Trabalho de final de curso do word elaborado por



Baixar 35.75 Kb.
Encontro17.02.2018
Tamanho35.75 Kb.



TRABALHO DE FINAL DE CURSO DO WORD



ELABORADO POR:

Linda e Zélia

Margarida


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Esta é uma versão arquivada desta página, tal como editada por 81.84.84.38 (discussão) em 00h45min de 20 de Setembro de 2008. Ela pode divergir significantemente da versão actual.

(dif) ←Versão anterior | ver versão atual (dif) | Versão posterior→ (dif)

Ir para: navegação, pesquisa

________________________________________

Esta é uma página de desambiguação, a qual lista artigos associados a um mesmo título.

Se uma ligação interna o conduziu até aqui, sugerimos que a corrija para apontá-la diretamente ao artigo adequado.

________________________________________
Margarida é o nome popular comum a uma grande variedade de plantas (e flor respectiva, ou melhor, a sua inflorescência). Na verdade, não existe grande concordância entre os autores quanto à utilização deste nome, que apresenta muitas variantes. Há mesmo aqueles que designam de "margarida" qualquer planta da família das Compostas. Além do mais, esta designação é por vezes apresentada como sinónimo de bem-me-quer, malmequer, bonina, etc, que, por sua vez, são também nomes utilizadas para espécies diversas que nem sempre coincidem.

Em termos mais específicos, contudo, podemos considerar:

• Qualquer planta do género Bellis, da família das Compostas, das quais se destaca:

o Bellis perennis, bonina ou Bela-margarida.

o Bellis sylvestris, ou margarida-do-monte.

o Bellis annua ou margarida-menor.

• A planta da espécie Leucanthemum vulgare ou Chrysanthemum leucanthemum.

• A espécie Chrysanthemum frutescens.

• Callistephus chinensis ou Rainha-margarida.

• Tibouchina aspera, quaresmeira ou malmequer-do-campo.

[editar] Outras espécies

• Margarida-funcionária - Coreopsis lanceolata, margarida silvestre ou margaridinha-amarela;

• Margarida-amarela - Chrysanthemum coronarium;

• Margarida-de-árvore - Montanoa bipinnatifida

• Margarida-do-campo - várias espécies;

• Margarida-do-transval- o mesmo que Gerbéria.

• Margarida silvestre - V. Margarida-funcionária;

• Margaridinha-amarela - V. Margarida-funcionária;

• Margarida-menor - várias espécies;

• Margaridão - Wedelia paludosa

• Margarida-rasteira - Bellis perennis

• Margaridinha - várias espécies



Orquídea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Orchidaceae

Flores de Orchis militaris

A espécie tipo de Orchidaceae.
Classificação científica
Domínio:

Eukaryota


Reino:

Plantae
Divisão:

Magnoliophyta
Classe:

Liliopsida


Ordem:

Asparagales


Família:

Orchidaceae


Género-tipo
Orchis L. 1753
Distribuição geográfica

Subfamílias

Apostasioideae

Vanilloideae

Cypripedioideae

Orchidoideae

Epidendroideae
Sinónimos

Apostasiaceae

Cypripediaceae

Limodoraceae

Neottiaceae

Neuwiediaceae

Vanillaceae

Plantas pertencentes à ordem Asparagales, maioritariamente epífitas, as orquídeas (família Orchidaceae), crescem geralmente em árvores, usando-as somente como apoio para buscar luz. Não são plantas parasitas. Possuem muitas e variadas formas e cores, já que essa planta encontra-se em ativo ciclo evolutivo e espécies diferentes, até mesmo gêneros próximos, cruzam com certa facilidade na natureza.

Alguns autores definem-na como a maior de todas as famílias botânicas, com números de espécies próximos a 25000, correspondendo a cerca de 8% de todas as plantas com sementes. É consenso geral é de que se trata da maior família botânica dentre as monocotiledôneas. A quantidade de espécies aceitas é quatro vezes maior que a soma do número de mamíferos e o dobro das espécies de pássaros. Esses imponentes números desconsideram a enorme quantidade de híbridos e variedades produzidos por orquidicultores todos os anos. A quantidade de gêneros conhecidos também é surpreendente, superando a marca dos 800. Os gêneros aos quais atribuem-se o maior número de espécies são Bulbophyllum (2,000 espécies) e Epidendrum (1,500 espécies).

Índice


[esconder]

• 1 Taxonomia

• 2 Morfologia

o 2.1 Hábito

o 2.2 Folhas

o 2.3 Flores

o 2.4 Fruto

• 3 Ecologia

• 4 Polinização

• 5 Cultivo

• 6 Produção

• 7 Orquídeas mais populares

• 8 Híbridos

• 9 Índice de géneros de Orchidaceae

• 10 Advertência

• 11 Ligações externas



Rosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Para outros significados de Rosa, ver Rosa (desambiguação).
Classificação científica
Reino:

Plantae
Divisão:

Magnoliophyta
Classe:

Magnoliopsida


Ordem:

Rosales
Família:

Rosaceae
Género:

Rosa
Espécies

100 a 150 spp.

Outros projectos Wikimedia também contêm material sobre este artigo:

Imagens e media no Commons

Wikispecies


A rosa (Rosa spp) é uma das flores mais populares no mundo, cultivada desde a Antigüidade. A primeira rosa cresceu nos jardins asiáticos há 5.000 anos. Na sua forma selvagem, a flor é ainda mais antiga. Fósseis dessas rosas datam de há 35 milhões de anos.
Cientificamente, as rosas pertencem à família Rosaceae e ao gênero Rosa L., com mais de 100 espécies, e milhares de variedades, híbridos e cultivares. São arbustos ou trepadeiras, providos de acúleos. As folhas são simples, partidas em 5 ou 7 lóbulos de bordos denteados. As flores, na maior parte das vezes, são solitárias. Apresentam originalmente 5 pétalas, muitos estames e um ovário ínfero. Os frutos são pequenos, normalmente vermelhos, algumas vezes comestíveis.

Atualmente, as rosas cultivadas estão disponíveis em uma variedade imensa de formas, tanto no aspecto vegetativo como no aspecto floral. As flores, particularmente, sofreram modificações através de cruzamentos realizados ao longo dos séculos para que adquirissem suas características mais conhecidas: muitas pétalas, forte aroma e cores das mais variadas.

Índice

[esconder]



• 1 As rosas e o seu simbolismo

• 2 Espécies

• 3 Sinonímia

• 4 Classificação do gênero

• 5 Galeria de fotos

• 6 Ligações externas



A mais bela poesia
Não a escrevem os poetas

A mais bela poesia

Mas todos a podem ler

Que o mesmo é dizer

Ver, ouvir e sentir
Como sejam os poemas Flor

Estrela


Sorriso

Beijo


Arrulho de rola

O próprio drama Dor

E acima de todos

A doce epopeia Criança


Poemas escritos na linguagem do Amor

Com rimas ricas de alegria

E versos da medida da Esperança
Poesia que está publicada

Em todo o lado

Para se lida com o coração

E muito cuidado



Para que não seja pisada
Vale de Salgueiro, segunda-feira, 27 de Outubro de 2008
Henrique Pedro









©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal