Universidade do estado do rio de janeiro


 FRAGMENTOS PARA UMA HISTÓRIA DO CONFINAMENTO DO PRESENTE NO BRASIL



Baixar 1.01 Mb.
Página3/23
Encontro11.06.2018
Tamanho1.01 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   23

 FRAGMENTOS PARA UMA HISTÓRIA DO CONFINAMENTO DO PRESENTE NO BRASIL


Manoel Mendonça Filho

17:00 horas – Pausa do café



  • Lançamentos de Livros:

JACÓ-VILELA, A. M.; PORTUGAL, F.T.; FERREIRA, A. A. L (orgs)

História da Psicologia – Rumos e percursos.

Rio de Janeiro: Nau. 2005

TOURINHO, C.D.C.; FERREIRA, M. S.; SILVA, N. F. R.; LIMA, R. S.

Ensaio sobre o pensamento contemporâneo – Bérgson, Benjamin, Foucault e Meyerson.

Niterói: Proclama, 2006.




  • Lançamento da revista eletrônica Mnemosine – Publicação do Clio-Psyché.

- endereço eletrônico: www.cliopsyche.cjb.net
17:30 horas – Mesa redonda – “A Psicologia e seus ‘outros’”

Maria Lucia Boarini (Universidade Estadual de Maringá)

Francisco Teixeira Portugal (UFRJ)

Coordenação: Érika Lourenço (UFOP)

Local: Auditório 93
19:30-21:00 – Cursos (aula 1)
-“Ditadura e Alteridade” - Luís Reznik (UERJ)

Local: sala 10092-F

-“Ditadura militar e modos de subjetivação”- Equipe Clínica do Grupo Tortura Nunca Mais/RJ

Local: sala 10093-F


Dia 6/10, sexta-feira

9:30 h - Mesa redonda – “Outras histórias para a Psicologia?”

Marcelo Jasmin (Fundação Casa de Rui Barbosa)

Margareth Rago (Unicamp)

Coordenação: Inês Loureiro (Unimarco)

Local: Auditório 93


11:30h - Conferência: “Ciencia y marginación en psicología: un esbozo histórico de la parapsicología en Europa”

Annette Mulberger (Universidade Autônoma de Barcelona)

Coordenação: Ana Maria Jacó-Vilela (Programa de Estudos e Pesquisas em História da Psicologia - Clio-Psyché)

Local: Auditório 93


14:00 horas – Apresentação de Comunicações Orais
Sessões:
11 - História da Psicologia IV

O xis da questão é este: aqueles que afirmam saber o que é a história sempre realizam (assim como eu) um ato de interpretação” (Keith Jenkins)


Coordenador: Evie de França Giannini

Local: sala 10092-F


Para uma história da Análise Institucional no Brasil: alguns relatos sobre os “psicanalistas argentinos” e o Ibrapsi.

Aline de Araújo Gonçalves da Cunha; Camilla Martins de Oliveira; Daniel Maribondo Barboza; Heliana de Barros Conde Rodrigues

OS PROCESSOS DE INTERDIÇÃO E O HOSPITAL-COLÔNIA ERONIDES DE CARVALHO: RELAÇÕES ENTRE O CAMPO DA PSICOLOGIA E DO DIREITO

Michelle Menezes Wendling


RESGATE HISTÓRICO DA INSERÇÃO DA PSICOLOGIA NO SISTEMA PENITENCIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Carlos Henrique Barros; Cely Salles; Douglas Bianchi; João Carlos Lipke; Márcia Badaró; Olga Teixeira; Rosângela Nunes; Valdeque Santos; Vilma Diuana


PSICANÁLISE, ATENÇÃO À INFÂNCIA E SERVIÇO DE PSICOLOGIA APLICADA: ATRAVESSAMENTOS

Lulli Milman; Daniela Albrecht Marques Coelho; Isabel Costa Lima; Júlia Rodrigues Valle Milman; Letícia Costa Barbosa; Mônica Silva da Costa

 DAS CLASSES HOMOGÊNEAS, DAS CLASSES SELETIVAS: FRAGMENTOS DE UMA HISTÓRIA DA PSICOLOGIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Karina Pereira Pinto

12 - Temas Historiográficos IV

Toda disciplina é constituída por um conjunto de restrições ao pensamento e à imaginação, e nenhuma é mais repleta de tabus do que a historiografia profissional” (Hayden Whyte)


Coordenador: Hildeberto Vieira Martins

Local: sala 10093-F


O ANIMAL COMO OUTRO DO HUMANO E O JOGO DAS SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS: IMPLICAÇÕES ÉTICAS DE UMA PERSPECTIVA DARWINISTA


André Luis de Lima Carvalho; Ricardo Waizbort


 PENSANDO VYGOTSKI COM VARELA: CONTRIBUIÇÕES À PSICOLOGIA

Beatriz Sancovschi

 EXPERIÊNCIA DE PRIMEIRA PESSOA: A DISSOLUÇÃO DO PONTO DE VISTA DO OBSERVADOR

Eduardo Henrique Passos Pereira; André do Eirado Silva ; Carlos Vinícius de Assumpção Fernandes ; Fernanda Ratto de Lima ; Letícia Maria Renault de Barros; Fernanda Rodrigues da Guia ; Júlia Florêncio Carvalho ; Luiza Vardiero Corrêa


PARA UMA METODOLOGIA HISTÓRICA FEMININA, DO FEMININO NA PSICOLOGIA BRASILEIRA.


Flávia Moreira Oliveira; Ana Maria Jacó-Vilela

 A ALTERAÇÃO E O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO

João Batista Martins

13 - Outras Histórias I

A história estuda a história: indício de identificação que alimenta uma extraordinária presunção...” (Jean Chesneaux).
Coordenador: Alexandre de Carvalho Castro

Local: sala 10096-F



MORTE E VIDA TECNOLÓGICA: A EMERGÊNCIA DE NOVAS CONCEPÇÕES DE SUJEITO NA HISTÓRIA DO TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS


Luciana Kind

A VIDA NÃO É MAIS ALTERIDADE (?): BIOTECNOLOGIAS, BIOCIÊNCIAS E SUJEITO PSÍQUICO

César Pessoa Pimentel

A HUMANIZAÇÃO COMO DISCURSO E RETÓRICA PARA O CAMPO DAS CIÊNCIAS HUMANAS: UMA ANÁLISE.

Waldir da Silva Souza; Martha Cristina Nunes Moreira

A ORDEM DO DISCURSO ECLESIÁSTICO  CONTROLE, RAREFAÇÃO E EXCLUSÃO DOS DISCURSOS AUTÔNOMOS NA IGREJA CATÓLICA DO SÉCULO XX.

Marcio José de Araújo Costa

14 - Foucault

Não sou um historiador profissional....mas ninguém é perfeito” (Michel Foucault).
Coordenador: Renato Sampaio Lima

Local: sala 10097-F


FRAGMENTOS DE UMA ARQUEOLOGIA DA ALTERIDADE NO DISCURSO FILOSÓFICO CONTEMPORÂNEO.

Guilherme Almeida Ribeiro

 O PRINCÍPIO DO CUIDADO DE SI NA HERMENÊUTICA DO SUJEITO DE MICHEL FOUCAULT

Nádia Filomena Ribeiro da Silva

Imanência e Transcendência do Corpo: o biopoder na contemporaneidade

Gabriela Bastos Soares

15 - Cidades

O historiador não é mais um homem a constituir um império (...). Trabalha nas margens. Sob esse ponto de vista, torna-se um andarilho” (Michel de Certeau).


Coordenador: Denise Barcellos da Rocha Monteiro

Local: sala 10100-F


 DA EXCLUSÃO AO EXCLUSIVO: AS PRÁTICAS PARA COM A DIFERENÇA NO URBANO

Luis Artur Costa; Tânia Mara Galli Fonseca

 UMA NOVA ESPÉCIE DE OUTRO: INVISIBILIDADE E VISIBILIDADE DAS POPULAÇÕES DE RUA

Hamany Cursino Souza; Marcelo Santana Ferreira

HISTÓRIAS ANÔNIMAS DO COTIDIANO CARIOCA. NARRATIVAS URBANAS DE MORADORES QUE VIVEM SÓ.

Luis Antonio Baptista; Cláudia Freire Vaz; Estevão Santos Virgínio; Gabriela Silva de Lima; Guilherme Candido da Costa; Lidiane Pereira Raposo; Rafael Moraes; Verônica Duarte Processi; Vinicius Teixeira Bandeira; Vivian da Rocha Pires

PARADIGMA PREVENTIVO E LÓGICA IDENTITÁRIA NAS POLÍTICAS PARA JUVENTUDE: O CASO HIP HOP

Rodrigo Lages e Silva; Rosane Neves da Silva


15:30 horas – Apresentação de Comunicações Orais


Sessões:

16 - História da Psicologia V

A intervenção do historiador que escolhe documentos insere-se numa situação inicial que é ainda menos neutra que sua intervenção” (Jacques Le Goff).
Coordenador: Terezinha Sampaio

Local: sala 10092-F


 AS PAIXÕES E OS AFETOS NA PRODUÇÃO ESCRITA DA FACULDADE DE MEDICINA DO RIO DE JANEIRO NO SÉCULO XIX

Roberto Silva de Souza

 A CRIANÇA/INFÂNCIA NA HISTORIOGRAFIA DA PSICANÁLISE BRASILEIRA – UM ESTUDO CRÍTICO DO ESTADO DA ARTE

Luís Antônio Gomes Lima

 O CARÁTER NACIONAL E DISCURSO PSICOLÓGICO NAS OBRAS DE MANOEL BOMFIM

Luisa Beatriz Pacheco Ferreira

17 - Temas Historiográficos V

A história não está fora do âmbito do poder (...) Cada sociedade tem (...) sua política geral de verdade; isto é, os tipos de discurso que ela acolhe e faz funcionar como verdadeiros” (Michel Foucault).


Coordenador: Antonio Carlos Cerezzo

Local: sala 10093-F

ENTRE A AUTONOMIA E O CONTROLE: O INDIVÍDUO COMO CONDIÇÃO DE POSSIBILIDADE DOS SABERES PSICOLÓGICOS.

Arthur Arruda Leal Ferreira; André Schimidt da Silva; Felipe Alves Fonseca; Filipe Herkenhoff Carijó; Karina Padilha; Maria Clara de Almeida; Mariama Augusto Furtado; Míriam Starosky; Nira Kaufman

MEMÓRIA E ALTERIDADE: O PROBLEMA DAS FALSAS LEMBRANÇAS

André do Eirado Silva; Eduardo Henrique Passos; Christian Sade Vasconcelos; Luiza Vardiero Correa; Júlia Florêncio Carvalho; Fernanda Rodrigues da Guia; Letícia Maria Renault de Barros; Carlos Vinícius Assumpção Fernandes; Fernanda Ratto de Lima

 O VÔO DO CAVALO: REALIDADE, FICÇÃO, MENTIRA

Antônio Carlos Cerezzo

 REFLEXÕES SOBRE MÚSICA E PSICOLOGIA A PARTIR DE NIETZSCHE

Beatriz de Souza Bessa

 ESTRATÉGIAS DE CONSTRUÇÃO DE SI, DE INCLUSÃO-EXCLUSÃO, ENTRE JOVENS “ATÍPICOS”

Carlos Alberto Bizarro Rodrigues

18 - Outras Histórias II

É impossível (...) analisar o discurso histórico independente da instituição em função da qual ele é organizado em silêncio” (Michel de Certeau).


Coordenador: Pedro Chiappini

Local: sala 10096-F


 EM BUSCA DA PUREZA: CIÊNCIA, MEDICINA E A PRODUÇÃO DA DIFERENÇA.

Hildeberto Vieira Martins

 MEMÓRIA SOCIAL DE RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA

Gilmara Santos Mariosa

A teoria de Jung como uma proposta metodológica de análise das metáforas urbanas e simbolismo social dos discursos de gênero na República Velha.

Clarisse Ismério

 ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A DINÂMICA PSÍQUICA ENVOLVIDA NA RETÓRICA DAS IMAGENS

Célia Szniter Mentlik

19 - Alteridade

A história é objeto de uma construção cujo lugar não é o tempo homogêneo e vazio, mas um tempo saturado de agoras” (Walter Benjamin).


Coordenador: Fábia Mônica

Local: sala 10097-F






1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   23


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal