Prefeitura municipal de curitiba secretaria de recursos humanos



Baixar 127.47 Kb.
Encontro21.10.2017
Tamanho127.47 Kb.


C

oncurso Público

Edital n° 15/2003

27/11/2003

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA

SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS


Odontólogo





INSTRUÇÕES

1. Aguarde autorização para abrir o caderno de provas.
2. Confira seu número de inscrição, turma e nome. Assine no local indicado.
3. A interpretação das questões é parte do processo de avaliação, não sendo permitidas perguntas aos Aplicadores de Prova.
4. Nesta prova, as questões são de múltipla escolha, com cinco alternativas cada uma, sempre na seqüência a, b, c, d, e, das quais somente uma é correta.
5. Ao receber o cartão-resposta, examine-o e verifique se o nome nele impresso corresponde ao seu. Caso haja irregularidade, comunique-a imediatamente ao Aplicador de Prova.
6. Transcreva para o cartão-resposta a opção que julgar correta em cada questão, preenchendo o círculo correspondente com caneta de tinta preta. Não ultrapasse o limite do espaço destinado para cada marcação.
7. Não haverá substituição do cartão-resposta por erro de preenchimento ou por rasuras feitas pelo candidato. A marcação de mais de uma alternativa em uma mesma questão resultará na anulação da questão.
8. Não serão permitidas consultas, empréstimos e comunicação entre candidatos, bem como o uso de livros, apontamentos e equipamentos (eletrônicos ou não), inclusive relógio. O não-cumprimento dessas exigências implicará a exclusão do candidato deste concurso.
9. Ao concluir as provas, permaneça em seu lugar e comunique ao Aplicador de Prova. Aguarde autorização para devolver o cartão-resposta, devidamente assinado. Não há necessidade de devolver o caderno de provas.
10. O tempo para o preenchimento do cartão-resposta está contido na duração desta prova.

DURAÇÃO DESTA PROVA: 3 HORAS




Conhecimentos

Específicos




INSCRIÇÃO





TURMA




NOME DO CANDIDATO





ASSINATURA DO CANDIDATO



Divulgação do gabarito provisório: 19/01/2004, no site www.nc.ufpr.br ou www.curitiba.pr.gov.br

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
01 - Ao assentamento de bactérias sobre a película adquirida do dente, que pode ser consideravelmente espessa ou contínua, podemos denominar:
a) Camada bacteriana condensada.

b) Corpo da placa bacteriana.

*c) Placa da interface do dente.

d) Placa da superfície.

e) Placa filamentosa.
02 - Com relação a estudos iniciais da etiologia das cáries, alguns autores afirmam que a cárie é causada por ácidos produzidos pelos microorganismos da boca. Podemos denominar essa linha de raciocínio como sendo:
a) Teoria vital.

b) Teoria química.

c) Teoria séptica.

*d) Teoria químico-parasitária.

e) Teoria proteolítica.
03 - A cárie dental é uma doença multifatorial. Os fatores que a ocasionam precisam integrar-se para que a doença se instale. São eles:
a) Hospedeiro, substrato, microorganismos e saliva.

b) Dente, substrato, microorganismos e saliva.

c) Hospedeiro, dente, saliva e tempo para formação.

*d) Hospedeiro, microorganismos, tempo e substrato.

e) Saliva, microorganismos, substrato e resíduos alimentares.
04 - Cáries são patologias que podem se manifestar em crianças e adolescentes. As atividades preventivas pessoais têm muitas vezes êxito limitado. Devido a isso, e pelo fácil acesso que as escolas possuem a um grande número de jovens, ações preventivas têm sido realizadas. Com base no assunto, considere as seguintes afirmativas.
I. O flúor na água de abastecimento, em uma concentração ótima que oscila entre 0,7 a 1,2 ppm, de acordo com a temperatura média diária, constitui o programa de prevenção mais apropriado.

II. Em um programa escolar visando o controle de placa em massa, pode-se incluir a remoção escrupulosa de depósitos moles visíveis, pela escovação sem dentifrício.

III. Em programas preventivos englobando grande quantidade de pessoas, como são os escolares, o incremento do uso do fio dental deve ser minorado em detrimento da escovação.

IV. Os agentes reveladores conseguem indicar a presença de placa especialmente em níveis oclusais e incisais e são elementos fundamentais em programas preventivos.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente a afirmativa I é verdadeira.

b) Somente a afirmativa III é verdadeira.

c) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras.

*d) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.

e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
05 - Muitas vezes, na presença da doença cárie, podemos lançar mão de cimentos de ionômero de vidro. Frente a isso, é correto afirmar:
a) O ionômero pode ser usado diretamente sobre a dentina em cavidades profundas.

*b) O ionômero apresenta um ácido orgânico na sua composição.

c) O ionômero é biocompatível em cavidades médias.

d) Somente os ionômeros fotopolimerizáveis não são biocompatíveis.

e) Somente os ionômeros com ácido tartárico no pó são biocompatíveis.
06 - Em se tratando de cavidades restauradoras, é correto afirmar que os cimentos de hidróxido de cálcio:
*a) Suportam as pressões de condensação do amálgama quando utilizados como base única, em uma espessura maior do que 0,5 mm.

b) Suportam as pressões de condensação do amálgama só quando utilizados em cavidades profundas e com espessura menor que 0,5 mm.

c) Não devem ser usados quando não pudermos medir a espessura.

d) Devem ser usados quando colocada uma base intermediária mais resistente.

e) Caíram em desuso devido ao aparecimento dos cimentos fotopolimerizáveis.
07 - A ressecção cirúrgica do tumor e a radioterapia são opções freqüentemente utilizadas no tratamento do paciente com câncer de boca. Os efeitos colaterais da radioterapia no complexo maxilo-mandibular são:
a) Osterradionecrose, cárie induzida pela radiação e mielossupressão.

b) Cárie induzida pela radiação, mucosite e mielossupressão.

*c) Osterradionecrose, cárie induzida pela radiação e mucosite.

d) Mucosite, mielossupressão e perda do paladar.

e) Perda do paladar, mucosite e mielossupressão.

08 - O carcinoma epidermóide representa aproximadamente 90% dos cânceres de boca. Ele é encontrado com maior freqüência em algumas regiões da boca, como:
a) Mucosa jugal, gengiva e palato duro.

b) Lábio, mucosa jugal e palato duro.

c) Assoalho de boca, língua e gengiva.

d) Língua, gengiva e mucosa jugal.

*e) Lábio, língua e assoalho de boca.
09 - No que respeita ao meio de conservação do dente avulsionado, é correto afirmar:
a) Na água morna, as fibras do ligamento periodontal são capazes de se manter ativas por um dia.

b) Na saliva, o tempo em que as fibras do ligamento periodontal podem manter-se ativas é reduzido para quatro horas.

c) No soro fisiológico, a viabilidade das fibras periodontais é de apenas 1 minuto.

d) Na saliva, encontra-se um ótimo percentual de células com vitalidade por até 120 minutos.

*e) No leite, as fibras do ligamento periodontal são capazes de se manter ativas por um período de até 6 horas.
10 - Com relação ao limite lateral de preparo em canais curvos, é correto afirmar:
a) É pré-determinado pelo instrumento de número 25.

b) É determinado pela técnica de instrumentação.

c) É determinado em função do instrumento utilizado na odontometria.

*d) É determinado pela curvatura e diâmetro do canal.

e) Está em relação direta com o tipo de instrumento selecionado para o preparo.
11 - O método mais eficiente para determinação do teste de vitalidade pulpar com o frio é:
a) Tubo anestésico com água, levado ao congelador.

b) Gases refrigerantes.

c) Água gelada condicionada em seringa de ponta direta.

d) Qualquer substância gelada aplicada na superfície dentária.

*e) Bastão de neve carbônica.
12 - Qual a alternativa INCORRETA sobre o trabalho com EPIs?
a) O gorro deve cobrir os cabelos e orelhas.

*b) O avental estéril deve ser vestido após terem sido colocadas as luvas estéreis.

c) Os óculos devem ser desinfetados com sabão solúvel.

d) A máscara deve ser removida após a retirada das luvas e lavagem das mãos.

e) A secagem das mãos após a lavagem básica é feita com papel toalha.
13 - Assinale a alternativa INCORRETA.
a) A lavagem básica das mãos é feita com água e sabão líquido comum.

b) A lavagem cirúrgica das mãos é feita com água e sabão degermante.

c) A máscara de fibra sintética tem maior filtração que a máscara de espuma.

*d) A máscara de proteção deve ser trocada a cada turno de trabalho.

e) O profissional não deve puxar a máscara para a região do pescoço.
14 - Quando procedimentos altamente críticos são desenvolvidos, há necessidade do uso de aventais estéreis. Em relação a eles, é correto afirmar:
a) Devem ser colocados antes de entrar no ambiente cirúrgico, para impedir a entrada de contaminação.

*b) Deve-se dar preferência aos modelos cujo fechamento seja feito pelas costas.

c) Sua esterilização deve ser em papel kraft, com no máximo dois dias de antecedência ao ato cirúrgico.

d) Devem ser colocados imediatamente antes dos elementos acessórios, como gorro e óculos.

e) As mangas devem ser longas, com punhos lisos e soltos, para que se possa envolvê-los com as luvas estéreis.
15 - A máscara é a maior medida de proteção das vias aéreas superiores contra microorganismos oriundos dos procedimentos odontológicos. Assinale a alternativa que apresenta os cuidados a serem observados com relação à máscara nos procedimentos odontológicos.
a) Como elemento de maior efeito contaminante, deve ser removida logo após o término do ato odontológico, imediatamente após a retirada das luvas e antes da lavagem das mãos.

b) Após sua remoção, não deve ser depositada sobre superfícies próximas à cadeira odontológica. Devemos mantê-la conosco, abaixada no pescoço, presa pelos elásticos, evitando contato desnecessário com outras superfícies contaminadas.

c) Durante o procedimento, caso seu uso torne embaçados os óculos de proteção, devemos ajustá-la rápida e prontamente para que não haja prejuízo da continuidade do auxílio ao cirurgião-dentista.

d) Deve-se dar preferência às máscaras de pano, pois podem ser esterilizadas com maior facilidade que as de polipropileno, trazendo segurança em relação à sua permeabilidade aos fluidos bucais.

*e) Máscaras úmidas perdem o poder de filtração, permitindo a entrada de aerossóis bacterianos. Assim, deve-se tentar fazer sua troca a cada paciente atendido.
16 - O cuidado que se deve ter em relação às agulhas utilizadas em odontologia reflete a possibilidade de contaminação por acidente. Qual a conduta frente à agulha recém-utilizada?
a) Reencape da agulha, para evitar acidentes perfurantes, e dispensa em lixo hospitalar.

b) Reencape da agulha e dispensa em lixo contundente.

c) Não reencape da agulha e dispensa em lixo hospitalar.

*d) Não reencape da agulha e dispensa em lixo contundente.

e) Reencape da agulha e dispensa em lixo infeccioso.
17 - A antissepsia apresenta-se corriqueiramente nas atividades de consultórios ou clínicas, podendo-se utilizar os mais variados produtos, frente às variadas necessidades. Assinale a alternativa que corretamente corresponde à região de aplicação com o produto utilizado.
*a) Na aplicação na boca, feita com PVPI tópico.

b) Em isolamento absoluto, preconiza-se o PVPI degermante.

c) Na região da face, faz-se a antissepsia com PVPI tintura.

d) Na região peribucal, utiliza-se preferencialmente clorexidina.

e) Em embrocações, recomenda-se o uso de tintura de iodo.
18 - Um dos elementos fundamentais de proteção individual são as luvas. Em relação a elas, é correto afirmar:
a) O uso da luva cirúrgica torna-se obrigatório em procedimentos como exame clínico.

*b) As luvas devem ser trocadas em intervalos de até 3 horas de uso.

c) Luvas de procedimentos devem ser utilizadas durante a desinfecção do equipo.

d) O uso das luvas de procedimento contra-indica o uso das sobre-luvas em tomadas radiográficas.

e) Procedimentos invasivos (críticos) necessitam de uso de luvas cirúrgicas duplas.
19 - Assinale a alternativa INCORRETA:
*a) O sabão enzimático é recomendado para desinfecção do instrumental.

b) A pré-lavagem ultra-sônica tem um tempo estimado de 6 a 10 minutos.

c) A pré-lavagem manual tem um tempo de 20 minutos.

d) Detergente de cozinha não deve ser utilizado para pré-lavagem.

e) Barreiras em PVC do equipamento periférico devem ser trocadas a cada paciente.
20 - Sobre a esterilização com o uso de substâncias químicas, analise as afirmativas a seguir.
I. O tempo de esterilização com fenol sintético é de 30 minutos.

II. O tempo de esterilização com o glutaraldeído 6% é de 30 minutos.

III. O tempo de desinfecção com fenol sintético é de 30 minutos.

IV. O tempo de esterilização com o glutaraldeído 2% é de 10 horas.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras

c) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras.

d) Somente a afirmativa I é verdadeira.

*e) Somente a afirmativa IV é verdadeira.
21 - O calor úmido é um método bastante utilizado na esterilização em odontologia. Assinale a alternativa que NÃO se coaduna com a eficiência do método.
a) Uso de carga menor que 80% da capacidade da autoclave.

*b) Disposição dos pacotes encostados às paredes do aparelho, permitindo a circulação central do vapor de água.

c) Tempo de esterilização estimado em 30 minutos.

d) Necessidade do uso de água destilada.

e) Abertura da autoclave somente após total esfriamento, para evitar-se vapor d’água.
22 - A melhor maneira de proceder-se à desinfecção de próteses totais, para sua posterior manipulação, é:
*a) Imersão em hipoclorito a 1%, por 10 minutos.

b) Imersão em sabão enzimático, por 10 minutos.

c) Imersão em formaldeído, por 2 horas.


  1. Aspersão com iodóforo.

e) Aspersão com cloro.
23 - Modelos em gesso devem obrigatoriamente ser desinfetados para que sejam manipulados. Podemos, para isso, utilizar:
a) Spray borrifador com glutaraldeído 10%, somente umedecendo o modelo.

b) Spray borrifador com fenol sintético, somente umedecendo o modelo.

*c) Spray borrifador com hipoclorito 1%, somente umedecendo o modelo.

d) Imersão em cloro, por 10 minutos.

e) Imersão em formaldeído 2%, por 5 minutos.

24 - M.N., 10 anos de idade, compareceu ao consultório odontológico com queixa de “feridas na boca”. Na anamnese relatou indisposição há uma semana, com dores de cabeça e febre. Logo em seguida sua gengiva aumentou de tamanho, começando a sangrar. Ao exame clínico encontramos úlceras rasas, circulares, com halo eritematoso, muito sensíveis, espalhadas por toda a mucosa bucal. Frente a esse quadro clínico, a alternativa correta frente ao diagnóstico é:
a) Úlceração aftosa recorrente.

*b) Gengivoestomatite herpética primária.

c) Herpes recorrente.

d) Gengivite ulcerativa necrosante aguda.

e) Estomatite alérgica por contato.

25 - L.C.S., sexo masculino, 18 anos de idade, se apresentou com queixa de aumento de volume na gengiva entre os dentes 23 e 24. Pelo exame clínico, constatamos a presença de um nódulo séssil, de contornos irregulares, coloração avermelhada, com sangramento abundante ao mínimo toque e evolução de 1 ano. O paciente apresentava higiene bucal precária com presença de placa bacteriana e tártaro. Com base no quadro clínico, o diagnóstico é:
a) Fibroma e granuloma piogênico.

b) Granuloma piogênico e hiperplasia fibrosa inflamatória.

c) Lesão periférica (granuloma) de células gigantes e fibroma.

*d) Granuloma piogênico e lesão periférica (granuloma) de células gigantes.

e) Hiperplasia fibrosa inflamatória e fibroma.

26 - Paciente do sexo feminino, 30 anos de idade, se apresentou com aumento de volume no corpo da mandíbula, região dos dentes 45, 46 e 47, assintomático e com evolução de aproximadamente 1 ano. Pelo exame clínico constatamos expansão óssea e deslocamento dos dentes 45 e 46 de suas posições normais. Através de radiografia panorâmica observamos uma imagem radiográfica multilocular onde as trabéculas ósseas se encontravam perpendicularmente umas às outras e em outras regiões com aspecto de bolha de sabão. Com base no quadro clínico, o diagnóstico é:
a) Ceratocisto e mixoma odontogênico.

b) Odontoma composto e ameloblastoma.

*c) Mixoma odontogênico e ameloblastoma.

d) Mixoma odontogênico e odontoma composto.

e) Ameloblastoma e ceratocisto.

27 - Paciente com 25 anos de idade, sexo masculino, se queixa de dor na gengiva, mau hálito, gosto metálico e sangramento. Clinicamente observa-se necrose e ulceração interproximal e pseudomembrana fibrinosa. O diagnóstico é:
a) Gengivoestomatite herpética.

b) Gengivite descamativa.

c) Periodontite juvenil.

d) Estomatite aftosa recorrente.

*e) Gengivite ulcerativa necrosante aguda.

28 - Paciente apresenta-se ao consultório com alterações gengivais. Ao final dessa primeira visita, sai com as seguintes instruções:
Evitar tabaco, álcool e condimentos.

Fazer bochechos com 1 copo de água quente misturada em quantidades iguais com peróxido de hidrogênio a 3% a cada 2 horas e/ou duas vezes ao dia com solução de clorexidina a 0,12%.

Exercer as atividades usuais, porém evitar exercícios físicos ou exposições prolongadas ao sol.

Escovar delicadamente os dentes para remoção de resíduos com dentifrício suave. Bochechos de clorexidina poderão também ser úteis no controle de placa.


Frente a essas instruções, pode-se depreender que ele é portador de:
a) Gengivoestomatite herpética aguda.

b) Pericoronarite aguda.

c) Abscesso periodontal crônico.

d) Abscesso gengival.

*e) Gengivite necrosante ulcerativa aguda.

29 - A hipótese da placa não-específica como fator etiológico das doenças periodontais estabelece que:
*a) A doença periodontal resulta da elaboração de produtos nocivos por toda a flora da placa.

b) A etiologia estipula que apenas certa placa é patogênica.

c) Essa hipótese preconiza que a placa, abrigando certos patógenos periodontais específicos, resulta em doença periodontal.

d) Alguns sítios são afetados, enquanto a doença é encontrada em sítios adjacentes.

e) Grandes quantidades de placa produziriam grandes quantidades de produtos nocivos, contudo incapazes de desenvolver doença periodontal frente à reação do hospedeiro.

30 - Embora, de forma geral, toda terapia instrumental na periodontia possa ser considerada cirúrgica, há técnicas específicas que incluem procedimentos incisionais ou excisionais do tecido gengival, com o propósito de controlar ou eliminar a doença periodontal. Assim, assinale a alternativa que NÃO condiz com a indicação da necessidade de terapia cirúrgica.
a) Áreas com contornos ósseos irregulares ou crateras profundas.

b) Casos de envolvimento de furca grau II ou III, para remoção de irritantes.

*c) Bolsas supra-ósseas de 3,5 mm, em áreas distais de últimos molares.

d) Inflamação persistente presente em áreas de bolsas moderadas a profundas.

e) Áreas com bolsas rasas, onde uma inflamação persistente pode apontar a presença de envolvimento mucogengival.

31 - Nos pacientes portadores de Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), podem ser observadas lesões bucais como:
*a) Candidíase bucal, sarcoma de Kaposi, linfoma não Hodgkin, leucoplasia pilosa e GUNA.

b) Candidíase bucal, síndrome de Sjogren, sarcoma de Kaposi, leucoplasia e GUNA.

c) Sarcoma de Kaposi, leucoplasia pilosa, líquen plano, candidíase bucal e GUNA.

d) Candidíase bucal, líquen plano, leucoplasia, GUNA e sarcoma de Kaposi.

e) Candidíase bucal, sarcoma de Kaposi, líquen plano, síndrome de Sjogren e GUNA.

32 - Paciente do sexo masculino, 55 anos de idade, fumante (30 cigarros por dia) e alcoólatra. A mucosa do palato duro apresenta lesão avermelhada que se estende para o palato mole e pilar amigdaliano, sem sintomatologia dolorosa, sem ulceração e com evolução de aproximadamente 6 meses. Pelo exposto, a hipótese correta de diagnóstico é:
a) Líquen plano erosivo.

b) Leucoplasia.

c) Candidíase aguda atrófica.

*d) Eritroplasia.

e) Estomatite nicotínica.

33 - Paciente do sexo masculino, 60 anos de idade, polonês, agricultor, apresenta o lábio inferior com a superfície fina, atrófica em muitas áreas e com margens do vermelhão do lábio mal definido. Esse aspecto clínico é característico da:
*a) Queilite actínica.

b) Queilite angular.

c) Macroqueilia.

d) Queilite glandular.

e) Queilite granulomatosa.

34 - No exame preventivo do câncer de boca, o cirurgião dentista deve observar as lesões com potencial de malignização como:
a) Estomatite nicotínica, líquen plano e leucoedema.

*b) Líquen plano, leucoplasia e queilite actínica.

c) Leucoedema, leucoplasia e estomatite nicotínica.

d) Leucoplasia, nevo branco esponjoso e líquen plano.

e) Queilite actínica, nevo branco esponjoso e estomatite nicotínica.

35 - Assinale a alternativa que indica o responsável pela fiscalização dos recursos alocados no Fundo Municipal de Saúde, de acordo com a Lei nº 8.080/90.
a) Ministério da Saúde.

b) Secretaria Municipal de Saúde.

c) Secretaria Estadual de Saúde.

*d) Conselho Municipal de Saúde.

e) Secretaria Estadual da Administração.

36 - Considere os itens a seguir.
I. Conselho Intermunicipal de Saúde.

II. Conselho Municipal de Saúde.

III. Conferência Municipal de Saúde.
Que item(itens) corresponde(m) a instância(s) colegiada(s) do SUS, segundo a Lei nº 8.142 de 28/12/1990?
a) Somente I, II e III.

b) Somente I e II.

c) Somente I e III.

*d) Somente II e III.

e) Somente II.

37 - A Constituição Brasileira de 1988 aprovou a criação de um Sistema Único de Saúde – SUS. Com base nos princípios do SUS, analise as seguintes afirmativas.
I. Deve-se assegurar a universalização do atendimento à população e a integralidade das ações.

II. Deve-se garantir o atendimento especializado e a atenção a pacientes carentes.

III. Deve haver um conceito ampliado de saúde considerando seus determinantes sociais.

IV. Deve-se garantir a saúde como um direito de todos e um dever do Estado.

V. Deve-se estabelecer a descentralização e o atendimento básico das necessidades de pacientes especiais.
Constituem princípios do SUS:
a) Somente as afirmativas II, III, IV.

*b) Somente as afirmativas I, III, IV.

c) Somente as afirmativas II, IV, V.

d) Somente a afirmativa IV.

e) Somente a afirmativa I.


38 - A instância correta de formulação do Plano Municipal de Saúde é:
a) Secretaria Municipal de Saúde.

b) Conselho Municipal de Saúde.

c) Usuários do Sistema de Saúde.

*d) Conferência Municipal de Saúde.

e) Gestores e prestadores de Serviços de Saúde.

39 - Qual o setor prioritário a ser contratado quando os serviços próprios do SUS forem insuficientes?
a) Serviço de associações profissionais.

b) Serviço de saúde suplementar.

*c) Serviço filantrópico.

d) Serviço em cooperativas.

e) Serviço de atenção terciária.

40 - Que competência NÃO faz parte da direção municipal do SUS?
a) Planejar os serviços de saúde.

b) Reorganizar os serviços de saúde.

c) Controlar e avaliar as ações e serviços de saúde.

*d) Controlar o Conselho Municipal de Saúde.

e) Executar e gerir os serviços de saúde.

41 - Que ações NÃO estão incluídas no campo de atuação do SUS?
a) Ações de vigilância sanitária.

b) Ações de vigilância epidemiológica.

c) Ações de saúde do trabalhador.

d) Ações de terapêutica integral, incluindo farmacêutica.

*e) Ações em parceria com a saúde suplementar.

42 - Alguns dos pontos de vista mais comuns relacionados às doenças periodontais precisaram ser modificados ou atualizados à luz dos conhecimentos epidemiológicos e clínicos recentemente acumulados pela ciência. Hoje, é correto afirmar:
a) A prevalência de doença periodontal destrutiva é alta e tem aumentado em níveis internacionais, principalmente nos países industrializados.

*b) A gengivite é um problema comum, mas não necessariamente evolui para periodontite, havendo ampla evidência de indivíduos e grupos populacionais que permanecem longo tempo com aquela, sem transição para esta.

c) A placa bacteriana não é considerada fator decisivo na prevenção e tratamento da grande maioria das doenças periodontais.

d) As doenças periodontais são a causa principal de perdas dentais e de edentulismo na faixa etária entre 50 e 60 anos.

e) Na prática, severos problemas periodontais na juventude não costumam anunciar maiores problemas na maturidade e na velhice.

43 - São atribuições específicas do odontólogo na equipe de saúde bucal, EXCETO:
a) Supervisionar o trabalho desenvolvido pelo THD e pelo ACD.

b) Coordenar ações coletivas voltadas para a promoção e prevenção em saúde bucal.

c) Realizar o tratamento integral, no âmbito da atenção básica, para a população adstrita.

d) Realizar levantamento epidemiológico para traçar o perfil de saúde bucal da população adstrita.

*e) Orientar na prevenção de doenças, cujas causas tenham caráter alimentar e nutricional.

44 - O Índice Periodontal Comunitário (IPC), antes denominado Índice Comunitário de Necessidades de Tratamento Periodontal (ICNTP), é utilizado para:
a) Avaliar a condição de saúde periodontal, onde a dentição está dividida em quadrantes.

*b) Avaliar a condição de saúde periodontal que é estabelecida em função do sangramento gengival, da presença de cálculos e de bolsas.

c) Avaliar a condição de saúde periodontal que é estabelecida pela presença de placa dentária.

d) Avaliar a condição de sulcos e fissuras que podem ser confundidos com bolsas periodontais.

e) Avaliar a presença de manchas castanhas generalizadas.

45 - Mesmo na presença de microorganismos cariogênicos, a cárie não se desenvolve se não estiverem presentes outros fatores, denominados fatores determinantes. Com base nessa afirmação, assinale a alternativa INCORRETA.
a) A influência da saliva deve ser considerada importante para a saúde dos tecidos dentais.

b) A dieta é considerada um fator determinante. O que determina se a placa dental será cariogênica é o substrato que ela recebe pela dieta do indivíduo.

*c) O nível socioeconômico, o comportamento, as atitudes perante a vida e o nível de conhecimento são fatores determinantes para a cárie dentária.

d) O flúor é um dos fatores que mais influencia a ocorrência da doença, provocando um desequilíbrio a favor do hospedeiro.

e) Quanto menor o acesso ao flúor, maior a chance do paciente de desenvolver a doença e tê-la progredindo rapidamente.

46 - Muitos fatores podem influenciar, potencializar ou amenizar a ocorrência de cárie dentária. Há um entendimento global quanto ao único fator considerado imprescindível para a ocorrência da doença, chamado de fator etiológico. É ele:
a) O meio biopsicosocial em que o indivíduo está inserido.

b) Uma dieta rica em sacarose.

c) A baixa secreção salivar apresentada pelo paciente.

*d) A presença de placa bacteriana cariogênica

e) A presença de estreptococos do grupo mutans.

47 - Considere as afirmativas abaixo, colocando verdadeiro (v) ou falso (f).
( ) A seqüência para aplicação tópica de flúor sob a forma de gel é: profilaxia, isolamento e secagem dos dentes, aplicação de gel por 4 minutos, eliminação do excesso.

( ) A suplementação com flúor através do uso de comprimidos ou gotas é sempre indicada para crianças quando a concentração de flúor ingerida está abaixo de 0,8 ppm.

( ) A ingestão de flúor durante a gravidez não traz benefícios aos dentes do bebê porque não atravessa a barreira placentária.

( ) A concentração de flúor na água de abastecimento público deve estar entre 0,7 e 1,0 ppm, tendo assim efeito apenas cariostático e preventivo, sem oferecer risco ao ser indicado para qualquer idade.

( ) O uso de terapia com flúor para adultos é contra-indicado porque ele só atua durante a formação do esmalte, transformando a apatita em fluorapatita; é portanto um desperdício seu uso em pacientes adultos.
Assinale a seqüência correta, de cima para baixo.
*a) V, F, F, V, F.

b) V, F, F, F, V.

c) F, V, F, V, F.

d) V, V, V, F, V.

e) V, V, F, V, F.

48 - A coluna da esquerda apresenta quantidades de flúor ingeridas. Relacione essas quantidades com a coluna da direita que apresenta os possíveis efeitos de sua ingestão.
(1) 0,7 a 1,0 ppm ( ) redução de cáries

(2) 2 a 5 ppm ( ) dose letal

(3) 8 ppm ( ) fluorose dental

(4) 30 a 35 mgF/kg peso ( ) fluorose óssea
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência correta, de cima para baixo.
*a) 1, 4, 2 e 3.

b) 2, 3, 1 e 4.

c) 1, 4, 3 e 2.

d) 3, 1, 4 e 2.

e) 1, 3, 4 e 2.
49 - A composição básica dos dentifrícios fluoretados encontrados no Brasil e a concentração de flúor preconizada pelo Ministério da Saúde (Portaria nº 22/90) são, respectivamente:
*a) Fluoreto de sódio e/ou monofluorfosfato de sódio, com no mínimo 600 ppm de F solúvel, pelo prazo mínimo de um ano de fabricação.

b) Fluoreto de estanho e/ou monofluorfosfato de sódio, com no mínimo 1.000 ppm de F solúvel, pelo prazo mínimo de um ano de fabricação.

c) Fluoreto de cálcio e/ou fluoreto de sódio, com no mínimo 500 ppm de F solúvel, pelo prazo mínimo de um ano de fabricação.

d) Fluorfosfato de cálcio e/ou monofluorfosfato de sódio, com no mínimo 650 ppm de F solúvel, pelo prazo mínimo de um ano de fabricação.

e) Fluoreto de sódio e/ou fluoreto de estanho com no mínimo 1.200 ppm de F solúvel, pelo prazo mínimo de um ano de fabricação.
50 - Para uma criança de 8 anos, com alta atividade de cárie, moradora de uma cidade que contém 0,2 ppm de F na água, a conduta mais indicada para uma terapia com flúor é:
*a) Uso de dentifrício fluoretado, bochecho diário com solução de NaF 0,05%, aplicação tópica de flúor quinzenal.

b) Bochecho diário com solução de NaF 0,05%, uso de dentifrício fluoretado e aplicação tópica de flúor semestral.

c) Escovação com flúor-gel semanal, uso de dentifrício fluoretado, bochecho diário com solução de NaF 0,2%.

d) Suplementação com flúor na dosagem de 0,5 mg/dia, bochecho diário com solução de NaF 0,2%, dentifrício fluoretado.



e) Suplementação com flúor na dosagem de 1 mg/dia, bochecho diário com solução NaF 0,05%, aplicação de flúor-gel semestral.






©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal