Universidade federal da paraíba centro de ciências humanas, letras e artes departamento de letras clássicas e vernáculas licenciatura em letras/LÍngua brasileira de sinais modalidade: educaçÃo a distância


INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS LITERÁRIOS



Baixar 0.53 Mb.
Página6/8
Encontro18.09.2019
Tamanho0.53 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8

INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS LITERÁRIOS


Carga Horária: 60 horas

Créditos: 04

Pré-requisito: Nenhum

Ementa: Leitura e interpretação de textos da literatura universal (poesia, drama e prosa), considerados relevantes para a formação em estudos literários. Pré-requisito

BIBLIOGRAFIA

BARBOSA, Frederico (org). Cinco séculos de poesia: antologia de poesia clássica brasileira. 3ªed. São Paulo: Landy. 2003.

CAMPOS, Augusto de; CAMPOS, Haroldo de & PIGNATARU, Décio. Teoria da Poesia Concreta. São Paulo: Ateliê Editorial, 2006.

CANDIDO, Antonio. Na sala de aula: caderno de análise literária. São Paulo: Ática (Série Fundamentos). 2004

GOLDSTEIN, Norma. Verso, sons, ritmos. 14 ed. ed. ver. e atual. São Paulo: Ática (Col. Princípios, v. 6). 2007.

LOTMAN, I. A estrutura do texto artístico. Tradução de Maria do Carmo Vieira Raposo e Alberto Raposo. Lisboa: Editorial Estampa 1978.

PIGNATARI, Décio. O que é comunicação poética. 8 ed. São Paulo: Ateliê Editorial. 2005.

POUND, Ezra. ABC da literatura. 11. ed. Tradução de Augusto de Campos. São Paulo: Cultrix. 2006.

TEORIAS LITERÁRIAS

Carga Horária: 60 horas


Créditos: 4

Pré-requisito: Introdução aos Estudos Literários

Ementa: Diferentes cânones da criação poética. Surgimento de novas abordagens teóricas para o poema moderno. Elementos constitutivos do poema. Análise de poemas. (drama) Teorias da narrativa. Elementos constitutivos da narrativa. As narrativas curtas. O romance. Diferentes tipos de abordagem teórica.

BIBLIOGRAFIA

PIGNATARI, Décio. O que é comunicação poética. 8 ed. São Paulo: Ateliê Editorial. 2005.

POUND, Ezra. ABC da literatura. 11. ed. Tradução de Augusto de Campos. São Paulo: Cultrix. 2006.

EAGLETON, Terry. Teoria da Literatura: uma introdução. Trad. de Waltensir Dutra. 5.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

POUND, Ezra. A arte da poesia; ensaios escolhidos. 3a. ed. José Paulo Paes e Heloysa de Lima Dantas. São Paulo: Cultrix, 1991.

RIBEIRO NETO, Amador . "Altercação: poesia & pedras-de-raio". In: Sebastião; novos olhos sobre a nova poesia brasileira. São Paulo: Grifo,2001, v. 1, pp 30-33.

RIBEIRO NETO, Amador. . "Bom dia, melancolia". In: BARBOSA, F. Louco no oco sem beiras. São Paulo: Ateliê Editorial,2001 pp 11-20.187-200.

Livros digitais

Dom Quixote. Miguel de Cervantes. Ilustrado por Luther Schmidit. Adaptação de Clélia Regina Ramos. Tradutores para a Libras: Flávio Milani e Gildete Amorim. Petrópolis, Arara azul, 2010

Iracema. José de Alencar. Tradutores para a LIBRAS:Heloíse Gripp Diniz e Roberto Gomes de Lima. Petrópolis, Arara azul, 2002.

O velho da horta. Gil Vicente. Tradutores para LIBRAS: Marlene Pereira do Prado e Juan Nascimento Guimarães. Petrópolis, Arara azul, 2002.

INTRODUÇÂO À EAD

Carga horária: 60

Introdução à EAD. Histórico e objetivos da EAD. Perspectivas teórico-metodológicas da aprendizagem à distância. Iniciação ao uso das ferramentas de apoio ao ensino/aprendizagem. Uso da plataforma MOODLE.

BIBLIOGRAFIA

BELLONI, Maria Luisa. Educação a distância. Campinas: Autores associados, 1999.

GONZALEZ, Mathias. Fundamentos da tutoria em educação a distância. São Paulo: Avercamp, 2005.

MORAN, José Manuel & BEHRENS, Marilda. Novas tecnologias e mediação pedagógica. São Paulo: Papirus, 2004.

MURAD, Fátima. Educação a distância, Porto Alegra: ARTMED, 2001.

PETERS, Otto. Didática do ensino a distância. São Leopoldo, RS: UNISINOS, 2001

RUMBLE, Greville. A gestão dos sistemas de ensino a distancia. Brasília: Editora da Universidade de Brasília: Unesco, 2003

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Carga Horária: 60

Créditos: 04

Pré-requisito: Nenhum



Ementa: Elaboração de trabalho acadêmico-científico.

BIBLIOGRAFIA

ANDRADE, M.M. Introdução à metodologia do trabalho científico: elaboração de trabalhos na graduação. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1998.

ECO, U. Como se faz uma tese. 15 ed. São Paulo: Perspectiva, 1977.

HOUAISS, A. e VILLAR, M.S. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: objetiva, 2001.

MACHADO, A. R.; LOUSADA, E.G.; ABREU-TARDELLI, L.S. Resumo. Leitura e produção de texto técnicos e acadêmicos.

Vol 1. São Paulo: Parábola, 2004a.

___________. Planejar gêneros acadêmicos: escrita científica- texto acadêmico- diário de pesquisa-metodologia.

Vol.3. São Paulo: Parábola, 2005.

___________. Resenha. Leitura e produção de texto técnicos e acadêmicos. Vol 2. São Paulo: Parábola, 2004b.

___________. Trabalhos de pesquisa: diários de leitura para a revisão bibliográfica. São Paulo: Parábola, 2007.



2.2 CONTEÚDOS COMPLEMENTARES OPTATIVOS (MÍNIMO DE 08 CRÉDITOS/ CARGA HORÁRIA - 120)

2.2.1 CONTEÚDOS COMPLEMENTARES OPTATIVOS GERAIS

SOCIOLINGUÍSTICA

Carga Horária: 60 horas

Créditos: 4

Ementa: Conceitos básicos. Diversidade linguística no Brasil: correlação entre estruturas sociais/estruturais e os fenômenos linguísticos. Panorama dos estudos sociolinguísticos realizados no Brasil: níveis fonético-fonológico e gramatical.



BIBLIOGRAFIA

BAGNO, M. Preconceito Linguístico: o que é como se faz? Ed. Loyola, 2005.

BAGNO, M.; STUBBS, M.; GAGNÉ, G. Língua materna: letramento, variação e ensino. Ed. Parábola, 2004

BORTONI-RICARDO, S. M. Educação em língua materna: a sociolingüística em sala de aula. Ed. Parábola, 2008.

QUADROS, R. M.; SCHMIEDT, M. L. P. Idéias para ensinar português para alunos surdos. Brasília: MEC, SEESP, 2006.

QUADROS, R. M.; KARNOPP, L. B. Língua de sinais brasileira: estudos lingüísticos. Porto Alegre: Artmed, 2004.

TARALLO, F. A pesquisa sociolinguística. Ed. Ática,2000

ANÁLISE DE DISCURSO

Carga Horária: 60 horas

Créditos: 4

Ementa: Campo teórico: esboço histórico. Conceitos básicos: linguagem, discurso e sujeito. Dispositivos e procedimentos analíticos.



BIBLIOGRAFIA

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e Filosofia da Linguagem. 6. ed. São Paulo: Hucitec, 1992.

__________. Estética da Criação Verbal. Campinas: Pontes, 1992.

BARROS, Diana Luz P. de; FIORIN, José Luiz (Orgs.). Dialogismo, Polifonia, Intertextualidade em torno de Bakhtin. São Paulo: Editora da USP, 1994.

BRAIT, Beth (Org.). Bakhtin, dialogismo e construção de sentido.Campinas: Ed UNICAMP, 1997.

BRANDÃO, Helena Nagamine. Introdução à Análise do Discurso. 2. ed. Campinas: Ed. da UNICAMP.

________. Análise do Discurso: balanço e perspectiva. In: NASCIMENTO & FARACO et alii. Uma Introdução a Bakhtin. Curitiba: Hatier, 1988.

FIORIN, José Luiz. A Inauguração da Inocência. Significação. Revista Brasileira de Semiótica, 4. Araraquara: Centro de Estudos Semióticos, 1984.

FOUCAULT, Michel. A Arqueologia do Saber. Petrópolis: Vozes, 1972.

__________. Vigiar e Punir. Petrópolis: Vozes, 1983.

GREGOLIN (org.). Problemas atuais da Análise do Discurso. Araraquara: Unesp – Série Encontros. Publicação do Curso de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa, Ano VIII, n. 1. p. 3-14, 1994.

MAINGUENEAU, Dominique. Novas Tendências em Análise do Discurso. Campinas: Pontes, 1989.

ORLANDI, P. Eni at alii. Sujeito e Texto. São Paulo: Educ, 1988.

ORLANDI, P. Eni. Discurso e Leitura. São Paulo: Cortez, 1988.

__________. (org.) Discurso Fundador. Campinas: Pontes, 1993.

POSSENTI, Sírio. Discurso, estilo e subjetividade. São Paulo:Martins Fontes. 1993





1   2   3   4   5   6   7   8


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal