Palavras de agradecimento do servo


O Mundo Interior 1. Bem lá no fundo do coração humano



Baixar 2.41 Mb.
Página24/56
Encontro11.06.2018
Tamanho2.41 Mb.
1   ...   20   21   22   23   24   25   26   27   ...   56

O Mundo Interior

1. Bem lá no fundo do coração humano

Um lugar sem dor


Está iluminado pela luz santa.

Lá se encontra quieto o mundo interior


2. Silêncio, somente flutuam lá sem queixas

As sombras dos dias ásperos.

Finalmente ficam claros como o sol

Na fonte santa da vida.



3. Aqui prova a bondade verdadeira,


Para ti o minuto passageiro.

Sim ela comporta liberta a traição,

Verdadeira felicidade vital.

4. E para os verdadeiros encontros de amizade


É criado um eterno círculo.

Mesmo o tom que a dor criou,

Se liberta numa canção feliz.

5. Ó, o mundo no coração interno,


Só nos dias quentes de muita dor

Tu encontrarás a porta oculta,

O estreito caminho que te leva para ele, o mundo interno.
6. Quando as agruras da vida

Te oprimirem e no vazio do mundo

Não te aparecer nem uma mísera estrelinha,

Foge para este mundo interior.


7. Quando nas alturas de tua vida

Escuras tormentas de dúvidas pairam

E tua fé em nada puder se segurar.


Educação espiritual dos filhos


Recebido por Jacob Lorber, em 27 de dezembro de 1841


  1. Porque não vos dedicais aos vossos filhos, que Eu vos dei para serem purificados, como vós vos dedicais às Minhas Palavras?




  1. Vede, sois demasiado mornos com vossos filhos, por isto eles pouco se importam convosco. E sendo espertos, sabem que sempre fechareis vossos olhos quanto às suas atividades mundanas, e deles não os cuidais de acordo, a não ser que vos forem necessários. Eles têm uma total liberdade, e fazem nas vossas costas, especialmente com seus corações, o que bem entendem. E se de vez em quando vós os questionais, sabendo que sois facilmente manipuláveis, dizem o que bem querem, mas jamais a verdade. Então vós vos satisfazeis de imediato e vossos filhos também.




  1. Eu, porém, vos digo: Em vossa casa deve ser introduzida uma ordem bem diferente. Deveis vos dedicar diariamente pelo menos uma hora a estudar assuntos espirituais com eles e com muito amor e dedicação colocar algumas travas, se desejais evitar desgraças e infelicidade em vossos lares. Com isto evitareis que Eu prejudique um de vossos filhos, para que sirva de alerta aos outros, ou que Eu os abandone ao mundo.




  1. Vede, já agora não sinto vontade de entrar nos quartos de vossas casas. Que aconteceria se Eu as abandonasse totalmente para o mundo? Esta é a razão por que Eu vos advirto pelo Meu Servo, para que tenhais mais cuidado, para que observeis mais Meus ensinamentos de amor e retidão.




  1. Mas quando a água cobrir vossas casas, Eu terei que gritar, para que acordeis, para que não vos afogueis todos. Cuidai de vossos filhos, permanecei junto deles com amor e carinho, sede importantes para eles.




  1. Se assim não fizerdes, eles se transformarão em verdadeiros judas, mas as consequências vós mostrarão claramente quem melhor vê: Vós, ou Eu.




  1. Agarrai bem esse aviso bem claro, antes que seja tarde demais. Tratai de entender. Amém.




  1. Quem isso diz deveis saber de sobejo. Amém.


Pedido de um pai

Recebido por Jacob Lorber, 5 de janeiro de 1842 , à noite




  1. Ó Santo Senhor e Pai! Como Tu desejas que eu oriente uma mulher e nove filhos, e eu só tenho dois olhos e reconheço a minha cegueira e minha incapacidade de fazê-lo? Eu ainda não me conheço, a mim mesmo. Como desejas que eu veja o interior de tantos? Eu ainda não consigo me ver claramente; como podes desejar que eu lidere aos meus até a meta final?




  1. Não me sobra outra atitude do que Te pedir, a Ti, meu querido Pai, que tomes esta incumbência sobre Teus ombros piedosos, esta incumbência que eu tão pouca capacidade tenho de cumprir, mesmo que me esforçasse ao máximo!




  1. Perdoa-me, ó Senhor, pelas palavras atrevidas que Te dirijo após Tua prédica tão misericordiosa, e alivia minha alma com Tua luz. Amém.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



Resposta do Divino Pai

Recebido por Jacob Lorber, em 6 de janeiro de 1842 , de manhã





  1. De fato tenho que perdoar estas palavras tolas e atrevidas que Me dirigiram ontem. Pensai bem e observai quanto Eu, ouve bem, Eu já vos dei, a vós e aos vossos, Eu, vosso Criador, vosso Deus, vosso Salvador e eterno Ressuscitador. Devem envergonhar-se muito por terem chegado a Mim com estas vossas perguntas tão tolas, e Eu considero tudo como um resultado da preguiça de vossa alma e um enorme medo da Cruz.




  1. Porém para que possais ver vossa grande cegueira, da qual somente vós sois culpados, da mesma maneira que o sois da perdição espiritual de vossos filhos, Eu, por pura misericórdia, vos darei algumas explicações sobre o que Me pedis.




  1. Vede, Me culpais por Eu exigir de vós uma educação mais cuidadosa de vossos filhos, uma educação que Me agrade mais, e vós reclamais por Eu vos ter dado somente dois olhos para realizar este Meu desejo, e vós não sois capazes nem de reconhecer vossa impotência.




  1. Eu porém, vos digo: Se tivésseis reconhecido isto, não teríeis chegado assim com tão tolas exigências e não teríeis Me culpado, a Mim, que sempre vos mostro o caminho mais seguro, correto e fácil, e que não vos pedi nada mais que vos dedicásseis, nem que fosse por uma horinha, à educação espiritual de vossos filhos. Será que para isto é necessário ter mais de mil olhos?




  1. Bem, até esta pequena e insignificante cruz desejais empurrar sobre Meus ombros, Eu, que desde sempre tenho que carregar uma cruz extremamente pesada por vós e que a carrego até o momento atual. Ó espírito comodista! Não foi difícil gerar, no prazer da carne, todos estes filhos. Mas Minha exigência tão insignificante, que vos ajudará a redimir-vos deste pecado carnal, vos é pesada e trabalhosa demais.




  1. Dizei-Me: É a vós tão impossível dedicar nem que seja uma horinha para os vossos afins e, cheios de amor e tolerância, acordar seus corações para Minha existência? Ou será que temeis a presença de vossos filhos, pois ela poderá despertar vossa carne e assim incapacitar-vos a falar-lhes de Mim? Mirai-vos no exemplo de Meu servo (Lorber) que diariamente lhes dedica muito mais tempo que vós, seus verdadeiros pais. Ele os ama, a todos, de todo coração. E se Eu achar necessário, pode falar-lhes com bastante seriedade, sem jamais deixar o amor por eles ser prejudicado.




  1. Conversas mundanas são um verdadeiro veneno para os corações de vossos filhos, especialmente se vier dos pais. Eu sei que vós achais mais fácil falar-lhes dos assuntos sórdidos que conversais nas tabernas, do que lhes dizer algo em Meu Nome.




  1. Tenho que vos alertar mui seriamente que com estas conversas tão mundanas, vós prejudicastes muito a vossos filhos e nada acrescentastes na sua evolução. Poderia recriminar-vos muito mais neste teor, mas Eu já vos perdoei todos os erros há muito tempo e já vos abençoei. Só esta horinha diária Eu vos exijo, para compensar todos vossos pecados e transgressões contra Mim, vosso Pai. E vos Me acusais de má vontade contra vós, como se Meu Amor e Minha Sabedoria pudessem não ser perfeitos, pois fariam exigências às quais os homens não poderiam cumprir.




  1. Ou achais que no momento em que desejarem trilhar Meu Caminho, Eu não estarei ao vosso lado para ajudar-vos com toda Minha Força? Não sempre vos indiquei carinhosamente o que poderia ser prejuízo em vossas casas e não sempre desejei ajudar-vos, como até agora sempre o fiz, contanto que Me aceitásseis em vossos corações? No entanto Me culpais por esta pequena cruz que vos peço carregar.




  1. Se fosseis só um pouquinho menos cegos, teríeis de vos esconder ante Minha Presença, Eu, vosso eterno e amoroso Pai, que tanto vos ama e que vos abençoou constantemente, apesar de vossos constantes erros grosseiros.




  1. Estou sempre disposto a vos auxiliar, e tudo o que é Meu está à vossa disposição. Não sempre ouvi vossos pedidos fracos, sempre, mesmo nos assuntos mais corriqueiros? Quantos caminhos longos já vos carreguei em Minhas mãos protetoras e com quanta luz já vos deixei iluminar, muito mais luz que deixei aos outros? Meditai bem sobre isto. Mas meditai também se Eu mereci vossa recriminação somente por causa desta pequenina cruz que vos peço e que considerais ser impossível realizar.




  1. Se continuardes desta maneira, vossa evolução será muito difícil de ser alcançada e a verdadeira razão de ser de vossos afins estará à grande distância.




  1. O que Eu vos digo e aconselho, a vós cegos tolos, já é uma grande ajuda. Minha grande, amorosa e abençoada ajuda. Só é necessário que a aceiteis, que a obedeçais e com isto vossas casas estariam todas imersas na mais clara luz do Amor e Misericórdia e seriam imersas no fogo de Meu amor. Mas não desejais fazer o que vos peço. Achais difícil carregar vossa pequena cruz e assim Me chamais, para que Eu a carregue. Com isto, em vez de conseguirdes a Vida, só estais cavando vosso caminho para as trevas e a morte. Deveria Eu realizar mais milagres ainda, dos que Eu já faço diariamente e que sempre fiz?



Ao interpelador, especificamente:

  1. Que coisas mais tolas exiges de Mim. Meu servo iluminado pode observar tua casa totalmente, fala sobre isto Comigo sempre e vos visita diariamente. Se tu crês que ele consegue isto por Mim, por que não chamas a atenção de tua família em seus corações? Todas as dificuldades teriam acabado.




  1. Eu te digo: Estão à tua disposição muitos milagres (milhares não os têm) que poderias usar para tornar nulo o peso de tua pequena cruz, se tu quisesses apoderar-te dos mesmos. Mas tu desejas usufruir os benefícios do céu desde agora, sem fazer esforço nenhum e sem ter que carregar tua pequena cruz nem um minuto mais. Vê, isto de fato é impossível. Tu a deves carregar. É bem fácil. Tu deves provar tua fé em Mim e teu amor vivo, só assim poderás chegar a Mim. Tu deves te abnegar, carregar tua pequena cruz nos teus ombros e Me seguir resoluto.




  1. Tu deves Me procurar com tua pequena cruz em tuas mãos, se de fato desejas encontrar-Me. Se quiseres receber algo de Mim, então deves pedir com a pequena cruz em tuas mãos. E as portas da Vida Eterna só se abrirão, se bateres nas mesmas com tua pequena cruz.




  1. Nada além do caminho da cruz dou para a Vida. Mas já que tu tens uma aversão à cruz em ti, qual caminho queres seguir para chegar a Mim? Eu te digo que estás a caminhar um caminho muito confortável, mas presta atenção: o que chega a Mim é um caminho bem estreito, muitas vezes agreste e pouco confortável para as alturas. Observa bem o caminho que estás a trilhar e considera se ele te levará a Mim?




  1. Mas se tu absolutamente desejares que Eu retire esta tua pequena e leve a cruz de teus ombros, Me é fácil fazê-lo. Eu tomo todos os teus filhos da Terra e fico com eles aqui Comigo, para serem educados pelos Meus anjos. Dize-Me: Esta proposta é de teu agrado? Aliviará teus ombros do peso da pequena cruz e alegrará teu coração?




  1. Sim, Eu ainda te prometo que terão uma educação bem melhor da que têm contigo e todos Meus anjos-professores aceitarão com alegria e gratidão a pequena cruz que foi tirada de teus ombros. E tu, estando sozinho, poderás fazer a introspecção que alegas ser impossível fazer agora, apesar de Minha grande Misericórdia e Paciência.




  1. De que de fato consiste este “peso insuportável” de tua pequena cruz? Vê, Eu vou mostrá-lo novamente para sua totalidade. Este peso tão insuportável não é nada mais do que passares uma horinha com tua família como um pai amoroso e sério e como um verdadeiro orientador sobre Meus caminhos de sobejo conhecidos, os quais deves apresentar aos teus filhos. Mas não comeces com brincadeiras mundanas, que só os prejudicam. Sê, porém, um pai cheio de amor e seriedade.




  1. No momento em que eles te reconhecerem e respeitarem como se deve com um pai, eles nada mais te ocultarão. Serão teus amigos e desejarão conquistar teu respeito, pois estarias vendo os seus espíritos e não os seus corpos tão bem formados.




  1. Vê, o pai é o primeiro homem que uma filha deve amar cheia de carinho e respeito. Mas se este homem se apresentar ante a filha em toda sua fraqueza mundana, dize-Me como se comportará o coração dela em relação a outros homens? Ela verá em todos os outros homens esta mesma fraqueza. E entre os jovens aquele que lhe der um mínimo de agrado, este ela escolherá sem muitas perguntas, somente para satisfazer sua volúpia de vitória ao ver aos seus pés um boneco masculino fraco a adorá-la. Vê, este já é o pior problema de tuas filhas. Dize-Me como poderei ajudá-las?




  1. Deverei Eu, usando um tipo de “magnetismo celestial” arrancar de seu íntimo esta paixão que está a derramar de seus espíritos tão mundanos, paixão esta que tu colocaste em seus corações? Com isto cegá-los totalmente das alegrias, levá-los a esquecer todos sentimentos e de fato matá-los?




  1. Vê, isto não é necessário! O que é necessário para ti e para tuas crianças Eu, de sobejo já te mostrei. Segue estes ensinamentos fielmente e verás que o mal que vos aflige não precisa ser exorcizado com Meus atos milagrosos não. Só é necessário tu seres um pai mais presente e cuidadoso, e tudo se ajeitará com Meu Amor, Minha Misericórdia e Benção.




  1. Molda tuas crianças para o bem. As que aprendem música devem ter teu apoio total e sincero. Música não é algo insignificante. A tua aprovação fará que seus corações se alegrem e os estudos afastarão seus pensamentos de outras coisas daninhas.




  1. E como já foi dito, dá-lhes atenção devida pelo mínimo uma hora só ao dia, falando em Meu Nome. Também podes observar o que elas fazem. E se desconfiares de seus olhares e de seus cochichos, chama-lhes a atenção, pergunta-lhes por que assim fazem e proíbe-lhes de assim fazerem. Não comeces a brincar com elas. Sê severo, mas amoroso. Logo verás que Minha pequena cruz não te será tão pesada assim, que Eu não te estou exigindo impossibilidades ao carregares esta cruz e que Eu, o Santo Pai, sou só Amor e Piedade. Reconhece isto. Amém.
O destino do inevitável

Recebido por Jacob Lorber, em 12 de janeiro de 1842, à noite


  1. O que acontecerá com os amaldiçoados após o retorno de tudo, a ninguém é permitido saber. Nem mesmo um anjo ou o mais elevado e iluminado espírito sabe disto. Somente a Divindade do Eterno Pai, na Sua Santidade, conhece de antemão o destino de cada criatura por todas as eternidades, cada um seguindo a Sua Santa Vontade num assunto tão supersecreto. Amém.


Nota da tradutora:

Há na atualidade tantos “videntes” que profetizam o futuro... Eis a resposta do Pai.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

O rigor amoroso correto

Orientações para a educação dos filhos

Recebido por Jacob Lorber, em 13 de janeiro de 1842




  1. Dedico esta mensagem a Meu querido filho aqui presente. Ontem foste um verdadeiro homem no Meu sentido. Permanece assim, e Eu permanecerei ao teu lado e junto à tua casa. Não te impressiones com as lágrimas mundanas, não te devem impressionar. Só assim estarás apto para Meu Reino.




  1. Se alguém adoece pelo seu amor pelo mundo e destroça seus sentimentos por causa do mundo e do amor próprio, vê, a este a Minha Cruz da Misericórdia estará esmagando. Este não deverá ser consolado antes que ele aceite a cruz, cheio de amor e humildade.




  1. Se ele conseguir isto, ele já terá o grande e sincero consolo sobre seus ombros. Por isto não deves ter tanta pena pelas lágrimas que tuas palavras corretas causaram a teu povo. Vê, esta foi a primeira vez que tu Me entendeste por completo e repassastes aos teus exatamente o que Eu te dei em espírito para eles, no verdadeiro espírito do amor por Mim e para os teus.




  1. Eu te aviso: É preferível que abandones tua família e que Me sigas, tu, sozinho, antes que deixes te convencer por um argumento mundano deles, ou que lhes concedas e perdoes suas atitudes mundanas. Se não o conseguires, será que tens algum valor para Mim? Fica, pois, firme em Meu Nome, que este é o verdadeiro Rigor do Amor.




  1. Vê, todas estas ninharias de teus filhos Me causam tal nojo, que não consigo olhá-los. Seria preferível que fizessem trabalhos dedicados para os pobres, em vez de bordar presentes para os ricos.




  1. Se assim fizerem, estarei mais junto de suas cestas de costura do que até agora. Vê, ontem Me deste uma alegria tão grande, que passei a noite toda junto a ti. Se tivesses prestado mais atenção, terias Me visto pessoalmente.




  1. Permanece, pois, assim e Me segue sempre, que virei para junto de ti e te elevarei, Eu, teu Jesus. Entende isto teu Abba-Emanuel te diz isto, para que sempre possas Me seguir sem temor. Amém


Amor por Amor

Recebido por Jacob Lorber, em 20 de janeiro de 1842


Para a filha de um dos seguidores.


  1. Meu querido filho, dar-te-ei uma palavra de consolo que ontem tanto Me pediste pela tua filha, pois ela se encontra em teu coração e consequentemente no Meu.




  1. Desejas tu, querida Júlia, desistir do mundo e de todas as suas maravilhosas tentações a Meu favor? Desejas amar-Me, a Mim, teu amoroso Pai, com todas as tuas forças, como Eu te amo, tu, a quem Eu carreguei em Minhas Mãos paternais, da mesma maneira que o fiz com Gemela e Purista (jovens da Criação de Deus) e que tenho certeza que já conheces e sabes como as amo até os dias atuais?




  1. Vê, Minha querida filha, Eu ainda sou aquele mesmo Pai amoroso, bom, santo e divino e na atualidade sou bem mais acessível que então. Pois hoje as portas para os céus estão, totalmente abertas, sempre. Naquela época estavam fechadas, e se então não Me desejassem com todo ardor e vencendo a todos os obstáculos existentes, a Terra era a própria Morte.




  1. Agora ela já foi resgatada pelo Meu Sangue, faz bastante tempo. É bem fácil chegar a Mim nestes dias!




  1. Assim, Minha filhinha, se tu desejas Me amar do mesmo jeito que Eu te amo, acima de tudo e de todos, Eu então te apertarei três vezes mais, junto ao Meu coração paternal, do que fiz com elas (Gemela e Purista), as que tu conheces dos primórdios do mundo.




  1. Reconhece destas palavras o quanto Eu te amo, e não te será difícil amar a Mim, teu amoroso Pai, acima de tudo e todos.




  1. Se Me fores fiel como sempre, Me preocuparei por ti e te darei um presente no dia do teu aniversário que te será mais caro que todos as maravilhas do mundo.




  1. Sê abençoada por Mim em toda fidelidade e amor. Teu amado, bondoso e santo Pai. Amém.


Sinais do tempo

Recebido por Jacob Lorber, em 26 de janeiro de 1842, à tarde





  1. Na atualidade nos encontramos numa época extremamente tenebrosa, uma época de claras agitações e instabilidade. São sinais de que a Terra está à beira de dar um pulo, um pulo do Meu Grande e Misericordioso Amor para o abismo de Meu fogo de ira.




  1. Estas modas tão extravagantes são um sinal de que a prostituição impera e que cada um considera a si próprio um ídolo, ao qual é necessário adorar. Vê aí Sodoma e Gomorra. Eis a razão do fim.




  1. A cada vez maior dissolução familiar, onde por causa dos ricos usurários o homem mais pobre deve permanecer sem companhia e vive como um meio homem; isto é um sinal horroroso. Em todas as civilizações pagãs até os escravos podiam se casar. Atualmente ao pobre não é permitido construir uma família, para não prejudicar ao rico usuário. Por isto seja amaldiçoado este último período, com todos os seus usurários.




  1. Observa bem esta tal de indústria, outro sinal maligno dos tempos. Ela é a alma de toda a usura, da destruição do amor ao próximo, e o último e extremamente amplo caminho para o inferno. Você entende o significado destes sinais tão evidentes dos tempos?




  1. O orgulhoso aumento de tamanho das cidades, nas quais, entre milhares de edifícios, nem dez são construídos para abrigar aos pobres. Este é um forte sinal dos tempos. Também em Sodoma expulsava-se os irmãos pobres da cidade, para proteger os tesouros dos glutões que a habitam. Reconheces estes sinais?




  1. O que significa a pessoa para os humanos? Eu te digo: Na atualidade pagamos mais por um carreto de lixo. Trata de fazer algo pelos pobres e serás ridicularizado, pois ninguém se dignará de doar uma moeda pelo seu irmão necessitado. Reconheces estes sinais? Nem Sodoma era tão horrível.




  1. Observa a época dos papéis. Qual a segurança que ela nos dá? Eu te digo, ela não aguenta mais nenhuma pressão. Mas com que facilidade o papel é rasgado, isto até as pequeninas crianças nos mostram. Reconheces estes sinais?




  1. Entendes as cores das casas? Não são as cores da morte? Vê, em todas as paredes das casas estão escritos os sinais dos tempos.




  1. João já te mostrou o que acontecerá quando o pão ficar cada vez mais caro! Lê o que aconteceria aos gafanhotos, se fizessem isto. Vê, esta época está aqui.




  1. Vê, o usurário está protegido em todos os sentidos, e um mundo de administradores está a postos, para proteger os seus “direitos”. Vê como eles destroem e despedaçam Minha Terra. Eu poderia ficar calado? Reconheces estes sinais, os últimos e mais infernais. Direitos sobre direitos de propriedade! E, no entanto, unicamente Eu sou o Senhor. Reconhece então mais este sinal horrível!




  1. Observa o comportamento das pessoas e a total insensibilidade dos jovens que só vivem para os prazeres do corpo. Para onde vai o mundo? Sim, diretamente para o inferno. Esta é a época final. Tu a reconheces?




  1. Finalmente, observa bem por que quase todas as igrejas se digladiam. É pelo ouro do mundo. Em relação ao mundo, ouro e morte têm o mesmo valor para Mim. Vê, este é o verdadeiro anticristo que agora faz grandes maravilhas. Mas seu tempo já está à porta. Reconhece bem: o fim da injustiça e o seu julgamento final estão acontecendo agora. Amém. Amém. Amém.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx




Cinco Palavras na Luz Espiritual

Recebido por Jacob Lorber, em 6 de fevereiro de 1842, à tarde


Numa reunião escolheram cinco palavras que foram apresentadas ao Senhor: estrela, flor, sol, espelho e leão. Elas foram assim comentadas:


  1. Não é verdade, Meus queridos pequeninos, as estrelas são bonitas, não é? E é um verdadeiro prazer olhá-las numa noite calma e clara. Mas vede, estas estrelas não são tão pequenas como parecem. Elas são grandes, algumas supergrandes e estão recheadas de extraordinárias maravilhas, para vós incontáveis e inexplicáveis.




  1. Em algumas existem até criaturas humanas enormes, cujas cabeças são maiores do que vosso planeta. Se tiverdes fé, podereis ver este Meu Reino tão maravilhoso, e Eu vos guiarei com Minhas próprias mãos, e vós tereis um prazer incomparável.




  1. Vede, o sol que dá o dia para vossa Terra (a qual sem ele estaria em completa escuridão), é uma destas estrelas. Mas imaginai: Se esta estrela tão distante já vos dá tanto prazer e tanta beleza, se já vos maravilhais com vossa Terra banhada pela sua luz, como não será a beleza no próprio Sol, origem natural de tudo aqui na Terra!




  1. As flores seriam de nosso agrado se tudo fosse escuridão? Tenho certeza que não, pois diríeis: “As flores só são bonitas durante o dia”. Eu, porém, vos pergunto: O que torna as simples flores bonitas durante o dia na Terra, de tal maneira que vossos corações estremecem de alegria ao verdes uma linda flor? Vede, Meus queridos filhos, isto tudo é obra da luz do Sol. Mas se esta luz do Sol cria tão lindas flores aqui na Terra, que belezas não serão criadas no próprio Sol?




  1. Crede em Mim: No Sol tudo é milhões de vezes mais bonito que na Terra.




  1. Mas mesmo assim, tudo isto não passa de um tímido começo, comparado com as maravilhas que existem na Minha criação infinita. Sede bem piedosos e amai-Me  a Mim, vosso Amoroso, Bom e Santo Pai  com todo vosso coração. Tende boa vontade e sede obedientes a vossos pais, e vereis tudo isto e infinitamente mais, guiados por Minhas Mãos.




  1. Pois Minha Mão é como um espelho maravilhoso e mágico. Na superfície deste espelho se encontra toda a criação infinita, reunida em um só ponto. Mas sim, Meus queridos, este ponto é bem grande, e nunca conseguireis olhá-lo bastante.



  1. Mencionastes um leão, e chamo vossa atenção de que no firmamento existe uma constelação chamada “O Grande Leão”.




  1. Esta constelação é o mais claro e maior espaço de toda a Criação. É destinada a ser o lar feliz e para servir esplendorosamente a todos aqueles que no Amor, Humildade e Paciência permanecem no Meu Caminho até o fim de suas vidas e, qual Leão, lutam valentemente com todos, para defender Meu Amor e Meu Nome.




  1. Esta Constelação é a maior e a mais maravilhosa de todo o infinito. É um sol central de todos os sóis centrais e sua estrela principal chama-se “Regulus”.




  1. Oh, Meus filhinhos, para este sol vosso sol não passa de uma partícula de poeira, tanto espiritualmente como materialmente. Escutai bem isto: Lá Eu estou frequentemente materializado, em casa, mesmo que no Meu Amor, Piedade e Graça Eu esteja em todos os lugares; isto até mesmo em vossa Terra, com aqueles que Me amam com todo seu coração e devido a isto alegremente seguem os Meus leves Mandamentos.




  1. Sede, pois bem piedosos, Meus queridos filhos! Assim todos vós conseguireis chegar a Mim neste maravilhoso lugar, onde Eu possuo Meu Lar e lá Me materializo.




  1. Quanto às outras palavras que Me apresentastes, vós não estais aptos para entender as explicações. Sede piedosos, e assim logo se apresentarão em vosso firmamento interno outras estrelas, outros sóis. Amém.


Cinco Palavras / A Prenda

Recebido por Jacob Lorber, em 15 de fevereiro de 1842




  1. Estas palavras são um presente para Minha jovem amiga.




  1. Vê Minha querida menina, Eu, teu Pai, teu bom Pai, teu Pai cheio de Amor, Misericórdia, poder, força, teu eterno Pai, te digo.




  1. Ama-Me, sê fiel, alegra-te com Minhas velhas e novas palavras, Me procura no amor de teu coração, segue Meus mandamentos leves, e foge do Mundo mau e horrível; vem a Mim em teu coração, pois Eu te aguardo ansiosamente. Eu te abraçarei, como o noivo abraça sua eleita. Eu desejo te levar junto ao Meu coração, como se além de ti ninguém mais existisse em todo o infinito.




  1. Vem, e vem logo para junto de Mim, para junto de teu amoroso, bondoso e santo Pai!




  1. Não aches que isto seja algo difícil de realizar: encontrar-me e vir junto a Mim. Vê, por onde andares, Eu te guiarei com Minhas mãos. Quando estiveres a dormir, estarei de guarda junto de tua cama. Quando comeres, abençoarei cada bocado que entrar em tua boca.




  1. Eu te acompanho à casa de oração. Mesmo nas tuas tarefas mais banais, estou ao teu lado, quando alimentares tuas galinhas, tocares piano, etc.




  1. Porém se desejares apresentar danças sensuais, aí sim estarei triste e afastado de ti. Se desejares te divertir com assuntos mundanos, estarei de luto. E se desejares mostrar um coração egoísta e quiseres ser superior ao teu vizinho, estarei chorando.




  1. A não ser isto, estarei sempre junto a ti!




  1. Vê, Minha filhinha como é fácil chegar junto Àquele ou encontrá-Lo, o mesmo que está sempre presente com todo Seu Amor. Se pensares em Mim, aí estarei conversando contigo. E quando orares no mais íntimo de teu coração, Eu estarei dizendo:




  1. Minha querida filhinha! Eu, teu amado Pai, também sou um Pai muito Santo. Jesus, Jeová é Meu Nome! Constrói tua vida sobre este Nome. Pois ele é santo, santo e santo. Neste Nome encontrarás a Vida Eterna.




  1. Vê, Eu sempre te falo isto, e quando tiveres terminado tuas orações, Eu te abençoo com todo Meu Amor.




  1. Tudo isto é a pura verdade, Minha filhinha, e não mais poderás perguntar: -“Querido Pai, quando é que Tu virás para junto de mim?”, pois Eu estou sempre ao teu lado e não te deixo longe de Meus Olhos e Minhas Mãos.




  1. Mas se achares difícil crer nestas palavras, então une-te a Mim, ou melhor, ao Meu Amor e lembra-te destes momentos de oração. Vê, todos estes pensamentos serão Minhas Palavras em teu coraçãozinho.




  1. Uma brisa suave a passar por teus olhos e tua testa e um suave estremecer em teu coração indicam que Eu, teu Pai amado e bondoso, te abençôo e fortifico e estou contigo.




  1. Eu te abençôo agora com este valioso presente. Permanece em Mim, fiel e amorosa.




  1. Este é o santo desejo de teu Pai santo e divino. Amém.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx




Abençoado é aquele que lê e crê

Recebido por Jacob Lorber, em 22 de fevereiro de 1842, à tarde


Apocalipse João cap. 1, ver. 3 – “Feliz o leitor e os ouvintes, se observarem as coisas nela escritas, porque o tempo está próximo”.

João cap. 7-29 – “Eu o conheço, porque Eu venho dele, e Ele me enviou”

João cap. 6-48 “Eu sou o Pão da Vida”.

João cap. 8-1 - “Dirigiu-se Jesus para o Monte das Oliveiras”

Estes trechos do Novo Testamento foram apresentados por várias pessoas presentes ao encontro, e o Senhor disse o seguinte pela voz do Seu servo:




  1. Estes quatro versos são todos de João, de vários capítulos do Evangelho e um das profecias. Será que a diversidade dos textos não tornará difícil sua união, ou não será que eles desde sempre já estavam unidos?




  1. Vamos ver como poderemos ajeitar este assunto, que de jeito algum não é indiferente. Isto vereis no decorrer desta apresentação, com bastante facilidade.




  1. Feliz quem lê e acredita nas palavras desta profecia e assimila o que nela está escrito, pois o tempo está próximo” – É isto que diz a profecia de João no seu primeiro verso.




  1. O que se entende com a palavra “feliz”? Vede, Meus filhinhos, vou explicar isto da maneira mais simples possível, feito um professor para seus aluninhos.




  1. A palavra “feliz” significa o mesmo que “vivificados pelo Amor”. As palavras “quem lê” querem dizer o mesmo que “uma pessoa que aceita a Palavra em seu coração”. As palavras “acreditar nas palavras desta profecia” significam “uma pessoa que, após ter aceito a Palavra em seu coração , atua e vive de acordo com elas”.




  1. Toda pessoa que ler e ouvir a Palavra da Profecia e que a guardar viva em si é a mesma para quem “o tempo está próximo”.




  1. Mas o que é isto de “tempo”? Achais que “o tempo” é o dia do julgamento final? Ó meus queridos, não é nada disto! Pois o que se refere aqui ao “tempo próximo” não será um tempo de destruição, mas sim um tempo de ressurreição. Por isto o “tempo” só é para aquele que ouve e lê a Palavra, a aceita em seu coração e vive de acordo com ela. O tempo não é para aquele que não ouve a Palavra e nem quer ouvi-la e reconhecê-la.




  1. Aquele que não tiver a Palavra atuante dentro de si, da maneira por vós já conhecida, este será um morto. Mas o que importa o tempo para os mortos? Ou o que significa manhã, tarde ou noite para um pedaço de madeira morto? Quando é que o tempo lhe é próximo ou distante? Disto podereis concluir que o “tempo próximo” nunca poderá ser o tempo dos mortos, mas sim o tempo dos vivos, da Vida.




  1. Se entenderdes o que foi explicado anteriormente, logo podereis dizer em uníssono Comigo como está no evangelho de João: “Eu o conheço”; pois isto é Dele, e é o santificado “Eu” em cada pessoa viva, e nos foi enviado pelo Pai como a Verdadeira Palavra da Vida.




  1. Quem, então, possuir este “Pão da Vida” no seu íntimo, que é de fato a Palavra Viva que vem de Mim, este é igual a um “Monte das Oliveiras” para o qual foi Jesus, ou melhor dito, o eterno Amor do Pai.

  2. Pois cada pessoa é um monte aqui na Terra. E pode ser uma montanha de rochas e gelo, ou então uma elevação coberta de escasso musgo, ou então um morro coberto de florestas, ou uma pequena elevação de vinhas ou minério, ou o que é mais raro: um “monte das oliveiras”.




  1. Como chegar a ser um “monte das oliveiras” nos diz o primeiro versículo que vimos aqui: “Feliz o leitor e ouvinte desta profecia, que nela acredita, pois o tempo do monte das oliveiras está bem próximo dele”. E muito mais feliz será o monte das oliveiras no interior de cada um, quando Jesus a ele se dirigir e lá permanecer.




  1. Vede, meus queridos, já unificamos os quatro versos tão diferentes. Até a referência ao “monte das oliveiras” em vosso interior, tudo vos é bem claro, Eu porém nada quero deixar de explicar. O “monte das oliveiras” em vós é a humildade, mansidão, a total serenidade e abnegação; tudo isto é o “óleo da Vida”, razão pela qual o monte se chama de “monte das oliveiras” (em alemão é monte do óleo).




  1. E que o Monte das Oliveiras também significa o Amor Puro e a vida eterna que dele emana (Jesus se encontra no monte) é quase desnecessário mencionar, especialmente após ser tão bem explicado o que o Amor é e o que ele contém.




  1. Então nada mais tenho a explicar. O primeiro, o segundo, o terceiro e o quarto versos estão plenos de amor, e se vós possuíres o Amor, então vós possuís tudo!




  1. Muita coisa é impossível unificar sob a bandeira da Sabedoria, mas sob o Amor tudo é possível; tudo está tão bem organizado que nele o número 1.000 não está mais afastado do 1 quanto do 2. A sabedoria inventou certa hierarquia no sistema numeral, mas qual é a hierarquia que o Amor observa e qual é o número que lhe pertence? Vede, para o Amor é tudo um! (nota da tradutora: em alemão um também significa igual, então a frase pode ser: Vede, para o Amor é tudo igual! )




  1. Se vós tomardes uma pedra que se encontra sobre um monte faz séculos e a levardes para o cume de um outro monte, ela lá não pousará da mesma maneira que no seu lugar anterior? Vede, no Amor tudo se encontra “no lugar certo” e tudo está na “ordem certa”. Um montículo de areia feito pelos ventos tem o mesmo valor para o Amor, que um montículo cuja areia tivesse sido juntada pelo arquiteto mais célebre. Da mesma maneira uma gota do mar do norte combina tão bem com de uma gota do mar do sul, e poderia ser tanto a primeira como a milésima, ou então a enésima na imensidão do oceano.




  1. Isto acontece com cada uma das palavras, versos, capítulos da sagrada Escritura; pois até mesmo nelas o Amor organiza tudo tão bem, que poderemos montar tudo de trás para diante, de ponta a cabeça, de um lado para o outro, mas a mensagem seria única e igual em todos os sentidos e nunca encontraríamos qualquer contradição. Tudo por causa do Amor.




  1. Prendei-vos, pois, com toda vossa força de vontade ao Amor, e então sabereis que a vida é tão certa e verdadeira, que seria mais fácil perderdes o Sol num dia claro, do que errardes no caminho do Amor, a ordem eterna que vos leva à Vida Eterna.




  1. Filhinhos, observai tudo isto muito bem, e aceitai tudo no íntimo de vossos corações, pois assim encontrareis a Vida Eterna e a Mim com a mesma certeza que vossa mão, apesar de ser cega, encontra sem titubear qualquer parte de vosso corpo.




  1. Repito: Permanecei totalmente no Amor e assim vós Me possuireis, a Mim e a Vida Eterna! Amém.




  1. Meu Amor, Minha Benção, Minha Misericórdia e Meu Perdão seja convosco. Amém.



Cartas do Pai

Recebido por Jacob Lorber, em 28 de fevereiro de 1842


O servo pediu orientação sobre assuntos de família e lhe foi dada a seguinte resposta:

  1. Sim, escreve o que segue:

Em relação a tua irmã mencionada pela tua Mãe, esta deve vir ao teu encontro, o que é melhor do que se tu fores vê-la, pois ela aqui receberá o Meu conselho mais seguro. Ela deve vir ainda em jejum, entre 8 e 10 horas da manhã.


  1. Se, porém, desejares ir junto a ela, trata de ir num domingo também, porém à tarde. Mas aí ela deve ficar quieta e esconder tudo no fundo de seu coração.




  1. Com respeito à carta da tua cunhada, aceita o desejo de tua mãe. A carta deve ser postada em Marburgo e isto somente um mês mais tarde. A carta não será de grande ajuda, pois tua cunhada ainda não entende o teor de tua carta.




  1. Somente Eu possuo cartas para pessoas de mente tão obtusa. Quando uma destas Minhas cartas é enviada para estas pessoas, aí sim provoca um grande resultado.




  1. Não passarão sete vezes sete dias, e tua mãe verá o resultado desta Minha Carta invisível. Esta é a razão por que deves guardar a tua até que se tenha passado um mês e então só enviá-la se achares extremamente necessário. Amém. Tenha compreensão. Amém.


A maravilha do eterno Amor

Recebido por Jacob Lorber, em 14 de Março 1842


1) Sim, sim, escreve, escreve...; pois para Mim o amor  mas entende bem, não o amor mundano  é o mais agradável agradecimento. E se tu Me agradeces assim em teu coração, não preciso dizer novamente, mas este é Meu melhor presente e nada mais preciso de ti.
2) Mas tu precisas de mais para teu bem estar... Mas entende no teu interior que isto que Eu te dou (Amor) é muitíssimo mais, do que se Eu te desse tal força com a qual poderias modificar o rumo dos mundos que giram no Universo, com a qual poderias criar ou destruir sóis ao teu bel prazer. Que outra coisa usou Meu amado João sobre a cidade (Jerusalém), mesmo que às vezes desejasse usar fogo divino?
3) Sim ele teria gostado de queimar toda a Terra (de tanta ira, por dedicação a Mim). Porém, como ele tinha o maior amor por Mim, lhe foi dado o mais maravilhoso de tudo: a intrínseca palavra provinda do Amor e também a vida eterna que dele se origina.
4) Vê e observa agora o que é que recebes de Mim. Qual o seu conteúdo? Isto não é o mais puro, elevado, santo e vivo Amor que emana de Mim? Como é que Eu poderia te dar algo mais, se já recebes o que é o máximo?
5) Qual é o tolo que prefere um milagre como prova desta máxima maravilha? Ou que pede que Eu destrua uma mosca, para assim crer que os sóis e todos os elementos que nele se encontram realmente são obra Minha? Ó tolice inconcebível. Ó exigência cega!
6) Se tua noiva, para demonstrar todo o amor dela por ti, te desse o mais ardoroso e carinhoso beijo, que figura farias, se logo a seguir lhe pedisses uma prova de amor totalmente insignificante? Bem, exatamente assim é que tu te comportas no momento.
7) Ou se alguém te doasse vários quilos do mais pesado ouro, e tu lhe exigisses como prova da doação de ouro umas moedas do mais impuro cobre? Novamente te pergunto: Que figura de tolo estarias representando?
8) Podeis, vós todos, vos considerar satisfeitos, pois vos estou dando o mais puro, o mais sagrado, o mais elevado dos tesouros celestiais divinos, o tesouro do Santíssimo Amor Paternal, tesouros da verdadeira e viva Jerusalém. Quem deseja algo mais? Quem não está satisfeito com esta dádiva? A quem isto não basta?
9) Se houver alguém entre vós tão cego assim, para este Eu dou uma chave feita dos desejos dos mortos. Com esta chave, se assim quiser, poderá abrir as comportas da Terra; e este, viciado em milagres, se afogará nestas águas turvas e poluídas.
10) Do que a chave é feita, além de ti, ninguém mais precisa saber. Mas quando a noite da morte se apoderar de alguém, este saberá que tipo de chave Eu te dei.
11) Por que foi que um dentre vós permitiu que a imundice mundana lhe estragasse o estômago de tal maneira, que não consegue mais saborear este pão feito do mais divino e puro Amor deste Santo Pai? Ele que se cuide, pois poderia ser considerado o “caminho” sobre o qual caiu a semente. Na sua terra produtiva alguém está plantando cardos e espinhos, e ele deve considerar bem quão infinito dano ele está atraindo para si. Pois Eu e o mundo não podemos ficar sob o mesmo teto.
12) Tu, porém, estás trilhando um caminho plano. Tenha certeza de Minha Bênção. Vê, Eu já Me considero um membro de tua casa, na qual já habito faz tempo. Podes ficar bem alegre, pois Eu mesmo te ajudo a purificar tua casa. Tu certamente não Me indicarás a porta de saída de teu lar, mesmo que Eu te entregue Minha Cruz para guardá-la.
13) Vê, quando viajantes chegam à tua casa, eles também trazem bagagem e a entregam ao hospedeiro, para que a guarde. Eu também sou um viajante e toda Minha bagagem consiste numa única cruz. Em tua casa estou albergado e Eu sei que queres ficar Comigo.
14) Vê, onde Eu não chego com a Minha cruz, lá Eu também não desejo ficar. Lá onde Eu chegar com Minha bagagem santa  a cruz  lá Eu terei chegado com gato e papagaio, e nisto podes acreditar, não será fácil Me expulsar.
15) Alegra-te e não temas mais o mundo, pois este não mais conseguirá te atingir, e ele imagina estar muito feliz nesta sua descabida prostituição.
16) Tu, porém, permanece como és. Pois tu já conheces o mundo e o que ele significa. Porém de vez em quando senta-te à tua mesa de trabalho e escreve o que a intuição te diz. Deves escrever sem pensar, o que teu coração te dita, não permitas que a mente interfira. Isto é o certo, é o puro, verdadeiro e bom, que se origina em Mim.
17) Vê, Eu gosto de ficar contigo. Deixa, então, que Eu venha morar contigo com “gato e papagaio”.
18) A um de vossos companheiros, ao qual amo bastante, quero dizer: Temor a Deus e a mais profunda humildade no coração são obrigações de todo aquele que foi batizado pelo fogo e pela água. Não se pode pensar numa vida eterna sem eles. Vê, tu possuis o correto temor a Deus e uma humildade digna de louvor, mas vê, aquelas crianças que temem demais a seus pais e estão sempre ajoelhadas a seus pés, na poeira, estas jamais conseguirão elevar seus corações com ardor, para alcançar os corações daqueles que tanto temem.
19) Se Me procuras com temor, a tremer, o que te acontecerá quando Eu Me aproximar de ti? Não exclamarás como aquele malfeitor: “Montanhas, jogai-vos sobre nós!” ? Eu não poderei Me aproximar de ti por muito tempo, por pura misericórdia. Só poderei ficar junto a ti, quando todo teu temor se tenha transformado em amor e confiança.
20) Amor e temor não andam ao mesmo compasso. Onde houver grande temor, haverá pouco amor. Porém onde houver maior amor, o temor desaparece e a confiança, coragem e entrega total tomam conta.
21) Swedenborg é verdadeiro e bom, isto podes crer. Mas também acredita: O Maior está acima de tudo e é Santo! Quem O possuir, possuirá tudo, pois em verdade Me possuirá. Vê isto é muito mais do que todos os profetas, mais que os apóstolos, mais que Pedro, Paulo e João, e mais que Swedenborg.
22) Aqui ainda há alguém ao qual desejo dizer que o mundo é algo bem fútil, pior que o mais horrível pesadelo. Mas esta pessoa deve Me reconhecer por si só. Deve dar-se conta que sou Eu quem lhe digo isto, pois os dias do mundo são mais fugazes que uma tormenta de verão e os anos passam como instantes.
23) Feliz daquele para quem a eternidade deste lado não é um mero sonho.
24) Agora vos digo a todos vós: Sede alegres e felizes em Meu Nome Vivo, pois em verdade Me encontro entre vós. Quem estiver um pouco atrasado, que apresse o passo para juntar-se a nós. Considerai bem: o tempo urge e a realização encontra-se a porta. Amém.

Palavras de alento, incentivo, para fortificar uma alma fraca

Recebido por Jacob Lorber, em 4 de abril 1842, à tarde


1) Bem, bem, verdade, verdade... Sim, já entendi. Escreve, pois, uma palavrinha bem curta para aquela que tem um desejo ainda bem fraco no fundo de seu coração; bem ao contrário do seu forte desejo pelas dádivas do mundo.
2) Ela que se esforce ao máximo em dirigir seu coração para Mim em todas as ocasiões, e que Me ame por Mim mesmo, não pelo que Eu possa lhe dar (um marido e outras benesses mundanas), pois tudo isto é um duro golpe no Meu Coração.
3) Se ela começar a Me procurar e Me amar, então Eu também lhe proporcionarei alguns de seus desejos, aqueles que se originarem em seu coração. Mas antes que Eu conceda isto a alguém, Me deve ser dado o que Me é devido por Mim mesmo e não pelas coisas mundanas que poderei dar.
4) Considera isto o Meu cumprimento àquela que desejou receber uma palavrinha Minha. Se ela observar o que lhe disse, em breve poderei satisfazer seus desejos de então.
5) Mas se ela desejar as vantagens somente para suas irmãs, então ela terá que esperar por muito, muito tempo. Só concedo os pedidos que vêm de um coração puro e inocente. Amém.
6) Isto Eu vos digo, vosso Pai amoroso. Amém.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



1   ...   20   21   22   23   24   25   26   27   ...   56


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal