Tema 05 a habitação modernista paulista: projetos e realizações



Baixar 34.36 Kb.
Encontro12.10.2019
Tamanho34.36 Kb.

TEMA 05_______A habitação modernista paulista: projetos e realizações

A monografia desenvolverá esse tema a partir do projeto do Conjunto de 17 Casas na esquina da Alameda Lorena com a Alameda Rocha Azevedo, Jardim Paulista, em São Paulo, de Flávio de Carvalho, desenvolvido entre 1933 e 1938.



INTRODUÇÃO_______________________________________________

O conjunto de casas da Alameda Lorena, finalizadas em 1938, foram casas construídas para aluguel. Conjunto residencial conforma uma rua interna, como uma pequena vila, onde todas as casas se comunicam. Algumas mudanças são significativas em relação a outras realizações da época, como o pé direito duplo conectando os dormitórios à sala, a flexibilidade do uso da sala, além das preocupações com as adaptações ao clima. Para “ensinar” Os futuros moradores a utilizarem ao máximo a potencialidade da casa, Flávio de Carvalho divulga um folheto com o “modo de usar” as casas. Neste folheto ele apresenta algumas questões interessantes ao pensar uma casa “nova” para a população de São Paulo, propondo uma nova forma de habitar, diante de uma “nova sociedade”.



OBJETIVOS__________________________________________________

Uma análise e um levantamento dessas casas são pertinentes para pensar a habitação e a arquitetura desenvolvida por Flávio de Carvalho, já que este conjunto de casas faz parte da rara produção arquitetônica que Flávio de Carvalho construiu. Assim, essa monografia pretende discutir como ele estava pensando o “novo habitar”, as mudanças que a habitação brasileira, paulista, estava sofrendo e como se configurou essas questões segundo o arquiteto estudado, além de verificar qual foi a aceitação da população diante dessas novas questões propostas. Uma discussão sobre a postura apresentada pelo presente arquiteto e as possíveis relações que essa postura e suas configurações apresentam também serão discutidas de acordo com as questões da arquitetura moderna que estavam em voga na Europa, no mesmo período.



METODOLOGIA_____________________________________________

Para desenvolver essas questões sobre o Conjunto de Casas da Alameda Lorena será necessária o levantamento dessas casas, tanto um levantamento da época de sua construção como do presente, recuperando as descaracterizações que a maioria das casas sofreu. Assim, a pesquisa inclui uma consulta às documentações da prefeitura sobre a construção desse conjunto, além de verificar as discussões que geraram na época, consultando a opinião de diversos críticos em jornais da época. Os levantamentos e comentários de outras pesquisas acadêmicas sobre o mesmo arquiteto também serão consultadas.



BIBLIOGRAFIA________________________________________________

ARGAN, G. Arte Moderna. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

ARGAN, G. Walter Gropius e a Bauhaus. Lisboa: Presença, 1984.

CARVALHO, Flávio de. Os ossos do mundo. Rio de Janeiro, Ariel, 1936.

DAHER, Luiz Carlos. Flávio de Carvalho: arquitetura e expressionismo. São Paulo, Projeto Editores, 1982.

FAUSTO, B. A Revolução de 30: Historiografia e História. São Paulo, Brasiliense, 1972.

FERRAZ, Geraldo. Warchavchik e a Introdução da Nova Arquitetura no Brasil: 1925/1940. São Paulo, Masp, 1965.

FERRAZ, Geraldo. Depois de Tudo: memórias. Rio de Janeiro: Paz e Terra; São Paulo: Secretaria Municipal da Cultura, 1983.

FRAMPTON, Kenneth. História Crítica da Arquitetura Moderna. São Paulo, Ed. Martins Fontes, 1997.

ISHIDA, Américo. Desenho, desejo e desígnio: na arquitetura de Flávio de Carvalho, São Paulo, FAU/USP, 1995.

KOPP, A. Quando o moderno não era um estilo e sim uma causa. São Paulo: Nobel/Edusp, 1990.

LAFETÁ, João Luiz. 1930: A crítica e o modernismo. 2ºed. São Paulo, Editora 34/ Duas Cidades, 2000.

LEITE, Rui Moreira. Experiência sem número: uma década marcada pela atuação de Flávio de Carvalho. São Paulo, USP, 1987.

LEITE, Rui Moreira. Flávio de Carvalho (1899-1973): entre a experiência e a experimentação. São Paulo, USP, 1994.

LEMOS, Carlos. Arquitetura Brasileira. São Paulo, Melhoramentos, 1979.

MARQUES, Sônia; NASLAVSKY, Guilah. Estilo ou causa? Como, quando e onde? Os conceitos e limites da historiografia nacional sobre o Movimento Moderno. In: http://www.vitruvius.com.br. Texto especial 065, abril de 2001.

MARINS, P. C. G. Habitação e vizinhança: limites da privacidade no surgimento das metrópoles brasileiras. In: SEVCENKO, N. (org.) História da vida privada no Brasil. República: da Belle Époque à Era do Rádio V. 3. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

MARTINS, Carlos Alberto Ferreira. Identidade Nacional e Estado no Projeto Modernista. In. Oculum 2. Campinas, FAU-Puccamp, 1992.

MATTAR, Denise. Flávio de Carvalho: 100 anos de um revolucionário romântico / curadoria Denise Mattar. – Rio de Janeiro, CCBB, 1999.

MINDLIN, Henrique. Arquitetura Moderna no Brasil. Rio de Janeiro, Aeroplano, 1999.

MORAES, Antônio Carlos Robert. Flávio de Carvalho – o performático precoce. São Paulo, Brasiliense, 1986.

OSÓRIO, Luiz Camillo. Flávio de Carvalho. São Paulo, Cosac & Naify, 2000.

RYBCZYNSKI, W. Casa: pequena história de uma idéia. Rio de Janeiro: Record, 1996.

SANGIRARDI Jr. Flávio de Carvalho – o revolucionário romântico. Rio de Janeiro, Philoblion, 1985.

SEGAWA, H. Arquiteturas no Brasil 1900-1990. São Paulo: Edusp, 1999.

SEGAWA, H. Prelúdio à metrópole. São Paulo: Atelier, 2000.

SEVCENKO, N. Orfeu extático na metrópole. São Paulo: Cia. das Letras, 1992.

SEVCENKO, Nicolau. Pindorama Revisitada: cultura e sociedade em tempos de virada. São Paulo, Ed. Peirópolis, 2000.

TELLES, Sophia da Silva. Arquitetura Modernista: um espaço sem lugar. In: Sete ensaios sobre o Modernismo. Rio de Janeiro, Funarte, 1983.

TOLEDO, B. L. São Paulo: Três Cidades em um Século. São Paulo: Livraria Duas Cidades, 1981.

TOLEDO, J. Flávio de Carvalho - o comedor de emoções, São Paulo, Brasiliense/Unicamp, 1994.

TRAMONTANO, M. Espaços Domésticos Flexíveis: notas sobre a produção da 'primeira geração de arquitetos modernistas' brasileiros. São Paulo: FAUUSP, 1993. Mímeo.

TRAMONTANO, M. Paris-São Paulo-Tokyo: novos modos de vida, novos espaços de morar. Tese de Doutorado. São Paulo: FAUUSP, 1998.

XAVIER, Alberto. Depoimento de uma geração – arquitetura moderna brasileira. Edição revista e ampliada, São Paulo, Cosac & Naify, 2003.



CRONOGRAMA______________________________________________

15_10_04_Levantamento dos trabalhos acadêmicos sobre Flávio de Carvalho que apresentam material sobre este conjunto de casas.

22_10_04_Leitura de textos sobre o movimento moderno brasileiro desenvolvido inicialmente em São Paulo.

29_10_04_ Leitura de textos sobre o movimento moderno desenvolvido na Europa.

12­_11_04_Levantamento dos desenhos na prefeitura de São Paulo e o levantamento do estado atual dessas casas.

19­_11_04_Levantamento de artigos da época que discutiram o projeto.

26_11_04_Organização de todo o material levantado.

03_12_04_Desenvolvimento do texto.

10_12_04_Entrega final da monografia




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal