Analec e os mercadores de liçÕES



Baixar 2.76 Mb.
Página25/37
Encontro24.10.2017
Tamanho2.76 Mb.
1   ...   21   22   23   24   25   26   27   28   ...   37

Para o texto: Oo joven suicida (T2456949)


De: alifer

Apagar

27/08/2010 18:25

É uma grande verdade Zeio. Eu acrescento ao seu pensamento um outro meu: "Se a estrada for longa, percorra-a devagar, não é a velocidade que te levará ao final, porém a persistência". Bem vou ler seus dois outros textos, pois achei filosofia neste primeiro. Abraços do Luzirmil.

Para o texto: A caminhada é longa (T2463177)


De: Zeio

Apagar

26/08/2010 19:38

Ah! Malu. Aqui em casa temos dois. Mas já teve ocasião que uma gata mãe deu algumas crias e a gente não sabia o que fazer com os gatinhos; cada um mais lindo do que o outro. No fim eu anunciei no jornal e doamos, tanto os da primeira cria, como das outras duas subsequentes. Foram doze! A Nita e eu, assim como as crianças, sofremos com aquilo, mas passou. Bem, mudando de assunto, vi que você visitou minha página "NEM NOME, NEM RELIGIÃO". Peço-lhe perdão se lhe ofendi, mas digo-lhe que eu era muito religioso; primeiramente católico. Cheguei a ser até ajudante do frei Luíz Galvão (Ver um livro meu, publicado por editora, não porém, aqui:"CALENDAS DE UMA VIDA"). Anos depois comecei a peregrinar em nome da esperança, isto é, em nome de Jesus Cristo, pois Ele era, e é, a Esperança. Eu só não adotei o vacábulo religião como base de meus procedimentos! Isto por ter encontrado muita hipocrisia nos praticantes delas. Diante de meus pensamentos apolíticos e ant religiosos adotei um apelido que me deram quando adolescente - PEREGRINO - que talvez por uma predestinação, passei a ser mesmo um deles por muitos anos, nos quais adquiri muita experiência, inclusive literárias. Mas cá entre nós, eu confesso que tenho muito carinho com quem pratica uma autêntica religião, seja ela qual for. Bem, Malu, chega de encher seu comentário. Obrigado pelas visitas. Desejo-lhe mil felicidades. Abraços e até.

Para o texto: Gatos (T2458069)


De: malu Dab

Apagar

26/08/2010 16:21

Prezada Silvia, tendo interesse em ler também sua poesia que tanto encantou Moisés, procurei por seu "AZUL" e vi que bem fez ele, seus elogios. Afinal uma poesia azul, com estilo Silvia Regina, transcende as delícias tantas na área das criações literárias do Recanto. Chega a ser perfumada, iluminada, vivificada...enfim, é uma poesia viva, clara e inebriante! Parabéns, querida poetisa, e receba um carinhoso abraço do Mensageiro de Luzirmil como retribuição ao seu prestimoso interesse em me ler. Faça-o mais vezes; sempre me indicando alguma página sua para que eu possa abrir e apreciar. Ah! Já que tens me indicado suas belas composições, indico-lhe "CAMPANÁRIO PERDIDO". Até mais, ó musa da poesia!

Para o texto: SILVIA In The Sky With Diamonds - de Moisés Cklein para Silvia Regina (T2459531)


De: Silvia Regina Costa Lima

Apagar
27/08/2010 18:25

É uma grande verdade Zeio. Eu acrescento ao seu pensamento um outro meu: "Se a estrada for longa, percorra-a devagar, não é a velocidade que te levará ao final, porém a persistência". Bem vou ler seus dois outros textos, pois achei filosofia neste primeiro. Abraços do Luzirmil.

Para o texto: A caminhada é longa (T2463177)
De: Zeio

Apagar

26/08/2010 19:38

Ah! Malu. Aqui em casa temos dois. Mas já teve ocasião que uma gata mãe deu algumas crias e a gente não sabia o que fazer com os gatinhos; cada um mais lindo do que o outro. No fim eu anunciei no jornal e doamos, tanto os da primeira cria, como das outras duas subsequentes. Foram doze! A Nita e eu, assim como as crianças, sofremos com aquilo, mas passou. Bem, mudando de assunto, vi que você visitou minha página "NEM NOME, NEM RELIGIÃO". Peço-lhe perdão se lhe ofendi, mas digo-lhe que eu era muito religioso; primeiramente católico. Cheguei a ser até ajudante do frei Luíz Galvão (Ver um livro meu, publicado por editora, não porém, aqui:"CALENDAS DE UMA VIDA"). Anos depois comecei a peregrinar em nome da esperança, isto é, em nome de Jesus Cristo, pois Ele era, e é, a Esperança. Eu só não adotei o vacábulo religião como base de meus procedimentos! Isto por ter encontrado muita hipocrisia nos praticantes delas. Diante de meus pensamentos apolíticos e ant religiosos adotei um apelido que me deram quando adolescente - PEREGRINO - que talvez por uma predestinação, passei a ser mesmo um deles por muitos anos, nos quais adquiri muita experiência, inclusive literárias. Mas cá entre nós, eu confesso que tenho muito carinho com quem pratica uma autêntica religião, seja ela qual for. Bem, Malu, chega de encher seu comentário. Obrigado pelas visitas. Desejo-lhe mil felicidades. Abraços e até.

Para o texto: Gatos (T2458069)


De: malu Dab

Apagar

26/08/2010 16:21

Prezada Silvia, tendo interesse em ler também sua poesia que tanto encantou Moisés, procurei por seu "AZUL" e vi que bem fez ele, seus elogios. Afinal uma poesia azul, com estilo Silvia Regina, transcende as delícias tantas na área das criações literárias do Recanto. Chega a ser perfumada, iluminada, vivificada...enfim, é uma poesia viva, clara e inebriante! Parabéns, querida poetisa, e receba um carinhoso abraço do Mensageiro de Luzirmil como retribuição ao seu prestimoso interesse em me ler. Faça-o mais vezes; sempre me indicando alguma página sua para que eu possa abrir e apreciar. Ah! Já que tens me indicado suas belas composições, indico-lhe "CAMPANÁRIO PERDIDO". Até mais, ó musa da poesia!

Para o texto: SILVIA In The Sky With Diamonds - de Moisés Cklein para Silvia Regina (T2459531)


De: Silvia Regina Costa Lima

Apagar

25/08/2010 20:22

Olá Flor da Vida. Passei aqui só para lhe desejar uma boa noite e enviar-lhe um abraço agradecido por mais uma visita à minha escrivaninha. Fique com Deus e quando for dormir faça uma oração por mim.

Para o texto: O beija-flor e a flor... (T2128929)


De: Flor da Vida

Apagar

25/08/2010 20:12

Comigo aconteceu diferente, Alifer. Retornava eu de uma viagem, num carro cujo ponteiro de marcar combustível estava avariado. Eu viajara tendo esperança de conseguir proventos na jornada, pois sempre realizava serviços extras que me auferiam alguns trocados. Mas aquela viagem foi infrutífera. Por conseguinte eu estava "duro". Na tentativa de chegar numa cidade na qual eu tinha conhecidos, empreendi meu deslocamento de retorno, sem me lembrar que o combustível poderia acabar sem menos eu esperar! E o fato ocorreu! Justamente num ponto onde havia uma árvore num espaço triangular, entre a entrada da direita e da esquerda de uma via que se bifurcava da principal. Com a parada do motor, pela falta de combustível, estacionei o Goliver (nome de meu antigo carro) à direita da pista e fui para a sombra da árvore,onde, convicto da existência do Regente do Universo, dobrei meus joelhos e elevei a Ele as seguintes palavras: "Ó Deus, permita que alguém pare e me empreste um pouco de combustível". Elevava ainda alguns louvores, quando percebi um vento e senti como se houvesse papéis voando. Abri meus olhos e vi uma nota de 50 novinha, próxima de umas latas de refrigerantes vazias. Peguei-a, sentindo Deus me falar ao coração que era um presente Dele para um peregrino. O mais importante foi que eu querendo aproveitar uma curta ladeira para chegar a um rio ali existente,pensando em encontrar algum pescador que pudesse me vender um pouco de combustível, dei partida, no sentido de dar um impulso no carro, vindo ele a pegar, me levando até me aproximar uns cem metros de um posto a trinta quilômetros dali! Foi incrível!. Empurramos o carro (pois os frentistas viram minha dificuldade e me ajudaram) apenas para encostar na bomba. Deus, além de me dar 50 reais ainda fez com que o Goliver chegasse até o posto! Até escrevi o fato num livro meu, cujo título é: "AS ESTRELAS DO MEU UNIVERSO". Deus é real, caro Alifer! Ele porém, não tem nome! Simplesmente é Deus! Abraços a você.

Para o texto: nao crik (T2459103)


De: alifer

Apagar

25/08/2010 14:02

Ufa! Que frase composta! Poucas palavras mas de muita profundidade, nobre colega de letras. Li um comentário seu e aqui estou para lhe retribuir, primeiramente lhe desejando tudo de bom e felizes participações em nosso Recanto das Letras. Li seu perfil, que numa comparação *acintrética com seu rosto, pude definí-lo como um inteligentíssimo e *ponteiroso arqueiro, tipo assim: Robin Hood. Desculpe por ter introduzido palavras do meu dicionário particular, vou dar seus sinônimos ao final. Por enquanto quero lhe agradecer por ter vindo em minha escrivaninha e dizer que vou ler mais artigos seus. Abraços. Vamos aos vocábulos estranhos: ACINTRÉTICA: (voltada para a ética). PONTEIROSO: (certeiro). Obs. Meu dicionário não é oficializado, mas pode ser usado por qualquer poeta. Os poetas tem suas autonomias; não permitidas, entretanto, para outros tipos de escritores, tais como escriturários de cartórios e afins. Abraços, meu amigo Lucas.

Para o texto: A Mentira (T2152590)


De: Lucas Samuel

Apagar

25/08/2010 13:42

Como é bom, ser homenageado com disponência e desinteresse! Meus parabéns, nobre poeta. A inspiração continua, uai! Suas palavras foram carregadas de carinho subjetivo, mas autêntico! Certamente essa mana velha é uma fada! Gostei de sua consideração pela sagrada irmã que possuis. Abraços aos dois.

Para o texto: KÁTIA, MANA VELHA (T1716882)


De: MisterAdams

Apagar

25/08/2010 13:34

Olá, querida Rosana. O amor do qual fizeste tantos paradigmas benignos, talvez seja a Caridade, não? Ah! Penso que há três suportes para ela: amor P 3; Humildade P G; e Santidade P G. Se concordares comigo me dê um retorno por uma página suas de poesias. Aqui vai os temas: Amor P 3; significa três patamares para o dito cujo: afetivo, fraterno e divino. Humildade: patamares gerais. Santidade também gerais. Penso...(mas você pode pensar diferente que respeitarei sua opinião até Deus envelhecer) que se tivermos amor, humildade e santidade temos nossa caridade resguardada de cair por terra. Olha, quero parabenizar-lhe pelas frases sobre o amor, e que Deus seja sempre contigo. Abraços

Para o texto: O AMOR (T2458158)


De: Rosana Santos

Apagar

25/08/2010 13:18

Um dia me jogaram uma pedra. Olhei pela janela e vi Uma casa branca e bela, mas ela não estava antes ali. Foi isto, querida Yasmim! Eu não olhei pela fresta, pois se o tivesse feito eu não veria uma porta aberta, dela vi sair uma jovem linda de quem me anamorei. Diante do fato, a janela fechei, dela me aproximei e depois de tempos com ela me casei, pelo que a felicidade encontrei, na pedrada que levei! Muito obrigado pelo comentário, mas gostaria de receber mais e com mais palavras. Abraços. Ah! se ao ler este achar rimas, foi sem querer. Acho que sou viciado em rimar!

Para o texto: Estás machucado (a)? (T2451917)


De: Yasmin Amira

Apagar

25/08/2010 12:58

Ce, tá loco! Alifer. Só de ver um gato meu agonizante por terem lhe dado veneno, eu me senti mal. Rapaz! E esse seu texto é de hoje?! Apega-te às poesias do recanto, leia minhas mensagens, e de outros de boa mente; regozija-te em Deus, pois se realmente aconteceu o fato que publicou, vocêtem muito valor para Ele, a quem chamas de Jeová. Não tenhas pensamentos negativos, escreva boas palavras no Recanto e comente textos dos amigos, como fizeste comigo. Tomarás gosto pela poesia e irás treinando na escrita. Não sei se tens alguma religião, o que não é necessário, mas é mister, entretanto, que tenhas convicção de que há um Regente Universal para o qual não podemos dar nome, Ele é o Ser maior, inominável; é o próprio dia; a noite; a luz; as trevas; todas as estrelas juntas, com uma seta apontando para um instrutor terreno: Jesus Cristo, o qual é na verdade é o Sol da Justiça e da esperança! Apega-te em Cristo e brilharás como Ele! Abraços e continue escrevendo!

Para o texto: Oo joven suicida (T2456949)


De: alifer

Apagar

25/08/2010 20:22

Olá Flor da Vida. Passei aqui só para lhe desejar uma boa noite e enviar-lhe um abraço agradecido por mais uma visita à minha escrivaninha. Fique com Deus e quando for dormir faça uma oração por mim.

Para o texto: O beija-flor e a flor... (T2128929)


De: Flor da Vida

Apagar

25/08/2010 20:12

Comigo aconteceu diferente, Alifer. Retornava eu de uma viagem, num carro cujo ponteiro de marcar combustível estava avariado. Eu viajara tendo esperança de conseguir proventos na jornada, pois sempre realizava serviços extras que me auferiam alguns trocados. Mas aquela viagem foi infrutífera. Por conseguinte eu estava "duro". Na tentativa de chegar numa cidade na qual eu tinha conhecidos, empreendi meu deslocamento de retorno, sem me lembrar que o combustível poderia acabar sem menos eu esperar! E o fato ocorreu! Justamente num ponto onde havia uma árvore num espaço triangular, entre a entrada da direita e da esquerda de uma via que se bifurcava da principal. Com a parada do motor, pela falta de combustível, estacionei o Goliver (nome de meu antigo carro) à direita da pista e fui para a sombra da árvore,onde, convicto da existência do Regente do Universo, dobrei meus joelhos e elevei a Ele as seguintes palavras: "Ó Deus, permita que alguém pare e me empreste um pouco de combustível". Elevava ainda alguns louvores, quando percebi um vento e senti como se houvesse papéis voando. Abri meus olhos e vi uma nota de 50 novinha, próxima de umas latas de refrigerantes vazias. Peguei-a, sentindo Deus me falar ao coração que era um presente Dele para um peregrino. O mais importante foi que eu querendo aproveitar uma curta ladeira para chegar a um rio ali existente,pensando em encontrar algum pescador que pudesse me vender um pouco de combustível, dei partida, no sentido de dar um impulso no carro, vindo ele a pegar, me levando até me aproximar uns cem metros de um posto a trinta quilômetros dali! Foi incrível!. Empurramos o carro (pois os frentistas viram minha dificuldade e me ajudaram) apenas para encostar na bomba. Deus, além de me dar 50 reais ainda fez com que o Goliver chegasse até o posto! Até escrevi o fato num livro meu, cujo título é: "AS ESTRELAS DO MEU UNIVERSO". Deus é real, caro Alifer! Ele porém, não tem nome! Simplesmente é Deus! Abraços a você.

Para o texto: nao crik (T2459103)


De: alifer

Apagar

25/08/2010 14:02

Ufa! Que frase composta! Poucas palavras mas de muita profundidade, nobre colega de letras. Li um comentário seu e aqui estou para lhe retribuir, primeiramente lhe desejando tudo de bom e felizes participações em nosso Recanto das Letras. Li seu perfil, que numa comparação *acintrética com seu rosto, pude definí-lo como um inteligentíssimo e *ponteiroso arqueiro, tipo assim: Robin Hood. Desculpe por ter introduzido palavras do meu dicionário particular, vou dar seus sinônimos ao final. Por enquanto quero lhe agradecer por ter vindo em minha escrivaninha e dizer que vou ler mais artigos seus. Abraços. Vamos aos vocábulos estranhos: ACINTRÉTICA: (voltada para a ética). PONTEIROSO: (certeiro). Obs. Meu dicionário não é oficializado, mas pode ser usado por qualquer poeta. Os poetas tem suas autonomias; não permitidas, entretanto, para outros tipos de escritores, tais como escriturários de cartórios e afins. Abraços, meu amigo Lucas.

Para o texto: A Mentira (T2152590)


De: Lucas Samuel

Apagar

25/08/2010 13:42

Como é bom, ser homenageado com disponência e desinteresse! Meus parabéns, nobre poeta. A inspiração continua, uai! Suas palavras foram carregadas de carinho subjetivo, mas autêntico! Certamente essa mana velha é uma fada! Gostei de sua consideração pela sagrada irmã que possuis. Abraços aos dois.

Para o texto: KÁTIA, MANA VELHA (T1716882)


De: MisterAdams

Apagar

25/08/2010 13:34

Olá, querida Rosana. O amor do qual fizeste tantos paradigmas benignos, talvez seja a Caridade, não? Ah! Penso que há três suportes para ela: amor P 3; Humildade P G; e Santidade P G. Se concordares comigo me dê um retorno por uma página suas de poesias. Aqui vai os temas: Amor P 3; significa três patamares para o dito cujo: afetivo, fraterno e divino. Humildade: patamares gerais. Santidade também gerais. Penso...(mas você pode pensar diferente que respeitarei sua opinião até Deus envelhecer) que se tivermos amor, humildade e santidade temos nossa caridade resguardada de cair por terra. Olha, quero parabenizar-lhe pelas frases sobre o amor, e que Deus seja sempre contigo. Abraços

Para o texto: O AMOR (T2458158)


De: Rosana Santos

Apagar

25/08/2010 13:18

Um dia me jogaram uma pedra. Olhei pela janela e vi Uma casa branca e bela, mas ela não estava antes ali. Foi isto, querida Yasmim! Eu não olhei pela fresta, pois se o tivesse feito eu não veria uma porta aberta, dela vi sair uma jovem linda de quem me anamorei. Diante do fato, a janela fechei, dela me aproximei e depois de tempos com ela me casei, pelo que a felicidade encontrei, na pedrada que levei! Muito obrigado pelo comentário, mas gostaria de receber mais e com mais palavras. Abraços. Ah! se ao ler este achar rimas, foi sem querer. Acho que sou viciado em rimar!

Para o texto: Estás machucado (a)? (T2451917)


De: Yasmin Amira

Apagar

25/08/2010 12:58

Ce, tá loco! Alifer. Só de ver um gato meu agonizante por terem lhe dado veneno, eu me senti mal. Rapaz! E esse seu texto é de hoje?! Apega-te às poesias do recanto, leia minhas mensagens, e de outros de boa mente; regozija-te em Deus, pois se realmente aconteceu o fato que publicou, vocêtem muito valor para Ele, a quem chamas de Jeová. Não tenhas pensamentos negativos, escreva boas palavras no Recanto e comente textos dos amigos, como fizeste comigo. Tomarás gosto pela poesia e irás treinando na escrita. Não sei se tens alguma religião, o que não é necessário, mas é mister, entretanto, que tenhas convicção de que há um Regente Universal para o qual não podemos dar nome, Ele é o Ser maior, inominável; é o próprio dia; a noite; a luz; as trevas; todas as estrelas juntas, com uma seta apontando para um instrutor terreno: Jesus Cristo, o qual é na verdade é o Sol da Justiça e da esperança! Apega-te em Cristo e brilharás como Ele! Abraços e continue escrevendo!

Para o texto: Oo joven suicida (T2456949)


De: alifer

Apagar

25/08/2010 20:22

Olá Flor da Vida. Passei aqui só para lhe desejar uma boa noite e enviar-lhe um abraço agradecido por mais uma visita à minha escrivaninha. Fique com Deus e quando for dormir faça uma oração por mim.

Para o texto: O beija-flor e a flor... (T2128929)


De: Flor da Vida

Apagar

25/08/2010 20:12

Comigo aconteceu diferente, Alifer. Retornava eu de uma viagem, num carro cujo ponteiro de marcar combustível estava avariado. Eu viajara tendo esperança de conseguir proventos na jornada, pois sempre realizava serviços extras que me auferiam alguns trocados. Mas aquela viagem foi infrutífera. Por conseguinte eu estava "duro". Na tentativa de chegar numa cidade na qual eu tinha conhecidos, empreendi meu deslocamento de retorno, sem me lembrar que o combustível poderia acabar sem menos eu esperar! E o fato ocorreu! Justamente num ponto onde havia uma árvore num espaço triangular, entre a entrada da direita e da esquerda de uma via que se bifurcava da principal. Com a parada do motor, pela falta de combustível, estacionei o Goliver (nome de meu antigo carro) à direita da pista e fui para a sombra da árvore,onde, convicto da existência do Regente do Universo, dobrei meus joelhos e elevei a Ele as seguintes palavras: "Ó Deus, permita que alguém pare e me empreste um pouco de combustível". Elevava ainda alguns louvores, quando percebi um vento e senti como se houvesse papéis voando. Abri meus olhos e vi uma nota de 50 novinha, próxima de umas latas de refrigerantes vazias. Peguei-a, sentindo Deus me falar ao coração que era um presente Dele para um peregrino. O mais importante foi que eu querendo aproveitar uma curta ladeira para chegar a um rio ali existente,pensando em encontrar algum pescador que pudesse me vender um pouco de combustível, dei partida, no sentido de dar um impulso no carro, vindo ele a pegar, me levando até me aproximar uns cem metros de um posto a trinta quilômetros dali! Foi incrível!. Empurramos o carro (pois os frentistas viram minha dificuldade e me ajudaram) apenas para encostar na bomba. Deus, além de me dar 50 reais ainda fez com que o Goliver chegasse até o posto! Até escrevi o fato num livro meu, cujo título é: "AS ESTRELAS DO MEU UNIVERSO". Deus é real, caro Alifer! Ele porém, não tem nome! Simplesmente é Deus! Abraços a você.

Para o texto: nao crik (T2459103)


De: alifer

Apagar

25/08/2010 14:02

Ufa! Que frase composta! Poucas palavras mas de muita profundidade, nobre colega de letras. Li um comentário seu e aqui estou para lhe retribuir, primeiramente lhe desejando tudo de bom e felizes participações em nosso Recanto das Letras. Li seu perfil, que numa comparação *acintrética com seu rosto, pude definí-lo como um inteligentíssimo e *ponteiroso arqueiro, tipo assim: Robin Hood. Desculpe por ter introduzido palavras do meu dicionário particular, vou dar seus sinônimos ao final. Por enquanto quero lhe agradecer por ter vindo em minha escrivaninha e dizer que vou ler mais artigos seus. Abraços. Vamos aos vocábulos estranhos: ACINTRÉTICA: (voltada para a ética). PONTEIROSO: (certeiro). Obs. Meu dicionário não é oficializado, mas pode ser usado por qualquer poeta. Os poetas tem suas autonomias; não permitidas, entretanto, para outros tipos de escritores, tais como escriturários de cartórios e afins. Abraços, meu amigo Lucas.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   21   22   23   24   25   26   27   28   ...   37


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande