Proposituras Moção doc



Baixar 7.66 Kb.
Encontro21.12.2017
Tamanho7.66 Kb.


MOÇÃO Nº 98, DE 2009

A presente proposta de moção visa apelar para os Excelentíssimos Senhores Presidentes da República, do Senado, da Câmara dos Deputados e os Senhores Líderes Partidários no Congresso Nacional, no sentido de efetivarem as providências cabíveis e urgentes necessárias à regulamentação da profissão de instrumentação cirúrgica.

Hoje, considera-se a instrumentação cirúrgica como uma atividade e não uma profissão, justamente pela ausência de regulamentação em lei. No entanto, o ato de instrumentar envolve conhecimentos científicos em Anatomia Humana, Microbiologia e Fisiologia Humana, dentre outros.

Além disso, sabe-se hoje que a função dessa classe é de extrema importância para o sucesso de qualquer ato cirúrgico. Compete a esse profissional zelar pelo perfeito funcionamento dos equipamentos usados pelo cirurgião, monitorando, por exemplo, a quantidade exata de compressas, gazes, agulhas e demais objetos. O trabalhador também precisa conhecer a dinâmica do processo cirúrgico, dentro de cada especialidade, com as respectivas estratégias cirúrgicas, tempo, organização e demais particularidades desta atividade.

É exatamente por isso que a profissão necessita de regulamento específico. Segundo o estudo “INSTRUMENTAÇÃO CIRÚRGICA: OPINIÕES DA EQUIPE CIRÚRGICA1”, que, como o próprio nome diz, teve como objetivo identificar as opiniões das referidas equipes sobre a instrumentação, constatou que com a presença do “instrumentador” o trabalho é mais organizado, o que agiliza o tempo de cirurgia e traz benefícios para o paciente. Em suma, como tais pessoas estão na linha de frente, sendo responsáveis pela qualidade e segurança dos pacientes submetidos a cirurgias, quanto melhor o profissional, menor é o risco de infecções hospitalares.

Assim, tendo em vista o crescimento dos procedimentos cirúrgicos no país, a demanda por profissionais capazes de instrumentar também vem crescendo. E, proporcionalmente, também vem aumentando o número de denúncias sobre a falta de critérios claros e precisos para a formação desses profissionais, o que, certamente, permite a disseminação de cursos sem o conteúdo e a carga horária necessários para a capacitação minimamente requerida, o que pode colocar em risco a vida dos pacientes que estejam em processo operatório.


Ante o exposto formulamos a seguinte moção:
A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO apela para os Excelentíssimos Senhores Presidentes da República, do Senado, da Câmara dos Deputados e aos Senhores Líderes Partidários no Congresso Nacional, no sentido de tomarem as medidas cabíveis e urgentes necessárias à regulamentação da profissão de instrumentação cirúrgica.
Sala das Sessões, em 27/10/2009
a) André Soares

1




Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande