Prova de medicina do trabalho (parte das questões são de 98 outras de 2001)



Baixar 69.28 Kb.
Encontro21.10.2017
Tamanho69.28 Kb.

COLETÂNEA DE EXERCÍCIOS - MEDICINA DO TRABALHO



  1. Qual o quadro clínico e evolução da intoxicação crônica pelo manganês? É possível confirmar o diagnóstico através de exames laboratoriais?



  1. Qual o solvente que teve seu uso proibido por provocar leucemia? Por quê alguns autores chamam este substância de radiomimética para a medula óssea, ou seja, simula o efeito da radiação ionizante neste tecido?



  1. Na classificação de carcinogênese da IARC, por quê esta instituição não trabalha simplesmente dizendo o que carcinogênico, e o que não é?



  1. Quais da características dos efeitos das radiações ionizantes em relação a transmissibilidade, reversibilidade e tempo de latência? O que são efeitos determinísticos? .



  1. Qual o quadro clínico da intoxicação crônica por mercúrio metálico? Quais as características que fazem deste metal em forma metálica, único em relação aos outros metais?



  1. Qual o quadro clínico da intoxicação por inseticidas organofosforados? Qual o tratamento que deve ser ministrado?



  1. Qual efeito do solvente n-hexano ? Cite três profissões/atividades/ocupações em que possa haver exposição a este solvente.



  1. Em relação às radiações ionizantes, qual o quadro clínico da síndrome gastrointestinal causada por dose aguda de radiação, e a causa da morte dos pacientes? Cite 3 profissões/ocupações em que possa existir exposição a radiação ionizante?



  1. Visitas: riscos, atividade e prevenção.



  1. Ambulatório: história clínica e ocupacional.



  1. Casos clínicos: descreva ( resumo, queixas, sinais clínicos, exames complementares, história profissional e conduta).



  1. Ruído: o que a legislação brasileira considera excessivo para o trabalhador em jornada de 8 horas, cite 3 ocupações associadas a exposição, como é avaliada a saúde auditiva e o que significa o achado de gota acústica.



  1. Dermatose ocupacional: caracterização e cite 3 exemplos.



  1. Complete:




Doenças profissionais

Atividade ou Produto

1- Saturnismo

A- Fundição de Metais

2- Desidratação

B- Mina de Carvão

3- Asfixia por Metano

C- Telhadista

4- Asbestose

D- Tubulão de Ar Comprimido

5- Osteonecrose asséptica

E- Bateria automotiva




  1. Intoxicação crônica por mercúrio metálico: QC e características única do metal.



  1. Intoxicação por inseticidas organofosforados: QC e tratamento.



  1. Solvente n-hexano: efeito e 3 atividades de exposição.



  1. Radiações ionizantes: QC da síndrome gastrointestinal e causa da morte, e 3 ocupações de exposição.



  1. Silicose: 2 atividades de risco, principais características radiológicas e principal complicação.



  1. Por que razão nos dados da Previdência Social os homens são mais acometidos de acidentes e as mulheres de doenças do trabalho?



  1. DORT: conceito e atividades de risco.



  1. Organofosforados: efeitos e tratamento.



  1. Solventes orgânicos: cite dois de importância ocupacional e descreva seus efeitos.



  1. Intoxicação por chumbo: QC, interpretação no sangue e no LA urinário de trabalhadores expostos a esse metal.



  1. Gases asfixiantes químicos: conceitos e dois exemplos de profissão de risco.



  1. Ar comprimido: descreva e discorra sobre as circunstâncias em que podem ocorrer doenças ligadas as condições de trabalho.



  1. Embriaguez de profundidade e doença descompressiva: prevenção.



  1. Exame audiométrico: para que o repouso acústico de 14 horas para o trabalhador que se submete ao exame.



  1. LER-DORT: QC e exemplos de 5 ocupações que podem causá-la.



  1. Dermatose ocupacional: caracterize e dê exemplos.



  1. Intoxicação crônica por mercúrio metálico: QC e características exclusivas do mercúrio que o diferem de outros metais.



  1. Radiação: QC da síndrome gastrointestinal causada por alta dose, causa da morte dos pacientes e cite 3 profissões de risco.



  1. Silicose: profissão de risco, características radiológicas e complicações.



  1. Por que razão nos dados da Previdência Social os homens são mais acometidos de acidentes e as mulheres de doenças do trabalho?



  1. Diferença entre recomendações e convenções.



  1. Calor: o que fazer com a temperatura, umidade, ventilação, força de trabalho.



1) Qual é o efeito dos organosfosforados? Qual o tratamento?

Bloqueiam a acetil-colinesterase, levando ao acúmulo de Ach, provocando a síndrome parassimpaticomomética. Os sintomas associados são:

- miose e visão borrada

- sialorréia

- sudorese

- tosse com secreções brônquicas

- broncoespasmo (grave) com dispnéia podendo chegar ao colapso respiratório

- náuseas e vômitos

- cólica e diarréia

- disúria

- síndrome nicotínica (fasciculação muscular, câimbras, dores musculares, elevação da pressão arterial)

- síndrome neurológica (confusão mental, ansiedade, anorexia, ataxia, convulsões, depressão cardiorrespiratória e coma)

Tratamento:

- suporte à vida

- sulfato de atropina (doses elevadas)

Obs: da mesma forma agem os Carbamatos.
2) Cite 2 solventes orgânicos de importância ocupacional e descreva os efeitos de cada um.

Efeitos Gerais: depressão do SNC (em diferentes níveis), cefaléia sonolência e fadiga (em exposição crônica).

- N-hexano (benzina): neuropatia sensitivo-motora principalmente em MMII. (mais de 3 meses de exposição excessiva)

- Solventes clorados (clorofórmio, tetracloroetileno): Lesão renal (lesão tubular, menos grave que a forma hepática) e hepática (esteatose e fibrose), elevação das transaminases no sangue, podendo haver alteração das bilirrubinas. Podem ter efito carcinogênico para o fígado.

- Benzeno: Efeito mielotóxico potente, podendo causar hipoplasia ou até aplasia de medula. Pode causar leucemias e linfomas.

- Tolueno e Xileno: Hepato, nefrotóxico discreto (menos que os solventes clorados), neurotóxico (alterações otovestibulares- XII par). O xileno não provoca neurotoxicidade.
3) Qual o quadro clínico na intoxicação por chumbo? Qual a interpretação do chumbo no sangue e do ALA urinário em trabalhadores expostos a este metal?

Saturnismo: Cólica intensa (que pode ser confundida com abdome agudo), palidez, vômitos e desidratação. Fraqueza, cansaço fácil, sonolência, irritabilidade, nervosismo, epigastralgia, empachamento pós-prandial. Podemos encontrar um sinal muito característico chamado de orla de Burton que se apresenta como uma linha azul escura, quase negra entre a borda da gengiva e os dentes.

A interpretação do chumbo no sangue e ALA deve ser feita quando estiverem elevadas, acompanham o quadro clínico e assim diagnosticam a intoxicação.
4) Citar 5 riscos ocupacionais mais freqüentes nas atividades de trabalho das empresas visitadas e as medidas de proteção.

- LER/DORT Proteção: rodízio de trabalhadores nas funções

- Queimaduras por produtos químicos. Proteção por uso devido do EPI

- Dermatoses. Proteção: EPI

- Ruído e perda auditiva. Proteção: uso devido de proteção auditiva

- Depressão. Proteção: Devido aos altos níveis de ruído torna-se impossível o uso de música ambiente que certamente dimunuiria o stress do trabalhador. A medida que sugiro é de diminuir a pressão exercida pela empresa sobre o trabalhador ou a diminuição das metas de produção.

- Exposição ao calor Proteção: Uso de exaustores e circuladores de ar para dispersar melhor o calor

- Acidentes pérfuro-cortante: Proteção: uso do EPI e treinamento devido para o uso do maquinário

- Inalação de produtos tóxicos. Proteção: EPI, equipamento para medição dos tóxicos no ar.
5) Conceitue gases asfixiantes simples e de 2 exemplos e duas profissões de risco.

Conceito: São considerados gases asfixiantes, aqueles que ocupam o local reservado ao oxigênio. A causa a asfixia está relacionada à redução a níveis abaixo dos valores mínimos aceitáveis de oxigênio. São eles: N2, CO2 e CH4.

Profissões de risco: Minas de carvão subterrâneas, túneis subterrâneos, tanques de armazenamento de produtos petroquímicos, trabalhos dentro de redes de esgoto, trabalhos na proximidade de fornos de siderúrgicas.
6) Descreva e discorra sobre as circunstâncias em que podem ocorrer doenças ligadas as condições de trabalho sob ar comprimido, embriaguez das profundidades e doença descompressiva. Como se previnem?

As doenças ligadas às condições de trabalho sob ar comprimido podem estar relacionadas às três fases em que há variações de pressão. Primeiro, durante a fase de compressão, são mais freqüentes os barotraumas, como a lesão da orelha média. Segundo, quando a pressão já está aumentada, durante o trabalho do operário, podem ocorrer: narcose ou embriaguez das profundidades e a intoxicação por oxigênio. Terceiro, as lesões acarretadas durante ou após o processo de descompressão, em que são mais freqüentes: a embolia traumática e a doença descompressiva.

Medidas preventivas: A idade ideal dos trabalhadores em ar comprimido está compreendida entre os 20 e 40 anos; ninguém que sofra de doenças cardíacas, pulmonares ou renais deve exercer trabalhos desse tipo. Pessoas obesas correm grandes riscos na formação de bolhas (no caso de embolias, por causa do tecido adiposo), IVAS supõem um impedimento temporal para o tipo de trabalho.

Há necessidade de supervisão estrita em todas as fases, necessidade de uma descompressão muito lenta, sobretudo na parte final onde as menores variações de pressão correspondem à maiores variações de volume. Trabalhadores devem utilizar uma chapa metálica que os identifiquem e devem viver e dormir próximos à equipamentos médicos para que descompressões sejam realizadas precocemente.
7) Qual o motivo que se preconiza a realização de repouso acústico de no mínimo 14 horas para o trabalhador se submeter a um exame audiométrico no exame periódico? Cite 5 preocupações em que se encontra risco para PAIR.

Deve-se realizar o repouso acústico de 14 hs antes do exame audiométrico para se evitar a fadiga temporária.

Risco de PAIR:

- Exposição a níveis de pressão sonora elevados

- Exposição a agentes ototóxicos

- Exposição extra-laboral a ruído excessivo

- Zumbidos

- Intolerância a sons intensos

- Dificuldades no processo de comunicação
8 - Qual o quadro clínico da LER/DORT? Cite 5 ocupações que podem causar.

Inicialmente há uma sensação de fadiga muscular, desconforto do membro que melhora com repouso. Posteriormente, este quadro, evolui com dor crônica que se torna mais intensa e contínua, levando em alguns casos à impotência funcional e o repouso pouco contribui para a melhora. A dor é o principal sintoma. Associados aos sintomas, podemos encontrar ansiedade, irritabilidade, alterações de humor, distúrbios do sono e fadiga crônica.

Ocupações:

- lavadeiras

- limpadores

- engomadores

- digitadores

- trabalhadores maquinário com movimentos repetitivos.
9) Caracterize dermatose ocupacional e cite 3 exemplos.

Dermatoses são doenças da pele que ocorrem devido ao contato com substâncias que podem provocar lesões por suas propriedades: alcalinas, tóxicas, abrasivas, alergênicas, etc. Podem ocorrer de diversas maneiras com diversos aspectos clínicos. No caso das ocupacionais, estas ocorrem devido ao contato com substâncias manuseadas no ambiente de trabalho.

Exemplos

- Dermatite irritativa de contato

- Dermatite alérgica de contato

- Erupções acneiformes e miliária rubra

- Dermatites causadas pelo cimento, cromo, níquel, zinco, cobre, cádmio, estanho, ácidos e álcalis.
10) Correlacione doenças profissionais com a ocupação.
11) Quadro clínico de intoxicação crônica por mercúrio metálico. Características do mercúrio que fazem deste metal em forma metálica, único em relação aos outros metais?

Quadro clínico: alterações do SNC são as mais importantes. Em exposições pequenas podemos encontrar gosto metálico na boca e parestesias difusas. Em exposições elevadas, podemos encontrar queixas digestivas, periodontites, estomatite grave, levando até a perda dos dentes. Inalação excessiva pode provocar grave lesão pulmonar, pneumonite química, de alta mortalidade. Fraquezas e formigamentos difusos em MMII e MMSS.

O hidrargirismo é caracterizado por perda de memória recente e da capacidade de concentração, atenção, habilidade mecânica, coordenação motora e mudanças de comportamento. Podem ainda acompanhar tremores parecidos com o parkinsonismo e quadros psiquiátricos irreversíveis (depressão e paranóia).

O mercúrio metálico é um líquido extremamente volátil, podendo ser absorvido tanto pela via respiratória, quanto pela pele íntegra. Não é absorvido pelo TGI. O Hg circula por todo o organismo graças a sua lipossolubilidade atravessando inclusive a barreira hematoencefálica.
12) Qual o efeito do solvente N- hexano? Cite 3 profissões de risco.

A exposição a altas concentrações desse solvente causa neuropatias sensitivo-motoras, especialmente em membros inferiores. O quadro clínico varia de parestesia e diminuição de força nas extremidades dos membros inferiores até anestesia “em bota” e paralisia com o pé caído.

Profissões de risco: Sapateiros, artesãos, trabalhadores da indústria alimentícia (extração de óleos comestíveis).
13) Em relação às radiações ionizantes qual o quadro clínico da síndrome gatrointestinal causada por dose aguda de radiação e a causa de morte dos pacientes? Cite 3 ocupações de risco.

Os efeitos somáticos podem ser em virtude de exposição a doses elevadas em tempo curto (exposição aguda) ou de uma exposição a pequenas doses por tempo prolongado. (exposição crônica). Após uma exposição a doses elevadas de radiação surgirá um quadro clínico denominado “Síndrome Aguda da Radiação”. É um quadro com manifestações múltiplas, especialmente na mucosa gastrointestinal, medula óssea, sistema nervoso central e cardiovascular.

A mucosa do trato intestinal é muito sensível a radiação e doses elevadas podem levar a uma perda dessa camada, levando a uma síndrome de má absorção aguda e grave. O quadro clínico leva a náuseas, vômitos, anorexia, diarréia sanguinolenta, levando na seqüência a desidratação intensa e anemia aguda. A morte pode ocorrer por choque hipovolêmico.

Indivíduos que trabalham como técnicos de raios x na medicina, na indústria, na agricultura, na construção civil, na geração de energia elétrica, em pesquisas científicas e para fins militares constituem grupo de risco para essa doença.
14) Em relação as pneumoconioses, a silicose é mais prevalente em nosso país, quais são as ocupações de risco? Quais as principais características radiológicas e principal complicação?

Pneumoconioses são doenças pulmonares que resultam da deposição de poeira mineral nos pulmões e uma subseqüente resposta do organismo. A silicose é uma doença pulmonar crônica caracterizada por uma fibrose pulmonar progressiva e irreversível, decorrente da inalação de partículas de sílica livre e cristalina. Os trabalhadores sujeitos à essas doenças são os que trabalham na mineração, abertura de túneis; corte de pedras; jateamento de areia; usos industriais de areia; fundições, fabricação de vidros e cerâmicas; cavadores de poços e lapidadores de pedras.

As principais características radiológicas compreendem múltiplas sombras nodulares (1 a 10 mm), possível calcificação dos nódulos, predomínio nos lobos superiores, aumento dos linfonodos hilares e, quando complicada, grandes opacidades.

A principal complicação clínica é a associação de tuberculose à silicose, que é relativamente freqüente e preocupante.
15) Por qual razão nos dados da Previdência Social os homens são mais acometidos de acidentes  enquanto as mulheres predominam as doenças relacionadas ao trabalho.

As mulheres são contratadas para trabalhos mais finos e que exigem mais percepção e delicadeza de movimentos, sofrendo menos com acidentes de trabalho e mais com o trabalho realizado. Por isso, desenvolvem mais lesões como as de LER/DORT.

Os homens executam trabalhos mais pesados, que exigem mais força, menos sensibilidade, e trabalhos mais perigosos, estando mais vulneráveis a acidentes.
16) Conceitue gases asfixiantes químicos e de 2 exemplos e duas profissões de risco.

Os asfixiantes químicos são aqueles que, além de ocupar o espaço do O2 pela diminuição de sua pressão parcial, também IMPEDEM o seu uso por meio de reações químicas.

São exemplos:

- CO (bloqueia o transporte do O2 pelas hemácias)

- H2S (inibe o centro respiratório)

- HCN (os cianetos bloqueiam a atividade do sistema de citocromos celulares)
17) Descreva a história clínica e ocupacional de um dos casos clínicos que teve oportunidade de entrevistar no CEREST.

Caso escolhido: Costureira com síndrome do túnel do carpo

A costureira Elisabeth começou a apresentar uma fraqueza e dor na mão direita enquanto trabalhava na Zelo confeccionando roupas. No inicio a dor era mais intensa no período noturno e melhorava com o repouso. Havia formigamento também. O processo foi se cronificando até evoluir para uma perda da força e da capacidade de realizar as mais simples tarefas. A paciente refere que se tornou incapaz de realizar o serviço doméstico, e que derrubava objetos constantemente. Houve uma perda motora dos nervos mediano e radial. A costureira procurou o médico e foi diagnosticada a Síndrome do túnel do carpo. Foi, então, afastada do trabalho e feita a CAT. Foi realizada uma cirurgia para descompressão e fisioterapia na tentativa de recuperação e reabilitação. A cirurgia foi bem sucedida, mas ela ainda apresenta uma limitação de movimentos e dor. Considera-se que este é um caso de aposentadoria por invalidez, mas é um processo muito complicado para ser realizado.
18) Descreva um dos casos clínicos que teve oportunidade de discutir na Santa Casa na aula. Cite o professor que conduziu a discussão do caso que decidiu escrever. Deve ser mencionado em relação ao caso:

1- um resumo da história clínica (queixas e sinais clínicos, exames complementares)

2- A história profissional (dados relevantes)

3- A conduta tomada em relação ao caso.

Caso escolhido: Febre do Teflon

Professor que discutiu: Tarcisio

1- Paciente se queixa de febre alta, mal estar e cefaléia após fumar no ambiente de trabalho. A febre atinge 40º 1 hs após fumar e regride de 2 a 3 horas depois, sem nenhuma intervenção.

2- Paciente trabalha em uma indústria de síntese e prensagem de Teflon. O pó antes do cozimento é branco e fino.

3- Pesquisando sobre o assunto podemos concluir que o paciente deve se contaminar com o Teflon ao fumar, uma vez que o pó branco deve se acumular nos bolsos e no maço de cigarros. A contaminação por Teflon produz uma febre que regride sem nenhuma intervenção, assim como a febre do fumo de Zinco. Preconiza-se que este paciente lave as mãos antes de fumar e mantenha o maço de cigarro no vetiário para parar de se contaminar.
Caso escolhido: Descompressão brusca de trabalhador de Tubulão

Professor que discutiu: Morrone

1- Paciente se queixa de dor articular no joelho esquerdo com irradiação para a coxa, suficiente para prejudicar a deambulação. A dor teve início há 2 anos. Houve um agravamento dos sintomas atualmente. Nos exames podemos encontrar uma osteonecrose asséptica no joelho. O escanograma demonstra uma diferença de comprimento de membros.

2- Paciente trabalha em um tubulão de ar comprimido, em contrução civil. Alguns operadores costumam fazer a descompressão em menos de 20 minutos, sendo considerada uma descompressão brusca. A pressão usada dentro do tubulão varia de 400g a 2800g.

3- O paciente deve ser afastado do trabalho. A região afetada deve ser substituída por prótese uma vez que a doença é irreversível. Este paciente não deve mais trabalhar em ambiente comprimido. A necrose ocorre porque quando há uma descompressão brusca, há a formação de bolhas de nitrogênio dentro dos vasos sanguíneos e nas bainhas de mielina. Estas bolhas ocluem alguns capilares e quando estes capilares irrigam ossos, há uma osteonecrose irreversível.
Caso escolhido: Falta de ar

Professor que discutiu: Jefferson

1- Paciente se queixa de dispnéia aos pequenos esforços, tosse produtiva com expectoração clara e chiado no peito que se agrava ao trabalhar. Paciente faz uso de boncodilatadores e freqüenta o P.S. para fazer inalação quando está descompensado. Já ficou internado por asma brônquica. No exame físico apresenta roncos e sibilis difusos. Nos exames complementares apresenta RX de tórax normal e na prova de função pulmonar descobre-se um distúrbio ventilatório obstrutivo moderado que tem resposta positiva para broncodilatadores.

2- O paciente é varredor de rua.

3- Indica-se um tratamento da asma com broncodilatadores e considera-se esta asma como sendo agravada pelo trabalho. Deve-se pesquisar a história ocupacional e pedir exames para confirmar o diagnóstico.
19) Complete a tabela abaixo, citando na coluna da esquerda três riscos de doenças profissionais que identificou na visita realizada em uma das empresas que foi visitada (escolha uma e identifique), e na coluna da direita as atividades ocupacionais que estavam sendo executadas pelos trabalhadores do setor.
Empresa: Foseco

Prof que acompanhou: (aquele que os acompanhou)

Riscos identificados

Atividade que estava sendo executada e medida de prevenção que foi observada no caso

Ruído excessivo

Em toda a empresa há um ruído bastante intenso. Em alguns locais há proteção e isolamento do ruído (como no caso dos geradores) e há também uma parede anti-ruido para isolar acusticamente a empresa para a vizinhança. Dentro da empresa os trabalhadores não usam proteção anti-ruido.

Inalação de substancias tóxicas

Há uma variedade imensa de solventes e materiais particulados na empresa. Em geral ao bem vedados para que os trabalhadores não inalem ou aspirem os produtos. Há o uso de botas, luvas e máscaras. Estas substâncias são usadas para fazer as tintas.

Presença de estoques de substâncias tóxicas

Há uma quantidade enorme de substancias potencialmente tóxicas em toda a empresa. Várias delas provocam queimaduras. Em geral os trabalhadores encontram-se protegidos destas substancias, através de vestuário adequado e de maquinário que impede o contato direto com estas substâncias. Vale citar que houve um acidente 9 dias antes da nossa visita à empresa que provocou queimaduras pelo fenol.


Empresa: Tapon Corona

Prof que acompanhou: (aquele que os acompanhou)

Riscos identificados

Atividade que estava sendo executada e medida de prevenção que foi observada no caso

Ruído excessivo

O ruído é intenso. Há protetores auriculares que são usados corretamente pelos funcionários.

LER-DORT

Os funcionários que trabalham na linha de montagem das latas fazem inúmeros movimentos repetitivos e cada um trabalha em uma mesma máquina, uma vez que já possuem prática e com isso a empresa busca o aumento da produtividade. Não há rodízio dos funcionários para evitar as lesões.

Acidentes perfuro-cortantes

As latas que são manuseadas são bem finas e provocam constantemente cortes nos funcionários que as manuseiam. Não há o uso de luvas neste trabalho, fato este justificado pelo funcionário que nos acompanhou como sendo um fator impossibilitante para a realização do trabalho.


20) O que a legislação considera um nível de ruído excessivo para o trabalhador em jornada de 8 hs de trabalho? Cite 3 ocupações que estão associadas a exposição a níveis de ruído excessivo. Como é avaliada a saúde auditiva dos trabalhadores nos ambientes de trabalho e o que significa um achado de gota acústica num exame periódico de saúde de um trabalhador que trabalha em ambiente de trabalho ruidoso?

Para o trabalhador em ambiente industrial com jornada de 8 horas diárias, o limite de tolerância é de 85 decibéis. O limite de ação para evitar distúrbio auditivo é de 80. O limite para o ambiente comercial é de 60 ou 65 (existem duas normas vigentes). É o chamado limite de conforto.

São ocupações associadas à exposição a níveis de ruído excessivo: serralheiro que trabalha com corte de ferro, operador de ejetora de plástico, britador (operador de britadeira), disk-jockey. Porém depende do tempo, da quantidade e do nível de exposição e é ligado ao ambiente de trabalho.

Gota acústica é perda acústica de parte da escala auditiva, com áreas de normalidade nos extremos. È induzida por ruído que pode ser social ou ocupacional. A saúde auditiva pode ser avaliada pela história clínica, epidemiológica e ocupacional e pela audiometria.




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal