Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



Baixar 286.73 Kb.
Página1/2
Encontro07.05.2018
Tamanho286.73 Kb.
  1   2

FINAL NRJ 4-1-2013

MANCHETES

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

OSIAS

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

BANNERS

(TIRAR BANNER MEDRIO MAS DEIXAR LOGO)

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Insulto: Estátua de Hitler rezando no Gueto de Varsóvia

Uma estátua representando Hitler ajoelhado em oração no centro do gueto de Varsóvia faz parte da controversa exposição do artista italiano Maurizio Cattelan. A obra intitulada “ELE” é, segundo o Centro Simon Wiesenthal, organização dedicada à luta contra o antissemitismo, uma provocação sem sentido e já emitiu um comunicado às autoridades polonesas chamando a exibição de abuso de mau gosto da arte. Efraim Zuroff, diretor do Centro Wiesenthal disse que a estátua é "uma provocação sem sentido que insulta a memória das vítimas dos nazistas."



A estátua teria sido colocada no Centro de Arte Contemporânea de capital da Polônia no mês passado e recentemente aberto ao público. Mas ao contrário de outras exposições do museu, a estátua de Hitler está colocada onde, há 70 anos, funcionava o maior gueto judaico controlado pelos nazistas na Europa durante a Segunda Guerra Mundial.

No verão de 1942, cerca de 300.000 judeus foram deportados de Varsóvia para o campo de morte nazista de Treblinka.

O site do centro de arte descreve a exposição assim: “Em uma Varsóvia devastada pelo cataclismo do século XX, as obras de Maurizio Cattelan adquirem uma dimensão especial, torna-se um comentário artístico sobre a fé católica. Evocando os traumas da história, e como lidar com a memória e o esquecimento, o bem e o mal.”

Não é a primeira vez que as obras de Maurizio Cattelan, de 52 anos, que reside em Nova York, causam controvérsias. Um de seus trabalhos anteriores, intitulado "La Nona Ora (A Nona Hora)" mostra o Papa João Paulo II sendo atingido por um meteorito.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



Membro do Knesset árabe-israelense se reúne com terroristas presos

O presidente de um dos maiores partidos políticos árabes de Israel, United Arab List, reuniu-se com o homem que orquestrou o atentado suicida de 2002, durante um seder de Pessach em um hotel em Netanya, que matou 35 pessoas.


Ibrahim Sarsur se reuniu com Abbas Al-Sayyid, que cumpre 35 anos de prisão, no presídio Hadarim Center. Após o encontro, em entrevista à mídia israelense, declarou que se reuniu com o terrorista para discutir a unidade nacional palestina e para observar as condições da prisão após uma greve de fome feita por Al-Sayyid.



Al-Sayyid fez greve de fome para chamar a atenção para várias causas. Em março, ele iniciou a greve para protestar contra seu tratamento por funcionários da prisão israelense, e no início de dezembro como uma demonstração de solidariedade com dois prisioneiros que estavam no acordo de troca no ano passado pelo soldado Gilad Shalit e que foram presos novamente. Sarsur também se reuniu com Kareem Younis, que está cumprindo uma sentença de prisão perpétua por sua participação no assassinato do cabo israelense Avraham Bromberg, em 1981.


Nao é de hoje que Sarsur causa polêmica. Em 2011, ele elogiou o Hezbollah na luta contra Israel na guerra do Líbano em 2006 e incentivou a organização terrorista para continuar com os seus esforços contra Israel.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



Fontes do FBI revelam que a cerimônia de casamento judaica de Marilyn Monroe e Arthur Miller foi uma farsa

Investigações recentes do FBI revelam que o casamento de Marilyn Monroe com o dramaturgo Arthur Miller era uma farsa. De acordo com a fonte citada pelo FBI, a cerimônia judaica foi uma tentativa de Monroe enganar o público sobre suas ligações comunistas.

O documento revela que em 11 de julho de 1956, um homem que não se identificou telefonou para o Daily News para denunciar que a empresa da atriz, a Marilyn Monroe Productions, estava "cheia de comunistas" e que o dinheiro da empresa estava sendo usado para financiar atividades comunistas. O FBI foi alertado sobre a chamada.

De acordo com o autor do telefonema, Miller "era um membro do PC (Partido Comunista) e seu representante na frente cultural".

O Arquivo Monroe começa em 1955 e se concentra em suas viagens e associações na tentativa de identificar os pontos de vista de esquerda e os laços possíveis com o comunismo. O arquivo continua até os meses antes de sua morte, e inclui várias histórias e referências à biografia Norman Mailer da atriz, que se concentram em questões sobre se Monroe foi morta pelo governo.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



Novo senador judeu do Havaí faz juramento de posse sobre a Bíblia Hebraica

O Governador, Brian Schatz, foi formalmente empossado no Senado, na última semana de dezembro, ocupando a vaga deixada pela morte de Daniel Inouy. Schatz, que é judeu, carregava uma Bíblia judaica com ele durante a cerimônia de tomada de posse. Com a posse de Schatz o número total de senadores norte-americanos que se identificam como judeus sobe para 11





http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=3CuzQpCUAU4

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



Imigrante do Brasil de 100 anos é um dos olim de 2012

Cerca de 18.000 pessoas fizeram aliá este ano, nenhum deles tão idoso quanto Moises Lederman do Brasil, que se juntou a seus filhos no Estado Judeu.

"Só lamento não ter vindo mais cedo para Israel, mas antes tarde do que nunca", diz Moisés Lederman, um empresário aposentado que fez aliá no início deste ano com 100 anos de idade.


"Para mim, este é um sonho que se torna realidade", diz ele.
Lederman, a pessoa mais velha a imigrar para o Estado Judeu ao longo de 2012, está entre os quase 18 mil que fizeram aliá este ano, segundo o Ministério de Absorção de Imigrantes. Um número semelhante foi registrado em 2011.

Não muito diferente de anos anteriores, a maior parte dos imigrantes é da Rússia - 3.451 pessoas, ou 20% do total. Dezessete por cento, ou 2952, dos Estados Unidos, enquanto 14%, ou 2.952, da Etiópia, 2.030 imigrantes são da Ucrânia e 1853 são da França.


Os novos imigrante também são provenientes de países menores, incluindo Honduras, Madagascar e República Dominicana, assim como Mônaco e Andorra.
Esta não foi primeira grande mudança de Lederman. Ele nasceu em 15 de fevereiro de 1912, na Polônia, e emigrou para o Brasil com a idade de 18 anos. Lederman tem três filhos, todos se mudaram para Israel antes dele, bem como sete netos e seis bisnetos. Ele tomou a decisão de finalmente fazer aliá há dois anos, depois que Miriam, sua esposa por 60 anos, faleceu.
Ele diz que o que mais gosta na vida em Israel é o Shabat.
"Ele dá um sentimento de santidade e tranquilidade", disse ele, referindo-se ao dia de descanso judeu. "No Brasil, o sábado é parecido com qualquer outro dia."
O centenário diz que nunca pensou que iria fazer aliá na sua idade, mas "há um momento em que você não tem escolha, para estar perto de sua família."
Como esperado, o caso de Moisés Lederman não é típico. A maior parte dos olim deste ano, 5274 para ser exato, tinham 19 anos de idade ou menos, enquanto 4.890 estavam na faixa dos vinte anos.
Segundo o Ministério de Absorção, a maioria dos jovens imigrantes vão para Israel a fim de completar os seus estudos, que são financiaram pelo Estado. Juntamente com os alunos, cerca de 2.000 profissionais se mudaram para Israel este ano, incluindo engenheiros, programadores, advogados e psicólogos.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



Israel proíbe batismos no rio Jordão devido aos altos índices de poluição e riscos à saúde

Preocupado com os altos índices de contaminação, o Ministério da Saúde de Israel emitiu um decreto proibindo a realização de cerimônias de batismo no rio Jordão.



Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

De acordo com estudos realizados pelo órgão, o nível de contaminação supera em quatro vezes o limite aceitável, e a maior parte da poluição do rio se dá por esgoto doméstico, que é despejado ao longo do leito sem tratamento.

Um novo estudo está sendo realizado a pedido de ambientalistas, para determinar exatamente os níveis de contaminação e quais os riscos à saúde dos banhistas e religiosos. A fauna e flora das margens do rio vem sofrendo um processo de extinção, devido às atuais condições da água, que além de estar poluída, contém alto índice de salinidade.

O local do batismo de Jesus fica próximo à Cisjordânia, e é conhecido como Qasr al-Yahud (em tradução livre, significa Castelo dos Judeus). Esta área está entre os locais proibidos pelo decreto.

O Ministério do Turismo de Israel, que recentemente investiu milhões de dólares para divulgação do turismo religioso, estuda medidas para remediar a situação,

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



Restaurante Kasher em Bruxelas ganha popularidade

Os alimentos e, em particular a comida kasher, é uma parte importante do modo de vida judaico. A fim de suprir a necessidade de ter um lugar onde a comunidade judaica da capital belga pudesse se reunir e comer comida kasher de qualidade, um grupo de judeus se uniu e abriu um restaurante kasher numa das áreas mais nobre da cidade.





http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=xKTEa2HvzTs

Situado próximo ao Parlamento Europeu, o restaurante já se tornou um point da cidade e recebe visita de judeus e não-judeus de todo o mundo.

O restaurante, segundo a comunidade local, não é apenas um lugar para comer, é também um pólo essencial para a vida da comunidade judaica.

E não é apenas a coletividade judaica belga que frequenta o restaurante kasher. A maioria dos clientes é de não-judeus que vai ao restaurante para descobrir uma outra forma de alimentação mais saudável. Muitas vezes, eles só percebem que é um restaurante kasher no final da refeição.

Segundo os idealizadores do restaurante. a alimentação Kasher não é apenas uma maneira de cozinhar, mas um modo de vida, uma garantia de qualidade e observância religiosa.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



PESQUISA POR TELEFONE FIXO OU CELULAR?

Daniela Kresch – De Israel para a Rua Judaica.

 

TEL AVIV – Há pouco mais de duas semanas das eleições gerais em Israel, esquentam as disputas internas no país. Não só entre políticos que lutam por um lugar ao sol, ou melhor, por uma cadeira no Knesset, mas também – e talvez principalmente – entre institutos de pesquisa que medem as intenções de votos dos 5.656.705 israelense aptos a irem às urna em 10.128 sessões eleitorais. Quem vai conseguir captar melhor as tendências do eleitorado? Quem vai influenciar mais nas estratégias de última hora dos candidatos e nas próprias intenções de voto às vésperas do pleito?



 Até agora, as pesquisas eleitorais têm apresentado resultados semelhantes, com pequenas diferenças entre eles. Mas será que as enquetes realmente refletem a realidade? O jornalista e candidato de centro Yair Lapid – filho do lendário parlamentar Tommy Lapid e líder do partido Yesh Atid (Há Futuro) – tem dito que não. Segundo Lapid, os institutos de pesquisa usam de métodos antigos que acabam não espelhando a sociedade atual. O principal exemplo é a utilização de telefones fixos para falar com entrevistados e não de telefones celulares.

 



(ALINE - GIRAR A FOTO)

“Qual foi a última vez que você atendeu seu telefone fixo?”, pergunta Lapid, alegando que muitos israelenses usam principalmente seus celulares, hoje em dia. Os que atenderiam aos fixos seriam apenas os cidadãos mais idosos, mais religiosos ou de classes mais baixas. Nesse sentido, as pesquisas não refletiriam a realidade social, não englobariam os eleitores mais jovens, seculares e dinâmicos.

 Por experiência própria, posso dizer que o meu telefone fixo se tornou quase irrelevante. Fiz um teste na minha casa. Coloquei o telefone fixo num canto da sala, longe do sofá, da TV e da mesa de jantar, e passei a observar quantas vezes eu tenho que me dirigir até esse canto para atender chamadas, quando estou em casa. A resposta é: quase nunca. E quando soa o telefone fixo, em geral se trata de telemarketing, chamadas internacionais esporádicas e... de enquetes telefônicas!

 Percebi também (me envergonho disso, mas é verdade...) que muitas vezes deixo o fixo soar por preguiça de ir até o canto da sala. Minha lógica é: se for uma ligação importante, vão ligar para o celular em seguida. Se não for importante, melhor mesmo nem atender. Tenho pensado até mesmo em abrir mão do número fixo. Adoro meu smartphone, a facilidade em encontrar números que necessito e a possibilidade de enviar SMS. Nem o preço das chamada nos fixos é, atualmente, mais em conta.

Para o professor Yitzhak Katz, diretor do instituto de pesquisas Maagar Mochot, a teoria de Yair Lapid é infundada. Ele afirmou que parte das enquetes do instituto é feita apenas através de telefones fixos e outra parte através de fixos e celulares. Os resultados seriam, segundo ele, muito semelhantes.

 Mas esse assunto tem realmente interessado as empresas de enquetes pelo mundo todo. A Gallup, uma das maiores, anunciou em outubro que aumentou o percentual de telefonemas para celulares em suas pesquisas por causa do incremento no número de pessoas que só usam celulares. Antes, as chamadas eram feitas majoritariamente para fixos (60%). Agora, as pesquisas são feitas com uma mistura igual de fixos e celulares (50% cada um).

“Isso significa que o peso de alguns alvos nas pesquisas será menor, dado o fato de que o percentual de entrevistados com celulares, ou que só atendem a celulares, será maior”, disse o diretor do Gallup, Frank Newport. “Apesar de nossas pesquisas terem espelhado parâmetros demográficos consistentes, acreditamos que essas melhorias terão um peso mais compatível”.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



Nova provocação: Revista satírica francesa publica história em quadrinhos do Profeta Maomé

Cerca de três meses após lançar caricaturas do profeta, revista francesa volta às manchetes com biografia em HQ.

O semanário satírico francês Charlie Hebdo ameaça novamente provocar polêmica internacional com o lançamento de uma história em quadrinhos sobre a vida do profeta islâmico Maomé. A edição especial foi publicada na quarta-feira (02/01). Em setembro último, a revista suscitou protestos com sua série de caricaturas bastante grosseiras de Maomé. Para os muçulmanos mais ortodoxos, a representação do profeta em imagem, em si, já representa uma transgressão.



O editor e desenhista do semanário, Stéphane Charbonnier, antecipara que a HQ seria "totalmente halal" – referindo-se aos preceitos de pureza, também alimentar da lei islâmica. O caricaturista, de pseudônimo "Charb", acrescentou, contudo: "Se as pessoas quiserem ficar chocadas, elas vão ficar".

Em si, não há nada de chocante na publicação, garantiu. O homenzinho amarelo característico de Charb conta a vida de Maomé: a situação de seus pais, Abdula e Amina; seu local de nascimento, Meca; o futuro profeta como recém-nascido, criança, adolescente; viagens, guerras santas. No prefácio, a coautora Zineb assegura: trata-se de "um livro muito sério", baseado em fontes islâmicas.

Anunciada como "primeira edição" e com a promessa de uma continuação, a revista de 64 páginas termina com o encontro entre Maomé e o arcanjo Gabriel. Ela está sendo vendida nas bancas da França por seis euros. Segundo a editora, foram impressos 80 mil exemplares – 10 mil acima da tiragem normal do Charlie Hebdo.



Como primeira reação à publicação, a porta-voz do governo francês Najat Vallaud-Belkacem referiu-se à liberdade de expressão vigente no país. No entanto, falando à emissora France 2, ressalvou: "Não é preciso colocar lenha na fogueira". A França necessita de um equilíbrio entre a liberdade de expressão e o respeito pela ordem pública, concluiu a porta-voz.

Ibrahim Kalin, assessor político do primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdoğan, escreveu em sua página no Twitter: "O diretor do Charlie Hebdo afirma que a história em quadrinhos não é ofensiva para os muçulmanos. Transformar a vida do profeta do Islã em personagem de HQ, em si, é errado". "Independente do que pensem as pessoas do Charlie Hebdo, trata-se de uma provocação. Eu aconselho os muçulmanos a ignorá-la", completou Kalin.

Após a publicação das caricaturas na revista, três meses atrás, diversos órgãos públicos franceses no exterior tiveram que fechar suas portas temporariamente por motivos de segurança. Pouco antes, a divulgação de um filme produzido nos Estados Unidos satirizando Maomé provocara violentos protestos de muçulmanos contra o mundo ocidental, com diversas vítimas fatais. Em 2006, mais de 150 pessoas morreram nos protestos provocados pela divulgação de caricaturas do profeta num jornal dinamarquês.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Empresa de inteligência busca especialista em iídiche

Uma empresa ligada à CIA publicou um anúncio procurando especialistas na língua iídiche. O trabalho paga US$ 30-35 por hora, e os candidatos devem estar disponíveis para trabalhar finais de semana.

A revista norte-americana Wired, líder no desenvolvimento de tecnologia cultural, publicou uma matéria sobre as mais inusitadas vagas de trabalho requisitadas pelo complexo militar-industrial.

A pequena lista inclui um anúncio surpreendente para uma empresa de inteligência com foco em terroristas e países inimigos. A companhia está à procura de um especialista na língua iídiche para meio expediente.

Segundo o relatório, a empresa que colocou o anúncio é a MVM Inc., uma das maiores contratantes de segurança utilizada por agências de inteligência dos EUA. De seu escritório na Virginia, a companhia fornece empresas de segurança, pessoal, treinamento, tradução e serviços relacionados a clientes do governo dos EUA.



De acordo com o site, a empresa está recrutando especialistas que tenham domínio do iídiche com habilidades para comunicação oral e escrita, incluindo a capacidade de compreender gírias e expressões coloquiais. A pergunta é: o que uma empresa ligada à segurança está tentando traduzir do iídiche? E outro ponto que dificulta a vida do candidato é que em geral a maioria das pessoas que falam iídiche em todo o mundo é de judeus ultraortodoxos e o trabalho requer disponibilidade para as noites e os finais de semana. O trabalho paga US$ 30-35 por hora, e todos os candidatos devem ser cidadãos dos EUA e estarão sujeitos a uma investigação de fundo de segurança do governo.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

As 18 fotos judaicas mais emblemáticas

Dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras

Recentemente o site Shalom Life buscou em arquivos de fotógrafos do mundo inteiro fotografias relevantes da vida judaica ao longo dos anos e reuniu as 18 fotos mais emblemáticas, famosas e atemporais que representam momentos de grande significado histórico, político, momentos decisivos do povo judeu ou simplesmente imagens para você se divertir e relembrar destes preciosos fatos da vida judaica.



Declaração de Independência

David Ben-Gurion (O primeiro primeiro-ministro de Israel) pronuncia a Declaração de Independência do Estado de Israel, em 14 de maio de 1948, sob um grande retrato de Theodor Herzl, fundador do moderno sionismo político, no antigo Museu de Arte de Tel Aviv no Boulevard Rothshild. O responsável pela caligrafia e desenho do pergaminho onde está escrita a Declaração de Independência de Israel foi Otte Wallish..



Quem é esta criança?

Quem é essa criança? A foto foi tirada na "Palestina" pelo famoso fotógrafo judeu húngaro Robert Capa, em 1949. Ela é uma menina árabe? Na verdade, a menina é uma refugiada judia de um país árabe, que tinha acabado de chegar em Israel.



Libertação do Trem da Morte – Major Benjamin

Prisioneiros judeus no momento de sua libertação de um trem da morte perto do Rio Elba em 1945.



Cerimônia judaica na casa de um nazista

Militares judeus americanos conduzem uma cerimônia judaica na antiga casa do ministro de propaganda nazista Joseph Goebbels, a primeira nesta região da Alemanha em anos. Munchengladbach, Alemanha - 18 de março de 1945



Albert Einstein

Albert Einstein é, provavelmente, uma das figuras mais populares de todos os tempos. Ele é considerado um gênio, porque ele criou a Teoria da Relatividade, e assim, desafiou as leis de Newton, que foram a base de tudo que era conhecido na física até o início do século 20. Mas, como uma pessoa, ele era considerado um beatnik, e esta foto, tirada em 14 março de 1951 prova isso.



Mulher judia desafiando forças de segurança israelenses - Oded Balilty

Esta imagem ganhou o prêmio Pulitzer de Fotografia em 2007. O prêmio foi concedido a Oded Balilty da Associated Press por sua fotografia de uma mulher judia desafiando, sozinha, as forças de segurança israelenses na luta para remover colonos ilegais na Cisjordânia.



Jogador do Hall da fama serve seu país

O jogador de beisebol Hank Greenberg, membro do hall da fama do esporte, serviu ao exército dos EUA entre 1941 e 1945, onde alcançou a patente de capitão. Antes de se alistar, Greenberg chegou perto de bater o recorde de Babe Ruh, um dos melhores jogadores de beisebol de todos os tempos, numa temporada. O recorde só não foi quebrado pois o arremessador se recusou a lançar-lhe a bola, uma vez que não queria que um judeu tivesse este título.



O último judeu de Vinnitsa

Imagem do álbum pessoal de um soldado do Einsatzgruppen, marcado no verso como "o último judeu de Vinnitsa". A foto mostra um membro do Einsatzgruppe prestes a atirar em um homem judeu ajoelhado diante de uma vala cheia em Vinnitsa, na Ucrânia, em 1941. Todos os 28.000 judeus de Vinnitsa e seus arredores foram massacrados na época.



O reverendo e os dois rabinos

AlphA fotografia do Reverendo Martin Luther King, junto com os rabinos Eisendrath e Abraham Joshua Heschel, é emblemática na demostração da relação entre as comunidades judaicas e negra durante o Movimento dos Direitos Civis. Ela foi tirada em 1965, em Montgomery, Alabama, na conclusão da famosa marcha pelos direitos de voto de Selma a Montgomery.



O mestre das escapadas

Harry Houdini (nascido Erik Weisz) era um judeu húngaro que se tornou um dos maiores mágicos e ilusionistas do mundo e um dos mais lembrados da América, conhecido por seus números de escapadas sensacionais. Não havia algemas, grilhões, correntes, cordas, cabos de aço, camisas de força, jaulas ou sarcófagos que ele não conseguisse se livrar. Diferente de outros mágicos, Houdini praticava suas "escapadas" aos olhos da platéia.



Admirando o Muro das Lamentações

Nesta combinação de duas fotos, os pára-quedistas do Exército israelense Zion Karasanti, à esquerda, Yitzhak Yifat, ao centro, e Haim Oshri, à direita, observam o Muro das Lamentações, o local mais sagrado judaísmo, na Cidade Velha de Jerusalém, depois que ele foi tomado durante a Guerra dos Seis Dias em 7 de junho de 1967. A foto ao lado, 40 anos mais tarde, em 16 de maio de 2007.

A primeira foto é uma imagem histórica - uma foto icônica que capturou Israel em seu momento mais triunfante. Três jovens combatentes olhando com espanto para o Muro das Lamentações, momentos após a tomada do local mais sagrado do judaísmo na Guerra dos Seis Dias.

Anne Frank

Anne Frank, retratada em maio de 1942, foi uma das vítimas judias mais comentadas do Holocausto. Frank mantinha um diário narrando sua vida de 12 junho de 1942 até 1 de agosto de 1944. Seu pai, Otto Frank, o único sobrevivente da família, encontrou os manuscritos de Anne quando retornou a Amsterdã depois da guerra. O diário foi publicado pela primeira vez em 1947, tornando-se base para várias peças teatrais, filmes e currículos escolares.



O símbolo sexual mais famoso da história

O vestido icônico que Marilyn Monroe usou no filme The Seven Year Itch , em 1955, detém atualmente o título de o vestido mais caro já vendido em um leilão. O vestido foi vendido pela impressionante quantia de US$ 4,6 milhões, e este valor não foi devido ao tecido, designer ou corte, mas ao fato de que ele ter sido usado por um dos maiores e mais famosos símbolos sexuais de todos os tempos. Monroe se converteu ao judaísmo quando se casou com Arthur Miller em 29 de junho de 1956, e permaneceu judia depois do divórcio.



O massacre de Munique

A imagem do sequestrador olhando da varanda do quarto da equipe israelense no Edifício 31 da Vila Olímpica de Munique, durante os Jogos Olímpicos de 1972. Esta é, provavelmente, a foto mais amplamente conhecida e icônica deste trágico evento.

.

A paz que todos nós esperamos vai durar?

O presidente egípcio Anwar el-Sadat (esquerda), presidente dos EUA, Jimmy Carter (ao centro), e primeiro-ministro israelense Menachem Begin (direita) apertando as mãos na Casa Branca, após a assinatura do Acordo de Camp David - tratado de paz entre Israel e Egito, em 17 de setembro de 1978



Velhos inimigos apertam as mãos - Gary Hershorn

Esta foto de Gary Hershorn foi tirada nos jardins da Casa Branca e mostra os velhso inimigos Rabin e Arafat apertando as mãos na frente do sorridente presidente Clinton, após a assinatura do Acordo de Paz de Oslo, em 13 de setembro, 1993



Duas grandes mentes

Esta foto, tirada em 1952, mostra o primeiro-ministro de Israel, David Ben-Gurion (de terno), sentado junto a Albert Einstein. Em 1952, Ben-Gurion ofereceu o cargo de presidente de Israel a Einstein. A oferta foi apresentada pelo embaixador de Israel em Washington, Abba Eban, que explicou que a oferta "personifica o mais profundo respeito que o povo judeu tem por qualquer um de seus filhos". No entanto, Einstein recusou, e escreveu em sua resposta que ele estava "profundamente comovido", e "ao mesmo tempo triste e envergonhado" mas não podia aceitá-lo.



Gilat Shalit: Um filho de Israel volta pra casa

O soldado israelense Gilat Shalit saúda o primeiro ministro de Israel Benjamin Netanyahu após pousar na base aérea de Tel Nof em Israel após ser mantido em cativeiro pelo Hamas em Gaza, por cinco anos. A foto foi tirada em 18 de outubro de 2011.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CONVITE DA COMUNIDADE JUDAICA DO PORTO- PORTUGAL

Exmo. Sr. Osias Wurman,

Consul Honorário de Israel no Rio de Janeiro

A Comunidade Israelita do Porto tem a honra de convidar V. Exa. para a cerimónia de comemoração do 75.º Aniversário da Sinagoga Kadoorie Mekor Haim, que se realizará no dia 27 de Janeiro, às 10h30, bem como naturalmente para o Shabatom antecedente, que decorrerá sob a orientação do nosso Comité Religioso constituído pelo rabino da Comunidade, Daniel Litvak, e pela família Elijah, de Golders Green, Londres

Shalom e Kol Tuv

Isabel Ferreira Lopes,
Vice-Presidente
Comunidade Israelita do Porto


(ALINE-RECORTAR A IMAGEM)



XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Israel anuncia construção de "cortina de ferro digital"

País vai treinar jovens para "ciberguerra" contra o Irã

Israel vai treinar jovens para uma "ciberguerra" contra o Irã, disse o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu na terça-feira (1º), durante cerimônia de abertura de um programa nacional de treinamento para guerra cibernética.



De acordo com o primeiro-ministro israelense, o país está construindo um Iron Dome (cortina de ferro) digital.

— Sistemas vitais israelenses estão sob ataque do Irã e de outros elementos. Isso só vai piorar conforme entrarmos na era digital.

Netanyahu ainda afirmou que Israel é um dos líderes mundiais no campo da cibernética e que precisa manter essa posição, conservando capital humano de qualidade.

— Por isso, vamos continuar a cultivar a geração do futuro.

O programa é destinado a jovens da periferia de 16 a 18 anos de idade.



XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

LATUFF E AS CHARGES PRECONCEITUOSAS



O cartunista brasileiro Carlos Latuff foi classificado pelo “Centro de Defesa dos Direitos Humanos Simón Wiesenthal” como a terceira pessoa ou organização mais antissemita do mundo. Na lista constam ainda o presidente do Irã, Mahmud Ahmadinejad, partidos de extrema direita da Ucrânia, Hungria e da Grécia, e membros de torcidas de times de futebol europeus. Por meio de um nota, Latuff comentou a acusação e refutou tratar-se de um antissemita, embora concorde com a denominação de antissionista.

Abaixo algumas das caricaturas de Latuff sobre Israel e EUA.













XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



A POSSE DE AMIGOS DA COMUNIDADE

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), comemorou na noite da terça-feira a posse em uma festa reservada no Bar Brahma, onde foi recebido por familiares, amigos e membros de sua equipe, no centro da capital paulista. Haddad assumiu o cargo, após duas solenidades - uma na Câmara e outra na prefeitura -, nas quais prometeu dar prioridade ao "combate à miséria".

Durante a campanha eleitoral, Haddad foi recebido pela FISESP/CONIB em evento onde veio acompanhado pelo ex-presidente Lula e Clara Ant.

Após tomar posse na terça-feira, o prefeito reeleito do Rio Eduardo Paes afirmou que conduzirá seu mandato nos próximos quatro anos com olhar mais crítico sobre sua administração, determinando, inclusive, cortes nos gastos da Prefeitura do Rio.

Durante seus 4 anos da gestão passada, Paes esteve diversas vezes em eventos da comunidade, como no acendimento da Chanukiah na Praia de Copacabana, na inauguração do Centro Cultural Midrash e recepcionou o presidente de Israel Shimon Peres, em 2009, com um almoço no Palacio da Cidade.

Na campanha eleitoral Paes foi recebido pela CJB e em reunião com a liderança comunitária em evento da FIERJ.



Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Israelenses protestam contra imigrantes após estupro de idosa

Suspeito de atacar mulher de 83 anos em tel Aviv é de origem africana.

Da France Presse

Cerca de 150 israelenses participaram de uma manifestação na segunda-feira passada em um bairro pobre de Tel Aviv para denunciar a imigração africana após o estupro de uma mulher de 83 anos, em um crime que tem um eritreu como suspeito.

Lideradas pelo deputado Michael Ben-Ari e por dois candidatos do partido de extrema direita Otzmah para as eleições legislativas de 22 de janeiro, os manifestantes percorreram as ruas deste bairro onde vivem vários imigrantes africanos até uma estação de ônibus desativada.



"O povo quer que os sudaneses sejam expulsos", gritavam os manifestantes. Um cartaz exibido por um manifestante indicava: "Nós estamos em Israel, não na África", segundo um fotógrafo da France Presse.

O estupro ocorreu, há dez dias, no momento em que a idosa deixava seu prédio perto da rodoviária, e o suspeito foi detido há uma semana, mas a polícia revelou a detenção apenas na segunda passada.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, cujo partido de direita é o favorito nas pesquisas a três semanas das eleições, prometeu durante a campanha expulsar dezenas de milhares de imigrantes clandestinos africanos.



Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Tiro acerta cinegrafista de agência de notícias na Síria

Profissional da Reuters TV foi atingido na perna por um rifle. Ele recebeu cuidados médicos e não corre risco de morrer.

Um cinegrafista da Reuters TV levou um tiro na perna enquanto trabalhava na segunda-feira (31) na linha de frente dos combates em Aleppo, no norte da Síria.




Ayman al-Sahili, que foi atingido na linha de frente dos combates (Foto: Ahmed Jadallah/Reuters)

O líbio Ayman al-Sahili, que trabalha para a equipe multimídia da Reuters, foi atingido por um tiro de rifle disparado a certa distância. Ele recebeu cuidados médicos na própria Síria e foi levado para a fronteira com a Turquia.

A ambulância que transportava Sahili para a Turquia teve que desviar de um bombardeio aéreo em Aleppo e precisou se esconder num beco até poder prosseguir viagem em segurança.


Cinegrafista é socorrido na Síria após ser baleado (Foto: Ahmed Jadallah/Reuters)

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx




  1   2


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal