Vocabulário de



Baixar 0.54 Mb.
Página1/7
Encontro13.11.2017
Tamanho0.54 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7


Curso de Bacharelado em Letras com Habilitação de Tradutor

IBILCE / UNESP - São José do Rio Preto – SP

VOCABULÁRIO DE

ACUNPUNTURA


francês-português

com índice remissivo português-francês

Elaboração na disciplina Estágio de Tradução em Língua Francesa

com assessoria técnica dos Drs. Nilson Machado Filho e Rassen Saidah
Docentes Responsáveis: Claudia Xatara e Wanda de Oliveira

Informatização em 2011: Isabela Sanchez
Orientação: Profa. Claudia Xatara

ABREVIATURAS

f. = feminino

l.v. = locução verbal

m. = masculino

t.d. = transitivo direto

t.i. = transitivo indireto

v. = ver

a.a (action analgésique) f. Ação analgésica: método de anestesia que consiste em pro­duzir um estado de analgesia suficiente, permitindo intervenções cirúrgicas no paci­ente, através da estimulação de pontos de­terminados do corpo.

accélération de l'énergie f. Aceleração da energia: 1. fenômeno que ocorre no corpo humano e provoca do­enças diretamente ligadas ao conceito de calor (v. chaleur). 2. todos os tipos de in­flamação.

acétylcholine f. Acetilcolina: substância pro­duzida através da picada, que exerce a fun­ção de mediador químico entre as cé­lulas nervosas.

acupuncteur m. Acupunturista: médico espe­cialista em acupuntura.

acupuncture f. Acupuntura: medicina te­rapêu­tica usada desde milênios pelos chi­neses e japoneses, baseada em conceitos filosóficos de equilíbrio de duas forças componentes da Energia Vital - o Yin e o Yang. Consiste na introdução de agulhas muito finas em pontos cutâneos precisos, para tratamento de certas perturbações funcionais ou para ali­viar dores.

aigre f. Ácido: em acupuntura, um dos cinco sa­bores principais que está diretamente ligado ao fígado.

aiguille f. Agulha: instrumento usado na prática de acupuntura para estimular pontos especí­ficos do corpo humano. Compõem-se de três partes: cabo, corpo e ponta.

aiguille intradermique f. Agulha intradér­mica: tipo de agulha introduzida vertical­mente no ponto de acupuntura, que pode ser mantida injetada na pele por um tempo maior que as agulhas convencionas, indica­do aos pacientes com afecções crônicas ou dores persistentes.

aller à la rencontre l.v. Ir ao encontro: parte da prática da acupuntura que consiste em picar um ponto no sentido da circulação energéti­ca.

amer m. Amargo: em acupuntura, um dos cinco sabores principais que está diretamente li­gado ao coração.

analgésie f. Analgesia: aplicações de agulha que permitem ao paciente não sentir dor.

anatomo-physiologie orientale f. Anatomo-fi­siologia oriental: ciência que tem como ob­jetivo de estudo as funções energéticas, as vias e pontos energéticos, na dupla perspec­tiva da unidade e da totalidade. Negligência a estrutura dos órgãos e se preocupa apenas com as funções vitais essenciais ao orga­nismo.

anorexie f. Anorexia: falta de apetite de origem psíquica ou orgânica; sintoma de origem complexa que pode ser tratado por um acu­punturista dependendo do caso.

anosmie f. Anosmia: insuficiência de olfato que pode ser tratada pela acupuntura com relati­vo sucesso.

anthélix m. Antiélix: parte da orelha onde se encontram grandes parte dos pontos da auriculoterapia.

apophyse f. Apófise: saliência da superfície de um osso na qual encontram-se alguns pontos de acupuntura.

atelier m. Atelier: em acupuntura, nome dado às vísceras principais.

auriculothérapie f. Auriculoterapia: prática aplicada por acupunturistas, que consiste em fazer aplicações em determinados pontos da orelha, possibilitando um diagnóstico segui­do de uma ação terapêutica

automassage f. Automassagem: técnica da acupuntura, utilizada pelo próprio doente, para restabelecer um equilíbrio energéti­co e assim favorecer ao máximo a circulação normal da energia ao longo dos meridianos.

autorégulation f. Auto-regulação: característi­ca fundamental de todo ser vivente que ga­rante sua unidade e liberdade biológica, cuja falha origina a doença. É realizada graças a fenômenos de estimula­ção e inibição exerci­dos a todo instante e sobre todos os constituintes do or­ganismo.

bâtonnet d’amadou d’armoise m. Bastão de Artemísia: espécie de bastão de vinte centí­metros de altura e um centímetro de diâme­tro, feito de pó de artemísia.

bois f. Madeira: em acupuntura, um dos cinco movimentos da natureza, ligado diretamente às cores verde e azul, aos problemas de or­dem hepática e às pessoas coléricas.

borborygme m. Borborigmo: problema no intestino que provoca gases, constipações e diarréias, classi­ficado no Ocidente como colopatia funcional. Sintoma fun­cional valorizado especialmente no dia­gnóstico de acupuntura.

boulemie f. Bulemia: excesso de apetite acom­panhado da impressão de insaciabilidade, provocada pelo excesso de energia do estô­mago, tratado com sucesso pela acupuntu­ra.

bourdonnement d’oreille m. Zumbido au­ricular: tipo de zumbido que ocorre no ouvido e pode ser classificado conforme seu tom; quanto mais agudo, mais difícil o tratamento. Na acupuntura, esse tipo de pro­blema está diretamente ligado a energia do rim.

bradycardie f. Bradicardia: pulsação lenta do coração, caracterizada por seu desequilíbrio de energia, que pode ser restabelecido pela acupuntura.

branche collatérale f. Ramo colateral: via por onde circula a energia vital e o sangue do corpo humano, assim como o meridiano.

branche terrestre f. Ramo terrestre: energia que o céu exerce sobre a terra.

brûlure f. Queimação: sensação de queimadu­ra que aparece na região inervada quando se estimula várias vezes o tronco nervoso.

cellulite f. Celulite: inflamação do tecido celu­lar subcutâneo, que em acupuntura repre­senta uma insuficiência de energia, um acú­mulo de Yin.

chagrin m. Tristeza: em acupuntura, um dos cinco sentimentos ou força essencial psíqui­ca ligada diretamen­te ao pulmão.

chaleur f. Calor: conceito da medicina chinesa extraído da observação da natureza. Pode ser utilizado no diagnóstico através de um sistema chamado "oito regras", utili­zado pelos acupunturistas. A doença ligada ao calor tem como sintomas a sede e membros quentes, sendo oposta ao frio.

chaleur du sang m. Calor no sangue: designa um acúmulo de sangue que provoca fadiga, má digestão, es­quecimento, estado de de­pressão.

cigarette allumé m. Cigarro: tipo de moxa utili­zada por leigos para estimular pontos da acupuntura.

cinq mouvements m. Cinco movimentos: cinco fontes de energia emitidas pelos cinco ór­gãos principais. É ao nível dessas cinco energias que se determina as características funcionais desses cinco órgãos.

colère f. Cólera: em acupuntura, um dos cinco sentimentos ou força essencial psíquica li­gada diretamente ao fígado.

cône d' armoise m. Cône de artemísia: peque­no triângulo feito com artemísia que mantém o calor necessário para a aplicação das moxas.

contracture f. Contração: contração prolon­gada e involuntária de um ou de muitos mús­culos, sobre a influência de uma das oito energias perversas.

craniopuncture f. Craniopuntura: exame e aplicação de acupuntura em certos pontos situados no crânio para fins diagnósticos e terapêuticos.

creux m. Buraco: em acupuntura, minúscula cavidade encontrada no corpo humano, onde está localizado o ponto de acupun­tura.

culotte de cheval m. Culote: Tipo de celulite que se encontra no trajeto do meridiano da ve­sícula biliar, indicando uma insuficiência de energia Yang neste órgão.

cun m. Cun/tsun: unidade proporcional de me­dida, com a qual se subdivide uma parte do corpo, permitindo uma localização mais precisa dos pontos.

dépression f. Depressão: cavidade localizada no reves­timento cutâneo, que corresponde aos pontos de acupuntura.

digitomassage f. Digitomassagem: massa­gem feita com os dedos, usada em acupuntu­ra para estimular vários pontos resolvendo assim variados tipos de doença.

digitopression f. Digitopressão: estimulação de uma zona onde se encontra um ponto, pela pressão da ponta dos dedos.

disperser v. Dispersar/sedar: distribuir o ex­cesso de energia para restabelecer o equi­líbrio.

dispersion f. Dispersão: ato provocado pela introdução de agulhas, que consiste em dispersar a energia acumulada em um ponto de algum meridiano.

douceâtre-sucré m. Adocicado: em acupuntu­ra, um dos cinco sabores principais dire­ta­mente ligado ao baço.

douleur spontanée f. Dor espontânea: dor detectada pelo simples apalpar da pele ou pressão dos dedos em um ponto preciso do corpo.

douleur de trajet f. Dores de trajeto: dores detectadas no trajeto dos meridianos. Aju­dam o acupunturista a detectar a origem da doença.

drainage des méridiens m. Drenagem dos meridianos: caminho que os meridianos per­correm no corpo humano.

eau f. Água : um dos cinco movimentos da natureza, diretamente ligado aos problemas de garganta e rins.

électropuncture f. Eletropuntura: método que usa a eletricidade para estimular um ponto da acupuntura.

électrothérapie f. Eletroterapia: método que usa a eletricidade como agente de estimula­ção de um ponto da acupuntura.

embrocher t.i. Espetar: em acupuntura, ação de espetar o paciente com uma agulha na loca­lização de um ponto específico.

énergie ancestrale f. Energia ancestral: es­quema energético herdado dos genito­res, em torno do qual todo ser vivente se or­ganiza.

énergie perverse f. Energia perversa: fator externo que influencia de forma negativa o ciclo energético do corpo humano. Uma manifestação anormal do céu, para determinada hora do dia ou estação do ano, tão intensa a ponto do organismo não se defender.

énergie vitale f. Energia vital: energia que, juntamente com a matéria, sustenta o homem.

engourdissement m. Entorpecimento: sensa­ção que aparece nos membros quando se estimu­la, através da acupuntura, o tronco nervoso.

entraille f. Víscera: todo órgão alojado nas cavidades toráxicas, craniana e abdominal, dentro do qual estão armazenadas matéria exterior que será transformada em energia. Age em con­junto com um órgão principal correspon­den­te, assegurando-lhe a defesa e a alimen­tação.

énuresie f. Incontinência urinária: emissão invo­luntária de urina noturna que pode ser tratada com sucesso pela acupuntura.

étiqueter t.i. Etiquetar: classificar um doente, uma doença ou sintoma de acordo com as oito regras da acupuntura.

examem direct m. Exame direto: tipo de exame, que utiliza as mãos e os ouvidos, feito pelo médico acupunturista.

excès d’énergie m. Excesso de energia: acú­mulo de energia em algum órgão ou víscera, que causa distúrbios no corpo humano.

extase m. Êxtase: parada ou diminuição da cir­culação energética ao nível dos meridianos.

extérieur m. Exterior: uma das oito regras usadas para classificar o doente, a doença e o sintoma. É considerada uma doença exterior toda doença que se origina de uma perturbação externa e se opõe às doen­ças de origem interior.

extrait placentaire m. Extrato placentário: medicamento utilizado para prolongar o efeito da acupuntura. É indicado no trata­mento da hepatite crônica, nefrite, úlcera gástrica, reações de alergia, nevrose e al­gumas afecções ginecológicas.

faire circuler l’énergie l.v. Circular a energia: tonificar ou sedar pontos precisos para o restabelecimento do equilíbrio da energia vital.

feu m. Fogo: em acupuntura, um dos cinco mo­vimentos da natureza, diretamente ligado ao coração.

fleur de prunier f. Martelinho de sete pontas: Tipo de martelinho com várias pontas, que se bate com maior ou menor intensidade, na zona a se estimular até provocar uma vermelhidão ou espirrar algumas gotas de sangue.

flux d'énergie m. Fluxo de energia: quanti­dade de energia emitida pelos órgãos que percorre todo o corpo humano.

froid m. Frio: em acupuntura, umas das oito regras usadas para classificar o doente, a doença e o sintoma, caracterizada por uma sensação de frio e oposta ao calor.

grosses jambes f. Flebite: situação de defici­ência de energia que causa problemas circu­latórios nos membros inferiores, com incha­ço no tornozelo. Pode ser minimizado pela prática de digitopressão.

gymnastique f. Ginástica: mobilização harmo­niosa das energias do corpo. 1. estática: a mais simples das ginásticas com um triplo aspecto: postural, mental, respiratório. 2. cinética: ginástica que agrupa todos os exercícios físicos: auto-massagens e mobili­zações articulares.

histamine f. Histamina: substância produzida através da picada de agulha, com efeito ini­bidor da dor.

homéosiniatrie f. Homeosiniatria: terapêutica mista da homeopatia e acupuntura.

homme de bronze m. Homem de bronze: tipo de estátua ou manequim onde estavam indi­cados a topografia dos pontos de acupuntu­ra, usada no início da prática da ciência.

huit règles f. Oito regras: lei fundamental que classifica a doença, o doente e o sintoma. São elas: o Yin e o Yang, o pleno e o va­zio, o frio e o calor, o interior e o exterior.

hypersomnie f. Hipersonia: sono em demasia, sensação de acordar cansado, provocado pelo excesso de Yin.

hypertonie f. Hipertonia: excesso de energia.

iang m. Yang: força que compõe o Tao e re­presenta a energia, aspecto oposto e com­plementar ao Yin.

inn m. Yin: força que compõe o Tao e repre­senta a matéria, aspecto oposto e comple­mentar ao Yang.

innervation f. Inervação: distribuição de ner­vos em uma região anatômica. Ela se en­contra ligada aos controles simpáticos de certos órgãos.

insomnie f. Insônia: falta de sono causada pelo excesso de Yang ou insuficiência de Yin.

insuffisance d’énergie f. Insuficiência de energia: distúrbio que pode causar uma série de disfunções no corpo humano.

intérieur m. Interior: em acupuntura, uma das oito regras usadas para classificar a doença, o doente ou o sintoma. São consideradas doenças internas aquelas provenientes de uma perturbação alimentar ou psíquica, oposta às doenças de origem exterior.

iong m. Yong: energia produzida pelo triplo aquecedor na sua forma mais volátil.

iris f. Íris: membrana circular, colorida, com orifício central, ou pupila, entre a córnea e a face anterior do cristalino, cujas variações de diâmetro regulam a entrada de luz no olho. Em analogia aos cinco órgãos principais, corresponde aos rins.

iu-mo m. Iu-mo: técnica usada para harmonizar a energia de um órgão pela estimulção si­multânea dos pontos de alarme (iu) e de as­sentimento (mo) correspondentes a cada ór­gão.

joie f. Alegria: em acupuntura, um dos cinco sentimentos ou força essencial psíquica li­gada diretamente ao coração.

kinésithérapeute m. Kinesiterapeuta: especia­lista em massagens chinesas.

lampe à infrarouges f. Lâmpada infraverme­lha: lâmpada usada na aplicação de calor seco como coadjuvante na estimulação de pontos.

laser infrarouge m. Laser infravermelho: usado para estimular um ponto de acupuntura, uma zona ou mesmo uma parte do trajeto do me­ridiano. Consiste em utilizar feixes de fre­qüências infravermelhas e pode ser utilizado no lugar de moxas.

langue f. Língua: órgão situado na cavidade bucal, dividido em cinco regiões analoga­mente li­gadas aos cinco órgãos principais.

lo m. Lo: ponto de um dos 12 canais principais que, se estimulado, faz a conexão entre o meridiano principal e o seu meridiano aco­plado.

loi d’engedrement f. Lei da geração: lei pela qual um elemento da terra gera outro; tal lei se une à uma segunda, a lei de dominância.

loi de dominance f. Lei de dominância: lei pela qual um elemento da terra domina ou­tro.

loi des cinc éléments f. Lei dos cinco elemen­tos: combinação da lei de dominação e da lei de geração que envolvem os cinco ele­mentos da Terra, os cinco órgãos principais, as cinco cores e os cinco sabores.

loi des cinc mouvements f. Lei dos cinco mo­vimentos: lei que subordina o sistema auto regulado. Permite ao acupunturista determi­nar a origem da doença, diferenciar seus aspectos clínicos e aplicar uma terapêutica racional.

mal d'aiguilles m. Mal de agulhas: mal-estar causado por ansiedade, fraqueza, estafa, má posição do paciente ou uma estimulação forte das agulhas.

manchon m. Cabo: enrolamento de aço, cobre ou latão que permite ao acupunturista segu­rar melhor a agulha.

mandchous m. Mandchous: médicos que utili­zam um tipo de massagem suave, com a ponta dos dedos, atualmente usada na Coréia e no Japão.

manque d'énergie f. Falta de energia: uma das principais disfunções do corpo humano, curada através da prática da acupuntu­ra.

massage f. Massagem: Técnica usada em acu­puntura para restabelecer um equilíbrio energético e assim favorecer ao máximo a circulação normal da energia ao longo dos meridianos.

massage centrifuge f. Massagem centrífuga: tipo de massagem que estimula a energia em um órgão ou meridiano.

massage centripète f. Massagem centrípeta: tipo de massagem que dissipa a energia acumulada em um órgão ou meridiano.

massage digital f. Massagem digital: massa­gem feita com os dedos que estimula os pontos da acupuntura gerando uma trans­formação energética.

massothérapie f. Massoterapia: terapêutica da acupuntura através de massagem.

méridien m. Meridiano: classificados como principais ou secundários, são regrupamen­tos na pele de partes do corpo de mesma ressonância energética. Trajetos puramente energéticos posicionados entre os espaços dos músculos, dos tendões e dos ossos, não possuem suporte anatômico.

méridien curieux m. Meridiano curioso: v. vaisseaux merveilleux.

méridien Du Mai m. Meridiano Mai: a reunião de todos os meridianos Yang. v. vaisseau gouverneur.

méridien Ren Mai m. Meridiano Ren Mai: a reunião de todos os meridianos Yin (v. vais­seau conception).

métal m. Metal: em acupuntura, um dos cinco movimentos da natureza, diretamente liga­do aos problemas respiratórios.

milieu aqueux de l’oeil m. Meio aquoso do olho: parte dos olhos que contém água, em analogia aos cinco órgãos principais cor­responde ao baço.

mini-moxa m. Mini-moxa: prática de moxa, empregada por leigos, que consiste em esti­mular um ponto de acupuntura com a ajuda de um cigarro normal.

moxa f. Moxa: utilização de calor para esti­mular um ponto de acupuntura, aproxi­mando um objeto quente, provocando uma pequena queimadura ou simplesmente uma vermelhidão na pele.

moxa indirect f. Moxa indireta: tipo de mo­xabustão na qual se coloca um tipo de prote­ção (folha de gengibre, pedaço de raiz, dente de alho) entre o cone e a pele, evitan­do uma possível queimadura.

moxibustion f. Moxabustão: estimulação de um ponto da acupuntura pelo calor.

nasothérapie f. Nasoterapia: aplicações de acupuntura na região nasal, utilizada em ca­sos precisos como desintoxicações.

neuroacupuncture f. Neuroacupuntura: práti­ca da acupuntura com atenção voltada para o crânio.

noeud de résonance m. Nó de ressonância: zonas de ressonância bem nítidas na pele; pontos de acupuntura.

odeur de l’énergie m. Odor da energia: odor exala­do pelo paciente através da urina, fe­zes, suor e hálito, que pode permitir ao mé­dico acupunturista, segundo as oito regras, reco­nhecer a origem da doença.

organe trésor m. Órgão tesouro: corres­pon­dem aos órgãos principais, indispensá­veis à vida; são eles o coração, o pulmão, os rins, o fígado e baço-pâncreas.

organe fondamental m. Órgão fundamental: todos os cinco órgãos produtores de energia vital, indispensáveis à vida.

palpation f. Palpação: exame feito com as mãos, também chamado de exame direto, realizado pelo médico acupunturista.

pensée-réflexion f. Pensamento: em acupun­tura, um dos cinco sentimentos ou força essencial psíquica ligada diretamente ao baço.

peur f. Medo: em acupuntura, um dos cinco sentimentos ou força essencial psíquica li­gada diretamente aos rins.

pharmacodynamique m. Farmacodinâmico: relativo à ação dos medicamentos sobre o organismo.

pincer t.i. Pinçar: pegar uma parte da pele do paciente onde estão localizados os pontos de acupuntura.

piquant m. Picante: em acupuntura, um dos cinco sabores principais que está diretamen­te ligado ao pulmão.

plénitude d’énergie f. Plenitude de energia: em acupuntura uma das oito regras usadas para classificar o doente, a doença e o sin­toma. Caracterizada por ocorrência de dores no corpo e oposta ao vazio.

poignet m. Pulso: parte do corpo onde ocorre o resultado de uma combinação de energia; reflexo do estado dos doze meridianos principais, reconhecido pelo acupunturista através da pulsação.

point m. Ponto: zona de ressonância dos ór­gãos, na superfície da pele, onde são feitas as aplicações de acupuntura.

point assentiment m. Ponto de assentimento: nome que se dá aos pontos localizados nas costas, ao lado da coluna vertebral; pontos utilizados na acupuntu­ra para agir sobre o aspecto Yang da função do órgão ao qual ele pertence.

point clé m. Ponto Chave: ponto que, quando estimulado em primeiro lugar, abre as portas à ação de estímulos dos outros meridianos.

point curieux m. Ponto curioso: é o ponto en­contrado fora dos meridianos.

point de dispersion m. Ponto de dispersão: nome que se dá aos pontos espalhados pelo corpo que apresentam a propriedade de dispersar o excesso de energia que o corpo pode vir a apresentar.

point héraut m. Ponto de alarme: nome que se dá aos pontos localizados na parte anterior do tronco, usa­dos na acupuntura para agir sobre o aspecto Yin da função do órgão ao qual eles perten­cem.

point hyperesthésique m. Ponto sensível: ponto doloroso ao ser pressionado pelos dedos em certos lugares da pele.

point interdit m. Ponto proibido: nome que se dá aos vinte e quatro pontos que, se picados, podem trazer conseqüências graves ao paciente.

point placebo m. Ponto placebo: sistemática de estudo, na qual são feitas aplicações para a avaliação da validade da acupuntura. Não corresponde a nenhum ponto da acupuntura.



  1   2   3   4   5   6   7


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal