Queridos irmãos. Saudações



Baixar 315.07 Kb.
Encontro18.09.2019
Tamanho315.07 Kb.

10/03/2010

Queridos irmãos. Saudações.

 

Bendito seja Deus, que não rejeitou a minha oração, nem desviou de mim a sua misericórdia. Sl 66:20. Ele atenderá à oração do desamparado, e não desprezará a sua oração. Sl 102:17. E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Tg 5:15.


 Peço orações por meu filho Ricardo Resplandes.

 Ele está com um tumor localizado no meio do seu cérebro, sob a superfície do tronco encefácilo, denominado “angioma cavernoso”. Pelos exames, ele teria nascido com esse tumor, o qual, por conseguinte, já teria quase 19 anos de idade. Não é um tumor cancerígeno. É um tumor benigno, cujas maiores consequências são provocadas pelos seus sangramentos, provocando lesões no cérebro toda vez que isso ocorre um sangramento. No caso do Ricardo, a Ressonância Magnética mostrou que o sangramento já teria ocorrido várias vezes, sem que percebêssemos qualquer anormalidade.

No entanto, no dia 24 de fevereiro, Ricardo começou a sentir uma dor de cabeça incomum e nós o levamos aos médicos: primeiro dois clínicos gerais o examinaram, depois um neurologista o examinou e após o exame solicitou a ressonância magnética, onde ficou constatado que ele possuía uma angioma do tipo cavernoso localizado, como já disse, em uma região extremamente difícil de ser atingida, o que inviabiliza a cirurgia, em face dos riscos. O médico neurocirurgião que o está acompanhando nos disse que devemos contrabalançar os riscos da cirurgia com os riscos dos efeitos agora sentidos por Ricardo (uma leve paralisia do lado esquerdo, deficiência visual, uma sonolência intensa, fraqueza nos membros da lado esquerdo). E que, em sua avaliação, a cirurgia não é recomendável nesse momento.

Desse modo, Ricardo está em observação, em três meses fará uma nova ressonância para se ver a evolução do angioma. Como não se sabe o que é que faz o angioma sangrar, fica difícil de fazer o controle das causas. Mas, a hipótese mais corrente é que os sangramentos são ocasionados pelo aumento da pressão arterial. Nesse sentido, ele irá levar a vida de forma a impedir o aumento da pressão, tendo cuidado com a alimentação, esportes e outras atividades que possam estimular o sangramento.

Segundo o neurocirurgião, o angioma não desaparece espontaneamente, mas nós cremos em Deus que, se esse tumor não pode ser retirado por meio cirúrgico normal, sem expor Ricardo aos riscos de danos cerebrais, Ele, o Senhor que fez o homem e tudo o que existe no universo, se for de sua vontade, poderá fazer uma cirurgia extraordinária, eliminando esse corpo estranho, ou então poderá fazer com que o mesmo não se desenvolva e nem sangre mais, mantendo o quadro clínico de Ricardo estável.

Enquanto isso, a Ciência continua pesquisando novas formas de enfrentamento desse mal, que até os anos oitenta sequer era conhecido.

Nesse sentido, pedimos orações a Deus pela eliminação do angioma cavernoso do cérebro do Ricardo; não sendo possível, que esse angioma possa permanecer estável, sem crescer ou sangrar novamente; e, por último, que Ele permita a evolução das descobertas científicas para possibilitar o tratamento desse mal e a cura de todos os que dele padecem. Que nós, da família de Ricardo possamos ter a sobriedade para orientá-lo adequadamente e ajudá-lo na condução de uma vida o mais saudável e menos estressante possível, o que não é fácil; e que possamos ver e compreender qual seja a boa, perfeita e agradável vontade de Deus, conforme Rm 12:1. Enfim, pedimos a misericórdia divina por ele e por nós.

Desde já agradecemos a todos os que se sentirem tocados por esse problema que nós estamos enfrentando e que puder nos incluir em suas orações. Que Deus possa abençoar a todos.

Abraços,

Izaias Resplandes de Sousa.



www.respland.blogspot.com

12/03/2010


Queridos irmãos...

 

Agradeço por vossas orações em favor de meu filho Ricardo Resplandes. Ele está encarando positivamente a situação. Não está se entregando a ela. Está frequentando as aulas na faculdade e também retornou ao trabalho no Mercado (com restrição de peso e força). Ou seja, ele está bem animado. Isso é muito bom. A cabeça tem doído bem pouco, mas a sonolência continua. Ele está dormindo inclusive nas aulas. Mas dos males esse é o menor. Obtendo informações sobre a equipe médica que está cuidando ele, verificamos que é a melhor de Mato Grosso, sendo chefiada pelo veterano Dr. Nilson Novaes. Se houver alguma novidade, informo os irmãos. Muito obrigado mesmo pelo amor, pelo empenho e pela luta em prol dessa causa. Deus haverá de recompensá-los.



 

Em breve teremos o Retiro de Jovens aqui em Poxoréu. Será no período de 02 a 04 de abril de 2010. Neste final de semana vou trabalhar no convite e na escala, conforme os dados que já recebi das lideranças. Peço orações também por esse evento. Que possamos ter um bom retiro para os nossos jovens. A taxa de participação será de R$ 30,00 per capita.

 

Abraços a todos.



 

Izaias Resplandes de Sousa


14/03/2010
Bendito seja o Senhor que, dia a dia, leva o nosso fardo! Deus é a nossa salvação - Salmos 68:19.

 

Querido irmão. Agradeço a você pelas orações em favor do Ricardo. Ao tempo em que meu coração está cheio de esperança, acreditando que Deus irá livrá-lo desse mal; ao tempo em que estou alegre por vê-lo vivo, bonito e aparentemente saudável; fico triste por não poder fazer nada para restituir a força aos seus membros do lado esquerdo, para diminuir a sua soneira e acabar com sua fraqueza.



 

Irmão, o Ricardo sua frio ao menor esforço. Ontem, durante a reunião, ele custou a ficar sentado por uma hora. Ele fica gelado quando faz qualquer esforço. Fizemos uma pequena caminhada à tarde, em passos de tartaruga, por uns vinte minutos, devagarzinho. Ele suou de molhar a camisa e depois não esquentava o corpo. Ficou frio até as dez horas da noite. Hoje amanheceu bem. Disse que dormiu bem e apenas está com o corpo doído de ficar deitado. A cabeça não está doendo. A temperatura do corpo está normal.

 

Abraços,


 

Izaias Resplandes.


14/03/2010

 

 



Paciente: RICARDO RESPLANDES Data: 08/03/2010

Médico: EDUARDO MERINO MEGA

Código: 177659 Número Exame/Acession: 615065

 

 



RESSONANCIA MAGNETICA DO CRANIO

 

TÉCNICA DO EXAME: .



 

Exame realizado em aparelho de ressonância magnética de alto campo (1.5T), sendo obtidas imagens nas seguintes sequências:

 

Plano sagital, FFE, ponderação TI (filme 1).



Plano axial, FFE, ponderação TI (filme 2).

Plano axial, turbo spin echo, ponderação T2 (filme 3).

Plano axial, Flair (filme 4).

Plano axial, gradiente echo, ponderação T2 (filme 5).

Plano coronal, turbo spin echo, ponderação T2 (filme 6).

Plano sagital, FFE, ponderação TI pós contraste (filme 7).

Plano axial, FFE, ponderação TI pós contraste (filme 8).

Plano coronal, FFE, ponderação TI pós contraste (filme 9).

Sequência de perfusão (filme 10).

Exame documentado também em CD.

 

ASPECTOS OBSERVADOS:



 

Lesão de limites parcialmente definidos acometendo pedúnculo mesencefálico direito com extensão para o tálamo homolateral, com sinal heterogêneo em todas as sequências,

relacionado a material hemorrágico em estágios diferente de degradação. Destacam-se áreas de intenso hipossinal nas sequências turbo spin echo T2, melhor demonstrado na sequência gradiente echo, relacionado a hemorragia antiga (hemossiderinalferretina).

 

Há ainda leve edema vasogênico margeando a lesão, determinando efeito expansivo sobre as estruturas adjacentes, inclusive sobre o 3° par craniano, justificando os achados clínicos do paciente, indicativo de novo sangramento (paciente com história atual de 15 dias de evolução). A lesão mede aproximadamente 2,7 x 2,7 x 2,7 cm, sendo os aspectos de imagem sugestivos de angioma cavernoso.



 

Após injeção endovenosa do agente paramagnético houve discreta impregnação da lesão pelo meio de contraste na sua periferia.

 

A lesão é hipoperfundida na sequência específica de perfusão cerebral.



 

Demais porções do parênquima cerebral sem anomalia de sinal.

 

Linha média centrada.



 

Ventrículos com dimensões normais e contornos regulares. Corpo caloso íntegro.

 

Quiasma óptico de aspecto anatômico.



 

Região selar e suprasselar sem alterações.

 

Parênquima cerebelar sem anomalia de sinal.



 

4° ventrículo mediano e de calibre normal.

 

Amigdalas cerebelares em posição habitual.



 

Ausência de coleções extra-axiais.

 

CONCLUSÃO: .



 

Lesão de limites parcialmente definidos acometendo pedúnculo mesencefálico direito com extensão para o tálamo homolateral, com sinal heterogêneo em todas as sequências,

relacionado a material hemorrágico em estágios diferente de degradação. Destacam-se áreas de intenso hipossinal nas sequências turbo spin echo T2, melhor demonstrado na sequência gradiente echo, relacionado a hemorragia antiga (hemossiderinalferretina).

 

Há ainda leve edema vasogênico margeando a lesão, determinando efeito expansivo sobre as estruturas adjacentes, inclusive sobre o 3° par craniano, justificando os achados clínicos do paciente, indicativo de novo sangramento (paciente com história atual de 15 dias de evolução). A lesão mede aproximadamente 2,7 x 2,7 x 2,7 cm, sendo os aspectos de imagem sugestivos de angioma cavernoso.



 

 

OR. CELSO RODRIGUES OLIVEIRA JUNIOR



CRM 3464


A parte negra ao centro é o angioma cavernoso localizado no cérebro de Ricardo Resplandes.

Poxoréu, MT, 21 de março de 2010.

 

Queridos irmãos e amigos.



 

O viver é algo maravilhoso, do qual somente podemos prescindir se isso for da vontade de Deus. Ele é o Senhor da vida e só Ele que no-la tem dado, tem igualmente o direito de pedi-la de volta. De nossa parte, devemos zelar e cuidar dela da melhor forma possível, como o bem mais valioso de todos os que existem no mundo.

 

Se nossa vida fosse um grande diamante, ela estaria guardada sob uma cúpula de vidro a prova de balas e de qualquer contaminação, com temperatura adequada e um sistema de vigilância intransponível. Pois nossa vida é um tesouro mais valioso do que o mais valioso diamante.



 

Mesmo assim, temos sido displicentes com ela. Não nos alimentamos como convém. Comemos e bebemos qualquer coisa. Entupimos-nos de gordura, de hormônios, de açúcar, e de tantas outras coisas que, em excesso, nos faz muito mal. Usamos drogas e tantas outras substâncias que destroem a nossa vida. A todo instante estamos pecando de morte contra a vida que Deus nos deu.

 

Apesar disso, o Criador nunca deixou de amar a criatura. Em que pese termos assumido a opção da morte, correndo atrás do conhecimento do bem e do mal, o que desencadeou todo um processo de destruição da vida, Deus nunca nos abandonou e nem deixou de nos amar. Pelo contrário, armou e executou um plano para a salvação de nossas vidas dos domínios da morte. Seu plano consistia em trocar um bem de muito maior valor por aquelas vidas de pessoas condenadas.



 

Então procurou esse bem em todo o universo, mas nada encontrou que equiparasse ao valor que Ele atribuía à vida humana. Nem todo o universo tinha para Ele um valor correspondente. Então concluiu que somente uma vida ainda mais preciosa do que todas as demais poderia ser considerada como suficiente para quitar esse grande resgate. E, infelizmente, essa vida somente poderia ser a de seu único e amado filho Jesus.

 

Mas era a vida de Seu Filho querido! Como envolvê-lo nessa missão? Para nós, certamente isso seria impossível de acontecer. Mas o amor de Deus pelo homem sempre foi maior do que Ele próprio. E isso fez com que Ele não apenas permitisse, mas também que Ele próprio enviasse o Seu Amado Filho para cumprir essa missão e assim resgatar a vida humana, trocando a Sua Vida pela vida daqueles a quem Ele muito amava.



 

Foi essa a forma como Deus nos ensinou a dar valor às nossas vidas. E da mesma forma como Ele provou que nos amava sobremaneira, de forma incomparável, Ele não espera menos amor de nós por nós mesmos. São palavras de Jesus: “Assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros” (Jo 13:34) e “amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mc 12:31). O amor que devemos ter por nós e pelo nosso próximo deve ter a mesma medida do amor que Cristo teve por nós.

 

Assim nos perguntamos: Que valor nós damos a vida que recebemos de Deus? Quanto vale a nossa vida para nós? Certo homem tinha muitas riquezas e não conseguiu abrir mão delas por amor de sua vida. Isso está na Bíblia em Lc 18:23. E na vida real onde nós vivemos? Qual a relação que existe entre a nossa vida e o que temos feito para cuidarmos dela? Seríamos capazes de trocar tudo para conservá-la? Essa é uma questão muito séria.



 

Quero confessar que fiquei com muito medo de perder a vida de meu filho Ricardo Resplandes. Quando o primeiro neurocirurgião, em Cuiabá, diagnosticou que ele estava com um angioma cavernoso no centro do cérebro, sob o tronco encefálico e me disse que a cirurgia para eliminá-lo era gravíssima e de alto risco; e que sua realização deveria ser avaliada, fiquei convencido de que seria melhor esperar um pouco e ver como a doença se comportaria, como ele sugeriu. E assim viemos para nossa casa em Poxoréu, MT. E nos dias seguintes, nos enchemos de informação e de sugestões de todo tipo, que nos foram proporcionadas por pessoas generosas de muitos lugares. E passamos uma semana procurando educar o nosso filho para encarar uma vida cheia de privações, a qual seria muito sofrida e com pouco sentido. Ele não poderia fazer qualquer coisa que pudesse causar aumentos da pressão arterial, porque esse aumento poderia levar a um novo sangramento do angioma e a consequências mais traumáticas. Foi uma semana terrível, estressante, que certamente prejudicou a qualidade do trabalho prestado por toda a família. Ricardo sofria e nós também junto com ele.

 

Então eu senti que Deus falou conosco quando minha esposa, num átimo de coragem, me disse que o Ricardo gostaria de passar por outra avaliação neurológica. Então eu lhe perguntei bravo: Você quer a cirurgia? Ele quer a cirurgia? E ela insistiu em dizer-me como resposta que ele gostaria de ter uma nova avaliação. Eu não resisti mais e fomos para Goiânia, onde ele foi reavaliado.



 

O neurocirurgião goiano, na verdade um mineiro que há mais de quarenta anos realiza neurocirurgias em Goiás, analisando a Ressonância Magnética feita em Cuiabá, observou que toda cirurgia tem riscos, mas que a doença do Ricardo na verdade já facilitou em parte o seu tratamento. A lesão existente já é bem grande e seu crescimento está ocorrendo de dentro para fora, o que vai permitir que ela seja alcançada de frente, sem a necessidade de perfuração no tronco encefálico ou em qualquer órgão de vital importância. É difícil descrever o processo em linguagem simples. Mas o que se destaca é a viabilidade da cirurgia. Ficamos convencidos de que ela poderá ser feita com um grau de risco aceitável. O neurocirurgião responsável nos disse que, inclusive, teria feito uma intervenção semelhante em tempo bem recente.

 

Assim, marcamos a cirurgia. Ricardo será operado no dia 30 de março de 2010, no Instituto de Neurologia de Goiânia, por uma equipe comandada pelo Dr. Walter da Costa. Entendemos que esse médico será o instrumento usado por Deus para fazer essa operação. Que suas mãos sejam guiadas pelo anjo do Senhor para que a vida de Ricardo venha ser preservada e Deus, mais uma vez, venha ser glorificado.



 

Destacamos que o tratamento será bastante oneroso, estando acima de nossas posses disponíveis. Todavia, antes que saíssemos liquidando o nosso patrimônio de forma insensata, Deus nos tem dado sabedoria e temos recebido apoio de vários irmãos, os quais têm prometido nos emprestar os recursos necessários para cobrir o tratamento. O próprio hospital concedeu um bom abatimento no valor inicial de R$ 50 mil e vai nos fazer o pacote por 40 mil reais.

 

É com este ânimo que estamos de volta a Poxoréu. Nesta semana vamos tentar consolidar o recurso e voltaremos no domingo para Goiânia. Ricardo deverá ser internado na segunda-feira, dia 29 de março e operado na terça-feira, dia 30.



 

Segundo o médico os efeitos já ocasionados pela lesão poderão ser minorados e até desaparecer com o tempo. E, dentro de pouco tempo ele poderá voltar ao exercício normal de suas atividades. Amanhã o Ricardo trancará a faculdade, por orientação do médico, para que ele fique tranqüilo e possa se recuperar sem qualquer preocupação. Em agosto, se tudo der certo, ele volta a estudar.

 

Essa é a situação atual. Quero agradecer a todos os que têm orado por nós e, principalmente por ele. É maravilhoso ver a tranqüilidade com que o nosso filho está enfrentando esse problema. Creio que o Espírito Santo está conduzindo esse caso. Insisto no pedido de orações. Não somente para a melhora, mas também para a viabilização dos recursos necessários. Que Deus esteja com cada um e que cada irmão possa valorizar com peso de diamante a vida que tem recebido do Criador. Ela é o bem mais precioso que nós temos recebido de Deus e temos que cuidar bem dela.



 

É o que temos aprendido até agora. Abraços a todos e obrigado pelas orações.

 

Izaias Resplandes de Sousa, pai do Ricardo.



 

 

26/03/2010


Querido irmão... Querido amigo.

 

Certamente teríamos muitas coisas para discutir, interagir, interesses jurídicos, culturais, espirituais... Mas não gostaria de dissertar sobre a dor, a doença, o sofrimento, a angústia. Infelizmente estamos enfrentando esses adversários. E eles têm tentado nos derrubar. Mas não terão sucesso, porque nós não estamos sozinhos. Nós somos uma família. "Que maravilha é ser uma família!" Um cordão de três dobras é difícil de quebrar. Um feixe, então! Deus, o nosso Deus que tudo sabe, que tudo pode e que tudo faz nos fez um feixe que não será quebrado pelas forças que agem sobre nós.



 

Obrigado pela sua generosa ação de amor por nós. Obrigado de coração. Obrigado por dividir comigo essa responsabilidade. Tenho recebido o seu depósito de amor, em resposta às orções que cada um tem feito ao Senhor, em nosso favor. Estamos confiantes na vitória de nosso filho sobre a enfermidade.

 

Vocês são lindos! São maravilhosos! Que Deus multiplique em bênçãos, muitas vezes, o seu gesto de amor .



 

Abraços,

 

Izaias Resplandes.



Goiânia, 30 de março de 2010 (Circular).

 

Queridos irmãos...



Queridos amigos.

 

Chegamos em Goiânia ontem à noite. Hoje tivemos o primeiro contato com o hospital. Eles ligaram para mim, dizendo que o Dr. Walter da Costa quer falar comigo sem a presença do Ricardo, hoje à tarde, em seu consultório. Então estarei indo lá. Acredito que ele deseja falar dos riscos da cirurgia. Mas não posso ficar supondo. Depois dessa ida lá eu faço contato e explico o que foi. Peço que continuem orando para que tudo dê certo. Abraços.



 

Izaias Resplandes

Goiânia, 29 de março de 2010. 8:30 h

 

Queridos irmãos.



Queridos amigos:

 

Ricardo será operado amanhã de manhã, a partir das 7 horas. A cirurgia deve durar de três a quatro horas. Contatos conosco podem ser feitos pelos telefones:



Celulares 62 9305 4707; 66 9205 5956    Fixo: 62 3596 1278.

 

Hoje à tarde eu estive no Hospital conversando com o Dr. Walter da Costa. Ele me chamou lá. Queria me falar sem a presença do Ricardo. Então eu fui sozinho. Ele me disse que precisava me falar sobre a gravidade da cirurgia que será feita. Disse-me: será como se estivéssemos mechendo em sua alma. Ele também não quis conversar comigo sobre certas situações da vida do Ricardo depois da cirurgia, dizendo que disso falaríamos depois, se desse tudo certo. Me contou que ele esteve essa semana em um Congresso de Neurocirgia em São Paulo, onde estiveram presentes neurocirurgiões de todo o mundo e que o tema foi exatamente a retirada de angiomas e similares. Que ele levou as fotos da Ressonância Magnética do Ricardo e mostrou para os seus colegas e que, infelizmente, o único recurso para tratar do problema, com todos os riscos envolvidos é a cirurgia. Perguntei-lhe o que aconteceria se não fizéssemos a cirurgia e ele me disse que o Ricardo iria ficando paralisado cada vez mais até ficar completamente paralisado. Disse que é um milagre que o Ricardo ainda não esteja completamente paralisado, pois a lesão causada é muito grande.



Ele me passou muitas preocupações. Me disse para esperar o final da cirurgia, quando então ele falará comigo. Perguntou-me se eu tinha alguém da família na área médica para acompanhar a cirurgia e ver tudo o que será feito. Indiquei o Fernando Resplandes, que é Farmacêutico-Bioquímico e ele aceitou e autorizou. Disse que é melhor para depois explicar para a família o que foi feito.

Todas as preocupações do médico me deixaram claro de como é arriscada essa cirurgia, mas infelizmente não temos outra alternativa.

Estamos pedindo pela vida do Ricardo. Que Deus possa permitir que ele viva e sem sequelas, após essa cirurgia; que Deus possa guiar o procedimento cirúrgico para que tudo possa correr bem; que possamos voltar para casa em paz e feliz porque deu certo.

É o que pedimos.

Que Deus esteja com todos. Amanhã passo mais informações.

 

Abraços.



 

Izaias Resplandes de Sousa


Goiânia, 30 de março de 2010 - 1350 h

 

Queridos irmãos,



Queridos amigos:

 

Acabo de chegar do Hospital Neurológico de Goiânia, onde o meu filho Ricardo Resplandes foi submetido a uma microcirurgia vascular cerebral para a retirada de um angioma cavernoso que se encontrava alojado no centro de sua cabeça, no topo do tronco encefálico. A operação foi realizada pelo Dr. Walter da Costa, neurocirurgião com mais de 40 anos de experiência nesse tipo de intervenção. A cirurgião foi acompanhada pelo meu filho mais velho, Fernando Resplandes.



 

O Ricardo entrou para o Centro Cirúrgico às 7:40 horas, mas a cirurgia somente começou às 8:30 h, terminando às 11:30 h. Tudo ocorreu conforme o previsto. O médico fez um corte circular do tamanho de uma maçã, abriu o cérebro, separou o lóbulo temporal do frontal, abrindo caminho até o centro da cabeça, onde estava o angioma. Então sugou o sangue e fez a devida limpeza do local. A pele do angioma foi dividida em quatro partes e retirada, pedacinho por pedacinho. Fechou tudo e pronto. Estava encerrada a cirurgia.

 

Segundo o médico, a operação foi um sucesso. De acordo com o Dr. Joaquim, neurofisiologista que participou da operação, não houve qualquer lesão no Ricardo durante a cirurgia e que tudo ocorreu conforme o previsto. Segundo esse mesmo médico, de cada 100 neurocirurgiões, apenas três tem a ousadia de percorrer esse caminho feito pelo Dr. Walter. Foi uma cirurgia extremamente delicada. 



 

Agora tem início a recuperação pós-operatória, que esperamos também possa ocorrer bem. 

 

Hoje o Ricardo ficará no CTI - Centro de Terapia Intensiva e amanhã, estando tudo bem, ele vai para a enfermaria. Se tudo der certo, até sexta-feira ele estará de alta e, segundo o médico, já na segunda-feira ele poderia viajar para casa. Mas vamos aguardar mais um pouco, até ter certeza de que tudo realmente esteja bem.



 

Às 16:30 h de hoje, Lourdes e eu vamos vê-lo no Hospital e esperamos conversar com ele, pois não pudemos fazer isso em sua saída do centro cirúrgico. Apenas o vimos. Ele ainda estava sob os efeitos da anestesia.

 

Podemos dizer que "até aqui o Senhor nos tem ajudado". Ele tem ouvido as orações do seu povo, nos ajudou a levantar os recursos, conduzindo a operação. Graças ao Senhor nosso Deus por essa operação. A ele e somente a Ele seja o louvor, a honra e a glória por toda essa vitória sobre essa malformação instalada no corpo de Ricardo.



 

Nós sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, mas mesmo assim, ficamos apreensivos, temerosos, porque não sabemos o que realmente é o melhor para nós. Mas Deus é o Senhor da Vida e o que Ele deseja para nós é a Vida. Assim disse Jesus: O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e vida em abundância.

 

Ricardo está vivo. Cada um de vocês tem feito uma parte nesse processo de libertação, o qual foi consequência de cada oração, cada pedido, cada angustia, cada gesto, cada oferta, cada lágrima derramada... Foi o amor de todos vocês, meus queridos, que trouxe a libertação de meu filho. Deus o está restabelecendo, principalmente por causa do muito amor que vocês têm demonstrado por nós. Louvado seja o Nome de Jesus, nosso único e eterno mediador.



 

Espalhem a boa nova. Ricardo foi operado pela graça de Deus  e a probabilidade é que ele fique bom.

 

Obrigado a cada um pelo que tem feito até aqui, tanto pelas orações, quanto pelas contribuições feitas. Elas nos ajudarão a quitar os empréstimos que fizemos para cobrir o custo da cirurgia. Muito obrigado pelo carinho, pelo amor e pela disponibilidade em nosso favor. Deus, o nosso Pai, não deixará cada um de vocês sem uma recompensa, porque ele ama ao que contribui com alegria e sem constrangimento. São muitas as pessoas que têm cooperado. Muitas delas são anônimas e que resolveram contribuir. Só o amor faz com que as coisas sejam desse jeito.



 

Obrigado de coração. Continuaremos mantendo a todos informado. Não deixem de continuar orando por nós, agradecendo por esta vitória parcial e pedindo pela vitória definitiva.

 

Abraços,


 

Família Izaias Resplandes

 

 

 



Goiânia, 30 de março de 2010, 20 horas.

Agora à tarde Lourdes e eu fomos visitar o Ricardo no CTI e ele estava falante até demais. Ele é bem caladão, mas estava nervoso, disse que tinha brigado com os enfermeiros porque ele queria ir ao banheiro e não podia; e então eles disseram que ele poderia fazer a necessidade na fralda... E ele não gostou da idéia. Ele me falou: "isso aqui é muito ruim, pai! Eu fico com dificuldade de ficar sentado uma hora na igreja, agora o senhor imagina ficar aqui o dia inteiro, quase sem mudar de posição". Mas nos conversamos um pouco (só pude ficar cinco minutos com ele e dez minutos com o médico do CTI). Pedi-lhe que tirasse o tempo para orar, falar com Deus, agradecer, cantar em silêncio... Ele disse que ia fazer isso. Ele também disse que já tinha pedido desculpas para as enfermeiras pela sua braveza.


Na conversa com o médico do CTI, fiquei sabendo que ele passou bem; que o Dr. Walter da Costa passou por lá e fez uma avaliação; e que amanhã ele deve receber alta do CTI e ir para o quarto, onde poderemos estar como acompanhante.

Quanto à nossa hospedagem aqui em Goiânia, isso não é problema. Aqui moram os familiares de minha esposa (irmãos, tios, primos) e também os meus familiares por parte de pai (tenho muitos irmãos meus, também tios e primos que moram aqui), além de meu filho, o Fernando Resplandes. De forma que aqui estamos em casa.

No momento estamos hospedados no Hotel da Tia Dalva (irmã da Lourdes) e já tomamos conta da casa. A família de minha esposa é muito fraternal e solidária. Eles estão sendo verdadeiros pais para nós aqui. Dou graças a Deus por todos eles. São pessoas muito boas.

Quero agradecer a todos os telefonemas e e-mails que recebemos neste dia. Foram tantos, tantas mensagens de carinho, de amor, de apreço... Essa rede de proteção tem nos ajudado muito. E estamos muito alegres. Depois de tanta apreensão, estamos vendo a praia, o porto seguro, a bonança.

O Ricardo está com a cabeça inchada, mas isso é normal. Segundo a Enfermeira Cida Rodrigues, filha do seu Trajano, irmã da Profª Laurita, do Engº Djalma e outros, não devemos nos preocupar com isso.

Disse ela: "Se até agora deu tudo certo, não haverá complicações - creia em palavra de enfermeira! Quando ele sair da UTI, não se preocupe se começar a dizer palavras sem sentido, mesmo acordado. O cérebro estará inchado e pode levar dias para desinchar e assim, ele vai ficar meio "fora de rota", por uns tempos, mas será devido à isso".

Então é isso, meus fraternos. Deus abriu portas para nós, e especialmente para o Ricardo, aqui em Goiânia. A nossa amiga Sandra Rangel, que sempre tem me mandado mensagens de apoio, juntamente com tantos outros amigos, observou que eu poderia estar sofrendo duplamente por ter que fiar escrevendo e relatando tudo o que está acontecendo. É claro que não é agradável ficar falando das coisas ruins. Mas eu acho que agora eu começarei a falar de coisas boas, da recuperação, da cura e da volta para casa.

Nessa volta, como bem lembrou a Cida Rodrigues, que nós possamos olhar de novo e com outros olhos as velhas paisagens enquadradas pela janela do carro. Então, com o alívio dessa operação, elas certamente estarão mais lindas.

Desde a nossa chegada aqui em Goiânia, que ando para lá e para cá sem ver as coisas. Acredito que a partir de amanhã, quando eu ver o sorriso novamente nos lábios de Ricardo, meu caçula querido, tenho certeza de que vou gostar de tudo o que eu ver aqui em Goiânia. Tudo vai estar muito mais bonito e colorido. Vai ter as cores da vida.

Como destacou o meu amigo Prof. Luís Carlos Ferreira, "quem sai andando e chorando enquanto semeia, voltará com alegria trazendo seus frutos".

Estamos muito felizes. Se choramos hoje, nossas lágrimas são de alegria, porque tudo está dando certo. Graças a Deus. Louvado seja o seu Nome. Aleluia!!!

Abraços a todos.

P.S. Tenho publicado essas notas nos blogs www.umnt.blogspot.com e www.respland.blogspot.com. Para aqueles que desejarem mais informações, podem recomendar a leitura desses blogs.

Prof. Izaias Resplandes
Goiânia, 01 de abril de 2010.

 

Liguei no Hospital agora para saber do Ricardo e recebi a seguinte informação: "Paciente Ricardo Resplandes: Dormiu bem, está acordado e respirando normalmente". Eu perguntei: Só? E o atendente falou: Só!



Isso é bom, mas nós vamos para lá, agora. Vamos ver isso de perto.

 

Abraços,



 

Izaias Resplandes


Goiânia, GO, 01 de abril de 2010, 16  h

 

Queridos irmãos...



Queridos amigos.

 

Ricardo dorme um sono tranquilo, que o livra das dores no corte cirúrgico. A cabeça está desinchando, mas ainda não consegue abrir o olho direito. Desde cedo, o maior problema tem sido a sua alimentação. Ele sente dificuldades de mastigar. A cabeça dói; pontadas agudas, toda vez que ele tenta comer. Insistimos como ele para que coma. Ameaçamos dizer ao médico que ele não está se alimentando, para que ele determine nutrição injetável. Então, coitado do meu filho, ele se esforça para comer alguma coisa. No café da manhã, insisti com um iogurte, só um... Ele não queria comer nada. Mas, ante a nossa exigência, ele comeu. E depois de alguns minutos, vomitou. No almoço foi a mesma coisa. Ele comeu duas colherinhas de alimento e deu vômitos. Lá se foi o resto do iogurte. Esperamos um pouco e insistimos no almoço. Então, diante da minha muagem, ele comeu mais algumas colherinhas. Bebeu meio copo de água. Ficou um pouco sentado e depois voltou para a cama. Dormiu. Na hora do lanche das três horas, ele comeu uma rosca. Comeu tudo, mas não bebeu nada. E voltou a dormir.



 Durante o dia recebemos visitas de familiares aqui de Goiânia. O Promotor de Justiça Adauto Barbosa, filho de Poxoréu, que trabalha no Estado do Amapá, também esteve nos visitando. Conversamos bastante. Também recebemos muitos telefonemas de pessoas de Poxoréu.

 Aqui tem chovido bastante. Para nós, essas gotas que têm caído dos céus, são bênçãos divinas: orações respondidas, distâncias diminuídas, amizades reforçadas, solidariedade reafirmada, sensibilidade desenvolvida. A vida para nós aqui tem sido facilitada, porque muitas pessoas estão tornando isso possível. Ansiamos pelo nosso retorno ao Mato Grosso, quando esperamos trabalhar arduamente em favor de todos os que nos tem acompanhado nessa jornada em prol da vida de Ricardo. Servir com entusiasmo, na fé e na razão àqueles com os quais convivemos: eis a missão de um homem abençoado como eu. Eu já recebi muitas coisas boas nesta vida, como por exemplo o nascimento dos meus três filhos. Mas hoje eu me sinto como se tivesse ganho de Deus um quarto filho. As palavras de Dr. Walter: "eu não sei como esse menino ainda não está completamente paralisado", ditas um dia antes da cirurgia, me deram a dimensão exata da gravidade do caso. E mesmo angustiado com a possibilidade da morbidade, decidi confiar em Deus e enfrentar a cirurgia. Acreditava que Deus conduziria o processo. E foi isso que aconteceu. Apreciei a atitude humilde do médico, o qual, apesar de ser um dos expoentes da neurocirurgia no Brasil, não foi arrogante para se colocar no lugar de Deus, mas nos disse que Deus haveria de abençoar para que tudo desse certo. E é por isso que choveu gotas benditas sobre esse hospital.

É claro que a convalescença é uma fase desagradável, talvez até mais do que a cirúrgica. Mas agora, acreditamos que o perigo passou e que a recuperação total é apenas uma questão de tempo. Nossos pedidos de oração é para que Deus conceda ao Ricardo a paciência,a calma e a vontade de se restabelecer. Quando ele forçava para comer, ele dizia que ía comer para ver se se livrava do soro, pois seu braço já estava doendo de tanto soro. Fico com dó dele, mas, nesse caso, o que mais importa é que ele está comendo, está se fortalecendo, está sendo curado.

 Agradeço às mensagens, aos telefonemas e às ofertas. Que Deus possa retribuir toda a generosidade de vocês.

 

Abraços.


 

Izaias Resplandes.

Goiânia, GO, sexta-feira da paixão, 02 de abril de 2010, 19 horas

 

O morro da provisão.



 

Hoje foi um dia tranquilo no apartamento 407 do Hospital Neurológico de Goiânia. O interno Ricardo Resplandes passou bem. Alvo de nossas preocupações e angústias nos últimos dias, ele agora é motivo de nossas alegrias e agradecimentos. Hoje ele ainda teve dores de cabeça, mas foi leve e em apenas alguns momentos do dia. O Dr. Walter esteve aqui de manhã e o encontrou sentado, tomando o café da manhã. Ficou eufórico. Fez testes com o Ricardo para ver como estava o movimento dos braços, a força dos dedos... Ele está muito satisfeito com a recuperação do Ricardo. As enfermeiras disseram que ele costumava ir para Minas Gerais durante a Semana Santa. Mas, ele nos disse que não tinha chácara e nem fazenda para ir este ano e que ficaria aqui o final de semana.

 

Ao que tudo indica, Ricardo receberá alta amanhã de manhã. Então iremos para a casa da "Tia Dalva", irmã de Lourdes, onde ficaremos durante a próxima semana. Deveremos viajar para casa no domingo que vem.


Aqui no hospital, Ricardo comeu bem, andou pelo quarto, sentou na cadeira e até acessou o computador por alguns minutos. Tudo está voltando ao normal, graças a Deus.
Como bem lembrou o meu amigo Prof. Luís Carlos Ferreira, geo-historiador e poeta poxorense, a nossa história teria um paralelo na história de Abraão, quando ele subiu o monte da provisão para oferecer seu filho em sacrifício ao Senhor. Naquela ocasião, o Senhor não permitiu que Isaque fosse sacrificado, provendo outros meios para o sacrifício. É realmente uma história de grande coragem. Mas a semelhança com a nossa história é pequena.

 

É verdade que nós estávamos muito apreensivos antes da cirurgia. O médico me advertira dos riscos que estavam envolvidos na operação. Mas também nos falou das consequências da omissão. E então decidimos assumir os riscos e autorizar a cirurgia. O nosso coração estava nas mãos. Durante a operação fiquei à porta do centro cirúrgico, nervoso e preocupado. Ficamos mais aliviados quando o médico veio conversar conosco para dizer que tudo tinha corrido bem. Animamos mais ainda com as informações de nosso filho mais velho, Fernando Resplandes, que acompanhara a cirurgia dentro do centro cirúrgico. Mas a apreensão vem diminuindo a cada manhã, a cada tarde e noite. Agora temos a certeza de que Deus providenciou outro carneiro para o sacrifício e que nosso filho foi poupado.


Recebemos muitas visitas hoje. Na parte da manhã o Dr. Adauto Barbosa e sua esposa Vânia vieram nos ver. Trouxeram uma bandeja com deliciosa canjica... Conversamos. Recordamos histórias do Amapá, de Poxoréu, de Goiás... Ele me levou para conhecer a sua casa. Antes, porém, fomos até a Praça Tamandaré, onde ele comprou jornais, sorvetes do cerrado e que insistiu para que eu levasse para o quarto. Um excesso de gentileza, cortesia e hospitalidade. É muito bom ter amigos quando se está distante. Eles não deixam a gente perceber que está longe de casa. Fazem com que o “longe” seja melhor do que o “perto”.
A nossa família também não ficou ausente: Dr. João Cascalho e esposa, Adriano e Dalva, Sgto. Darcy e família, minha irmã Luísa, Tia Maria com se genro Sebastião e toda a família. Tiveram que ficar esperando na recepção, para não superlotar o quarto. Fernando (meu filho) ficou a tarde toda. E agora à noite, a Tia Dalva nos trouxe o jantar e o Dr. Adauto voltou novamente. Quem tem amigos não morre pagão. Dou nota dez para a família e amigos aqui de Goiás. Também dou a mesma nota para os filhos de Poxoréu que ligaram para nós nesse dia, dentre os quais destaco o Prof. Luís Carlos Ferreira, a Francisca do Paraguai e a minha filha Mariza, para representá-los, tantos foram. Obrigado a todos pela amizade.
No final do dia Ricardo falou ao telefone com a irmã Mariza Resplandes. A sua voz estava agradável e o seu ânimo renovado. Ele falava e sorria com entusiasmo. Já estava discutindo o corte do cabelo: se fazia um corte moicano ou se rapava a cabeça toda. Nós achamos que o melhor seria cortar baixo.
Toda essa conversa e discussão nos mostraram que o pesadelo já passou. Como já disse, outro carneiro foi suprido para o sacrifício, já estamos descendo o morro de volta para casa e o Ricardo já está mandando beijos para as meninas e abraços para os homens... Ou seja, já está sabendo o que é bom.

 

A paz está voltando a reinar em nossa família. Nessa noite deveremos ter um sono tranquilo e reparador. É provável que eu também venha a dormir e somente o meu ronco poderá prejudicar a qualidade do sono de Lourdes e Ricardo.



 

Que o Senhor esteja com todos. Abraços.



 

Izaias Resplandes


Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
Universidade estadual
união acórdãos
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande