Xtasy Lago Abraçado por pele



Baixar 0.5 Mb.
Página11/15
Encontro30.06.2019
Tamanho0.5 Mb.
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   15

Sloan apoiou mais íntimo a ela e descansou a cabeça dele contra a almofada próximo a seu. Ele contemplou na expressão serena dela e não pôde resistir a escovadela as pontas do dedo dele ao longo da bochecha dela. Ele localizou um caminho ligeiramente da bochecha dela, abaixo o pescoço dela, e ao longo da curva generosa dos peitos dela. Os mamilos dela ainda eram iguais borrachas duras e ele jogou com eles correndo os blocos dos dedos dele de um lado para outro em cima deles. Um 130 Corinne Davies

sorriso abafador encurvou os lábios dela e ela piscou um par cronometra como ela focalizou nele. A mão dela encurvou ao redor do galo rígido dele e acariciou isto, enquanto sentindo como uma carícia sedosa.

"Isso era assim fucking quente."

"Eu não posso acreditar eu não estou morrendo de embaraço." As palavras dela foram faladas com humor, mas ele poderia ver a confusão na expressão dela.

Há nem toda razão a ser envergonhada." Jaxon subiu de entre as pernas dela e a beijou. Sloan desejou saber como a Carol sentia sobre se provar nos lábios dele, mas gratamente, não parecia a aborrecer como fez algumas mulheres. "Não conosco."

Jaxon deu para Sloan um tapinha rápido no bezerro, o fazendo lembrar de uma conversação ele e os irmãos dele tinha tido há muito tempo. Eles brincaram sobre "etiquetar" um ao outro dentro para não fazer a mulher eles estavam com tato desajeitado enquanto eles mudaram posições. Com aquele movimento simples, soube Sloan que o próximo movimento seria dele.

"O que quer você, Carol?"

"Você ambos." Ela acariciou o comprimento dele e então alcançou abaixo e embrulhou os dedos dela ao redor o galo do irmão dele. "Eu penso que só é justo que eu digo lhe agradeça a Jaxon por me fazer sentir tão incrível."

A reação de Jaxon era visivelmente quase imediata como um tremor atravessou o corpo dele. "Amado, nenhum obrigado precisou. É meu prazer."

Sloan se lembrou com detalhe vívido o que uma Carol de boca talentosa teve. "Não o escute, bebê. Eu penso que você tem uma idéia excelente lá."

"Mas eu o quero, também." Ela agarrou o galo dele como a estimulação dela cheirou o ar ao redor deles, enquanto titilando os sensos dele, fazendo a boca dele molhar e a palpitação de galo dele. "Eu o quero ao mesmo tempo a fuck eu."

As palavras explícitas dela puxaram gemidos galo-fundos dele e o irmão dele. "Me deixe ir adquirir."

Jaxon alcançou no bolso de parte de trás dele e tirou de um preservativo, enquanto dando isto a Sloan. "Eu lhe disse que entrasse em Escoteiros quando você era uma criança."Abraçado por pele 131

"E é eu já contente de você fez." A Carol arrancou o preservativo dos dedos do irmão dele. "Me permita."

A Carol se agachou e correu a língua dela em cima da gorjeta do galo de Sloan. "Fuck!" Os quadris dele empurraram incontrolavelmente e ela deu risada. "Eu vou lhe fazer pagamento para isso."

Ela sorriu nele como ela rodou o preservativo em cima do galo dele. "Promessas, promessas."

Sloan não esperou por ela sair o resto do comentário de inteligente-asno dela da bonita boca dela quando ele a ergueu para cima e por cima para onde Jaxon reclinou no ocioso favorito dele.

Ela dobrou de boa vontade por cima e apresentou Sloan com o asno em forma de coração dela. Ele localizou o esboço dos globos sedosos dela com os dedos dele e então deslizou eles pelo brilhar, dobras inchadas do gato dela.

Sloan substituiu os dedos dele com o galo dele e ela ziguezagueou o asno dela a ele como ela fez sons deliciosos ao redor do galo de Jaxon. A mão dela agarrou o fundo do comprimento dele como ela chupou o galo dele fundo na garganta dela. Sloan apertou contra o lado inferior do galo dele, enquanto rezando que ele duraria um pouco mais muito tempo. Com um golpe longo, ele empurrou nas profundidades lisas dela com facilidade relativa graças ao trabalho duro do irmão dele. As paredes do gato dela apertaram ao redor da agressão dele, enquanto o embrulhando em calor. Ele retirou empurrado o comprimento dele novamente nela quase completamente e então.

Carol ficou mais vocal com cada golpe e Sloan rapidamente resolvido em um ritmo fixo com golpes longos em e fora. Ele ajustou o ângulo dele um pouco e sentia o corpo dela sacuda o da próxima vez ele mergulhou nela. "Oh, sim, bebê. Isso a mancha é, não é?"

O corpo dela tremeu e o gato dela tremulou ao redor do comprimento dele como ele encurtou os golpes dele. Por cima e por cima, ele se lançou nela, enquanto batendo naquela mancha perfeita. Ele manteve um aperto fixo nos quadris dela, enquanto a apoiando como ele fucked o duro e fixo dela. Os gritos surdos dela ao redor do galo de Jaxon tiveram que estar dirigindo o irmão dele insano.

Jaxon gemeu profundamente na garganta dele, enquanto terminando em um resmungo. "Amado, eu não vou durar mais de alguns segundos mais longo." Sloan reduziu a velocidade os movimentos dele para lhe permitir concentrar no irmão dele. Retifique ao 132 Corinne Davies dele

formule, Jaxon não desejou por último debaixo dos ministérios de Carol. As mãos dele agarraram a poltrona tão firmemente Sloan poderia ouvir a madeira ranger debaixo da pressão. Jaxon veio com um grito que morphed em um uivo. Assim que se parecesse com Carol era acabado com Jaxon, Sloan apanhou o passo novamente, enquanto mergulhando no corpo dela batendo na doce mancha dela com todo golpe.

"Sua volta, mime", ele fundamentou fora de entre dentes apertados. Ele deslizou as mãos dele ao redor os quadris dela, enquanto lanceando os dedos dele pelos cachos dela. Ele achou o clit dela e impiedosamente acariciou círculos pequenos ao redor isto. O corpo superior de Carol derrubou abaixo contra o irmão dele. Jaxon apoiou o corpo superior dela, enquanto sussurrando palavras quentes, encorajadoras na orelha dela. O asno dela pescou para cima, apresentado a ele como um presente. Ignorando a pequena voz que sugeriu ele a leva na oferta dela, ele acelerou os movimentos dele no clit dela. Este tempo ela gritou o prazer dela, o tocando são nas orelhas dele.

Confiante o irmão dele a apoiaria, ele cedeu ante o prazer que pulsa dentro dele. O galo dele inchou contra o apertar do cunt dela como ele rugiu fora a conclusão dele. Sloan fechou os joelhos dele para parar de desfalecer nela. Depois de um momento, ele ergueu a Carol no colo de Jaxon. Ela enrolou contra o irmão dele como ele foi ao banheiro para dispor do preservativo. Ele correu um pano macio debaixo de água morna e então voltou à sala de estar onde Carol nem o irmão dele tinha movido.

Ele limpou depressa fora qualquer excesso de Carol e então a escavou para cima nos braços dele. "Eu o conhecerei lá?"

"Eu estou logo atrás você." Jaxon se levantava e foi ao banheiro como Sloan levou a Carol escada acima para o quarto deles/delas. Ela não fez um pio sobre ser levado, mas ele figurou isso teve mais para ver com o ser dela exausto que cedendo.

A cama de costume tinha sido arrumada acomodar quatro adultos e agora mesmo, ele figurou valia todo centavo que eles gastaram nisto. Como o irmão dele secou, Sloan colocou a Carol no meio da cama. Ela abraçou através de pele 133

suspirado e enrolou sobre o lado dela, enquanto esfregando a face dela em um dos travesseiros. Ela derrubou segundos adormecidos depois.

"Ela é adormecida?" Jaxon sussurrou como ele deslizou debaixo das coberturas atrás dela. Sloan acenou com a cabeça como ele deslizou em baixo das coberturas e contra o tórax dela. Jaxon descansou o braço dele em cima da cintura dela, assim Sloan deslizou uma mão para descansar na divisão entre os peitos dela. "Eu o amo, Carol", ele sussurrou na noite.

"Assim faça eu." O irmão dele ecoou as palavras dele e beijou o lado do pescoço dela.

Sloan conheceu o olhar do irmão dele em cima do ombro dela. Excitação apressou por ele, como fez a necessidade para acasalar com ela e assegurar que ela uniu a eles. A Carol era a Verdadeira Companheira deles/delas e a uma coisa que eles precisaram estar contentes era Kaden.

"Ele virá ao redor de. Você precisa lhe dar tempo."

Jaxon acenou com a cabeça o acordo dele ao pedido silencioso de Sloan, esperar unir completamente com Carol até que eles tiveram Kaden com eles. 134 Corinne Davies

Capítulo quatorze

"Você precisa ir. Eu o alcançarei depois."

Carol empurrada desperta do sono dela a essas palavras. Lutando adquirir os propósitos dela, ela assistiu como Jaxon rolou fora de cama e nas roupas dele mais rapidamente que ela alguma vez tinha visto alguém movimento. Ela levantou a folha em cima do tórax dela. Ele quer que eu adquira fora? Ela tentou ignorar o sentimento enjoado que lavou em cima dela.

Ela tentou soar sincero, mas o caroço na garganta dela fez as palavras dela formal. "Sim, seguramente. Nenhum problema. Arrependido para caindo adormecido."

Uma dor perfurou o coração dela e a necessidade para chegar fora daqui e longe deste quarto a encheu. Rejeição bateu a ela. O que o inferno ela estava pensando que ela pudesse celebrar o interesse de alguém como ele? Ela se esqueceu a algum ponto nas últimas horas e de fato começou brincando com a idéia de um futuro aqui.

"Cante alegremente, o que está errado?"

"Hmm?" Educando as características dela em o que ela esperou era uma expressão casual, ela olhou nele, cuidadoso não conhecer os olhos dele. "Nada. Procurando minhas roupas. Eu encabeçarei como bem fora. Aquele modo você pode fechar a porta atrás de mim."

Ele estava de pé uma polegada escassa depois longe dela um momento. "Você está mentindo."

"Não, eu não sou." Ela tentou pisar ao redor dele, mas ele moveu em frente a ela. Raiva abastecida por embaraço aceso profundamente no coração dela. "Jaxon, saia de meu modo."

"Me faça." O tom escuro dele enviou um calafrio para cima a espinha dela.

Ela empurrou ao tórax dele com ela uma mão enquanto os outros apertaram a folha fechada em frente a ela. Abraçado por pele 135

"Cante alegremente, eu posso contar que algo está o aborrecendo. Olhe para mim."

Não uma chance. Que última coisa que ela quis agora mesmo era para ele perceber quanto feriu ela. Eles não concordaram em nada permanente ou exclusivo. Inferno, ela teve sexo como bem com o irmão dele e Sloan não seria visto em nenhuma parte. "Se eu estiver olhando para você, eu não posso procurar minhas roupas."

"Carol. Olhar. A. Eu."

Incapaz resistir ao tom escuro da voz dele, ela colocou uma mão no quadril dela e irritado como ela arqueou uma sobrancelha a ele. "O que?"

"Você está ficando aqui."

"Não, eu não sou certamente. Você poderia poder entrar suas roupas em em tempo de registro, mas eu preciso um momento ou dois mais. Eu poderia ter sido até agora terminado se você se mudasse de meu modo."

O olhar afiado dele acariciou a face dela como ela tentou o ignorar e respondeu, "Você disse que eu preciso ir. Eu não estou reclamando, mas eu preciso mais que três segundos acordem e é vestido."

"Não. Não, você não entende." Ele se se lançar sobre nela, cupped a mandíbula dela e a beijou. Os lábios dele acariciaram de certo modo em cima de seu ao que ela não pôde resistir. Lágrimas picam os cantos dos olhos dela. Não era justo que ele pudesse a beijar assim e não sentir o mesmo modo.

"Eu sinto muito. Eu não percebi você estava acordado", ele sussurrou contra os lábios dela.

"O que é isso conseguiu ver com qualquer coisa?"

Jaxon a puxou perto do tórax dele e acariciou o dela atrás. O dela meio-desperte cérebro tentou processar a confusão que nublou isto.

"Eu estava falando com Sloan sobre uma emergência quando você acordou. Um par e a filha jovem deles/delas não chegaram atrás de uma viagem de canoa. Sloan já partiu, mas nós não queríamos que você acordasse só."

"Vá. Agora." Medo para uma criança inocente a encheu e repeliu as próprias inseguranças dela. Carol empurrou contra o tórax dele com ambas as mãos, este tempo percebendo o engano dela. "Nós falaremos sobre este posterior."

"Esteja aqui quando eu volto."

"Vá. Eu não estarei escondendo se isso for o sobre o qual você está preocupado."136 Corinne Davies

Ele apertou outro beijo contra os lábios dela e então correu fora do quarto mais rapidamente que ela alguma vez tinha o visto mover. Momentos depois ela ouviu a porta bater atrás dele. Ela vestiu tão depressa quanto pôde ela, e então colidiu com a sala de estar e úbere na bolsa dela para o telefone de cela dela.

"Olá, Helen, é a Carol. O que posso fazer eu para ajudar?"

* * * *


O sol estava fixando atrás das árvores quando Kaden cortar um telefone de cela ao colarinho do lobo em frente a ele. "Procure o cume sulista. Chame quando você puder."

O lobo latiu uma afirmação antes de riscar fora na escuridão. Todo o mundo era chamada suposta dentro ajudar com a procura, mas eles precisaram especialmente ter cuidado. Os perseguidores eram o melhor a achar a menina, mas eles não poderiam chegar uma menina jovem em forma de lobo sem amedrontar a metade dela a morte. O melhor eles poderiam fazer era trocar, chame e então mantenha os predadores à distância até que as autoridades humanas poderiam adquirir a ela. Havia bastante forma-shifters trabalhando para a Ontário Polícia Provinciana que eles poderiam cobrir para um lobo.

Ele confirmou o horário para ver que era devido a vindo atrás dentro. Ele tiraria a próxima troca porque esta espera estava o dirigindo insano. Eles começaram a girar trocas assim que a chamada entrasse, mas ele ainda não tinha partido. Ele não pôde depois que a soneca curta que ele tirou mais cedo. Longo bastante ter pesadelos de achar o corpo de Carol com a garganta dela rasgado fora. A memória fez o tórax dele doer e o passo de lobo interno dele em frustração. Ele quis estar fora na procura, mas como cabeça dos Guardiães, ele teve que ficar aqui e manter tudo organizado.

Cedo esta manhã eles fundariam os pais que vagam a floresta, enquanto a pedindo. A mulher tinha sofrido um braço quebrado que o marido dela já teve splinted. Gratamente, eles tinham hospedado um plano de viagem com o escritório antes de eles tivessem encabeçado fora. A canoa deles/delas destruída dentro Abraçada por Pele 137

alguns corredeiras e a filha deles/delas foi pegada na corrente e foi varrida a jusante. Vários grupos estavam polindo a extremidade da água que a procura, mas deixou uma quantia grande de chão ser coberto na procura. Agora aquela escuridão tinha caído eles poderiam se alistar o ajude de animais goste de Sloan que não pôde arriscar o ser visto na luz do dia.

"Kaden!"

Ele observou e conheceu o olhar de Carol. Ela pareceu cansada e amarrotada, como se ela tivesse rolado fora de cama e nas roupas dela, e ela ainda pareceu deslumbrante. O galo dele se contraiu ao pensamento do esticado dela fora na cama dele, entre ele e os irmãos dele.

"Olá. O que fazendo abaixa você aqui?"

A "Catherine me falou onde o achar e ela enviou algo para você comer. Eu sou fazer certo que você come tudo, também."

"Que tipo é?"

Ele puxou à envoltura para ver que tipo era. Ele comeria qualquer coisa que ela trouxe a ele, embora se ele gostasse ou não. Não a vendo todo o dia lhe deu tempo pensar e ele soube que ele teve muito que trazer para cima, enquanto considerando a atitude dele para ela.

A Carol sorriu como falou ela. "Eu não tenho certeza. Ela teve uma linha de montagem de jogo de sanduíches para cima. Depois que todo um ela fez, ela escreveu o nome de alguém nisto e enviou isto. Eu penso que ela consultou as folhas de chá dela no assunto."

Kaden não poderia ter parado o sorriso que enrolou os lábios dele e uma leveza o encheu. Ele ouviu falar hoje por cima e por cima de Carol que se apressa cidade por toda parte, enquanto ajudando em todos lugares ela foi precisado. Ela tinha vivido só aqui uma semana, mas já a cidade pensou nela como um do próprio deles/delas.

Era Carol que tinha trazido sol no coração dele e tinha feito tudo pareça possível até mesmo em face a tal adversidade. Havia lá fora em algum lugar uma criança no parque, só e assustado, e de alguma maneira ela tinha conseguido o fazer sorrir.

"Contanto que ela não borrifasse nenhuma folha de chá em meu sanduíche, nós somos bons."138 Corinne Davies

"Como a ida de procura é? Eu sei que muitos do pacote estão polindo os bosques e mais desejo para ser lá fora."

Só há tanto nós podemos fazer sem se revelar. Há um par de shifters aquático nestes partes e eles poliram o rio e extremidade de lago. A polícia ainda está preocupada ela poderia ter se afogado, mas nós sabemos ela não tem. Se um de nossas pessoas a achar, então eles chamarão o local e manterão a caixa forte dela até que ajuda vem."

A Carol torceu os dedos dela junto e ele poderia ver a angústia que ela estava sentindo. O corpo dela refletiu as emoções dela como um sinal de néon.

"Mas, Kaden, o que se ela está ferida? Ela poderia não poder esperar."

Kaden pôs o sanduíche dele no capuz do caminhão dele e puxou a Carol nos braços dele. Ela teve o coração maior de qualquer um que ele alguma vez tinha se encontrado verdadeiramente e ele poderia a amar para isso. Ela foi preocupada sobre uma criança que ela nunca tinha se encontrado porque ela soube que a menina poderia estar em perigo. Ele tinha sido tal um idiota egoísta para ela.

"Eles já pensaram disso. Se ela estiver em qualquer perigo imediato, então quem acha o dela a levará à mais próxima mancha de encontro e fará certo que ela adquire a ajuda que ela precisa."

"Eu desejo que eu pudesse a estar procurando lá fora. Sentando aqui esperando está me matando. Eu não posso imaginar o que os pais dela têm que estar sentindo. O que se ela não fizesse isto?"

"Nenhum disso. Eu quero que você pense positivo. Nós assumimos ela é saudável e boa e nós a acharemos em saúde boa. Os pais dela são os campistas realizados e eles levaram para sair a filha deles/delas em muitas viagens. Há nenhuma razão para acreditar que ela não será achada. Agora vejamos o que as folhas de Catherine predisseram disposto ao que eu seria."

"Não é tão bom quanto os rolos de lingüiça dela, mas ainda está delicioso." A Carol sorriu e tomou um gole do café dela.

"Eu nunca falarei Catherine que você disse assim, eu juro. Na realidade." O rádio dele crepitou como um dos times informado dentro. Abraçado por pele 139

"Funde, nós achamos a criança. Ela está em condição estável e falando. Amedrontado mas nenhum sinal de qualquer trauma físico. Nós estamos entrando com ela."

"Galantear-hoo!" A Carol pulou para dentro para cima dos braços dele e ele girou ao redor da justificação com ela. A tensão que tinha amarrado os ombros dele durante o último dia deixada vai, enquanto o permitindo relaxar e desfrutar este momento com ela. Kaden soltou um uivo extático que arremedou pelas árvores ao redor dele. Um momento depois, o uivo jovial repetiu ao longe, e então novamente depois disso.

"Isso é um eco?" Lágrimas de felicidade lustraram nos olhos dela.

"Não, deste modo os lobos levarão as notícias por toda parte o parque. Todo o mundo sabe que eles podem vir casa e ela está segura." Ele começou para o carro com ela nos braços dele. Com as pernas dela embrulhadas ao redor da cintura dele assim, ele foi tentado para a empurrar contra a mais próxima árvore. O galo dele esfregou contra o gato dela com cada passo e ele poderia cheirar o corpo dela seja molhado.

"Kaden, me derrube." Embaraço tingiu o tom dela, mas era o cheiro dela que o interessou. Havia uma extremidade a isto. Como se ela não tivesse se convencido contudo que ele estava verdadeiramente interessado nela. Algo que ele planejou a dissuadir imediatamente de.

"Cante alegremente, eu poderia entrar cinqüenta milhas com você em meus braços e não seria bastante longo. Eu gosto do ter aqui. Se acostuma a isto."

Vários townsfolk ondularam a eles como eles encabeçaram fora. Carol quis aderir ao redor e ajudar limpar, mas eles insistiram que ela e Kaden pudessem partir. Ele a colocou suavemente no assento de passageiro do SUV dele e então foi ao redor ao lado dele.

Eles dirigiram durante algum tempo em silêncio sociável até que ele virou fora em uma estrada lateral pequena.

"Onde nós vamos?"

O cheiro dela levou curiosidade mas não medo e Kaden levou que como uma vitória. Lá teria que ser um elemento de confiança para ela para o deixar levar a dianteira aqui. Há algo eu quero que você veja."140 Corinne Davies

Ele apoiou em uma inclinação que olhou fora em cima do lago. A lua lustrou brilhantemente em cima deles, não bastante cheio contudo. Alguns mais dias e os bosques viriam vivos com os seres sobrenaturais. A lua cheia não controlou o ou os irmãos dele, mas todos o shifters levaram isto como um dia de se divertir e permitir os animais internos deles/delas para ter reinado grátis.. Ela o assistiu de perto como ele pôs o caminhão em parque e fixou o freio de emergência. Assim que ele tivesse certeza que o veículo ficaria posto, o lobo interno dele exigiu seu prêmio por ser paciente.

"Oh, isso é deslumbrante." A Carol pulou fora do caminhão antes de ele pudesse adquirir à porta e caminhar para a parte de trás. Ele abriu o choque e então embrulhou as mãos dele ao redor a cintura dela e a ergueu sobre a cama de caminhão. As pernas dela balançaram casualmente e ela apoiou atrás nas mãos dela olhando fora na noite. "Você tem certeza nós estamos seguros aqui?"

"Eu saberei se qualquer coisa também vem fim. Você está perfeitamente seguro aqui. Os animais normalmente guiam claro quando eles ouvirem um veículo."

"Você sobe freqüentemente aqui?"

"Não desde que eu era um adolescente."

Ela olhou por cima a ele. "Não me fale este é um lugar de fazer-exterior."

Kaden sorriu. A última menina que ele tinha exposto aqui sem dinheiro o coração dele quatro dias depois que ele a levasse a baile de formatura. "O que está planejando você?"

"O que o faz pensar que eu estou planejando qualquer coisa? Eu simplesmente pensei que você poderia desfrutar a visão do lago daqui." Ele pulou para cima próximo a ela e pontudo fora para uma área aberta para o leste. "Se você olhar de perto, você poderia ver o monstro na superfície da água. Parte da lenda é Blavet se aparece perto da lua cheia."

"Eu não vejo nada."

Ele trocou e apoiou mais íntimo a ela. As mãos dela pousaram nos ombros dele e os dedos dela jogaram com o cabelo dele. Quase tinha vontade de acariciar, o qual ele amou e para um momento breve ele considerou trocando assim ela pudesse o acariciar corretamente.

Enterrando o nariz dele no trapaceiro do pescoço dela, ele inalou o cheiro dela e aquele pensamento de inocente dissolveu para idéias muito mais ilícitas. Ela cheirou de sabão e perfume e fêmea luxuriante. Ele lambeu a linha de Abraçou através de Pele 141

a clavícula dela e provou o sal na pele dela. Carol riu ligeiramente e a cabeça dela desmaiou ao lado, enquanto lhe permitindo mais acesso.

O galo dele se contraiu e ele poderia sentir as calças dele ficando mais apertado. Ela sentia macio debaixo das mãos dele e ele alcançou fora e desabotoou o topo que poucos abotoa da camisa dela. Ela acalmou e conheceu o olhar dele.

"Meu, que olhos interessantes que você tem, Kaden."

Ele sorriu abaixo a ela e deslizou os próximos botões livre. "Todos o melhor para o ver com, meu docemente." A camisa dela separou e ele empurrou isto fora os ombros dela. Erguendo cada em troca das mãos dela, ele deslizou isto abaixo os braços dela e por cima as mãos dela. Com só um sutiã de seda que cobre os peitos deliciosos dela, Kaden saltou quase jogando e cedeu ante o desejo de enterrar o galo dele entre as pernas dela. A estimulação dela estava como uma luz luminosa aos sensos dele. Todo momento que queimou mais luminoso, enquanto o acenando a ela.

Um resmungo estrondeou na garganta dele como ele examinou ela, apoiado abaixo, e chupou em um dos mamilos dela pela seda do sutiã dela. Ela arqueou o dela atrás e trocou ligeiramente, enquanto apertando mais íntimo como se ela não pudesse adquirir bastante. Ele desenganchou o pedaço aborrecedor de tecido depressa e deslizou isto fora ela, então lançou isto para o assento traseiro. Os peitos dela encheram as mãos dele. A pele de porcelana dela quase ardeu no luar. Graças à visão aumentada dele, ele poderia ver toda polegada dela na luz escura. O sorriso dela teve um toldo danoso decidido a isto e ele teve um sentimento o que estava vindo próximo.




1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   15


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal