Analec e os mercadores de liçÕES



Baixar 2.76 Mb.
Página13/37
Encontro24.10.2017
Tamanho2.76 Mb.
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   37

Roubar um amigo, só se for para tê-lo também dentro do aconchego dessa virtude. Ah! eu gosto de fazê-lo aqui no Recanto. Sempre envio meus comentários para pescá-los. Tomara que você venha no anzol de minha amizade. Um efusivo abraço pra você Bernardete.

Para o texto: Amigo (T2527177)


De: Bernadette Moscareli

Apagar

29/09/2010 10:21

Eu escrevi "O GRITO DA TERRA". Ah! Maria Rosa! O seu: "O PRANTO DA TERRA" me levou a uma viagem que fiz lá em Jaguarão há 30 anos, onde numa fazenda vivi os trejeitos de seu poema. Vi até os sitiantes de um lugar fazendo a tosa das ovelhas gordas de lã. Vi sal nos cochos, vi aradas, enfim Você me encantou de lembranças do sul. Visite-me. Abraços do Luzirmil.

Para o texto: O PRANTO DA TERRA (T2527178)


De: Maria Rosa Dhamer Araujo

Apagar

29/09/2010 10:15

Falou, poeta! Mas vivendo os dias em que estamos, a gente tem medo do dia ser mau. Mas você tem toda a razão, esse negócio de falar bom dia da boca pra fora é utopia. Abraços e visite-me em cordel"O CIRCO DE TOURADA".

Para o texto: Bom dia! (T2527179)


De: Poeta Lendário

Apagar

29/09/2010 10:11

Sua crônica me fez reviver meus dias de poeta peregrino, isto por que em razão de estar procedendo como andarilho, por onde passava me consideravam como um pirado, mas a cada parada para dormir debaixo de alguma árvore eu compunha algum poema, falando das maravilhas da natureza que eu incontinente observava a cada jornada. Leia em E-Livros um livro meu, cujo título é "UM VIOLINO NAS JORNADAS". Eu não estava louco, porém sempre tocando meu violino e ávido para saber das coisas e dar instruções ecológicas. O fato é que por seis meses, por onde passei, ainda que algumas pessoas me considerassem como um louco, todavia tinha aqueles que me consideravam um "Mensageiro de Luzirmil". Você já ouviu falar de Luzirmil? Adotei como meu peseudônimo mas é o nome do Céu! . Olha, Adilson, sou filósofo e posso parecer meio louco, mas é só meio. Visite-me em cordéis em: "O ANCIÃO E O PEREGRINO". lembre-se para ler cordel temos que fazer uma paradinha destacada no complemento de cada frase. Parabéns jovem Adilson e sucessos pra você

Para o texto: Louco, o poeta. (T2527180)


De: Adilson Fabbri

Apagar

29/09/2010 09:57

"PITADAS DE OTIMISMO" subjetivamente traduz o poder das tentativas, que as vezes infrutíferas, contudo haverá algum momento em que a audácia dessas venturas trará o resultado almejado. Parabéns Poeta de Fortaleza. Abraços do Luzirmil filósofo.

Para o texto: PITADA DE OTIMISMO (T2527181)


De: Gomes da Silveira

Apagar

29/09/2010 09:52

Um composto de palavras eruditas, perfaz em seu poema "O MUNDO TAL E QUAL" uma aquarela de fina apreciação visual, figurada em em criações de Camões. Parabéns nobre colega poeta.

Para o texto: O mundo tal e qual! (T2527182)


De: Davidbandian

Apagar

29/09/2010 09:49

Notáveis versos em tercetos. Parabéns e visite Luzirmil "o filósofo" em: "ALÉM DOS MEUS PENSAMENTOS". Congratulações.

Para o texto: Desejo (T2527183)


De: Bernadette Moscareli

Apagar

29/09/2010 09:44

Está tudo certo, caro colega. A política politicalha é isso daí! Parabéns e abraços do Luzirmil.

Para o texto: POLÍTICA (T2527185)


De: FERNANDO PELLISOLI

Apagar

29/09/2010 09:19

Sua crônica é um despertar a tomarmos o máximo cuidado nesse mundo cão em que vivemos. Eu já passei por isto no portão de minha casa onde morava anos atrás. Eram dois assaltantes, um portava uma garrafa vazia, o outro um revólver. Mas eu estava numa comunhão tão elevada com Deus que nem percebi que era um assalto. Iriam levar meu carro e todos os pertences que nele se encontrava. Sei que abri o portão com eles me ameaçando, entrei no carro, coloquei na garagem, tudo isto sob a mira da arma na mão de um, com o outro tentando me dar uma garrafada na cabeça, mas algo acontecia no ângulo dos mistérios de Deus, que nada conseguiram. Eu também fiquei um tanto passado. Por fim, como um robô, alheio ao perigo fechei o portão que era de grade, momento em que um deles disse: -Ô tio, não conseguimos te assaltar, mas dá pelo menos um cigarro pra cada um. -Eu não fumo, amigos, sou cristão praticante - falei ainda sem me dar conta do transe em que me encontrava. No momento o que me pedia disse: -Ei Preto,(acho que era o apelido de um deles) o cara é crente bolas! Pegamos barra, camarada! por isto não conseguimos. Assim dizendo saíram correndo rua acima com um deles gritando ainda: -Ô meu, bem descanso com Jesus Cristo! Ah! cara Olguinha, não vou estender mais, contudo escrevi a história no sentido de me lembrar e sempre agradecer ao Senhor pelo livramento. Parabéns pelo seu relato e visite-me mais. Abraços afetivos do Lu para você.

Para o texto: ASSALTO (T2114443)


De: olguinha costa

Apagar

28/09/2010 22:59

Lindo Regina! O lirismo ficou para trás! Ultrapassaste os encantos daquele termo. Seu soneto além de Lírico é rico em terminologia camomistica! Parabéns e receba mais um voto do Lu. E parabéns também pela bela foto com louvores verdes!Beijos azuis pra você!

Para o texto: MEU CÉU INTERIOR - (Soneto n.158) - Silvia Regina (T2526247)


De: Silvia Regina Costa Lima

Apagar

28/09/2010 22:52

Fundamental! querida Tekah! Eu pensava que era só eu que me via destituído de tudo que me cerca! Entretanto, lendo suas palavras, descobri que somos como as aves: nada temos, mas desfrutamos assim mesmo, sem que nada nos pertença, nem a gente mesmo! Oh! Mundo! Mas mudando de assunto, você mora em Lavras? Fica perto de Itutinga, não é. As vezes que tenho ido por estes lados, quando volto entro na Fernão Dias ao contrário, isto é, vou em direção a BH, só depois de rodar alguns quilômetros acabo descobrindo e tenho que voltar em direção à Varginha. Não sei por que ocorre isto comigo; já por três vezes que me enganei de direção. Ah! mas eu sou meio confuso mesmo, afinal sou poeta! E todo poeta tem na cabeça tudo que você escreveu em: "nada nos pertence" Olha, fiquei grato pela visita carinhosa. Receba um abraço afetivo do filósofo Luzirmil.

Para o texto: || Nada Pertence a Mim || (T2378438)


De: Tekah Moura

Apagar

28/09/2010 22:32

A Paz seja contigo, Fernanda! A Primavera!! Ainda hoje postei um comentário para um recantista citando que a primavera é prima da verdade. Afinal, Vera vem da verdade, não é! E se a "A AMIZADE É COMO A PRIMAVERA" ela é prima da sinceridade. Criaste um belíssimo poema, talvez sem pensar na profundidade das colocações. Meus parabéns querida poetisa de Cristo. Você faz parte dos meus "CLASSIFICADOS PELA CONVICÇÃO DE CRER EM DEUS". Sempre dizes Paz do Senhor, certamente tens em si os princípios da humildade cristã. Felicito-lhe, pois eu me quedo com isto também. Se estou vivo, vivo para Cristo. Que a Paz de Deus seja tua companheira. Deus te abençoe pelas visitas, e volte sempre.

Para o texto: A AMIZADE É COMO A PRIMAVERA (T2504147)


De: Fernanda Xerez

Apagar

28/09/2010 15:40

Em tempo, cara Malu. Sem trabalhar, sem comer! Penso que todo mundo, até os aposentados saudáveis deveriam trabalhar; afinal fomos feito para isto. Penso porém que deveríamos dirigir a força do nosso trabalho no sentido de melhorar nosso planeta, e não piorar como estamos fazendo. Trabalhamos sem ter a idéia do real valor de nosso trabalho. Meus parabéns pelas notáveis colocações e bela redação de seu artigo. Se quiser assistir uma tourada hoje vá em meu "CIRCO DE TOURADAS" frutos de minhas recordações em tempos de menino. Abraços do filósofo Luzirmil.

Para o texto: O TRABALHO (T2440752)


De: malu Dab

Apagar

28/09/2010 07:50

Tu num é fácil, não Luzia! Tu num tá cum dor di cutovelo não? E a água do mar? Bota esses cutovelos pra bebe! Que massa! Parabéns pela brilhante idéia de dar cotoveladas com falatórios. Abraços do Lu.

Para o texto: Eita! Cala a boca cotovelo... (T2524909)


De: Luzia Monique

Apagar

27/09/2010 19:14

Gostei de sua analogia, Mavi. Mas o Senhor não dá muita bola para essas falas vazias da querida Dilma. Ele até que tem dado a ela uma boa proteção. Para alguém chegar no ponto onde chegou, só tendo dos céus uns degrauzinhos divinos! Em meu ponto de vista ela será uma boa presidente, afinal é uma mulher de tradição revolucionária, e é o que estamos precisando nessa nação cheia de sangue-sugas. Eu vou dar meu voto a ela, embora tenha lido muitos artigos em que ela se considera à frente de Nosso Senhor Jesus Cristo, mas Ele é compassivo e perdoador. Já a perdoou e vai ainda convertê-la à Ele, mais ao fim, as dores virão. Você verá! E se ela ganhar é por que ELE A APOIOU, enfim se o Titanic afundar é por sermos dignos de ir para o fundo do mar! Abraços e parabéns pela previdente analogia.

Para o texto: -PREPAREM OS BOTES QUE O PAÍS SUBMERGIU! (T2524028)


De: MAVI

Apagar

27/09/2010 19:03

É isso mesmo, querida Helena! Para nós, os poetas, a primavera é um período de inspiração! Você sabia que a primavera é realmente prima da Vera! Mas quem é Vera? Ah! Vera é a verdade! Ser prima da verdade é uma grande honra! Não é mesmo? Parabéns a você e aceite minhas leais considerações pelas letras posta em sua Primavera!

Para o texto: É PRIMAVERA... (T2524014)


De: Helena Buarque

Apagar

27/09/2010 18:58

Lindo Katia! Parabéns. Te vi nos entrantes e vim aqui lhe cumprimentar. Abraços e beijos do Lu.

Para o texto: Só você! (T2523993)


De: Kátia Pereira

Apagar

27/09/2010 13:22

Renato! ainda ontem citei seu nome num comentário que mandei para o Rey! Você continua sendo nota dez, cara. Meus parabéns por mais este que li hoje. O negócio é sempre recomeçar! Um abração pra você e continue nos brindar comesses belos cordéis.

Para o texto: Eu, o subchefe. (T2517426)


De: Renato Lima

Apagar

27/09/2010 13:14

Olá Graci. Feliz em encontrar aqui nos entrantes este belo poema: "O ANJO AMIGO". Parabéns do Luzirmil, que leu e achou um maravilhoso fundo de conforto espiritual um aprender filosófico divino.

Para o texto: ANJO AMIGO (T2523371)


De: Graci

Apagar

27/09/2010 13:08

No parque da emoção! Lindo poema! Só pode ter vindo de uma...Márcia, amiga...o tempo vai dizer...que vi você crescer...como irmã...Ah! Márcia aquela música de Moacir Franco em áureos tempos de seu sucesso me embalou por muitos dias, quando me apaixonei por uma Már...Flor mulher - leia "A FLOR FEITICEIRA" Deus me livre! Nunca mais desejo sofrer daquela forma, sem que ninguém, nem mesmo a flor soubesse! Mas no parque da vida...tudo é diferente leia-me também em "O MENINO FEIO" ou "O ARTISTA" e hoje publiquei "A ESTRADA LONGA DE PEDRO". Estão em cordéis. Todos os personagens são, isto é, sou eu mesmo: o poeta e filósofo Luzirmil. Abraços e me perdoe pelas brincadeiras e as indicações!

Para o texto: NO PARQUE DA EMOÇÃO (T2523338)


De: Marcia Meis

Apagar

27/09/2010 12:54

Leandro Coimbra? Seria meu parente (sou Luzirmil Coimbra) Bem. "O MAIS IMPORTANTE" é tê-lo como amigo aqui no recanto. Suas poucas palavras escritas no poetrix me descortinaram os horizontes do sentido: da vinda, do vivido, do passado e não sei o que, do futuro, mas que eu escrevi aqui também, escrevi! Parabéns pela inteligência aplicada. Visite-me, sentir-me-ei contente em ter um Coimbra lendo-me. Indico-lhe a crônica "PÊSSEGOS E PEPINOS" ou o cordel "O ANCIÃO E O PEREGRINO". Desejo um céu azul para você, caro xará!

Para o texto: *O Mais Importante!* (T2523327)


De: Leandro Coimbra

Apagar

27/09/2010 12:46

Uma borboleta, de asas vivas e olhos azuis! Ah! vou criar pelo menos um soneto sobre tão bela contemplação! Escondida num jardim! Pronta a voar como uma fada! Caramba! Marta, Márcia, Maria!!! (desculpe-me sempre quando me admiro por me sentir realizado com o que leio, cito esses três nomes, são minhas fadas)Parabéns Flor Coral - flor colorida. Abraços afetivos do filósofo Luzirmil.

Para o texto: SUAS ASAS (T2523310)


De: Flor Coral

Apagar

27/09/2010 12:37

Uma verdadeira chuva de frases sensuais! Parabéns.Gostaria de estender meu comentário no sentido de mais parabenizá-la, entretanto basta que saibas que possuis uma inteligências que transcende a própria fórmula do amor afetivo. Abraços do analisador Luzirmil.

Para o texto: Mágica Amorosa (T2523303)


De: Denise Severgnini

Apagar

27/09/2010 12:31

Gostei de tudo que li, mas talvez por não ter seguido o seriado, fiquei meio perdido e por compreender muitas coisas. Vou procurar, e se achar, voltarei a comentar. Leia-me em cordéis, se compreender tais literaturas. Hoje escrevi "A ESTRADA LONGA DE PEDRO", No mais, parabéns pela literatura futurâmica que publicaste aqui. E que título hein! "A MÃE DOS QUATRO RIOS". Esplêndido! Abraços do filósofo Luzirmil.

Para o texto: T&P3 • 3 • A Mãe dos Quatro Rios (T2523280)


De: Lean Sill

Apagar

27/09/2010 08:58

Sonhos escritos, futuros realizados. A curva da vida, sempre há de dar uma volta por cima! E outra vez, mais uma vez a poesia há de surgir e resplandecer! De um abraço na Ysolda aí em Recife, cara Dani e leia-me e "ZECA LADÃO". Luzirmil.

Para o texto: De novo, novamente e mais uma vez (T2522886)


De: Dani Lima

Apagar

27/09/2010 08:54

Vida de transformações! Míngua, acaba, mas sobe para o céu!Parabéns Paulo Pires. Abraços do Lu.

Para o texto: A MINGUA-2 (T2522882)


De: PAULO PIRES OLIVER

Apagar

27/09/2010 08:52

Um abraço apertado do Lu a você e a todos estes seus entes queridos, cara Malu. E que sua oração nos apresente a Deus também. Grato pela presta leitura de meu soneto.

Para o texto: Oração pelos 30... (T2508774)


De: malu Dab

Apagar

27/09/2010 08:47

Ah!... Muito lindo soneto! Apaixonantes e atraentes palavras.Parabéns poetisa. Viva Rio Grande do Sul! Visite-em em meus cordéis: "O ANCIÃO E O PEREGRINO". Abraços afetivos de Luzirmil.

Para o texto: PRÁ TI, ME ENTREGO... (T2522867)


De: Tanyth

Apagar

27/09/2010 08:25

Beleza, A Dessa. Penso que um olhar penetrante até na escuridão se faz sentir. Uma vez um colega e eu perdidos numa caverna em que escuridão era total, mas a gente via muitos olhinhos nos observando. Meu amigo e achávamos que aqueles brilhos eram partículas de minérios fosforescentes nas paredes umidas da caverna, no entanto eram lindos olhinhos de morcegos a nos espionar. Escrevi: "PERDIDOS NA CAVERNA". Ixi foi barra! Leia-me também em (cordéis)"O ANCIÃO E O PEREGRINO". Abraços do Lu.

Para o texto: A Beleza de um Olhar!!!!!! (T1022971)


De: A Dessa

Apagar

27/09/2010 08:09

Difícil é para uma mãe, saber que sua filha vai partir. Dificil é para um poeta ou poetisa compor palavras de despedida! Parabéns A, (mas queremos conhecê-la no recanto). Abraços do filósofo Luzirmil e seja bem vinda.

Para o texto: Nao vá ! (T403766)


De: A desconhecida

Apagar

27/09/2010 08:04

Nota dez, minha filha! Penso que no início do fim há um F, no meio, um I e no fim, um M. E na filosofia do fim tem sempre um meio para ser recomeçado! Estás certinha em seu raciocínio de pensadora. Parabéns! Visite-me em "LEMBRANÇA: VEÍCULO DO TEMPO" e comente algo a respeito. Abraços afetivos do Lu.

Para o texto: ....Fim.... (T2417745)


De: A Dara

Apagar

27/09/2010 07:54

Um andarilho da noite uma vez me disse, a título de repassar-me suas filosofias de peregrino: "No fundo dos nosso olhos está o espírito que jamais mente". Assim toda a sinceridade vem do fundo dos olhos, não seria assim, ó cara A Dama? Visite-me em "ALÉM DOS MEUS PENSAMENTOS", sentir-me-ei honrado em ter um comentário seu em minha escrivaninha! Abraços do filósofo Luzirmil.

Para o texto: MEU OLHAR (T2506709)


De: A dama do Lago

Apagar

27/09/2010 07:43

Que massa, A Castro! Tens um talento a caminho do sucesso. Boas frases e metricamente calculadas em quartetos de filosofia sobre o dom da amizade. Parabéns e sucessos pra você. Visite-me. Abraços do filósofo Luzirmil.

Para o texto: Aos Meus Amigos (T2459498)


De: A Castro

Apagar

27/09/2010 07:39

Muito triste, Aninha! Porém me alegrei com seu nome. Ana Carolina me faz lembrar de uma jovem extrovertida e comunicativa que mora ao norte de Minas. É nota dez, igual você. Abraços e visite o Lu. E vire esta foto pra contemplarmos sua beleza do ângulo que mais beleza lhe dará!

Para o texto: Fugaz (T2074640)


De: A Carol Branchini

Apagar

27/09/2010 07:31

Esquecer é muito bom, principalmente quando a gente quer dormir. Parabéns caro Sarvanga. Estive em Niterói varias vezes. Fiz muitas visitas em São Gonçalo (ou Gonsalo?) e trabalhei no bairro Galo Branco. Conheci também boa parte da grande vila Catarina. Abraços a você e aos Niteroienses. Visite-me.

Para o texto: Esqueci (T2506960)


De: A C Sarvanga

Apagar

27/09/2010 07:25

Ta aí, caro Ferreira. No RL é bom por isto. A gente fica sabendo de coisas que jamais nos passou à mente. Eu sempre me perguntei por que trabalho duro, ganho pouco e vivo apertado, se me considero como "grande" poeta? A resposta foi sua com altíssima filosofia. O verdadeiro poeta trabalha e vive com o suor de seus esforços físicos! Um abração pra você e a todos os bons cariocas - visite-me pois me sentirei honrado. Luzirmil

Para o texto: TEXTOS COMENTADOS DAS LITERATURAS PORTUGUESA, BRASILEIRA E AFRICANA - POESIAS - POÉTICA (Cassiano Ricardo) (T1682004)


De: A C FERREIRA

Apagar

27/09/2010 07:16

Ele tá certa, caro A andrade. Pra maioria do povão o negócio e te arguém qui sabi faze cumida boa du lado. Ta tudo atrapiado nesse mundo,pelo menus a gente cumeno bem tá bão!Um abração procê, e visite o LU.

Para o texto: Traição (T2190756)


De: A Andrade

Apagar

27/09/2010 07:09

Tens toda razão, ó mãe! Tempos idos, tempos do respeito!Tempos modernos, tempo da desonra! Parabéns, ó mãe. Que o caráter seja nossa ponte de ligação. Visite-me. Lu.

Para o texto: ARQUIPÉLAGO (T2494994)


De: A ANCIÃ

Apagar

27/09/2010 07:04

Tempero literário atingido por poucos, caro Á. Palavras formando frases coloridas com o entusiasmo do sentido direcionado! Parabéns do filósofo Luzirmil - visite-me.

Para o texto: Vingança o erro que se consome sem fogo. (T1992418)


De: Á alma é barata

Apagar

27/09/2010 06:59

Que massa de inteligência! Parabéns do Lu e um abraço com convite a visitar-me!

Para o texto: Só nerd entende essa... (T2118878)


De: Nisa Benthon

Apagar

27/09/2010 06:56

Parabéns! Abraços aos queridos baianos e baianas. Lu

Para o texto: Meu Cantar (T778993)


De: A aaaaaaaaaaa Célia Mares

Apagar

26/09/2010 19:07

Legal Jessé. Lembrei-me de um diretor do Parque Nacional do Ibama, lá no sertão Veredas. Ele tinha um calango de estimação, que morava no buraco do muro da sede. O interessante é que dizem que os tais calangos são surdos. Mas lá eu comprovei que não, pois quando o fiscal do Ibama o chamava de Calú, ele conhecia sua voz e ia para perto dele, momento em que era alimentado com ovos cozidos. E o bichinho até lambia os beiços, como dizem. Gostei de seu cordel. Hoje publiquei um com o título "A ESTRADA LONGA DE PEDRO". Visite-me e me dê notícias. Abraços amigos do luzirmil.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   37


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande