Xtasy Lago Abraçado por pele



Baixar 0.5 Mb.
Página8/15
Encontro30.06.2019
Tamanho0.5 Mb.
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   15

Um homem abaixou abaixo próximo aonde ela sentou, e Salgueiro chutou os pés dela excitadamente. "Olá lá, Senhorita Willow que esta bonita senhora está o segurando?" Ele sorriu a Carol. "Eu me ofereceria para dar um aperto de mão, Carol, mas os seus estão cheios no momento. Meu nome é Cris."

"Da estação de rádio. É agradável para pôr uma face à voz." "Isso é eu e eu estou alegre de o conhecer pessoalmente, também. Brenna falou tanto sobre você quando ela disse que você estava vindo para visitar."94 Corinne Davies

Cris teve uma maneira calma que guardou a Carol à vontade. Ele falou suavemente e a voz dele teve quase uma qualidade mágica a isto. Uma carreira em rádio estava perfeita para ele. Ela escutariaele escutaria felizmente recitar uma lista de supermercado. O cabelo dele acumulou o braço dela por cima como uma brisa apanhou ao redor deles. O cabelo dele era felpudo e correspondeu ao pescoço que revestiu a mandíbula dele. Ele não foi construído tão solidamente quanto o Hendersons, mas não havia nenhum negando ele era um homem bonito, só ele não enviou o coração dela golpeando ou fez as mãos dela tremer.

"Brenna não disse quanto tempo você ia ficar acordado aqui. Você estava pensando em mudança para Ecstasy Lake?"

Um calafrio de consciência dançou para cima a parte de trás do pescoço dela onde o braço de Cris se deitou pela parte de trás da cadeira dela. Ela arremessou um olhar em cima do ombro dela e viu que todos os três dos irmãos de Henderson tinham chegado. Eles tinham limpado do jogo. Ela poderia ver algum pugilismo sórdido nas faces deles/delas. Como Jaxon caminhou para eles, ele ainda mancou ligeiramente.

"Um, não. Eu estou só aqui durante umas semanas de par ajudarem Brenna e então eu tenho que voltar à cidade para ordenar algumas coisas fora em casa. Eu estarei voltando depois Suporte Dia."

Com uma carranca na face dele, Jaxon conduziu os irmãos dele pelo gramado para eles. Cris agiu como se ele não notasse que os três irmãos que os abordam gostam de um trio de guerreiros. Salgueiro gargarejou, chutou os pés dela e renunciou ao chocalho na mão dela como se ela fosse excitada para os ver.

"Ei, Jaxon, como seu joelho está fazendo?" Cris perguntou casualmente.

A Carol olhou para baixo, mas uma consciência continuada rastejou a pele dela por cima como se ela poderia sentir os olhares dela de fato. Ela não tinha vindo completamente a condições com a idéia de todos os três irmãos que estão interessado nela. Talvez Brenna teve isto prejudicar e eles não quiseram a compartilhar. Talvez ela estava a ponto de adquirir o "um ou nenhum" conversa. Bem, ela não ia sentar aqui e os ter esteja de pé em cima do dela e tenta a intimidar. Abraçado por pele 95

Ela escorou para cima a confiança dela e olhou para eles. Eles se levantaram íntimos assim que ela teve que inclinar o modo de cabeça dela atrás para os ver tudo. O movimento a fez descobrir a garganta dela e ela se lembrou de Brenna que a adverte contra fazer tal uma coisa retardadamente. Fez a maioria dos homens de shifter pensar que era um desafio.

Ela poderia sentir quase a tensão cresça grosso no ar ao redor dela. Derrubando o queixo dela, ela olhou para baixo a Salgueiro e titilou a bochecha do bebê como falou ela.

"Olá lá, sujeitos. Se você vai com licença, eu tenho que voltar Salgueiro às mães dela. Eu os prometi eu não a manteria muito muito tempo fora aqui."

"Eu os vi na casa jogo de Mai auxiliar para cima toda a comida." Cris estava e ofereceu uma mão a Carol.

"Aperfeiçoe, eu posso ajudar Mai ao mesmo tempo."

Antes de ela pudesse colocar a mão dela em Cris, ele escavou para cima Salgueiro fora do abraço dela. "Nenhum problema, eu alojarei o bebê e lhes ajudarei. Você é um convidado aqui, sente e desfrute."

A Carol adquiriu aos pés dela mas não adquiriu muito mais distante. Jaxon não moveu uma polegada, assim ela estava de pé, enquanto quase escovando o tórax dele com os peitos dela. Uma voz pequena na cabeça dela implorou apoiar adiante e fechar o espaço entre eles, mas ela não pôde se trazer fazer isto em frente ao outro dois.

"Venha aqui." Jaxon a puxou adiante e embrulhou os braços dele ao redor dela. Ele inclinou a cabeça dela para cima e escovou os lábios dela com o próprio dele. "Isso é melhor."

Carol poderia sentir a elevação de calor no pescoço dela e face. Ela seria beterraba vermelho por outro minuto, ela soube. Tudo o que ela ouviu falar dos três deles flamejados na cabeça dela junto com uma memória de cheio-cor de Jaxon nu. Ele sorriu abaixo a ela e o riso reveste os olhos marrons mornos dele ondulados ligeiramente ao redor. "Eu penso que eu posso adivinhar o que você está pensando."

"Não. Não, você não pode." Ela pisou longe do abraço dele e tentou parecer tranqüilo. 96 Corinne Davies

Um segundo depois, Sloan embrulhou os braços dele ao redor dela e ele reivindicou os lábios dela como um homem possuído. Ela não pôde ajudar mas responde ao entusiasmo dele por um momento antes de ela se lembrasse onde eles eram. Ela empurrou contra o tórax dele com as mãos dela e sem dinheiro o beijo. "Sloan, parada. Nós somos rodeados por pessoas." Ela olhou ao redor, mas todo o mundo se levantando perto deles antes tinha se mudado e não tinha estado olhando na direção deles/delas.

"Você preocupa muito, Carol." Sloan sorriu a ela e lhe deu um abraço. "Eu planejo fazer isto toda vez eu o vejo."

Ela olhou em Jaxon, enquanto esperando o ver bravo, mas ele sorriu a ela e piscou.

Um baixo resmungo vibrou no ar e a Carol seguiu o som ao terceiro irmão. Kaden estava às aproximadamente seis quatro com ombros largos e pernas longas, fortes. Carol quase derreteu como um tapinha de manteiga em um dia de verão.

"Oi, Kaden. É agradável para o ver novamente."

Também, "você a Carol." Ele esfregou a parte de trás do pescoço dele com a mão dele como falou ele. "Eu quero me desculpar a você para meu comportamento a outra noite. Eu não pretendi o fazer incômodo."

Carol não tinha completamente certeza do irmão mediano. Enquanto a desculpa dele parecia sincera, ela não entendeu o que era que ele teve contra ela.

"Não preste atenção a ele, Carol." Sloan acotovelou o irmão dele ligeiramente e ela não pôde ajudar mas devolver o sorriso dele. "Ele é urinado que você bate a contagem alta dele em Saltar-isto."

"Você está me brincando. Eu não era muito bom àquele jogo nada."

"Tudo depende em onde você estava parado. Eu pensei que você mostrou forma incrível enquanto jogando."

Ela saiu dos braços dele e o beijocou no tórax. "Isso é porque você não pudesse evitar seus olhos meus simplório. Se você adquirisse qualquer mais íntimos, eu poderia o ter batido fora."

Ela viu o olhar de Kaden desmaiar ao tórax dela e então em cima do resto dela. Ele carranqueou ligeiramente e então levou um par pisa atrás. "Você abraçou através de pele 97

saiba, eu tenho umas coisas de par eu tenho que terminar antes de amanhã. Eu penso que eu encabeçarei agora fora. Agradável o conhecer novamente, Carol."

Obviamente, o tamanho dela era um assunto com Kaden. Se ela fosse vinte ou isqueiro de trinta libras, ela apostaria ele não iria em qualquer lugar. Ela reuniu o suéter dela mais íntimo, enquanto figurando muita exibição de pele. Quem soube que um olhar pudesse doer tanto? Um caroço duro formou na garganta dela e a parte de trás dos olhos dela queimou.

Também, "agradável o conhecer Kaden. O veja ao redor."

Ela virou a Jaxon e Sloan que ambos estavam cegando ao irmão deles/delas. Nenhum modo era ela que entra no meio desta bagunça. "Eu contei Mai eu a ajudaria com tirar algumas coisas. Como sobre mim fale depois com você ambos?"

Jaxon agarrou para a mão dela. "Cante alegremente, eu penso você entendeu mal."

Ela não ia se levantar aqui e seja envergonhada mais por isto. "Não, eu não fiz. Fale depois com você ambos." Ela apressou fora para a casa e recusou reconhecer a dor afiada na garganta dela ou as lágrimas que queimaram nos olhos dela. Não havia nada para ser trabalhado para cima em cima dela não tinha negociado com antes. Alguns semanas e ela poriam esta cidade atrás dela.

* * * *

Jaxon lamentou todo equipamento que ele tinha bloqueado hoje para salvar o asno do irmão dele do Solfalvis. Ele deveria os ter deixado baterem algum senso nele porque agora ele ia chutar o asno de Kaden ele. O olhar na face de Carol antes de ela se virasse enviada outra onda de raiva por ele. Ele se pôs em dia para o irmão dele depois que eles arredondassem a casa e eram bastante distante longe de todo o mundo não ser escutado.

"Você egoísta bastardo." Agarrando em para o ombro de Kaden, ele chicoteou o irmão dele ao redor com a intenção do perfurar na boca. 98 Corinne Davies

Kaden nunca elevou as mãos dele em defesa. Era óbvio ele planejou levar qualquer Jaxon escolheu servir. A aceitação totalmente pela face do irmão dele escoou a formação de vapor que ele estava a ponto de libertar. "Kaden, o que vai em com você?"

"Eu não posso fazer isto, Jaxon." O irmão dele correu uma mão agitada pelo cabelo dele e começou de um lado para outro a passo. "Eu olho para ela e.Eu não posso. Sente como minha cabeça explodirá." Ele agarrou à camisa dele como se ele estivesse tendo um ataque de coração. "É muito."

Jaxon entrou no caminho de Kaden, enquanto bloqueando o movimento dele. "Fale comigo. Explique a mim. O que sente você quando você olha para ela?"

"Tudo, Jaxon, meu lobo está arranhando o cague fora de minhas vísceras em cima disto. Eu estou combatendo meus próprios instintos e dói."

"Kaden, você disse que ela era sua companheira. Você quis dizer isto?"

"Sim, mas como eu posso ter envolvido um humano?"

"O mesmo modo que você vai se ela fosse um shifter. Você não a pode culpar pelo que aconteceu a Jack."

"Eu sei, mas é mais que isso. Olhar o que aconteceu a Mai. Quando os húngaro a levarem, o Solfalvis quase foi olhar ferais para ela." Kaden deu um aperto de mão as de fora os ombros dele. "O que se algo acontecesse a Carol porque nós a trouxemos em nosso mundo? Você poderia viver com você em cima disso?"

"Você sabe como também eu faço que não há nada em nosso mundo que é certo. Shifters morrem nas batalhas e eles morrem em acidentes." Depois da morte do pai deles/delas em uma extravagância acidente mineiro, Kaden tinha ficado inacreditavelmente protetor da mãe deles/delas. Os levou se mudando para Ecstasy Lake e a reunião dela o Verdadeiro Companheiro dela aqui para ele começar a relaxar novamente. A mãe deles/delas lamentou o pai deles/delas, mas ela sobreviveu porque eles não eram Verdadeiros Companheiros. Jaxon soube se eles perdessem a Carol, ele não seria distante atrás.

"O que se eu não a posso proteger bastante?"

Jaxon embrulhou um braço ao redor dos ombros de Kaden. Fora dos três deles, Kaden foi sempre o um levar tudo a perda de heart.the do pai deles/delas e então a morte violenta do melhor amigo dele na frente Abraçada por Pele 99

dele. "Nós a protegeremos, Kaden. Ela terá os três de nós para gostar dela. Você não pensa a idéia dela seja doído assusta o inferno fora de mim? Entre ela e Sloan, eu espero começar crescimento pêlos cinzas qualquer dia."

"Jaxon, eu não sei se eu posso fazer que, mas eu não sei como eu posso caminhar longe dela."

"Então deixe de se empurrar. Deixe acontecer. Mas eu estou lhe falando, o mais longo você espera o mais duro será. Você está criando uma distância volumosa entre os dois de você, Kaden. Você não viu o dela enfrente hoje à noite. Você a feriu e você tem que fazer isto exatamente com ela."

"Eu vou, assim que eu possa pensar claramente. Eu vou deixar meu lobo correr e vejo se eu puder endireitar minha cabeça fora. Eu tenho que trabalhar cedo de qualquer maneira amanhã. Passe minhas despedidas a todo o mundo para mim."

Sem palavra de antera, ele tirou fora das calças jeans dele e camisa e saltou na floresta como um lobo. 100 Corinne Davies

Capítulo onze

Três horas depois, a Carol tinha se convencido que ela estava reagindo com exagero. Jaxon e Sloan tinham tentado falar com ela, mas ela os repeliu tão suavemente quanto ela pôde cada tempo. Ela não quis ouvir qualquer desculpa e eventualmente eles deixaram de tentar a encurralar. Eles poderiam pensar que eles quiseram a compartilhar, mas isso não era uma idéia realística, especialmente desde o irmão deles/delas obviamente não estava interessado. Eles achariam algum modelo de moda minúsculo para passar ao redor de e então eles puderam todo ao vivo alegremente desde então.

Sentando se enrolou em uma cadeira de balanço, ela olhou fora em cima da jarda grande enquanto tomando um gole de sangria branca fora de um aquário para um cálice. Tochas de Tiki revestiram a extremidade da coberta grande, enquanto mantendo os bichos à distância, criando sombras bruxuleantes contra o fundo da floresta. Ainda havia alguns pessoas que moem ao redor, mas mais mais todo o mundo tinha ido para casa até agora. Jaxon partiu uma hora mais cedo, mas não sem enrolar os dedos do pé dela com outro beijo incrível e uma promessa chamar amanhã. Ela olhou por cima à fogueira que eles tinham começado mais cedo. Sloan se salientava na jarda que fala com Vencel e Gaspar, mas ela teve nenhuma dificuldade que o conhece pela silhueta dele.

"Eu não penso que eu alguma vez fui isto relaxado." Ela tomou um gole à bebida dela e então escolheu uma uva vermelha congelada grande do copo dela e estourou isto na boca dela com um suspiro dramático. Mai e Rio riram em resposta. Posição de rio espreguiçou fora em um ocioso e Mai sentou enrolado para cima em outra cadeira de balanço feito de vime. Uma mesa pequena sentou no meio deles com o segundo lançador deles/delas de sangria assentado nisto.

"Veja, isso é o ar fresco que adquire a você." Mai renunciou ao copo dela e um pouco de sangria andou na lama em cima da extremidade e em para a mão dela. "Logo abraçado por pele 101

você desejará saber por que qualquer um quereria viver em um city.all cheio de smog as multidões, sujeira e crime."

"Eu não penso assim. Eu tenho que voltar assim eu posso reabrir meu abrigo animal."

"Direito depois que ela chute o ex dela nas nozes por roubar todo seu dinheiro." Rio ergueu o copo dela em uma torrada e todos os três deles tomaram um gole, então dissolvido em risadinhas.

"É que o que aconteceu? A polícia tem qualquer idéia onde o procurar?"

"Eu não sei. Eu espero assim, mas até mesmo se eles o acharem, eu duvido que eu já visse atrás meu dinheiro. Ele poderia estar até agora no outro lado do mundo para tudo que eu sei. A Ann se ofereceu para o alimentar aos lobos, mas eu não pude em risco de consciência bom Gordon que adquire indigestão."

Carol não entendeu o olhar chocado de Mai e para um momento pensado que Rio tinha lhe falado algo que Mai não quis compartilhado. Rio acenou a mão dela no ar. "É certo, Mai. Carol sabe de nós."

Este tempo o olhar chocado de Mai virou na direção dela. "Eu perdi um memorando porque eu estou começando a pensar eu a única pessoa era sobre que não soube forma-shifters até que eu promovi aqui?"

"Eu só sei porque Brenna e eu compartilhávamos um apartamento de ínfima qualidade quando nós estávamos em Universidade. A instalação elétrica era inferior e Brenna de um dia se eletrocutou tentando mudar um fusível."

"Santo cague, o que aconteceu?"

Rio apoiou mais íntimo a Mai e disse, "Brenna me falou ela trocou, aí mesmo em frente a Carol, e se apavorou ela completamente."

"Bem, inferno sim." Eu nunca esquecerei daquele momento. "Um minuto eu estou a importunando não tocar a caixa de poder estúpida e o próximo o poder sai. Quando eu sacudir em minha lanterna, há um lobo inconsciente a meus pés."

Mai ergueu as sobrancelhas dela alto em cima dos olhos escancarados dela. Ela olhou encantada na história de Carol completamente. "O que fez você?"102 Corinne Davies

"Virado e correu claro que. Eu telefonei o pai dela e me apavorei. É agora quase engraçado para pensar nisto porque eu estou seguro que eu pareci um lunático no telefone. Mas ele sempre está assim tranqüilo e ele me falou de se sentar e levar algumas respirações fundas. Não muito tempo depois de, Brenna voltou do andar superior. Nós sentamos lá no silêncio mais incômodo porque nós não soubemos o que dizer. Gordon dirigiu a nosso lugar e imediatamente ordenou que nós movêssemos. Ele e Brenna se sentaram eu então e me falaram tudo. Eu nunca teria dito qualquer coisa, mas pôs minha mente à vontade."

O Gaspar correu para cima as escadarias à coberta e foi em direção a eles. "Arrependido, senhoras, não pretenda interromper." Ele pausou e deu para Mai um beijo. Diversão tendo", Angyalom?" Cante alegremente suspirado à doce estima que o Gaspar usou mentalmente. Mai lhe falou mais cedo, quando ela indagou, que significou "Ángel" em húngaro.

"Sim, como sobre você os sujeitos?" Mai bateu levemente o tórax do marido dela e sorriu nele.

"Nada mais que conversa de sujeito enfadonha, sabe você." Ele a beijou novamente e então continuou na casa, enquanto emergindo um momento depois condução três garrafas. Isso foi a terceira corrida de cerveja que os maridos dela tinham feito e eles nunca não conferiram no dela como passaram eles.

"Santo cague, Mai. Seus maridos sempre são esta doçura?"

"Normalmente." O morphed de sorriso travesso de Mai em algo mais sedutor como assistiu ela que os homens caminham para o outro lado do gramado. "Às vezes eles me dirigem insano, entretanto."

"Eles são por que você ficou acordado aqui em vez de voltar para a cidade?"

"Eles poderiam ter tido uma mão convencendo ficar acordado aqui para mim." Uma risadinha alegre escapou os lábios dela e ela cobriu a boca dela, enquanto dando uma olhada para ver se qualquer um ouvisse outro.

Rio riu alto fora. "Não a escute. Eles subiram aqui porque ela quis mover de Toronto. Eles se aparecidos aqui de vez em quando para deixar os lobos deles/delas correrem livram, mas depois que eles a conhecerem, os três deles tudo moveu aqui."Abraçado por pele 103

"Emocione, eu não pude fazer coisas trabalhar com um. Eu não posso imaginar como duro é dividir sua atenção entre dois homens."

"Eu não entendo." Mai tomou um gole da bebida dela como ela ondulou aos maridos dela. Eles ondularam atrás e cada a assoou um beijo.

"Um homem não fica ciumento se você estiver gastando mais tempo com o outro?"

"Não, claro que não." Mai colocou o copo dela na mesa em frente a ela e sentou adiante um pouco no assento dela. "Eu não sei se é porque eles são os gêmeos, mas eles saem como muito prazer de divisão eu como faço" eu.

"Isso é muita demanda em você."

"Algo eu não posso adquirir bastante de qualquer maneira de." Ela riu. "Mas eu nunca estou só e eu gosto isso. Um deles sempre é ao redor se eu precisar falar com alguém ou precisar de ajuda com algo. Eles são insanamente protetores, mas depois de tudo o que aconteceu este verão mais cedo, eu estou alegre para isto."

Rio a preencheu em um pouco mais detalhes. "Eles são originalmente da Hungria e o pacote deles/delas veio aqui exigindo o retorno deles/delas. Tendo um companheiro humano não era um companheiro aceitável, assim um deles decidiu levar ao cuidado de Mai."

"Oh meu deus, como você escapou?"

Mai moveu para apoiar no braço da cadeira dela e perdeu. Dando risada, ela se corrigiu e então procedeu falar em um sussurro muito alto. "Eu o deixarei dentro em um segredo. Lobisomens têm narizes muito sensíveis. Você bate em um deles duro bastante no focinho e está como os chutar nas bolas com um sapato de madeira." Mai beijocou as mãos dela junto. "Bam! Abaixo eles vá."

Rio reencheu os óculos deles/delas e Mai ergueu o seu para cima donde ela tinha colocado isto na mesa. "Para homens protetores e sabendo os bater nos asnos deles/delas quando necessidade é."

"Mai é entretanto diferente, porque ela é Verdade Acasalado aos homens dela." Rio baqueou atrás, enquanto fazendo o dela presida alivie de um lado para outro em ondas pequenas. O tom da voz dela estava saudoso, mas a Carol poderia ver que o amigo novo dela não estava agindo dramático somente.104 Corinne Davies

"Verdadeiros companheiros? Você nunca mencionou que termo antes de. O que é?"

"Pense em Verdadeiros Companheiros como companheiros de alma. Eu fui querido dizer estar com o Gaspar e Vencel e eles esperaram um tempo muito longo para me achar. Eu realmente não posso exprimir isto, mas quando eu estiver com eles, tudo sinto.direito."

Carol teve uma idéia boa o que Mai quis dizer. Tudo ela disse soado como como ela sentia quando ela estava com um dos irmãos de Henderson. Com aquele pensamento, entendeu ela por que a relação dos pais de Brenna fez sentido.

"Isso é por que Gordon soube que a Ann foi querida dizer estar com ele. Ela é o dele e o Verdadeiro de Helen o Companheiro."

"Tipo de. As forças que também ditam Verdadeiros Companheiros permitem livre vontade. Gordon ama a Ann e assim faz a Helen. Mas a Helen não é a Companheira dele. Quais meios que a força de vida dela não é amarrada a seu."

"O que têm forças de vida conseguiram ver com qualquer coisa?"

"Se algo acontece a eu ou meus sujeitos, então o outro dois não sobreviverão. Soa trágico, mas honestamente, eu não posso imaginar viver sem qualquer um deles. Forma-shifters é muito longo vivido mas não imortal. Meus maridos são mais velhos que Gordon."

"Oh deus que significa aquele dia a Helen falecerá, mas Gordon e Ann se manterão vivo." A Carol sentia picada de lágrimas os olhos dela ao que pareceu tal uma tragédia. "Isso é horrível."

"É vida. Ninguém sabe quando eles morrerão, de forma que é por que cada dia é tão importante."

A Carol empurrou os dedos do pé dela contra o chão, enquanto fazendo o dela presida balança como ela tomou um gole à bebida dela enquanto assistindo as chamas das tochas de tiki chamejar contra o céu noturno. Tudo aquilo Verdadeiro Companheiro que material soou horrível. É que o que os irmãos pensaram que ela poderia ser? Ela quis ser responsável por três outras vidas? O que sobre quando eles se adoeceram dela ou irritado com ela e então não pôde se afastar dela por causa deste laço estranho entre eles? A idéia de ser pegado em uma relação forçada sem chance de fuga fez o dela sinta doente.Abraçado por pele 105

"Emocione, para algo tão incrível, derruba realmente uma festa." Mai tomou um gole mais da doce sangria do copo dela. "Eu não mudaria este laço com meus sujeitos para qualquer coisa. Elas são minhas pedras. Você ambos entenderão quando acontecer a você."

A Carol renunciou à carta branca dela em frente a ela como falou ela. "Oh não, não eu. Eu não sou querido dizer ser pegado em qualquer coisa assim. Rio, você prossegue e me fala depois em toda parte isto." Mai e Rio caíram na gargalhada.

"Certo, cântico alegre." Rio ergueu o copo dela em uma falsa saudação. "Você continua se falando que, mas ninguém termina sem querer em Ecstasy Lake."

"Ela tem razão. Eu ouvi as histórias. É verdade. Aquela criatura de lago que eles amam falar sobre deveria ter sido nomeada Serendipismo em vez de Blavet." Mai encolheu os ombros os ombros dela como se não havia nenhum ponto discutindo sobre isto.

Rio olhou para Carol como se isso explicar tudo. Quando a Carol não disser nada, ela continuou. "Cante alegremente, minha mãe terminou aqui sem querer. Ela era sete meses grávida comigo e correndo longe de família. Ela não soube que meu pai era um shifter, e os pais dela não gostaram de ter uma mãe solteira para uma filha. O carro dela começou abaixo pela loja de antiguidades e Senhorita Anilla chamado Gordon. Gordon poderia contar pelo cheiro dela que eu ia nascer um shifter. Ann é o que se sentou e lhe falou tudo."

Há uma história para quase todo o mundo nesta cidade." Mai apontou à sangria na mesa. "Nós precisaríamos de outro lançador para eu lhe contar a história sobre como eu conheci o Gaspar e Vencel."




1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   15


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal