Título do trabalho



Baixar 5.86 Kb.
Encontro10.11.2017
Tamanho5.86 Kb.





PESO CONTEXTO-DEPENDENTE: O COMPORTAMENTO DAS SÍLABAS CVC FINAIS NA ACENTUAÇÃO EM PORTUGUÊS

Carla de Aquino


Área do Conhecimento: Teoria e análise linguística

Palavras Chave: sílaba, mora, acento.

Resumo
Em português há codas preenchidas pelas soantes [l,r,N], por [S] ou por glides [j,w]. Podemos encontrar na língua palavras como jornál, mulhér e rapáz em que a sílaba CVC final se comporta como pesada. Entretanto, há casos como nível, fácil e lápis em que a consoante que trava a sílaba final parece não contribuir para o peso. Este trabalho busca, sob a perspectiva da Teoria Moraica (HYMAN, 1985; HAYES, 1989), distinguir sílabas fechadas leves e pesadas no Português. Procura-se investigar de que forma os segmentos finais das sílabas que possuem peso em determinados contextos comportam-se como leves em outros. Um banco de dados do português foi criado para fins de análise e a proposta busca explicações de base prosódica e morfológica para o diferente comportamento da sílaba fechada final de palavras com estruturas aparentemente semelhantes no que concerne a atribuição de acento na língua. Para itens derivados, a diferença entre CVC leve e pesada conta com informação lexical, os sufixos são marcados no léxico profundo. Sufixos CVC são majoritariamente tônicos. Sufixos terminados em soante da língua seguem este padrão. Os que não o seguem, são marcados no léxico profundo, por exemplo -vel(w)/-gem(w). Os sufixos terminados em S são considerados leves, ainda que hajam casos marcados como pesados, -az(s)/-ez(s). Nos itens não derivados, a justificativa para o diferente comportamento desses itens lexicais é de ordem fonológica e prosódica. Seguindo a escala de peso de Gordon (2004), as sílabas fechadas são divididas em dois tipos: CV[+son], pesadas, e CV[-son], leves. Os patamares de sonoridade (ZEC, 1995a, 1995b, 2007) podem explicar o fato de as soantes portarem peso em detrimento das obstruintes, que têm sonoridade menor.


De 22 a 26 de outubro de 2012.

FURG - Campus Carreiros



Catálogo: anaismpu -> cd2012 -> pos
pos -> Histologia do testículo da raia sympterygia acuta (garman, 1877) (chondrichthyes, rajoidei) da costa sudeste do brasil nome dos autores
pos -> AvaliaçÃo citotóxica dos óleos de alecrim e orégano nome dos autores
pos -> Estudo de aspectos morfologicos de uma populaçÃo de cavia magna em uma ilha estuarina do sul do brasil nome dos autores
pos -> Prevalência do hpv na placenta e no colostro de parturientes e incidência no cordão umbilical de neonatos atendidos em um hospital Universitário no sul do brasil
pos -> Título do trabalho uma análise comparativa dos modelos de cocriaçÃo de valor apresentados na literatura acadêmica nome dos autores
pos -> Hiperfibrinogenemia relacionada à intercorrências patológicas em felinos atendidos no hcv-ufpel Borgartz, Anelise1
pos -> História e arquitetura das cervejarias na cidade de pelotas-rs nome do autor


Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande