Xtasy Lago Abraçado por pele



Baixar 0.5 Mb.
Página14/15
Encontro30.06.2019
Tamanho0.5 Mb.
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   15

Lars o deu um do meio dele sorri e acenou com a cabeça. "Muito ruim você adquiriu primeiro a ela. Eu penso que eu teria desfrutado a reivindicando."166 Corinne Davies

Capítulo dezessete

A Carol de momento acordou na cama dela, ela tinha recebido numerosos textos de cada irmão que faz certo que ela era certo.

O que foi alguns mosquitos quando ela teve os três deles para levar ao cuidado dela? Havia nem toda razão ela não pôde abrir um abrigo animal para cima aqui. Na realidade, ela poderia poder ter um maior porque havia mais quarto tanto e poder ajudar uma variedade mais larga de animais. Qualquer a decisão dela, ela soube que ela teria o apoio de Jaxon, Kaden e Sloan.

Sloan teve texted o dela e lhe pediu que os conhecesse na clínica, enquanto usando a desculpa que ele quis fazer certo que eles falassem e não simplesmente entraram em cama. Eles precisaram discutir coisas antes disto foi qualquer adicionais e ela concordou.

A Carol ouviu a porta repicar e apertou uma mão à garganta dela, enquanto esperando acalmar o coração dela que sentia como tivesse saltado lá. Agora ou nunca. Ela quis fazer esta noite aperfeiçoe e assegure os sujeitos dela que ela nunca correria novamente deles.

Ela levou uma respiração funda e endireitou o decote ao vestido dela antes de escarranchar confiantemente fora no salão de entrada. Um momento de indecisão cruzou a mente dela. Eu espero que eles gostem como eu olho. Ela tinha tentado levar em conta cada dos gostos deles/delas. Do decote profundo e ajuste apertado do vestido em cima do asno dela, até os estiletes de pio-dedo do pé patentes pretos.

A mão dela tremeu como ela destrancou a porta de escritório. Ela observou e a mandíbula dela derrubou. O dela puxão-fora ex se levantado na entrada.

"David! O que está fazendo você aqui?"Abraçado por pele 167

"Eu estou aqui para implorar perdão." David Beuk entrou na sala de espera que brande uma pilha de papelada em frente a ele. "Eu fixei tudo para você. Tudo. O que eu fiz era insincero e cruel. Por favor, por favor leve isto."

"Você está brincando, direito?" Ele empurrou as pastas de papéis nas mãos dela e ela não teve nenhuma escolha mas os aceitar ou eles teriam pousado no chão. Sacudindo aberto o primeiro revelou uma massa de blablablá legal. Ela viu o nome dela mencionou várias vezes como também o abrigo dela. Surpresa lavou em cima dela. "Eu estou lendo este direito? David, o que é isto?"

"Fundando para tudo você precisa. Eu fixei o que eu fiz e eu espero que você possa achar isto em seu coração me perdoar. Eu o quero vir casa, Carol. A casa dúplex é seu para contanto que você queira. Eu quero ganhar seu amor atrás. Me deixe o levar longe desta cidade do interior. Os bichos estão repugnando. Você pode imaginar a neve pelo inverno? Você gelaria. Você sempre se queixa de seus pés estando frio."

A surpresa que apressa pelas veias dela gelou naquele momento. Ela poderia ter tudo o que ela quis atrás. A vida dela como tinha sido, mas o que estaria renunciando ela? Ela não pôde negar o fato que ela perdeu o abrigo dela e as conveniências de morar em uma cidade grande. Mas o em cima do qual a causou a gelo era o fato que ela teria que deixar para trás os meninos. Jaxon e Kaden não deixariam os trabalhos deles/delas. Sloan poderia vir, mas ele perderia o cooped de ser de mente dele para cima e não podendo caçar os caçadores furtivos nas florestas. A idéia de ir em qualquer lugar sem eles fez o coração dela doer no tórax dela. "Eu não quero voltar junto com você."

O David desmaiou aos joelhos dele em frente a ela e agarrou a mão dela. "Por favor não tome aquela decisão tão depressa. Me dê uma chance para ganhar seu amor atrás. Eu posso fazer isto. Eu sei que você melhora que qualquer um nesta cidade provincial."

A mão dele sentia resfriado embrulhado ao redor de seu e ela combateu o desejo para arrancar isto do aperto dele e esfregar isto no quadril dela. Ela foi usada a homens 168 Corinne Davies

que a esquentou com um olhar e fez o dela sinta sensual como inferno. O David não teve aquela habilidade e nunca teve. Se ele fosse sério sobre tudo isso, não era justo para ela o seduzir.

Pelos anos ela tinha o conhecido, o David sempre teve um motivo secundário a tudo o que ele fez. Teve que ser qualquer outra coisa indo em aqui e imediatamente constrangimento formigou os sensos dela junto. "David, como você me achou?" Ninguém soube que ela estava subindo aqui, e o par de amigos que ela nunca teve ainda na cidade teria lhe falado.

"Escute, Carol, eu sei eu prejudiquei e eu estou o implorando para perdão aqui. Eu estou perguntando.não, implorando.para outra chance."

Um sentimento doente aconteceu com ela à evitação óbvia dele da pergunta dela. "Eu lhe perguntei como você me acha."

"Não era aquele duro. Você usa seu cartão de débito para tudo e eu conferi sua conta on-line. Todas suas recentes transações estavam na cidade aqui. Tudo eu tive que fazer era mentira ao trio de bolsas velhas que sentam fora ao sol e eles me falaram exatamente onde você era. Venha, eu sei que você está a ponto de perder sua cabeça para cima nesta choupana do interior."

Carol eriçou à descrição sórdida dele das irmãs de McGuigan. Elas eram grandes pequenas senhoras velhas e ela gostou dos modos excêntricos deles/delas. "Eu não penso que você me conhece a tudo, David. Eu estou contente aqui. Como sobre mim lhe dá algumas sugestões para onde você pode desviar aquela consolidação de dívida flutuante para. Há muitos abrigos que poderiam fazer com um pouco mais ajuda."

O aperto dele apertou na mão dela como ele adquiriu aos pés dele e sobressaiu em cima dela. "Escute, Carol, eu estou sendo paciente e estou entendendo aqui. Já pare com os jogos. Eu sei que eu o feri o importunando sobre seu peso, mas eu posso viver com aquela parte de você. Eu me preocupo com sua saúde que é tudo. Eu nunca pretendi lhe fazer tato inferior e eu sou não aperfeiçoe qualquer um."

"Não, nenhum de nós é, mas eu mereço melhor." A Carol empurrou a pilha de papelada a ele e as pastas de papéis esbofetearam contra o tórax dele. "Leve todos seus documentos e me deixe só."

"Multa. Nós faremos este o modo duro." Os documentos derramaram das pastas de papéis de manila quando ele agarrou o outro pulso dela e a levantou Abraçou através de Pele 169

contra o tórax dele. Uma espiga de tiro de medo pelo tórax dela quando a realização do predicamento dela lavar por ela. A expressão de David encheu de revulsão e ele voltou para assegurar algum espaço entre eles. Inseguranças velhas arranhadas recentemente a ela acharam amor-próprio. Isto é o no qual a vida dela teria se transformado se ela não tivesse partido.

"David, eu estou o advertindo. Adquira suas mãos fora mim."

"Você vai assinar algo para mim e então você pode sentar em seu asno gordo neste buraco-em-o-parede para eternidade. Eu não pude desejar menos." O ar ao redor deles vibrou com um baixo resmungo violento. Isso que o fuck!"

O David a arrancou em frente a ele, enquanto a puxando fora equilíbrio. A Carol cambaleou, enquanto tentando reter o equilíbrio dela, mas o David a empurrou duro na parte de trás. Dor radiou para cima os joelhos dela e mãos quando ela bater no chão.

Um jogo de patas brancas pisou em frente a ela. O animal rosnou baixo na garganta dele e descobriu os dentes dele, mas ela soube não foi dirigido a ela. "Uma pequena advertência teria sido agradável, você sabe."

O lobo mordeu as mandíbulas dele e rosnou novamente antes de empurrar para o ex apavorado dela. Kaden pisou além dela, mais íntimo a David.

"Você sabe esta coisa, Carol? O cancele."

"O que o faz pensar que eu tenho qualquer controle em cima de um animal selvagem, David? Eu sou uma cadela estúpida, gorda que pensa que ela pode falar com animais. Isso você é o que disse a noite você partido, direito?"

"Isso foi tirado de contexto. Eu posso repetir muitas coisas sórdidas que você disse em raiva."

David nunca assumiu responsabilidade pelas próprias ações dele e culpa sempre trocada. Por que ela tinha aceitado alguma vez aquele tipo de comportamento?

"Não, você não pôde porque eu não sou aquele vicioso." Ela fugiu as mãos dela depois de voltar aos pés dela. Os joelhos dela estavam doloridos, mas ela não ia o deixar ver isso. "Você nunca me contou a verdade, já. Eu faço nem mesmo sabe por que eu ainda estou aqui falando com você. Adeus, David."170 Corinne Davies

"Certo! Certo!" A voz dele ganhada uma oitava como Kaden espiou mais íntimo a ele. "Assim, eu o defraudei fora de seu apoio financeiro, mas há uma investigação. Eu sinto muito. Eu vou encarcerar se você não me ajudar! Por favor, cântico alegre. Você é uma pessoa incrível, generosa. Muito melhor que eu já pudesse ser. Eu sei que você não quer me ver em prisão para um erro simples em julgamento. Por favor, cântico alegre. Assine os documentos e eu o voltarei todo seu dinheiro. Eu juro. Você pode ter a casa dúplex. Você pode deixar esta cidade provincial e pode voltar onde você está contente."

A Carol pisou mais íntimo e arranhou Kaden entre as orelhas. Ele apoiou contra a perna dela e deixou de rosnar para um momento. "Eu aprendi alguns coisas sobre mim durante as últimas semanas. Eu aprendi que eu tenho uma cadela interna que precisa ser deixado sair de vez em quando. Vá fuck você, David."

Ele tropeçou atrás e virou correr abaixo o corredor. Ele não fez isto três passos quando um tigre de morango grande saltou para cima das sombras com uma rosnadura.

* * * *

Jaxon estava à entrada para a clínica, enquanto segurando aberto a porta para Jake tirar o ex de Carol do edifício. O oficial rodou os olhos dele como ele passou Jaxon. "Eu vou o levar em custódia para a própria segurança dele."

Havia um lobo e um tigre!" O tom alto feriu as orelhas de Jaxon e o fedor de desperdício humano que cerca o homem fez os olhos dele molhar. "Eles iam me comer. Aquela cadela de psicótico os mantém como animais de estimação. Ela os fez me atacar!" Ele apontou uma mão de tremor no quarto atrás dele, mas o aperto do oficial no braço dele o manteve avançando.

"Assim você disse, o senhor, mas este é Algonquin Park, não o Jardim zoológico de Toronto. Nós não temos tigres para cima aqui nem nós mantemos lobos como animais de estimação." JakeEmbraced através de Pele 171

o olhar de Jaxon se encontrado, sorriu ao aceno rápido dele de obrigado e sussurrou, "Seu irmão estará detalhando a parte de trás de meu carro amanhã."

"Eu irei o enviar em cima de, mas eu espero não será cultive depois."

Jake olhou o ombro dele por cima para onde a Carol ajoelhou, enquanto apanhando documentos do chão. "Compreensível. Quando você subir para ar, então o envie em cima de."

Jaxon teria preferido ver Mr. Beuk em algemas, mas havia nenhuma razão, no momento, o ter preso. Quando eles correram a informação dele pelo computador, ele soube isso seria retificado. A Carol repetiu a confissão dele à polícia como eles esperaram por David se tranqüilizar do estado medo-induzido dele.

"Eu não entendo legal-fale." A mulher que Jaxon almejou como estava de pé um companheiro, enquanto examinando os documentos que ela tinha apanhado. Ele deslizou eles do aperto dela e os lançou na escrivaninha. "Ei, eu há pouco apanhei esses."

Jaxon a puxou no abraço dele e pôs a cabeça dela no tórax dele como disse ele, "Isto é muito melhor." Deslizando uma mão para o pequeno ele encorajou que ela pisasse mais íntimo da parte de trás dela, assim toda parte do corpo delicioso dela apertou contra ele. A violência que ameaçou simplesmente explodir dentro dele evaporou agora que ele a teve nos braços dele são e salvo. "Você é certo?"

"Sim, eu admitirei que eu era mais que um pouco nervoso perto do fim, lá. Assim que eu ouvisse aquele resmungo, eu soube que seria certo."

"Nós nunca deixaríamos qualquer um o ferir." Ele correu as mãos dele para cima e para baixo o dela atrás. Isto seria muito mais agradável se nós fôssemos ambos nu. Ela riu contra o tórax dele e ele olhou para baixo na face divertida dela. "Eu disse que fora alto, não fez eu?"

"Sim, e eu não pude concordar mais." Os quadris dela trocaram de um lado para outro, enquanto apertando contra o galo duro dele, fazendo isto inchar de incômodo para doloroso. A tendo nas vidas deles/delas era uma bênção para a que ele nunca levaria concedida. Pensando em tudo o que aconteceu para esta situação para vir quase feito o de cabeça dele gira.172 Corinne Davies

Ele observou do companheiro valente dele ver os irmãos dele saindo do escritório de parte de trás. Vestido, mas nenhum deles comprimiu dentro ou abotoou as camisas deles/delas. Assim que eles vissem Carol embrulhada nos braços dele, eles ambos apressaram por cima.

Kaden correu as mãos dele em cima dos ombros dela como falou ele. "Cante alegremente, amado, você é certo?"

"Ele o feriu?" Sloan rosnou baixo na garganta dele. "Eu soube que eu deveria ter que o mordeu enquanto eu tive a chance."

"Eu ia o morder no asno, mas ele se urinou bem como quando Sloan pousar em cima dele." Os lábios de Kaden viraram para cima em desgosto.

"Eu o tudo amo." Ela se recolheu os braços de Jaxon para estar em frente dos irmãos dele, o asno dela apertando contra o galo dolorido dele. "Você sabe que, direito?"

"Sim, meu docemente." Kaden capturou uma mão e a puxou para ele. Jaxon a deixou ir e pisou para apoiar contra a escrivaninha atrás. Cruzando os braços dele em cima do tórax dele, ele assistiu como a Carol derreteu contra Kaden, se posto em dia no beijo dele.

Sloan estava atrás o dela e acariciou o dela atrás, apertando beijos contra os ombros nus dela. O ciúme ele nunca temeu rosa à superfície o modo antes do que teve. Ao invés, Jaxon sentia um laço com os irmãos dele que ele nunca sentia antes com qualquer outra mulher.

Ele percebeu então que ela tinha vestido para eles. Sabendo o que cada um deles preferiu nas escolhas dela. Se era uma escolha subconsciente ou de propósito não importou. Ela era a Verdadeira Companheira deles/delas e ele não pôde esperar pela oportunidade para a reivindicar. Em toda a justiça, eles deveriam lhe falar primeiro, enquanto confiando que ela não viraria e correria dos três deles. Ele não ia cometer um erro gostar isso com ela. Se ele já a perdesse, eles nunca recuperariam completamente.

"Me leve casa."

O cheiro da estimulação dela embrulhou ao redor dos sensos dele como a seda melhor. David Beuk nunca teria apreciado a perfeição desta mulher. Ele nunca teria a tratado como vão eles. Ela não quereria para nada e ficaria mais mandão como os anos passaram que porque não haveria nada que qualquer deles poderia a negar. Abraçado por pele 173

Ele temeu para um momento que os pensamentos internos dele tinham saído a boca dele. Ele riu, enquanto pensando isto era uma coisa para saber que eles não a negariam qualquer coisa, mas ele não queria que ela figurasse isso fora este rápido.

Sloan a escavou para cima nos braços dele e virou olhar para Jaxon e Kaden. "Nós vamos para casa. Se você estranhos de voyeuristic sonhar terminado é, nós podemos esperar que você estivesse nos unindo?"

Jaxon recolheu os documentos que o David tinha trazido com ele. Ele quis ter um olhar a eles antes de ele os invertesse para Jake. Aquele modo que ele saberia se eles esperarem mais alguma dificuldade do homem.

* * * *

Carol sentia como se a vida dela era finalmente complete. Poderia não ser o que ela esperou, mas ela não mudaria uma coisa. Ela amou Ecstasy Lake e todo o mundo que viveu aqui mas ninguém mais que os homens dela. Uma parte pequena dos ainda preocuparam dela que este tipo de relação não foi significado ser. Seguramente, a cidade foi usada a ver relações de ménage, mas como olharia se ela assumisse três homens, não dois? Os irmãos não pareceram preocupados com que outro pensamento de pessoas. Assim por que eu sou?

O esta noite de policial não piscou quando Jaxon tinha lhe falado que ele e os irmãos dele levariam ao cuidado dela. Considerando ela estava sentando no colo de Sloan com Kaden que dá cria na ocasião em cima dela, o oficial poderia ter adivinhado o que Jaxon quis dizer.Em "o que está pensando você?" As palavras de Sloan vaguearam nos pensamentos dela, enquanto a distraindo. "Você está pensando de como tigres são tanto mais majestosos que lobos?"

Rindo, a Carol lhe deu uma beijoca clara no estômago com a parte de trás da mão dela. Sloan rompeu os dentes dele alegremente a ela antes de sorrir. "Faça isso novamente e eu vou o morder."174 Corinne Davies

Ela estava se transformando em um demônio de sexo porque a ameaça aquecida de Sloan fez uma onda fresca de embebição de umidade as calcinhas já ensopando dela. "Prometa?"

"Você vai adquirir isto agora." A colocando nos pés dela, ele abriu a porta de assento traseiro do caminhão. "Em você adquira." Ela era mediana dentro quando ele a beijocar duro no asno.

"Ow!" Ela pulou para dentro do veículo e esfregou o alvo dela. A sensação era mais de um choque que dor, mas o modo os nervos dela tudo estalado a vida era o que a chocou o mais mais.

A porta oposta abriu e Kaden passou despercebido no assento com ela como Jaxon entrou no assento dianteiro e começou o carro. Ele ajustou o espelho retrovisor e ela percebeu pelo ângulo que foi dirigido ao V das pernas dela. Mantendo a voz dela tão insolente quanto possível, ela ziguezagueou ligeiramente, enquanto tentando aliviar a pressão que construiu lá. "Eu não penso que você pode ver aquele poço fora a janela de parte de trás assim, oficial."

Jaxon rosnou e disse, "Sloan, a pare de ziguezaguear. Nossa menina não consegue vir até que nós a deixamos. Você entende que, Carol?"

Ela amou aquela voz mandona do dele e foi tentado para agir malcriado, mas por que se negar algo que ela quis muito mal? "Eu o adivinho melhor três mantêm suas mãos então a você."

"Oh, não. Não trabalha aquele modo. Você tem que controlar seu orgasmo e nós vamos tentar nosso mais duro para o fazer vir."

"O que acontece se eu vier?"

"Então nós o amarramos e o arreliamos durante um tempo muito longo."

Isso parecido isto teve suas vantagens como bem. Carol sentia o corpo dela mais adiante esquentando. O gato dela sentia escorregadio e molhado como ela trocou no assento.

"A melhor menina possa ganhar", ela respondeu na voz mais ranhosa dela.

"Oh, você vai lamentar isso." Sloan torceu ambos eles até que ele sentou no canto do assento traseiro e Kaden a enfrentado no assento. "Ponha seu pé de direito, Carol, no chão e seu partiu na parte de trás do assento."Abraçado por pele 175

Se eles quisessem arreliar, ela não ia fazer isto que fácil para eles. "Eu não posso neste vestido."

"Facilmente fixado." Num instante, Sloan pegou os braços dela atrás dela, enquanto a ancorando em lugar como Kaden surgiu adiante e agarrou a frente da saia dela. Ele ergueu uma mão e fez um punho. Quatro unhas apontadas brancas emergiram as juntas dele por cima. Toda fantasia de Carcaju que ela alguma vez tinha brilhado pela cabeça dela. Hugh Jackman não teve nada nos irmãos de Henderson.

"Não meu vestido novo, Kaden!"176 Corinne Davies

Capítulo dezoito

O coração de Carol bateu como escovou Kaden o dentro das coxas dela com as parte de trás dos dedos dele e então os lados das unhas dele. O corpo dela tremeu debaixo dos dedos dele e ela sentia outra erupção de gota de umidade do caroço dela. Ele marcou a pele dela ligeiramente e enviou o coração dela batendo até mais rapidamente que adiante.

"Oh, sim, bebê. Você gosta isto, não o faça?"

Ela abriu a boca dela, mas Sloan colocou a mão dele em cima disto. "Eu não estou pronto para empurrar meu galo entre esses lábios vermelhos deslumbrantes seu, assim você mantém unido melhor seus lábios antes de eu mudasse minha mente."

"Você quer chupar o galo de Sloan, bem?" Jaxon dirigiu mas pescou o espelho retrovisor até que ela poderia ver a face dele. Ela acenou com a cabeça mas não abriu a boca dela novamente. Não era que ela não quis chupar o galo dele na parte de trás da garganta dela, mas ela não quis este momento mágico para terminar.

Menina boa."" Sloan sussurrou contra a pele úmida do pescoço dela antes de correr a língua dele do ombro dela para a orelha dela.

Kaden acariciou então a perna interna dela varreu o dedo polegar dele debaixo da correia dela e junto os lábios de gato dela. "Fuck, você está gotejando, meu docemente." Ele localizou a umidade pelas dobras dela e então trouxe o dedo polegar dele aos lábios dele. "Como néctar. Você é doce como mel." Ele pontuou as palavras dele com um som violento afiado. As unhas dele arrastaram pelo material na frente do vestido dela. O pedaço roto deslizou a pele dela junto como uma carícia e ela choramingou suavemente.

"Eu lhe comprarei um novo, aquele modo eu posso fatiar aquele fora você, também." Kaden olhou como se ele desfrutou a idéia da rasgar Abraçada por Pele 177

roupas fora, e assim fez ela. Ele cupped o bezerro dela na mão dele. "Ponha sua perna para cima aqui como nós perguntássemos."

A Carol moveu a perna dela como Kaden sacudiu os restos esfarrapados da saia dela fora do modo. Eles tinham a descoberto completamente e enquanto ela soube que eles pudessem ver facilmente na escuridão, lhe deram um senso de segurança que eles não pudessem ver as partes dela que ela achou envergonhando. Sloan alcançou para cima e desfez os botões à parte de trás do pescoço dela para cima o que segurou a porção de cabresto. Separando o tecido, ele expôs a inchação cremosa dos peitos dela sobre o sutiã dela. "Por favor, não rasgue minha roupa íntima nova."

"Você comprou isto conosco em mente, bebê?" Sloan sussurrou contra a pele dela. Aqui na escuridão com as pernas dela esparramadas e três homens atenção proveitosa para ela, ela nunca tinha sentido mais livre.

"Sim, a roupa íntima é uma correia porque eu sei que Kaden gosta de meu asno."

"Você tem aquele direito, mel." Kaden embrulhou as mãos dele em cima dos quadris dela e então deslizou ao redor deles até que ele era cupping o asno dela. Também, "eu quero o provar mime."

"Eu não penso". Ela pausou como Kaden apertou um beijo de aberto-boca à pele sensível da coxa superior dela. O corpo dela estremeceu como ele a acariciou com a curva inofensiva para as unhas letais dele. "Eu não penso há bastante quarto."

Kaden sorriu sugestivamente a ela e respondeu, "eu não planejo mover. Eu o quero deslizar seus dedos ao longo de seu gato ensopando e então me deixar os lamba limpe."

"Realmente?" Ela não tinha nenhum medo de se tocar, mas ela nunca tinha se tocado sabendo que alguém assistiu. Soou sensual deliciosamente, mas ela não tinha certeza ela era bastante valente para fazer isto.

"Oh, mime que vai estar quente." Sloan tomou a decisão para ela. Erguendo a mão dela, ele colocou isto no próprio gato dela. A pele dela sentia morno debaixo dos dedos dela e ela sentia o arranco em Kaden está respirando 178 Corinne Davies

contra a perna dela. Ela enrolou os dedos dela em cima do pedaço de coberta material o gato dela e arrancou isto do modo.

"Bonito." As palavras de Kaden acumularam as coxas dela por cima, enquanto cupped de Sloan os peitos dela e acariciou os dedos dele em cima dos mamilos dela. Ela tinha se raspado quase completamente nu e a reação de Kaden provou era uma decisão boa. "Olhar como liso você é. O toque, meu docemente. Me mostre o que você gosta."

Nunca na vida dela teve a Carol sentida tão sensual quanto ela fez neste momento. Ela acariciou o gato dela suavemente, enquanto desfrutando o silkiness da pele dela. Ela poderia sentir o galo pedra-duro de Sloan contra a parte de trás dela e Kaden arquejou praticamente entre as pernas dela. Ela olhou no espelho retrovisor e Jaxon se pareceu com ele estava assistindo uma partida de tênis. Os olhos dele moveram de um lado para outro da estrada à reflexão dela que freqüentemente.

Ela quis arreliar um pouco mais, mas as necessidades do corpo dela estavam a alcançando. Os escarnecendo gosta isto estava tendo um igualmente intenso efeito nela. Ela cupped a mão dela por cima o gato dela e imergiu os dedos dela no sexo dela. Ela não pôde acreditar a quantia de umidade que cobriu os dedos dela com aquele passagem. Pausando, ela apertou abaixo e rodou dois dedos ao longo das dobras ensopando dela e então os segurou até Kaden.




1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   15


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal