
É a transferência de energia de um campo eletromagnético para um sistema atômico (um condutor de material qualquer), em que ocorre a absorção de energia do sistema indutor, pelos núcleos ou pelos elétrons orbitais dos sistema receptor). No campo espiritual, ressonância é a transferência de energia de um sistema radiante indutor (mente de um espírito desencarnado) para um sistema radiante receptor (mente do espírito encarnado = homem), com freqüências sintônicas, isto é, ambos com o mesmo comprimento de onda, mesma amplitude e mesma freqüência vibratória. Isto pode ser causa de inúmeras enfermidades psíquicas e mesmo físicas, causadas por obsessões espirituais ou processos de magia, bem como por ressonância com o passado, gerando o que o Dr. LACERDA chamou de "Síndrome de ressonância com o passado". Como exemplo leia-se AZEVEDO, José Lacerda de Espírito/Matéria: novos horizontes para a medicina. Porto Alegre. Pallotti, 1988, pp. 104-105.

TRANSDUTOR
É qualquer dispositivo capaz de transformar um tipo de sinal em outro, uma forma de energia em outra o que possibilita o controle de um dado fenômeno ou realizar uma medição, etc.

MODULAÇÃO
É o processo que determina que a uma variável característica de um fenômeno periódico é atribuída uma variação determinada por outros destes fenômenos. Assim qualquer aparelho que rebaixe a freqüência original de uma onda portadora de alta freqüência para baixa, é um modulador, que atua como um transformador.

NOS OPERADORES APOMÉTRICOS E MÉDIUNS, SEREMOS TRANSDUTORES E MODULADORES?
O operador encarnado e os médiuns, quando atraem, ou captam energias cósmicas (k), manipulando-as e misturando-as às energias vitais de seus próprios corpos (energias Z) rebaixando suas freqüências vibratórias e intensificando o fluxo de modo a formar uma massa magnética de energias assimiláveis pelos espíritos sofredores e enfermos que vibram em baixa freqüência, aliviando suas dores, quase instantaneamente, ou mesmo curando-os, funcionam como transdutores e moduladores.

POR QUE NÃO CURAMOS OS ENFERMOS ENCARNADOS?
Se as leis são as mesmas e o processo deve ser o mesmo, por que não somos capazes de curar os enfermos como fizeram JESUS, os apóstolos FRANCISCO DE ASSIS e outros homens e mulheres extraordinários, considerados Santos? Os resultados por nós obtidos são pouco animadores. Qual a razão? Parece que a dificuldade está na própria matéria que impõe condições energéticas intransponíveis.
Todo operador, desde que munido de amor, boa vontade e treino mental, pode curar espíritos instantaneamente, porém, corpos físicos, não. A densa constituição da matéria desafia o potencial de nossas mentes e nossos corações. A possibilidade persiste. Se tivermos energia mental suficientemente intensa para moldar energia ao nível de densidade física, capaz de interferir na coesão molecular, a ponto de tornar a matéria plástica e moldável à ação de nossa vontade, poderemos realizar os mesmos prodígios de Jesus. Para maiores esclarecimentos ler o final da página 108 do Espírito/Matéria: novos horizontes para a medicina.

FORÇAS OU ENERGIAS EMPREGADAS NA APOMETRIA
FORÇA MENTAL
O Pensamento como força de trabalho do espírito.Segundo DESCARTES, o pensamento é atributo essencial do Espírito e, estendido à matéria é o processo mediante o qual a alma (=espírito) toma consciência dela mesma, constituindo a base de nossa vida mental. Em sentido mais amplo estende-se por "pensamento" o conjunto de idéias, sensações, volíções..., e todo o conhecimento refletido, elaborado, organizado. Antes de se organizar concretamente em obras, o pensamento se alicerça em fenômeno de volição: depende do querer, da vontade do ser pensante. Já é conhecimento científico, através da Parapsicologia, que o pensamento age sobre a matéria sem o concurso do ato psicomotor. A telecinésia. Trata-se pois de uma força ou energia que brota da estrutura físico-cerebral do homem e, portanto, deve ser possível representá-la matematicamente.
LACERDA, propõe as seguintes equações:

EQUAÇÕES DA VIDA:

I) WN p = {Volt x 10-x)1 · (y n =1) } p = protozoário ou equivalente

II) WN Z = {Volt x 10x)n · (y n >1) } Z = zoon, animal, metazoário



III) WNA = {Volt x 10-x)1 · (y n ® µ ) } A = (ântropos), Homem

CORPO FÍSICO ALMA
Energia elétrica Energia mental A nível físico a nível astral n = (nous) mente. No homem, tende para o infinito y = (psi), psiquismo, elaboração psíquica.n = 1 = 1 = unidade de força mental W = energia N = Número de neurônios ou unidades Fixadoras e/ou condutoras de elétrons N = Número de unidades elétricas do Animal em estudo. A fórmula pode ser simplificada, no nível humano. Usando a equação para quantificar a energia de um neurônio associado ao psiquismo, teremos: Das equações acima LACERDA deduziu-se a lei que rege o pensamento como operação do Espírito. "A energia do pensamento manifestada no campo físico (WNA), é igual ao produto da energia elétrica neuronal (En) pela energia psíquica, da alma ou espírito = Y na potência n , quando n tende para o infinito. Aplicada no mundo astral, no trato com espíritos ou entidades desencarnadas, a energia mental produz resultados espetaculares. A mente é a usina de forças de que se utiliza a APOMETRIA, na aplicação de todas suas técnicas.

A FORÇA ZETA (Z ) OU FORÇA ZOO
Trata-se de energia proveniente do corpo físico. Constituindo de matéria densa nosso corpo é uma condensação de energia extraordinária, represada e nossos átomos, moléculas, esparsa em nosso campo magnético. Trata-se de força ou energia dinâmica que se movimenta e que, dentro de certos limites, pode ser dirigida por nossa mente. Para maiores esclarecimentos ver AZEVEDO; José Lacerda de: ESPÍRITO/MATÉRIA: novos horizontes para a medicina. Porto Alegre. Palloti, 1988, pp. 67-72.

ENERGIA CÓSMICA
Plasma cósmico, energia cósmica indiferenciada, energia espacial, designa a energia última ou primária que supomos como uma força emanada do "pensamento" de Deus. Esta força chamamos de K (kapa).LACERDA propõe que pela ação da mente ou vontade o plasma cósmico sofre um rebaixamento de freqüência vibratória e, por assim dizer, de sua massa e passa a funcionar como onda portadora, tornando-se fluxo contínuo sob o comando da mente orientada pela vontade. Se for fluxo vetorial deve se comportar do mesmo modo que o Vetor de Poyting.
Tudo indica que o plasma cósmico (K) se comporta como vetor magnético de altíssimo padrão de energia o qual; conjugando-se ao vetor de força vital Z (zeta), deve funcionar como fluxo elétrico mais pesado do que do que o da equação de Poynting:S = K.Z, em que S significa o Vetor de Poynting ativo. A equação aqui sugerida é a mesma da Física e tem mostrado comprovada eficácia para explicar fenômenos de ordem espiritual. Qualquer ação do vetor S sobre a matéria é de rara exceção e, só se concretiza pela predominância do vetor Z da equação, como nos casos de ectoplasmia.
Para compreender mais um pouco das energias condensadas em um trabalho, vamos analisar a composição das diversas energias agrupadas:

Energia Psíquica da Pessoa
Ela é igual a sua energia potencial psíquica elevada aa potência de sua vibração. Essa vibração tenderá ao infinito, conforme a sutileza do campo vibracional alcançado pela pessoa.
Wpsi = (¥)v → Θ
Wpsi = Energia psíquica da pessoa

¥ = Energia potencial psíquica = psicons

V= vibração alcançada pela pessoa

Θ = infinito

Energia neuronial do corpo físico
Ela é igual á energia potencial de um neurônio multiplicado pela quantidade de neurônios do corpo físico
WNf = (En)n

WNf = Energia neuronial do corpo físico

(En) = Energia potencial neuronial

n = Número de neurônios do corpo físico

Energia condensada do corpo físico


Ela é calculada pela Lei da Relatividade de Einstein

Wcr = (m)C2

Wcr = Energia condensada do corpo físico

(m) = Massa do Corpo Físico

C2 = Velocidade da luz elevada ao quadrado
Energia magnética do corpo físico
Dirigida pela vontade do operador, em uma concentração, oração, passe, estalar dos dedos:
Z = (Wpsi) (WNf) (Wcr)

Z = Energia magnética do corpo físico

(Wpsi) = Energia psíquica do corpo físico

(WNf) = Energia neuronial do corpo físico

(Wcr) = Energia condensada do corpo físico
Todas as pessoas que estão encarnadas em nosso planeta possuem essa energia magnética (Z), podendo direciona-la a nobres ações.
Mas soma-se a essa energia uma porção de Energia Cósmica Universal:

Energia bioplasmática
Movimentada pela boa vontade dirigida, somando-se a ação de propósito:
Wbp = Z . K

D

Wbp = Energia Bioplasmática

Z = Energia magnética do corpo físico

K = Porção de Energia Cósmica Universal

D = Energia desamônica (desarmonia mental do indíviduo: inveja, orgulho, mau caráter, entre outros)
No caso de um trabalho envolvendo diversas pessoas, lembramos que a energia Z e D são somatórias de todos os envolvidos. Daí a importância da harmonia individual e do grupo.

Concluindo
A Apometria inegavelmente esta na vanguarda da Doutrina Espírita. Mantendo bem alto o pensamento e a codificação de Kardec, segue em frente pelas sendas da ciência e do conhecimento, como preceituava o Mestre. Assim nos dias atuais podemos dizer que a Apometria e a Física Quântica se confundem no estudo e aplicação dos limites da matéria, lá onde o material e o espiritual se confundem, lá onde a matéria feita energia e a energia feita espírito convivem em perfeita harmonia e interação.
A bela conclusão do pensamento de Demócrito (400 A C) quando diz que: "A alma consiste em átomos sutis, lisos e redondos, como os do fogo", já antevia o quarto estado da matéria: o plasma, na antecâmara do mundo espiritual.
O físico dos tempos atuais nas suas pesquisas da constituição mais íntima da matéria, no microcosmo mais profundo da substância, atônito, está descobrindo energias inimagináveis cuja atuação contraria, freqüentemente, a todas as previsões e teorias laboriosamente edificadas, e vê-se obrigado a se render às maravilhas da criação e aceitar a existência de uma Mente Superior que pensa e ordena o Universo no seu aparente Caos.
A matéria é energia, logo tudo que se nos parece sólido e impenetrável está perdendo esta propriedade e nos conduzindo ao mundo do pensamento, ao mundo do espírito, ao verdadeiro mundo.
A Apometria ao adotar as leis da Física Quântica nas suas técnicas e procedimentos, com ela se identifica, fazendo a perfeita harmonização do conhecimento com o amor. A dicotomia inefável que leva a evolução, consagrando o pensamento vivo do Mestre do Amor: Jesus, o Cristo.


Darma, Karma – Ação e Reação
Palavra de origem sânscrita Karma significa, em si mesma, lei de ação e conseqüência.

Qualquer ato, seja bom ou mal, tem a sua conseqüência. Se praticarmos o bem a conseqüência será boa para nós (Darma), se temos uma má conduta as conseqüências serão ruins (Karma). Não existe efeito sem causa e nem causa sem efeito.


Os tipos de carma

Existem vários tipos de Carma:

 

Individual: quando é aplicado especificamente a uma pessoa. Por exemplo no caso de uma doença. (é importante ressaltar que nem todo sofrimento ou acontecimento ruim é cármico, pois devido a nossa inconsciência podemos causar diretamente nosso sofrimento. Ex: uma pessoa que atravessa uma rua sem a devida atenção e é atropelada).

 

Familiar: quando é aplicado de tal forma que afeta toda uma família. Por exemplo no caso de se ter um membro da família que é viciado em drogas. Isto traz sofrimento para todos ao redor.

 

Regional: quando é aplicado em determinada região. Por exemplo as secas, enchentes ou outras adversidades climáticas que ocorrem em determinados lugares.

 

Nacional: é uma ampliação do carma regional. Temos o exemplo de países que são assolados pela guerra, ditaduras, misérias, desastres naturais, etc.

 

Mundial: quando é aplicado a toda humanidade. Temos o exemplo das guerras mundiais, atualmente vemos os problemas econômicos mundiais, iminência de guerra nuclear, grandes desastres naturais,etc.
Como foi dito acima as bases da Lei Divina são a justiça e a misericórdia. Isso significa que, por mais duro que seja nosso carma, podemos pagá-lo com boas obras e então não necessitaremos sofrer.

 

“Quando uma lei inferior é transcendida por uma lei superior, a lei superior prevalece sobre a lei inferior.”



 

“Faze boas obras para que pagues tuas dívidas. Ao leão da lei se combate com a balança.”

 

“Quem tem com que pagar, paga e sai bem em seus negócios; quem não tem com que pagar, pagará com dor.”



 

Se no prato da balança cósmica colocamos as boas obras e no outro as más, é evidente que o carma dependerá de qual prato estará mais pesado.


Todos somos grandes devedores, seja devido aos nossos atos nessa ou em vidas passadas.
Por isso é urgente que mudemos nossa conduta diária. Ao invés de protestarmos por estarmos em dificuldades, devemos sim procurar ajudar aos demais. 

 

Ao invés de protestarmos por estarmos doentes, devemos sim dar medicamentos aos que não podem comprá-los, levar ao médico os que não podem ir, etc.


Ao invés de reclamarmos das pessoas que nos caluniam, devemos sim aprender a ver o ponto de visto alheio e abandonar de uma vez a calúnia, as intrigas, as reclamações, etc. 

 

Nosso carma pode ser perdoado se eliminarmos a causa de nossos erros, de nossa ira, de nossa inveja, de nosso orgulho, etc.



A causa de nossos erros e, por conseguinte, de nosso sofrimento é o ego, nosso defeitos psicológicos. O ego é que nos torna infelizes, perversos e desgraçados. O mundo seria um paraíso se as pessoas eliminassem de si mesma essas abominações inumanas.
Conforme vamos eliminando nossos próprios defeitos o carma referente a tal ou qual defeito vai sendo perdoado. Isto é a misericórdia. 

 

Nunca devemos protestar contra nossa situação cármica, pois isso só vem a agravá-la.


O carma é uma medicina que nos aplicam para que vejamos nossos maiores defeitos (a causa de nosso sofrimento), para que então passemos a elimina-los.

2ª Aula

Os Corpos Espirituais


2ª Aula
Os corpos espirituais


O HOMEM SETENÁRIO

Corpos espirituais, corpos ou dimensões psíquicas, níveis mentais ou consciências, são termos que vem sendo usados para expressar a constituição do Homem em sua plenitude.

TRÍADE DIVINA, CORPOS ESPIRITUAIS, TERNÁRIO SUPERIOR, INDIVIDUALIDADE:

ATMICO


BÚDICO

MENTAL SUPERIOR



"EGO", QUATERNÁRIO INFERIOR (SEDE DA PERSONALIDADE):

MENTAL INFERIOR

ASTRAL

DUPLO ETÉRICO



CORPO FÍSICO OU SOMÁTICO

Esta terminologia é adotada pela Teosofia, Esoterismo, outros ramos do ocultismo e algumas religiões orientais. O Espiritismo considera o homem como uma trilogia: Corpo somático ou físico, perispírito e espírito. Para KARDEC alma e espírito são sinônimos. Para LACERDA, alma e perispírito é que deveriam ser sinônimos, pois este termo, envolve os diversos corpos sutis, até mesmo o etérico que, no entanto, é físico. Todos os pensadores da Igreja primitiva faziam distinção, como Paulo de Tarso, entre o espírito (filma), a alma intermediária (psique) e o corpo físico (soma).



OS SETE CORPOS OU NÍVEIS DE CONSCIÊNCIA


CORPO FÍSICO

É objeto de estudo das Ciências biológicas.

Para os espiritualistas reencarnacionistas (espíritas, teosofistas, esoteristas, umbandistas, budistas, hinduísta, e outros), o corpo físico é o instrumento para manifestação, experimentação e aprendizagem no mundo físico. Corpo e meio físico pertencem à mesma dimensão eletromagnética.

Carcaça de carne, algo semelhante a um escafandro, pesado e quase incômodo, é constituído de compostos químicos habilmente manipulados pelo fenômeno chamado vida. Instrumento de suporte passivo, recebendo a ação dos elementos anímico-espirituais, constituído de compostos químicos originários do próprio planeta. São milhares de vidas organizadas e administradas pela vida e comando do espírito. O único estudado e relativamente conhecido pela ciência oficial. Nele, somatizam-se os impulsos desarmônicos oriundos dos demais corpos, níveis ou sub-níveis da consciência, em forma de doenças, desajustes ou desarmonias, que são simples efeitos e não causa.





CORPO ETÉRICO

Envolve o corpo físico, tem estrutura extremamente tênue, invisível ao olho humano, de natureza eletromagnética e comprimento de onda superior ao ultravioleta, razão porque é dissociado por esta. Quando exudado de sensitivos ou médiuns proporciona os fenômenos espirituais que envolvem manifestações de ordem física como "materializações", teletransporte, dissolução de objetos e outros.

O material exudado é conhecido por ectoplasma. Fragmentos deste material foram analisados em laboratórios e mostraram-se predominantemente, constituídos por elementos protéicos. Tal substância dissocia-se rapidamente pela ação da luz, porque a energia radiante da luz e mais forte do que a energia de coesão molecular que liga suas moléculas.

O duplo etérico tem a função de estabelecer a saúde, automaticamente, sem a interferência da consciência. Funciona como mediador plástico entre o corpo astral e o corpo físico. Possui individualidade própria, mas não tem consciência. Promove a ação de atos volitivos, desejo, emoções, etc., nascidos na "Consciência Superior", sobre o corpo físico ou cérebro carnal.

A maioria das enfermidades atinge antes o duplo etérico. As chamadas cirurgias astrais, via de regra, são realizadas neste corpo.

O duplo etérico pode ser exteriorizado ou afastado do corpo físico através de passes magnéticos. É facilmente visto por sensitivos treinados. Dissocia-se do corpo físico logo após a morte e, a seguir, dissolve-se em questão de horas.

Alma Vital, vitalidade prânica, reproduz o talhe do corpo físico, estrutura tênue, invisível, de natureza eletromagnética densa, mas de comprimento de onda inferior ao da luz ultravioleta, quase imaterial. Tem por função estabelecer a saúde automaticamente, sem interferência da consciência. Distribui as energias vitalizantes pelo Corpo Físico, promovendo sua harmonia.

O Corpo Etérico é o mediador ou elo plástico entre o Corpo Físico e o Astral ou conjunto perispírito. Essas ligações acontecem ou se fazem por cordões ligados aos centros de força. Pode-se dizer que se trata de matéria quintessência, tangenciando a imaterialidade.

O corpo etérico (a palavra vem do "éter", estado intermediário entre a energia e a matéria) se compõe de minúsculas linhas de energia "qual teia fulgurante de raios de luz" parecidas com as linhas numa tela de televisão. Tem a mesma estrutura do corpo físico e inclui todas as partes anatômicas e todos os órgãos.

O corpo etérico consiste numa estrutura definida de linhas de força, ou matriz de energia, sobre a qual se modela e firma a matéria física dos tecidos do corpo.Os tecidos do corpo só existem como tais por causa do campo vital que os sustenta; e por isso mesmo, o campo, anterior ao corpo, não resulta desse corpo. A estrutura do corpo etérico, semelhante a uma teia, está em constante movimento. Para a visão dos clarividentes, faíscas de luz branco azulada se movem ao longo das linhas de energia por todo o denso corpo físico. O corpo etérico se estende de um quarto de polegada (6,34mm) a duas polegadas (50,78mm) além do corpo físico, e pulsa num ritmo de cerca de 15-20 ciclos por minuto...(maiores detalhes veja o livro do Dr. Lacerda - ESPÍRITO/MATÉRIA - Novos Horizontes para a Medicina).





CORPO ASTRAL

Tem a forma humana. Invólucro espiritual mais próximo da matéria, que podem ser vistos pelos médiuns clarividentes. Esta estrutura corpórea sutil, todos os espíritos a possuem. Assim como o corpo para os humanos é tão necessário, para os espíritos é também necessária para a sua manifestação, na dimensão em que se encontram no Astral. O corpo astral não possui a mesma densidade em todas as criaturas humanas. Varia muito de massa, de tal modo que o homem desencarnado possui verdadeiro peso específico.

Quando as pessoas se apaixonam, podem ver-se belos arcos de luz rósea entre os seus corações, e uma bela cor rósea se adiciona às pulsações áureas normais na pituitária. Quando as pessoas estabelecem relações umas com as outras, criam cordões, a partir dos chakras, que se ligam. Tais cordões existem em muitos níveis do campo áurico em adição do astral. Quanto mais longa e profunda for a relação, tanto mais numerosos e fortes serão os cordões. Quando as relações terminam esses cordões se dilaceram, causando, não raro, grande sofrimento....

A sua forma pode ser modificada pela vontade ou pela ação de energias negativas auto-induzidas. A maioria das manifestações mediúnicas, ditas de incorporação, se processa através do corpo astral, o qual é dotado de emoções, sensações, desejos, etc, em maior ou menor grau, em função da evolução espiritual. Sofre moléstias e deformações decorrentes de viciações, sexo desregrado, prática persistente do mal e outras ações "pecaminosas". Separa-se, facilmente, durante o sono natural ou induzido, pela ação de traumatismos ou fortes comoções, bem como pela vontade da mente.

Luminosidade variável, branca argêntea, azulada etc. É o MOB (Modelo Organizador Biológico), é o molde que estrutura o Corpo Físico. Observável por fotografias, vidência, moldagens, impressões digitais, tácteis e aparições fantasmagóricas.

Todos os espíritos que incorporam em médiuns, possuem esta estrutura corpórea sutil, necessária à sua manutenção no mundo astral. Já os espíritos que não possuem este corpo em virtude de sua evolução, se comunicam com médiuns via intuição mental.

Desconfiamos que os espíritos que estão na forma ovóide e que se apresentam sem a forma humana, na realidade não perderam o Corpo Astral, eles o implodiram. Afirmamos isso em virtude de termos conseguido incorporá-los e restabelecer a sua forma humana. Se houvessem perdido, isso não seria possível.

Vamos a um relato de nossa pesquisa:

(Em um trabalho de estudo do Desdobramento Múltiplo, analisávamos o Mental Superior de um colega. Incorporado e já tendo recebido os cuidados terapêuticos que julgamos conveniente às suas necessidades, resolvemos aproveitar de suas possibilidades mnemônicas, já que nos encontrávamos amplamente amparados pelos nossos Mentores ligados ao trabalho de pesquisa.

Interessados em saber o que realmente acontece no processo de ovoidização de um espírito, procuramos verificar se ele (Mental Superior) detinha alguma informação do gênero em sua memória. Como resposta, o mental do colega, nos relatou o seguinte caso:

No intervalo de uma de suas encarnações, o colega em estudo, freqüentava uma avançada escola no Astral. Certo dia ele e seus colegas foram convidados para observar e estudar um antigo colega que, ao final de sua existência física e em vias de desencarnar, ainda se dedicava à magia negra e à rebeldia espiritual consciente.

Na medida em que o processo de libertação acontecia, ficavam mais claros os sinais e as marcas trágicas da vivência desvirtuada e dos talentos mal utilizados por aquele ser.

Liberto do Corpo Físico, o veículo astral mostrava-se enegrecido e com visíveis sinais de decomposição e desgaste. Era como se as energias se esvaíssem incontrolavelmente, produzindo na criatura um desespero irremediável e avassalador.

Ao final do processo ele não tinha mais forma humana, uma espécie de ovo era o que restava. No mundo da sua mente, o terrível remorso por saber, que de suas ações impensadas, resultara a causa de tão trágico desastre, a própria perda.

Imensa e desesperadora sensação de vazio e solidão lhe ocupavam o espaço mental. Dali por diante e por longos anos ou séculos, seria o algoz e a vítima de si mesmo, experimentando todo o horror da consciência mutilada.

Aquele que recusara a orientação e o amparo da Lei,, ficaria entregue ao caos que imprudentemente deflagrara em si mesmo. Sentindo-se sem nenhuma esperança e aterrorizado, mergulhou em negro abismo interior. Colhia a própria e insensata semeadura. Até quando? Só Deus, na sua infinita sabedoria e bondade, poderia saber.

Após este relato, profunda reflexão nos invadiu a alma. Ficamos a pensar que, com certeza um dia, após expiar seus crimes, acordará, e nesse dia, se aperceberá que não pode e não deve lutar contra o inelutável, o invencível poder das Leis evolutivas que são delineadas para a condução benéfica e harmoniosa da criatura ao Criador.

A Bondade Infinita, que a ninguém desampara, estará velando. E quando essa criatura estiver pronta e disposta a regenerar-se, será então, socorrida e tratada.)

Por outro lado, verificamos também que os médiuns que se recusam sistematicamente a educar sua mediunidade e colocá-la a serviço do semelhante no trabalho do bem, acumulam energias nesse corpo e no Duplo, deformando-os e prejudicando-os.

O Corpo Astral tem ainda a função da sensibilidade, dor ou prazer, registro das emoções sob vontade, desejos, vícios, sentimentos, paixões, etc., que nele são impressos pela força do psiquismo.

Este corpo é utilizado no mundo espiritual para incorporar espíritos já desprovidos dele, tal como nossas incorporações mediúnicas. O Corpo Astral pode desencaixar (desdobrar) do Físico por anestesia, coma alcoólico, droga, choque emotivo ou desdobramento apométrico da mesma forma que o Duplo Etérico. É com ele que, nos trabalhos com a técnica da Apometria, projeções astrais conscientes ou por sonho, viajamos e atuamos no tempo e no espaço. Tem a condição de desdobrar-se em sete sub-níveis conservando sua consciência e faculdades.


CORPO MENTAL INFERIOR ou MENTAL CONCRETO

Este é o veículo de que se utiliza o eu cósmico para se manifestar como intelecto concreto e abstrato; nele a vontade se transforma em ação, depois da escolha subjacente ao ato volitivo. 

Campo do raciocínio elaborado, dele brotam os poderes da mente, os fenômenos da cognição, memória e de avaliação de nossos atos, pois que é sede da consciência ativa, manifestada. Enquanto do corpo astral fluem as sensibilidades físicas e as emoções, o veículo mental pode ser considerado fonte da intelectualidade.

O terceiro corpo da aura é o corpo mental, que se estende além do corpo emocional e se compõe de substâncias ainda mais finas, associadas a pensamentos e processos mentais. 

Esse corpo aparece geralmente como luz amarela brilhante que se irradia nas proximidades da cabeça e dos ombros e se estende à volta do corpo. Expande-se e torna-se mais brilhante quando o seu dono se concentra em processos mentais. Estende-se a uma distância de 75 cm a 2m do corpo.

O corpo metal também é estruturado. Contém a estrutura das nossas idéias. Quase todo amarelo, dentro dele podem ver-se formas de pensamento, que parecem bolhas de brilho e formas variáveis.

Tais formas de pensamentos tem cores adicionais, superpostas e que, na realidade, emanam do nível emocional. Pensamentos habituais tornam-se forças "bem-formadas" muito poderosas, que depois exercem influência sobre a vida...

É sede das percepções simples e objetivas como de objetos, pessoas, etc. É importante veiculo de ligação e harmonização do binômio razão-emoção. Viciações oriundas de desregramento sexual, uso de drogas outras podem atingir, se fixar e danificar este corpo.

Alma inteligente, mentalidade, associação de idéias, sua aura ovalada envolve todo o corpo, pode ser registrado por fotografias ou percebido pela vidência. É o corpo que engloba as percepções simples, através dos cinco sentidos comuns, avaliando o mundo através do peso, cheiro, cor, tamanho, gosto, som, etc. É o repositório do cognitivo. É o primeiro grande banco de dados onde a mente física busca as informações que precisa, seu raciocínio é seletivo. Ele registra aquilo que, exterior à nossa pele, impressiona o nosso sistema nervoso. Está mais relacionado com o Ego inferior ou Personalidade encarnada.

Este corpo, quando em desequilíbrio, gera sérias dificuldades comportamentais tais como comodismo, busca desenfreada de prazeres mundanos, vícios etc. Normalmente sua forma é ovalada, mas pode ocorrer em raros casos uma forma triangular ou retangular, tem cores variáveis, podendo desdobrar-se em sete sub-níveis com os mesmos atributos que lhe são inerentes.





CORPO MENTAL SUPERIOR OU MENTAL ABSTRATO

Memória criativa pode ser percebido pela vidência. Este corpo é o segundo grande banco de dados de que dispõe o ser. Ele elabora e estrutura princípios e idéias abstratas, buscando sínteses ou conclusões que por sua vez são geradoras de novas idéias e assim por diante, infinitamente.

Quando ligado às coisas superiores, ocupa-se de estudos e pesquisas visando o aprimoramento do ser. Quando apegado às vivências inferiores em conexão com seus atributos de poder, mando e domínio do meio, cria sérias dificuldades à personalidade encarnada, pois costuma fragmentar-se em sub-níveis, liderando linhas de perturbação com os demais, que se ausentam, ignorando a realidade da personalidade encarnada.

Tem forma de uma rosácea com nove pétalas; quando harmônico e saudável possui tom cromático de chamas amareladas ou laranja com várias outras nuances de cores, e cada pétala tem um significado por estar ligada ou retratar as vibrações de cada um dos sete níveis, (sendo que o Átma, o Astral e Duplo Etérico são representados por duas pétalas cada, O Búdico está representado pela pétala superior em forma de cálice contendo dentro três pétalas menores representando as três almas, Moral, Intuitiva e Consciencial).

Por ser o equipo do raciocínio criativo, é nele que acontece a elaboração do processo responsável pelo avanço científico e tecnológico, além de todo nosso embasamento filosófico. É o corpo que faz avaliações, formula teorias, relaciona símbolos e leis.

Trata do subjetivo, da imaginação, está mais relacionado com o Eu Superior ou Crístico, com a Individualidade. É o Corpo Causal, é causa, detentor da vontade e imaginação, é normalmente o gerenciador dos programas e ações do ser. Apega-se facilmente ao mando e poder, é o nível que tem o atributo do domínio do meio onde o ser vive, podendo por alguma contrariedade reagir negativamente a esse meio. 

E também conhecido como corpo causal. Elabora princípios e idéias abstratas, realiza análise, sínteses e conclusões. É sede das virtudes e de graves defeitos.

O Dr. LACERDA sugere que o corpo mental seja de natureza magnética, com freqüência muito superior a do corpo astral. Considerando que a energia de um campo radiante, de qualquer comprimento da onda, é igual a constante de Plack multiplicada pela freqüência da onda, isto é, W = h.n onde W = energia, h = constante de Planck (6,6128273 x 10-27 erg/s) e n = freqüência, conclui-se que o corpo mental deve necessariamente ter muito maior energia de propagação do que os campos mais densos como o físico, etérico e astral, cujas freqüências vibratórias são muito menores.

Importância deste fato: A força da mente é poderosa e pode fazer o bem ou o mal, consoante, a intenção com que é projetada. Alguém já disse que todo pensamento bom é uma oração é todo o pensamento mau é um feitiço. Por outro lado quem vibra em amor, constrói ao redor de si um campo energético protetor contra a ação de mentes negativas (mau olhado, feitiço, magia negra, etc). Do mesmo modo, afins se atraem.



CORPO BÚDICO

É possível dizer que BUDDHI é o perispírito na acepção etimológica do termo: constitui a primeira estrutura vibratória que, envolvendo o espírito, manifesta-o de modo ativo.

Sendo, este corpo, atemporal (como também o mental superior), usando a técnica de atingir essa dimensão superior das criaturas para, de lá, vasculhar seu passado. Tem-se conseguido detectar, assim, situações anômalas - vivências muito dolorosas sedimentadas no Tempo, nos tenuíssimos extratos de um Passado escondido porque muito remoto, quando não remotíssimo...

Pouco se sabe sobre a forma e estrutura vibratória deste corpo que está mais próximo do espírito. Tão distante está dos nossos padrões e dos nossos meios de expressão que não há como descreve-lo. Trata-se de um corpo atemporal. Recentemente temos tido, através de médiuns videntes muito treinados, tênues percepções visuais e sensoriais relativas a este corpo.

Composto pelas três Almas - Moral, Intuitiva e Consciencial - veículos e instrumentos do espírito. Suas linhas de força formam o corpo do mesmo, matéria hiperfisica, de sutil quintessenciação. Tem como atributo principal o grande núcleo de potenciação da consciência. Lá as experiências e acontecimentos ligados ao ser estão armazenadas e é de lá que partem as ordens do reciclar permanente das experiências mal resolvidas.

Alma Moral - Discernimento do bem e do mal sob o ponto de vista individual, tem a forma de um sol em chamas, é o veículo do espírito que impulsiona o espírito a obediência às leis do local onde o espírito está encarnado e comanda o comportamental da entidade encarnada em relação ao meio.

Alma Intuitiva - Intuição, inspiração do gênio científico, literário e artístico. Iluminismo. Em forma de ponta de lança triangular irradiando em torno, chamas ramificadas, animada de movimento rotatório lento, antena captadora e registradora das informações que vibram no cosmo. Instrumento da inspiração.

Alma Consciencial - Em forma de pequeno sol muito brilhante, radiações retilíneas, centro da individualidade espiritual. Consciência coordenadora e diretora da vida, elo de ligação com a Centelha Divina.

De um modo geral o Corpo Buddhi é pouco conhecido. Longe de nossos padrões físicos e de nossos meios de expressão, não há como compará-lo.

É o verdadeiro perispírito, ao final do processo evolutivo, quando os demais a ele se fundiram. É nele que se gravam as ações do espírito e dele partem as notas de harmonia ou desarmonia ali impressas, ou seja, as experiências bem significadas estão ali arquivadas e são patrimônio do espírito. As experiências mal resolvidas são remetidas de volta à personalidade encarnada para novas e melhores significações. E por ser, no espírito, o grande núcleo de potenciação da sua consciência cósmica, suas impulsões terão seus efeitos visíveis e somatizados no Corpo Físico ou no psiquismo da personalidade encarnada.

Tudo o que é inferior tende ao movimento descendente e o soma passa a ser o grande fio terra do ser em evolução. Quando em trabalho de limpeza dos cordões energéticos que ligam os corpos, observamos que ao se desbloquear os cordões, intensa e luminosa torrente de luz multicor jorra até os corpos inferiores.

Observados pela visão psíquica (vidência), o Buddhi e o Átmico formam maravilhoso e indescritível conjunto de cristal e luz girando e flutuando no espaço.




CORPO ÁTMICO OU ESPÍRITO ESSÊNCIA OU CENTELHA DIVINA

Na concepção do absoluto manifestado e manifestando em cada indivíduo, dá-se o nome de Atam ou Espírito. O Corpo Átmico ou Espírito puro, esse eu cósmico constitui a Essência Divina em cada ser criado. Disse JESUS: "Vos sois Deuses", pois somos idênticos a DEUS pelo ser (essência),mas diferente dele pelo existir, pois DEUS é eternamente presente.

O Absoluto, o Universal, manifesta-se em cada um dos seres individualizados, por menores que sejam... 

Alguns o chamam de "Eu Crístico, Eu Cósmico, ou eu Divino e constitui a Essência Divina presente em cada criatura. A linguagem humana é incapaz de descrever objetivamente o espírito. A milenar filosofia védica parece-nos mais esclarecedora. Brhaman, o Imanifestado, transcendente e eterno, ao se manifestar, torna-se imanente em sua temporária Ação; os indivíduos d’Ele emanados contém sua essência, assim como o pensador está em seus pensamentos. Assim, somos idênticos a Deus peo Ser (Essência), mas diferentes d’Ele, pelo existir. Deus não” existe “. Deus é, eternamente presente. Daí porque Jesus afirmou” Vós Sóis deuses“.

O evoluir do Homem consiste em viver e experienciar em todos os níveis da criação, desde o físico até o Divino ou Espiritual, para, desta experiência, recolher conhecimento e percepções que propiciam o desenvolvimento harmonioso de seu intelecto e sensibilidade de maneira a tornarem-no sábio e feliz. Ao longo de sua jornada evolutiva a criatura humana sofre sucessivas "mortes" e vai perdendo seus corpos, sem perder os "valores" inerentes a cada um deles. É como a flor que na sua expressão de beleza pura, contém a essência do vegetal por inteiro.

ANATOMIA DO MENTAL SUPERIOR



Fabiana Donadel - Grupo Espírita Ramatís - Lages - SC

Apresentado no IV Congresso Brasileiro de Apometria 5 a 7 de setembro de 1997 - Porto Alegre - RS

Sabemos que todos os corpos do agregado espiritual estão interligados pelo cordão de prata e pelos cordões fluídicos dos chakras. Assim, o Mental Superior mostra em sua anatomia essa ligação energética, com bastante clareza. É preciso passarmos a conhecer a constituição anatômica do Mental Superior. Visualizá-lo depende de treinamento e constante observação. Alguns médiuns observam este corpo com indumentária igual ao corpo físico. Mas, detendo seus sentidos por alguns instantes, poderão perceber detalhes que o caracterizam de forma particular.



Analisando a figura acima, vemos que o Mental Superior é constituído de nove pétalas mais apétala nuclear, sendo que cada pétala corresponde a um dos corpos do agregado espiritual e pode demonstrar importantes características para diagnósticos claros e precisos. Seguindo a seqüência numérica crescente, temos: Pétala numero 1 mostrando a ligação com o CORPO BUDHI e suas três almas: CONSCIENCIAL (lembranças de vidas ocorridas há mais de 700 anos); INTUITIVA (lembranças de vidas entre 300 e 700 anos) e MORAL (lembranças de vidas vivenciadas há menos de 300 anos). Nessa pétala poderemos observar de que época estão brotando os eventos desarmônicos propulsores de dificuldade da consciência física. As alterações na abertura dessa pétala podem propiciar sérias dificuldades. A diminuição da abertura (estreitamento) significa baixo fluxo de informações e experiências já vividas necessárias ao processo de aprendizado contínuo. Já o aumento (alargamento) da abertura superior da pétala correspondente ao CORPO BUDHI, mostra um grande fluxo de lembranças de outras vidas, podendo incorrer na esquizofrenia. Pétala número 2 mostra a ligação com o próprio Mental Superior. Nessa pétala, podemos observar sinais de obsessão, auto-obsessão ou simbiose. Estes sinais poderão ser observados nas demais pétalas, com exceção da número 1 e da número 10. A abertura na ponta desta pétala, apresentar-se-á concomitante à abertura das pétalas 3, 8 e 9 (Mental inferior e Átmico), SOMENTE para indicar o grau de elevação espiritual. São poucos os encarnados que possuem essa abertura.



Para esclarecer: Obsessão - A obsessão é diagnosticada em algum dos corpos quando na visualização do Mental Superior, percebe-se manchas e/ou outros sinais em cores como marrom, preto, vermelho vivo ou vermelho intenso. Auto-obsessão Pode-se diagnosticá-la quando aparecerem os sinais citados na obsessão (manchas, etc.) A diferença é que na auto-obsessão, estes sinais aparecem de dentro para fora da pétala ao contrário da obsessão. Simbiose Caracterizada por traço forte em cor de vibração pesada contornando a pétala correspondente ao corpo que está sofrendo o processo obsessivo denominado simbiose.

Pétala número 3 mostrando a situação do MENTAL INFERIOR. Os sinais descritos no Mental Superior servem para este corpo e também para os demais. Pétalas números 4 e 7 mostrando a ligação com o CORPO ASTRAL. Pétalas números 5 e 6 mostrando a situação do DUPLO ETÉRICO.

IMPORTANTE: Coloração: Cores pálidas e sem vida indicam a premente necessidade de energia do corpo indicado pela pétala que se mostra desvitalizada. Vermelho vivo sempre indicará forte sensualidade. Vermelho intenso é sinônimo de vingança, raiva, ressentimento. A presença da cor verde, é sinal de energia de cura. Tamanho das pétalas: Pétalas agigantadas mostram o domínio do corpo correspondente sobre os demais. Pétalas em tamanho reduzido evidenciam a falta de energia ou submissão ao domínio de outros corpos ou, ainda, perda energética causada por obsessão. Posição das pétalas: Um Mental Superior harmônico tem suas pétalas voltadas para o sentido anti-horário.

Pétalas números 8 e 9 raramente mostram sinais desarmônicos. São a ligação com o CORPO ÁTMICO. Normalmente estão saudáveis, evidenciando cores fortes e positivas. Em casos de espíritos mais rebeldes, vemos a presença de cores escuras e opacas brotando do centro para fora dessas pétalas. Esse sinal está relacionado a espírito reincidente no erro por mais de 3 vezes, número suficiente para levar alguém ao exílio planetário caso não haja a urgente REFORMA ÍNTIMA.

Pétala número 10 ou NÚCLEO: Pode ser chamada de Centro Dinamizador. É para ele que são direcionadas as energias curativas usadas durante o processo terapêutico espiritual conhecido como doutrinação. As cores ali projetadas, irradiam cura a todo corpo Mental Superior e conseqüentemente atinge os outros corpos e níveis de consciência. No núcleo do Mental Superior, podemos observar a presença de câncer e outras anomalias.




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   28


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande