Título do trabalho



Baixar 5.86 Kb.
Encontro10.11.2017
Tamanho5.86 Kb.





PESO CONTEXTO-DEPENDENTE: O COMPORTAMENTO DAS SÍLABAS CVC FINAIS NA ACENTUAÇÃO EM PORTUGUÊS

Carla de Aquino


Área do Conhecimento: Teoria e análise linguística

Palavras Chave: sílaba, mora, acento.

Resumo
Em português há codas preenchidas pelas soantes [l,r,N], por [S] ou por glides [j,w]. Podemos encontrar na língua palavras como jornál, mulhér e rapáz em que a sílaba CVC final se comporta como pesada. Entretanto, há casos como nível, fácil e lápis em que a consoante que trava a sílaba final parece não contribuir para o peso. Este trabalho busca, sob a perspectiva da Teoria Moraica (HYMAN, 1985; HAYES, 1989), distinguir sílabas fechadas leves e pesadas no Português. Procura-se investigar de que forma os segmentos finais das sílabas que possuem peso em determinados contextos comportam-se como leves em outros. Um banco de dados do português foi criado para fins de análise e a proposta busca explicações de base prosódica e morfológica para o diferente comportamento da sílaba fechada final de palavras com estruturas aparentemente semelhantes no que concerne a atribuição de acento na língua. Para itens derivados, a diferença entre CVC leve e pesada conta com informação lexical, os sufixos são marcados no léxico profundo. Sufixos CVC são majoritariamente tônicos. Sufixos terminados em soante da língua seguem este padrão. Os que não o seguem, são marcados no léxico profundo, por exemplo -vel(w)/-gem(w). Os sufixos terminados em S são considerados leves, ainda que hajam casos marcados como pesados, -az(s)/-ez(s). Nos itens não derivados, a justificativa para o diferente comportamento desses itens lexicais é de ordem fonológica e prosódica. Seguindo a escala de peso de Gordon (2004), as sílabas fechadas são divididas em dois tipos: CV[+son], pesadas, e CV[-son], leves. Os patamares de sonoridade (ZEC, 1995a, 1995b, 2007) podem explicar o fato de as soantes portarem peso em detrimento das obstruintes, que têm sonoridade menor.


De 22 a 26 de outubro de 2012.

FURG - Campus Carreiros



: anaismpu -> cd2012 -> pos
pos -> Histologia do testículo da raia sympterygia acuta (garman, 1877) (chondrichthyes, rajoidei) da costa sudeste do brasil nome dos autores
pos -> AvaliaçÃo citotóxica dos óleos de alecrim e orégano nome dos autores
pos -> Estudo de aspectos morfologicos de uma populaçÃo de cavia magna em uma ilha estuarina do sul do brasil nome dos autores
pos -> Prevalência do hpv na placenta e no colostro de parturientes e incidência no cordão umbilical de neonatos atendidos em um hospital Universitário no sul do brasil
pos -> Título do trabalho uma análise comparativa dos modelos de cocriaçÃo de valor apresentados na literatura acadêmica nome dos autores
pos -> Hiperfibrinogenemia relacionada à intercorrências patológicas em felinos atendidos no hcv-ufpel Borgartz, Anelise1
pos -> História e arquitetura das cervejarias na cidade de pelotas-rs nome do autor




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal