Resumo executivo



Baixar 372.39 Kb.
Página2/11
Encontro02.07.2019
Tamanho372.39 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11

SUMÁRIO



Prefácio ....................................................................................................................................... vi

Introdução ..................................................................................................................................... 1

1. Definição e classificação da gravidade..................................................................................... 2

Definição ..................................................................................................................................... 2

Classificação da gravidade .......................................................................................................... 2

Patogênese .................................................................................................................................. 3

Patologia ..................................................................................................................................... 3

Fisiopatologia .............................................................................................................................. 3

2. Impacto da DPOC .................................................................................................................... 4

Epidemiologia ............................................................................................................................. 4

Impacto econômico e social da DPOC ....................................................................................... 4

Fatores de risco ........................................................................................................................... 4

3. Os Quatro componentes de conduta na DPOC....................................................................... 6

Introdução ................................................................................................................................... 6

Componente 1: Avaliação e monitorização da doença .............................................................. 7

Diagnóstico ................................................................................................................................. 7

Monitorização e avaliação contínua ......................................................................................... 10

Componente 2: Redução dos fatores de risco .......................................................................... 10

Prevenção e cessação do tabagismo .......................................................................................... 10

Exposições ocupacionais .......................................................................................................... 11

Poluição do ar intra/extradomiciliar ......................................................................................... 11

Componente 3: Conduta na DPOC estável .............................................................................. 12

Introdução ................................................................................................................................. 12

Educação ................................................................................................................................... 12

Tratamento farmacológico ........................................................................................................ 13

Broncodilatadores ........................................................................................................... 13

Corticóides ...................................................................................................................... 15

Outros tratamentos farmacológicos ................................................................................ 15

Tratamento não-farmacológico ................................................................................................. 16

Reabilitação .................................................................................................................... 16

Oxigenoterapia ............................................................................................................... 16

Suporte ventilatório ........................................................................................................ 16

Tratamentos cirúrgicos ................................................................................................... 16

Componente 4: Conduta de exacerbações ................................................................................ 17

Diagnóstico e avaliação da gravidade ....................................................................................... 17

Tratamento domiciliar ............................................................................................................... 18

Tratamento hospitalar ............................................................................................................... 18

Alta hospitalar e acompanhamento ........................................................................................... 21

4. Pesquisa futura ....................................................................................................................... 21

Referências ................................................................................................................................. 23

PREFÁCIO


A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é um problema importante de saúde pública. Ela é a quarta causa principal de morbidade e mortalidade crônicas nos Estados Unidos1 e há previsão de que ela assuma a quinta posição em 2020 como uma doença de impacto global, de acordo com um estudo publicado pela Organização Mundial de Saúde/Banco Mundial 2. Contudo, a DPOC não recebe atenção adequada da comunidade de saúde e dos representantes do governo. Com tais preocupações em mente, um empenhado grupo de cientistas incentivou o Instituto Nacional Norte-Americano do Coração, Pulmão e Sangue (NHLBI) e a Organização Mundial da Saúde a formarem a Iniciativa Global para Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (GOLD). Entre os importantes objetivos da Iniciativa GOLD estão o aumento do conhecimento sobre a DPOC e a ajuda a milhares de pessoas que sofrem dessa doença e morrem prematuramente por causa da DPOC e suas complicações.
O primeiro passo no programa da Iniciativa GOLD foi preparar em consenso um Relatório do Painel de Estudos, Estratégia Global para o Diagnóstico, a Conduta e a Prevenção da DPOC. O Painel de Especialistas da Iniciativa GOLD, um grupo eminente de profissionais da saúde das áreas de medicina respiratória, epidemiologia, sócio-economia, saúde pública e educação da saúde, revisou as diretrizes existentes da DPOC, bem como as informações novas sobre os mecanismos patogênicos da DPOC enquanto desenvolviam um documento consensual. Muitas recomendações exigirão estudo e avaliação suplementares na medida em que o programa da Iniciativa GOLD for implementado.
Um problema importante é a informação incompleta sobre as causas e a prevalência da DPOC, especialmente em países em desenvolvimento. Embora a fumaça de cigarro seja um fator de risco conhecido e importante, muito ainda precisa ser compreendido sobre outras causas dessa doença. A Iniciativa GOLD chamará a atenção dos governantes, dos representantes de saúde pública, dos profissionais de saúde e do público em geral para a DPOC, mas um esforço conjunto por parte de todos os envolvidos no tratamento de saúde será necessário a fim de controlar esse importante problema de saúde pública.
Gostaria de agradecer aos dedicados indivíduos que prepararam o Relatório do Painel de Estudos e a eficiente liderança do Coordenador do Painel de Estudos, Professor Romain Pauwels. É um privilégio para o Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue servir como um dos co-patrocinadores. Esperamos ansiosamente trabalhar com a Organização Mundial de Saúde e todas as outras organizações e indivíduos interessados a fim de alcançarmos as metas da Iniciativa GOLD.
O desenvolvimento do Relatório do Painel de Estudos foi patrocinado por ajudas financeiras educacionais feitas para o Departamento de Doenças Respiratórias do Hospital Universitário de Ghent, na Bélgica (Centro de Colaboração da OMS para o Tratamento da Asma e da DPOC), provenientes da ASTA Médica, AstraZeneca, Aventis, Bayer, Boehringer-Ingelheim, Byk Gulden, Chiesi, Glaxo Smith-Kline, Merck, Sharp &, Dohme, Mitsubishi-Tokyo, Nikken Chemicals, Novartis, Schering-Plough, Yamanouchi e Zambon.

Claude Lenfant, MD.

Diretor

Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue.



INTRODUÇÃO
A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é uma importante causa de morbidade e mortalidade crônicas em todo mundo. A DPOC é atualmente a quarta causa principal de morte no mundo3 e, além disso, os aumentos na prevalência e mortalidade da doença podem ser previstos nas próximas décadas. Precisa-se de um esforço internacional unificado para reverter tais tendências.
A Iniciativa Global para Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (GOLD) é conduzida em colaboração com o Instituto Nacional Norte-Americano do Coração, Pulmão e Sangue (NHLBI) e a Organização Mundial de Saúde (OMS). Suas metas são intensificar o conhecimento sobre a DPOC e diminuir a morbidade e a mortalidade causadas por essa doença. A Iniciativa GOLD pretende melhorar a prevenção e o tratamento da DPOC através de um esforço mundial em conjunto com pessoas envolvidas em todas as facetas e na política do tratamento de saúde, além de incentivar o interesse pela pesquisa renovada sobre essa doença extremamente prevalente.
O Relatório do Painel de Estudos da Iniciativa GOLD, Estratégia Global para o Diagnóstico, a Conduta e a Prevenção da DPOC apresenta um plano de tratamento da DPOC com quatro componentes: (1) Avaliação e monitorização da doença; (2) Redução dos fatores de risco; (3) Conduta na DPOC estável; e (4) Conduta nas exacerbações. O Relatório do Painel de Estudos está fundamentado nos conceitos atuais e melhor validado da patogênese da DPOC e na evidência disponível sobre as estratégias de prevenção e tratamento mais apropriadas. Ele foi desenvolvido por pessoas especializadas em pesquisas sobre a DPOC e em tratamento de pacientes portadores dessa doença e foi extensivamente revisado por muitos especialistas e sociedades científicas. Antes de sua liberação para publicação, o Relatório do Painel de Estudos foi revisado pelo NHLBI e pela OMS. Este Resumo Executivo fornece informações essenciais sobre a DPOC; o Relatório completo do Painel de Estudos fornece mais detalhes.
No Capítulo 3, “Quatro componentes para a conduta na DPOC”, níveis de evidência estão indicados nas definições, nos locais apropriados, utilizando um sistema desenvolvido pelo NHLBI (Tabela 1). Os níveis de evidência estão indicados em negrito e entre parênteses após a definição relevante, ex: (Evidência A).


Tabela 1: Descrição dos Níveis de Evidência

Categoria de

Evidência


Recursos de Evidência

Definição

A


Ensaios aleatorizados e controlados (RCTs).

Rica base dados.



A evidência é proveniente de resultados de RCTs bem elaborados que fornecem um modelo consistente de descobertas na população para a qual a recomendação é feita. A categoria A requer números substanciais de estudos envolvendo números substanciais de participantes.

B


Ensaios aleatorizados e controlados (RCTs). Limitada base dados.


A evidência é proveniente de resultados de estudos de intervenção que incluem somente um número limitado de pacientes, análises posthoc ou de subgrupos de RCTs, ou meta-análise de RCTs. Em geral, a categoria B é pertinente quando existem poucos ensaios aleatorizados, quando eles são pequenos em extensão, quando são realizados em uma população que difere da população-alvo recomendada ou quando os resultados são, de alguma forma, inconsistentes.

C


Ensaios não-aleatorizados. Estudos de Observação.

A evidência é proveniente dos resultados de ensaios não-controlados e não-aleatorizados ou de estudos de observação.


D


Consenso entre participantes do painel.


Esta categoria é utilizada somente em casos onde o fornecimento de algum tipo de ajuda foi considerado valioso, mas a literatura clínica sobre o assunto foi considerada insuficiente para justificar a colocação em uma das outras categorias. O Painel Consensual é baseado em experiência ou conhecimento clínico que não se enquadram nos critérios acima listados.





1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal