Paulo ganem souto



Baixar 3.67 Mb.
Página15/58
Encontro21.10.2017
Tamanho3.67 Mb.
1   ...   11   12   13   14   15   16   17   18   ...   58

EVOLUÇÃO E CLASSIFICAÇÃO

O colo uterino é revestido por várias camadas epiteliais pavimentosas, arranjadas de forma bastante ordenada. Nas neoplasias intra-epiteliais, esta estratificação fica desordenada.

Lesão intraepitelial escamosa de baixo grau: consiste na desordenação da camada basal do epitélio estratificado (displasia leve - NIC I).

Lesão intraepitelial escamosa de alto grau: é definida quando a desordenação avança até três quartos de espessura do epitélio, preservando as camadas mais superficiais (displasia moderada - NIC II) ou atinge todas as camadas epiteliais (displasia grave – NIC III) e carcinoma in situ.

Carcinoma Invasor: quando as alterações celulares se tornam mais intensas e o grau de desarranjo é tal que as células invadem o tecido conjuntivo do colo do útero abaixo do epitélio.



DETECÇÃO PRECOCE


  • É realizada através do exame citopatológico e a possibilidade de cura pode chegar a 100%.

  • A sensibilidade da citopatologia pode ser considerada em torno de 70% e, quando associada a colposcopia, pode chegar até 80%. O diagnóstico citopatológico não é de certeza, tendo que ser confirmado pela colposcopia e histopatológico (biópsia com visualização colposcópica).

  • A periodicidade do exame de rotina deve ser anual. Para mulheres com JEC visível, após dois exames anuais com resultado negativo, o exame deverá ser repetido em até três anos. Se JEC não visível, repetir anualmente.

  • JEC significa junção escamo colunar. Quando visível, corresponde a colposcopia satisfatória.






P
CONSULTA

ATIVIDADE EDUCATIVA

Coleta de material para exame citopatológico

Ver fluxograma específico



Encaminhar para unidade de referência com relatóriio

Manter acompanhamento na UBS/USF

Adotar conduta específica e manter rotina de acompanhamento na UBS/USF

Negativo para células neoplásicas ou normal


Lesão intra-epitelial de alto grau – NIC II, NIC III – displasia moderada e grave



Atipias de siginificado indeterminado

Lesão intra-epitelial de baixo grau – NIC I ou displasia leve


Carcinoma epidermóide invasivo

Adenocarcinoma in situ ou invasivo

Demanda espontânea ou serviço organizado



UBS/USF

Lesão intra-epitelial de alto grau – NIC II, NIC III – displasia moderada e grave
REVENÇÃO DE CA COLO DE UTERO / FLUXOGRAMA


P
Em células glandulares - endocervicais

ATIPIAS DE SIGNIFICADO INDETERMINADO


Satisfatória

Sem lesão

Neg

Pos

Solicitar realização de cirurgia de alta freqüência – CAF conização

Conduta específica

Insatisfatória

COLPOSCOPIA


Com lesão

Solicitar revisão de lâmina

Solicitar biópsia

Repetir citopatologia após

6 meses


Conduta terapêutica específica

Laudo modificado

Laudo mantido
REVENÇÃO DE CA COLO DE UTERO / CONTINUAÇÃO

Repetir citopatologia em 6 meses

Com atrofia


Sem atrofia



Diagnóstico mais grave

Mesmo diagnóstico

Laudo Negativo



1   ...   11   12   13   14   15   16   17   18   ...   58


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal