Sm 9071 invoca-me rodolpho Cavalieri Ler Salmo 50: 15 I a



Baixar 37.08 Kb.
Encontro18.09.2019
Tamanho37.08 Kb.


SM 9071


INVOCA-ME

Rodolpho Cavalieri

Ler Salmo 50:15
I a) O verso que lemos é, certamente, um dos mais belos e confortantes da Bíblia. É o desafio de Deus endereçado aos Seus filhos.

b) Você procurando, clamando, invocando, vai receber resposta, e vai glorificar ao Senhor mantenedor da Terra e dos Céus.

c) Não vou perguntar quantos sabem o que quer dizer a palavra angústia. Porque tenho certeza que, quem não sabe definir este vocábulo, sabe dizer o que é sentimento de angústia e aflição ("sufoco", como dizem os mais humildes), a ardente ansiedade, aquela que atinge o nosso estômago e faz doer a nossa cabeça.

d) Sabem irmãos: Até Jesus Cristo passou por este espinhoso caminho e deixou escrito: "No mundo tereis aflição". João 16:33. Não desanime, Eu venci o mundo, e junto de Mim você também será vitorioso.


II a) Ouçam: Davi foi um homem de grandes momentos envolvidos de aflições e angústias. isso ele mesmo confessa nas palavras do Salmo 34:19: "Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas".

b) Quando jovem, Davi conheceu Golias, o poderoso gigante, que, fortemente armado desafiava a Israel, seu rei e seu Deus. Davi angustiou-se pelo desrespeito daquele homem ímpio, pagão e incircunciso, frente ao povo de Deus.

c) Naquela forte angústia, material-espiritual, o humilde pastorzinho de ovelhas resolve agir em defesa do Deus de Israel, ora humilhado, e livrar o povo de Israel daquele "sufoco" momentâneo.

1) "Você vem a mim Golias", fortemente armado e destemidamente imagina me destruir, com sua espada aguda.

2) Eu, porém, vou a ti "em Nome do Senhor dos exércitos". Estava invocado, naquele momento de angústia, o Senhor – o verdadeiro dono da Terra. A resposta de Deus foi imediata, entregando nas mãos de Davi, a espada de Golias com a qual Davi decepou-lhe a cabeça. I Samuel 17:51.

d) Aquele cruciante momento de grande ansiedade sofrido por Davi, não foi decorrente de circunstâncias provocadas por ele, mas agentes da maldade criaram as aflições daquela hora.

1) Hoje não é diferente: agentes das trevas insultam o seu dia de guarda, anarquizam a sua fé, ofendem o seu sentimento religioso. (Às vezes, os seus próprios familiares). Mas, lembremo-nos, a receita da vitória foi dada por Davi, o jovem pastorzinho: "Você vem a mim com espada, couraça e escudo, eu, no entanto, vou a ti em Nome do Senhor dos exércitos". I Samuel 17:45.

2) "Aquele que invocar o Nome do Senhor será salvo". Rom. 10:13.

Vejam:

Desinteressa a Deus se você é uma pessoa humilde, só tem um cajado na mão, uma funda e algumas pedras. Essas coisas aparentemente sem poder, juntadas ao "Nome do Senhor" se transformam na mais poderosa arma da Terra. Isso foi verdade com Davi ontem, será verdade com você hoje.



e) "Posso tudo Naquele que me fortalece", disse Paulo. (Talvez o mais sofrido missionário, depois de Cristo. É só ler: I Cor. 8:11; 24-28. No verso 33: "Fui descido dentro de um cesto, por uma janela da muralha; assim escapei das mãos assassinas do governador de Damasco".

1) Com Davi, com Paulo, com Pedro, com João, com Maria, com Augusto, com Antônio, com o empregado, com o professor, com o jovem, com a criança, com o velho, comigo, com você, a solução da aflição, da ansiedade, do "sufoco" está nas mãos de Deus. Nas Suas benditas mãos, só nelas poderá descansar o seu coração atribulado.


III a) Notem isto: Um jovem ambicioso aceitou um emprego em uma grande fábrica. Tudo foi bem na primeira manhã, mas pouco depois do almoço, a máquina com que ele trabalhava, começou a fazer estranho ruído. Por vários minutos o novo e juvenil empregado fez oficiosamente este e aquele arranjo, apertou um parafuso aqui outro ali, usou generosamente o lubrificante. O estranho ruído, porém, continuava.

Demasiado orgulhoso para reconhecer que era deficiente na habilidade mecânica, o rapaz desligou a máquina. Fez várias tolices com uma chave inglesa, depois ligou a força (chave de luz) novamente esperançoso. A máquina se recusou a trabalhar.

Suando de tensão nervosa, continuou seus esforços na reparação da máquina, mas, sem nenhum resultado. A essa altura, apareceu o mestre. Acanhado, o novo empregado explicou o caso do ruído e tentou defender suas muitas tentativas de arranjar a máquina. Encolhendo os ombros, terminou sua oratória com um: "Afinal, fiz o que pude".

"Rapaz", respondeu o experiente mestre, "aqui, fazer o melhor é mandar me chamar. Foi muito arriscado tentar resolver tudo sozinho."

b) Amigos e irmãos: Quantas lágrimas teríamos poupado. De quantas decepções e frustrações teríamos nos livrado. Quanta angústia evitada, se tão-somente, à semelhança de Pedro, tivéssemos clamado: "Senhor, salva-me".

c) "Os que labutam nas absorventes atividades da vida, assoberbados e quase subjugados pelas perplexidades, podem enviar uma petição a Deus, suplicando guia divina. Os que viajam por mar e por terra, quando ameaçados com algum grande perigo, podem-se encomendar à proteção do Céu. Em tempos de súbita dificuldade ou perigo, o coração pode enviar seu grito de socorro a Alguém que Se comprometeu a vir em auxílio de Seus fiéis e crentes, quando quer que chamem por Ele." – Profetas e Reis, pp. 631, 632.

d) Jesus diz a todos os cristãos: "Aqui, fazer o melhor é mandar Me chamar".
IV a) Agora vem a nossa pergunta: Como você reage diante das mais angustiantes situações?

b) Vamos mencionar três das principais atitudes tomadas por pessoas distintas em tais apertos.

1. Percebendo a sua grande angústia e sofrendo muita aflição, surgem as seguintes reações:

a) A pessoa é tomada por uma profunda e mortífera mágoa.

b) Um doentio ressentimento reveste toda a sua alma.

c) Finalmente se rebela contra tudo e todos.

d) Se torna um fugitivo moral, um vagabundo espiritual.

2. O magno exemplo dessa pessoa foi Caim, o primeiro criminoso. Acuado por si mesmo, enfrentou o próprio Deus. "Sou eu guardador do meu irmão? ... O sangue do teu irmão está clamando"... Fugitivo e vagabundo serás na Terra". Gênesis 4:9.

3. Segunda atitude adotada pela maiorias das pessoas, sentindo-se em grande angústia e muita aflição: O individuo começa a lutar sozinho. Batalha por todos os meios e formas, tenta o bem e o mal. Esgotadas as suas forças materiais e morais, se anula para sempre. O exemplo disso, foi Judas.

a) Entregou a Cristo, imaginando que Ele não Se deixaria prender.

b) Arrependido, trouxe para devolver as trinta moedas de prata.

c) Confessou que pecara "traindo sangue inocente".

d) Atirou as moedas para o templo.

e) "Retirou-se e foi-se enforcar". Mateus 27:3-5.

4. Judas procurou resolver sozinho a sua angustiante situação. Apesar de arrependido confesso, não procurou o auxílio divino, necessário e mesmo indispensável para atingir a vitória final.

5. A terceira atitude é a maneira de resolver as mais graves angústias e as mais ferinas aflições. Diante de situações aparentemente desesperadoras e calamitosas:

a) A pessoa atingida rende-se à vontade divina.

b) Reveste-se de coragem, determinação.

c) E resoluta invoca o Nome do Senhor.

d) E ainda que ferida pela dor e angústia, vence junto a Cristo.

6. Exemplo disso é o patriarca Jó. Vítima de uma discussão entre Deus e Satanás:

a) Perdeu os filhos.

b) Satanás queimou todo o seu gado.

c) E ainda o demônio colocou no corpo daquele fiel patriarca uma terrível enfermidade.

7. Diz a Bíblia: "E Jó, tomando um pedaço de telha para raspar com ela as feridas, assentou-se na cinza". Jó 2:8.

8. Acuado por tudo e por todos, o curtido servo do sofrimento, ainda orava pelos outros. Só restava uma solução: "Deus virou o cativeiro de Jó", e o milagre aconteceu. Leia Jó: 42:10-17.

a) Deus abençoou Jó mais do que havia feito no seu primeiro estado de rico: tanto em posses materiais como em família. Desde aquele total "sufoco", Jó ainda viveu mais cento e quarenta anos, viu a quarta geração dos seus filhos. (verso 16).
V a) A esta altura, alguém poderá estar se indagando: Por que estamos falando tanto sobre angústia e aflição? Nós respondemos: Porque a aflição que vai cair sobre os habitantes da Terra, aqueles que pisam os preceitos de Deus, é a mais dolorosa desde a existência do mundo.

1. Por outro lado, a angústia que repousará sobre os filhos de Deus é tão aflitiva e constrangedora, semelhante à angústia sofrida por Jacó, no vale do Jaboque.

b) Vamos recordar o que vai acontecer:

1. Hoje, aqui na Terra, trabalha um anjo enviado por Deus para fazer o selamento do povo de Deus. Ele segue as ordens de Cristo nesse trabalho seletivo.

2. Terminada essa tarefa, esse anjo retorna aos Céus, vai até o santuário celeste, onde Jesus está ministrando:

"Anuncia que a sua obra está feita; o mundo foi submetido à prova final, e todos os que se mostraram fiéis aos preceitos divinos receberam 'o selo do Deus vivo'. Apoc. 7:2. Cessa então Jesus de interceder no santuário celestial. Levanta as mãos e com grande voz diz: Está feito". – O Grande Conflito, pág. 613.

4. As trevas e a confusão social, moral e espiritual, comandada por Satanás e seus agentes inunda a terra. "Há agora forças preparadas (das trevas), e que aguardam apenas o consentimento divino para espalharem a desolação por toda parte." – O Grande Conflito, pág. 614.

a) Hoje, quatro anjos poderosos seguram os ventos dos quatro cantos do mundo para não serem açoitados os habitantes da Terra, antes do tempo.

5. "Os que honram a Lei de Deus, serão acusados de acarretarem juízo sobre o mundo". Serão responsabilizados (porque santificam o sábado), de atraírem enfermidades e desgraças ao mundo. Daí a grande angústia dos filhos de Deus, naqueles dias. Daniel 8:12; Jeremias 30:7-8.

6. Naquela época "as potestades do céu serão abaladas" – Vida e Ensinos, pág. 111. Mateus 24:29; Lucas 21:25-27.

7. Diz o Espírito de Profecia:

"As potestades do céu serão abaladas com a voz de Deus. Então o Sol, a Lua e as estrelas se moverão em seus lugares. Não passarão, mas serão abalados pela voz de Deus.

"Nuvens negras e densas subiam e chocavam-se entre si. A atmosfera abriu-se e recuou; pudemos então olhar através do espaço aberto em Órion, donde vinha a voz de Deus. A santa cidade descerá por aquele espaço aberto." – Vida e Ensinos, pág. 111.

c) Onde você estará naquele dia de "horror para toda a carne?" Amados irmãos, ou nós estaremos ao lado da verdade, juntamente com os vitoriosos filhos de Deus, ou com os massacrados filhos das trevas.

1. Cada dia que passa nós estamos reunindo graça, sabedoria e força de Deus, ou negligentemente nos desqualificando para a última grande angústia vindoura.

d) O que devemos começar a fazer hoje mesmo? Deus nos responde pela Sua serva:

"Devemos familiarizar-nos agora com Deus, provando as Suas promessas. Os anjos registram toda oração fervorosa e sincera. Devemos de preferência dispensar as satisfações egoístas a negligenciar a comunhão com Deus." – O Grande Conflito, pág. 622.

1. "Como guardaste a palavra da Minha paciência, também Eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo para tentar os que habitam sobre a terra". Apocalipse 3:10.

2. Nossa única segurança, naqueles dias de grande angústia é aguardar a proteção de Deus. O Senhor não abandonará o Seu povo quando entrar em contenda com as nações.

Vejam:


a) Noé, salvo das águas assassinas pela arca construída de madeira.

b) Ló, salvo do fogo devorador das cidades das planícies, pelo próprio Cristo acompanhado dos anjos.

c) Elias, salvo da seca e da fome, alimentado pelos anjos.

d) Daniel, salvo das feras humanas e animais ferozes. O anjo do Senhor apareceu e o livrou.

e) José, salvo da idólatra egípcia, é tornado rei pelo Rei do Universo.

a) "Nas Minhas mãos te tenho gravado". Isaías 49:14-16.

b) Aquele que tocar em vós, toca na menina dos olhos de Deus. Zacarias 2:8.

e) Ouçam isto:

Era o tempo em que as guerras terminavam com tiros de fuzis e golpes de baionetas caladas. Os ingleses estavam comandados pelo destemido General Gordon. A luta com as tropas inimigas estava tão próxima, que desapareceram as linhas distintas entre os dois exércitos. Nesse momento difícil, perigoso, mas decisivo, o General Gordon saiu detrás das trincheiras ali próximo, sem nenhuma arma nas mãos, só com a sua bengala; e apesar de avisado por seus comandados, do grande risco que corria naquela posição, continuou comandando dali mesmo, os seus bravos soldados até o final da batalha, numa esplendorosa vitória.

f) Um dos capitães mais antigos e conhecidos do General disse:

a) Ele é um soldado destemido, desde o dia que resolveu ser militar.

b) É um homem totalmente dedicado ao trabalho que realiza.

c) Gosta de analisar as suas vitórias e os seus fracassos, e procura aperfeiçoar os seus métodos de guerrear.

d) O General gosta da disciplina militar, e aprecia os rigorosos exercícios de campanha.

e) E sobretudo é um cristão praticante, freqüenta a igreja e colabora com os seus trabalhos.

f) Saibam, amados irmãos:

1. Os cristãos que forem convocados para a grande e decisiva batalha do Armagedom (a luta milenar entre o bem e o mal), deverão incorporar as características do nosso Grande General – Jesus Cristo, o vitorioso.

a) Possuir toda a paciência dos santos.

b) Serem os guardiões dos mandamentos de Deus.

c) Serem guiados pelo testemunho de Jesus.

g) Conhecer os tempos e as reações das trevas, profetizados pelos santos homens de Deus e relatadas nas profecias encontradas na Bíblia.

h) Precisamos urgentemente: Bastante atenção agora, eu vou ler. Pense seriamente nisto:

a) Aprender a oração do Senhor e não a oração do egoísmo.

Senhor, ajuda-me a ser algo, e não a possuir algo mais.

b) Aprender a cantar:

"Olhar com simpatia, os erros de um irmão", e não pedir a Deus que desça fogo dos Céus e consuma os dissidentes.

c) Aprender a viver Cristo e não viver de Cristo.

d) Amar mais a Deus, do que a si mesmo.

e) Aprender a viver da graça de Deus, e não do favor dos homens.

f) Odiar o pecado, sem inimizar-se com o pecador.

g) Subjugar as paixões da carne, sem machucar os frutos do Espírito.

h) Praticar a graça do amor, e não o amor de graça.

i) Preparar-se espiritualmente para receber a Cristo em glória hoje, sem negligenciar a colheita material de amanhã. (As tarefas cotidianas).

j) Viver na cidade celeste, peregrinando nas cidades terrestres.

k) Ajuntar tesouros nos Céus sem defraudar nada na Terra.

l) Por último, ser semelhante a Deus, sem dessemelhar-se dos homens.

i) Eu quero perguntar agora: Você realmente crê? Você realmente está aguardando? Você na verdade ama a Cristo? Você confirma que ama também os seus irmãos? Você crê?

j) Veja lá em Marcos 9:14-29. Está registrado a história de um pobre garoto vítima de uma casta (qualidade) de demônios impertinentes. Os discípulos não conseguiram nada. O pai já descrente disse a Jesus: "Se podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos". (verso 22).

A resposta de Jesus é muito importante: "Se tu podes crer, tudo é possível!".

1. Você pode crer, irmão e amigo – se isso for verdade – você vai conseguir (Lucas 9:24). O pai com lágrimas disse: "eu creio". E o milagre aconteceu ali mesmo (v. 29). Aqueles demônios - só "com oração e jejum".



Eu quero orar agora, você quer também? Vamos cantar "Mais perto quero estar, meus Deus de Ti".


www.4tons.com

Pr. Marcelo Augusto de Carvalho




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal