Relatório técnico científico período : Agosto /2016 a Janeiro /2017



Baixar 51.15 Kb.
Encontro29.11.2017
Tamanho51.15 Kb.


UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

DIRETORIA DE PESQUISA


PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA – PIBIC : CNPq, CNPq/AF, UFPA, UFPA/AF, PIBIC/INTERIOR, PARD, PIAD, PIBIT, PADRC E FAPESPA

RELATÓRIO TÉCNICO - CIENTÍFICO
Período : Agosto /2016 a Janeiro /2017

( X ) PARCIAL

( ) FINAL

IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO

Título do Projeto de Pesquisa: AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO E DA HABILIDADE DE ENDODONTISTAS DA REGIÃO AMAZÔNICA PARA PRESCREVER E ANALISAR TOMOGRAFIAS COMPUTADORIZADAS DE FEIXE CÔNICO


Nome do Orientador: PEDRO LUIZ DE CARVALHO
Titulação do Orientador: Doutor
Faculdade: Faculdade de Odontologia
Instituto/Núcleo: Instituto de Ciências da Saúde
Laboratório:
Título do Plano de Trabalho: AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO E DA HABILIDADE DE ENDODONTISTAS DA REGIÃO AMAZÔNICA PARA PRESCREVER E ANALISAR TOMOGRAFIAS COMPUTADORIZADAS DE FEIXE CÔNICO
Nome do Bolsista: Fabienne de Freitas Rodrigues
Tipo de Bolsa : ( ) PIBIC/ CNPq

( ) PIBIC/CNPq – AF

( )PIBIC /CNPq- Cota do pesquisador

( ) PIBIC/UFPA

( X ) PIBIC/UFPA – AF

( ) PIBIC/ INTERIOR

( )PIBIC/PARD

( ) PIBIC/PADRC

( ) PIBIC/FAPESPA

( ) PIBIC/ PIAD

( ) PIBIC/PIBIT

Atenção : No relatório aborde diretamente os pontos essenciais, a partir dos quais será avaliado o desenvolvimento do projeto.

O relatório não deverá ultrapassar 10 MB ou conter mais de vinte (20) páginas.

RESUMO DO RELATÓRIO ANTERIOR (Alunos com bolsa renovadas). Descrever até onde foi desenvolvido o relatório anterior.

Nos itens seguintes devem ser acrescentados o que efetivamente foi desenvolvido neste novo período. O Relatório Final deve envolver as atividades desenvolvidas nos 12 meses de bolsa.

INTRODUÇÃO

As radiografias periapicais ainda são as mais utilizadas em procedimentos endodônticos, fornecendo informações úteis para o clínico. Apesar de seu amplo uso, essas imagens produzem dados limitados devido a: variações morfológicas, densidades ósseas vizinhas, angulações dos raios X e contraste, que podem influenciar na interpretação radiográfica (ESTRELA et al., 2008). A falta de visualização em terceira dimensão e áreas de interesse mascaradas pela sobreposição de estruturas nas imagens interferem na elaboração de um diagnóstico preciso (PATEL, 2009).

Para superar essas limitações das radiografias e proporcionar imagens com maior resolução surgiram as tomografias computadorizadas, que são técnicas de aquisição de imagens em três dimensões (3D). Dentre elas, está a tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC), que requer uma dose de radiação significativamente menor do que a tomografia computadorizada médica (TCM) e está sendo muito utilizada na área odontológica, principalmente nas especialidades de Implantodontia, Ortodontia, Periodontia, Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial e Endodontia, além de possibilitar exames detalhados da ATM.

Na prática endodôntica, a TCFC mostra-se muito útil no diagnóstico diferencial entre patologias de origem endodôntica e não-endodôntica, avaliações de fraturas alveolares e radiculares, avaliação da morfologia do canal radicular, calcificações e sua localização, análises de reabsorções interna e externa, planejamento endodôntico pré-cirúrgico, visualização da anatomia radicular, avaliação do preparo radicular, obturação, retratamento, detecção de lesões ósseas e pesquisas endodônticas (ESTRELA et al., 2008).

Ao se considerar os exames periapicais e panorâmicos, as imagens da TCFC representam uma evolução qualitativa no diagnóstico em Endodontia e podem ser determinantes na conduta clínica dos casos (CAVALCANTI, 2014).
JUSTIFICATIVA:

Considerando imperativo o sucesso no tratamento endodôntico, que é conseguido após um acesso adequado, preparo químico-mecânico do sistema de canais radiculares e obturação hermética em toda a sua extensão, a maior causa de fracasso está relacionada a infecções persistentes e secundárias. Dessa forma, estar familiarizado com as variações dos sistemas de canais radiculares é muito importante para um tratamento eficiente. Portanto, todas as informações que possam ser obtidas acerca do caso clínico são de grande valia para que se faça um plano de tratamento adequado.

O exame radiográfico é essencial para o diagnóstico e plano de tratamento na Endodontia. Informações de diagnóstico influenciam diretamente as decisões clínicas. Dados precisos levam a um efetivo plano de tratamento, com as melhores decisões e com resultados muito mais previsíveis. A tecnologia da tomografia de feixe cônico não foi feita para substituir a radiografia convencional, mas para servir como um adjunto na aquisição dessas informações. Essa tomografia computadorizada é uma tecnologia emergente que pode oferecer ao endodontista relevantes informações clínicas que não podem ser adquiridas com uma radiografia convencional.

O interesse por esse estudo surgiu mediante a percepção do desconhecimento e sub prescrição dos exames tomográficos dos profissionais que atuam na especialidade de Endodontia. Essa tecnologia se adequaria de forma mais eficiente no diagnóstico de traumas dentários, fraturas, canais não localizados, reabsorções dentárias e lesões patológicas, cuja sobreposição de estruturas anatômicas dificulta a interpretação da imagem radiográfica convencional. Esse fato vem gerando muita preocupação, uma vez que essas situações geram insucessos no tratamento e horas clínicas despendidas pelos profissionais da região Amazônica em dentes condenados por patologias não tratáveis.

Diante disso, este estudo tem enquanto relevância acadêmica, o intuito do grau de conhecimento dessa tecnologia pelos Profissionais especialistas em Endodontia da região amazônica, no ensino do diagnóstico por imagem, além de melhora do diagnóstico por imagem das situações endodônticas que não são detectadas pelo exame radiográfico convencional.

E ao conhecer as dificuldades apresentadas pelos profissionais na interpretação dos exames tomográficos, este trabalho tem o propósito de contribuir para estabelecer um caminho viável para diminuir as possíveis barreiras relacionadas à dificuldade no diagnóstico das lesões endodônticas. Assim como servir de ponto norteador referente aos procedimentos clínicos a serem desenvolvidos nos pacientes endodônticos. Diante do exposto, o objetivo deste trabalho será verificar o grau de conhecimento dos profissionais endodontistas da região amazônica a respeito da tomografia computadorizada de feixe cônico.


OBJETIVOS:

O propósito deste estudo será, mediante um questionário, avaliar o nível de conhecimento dos Profissionais especialistas em Endodontia da região amazônica a respeito da Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico, além de:



  1. constatar se há afinidade com esta tecnologia por parte destes profissionais;

  2. verificar a aplicabilidade em casos específicos.

  3. realizar revisão da literatura sobre aplicabilidade da tomografia computadorizada de feixe cônico em Endodontia.


MATERIAIS E MÉTODOS:

As atividades a serem desenvolvidas serão orientadas e acompanhadas pelo Professor Orientador.



Pesquisa bibliográfica. Essa atividade será realizada através da busca de textos relacionados ao tema em estudo objetiva o aprendizado de tomografia computadorizada de feixe cônico.

Coleta de dados. Esta pesquisa caracteriza-se como um estudo transversal, no qual se aplicará um questionário fechado como instrumento de coleta de dados. O conteúdo do questionário abrangerá informações a respeito da formação e conhecimento dos participantes; variáveis sobre tomografia computadorizada de feixe cônico e variáveis sobre a formação profissional. O presente estudo será desenvolvido durante o ano de 2016. Participarão dele cirurgiões-dentistas especialistas em Endodontia, registrados no Conselho Regional de Odontologia (CRO) na delegacia da cidade de Belém (PA), Brasil. O questionário será entregue por meio de abordagem direta, descartando-se o envio postal; ou seja, o pesquisador realizará pessoalmente a entrega do documento, sendo respondido pelo próprio participante, sem qualquer interferência, permitindo que ele se expresse livremente.

Análise dos dados. Os dados serão digitados em planilha eletrônica. Após essa etapa, será analisada a distribuição das variáveis de interesse, apresentando-as em frequências bruta e relativa, a seguir segundo medida de tendência central (média) e medida de dispersão (desvio-padrão) procedendo à categorização em estratos específicos

Escrita do Relatório

Preparação da apresentação no Congresso de Iniciação Científica – UFPA em 2017
RESULTADOS:

A aplicação e devolução dos questionários deverá ocorrer até o final do mês de março de 2017. Até o momento foram entregues 200 questionários, com devolução de 80.


PUBLICAÇÕES:
ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS NOS PRÓXIMOS MESES


ANO

2017




Meses

ATIVIDADES

J

F

M

A

M

J

J

A

S

O

N

D

Pesquisa bibliográfica

X

X

X

X

























Análise dos dados

X

X

X




























Redação preliminar










X

























Apresentação ao Orientador













X






















Relatório final
















X




















CONCLUSÃO:

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  1. Cavalcanti MGP. Tomografia computadorizada de feixe cônco: interpretação e diagnóstico para o cirurgião-dentista. -2. Ed. – São Paulo: Santos, 2014.

  2. Estrela C, Bueno MR, Azevedo B, Azevedo JR, Pécora JD. A new periapical index based on cone beam computed tomography. J Endod. 2008;34(11):1325-31.

  3. Patel S. New dimensions in endodontic imaging: part 2. Cone beam computed tomography. Int Endod J. 2009;42(6):463-75.

  4. Cavalcanti MGP. Tomografia computadorizada de feixe cônco: interpretação e diagnóstico para o cirurgião-dentista. -2. Ed. – São Paulo: Santos, 2014.

  5. Estrela C, Bueno MR, Azevedo B, Azevedo JR, Pécora JD. A new periapical index based on cone beam computed tomography. J Endod. 2008;34(11):1325-31.

  6. Patel S. New dimensions in endodontic imaging: part 2. Cone beam computed tomography. Int Endod J. 2009;42(6):463-75.


DIFICULDADES

Profissionais Endodontistas sem registro de especialista no CRO;

Alguns já se aposentaram;

Negativa em participar da pesquisa;

Em estudos através de questionários, existe o risco de que os pesquisados respondam às questões da forma que acham que deveriam responder, e não como realmente executam;

PARECER DO ORIENTADOR:

A bolsista cumpriu com êxito as etapas propostas.


DATA: 05 / Fevereiro / 2015

_________________________________________

ASSINATURA DO ORIENTADOR

____________________________________________

ASSINATURA DO ALUNO

INFORMAÇÕES ADICIONAIS: Em caso de aluno concluinte, informar o destino do mesmo após a graduação. Informar também em caso de alunos que seguem para pós-graduação, o nome do curso e da instituição.








©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal