Palavras de agradecimento do servo


Intrigas políticas dos sacerdotes



Baixar 2.41 Mb.
Página53/56
Encontro11.06.2018
Tamanho2.41 Mb.
1   ...   48   49   50   51   52   53   54   55   56

Intrigas políticas dos sacerdotes

Recebido por Jacob Lorber, em 13 de dezembro de 1847



1 – Escreve, pois, Meu amigo, essa palavra para nosso irmão e prefeito de Graz, para que ele seja confiante e cheio de coragem, e os resultados não deixarão de vir.
2 – Eu já te disse algo a respeito em mensagens anteriores, ou seja, que estes intrigantes vão fazer de tudo, de tudo mesmo, para conseguir o seu intento tenebroso: chegar ao poder. Mas com respeito a isto, agora só os levará cada vez mais para baixo e para sua destruição, como é de Minha Vontade. Vê, a serpente se destruirá com seu próprio veneno.
3 – Mas para que tu estejas preparado e saibas o que fazer em todos os encontros e confrontos que vão acontecer, ouve as Minhas diretrizes:
4 – Vai acontecer que tentarão enfraquecer o governo, magistraturas e polícia, fazendo eles mesmos levantes e matanças contra si mesmos, para depois poderem dizer: “Vede, estes são os frutos que, pelos governantes mundanos, são praticados contra nós, os discípulos de Deus. Isto faz o governo ateu, um magistrado, cujo funcionário é totalmente sem Deus, um maldito herege que pertence ao inferno. Todos estes discursos e outros mais são impostos em segredo ao povo ignorante por prédicas no confessionário, ou às crianças nas aulas de catecismo”.
5 – Eles também usarão pessoas pagas que irão às outras cidades onde não são conhecidas e começarão a louvar e aplaudir o governo civil, especialmente quando souberem que estas demonstrações chegarão aos ouvidos da corte.
6 – Esta é a razão por que já te dei ordens para que uses de severa vigilância sobre estes servos de Baal, pois Eu sei o que estes meliantes são capazes de fazer, para esfriar sua vingança e com isto conseguir o poder que tanto desejam.
7 – Eles também usarão cartas e panfletos anônimos, que distribuirão em todos os eventos que acontecerão. Tudo farão para culpar as autoridades de tudo de mal que vier a acontecer e chamá-las à responsabilidade e até, se possível, afastá-las do seu posto. Se não conseguirem, forçá-lo-ão a exigir de todos os teus funcionários que façam novos votos religiosos, pois sem irem à igreja e sem confessarem, nem o Estado nem a igreja conseguirão saber seus pensamentos, suas intenções e sua dedicação; também não poderão saber em que tipo de mãos hereges se encontram.
8 – Eu, porém, te digo e aconselho: Consegue uma queixa justa e faze com que várias pessoas idôneas a testemunhem como verdadeira. Procura o governador, para que ele faça o mesmo; mas se ele não se atrever, faze-o por ti. Apresente estes documentos aos mais altos escalões e pede a criação de uma comissão da corte completamente independente (os custos devem ser vossos). E assim cortareis os caminhos dos servidores de Baal, os quais estão empenhados em vos desgraçar na corte. Isto decerto não conseguirão, pois eles são Meu departamento.
9 – Pois estas autoridades lá em cima já se deram conta do sacerdócio político e o colocaram como uma pulga atrás orelha. Mas eles não podem se livrar da mesma, pois ela já se entranhou em seus órgãos vitais. Se a matarem (na sua ação trevosa), eles temem serem mortos juntos a ela, mas se permitirem que ela continue a agir, sabem que ela os engolirá e destruirá.
10 – Esta é a razão por que estas autoridades permanecem em silêncio, aguardam, prestando atenção para onde a balança penderá no fim.
11 – Os padres bem sentem o que está acontecendo, sabem bem quão menor seu peso é, comparado com o justo que se encontra no teu prato de balança. Esta é a razão por que coloquem mais peso para te bater. Esta é a razão por que ainda nada fizeram de fato.
12 – Faze, porém Meu querido amigo, somente o que Eu te aconselhei. E aqui fica bem atento a qualquer movimento que cheire a revolta. Castiga severamente, mas com justiça, todo aquele que se manifestar abertamente com respeito às ações engendradas e discutir o desenrolar das mesmas. Não poupes ninguém, nem clérigos, nem leigos, para que nada consigam contra ti e não possam dizer que estás em concílio com os manifestantes. Vê, tudo isto se origina neles.
13 – Se um povo por si mesmo e pelos seus direitos tem Minha Boa Vontade, mas há aqueles que intrigam em locais fechados e escuros, estes são os poderosos “pretos” (referente a veste sacerdotal) e contra eles a luta deve ser ferrenha.
14 – Também seria bom que o clérigo rural fosse mais observado pelos governantes locais, do que é até agora, pois senão estes padres embromam este povo tão inocente do campo, insuflando-o a realizar manifestações; e porão culpa na capital, dizendo: “Vejam, estes são os frutos quando o país é governado por hereges!” Exempla trahunt! (o exemplo puxa a fila), porque na capital os governantes e magistrados não nos obedecem, a nós religiosos, e o povaréu do campo se acha no direito de fazer o mesmo”.
15 – Para encurtar, esta maneira de atuar deve ser colocada sob severa observação, pois senão, atuando debaixo dos panos, poderá prejudicar muito o país. Pois Eu não posso e não devo usar Meu Poder para quebrar a vontade deles. E Minha Luz os mataria, como o brilho do relâmpago mata os caranguejos, se não procurarem abrigo na lama ao primeiro sinal de tormenta.
16 – Eu te aconselho que uses tua esperteza com justiça, esta muitas vezes consegue mais que ordens a exércitos.
17 – Eu, porém, ainda vou observar este atuar por um tempo bem curto, pois quero ver se ele fica melhor. Mas então permitirei que um “Senhor da Guerra” avance sobre os mundos, um tal guerreiro que a Terra ainda não conheceu.
18 – Mas, apesar de tudo, fica bem tranquilo! Eu sempre estarei ao teu lado e não permitirei que te façam mal. Acho que sou tão esperto, como eles acham que são!! Tenha absoluta certeza de tudo isso. Isso Eu te digo, Jesus, que tudo vê. Amém.

A cabeça do homem, da mulher e de Cristo

Recebido por Jacob Lorber, em 21 de dezembro de 1847



Mas quero que saibais que o Senhor de todo homem é Cristo, senhor da mulher e o do homem; o senhor de Cristo é Deus. - I Corintos 11-3.

1 – Este texto é um teste muito fácil de entender, pela sua naturalidade. Mas aqui devemos saber em primeiro lugar quem e o que é o “homem”.


2 – O homem é a polaridade do divino (como polaridade o editor escreveu: o suplemento oposto) que é o mais elevado, o superior a todos, o ponto culminante da luz divina. Esta luz divina, porém, é Cristo, que veio ao mundo como uma Luz, e ilumina as trevas do mundo (quero dizer: do homem material, mundano). Mas como Cristo é uma Luz da Luz, então a cabeça também é a luz do homem e é o seu superior, sua polaridade positiva.
3 – Uma cabeça que é cega, surda e muda não pode ser uma luz para o corpo do homem e também não uma polaridade superior positiva. O mesmo acontece com a humanização de Cristo. Um humano só é um “homem” quando está na Luz de Cristo, ou se Cristo for à verdadeira polaridade positiva dele. Sem esta luz, nenhum é homem, mas somente vulto.
4 – Mas já que Cristo é a Luz do verdadeiro homem, ele é também a sua “cabeça” (pois a cabeça é a luz do humano). Creio que isto é extremamente fácil de entender.
5 – E que o homem iluminado em Cristo também é a cabeça da mulher, ou a luz da mulher, como Cristo é a cabeça e luz do homem, isto já nos explica a natureza das coisas, pois o homem é definitivamente o polo positivo, polo iluminado da mulher.
6 – Mas que Deus seja a cabeça de Cristo, isto soa um pouco mais diferente e extraordinário, mas é a mesma situação.
7 – Pois “Deus”, ou “Amor”, é o fogo original, a luz original e consequentemente é o verdadeiro fogo e a verdadeira luz do Homem; Deus, Jesus Cristo. Por infinita plenitude iluminada, habita a “plenitude da Divindade.” Nela habita o Cristo fisicamente, quer dizer, de verdade e não somente pelo reflexo, como o Sol num espelho. Pois em Cristo está a própria divindade, e não uma imagem.
8 – Como o Sol (natural) é a cabeça, ou a luz, ou então o polo positivo de todos os outros corpos do Universo, a divindade é a essência da luz original de toda luz, o ser original de todo ser, a cabeça de Cristo, que é o mais perfeito “homem-Deus” e consequentemente Deus em toda sua plenitude desde conceito elevadíssimo.
9 – Mas Cristo não seria Cristo sem Deus, e Deus não seria Deus sem Cristo – tal como o humano não seria humano sem a cabeça, e a cabeça sem o homem resultaria em absurdo.
10 – E assim o homem sem Cristo não seria um ser humano ou um homem. E Cristo sem os seres humanos? Quem O poderia imaginar? Seria a mulher sem o homem uma mulher? Certamente que não. Pois onde não houver algo positivo, então não pode haver algo negativo. Onde falta o negativo, o positivo jamais poderá se apresentar visivelmente. Como quando se decapita uma pessoa, nenhuma das duas partes sobrevive, apesar de cada uma possuir uma função totalmente diferente da outra; acontece o mesmo quando uma pessoa se separa totalmente de Mim no seu coração: ela não consegue ter a Vida.
11 – Na Minha opinião, este texto agora está bem claro para vós. Observai-o bem de acordo com esta clareza. Amém.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Receitas para doença do peito

Recebido por Jacob Lorber, em 02 de fevereiro de 1848


1 – Dize isto para nossa querida irmã, como uma mensagem Minha.
2 – Ouve bem, Minha querida filha. Tu não deves ficar com medo por tua leve doença no peito. Vê, não é assim tão grave como pensas, só porque teu médico fez uma cara preocupada quando te visitou.
3 – Os médicos costumam fazer caras preocupadas quando enfrentam uma doença física leve. Quando ela desaparece, nem sempre pelos seus medicamentos, mas como muito mais frequência por Minha intervenção, então dizem: “Vede, esta ou aquela eu salvei da morte”. Isto eles falam bem naturalmente, para que assim consigam mais confiança e mais clientes.
4 – Um médico é igual ao outro. Podes falar com um ou com mil, estou certo que cada um se apresentará como “salvador da vida”, como ele ajudou a fulano ou sicrano e como os salvou em pouco tempo com um medicamento só seu.
5 – Alguns médicos também exageram na gravidade do mal, para obter total obediência dos pacientes e para que estes sigam sua receita com dedicação, conseguindo com isto honorários altos, quando se livrar da doença. Sem a intervenção do médico, como eles dizem, o paciente teria morrido.
6 – Com raras exceções, os médicos são assim como o teu. Ele não é diferente. Pela sua experiência, leva muitas vantagens sobre os mais jovens, mas de fato é igual a todos.
7 – Eu te digo isto para que não aceites o veredicto do médico como uma verdade por Mim assinada. E deves aceitar mais a Mim, que ao médico que deseja te ver doente com mais frequência e por mais tempo.
8 – Teu mal no peito não passa de um resfriado, um leve catarro nas glândulas do peito, e sua cura está sendo prejudicada pelos medicamentos errados.
9 – Fica bem aquecida e coloca no teu peito cataplasmas de semente de linhaça deixando-os também durante a noite. Toma de manhã e à noite um chá para limpeza do sangue, não uses alimentos condimentados nem bebidas. Especialmente não tenhas medo e confie em Mim, que tua doencinha logo passará. Durante o inverno toma a cada quatorze dias um purgante leve e assim também evitarás a tua dor de garganta.

10 – Mas deves confiar mais em Mim, do que nos medicamentos que Eu aqui te aconselhei. Não sendo assim, os medicamentos de pouca utilidade serão, pois todos os medicamentos só recebem seu poder de cura por Mim.


11 – Mas como foi dito, o principal é que não tenhas medo; só assim poderei te ajudar e tornar teu corpo sadio. Tem absoluta certeza disto, em Meu Nome. Isto falo Eu, o Médico. Amém. Amém.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

O melhor para todos

Recebido por Jacob Lorber, em 02 de fevereiro de 1848

1 – Eu sou o melhor para ti e para qualquer outro, para aqueles que Me escolheram para a eternidade em seus corações e que não pensam: “Com estes ou aqueles talvez eu pudesse ser feliz também.
2 – Eu te digo: todos os “estes ou aqueles” são como joias falsas. Elas deslumbram, parecem ser algo de valor, mas no fundo são um nada, assim mesmo, um nada, uma joia falsa, pela qual um “prego” (penhor) nada te daria, se a miséria te forçasse a vendê-lo.
3 – Mas quem Me elegeu e não pensa: “Estes ou aqueles poderiam ser minha felicidade”, pois adquiriu uma joia verdadeira e de valor. E se tudo perdesse, propriedades e todos os valiosos amigos, assim mesmo ele estaria muito fez com os prejuízos. Pois ainda teria a valiosa joia no cofre de seu coração, cujo valor nem toda eternidade poderá destruir.
4 – Minha filhinha, como hoje é teu aniversário, como Pai de todos os seres humanos e todos os anjos, só posso desejar que procures obter uma joia verdadeira e valiosa. Sem esta joia, todo o resto é falso, pelo qual os “pregos” no céu nada te darão.
5 – Bem, isso é a melhor coisa para ti e todos os outros. Escolhe-Me para habitar teu coração, e assim terás escolhido para a eternidade o melhor para ti, já na Terra. Amém. Amém.
Doença do peito – mais conselhos

Recebido por Jacob Lorber, em 13 de fevereiro de 1848

1 – O leve mal já vai desaparecer enquanto o medicamento aconselhado for usado com seriedade, e especialmente na viva confiança em Mim, o Médico dos médicos. Deve-se usar o medicamento corretamente, pois senão as potências específicas inúteis serão decompostas muito lentamente, ou não serão.
2 – É assim que o medicamento aconselhado deve ser preparado (não terá validade além de quatro ou cinco anos). Deve-se amassar esta semente e fazer uma massa com água fresca. Tal massa deve ser aquecida num saquinho de linho, antes de ser colocada sobre o peito adoentado. Lá deve permanecer por uma hora e então ser substituída por uma cataplasma fresca.
3 – Se a doença persistir, ou se ela se repetir a cada mudança de tempo, esta papa de semente pode ser feita com chá de madressilva, e usado o chá a seguir. Também se pode misturar às sementes flores de camomila (1/4 da parte), a qual acalmará as dores com mais rapidez. Mas o saquinho sempre deve ser bem aquecido.
4 – Pelo mínimo deve-se fabricar 4 saquinhos por dia para que sejam substituídas por ordem a cada hora. No dia seguinte usa-se saquinho novo mas no 3º dia pode-se usar os primeiros, elas devem ser lavadas e com cataplasma novo.
5 – Os saquinhos devem ser defumados com camomila, açúcar e incenso.
6 – À noite pode-se usar uma tela de cânhamo, defumado como dito acima, para dar mais conforto ao doente.
7 – Para fazer o chá de limpeza do sangue, deve-se comprar (numa casa de ervas) ervas boas e não colhidas junto à água. Deve-se jogar água fervente sobre o chá, deixar por doze minutos bem coberto, e só depois coar, adoçar e tomar meia hora antes do desjejum e meia hora após a janta.
8 – Se isto for usado com exatidão, a doença logo desaparecerá.
9 – Mas outra coisa, quando o tempo estiver úmido, não permita lavar a casa, pois então Meu conselho de nada servirá. A unidade é muito ruim para este tipo de doença.
10 – É muito melhor ficar por horas na chuva ou na umidade, do que ficar um quarto de hora encerrada num quanto úmido. Isto se deve observar, se alguém desejar permanecer sadio. Usa tudo isto que Eu te aconselhei, que a saúde será tua.
11 – Quando o tempo melhorar, podes ir para fora por uma ou duas horas ao meio do dia. Isto te fortificará. Eu te fortificarei. Amém.

Amor é melhor que temor

Recebido por Jacob Lorber, em 17 de fevereiro de 1848

1 – Eu sei muito bem o que desejas! Mas desta vez Eu sei que tua irmã não quer estar Comigo, pois está cheia de medo de Mim por motivo de seu constante uso de drogas. Ela em primeiro lugar deve considerar que Eu não sou um terrível “mau caráter zangado” e em segundo lugar que Eu jamais darei uma palavra a alguém, especialmente a um alguém que Me ama, que não tenha origem no Meu mais profundo Amor de Pai. E para tal dádiva qualquer tipo de temor é uma infantilidade.
2 – Tua irmã deve ler todas as Minhas dádivas anteriores e viver de acordo com o que nelas digo e não precisará permitir um temor desnecessário ante Mim. Mas o que acontece é que lhe falta a fé verdadeira. Esta também é a razão pela qual lhe é tão difícil observar os conselhos que com tanto carinho lhe dei e que só visam o seu bem.
3 – Mas já que ela está cheia de temor por Mim, temos que aguardar por uma ocasião em que não Me tema, e só então poderei ajudá-la novamente e levá-la para sua evolução.
4 – Dize-lhe com ênfase: Para Mim o Amor é muitíssimo mais importante e de Meu agrado, do que o temor. Pois aquele que Me ama em verdade, este não possui nenhum pecado para Mim. Pois o amor apaga todo pecado e não permite que algo se torne pecado.
5 – Mas aquele que Me temer, este facilmente cairá em pecado. Pois o temor nos protege do pecado como uma cerca viva protegerá o fugitivo das balas de seus perseguidores.
6 – O amor, porém, é como uma fortaleza sobre uma rocha, a qual nenhum inimigo jamais conseguirá vencer.
7 – Pois dize então à tua irmãzinha que não Me tema, mas que Me ame, com todas as suas forças, e logo se livrará do vício. E então Eu lhe darei o que deseja no mesmo momento.
8 – Isto fala o mais carinhoso e melhor Pai. Amém.


Para ser lido atentamente por quem quer se casar

Recebido por Jacob Lorber, em 30 de fevereiro de 1848 (?)



1 – Escreve, pois estás certo. Pois Eu gosto de dar ...; sim, Eu gosto muito de dar presentes. Mas principalmente àqueles que desejam algo certo. A filhinha que se tornou maior de idade também deseja alguma coisa certa. Por isto lhe será dada alguma coisa com grande prazer.
2 – O que ela mais deseja receber é um marido bom, respeitado e não muito velho. Mas Eu tenho que confessar que Eu não posso fazer nada ou muito pouco neste assunto, pois na atualidade, quando se refere a casamento, não se considera o homem, o ser humano mas sim o que ele representa, sua posição na sociedade, seus bens materiais, o dinheiro que compra uma jovem ao moço e mulheres a solteirões. Eu sou totalmente dispensado nesta transação e por isto deixo todo este assunto para o mundo; não Me preocupo com nada mais, a não ser que alguém se dirija com toda sua força para Mim e que deixe o mundo fora da transação. Em verdade este casamento Eu abençoei e ajudarei a manter vivo.
3 – Mas se dois que se desejam casar dizem e perguntam: “Quanto possuis? E tu, quanto possuis tu? Que posição honrosa ocupas na sociedade? Onde moras? Com que te sustentas? Quem são teus pais? Eles por acaso são da nobreza?”, aí sim Eu estou completamente fora, pois tudo isto Me é extremamente desagradável, totalmente mundano e materialista. E não espereis que Eu ajude alguém a encontrar algo que o prejudique e que é o verdadeiro inferno, do qual muito poucos conseguem se livrar e que lhes exige um esforço sobre-humano.
4 – Como posso entender, Eu não posso realizar o pedido de um(a) ou outro(a) por um marido ou mulher, especialmente se já escolheu o seu candidato(a) sem ter Me consultado. Se ele(a) já se apoderou de alguém, como Eu ainda poderei lhe dar esta ou aquela pessoa? Ele(a) já a tem!
5 – Eu, porém, vos digo: Vós que quereis um bom casamento procurai-Me, a Mim. Somente Eu devo ser vosso objeto de desejo, e então com alegria vos darei o companheiro(a) tão sonhado. Eu vos asseguro, nada vos faltará.
6 – Pois vós sabeis que ninguém pode servir a dois senhores. Eu também não posso, Eu e Satã ao mesmo tempo; mas só a Mim, por todo o grande Amor, ou Satã, pelo julgamento severo.
7 – Quem quer alguma coisa de Mim, este deve querer algo que Eu tenho, que seja Meu, e não algo que seja também do diabo!
8 – Mas atualmente o mundo todo é do diabo. É por isto que Eu muito raramente consigo dar alguma coisa mínima, e quase sempre as pessoas se envergonham desta Minha Dádiva.
9 – Eu sei que tu não pertences a este mundo e não te envergonhas de Minhas Dádivas. Mas, apesar disto, o mundo te influencia e possuis muitas coisas que te tentam. Mas Eu te aconselho:
10 – Tu e teus sentimentos, uni-vos contra o mundo, e Eu em curto espaço de tempo farei uma nova união contigo.
11 – Tu afirmas que isto não é tão fácil assim, mas Eu te digo: Isto tudo Eu sei, se o assunto é fácil ou um pouco mais difícil. Mas se te é fácil ou difícil, mesmo assim Eu devo ser fiel à Minha Ordem e não posso mostrar o outro lado da montanha a ninguém que não esteja no cume da mesma.
12 – Enquanto a matéria permanecer o que ela é, ela é e ficará sempre opaca. Quem quiser ver além da montanha, deve escalá-la, não importa quão alta ela seja.
13 – Pensa bem sobre estas frases, com muita frequência, até que te possas adaptar às mesmas e assim conseguir colocar teus pensamentos e desejos na Ordem certa e te tornar “espiritualmente” maior de idade. Amém.
14 – Este é Meu mais profundo desejo para todos. Observai-o fielmente. Amém.
Conselhos para ter paciência

Recebido por Jacob Lorber, em 07 de março de 1848

1 – Todos têm o desejo de ficar livres dos males que os afligem na maior brevidade possível, mas não podem ir tão depressa como seus corações desejam. Vede, Eu tenho tantos desejos para os homens livres na Terra, mas as pessoas não querem seguir estes Meus desejos, por melhores que sejam.
2 – Eu há muitos anos tenho dores no peito, que está repleto de Amor pelos seres humanos. Mas as criancinhas que foram chamadas não vêm para aliviar Meu Peito Paterno da fartura de Amor que tenho por vós, Minhas criancinhas. Nada Me sobra do que Paciência! Sede, pois, também nisto, Meus seguidores, se desejardes ser Meus Filhos legítimos.

3 – Observai a arvore frutífera! Vede, as crianças a observam, para ver se descobrem alguma fruta madura e assim aguardam por dias ou às vezes semanas. Quando uma fruta começa a ficar colorida, correm para arrancá-la da arvore; mas o jardineiro vem e lhes diz: “Tende paciência por mais alguns dias, e então ela estará pronta para ser saboreada com prazer”.


4 – Uma jovem mãe se dedica sobremaneira a seu filhinho. Ela o ensina a caminhar, coloca em sua boca palavras fáceis para repetir, ela o mede e se alegra com cada tantinho que tenha crescido. E com ansiedade ela deseja chegar o tempo em que o verá como um jovem garboso à sua frente. Mas, apesar de todo seu desejo, o tempo toma seu tempo e não permite atalhos. E vede, novamente há de se praticar a paciência.
5 – Nesta época tormentosa (lá, como hoje, a guerra é uma ameaça que paira sobre os homens), que parece ferver como um inferno para toda a humanidade, muitos corações inocentes foram gravemente feridos e não desejam nada além da ordem restabelecida e a paz voltando a reinar. Mas não é possível reconstruir um edifício com tanta pressa como o anterior foi demolido. De novo estamos à frente de: “Há de se ter muita paciência”.
6 – É assim que todos deveis carregar vossas doenças. Com paciência e com muita confiança em Mim, em dias melhores, mais amenos, que curarão todos os males.
7 – Mas deveis usar os medicamentos (especialmente os por Mim receitados) com exatidão, e as dietas devem excluir todo tipo de comida condimentada, fermentada, nada de gordura, fritura e carnes salgadas.
8 – Quando os dias estiverem muitos frios e úmidos, os doentes devem permanecer na cama, mas nos dias ensolarados deveis fazer caminhadas ao ar livre, para suar. O suor vos trará bons frutos.
9 – Mas é muito importante que não temais os acontecimentos desta época! Sede sem temor e tudo ficará melhor. Orai, orai muito pela paz e pela harmonia entre os homens. Onde Eu estiver, nada de mal acontecerá.

Amém.
Amor mundano e amor divino

Recebido por Jacob Lorber, em 12 de março de 1848

1 – Ouçam bem, Meus amados filhos! A primeira condição de todo o ser é eternamente o Amor, mas atenção, é o Amor verdadeiro e certo; como Eu, que sou eternamente o Amor de fato e único, ensinei a todos os seres humanos e coloquei como princípio de tudo em seus corações. Quando alguém procura evoluir e aumentar este amor verdadeiro em seu coração, segundo Meus ensinamentos, então ele está no caminho totalmente certo para o verdadeiro renascimento espiritual.


2 – Se alguém tiver conseguido isto, ele encontrou a verdadeira e real razão de sua vida. Mas para alcançar esta verdadeira meta, deve cuidar muito bem do caminho da educação de seu coração, há de se perguntar se esta tendência não possui nem um pedacinho da semente maligna do amor próprio, se este não se acomodou ao lado do Amor verdadeiro.
3 – O Amor verdadeiro está completamente isento de paixão. Ele sim, se apodera de tudo com todo seu poder e toda sua força e não solta mais nada do que se apoderou, por toda eternidade. Mas o efeito deste tão poderoso amor é muito suave e está acompanhado de grande tolerância.
4 – O efeito do amor próprio, que de fato é totalmente incapaz, logo se apresenta como uma atividade que deseja destruir tudo aquilo que quiser atravessar seu caminho maldoso. E este comportamento é a paixão, que se sente em casa no amor próprio.
5 – Como já foi dito, por isto cada um deve ser muito cuidadoso na educação, alimentado pelo Puro Amor Divino, ou se não mesmo, com minúsculas porções de amor próprio. Todos vós deveis perscrutar no vosso “dia do nascimento espiritual” o mais breve possível.
6 – Vede, o amor entre as pessoas é muito bom e certo, mas só se amarmos as pessoas por serem pessoas e não fizermos diferença além de verificar se esta pessoa está mais próxima ou afastada do Meu Amor, pois esta é a única diferença correta. Ninguém pode servir a dois senhores: um bom e um mau, ao mesmo tempo. Mas todo ou qualquer preconceito (diferenciação) motivado por qualquer tipo de razão mundana, já é um amor próprio, e devemos cuidar bem disto, pois mesmo aquele bem escondidinho no nosso coração está desejando uma honraria material. E onde houver este desejo, mesmo ínfimo, já não é mais a humildade, mas sim o orgulho (mesmo mínimo) é a mola mestra que faz a educação deste coração.
7 – Se teu coração se apoderar de algo, pergunta-te de pronto se com isto não é o teu sentimento mundano de honrarias que está motivando esta ação. Se for assim, esta ação já é a expressão de amor próprio de teu coração e estará prejudicando a evolução de teu coração, qual bandido enviado pelo inferno que quer destruir tudo que é bonito e nobre.
8 – Pois o amor próprio não passa de uma semente venenosa que o Inimigo semeou entre os trigais nobres, para que não só prejudique o seu crescimento (do trigo), mas sim causar sua total destruição.
9 – Por isto devemos observar bem o amor pelas pessoas e sempre perguntar ao seu íntimo: Porque amas a este ou aquele, ou a esta ou aquela, ou a isto ou aquilo?
10 – Se o coração responder na humildade, então o amor é bom e te levará à plenitude espiritual. Se o coração, porém, responder com vaidade mundana, então o amor não é Amor, mas sim é amor próprio, egoísmo que passa ao exterior e está usando o manto de cordeiro do Amor, que no fim destrói tudo que de nobre há no coração e faz todo o possível para afogar o espírito.
11 – Eu vou dou esta pequena lição, pequena, mas extremamente importante, como uma lição de vida que vos deve acompanhar em toda vossa vida, pois isto é a única e verdadeira meta de vossa vida material. Recebei este presente de vosso Pai bondoso.
12 – Se conseguirdes este Amor, só então compreendereis totalmente como é bom Aquele que vos deu estas palavrinhas, para que consigais o mais depressa possível o vosso renascimento espiritual.
13 – Amai-Me acima de tudo, como Eu vos amo acima de tudo. Não permitais que o mundo cegue (deslumbre) vossos corações e assim tereis um caminho suave para andar.
14 – Isto vos digo Eu, vosso Pai amado. Amém.



1   ...   48   49   50   51   52   53   54   55   56


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal