Tema: Magnetismo Espiritual



Baixar 38.15 Kb.
Encontro04.12.2018
Tamanho38.15 Kb.

Palestra

Virtual
Promovida pelo IRC-Espiritismo

http://www.irc-espiritismo.org.br

Tema: Magnetismo Espiritual
Palestrante: Mário Coelho
Rio de Janeiro

12/02/1999

Organizadores da palestra:
Moderador: “Brab” (nick: [Moderador])

"Médium digitador": “jaja” (nick: Mario_Coelho)
Oração Inicial:
<_Mara_> Jesus amigo, neste momento em que nos reunimos dessa forma tão especial, que é através da Internet, onde não nos vemos fisicamente, mas nos relacionamos em espírito, por assim dizer, nós elevamos nosso pensamento e nosso coração a Deus, nosso Pai, para agradecer por mais essa oportunidade de aprendizado e troca que se abre para nós nesse instante. Que possamos estar com as mentes e os corações abertos para o entendimento mais profundo da mensagem que o nosso irmão irá nos oferecer. Que os espíritos amigos o abençoem e o inspirem. Que os espíritos amigos estejam conosco, e que possamos interiorizar essa mensagem para utilizá-la no nosso dia-a-dia. Que a Paz de Jesus seja conosco!
Apresentação do palestrante:
Sou espírita há 23 anos e trabalhador do CELD (Centro Espírita Léon Denis) há 17 anos. Sou médico, de profissão, e médium receitista. Esta é a segunda vez que estamos aqui junto a vocês. Espero que tenha a mesma receptividade e a mesma atenção recebida da outra vez. (t)
Considerações iniciais do palestrante:
O Magnetismo Espiritual é assunto que já ventilou na cabeça de muita gente, desde as civilizações antigas, como, por exemplo, os egípcios, que lhe davam com o magnetismo voltado principalmente para a cura. Não é assunto espírita, mas um assunto que foi melhor entendido com o advento das obras de Allan Kardec: a codificação, ou o pentateuco. E é em cima deles que será a base da nossa Palestra Virtual. (t)
Perguntas/Respostas:
<[Moderador]> [1] Em física, magnetismo é um caso especial de campo energético e, como tal, diretamente ligado ao imã, à corrente elétrica e a uma carga de energia que se desloca. O que acha o eminente expositor de, em vez de errar com Mesmer, acertar com a terminologia atual, chamando de energia psíquica à do encarnado e de energia parapsíquica à do desencarnado?
Caro Imbassahy, até o próprio Kardec sentiu dificuldade em expressar coisas novas com a nossa pobreza de linguagem. Por exemplo, em "A Gênese", cap. XIV, quando ele fala de fluidos espirituais, no item 5, diz ele: "Não é rigorosamente exata a qualificação de fluidos espirituais, pois que, em definitivo, eles são sempre matéria mais ou menos quintessenciada. De realmente espiritual só a alma ou o princípio inteligente. Dá-se-lhe essa denominação por comparação apenas e, sobretudo, pela afinidade que elas guardam com os Espíritos. Pode-se dizer-se que são a matéria do mundo espiritual, razão por que são chamados de fluidos espirituais." Michaelus, em seu livro "Magnetismo Espiritual", edição FEB, diz-nos que Mesmer era materialista, daí não vermos problema nenhum nesta diferenciação que você faz. (t)
<[Moderador]> [2] Quando se fala em "Magnetismo Espiritual", deduz-se que seja um atributo do Espírito. Pergunto: qual o efeito da encarnação sobre esse magnetismo, ou seja, o Espírito encarnado apresenta alguma diferença a nível de magnetismo espiritual em relação ao desencarnado? Qual?
O Espírito tem que se adaptar à nova natureza em que terá que atuar. Vemos isso perfeitamente relatado nas obras de André Luiz, onde o Espírito tem necessidade de se desfazer daquelas energias que ele amealhou junto a ele, durante a erraticidade, mas que pertencem, podemos dizer, ao plano espiritual. (t)
<[Moderador]> [3] Pude verificar, através de um espectrógrafo, que, quando o "fantasma" se forma, há um aumento de campo de energia no fulcro que ocorre sobre o médium. Todavia, esse campo não se comporta especificamente como se fosse um campo magnético, todavia, obedece rigorosamente às Leis de Coulomb no que tange a seu comportamento físico. Tudo medido por aparelhos. Pergunto: Não seria importante o recurso da ectoplasmia para que se conheça a forma pela qual, sem dúvida, os Espíritos se utilizam de sua energia parapsíquica para atuar sobre o domínio material (leia-se vida dos encarnados)?
Desde que se tenha um grupo mediúnico que apresente qualidades para tais, digo qualidade mediúnica, e que o grupo veja uma finalidade superior em tal demonstração, não há problema em fazê-lo, embora vejamos a escassez desses requisitos. Muitas vezes se tem um e não tem o outro. Lembramos que o próprio William Crookes chegou a pesquisar o espírito Kate King materializado, medindo-lhe os batimentos cardíacos, o pulso, a respiração e até os movimentos peristálticos, bem como textura da pele, altura, etc. Há muito o que estudarmos. O próprio autor da pergunta relata em seu livro "As Aparições e os Fantasmas", editora Mnêmio Túlio, sobre os quantas de energia, que é um assunto palpitante dentro do tema. (t)
<[Moderador]> [4] Duas perguntas correlatas: Mário, você poderia definir Magnetismo? // <_Mara_> O que é exatamente magnetismo espiritual?
Magnetismo Espiritual é um termo tirado do magnetismo ordinário por analogia. Sabemos sempre que nossos conhecimentos, em qualquer matéria, se dá por comparação. Vemos, usando um termo da ciência, que a teoria dos spins explica, positivamente, o magnetismo numa linguagem perceptível para o nosso conhecimento atual. Pode ser que daqui a cem anos entendamos de maneira diferente, da mesma maneira que muitas doenças que antes entendíamos a sua patogenesia apenas pelo que víamos, hoje entendemos pela genética. É um aprofundamento do que já tínhamos antes. (t)
<[Moderador]> [5] Pode-se magnetizar outros objetos, infruindo neles vibrações benfazejas, como se faz com a água fluidificada? Por que escolhe-se a água como reservatório dessas vibrações, nas Casas Espíritas?
Tudo pode ser magnetizável, mas como diria Paulo de Tarso: "Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém." Nós vemos em outros núcleos não-espíritas, mas que lidam com a mediunidade, eles utilizarem essa prática magnetizando materiais que eles chamam de breves, patuás ou amuletos e que para aqueles que os utilizam acabam até fazendo efeito. Vamos dizer, é um elemento que para o entendimento deles facilitam se sentirem protegidos por estarem com um objeto magnetizado por um espírito, mas tomam o efeito pela causa. (t)
<[Moderador]> [6] Como os Espíritos se utilizam desse magnetismo e como isso pode nos ajudar, ou aos desencarnados?
Vemos que a própria água fluidificada é material capaz de servir de veículo para a estabilização do fluido, podendo ser usada posteriormente por outrem. André Luiz, em o livro "Nosso Lar", edições FEB, diz-nos, no capítulo que trata sobre a água que "... sabemos que água é veículo dos mais poderosos para os fluidos de qualquer natureza." Vemos também que os espíritos podem nos transmitir sua energia, ou sozinho ou através dos médiuns, sendo uma forma nobre de utilização do magnetismo espiritual. (t)
<[Moderador]> [7] Qual a relação entre Magnetismo e Passe?
Podemos fazer até uma relação melhor: Qual é a relação entre magnetismo e o passe espírita? O magnetizador utiliza do seu magnetismo próprio para atuar sobre alguém. Já o médium passista utiliza do seu magnetismo e do magnetismo espiritual. Diz-nos Allan Kardec, em "A Gênese", edições FEB: "A ação magnética pode produzir-se de muitas maneiras: 1º pelo próprio fluido do magnetizador; é o magnetismo propriamente dito, ou magnetismo humano, cuja ação se acha adstrita à força e, sobretudo, à qualidade do fluido; 2º pelo fluido dos Espíritos, atuando diretamente e sem intermediário sobre um encarnado, seja para o curar ou acalmar um sofrimento, seja para provocar o sono sonambúlico espontâneo, seja para exercer sobre o indivíduo uma influência física ou moral qualquer. É o magnetismo espiritual, cuja qualidade está na razão direta das qualidades do Espírito; 3º pelos fluidos que os Espíritos derramam sobre o magnetizador, que serve de veículo para esse derramamento. É o magnetismo misto, semi-espiritual, ou, se o preferirem, humano-espiritual. Combinado com o fluido humano, o fluido espiritual lhe imprime qualidades de que ele carece. Em tais circunstâncias, o concurso dos Espíritos é amiúde espontâneo, porém, as mais das vezes, provocado por um apelo do magnetizador." (item 33, cap. XIV)(t)
<[Moderador]> [8] Mário: Assim como o magnetismo é anterior ao Espiritismo, o passe magnético também o é?
Sim. No "Organon da Arte de Curar", livro onde Samuel Hahnemann expõe a sua doutrina homeopática, fala ele sobre o uso do magnetismo na forma de passe, no final do livro, mas da seguinte maneira: "O mesmerismo é um grande presente de Deus aos homens." Os egípcios utilizavam, amiudemente, o magnetismo na arte de curar, bem como outros povos, vide "No Invisível", de Léon Denis, edições FEB. (t)
<[Moderador]> [9] Qual a função das movimentações executadas pelos médiuns passistas durante o Passe Espírita? Têm alguma fundamentação científica em termos magnéticos ou só servem para o direcionamento do pensamento do médium?
Podemos dizer que passe é movimento. Fora isso, é imposição de mãos. E nós outros, que vamos atuar como médiuns passistas, não temos, de maneira rápida, de atuar frente ao magnetismo do outro, no sentido de equilibrá-lo apenas com imposição de mãos. É claro que aqueles que assim o fazem sempre proporcionam um benefício ao outro, mas se utilizarem a técnica da movimentação estarão não só direcionando o seu fluido melhor como também estarão interferindo no magnetismo do outro de uma maneira mais enérgica. (t)
<[Moderador]> [10] Por que alguns Centros Espíritas diferenciam passes (simplesmente) e passes de cura? Há diferença entre eles?
Sim, pois os passes (simplesmente) atendem o indivíduo de uma maneira geral e os passes de cura atendem o indivíduo de uma maneira localizada, atendendo a necessidades específicas. É como se fosse, mal comparando, um hospital que atendesse emergência, fazendo suturas nos feridos, apenas para atender uma necessidade do momento e um outro hospital que fizesse a cirurgia plástica naqueles que foi atendido primeiramente no hospital pronto-socorrista. (t)
<[Moderador]> [11] Como o magnetismo é utilizado nas reuniões de desobsessão e qual a sua finalidade sobre os desencarnados?
Nas reuniões de desobsessão há os chamados médiuns de apoio. Estes atuam junto ao médium que está recebendo a comunicação do espírito socorrido e, com o seu magnetismo, tenta desfazer, na grande maioria das vezes consegue, idéias fixas que o mesmo traz que são uma verdadeira segunda natureza do espírito, que vive a problemática. Agem também magneticamente sobre lesões no perispírito, de modo que o espírito se apazigue ou se contenha afim de ouvir a renovação das idéias trazidas pelo doutrinador. Vide o livro "Desobsessão", de André Luiz, Edições FEB. (t)
<[Moderador]> [12] <_Mara_> Uma pessoa pode aumentar ou diminuir o seu magnetismo espiritual?
Sim. A prece é um meio de expandirmos o nosso magnetismo. O hábito da meditação em termos de nobres assuntos, ou a atuação em tarefas enobrecidas, ou seja, que tenham um fim útil, produz aquilo que Léon Denis chamaria de expansão do perispírito. Já as atitudes inferiores como que diminuem a expansão dessas energias. O campo de atuação fica como que restrito, só atuando junto daqueles que lhes oferecem terreno. (t)
<[Moderador]> [13] O que é Choque Anímico e como ele pode ajudar no tratamento magnético dos espíritos auto-hipnotizados? Como funciona o mecanismo de despertar por influenciação magnética nesses casos?
O Choque Anímico, pelo que eu entendi da pergunta, é quando o espírito é trazido para o contato com energias materiais junto ao médium que irá transmitir a mensagem. Essas energias materiais como que despertam novamente as sensações desses espíritos que, muitas das vezes, estão até auto-hipnotizados. Os livros de André Luiz trazem muitos exemplos desse tipo, quando falam sobre incorporação. O magnetismo atua não só aí, como também através do médium de apoio, como que desfazendo energias que o próprio muitas das vezes criou e que estão em torno dele como uma verdadeira carapaça. André Luiz em um dos seus livros, que não me recordo o nome, diz-nos que na visão deles a auto-hipnose nos espíritos sofredores são mais difíceis de serem tratadas do que aquelas impostas por outras inteligências maléficas que as impõem. (t)
<[Moderador]> [14] Qual a relação entre o conceito físico de magnetismo e o conceito espírita?
É assunto extenso, porque teremos que falar sobre eletricidade, magnetismos, spins atômicos e domínios atômicos. Sugiro que leiam no livro "Mecanismos da Mediunidade", de André Luiz, o capítulo "Mediunidade e Eletromagnetismo". Lá, diz André Luiz: "Estabelecendo algumas idéias, com respeito ao assunto, consignaremos que a corrente elétrica é a fonte do magnetismo até agora para nós conhecida na Terra e no Plano Espiritual." (t)
<[Moderador]> [15] Sabemos que materiais diferentes reagem diferentemente à presença de campos eletromagnéticos físicos. Essas propriedades de permissividade elétrica e a permeabilidade magnética também reagem aos estímulos magnéticos espirituais? De que forma? Ou seja, o ferro, por exemplo, seria bom condutor elétrico e reforçador de campo magnético, também o seria de magnetismo espiritual?
Nos primórdios dos estudos de magnetismo, alguns magnetizadores usavam o seguinte recurso: colocavam dentro de um recipiente grande limalhas de ferro, água e algumas garrafas de água. E saindo das garrafas cordas que iam até o lado de fora dessa grande tina, chamada de baquet e magnetizavam esta grande tina. E as pessoas que vinham buscar as curas se beneficiavam desse magnetismo. Este recurso foi usado por Mesmer. Mas depois viu-se que não havia necessidade do ferro servir de intermediário, pois podia-se atuar pela própria doação de energia direto. Quanto a outra pergunta, no campo fluídico, existe sim a atração e a repulsão fluídica. (t)
<[Moderador]> [16] Em alguns aspectos, magnetismo e hipnotismo tem mesmo efeito (por ex., na insensibilização à dor). Poderia dizer qual a diferença entre ambas as técnicas? Seria o hipnotismo só baseado na sugestão, ou ocorreria uma parcela de magnetismo (no caso, emanado do olhar do hipnotizador)?
O magnetismo conseguiu entrar para as academias científicas com o nome de hipnotismo. Depois houve campos de ações diferentes entre ambos. Enquanto que com o hipnotismo sugestiona-se alguém, seja com uma palavra, com música, com o olhar, com pêndulos para que o outro entre em afinidade com o magnetismos do hipnotizador, no magnetismo puro não ocorre isso. O magnetizador procura agir independente de querer que o outro faça parte do seu campo de atuação. (t)
<[Moderador]> [17] Qual a relação entre mediunidade e magnetismo espiritual?
A mediunidade servirá como veículo para que o magnetismo espiritual atue de maneira mais efetiva junto àquele que será socorrido. Não nos esqueçamos que mediunidade é parceria. Haverá, portanto, atuação do fluido material, querendo dizer, do encarnado e atuação do fluido espiritual que dará qualidade aos nossos fluidos que sempre trazem algum elemento que precise ser melhorado, já que somos espíritos ainda num mundo de provas e expiações. (t)
<[Moderador]> [18] Quanto ao posicionamento do indivíduo que recebe o passe, com as palmas das mãos voltadas para o médium. Há algum fundamento desse procedimento na Doutrina Espírita?
Não. Não há fundamento e nem nunca li nada quanto a isso nos livros que tratam de magnetismo. (t)
<[Moderador]> [19] Existem fatores, como alimentação, tipos de tecidos, ou cores, que possam alterar a corrente magnética?
Sim e não. Por que digo sim e não? Não existem no sentido místico, ou seja, você dando um passe de branco, de preto, de azul, de amarelo, não fará diferença, pois o fluido não será obstaculizado por isso. Quanto à alimentação, vemos em alguns núcleos médiuns sendo orientados a não comer determinados alimentos nos dias de reunião, em que vai dar passe, mas não é uma orientação da Doutrina Espírita, e sim aquilo que podemos chamar de recurso técnico no tocante a mediunidade, pois a carne é alimento de difícil digestão e chega a ficar muitas horas para ser ingerida, pois é um alimento complexo, do ponto de vista plástico e não como pensam alguns, que seja algo místico para ficar-se mais puro. (t)
Considerações finais do palestrante:
O Magnetismo é um assunto amplo que não pode ser esgotado em poucas horas. Aprendamos, portanto, acerca do Magnetismo, pesquisemos mesmo acerca dele, utilizemos de maneira correta e aprendamos a ser bons procurando olhar o lado bom das pessoas e das coisas e assim entraremos naquilo que Jesus disse: "Se teus olhos forem bons, todo o teu corpo será são." No que acrescentamos não só o corpo físico quis dizer Jesus, como também o corpo espiritual. Adorei estar mais uma vez com todos vocês. Nem percebi que o tempo passou tão rápido. Espero que o jaja me convide novamente. (t) :))
Oração Final:
Senhor Jesus, agradecemos a oportunidade concedida de estudarmos a Doutrina Espírita através deste meio de comunicação. Que, envolvidos em Teu amor, possamos nos manter peseverantes, na divulgação de Teu Evangelho. Fortaleça nossos espíritos, fortaleça a nossa fé, a nossa vontade de servir em tua Seara. Que os amigos espirituais que dirigem esta tarefa, também sejam envolvidos por tuas vibrações de Paz e Harmonia. Que seja em Teu nome, mas sobretudo em nome de Deus, que possamos finalizar esta reunião de estudos. Que a Tua Misericórdia alcance a todos nós. Que assim seja!




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal