Pertussis Alert



Baixar 17.45 Kb.
Encontro02.07.2019
Tamanho17.45 Kb.


***Apague esta linha e coloque o cabeçalho da escola aqui***
Conselhos sobre Pertússis

para Escolas

***Insert date here***
Este documento destina-se a avisá-lo que insert # of students here alunos na turma/escola do seu filho sofre(m) de pertússis. O seu filho pode ter sido exposto. Deverá estar atento aos sinais e sintomas da pertússis, saber o que fazer e quando manter o seu filho em casa. Se contactar o seu prestador de cuidados de saúde, por favor partilhe esta informação com o mesmo.
O que é a pertússis e quais são os seus sintomas?

A pertússis é uma infecção bacteriana que afecta os pulmões e as vias respiratórias. É propagada de pessoa para pessoa por contacto estreito. A pertússis também é conhecida como “tosse convulsa” devido ao som “convulso” que as crianças ou os outros pacientes por vezes fazem enquanto tossem. A pertússis normalmente começa com sintomas do tipo constipação, como tosse, espirros e um nariz a pingar. A tosse seca pode durar de uma a seis semanas ou mais, e os acessos de tosse podem resultar em problemas de respiração. É frequentemente diagnosticada depois de uma tosse durar mais do que uma ou duas semanas.


A tosse normalmente não é prejudicial para os adultos e crianças mais velhas, mas pode ser perigosa para os bebés. Por vezes, as crianças têm dificuldades em recuperar o fôlego. Não é invulgar que as crianças cuspam, vomitem ou fiquem exaustas depois de tossir. Os bebés também podem ter problemas de respiração ou contraírem condições médicas graves, tal como pneumonia, convulsões e lesões cerebrais.
Como se propaga a pertússis?

Os germes que causam a pertússis vivem no nariz, boca e garganta, e propagam-se directamente através de gotículas quando uma pessoa infectada espirra, tosse ou respira. As pessoas por perto podem ficar infectadas quando essas gotículas aterram e entram na boca, nariz e olhos da pessoa. A doença pode propagar-se durante a fase de sintomas semelhantes à constipação, e durante um mínimo de duas semanas após o início da tosse. Os primeiros sintomas aparecem normalmente 7 a 10 dias após uma pessoa ter sido exposta, mas por vezes as pessoas não adoecem até 21 dias mais tarde.


Como se diagnostica a pertússis?

Um médico pode pensar que um paciente tem pertússis com base nos seus sintomas; no entanto, um teste de laboratório é a única forma de ter a certeza. É recolhida uma amostra através de um esfregaço na parte posterior do nariz.


Como se pode prevenir a pertússis?

A vacinação é a melhor forma de proteger o seu filho e outros de contraírem pertússis. A vacina infantil da pertússis chama-se DTaP, e a vacina de reforço da pertússis para adolescentes e adultos chama-se Tdap. Ambas as vacinas proporcionam imunidade contra o tétano, a difteria e a pertússis. A Tdap é agora obrigatória para todos os alunos que entram no 7º ano, nas escolas de Rhode Island, porque a imunidade das vacinas da pertússis da primeira infância normalmente desaparece no final da infância. As mulheres grávidas devem receber a vacina Tdap, durante o terceiro trimestre de cada gravidez (após 27 semanas). Se não tiverem sido vacinadas durante a gravidez, então deverão receber uma dose de Tdap antes de saírem da maternidade. A pertússis é muito prejudicial para os bebés. Todas as pessoas à sua volta precisam ser vacinadas para rodeá-los com protecção.



O que devem fazer os pais?

Se o seu filho estiver a tossir, por favor contacte o prestador de cuidados de saúde do seu filho para avaliação e teste para a pertússis, e traga estes conselhos consigo. Se o prestador de cuidados de saúde julgar que o seu filho tem pertússis e/ou lhe prescrever um tratamento, mantenha o seu filho longe da escola e de actividades até que tenha concluído cinco dias de antibióticos (mesmo que os resultados do teste ainda não tenham sido devolvidos). Se o prestador de cuidados de saúde não suspeitar que a pertússis seja a causa dos sintomas do seu filho, este pode regressar à escola e a todas as outras actividades.
Se o seu filho não tossir, mas TIVER um sistema imunitário enfraquecido ou VIVER com um indivíduo de alto risco (definido como um bebé com menos de 12 meses, uma mulher no 3º trimestre de gravidez, ou qualquer pessoa com um sistema imunitário enfraquecido), recomenda-se o uso de antibióticos preventivos para evitar que o seu filho adoeça e para impedir a propagação da pertússis. Para obter antibióticos preventivos para o seu filho, por favor contacte o prestador de cuidados de saúde do seu filho para partilhar estes conselhos.
Se o seu filho não tossir, NÃO TIVER um sistema imunitário enfraquecido e NÃO VIVER com um individuo de alto risco, conforme descrito em cima, não são recomendados antibióticos preventivos. Por favor, continue a avaliar os sintomas do seu filho ao longo das três semanas seguintes.
O que devem fazer os médicos?

Para pacientes expostos que estejam a tossir há 21 dias ou menos:

Recolha esfregaços de exsudado nasofaríngeo para testes de PCR e cultura da pertússis. Contacte o Laboratório do Estado de Rhode Island para fornecimento dos testes. Não atrase o tratamento com os antibióticos apropriados enquanto aguardar os resultados do laboratório, se não existir um diagnóstico alternativo. Considere fortemente a profilaxia antibiótica (antes dos resultados do teste) para todos os membros do agregado familiar, se uma mulher grávida, um bebé com menos de 12 meses de idade, ou alguém com um sistema imunitário enfraquecido viver no agregado familiar.



Para pacientes expostos que estejam a tossir há mais de 21 dias:

O teste da pertússis não é recomendado. O teste após 3 semanas de tosse tem benefícios limitados, dado que a PCR e a cultura só são sensíveis durante as primeiras 2-3 semanas de tosse, quando o ADN bacteriano ainda estiver presente na nasofaringe. O paciente já não é contagioso e pode regressar à escola/comunidade/actividades. O tratamento deixa de ser necessário após 21 dias, com as seguintes excepções: os bebés e mulheres no seu terceiro trimestre de gravidez devem ser tratados durante 6 semanas, depois do começo da tosse.



Para todos os agregados familiares:

Administre a vacina Tdap a contactos com idade igual ou superior a 11 anos que não tenham sido vacinados anteriormente com Tdap. Administre as vacinas apropriadas à idade para crianças com idade inferior a 11 anos, de acordo com o calendário actual. O tratamento e/ou profilaxia com antibióticos pode ser feito ao mesmo tempo que a vacinação.


Pode encontrar mais orientação médica e de laboratório em

http://health.ri.gov/publications/guidelines/treatmentmanagementandreporting/Pertussis.pdf e no website da CDC em http://www.cdc.gov/pertussis.

Se tiver alguma dúvida, por favor contacte o enfermeiro escolar, inserir nome, pelo n.º inserir n.º telefone



ou o Departamento de Saúde de Rhode Island, pelo n.º (401) 222-2577.





©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal