Palavras de agradecimento do servo



Baixar 2.41 Mb.
Página2/56
Encontro11.06.2018
Tamanho2.41 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   56

Amor e sabedoria



Trecho retirado da “Criação de Deus”, que Jacó Lorber estava recebendo naquela época.
Aquele que possuir o Amor, o verdadeiro Amor a Deus - Pai de todos os homens e criador de todas as coisas – e, a partir deste amor, ama também seus irmãos na medida justa e pura, este possui tudo, possui a Vida eterna e a Sabedoria. Tal sabedoria não é aquela das trevas do mundo, que não serve para nada, nada além de levar o “homem vivo” lentamente para a morte (Criação de Deus - Vol 1 – cap. 174).
Seguem-se duas mensagens que foram traduzidas no livreto Salmos.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx




O máximo



Trecho retirado da “Criação de Deus”, sendo recebido por Jacó Lorber naquela ocasião.


O máximo que alguém pode fazer é o cuidado dos pobres, a ajuda à velhice e o acolhimento dos pequeninos. Se isto for feito por amor, ainda que a pessoa tenha de pecados com número idêntico às ervas da terra, à areia do mar, estes lhe serão relegados. No momento em que alguém abrir seu coração para o próximo, Eu estarei ao seu lado e tudo que é Meu será dele. (Vol.2, cap.93)


Os sete espíritos maus

Recebido por Jacob Lorber, em 06 de junho de 1840




Lucas 11-24-26 - “Quando um espírito imundo sai do homem, anda por lugares vários, buscando repouso; não o achando diz: “Voltarei a minha casa, donde saí”. Chegando, acha-a varrida e adornada. Vai então e toma sete espíritos piores do que ele, que entram e se estabelecem ali. E a última condição deste homem vem a ser pior do que a primeira. (ou, em outra versão: ... E o fim em um homem como este será pior do que o começo – A tradutora).

1 – Dizei a todos os teus amigos adultos o seguinte: Quem procura acha; quem bate à porta, esta lhe será aberta; quem pede, a este será plenamente dado o que pede.


2 – Alguém tem uma mulher, e esta ama seu marido em silêncio, para que o mundo não tome conhecimento deste fato (pois ela acha que o mundo pensaria coisas ruins dela, logo que percebesse que ela ama o marido de todo o seu coração). Assim, exteriormente ela se comporta fria, mas no fundo está cheia de desejos e ansiedades. Quando o marido, após ter usado de toda sua capacidade de convencimento e tentar fazer de sua esposa uma mulher carinhosa e ardente, vir que ela continua a agir muito tímida - seja por ser mulher, seja por suas besteiras - o que ele fará?
3 – Eu vos digo: por amor a ela, ele a deixará ficar na sua bobagem afetada, não a tocará mais até o seu fim, nem com um dedo; porém colocará sua semente em solo estranho, estando este cheio de ervas daninhas e cardos. Ele então pensará: “Está certo que não conseguirei uma boa colheita neste solo impuro, mas ao menos meu nome estará numa semente, para colheitas boas no futuro”.
4 – Eu vos digo: Este marido aplicou o castigo certo à mulher, pois o fez por amor. Além disso, Eu vos digo:
Este marido sou Eu, e a mulher tola sois vós!
5 – Muitas vezes já desejei abraçar-vos, tocar-vos e apertar-vos contra Meu Peito, mas vós vos afastais de Mim por motivos mundanos, ou por timidez tola e desnecessária à frente do mundo. Vós prendeis em vosso interior o amor que Me deve ser dado e achais que no tempo certo Eu chegarei a vós, vos darei um sopro, e assim vós podereis amar-Me plena e infinitamente; ou também achais que Eu Me darei conta deste vosso amor escondido, talvez com ajuda de um microscópio... Mas aí estais bem enganados, pois farei o mesmo que o marido e vos abandonarei em vosso pudor tolo.
6 – Por isso sede abertos em confessar vosso Amor por Mim, como Eu faço convosco. Falai Comigo abertamente, com toda a liberdade que vosso amor permite. E Meu Livro Antigo não terá uma só letra que não vos seja iluminada por sete fachos de luminosidade de Amor. E em vossas esferas podereis ler os grandes segredos do mundo espiritual, escritos em letras bem grandes.
7 – E agora ouvi e entendei os três versículos de Lucas.
8 – Se uma pessoa viver de acordo com os preceitos da lei mundana e mantiver os mesmos por sua própria vontade e pelos sentimentos corretos que neles existem, ela vence diariamente as tentações que estão subordinadas à sua razão, e então o sedutor (tanto quanto o tentador) se dá conta que naquela casa nada conseguirá. Então ele, zangado, a abandona e começa a procurar um pouso em todas as localidades da Terra. E quando vê que naqueles lugares nenhuma semente conseguirá se arraigar, então ele diz: “Onde não há humildade, já existem desertos e não há pousada para mim. Que fazer? Vou voltar a minha propriedade original e ver como tudo está lá”.
9 – Ele retorna depressa e encontra sua casa toda limpa e enfeitada com coroas de vitória e de virtude. Ele tem prazer no que vê, mas se sente fraco demais para tomar posse do local novamente, pois é um espírito da carne.
10 – Ele então retorna ao inferno e lá apanha sete espíritos, cada um mais malvado que o outro: um orgulhoso, um desprezador, um adulador, um galanteador, um usurário, um mentiroso, um mestre de artimanhas, classe na qual ele mesmo se encontra. Esta quadrilha malvada facilmente consegue entrada na casa e se apodera da mesma.
11 – E por pior que a situação original tivesse sido, sob a lei da carne esta situação será muitas vezes pior, pois o homem se entrega aos grilhões da maldade. E onde toda a sua justiça acontece não por amor a Mim, mas sim pura e exclusivamente pelo seu amor-próprio, com isto acabou toda a “unidade de vida”. Por isto ele não consegue mais dar nenhuma fruta e assim fica seco, parecendo morto.
12 – Vede, só Eu sou a vida em vós, e esta acontece só pelo amor por Mim que existe em vós e pela obediência voluntária dos mandamentos, tanto na ação como no discurso e pensamento de amor a Mim.
13 – E mesmo se trabalhardes tão ativamente como as abelhas (ou as formigas), se não o fizerdes por amor a Mim - o único a vos dar forças e vida para poderdes enfrentar as tentações do inferno - mesmo assim jamais encontrareis a paz, nem aqui nem no Além. Vai vos acontecer o mesmo que aos animaizinhos supramencionados, dos quais são retirados tanto o mel como seus derivados, apesar de seus ferrões; isto porque só são criaturas orientadas pelo instinto, como um homem que permitiu que sua vontade fosse aprisionada pela mente e se esqueceu do Amor, que é a liberdade e a verdadeira vida.
14 – Vede, isto é o que se compreende destes três versículos. Por isto, cuidado com a mente, a razão, se esta não se originar em Meu Amor, mas sim de outras fontes. Cuidai que ela (a mente) sempre seja subordinada ao Amor, tal qual a divindade é Minha subordinada; a não ser assim, sereis qual aquela casa limpa e enfeitada da qual falam os três versículos. Amém.

O Pai nos concílios, nas igrejas e junto às crianças

Recebido por Jacob Lorber, em 29 de junho de 1840


1 – Toda a vez que dois, três ou mais estiverem reunidos em Meu Nome, lá Eu estarei, mas jamais estarei nos concílios. Pois nos concílios se reuniam com intenções idênticas às dos seus conselhos. E dizendo atuar sob Minha inspiração, discutiam sobre as hierarquias, sua própria divindade e infalibilidade, e calculavam o grande prejuízo econômico que o Templo estava sofrendo, mas nem uma vez pensavam em Mim. Eu Me sentia com a mesma atenção que uma ameba recebe em relação a todo o Universo. Meu nome era dito como se Eu fosse um personagem histórico. Alguns trechos de Minha Palavra eram acompanhados de uma fé pagã cega e um a um amor morto, uma adoração sistemática de ídolos e um culto cerimonial originado neles; era isto unicamente o que Me permitiram ser nestes concílios, reuniões, etc.
2 – Eu Me sinto como aquele governante que é usado pelos seus funcionários como uma cobertura para todas as suas malvadezas e engodos, colocado e mantido no trono para dar um cunho de legalidade a todos os decretos e leis deles.
3 – Vede, o mesmo acontece na maioria de Minhas igrejas. Em todos os lugares tentam Me ocultar aos olhos de Meus filhos; entopem seus ouvidos com sons vazios, para que não consigam ouvir Minha verdadeira voz paternal; Cristos de madeira são colocados na frente de seus olhos, para que não vejam o Cristo Vivo, e com os sinos tornam seus ouvidos surdos, para que não ouçam Minha voz e não deixem que Minha Palavra Viva se manifeste em seus corações.
4 – Vede, é por isto que Eu aqui Me encontro, para aconselhar-vos contra as palavras dos fariseus egoístas, para que sempre consigais olhar a face de vosso Santo Pai e ouvir Sua Voz viva que diz: Tornai-vos pequeninos feito as criancinhas, para que Meu Reino seja o vosso. Nisto se encontra a verdadeira Sabedoria, enquanto que no Amor, a mais verdadeira felicidade.
5 – Para ti, Meu querido “falador” quero dar um pouco de consolo, tanto quanto para tua mulher. Eu já inscrevi vossos filhinhos em Meu livro. Dize-lhes que Eu os adotei como Meus filhos e que Eu desejo ser seu Pai carinhoso.
6 – Então vou presenteá-los com um desejo Meu: Que aprisionem suas vontades a tudo o que Eu já revelei ao Meu servo e a tudo que ainda revelarei; que alegremente obedeçam a seus pais já iniciados em Minha Doutrina. Então começarão a perceber o que significa ter a Mim como Pai, este que tem tantos tesouros para dar aos filhos que O amam.
7 – Vós, Meus queridos, ainda de tão poucos amigos, sede alegres em vossos corações! Pois Eu estou convosco, Me alegro em vossa companhia e fico feliz com vosso amor. Esta alegria vos será uma estrela brilhante, quando abandonardes esse mundo. Ela vos acompanhará fielmente na longa viagem no Meu enorme Céu e vos levará lá, como já o faz aqui, para a Minha Cidade. Amém.
8 – Bem, agora sede alegres. E aquele que desejar falar Comigo, que fale. Eu soltarei a língua e abrirei a boca deste Meu servo! Mas que fique bem longe de vós toda curiosidade que se manifeste. Amém. Eu, vosso amado Pai, em Jesus, Meu Filho. Amém.

Conselho sobre o casamento

Recebido por Jacob Lorber, em 06 de julho de 1840



1 – Essa mensagem é para o irmão que é prefeito daquela cidade dissoluta, onde a prostituição espiritual e física impera, pois Eu aceitei com alegria o seu pedido e vou dar-lhe um ensinamento que se origina em Meu amor.
2 – Mas ele deve acreditar que Eu posso ajudar, e sua fé deve estar viva na força de sua vontade e do mais elevado amor. Também não deve temer sua mulher pelo dinheiro que ela possui e não deve dar-lhe sempre razão, mesmo a constrangendo, tal como não o faria se tivesse uma mulher pobre. Ele deve se lembrar do jovem rico do Evangelho e lá verá como é difícil a entrada de um rico em Meu Reino. Porém, o que para os homens parece ser impossível, para Mim é um nada. Vede o curso da Terra em volta do Sol, como Eu o dividi em dias e noites, para resolver o círculo completo do ano. Eu vos afirmo: Até agora nenhum matemático conseguiu calcular a “quadratura da elipse” que é usada por Mim como base do curso de todos os planetas e sóis.
3 – Os homens não vêm à floresta por causa das tantas árvores. Por isto também não veem a floresta numa semente. Meu filho não enxerga bem o grande mal. Eu o aconselho a pegar o boi pelos cornos sem medo nem dó! Pois aquele que atua em Meu Nome e no Meu Amor verdadeiro, este nada deve temer. E aquele que Me adora nos corações de seus irmãos, de suas irmãs e mais ainda de sua mulher e filhos, em verdade vos digo: a este nada de mal acontecerá.
4 – Este, porém, é o conselho: Tudo aquilo que Eu te chamar a atenção deves apresentar a tua mulher, chamar o testemunho da Palavra e mostrar-lhe que tu és a cabeça e ela é o corpo, que ela deve te obedecer segundo Minha Vontade, como Sara obedeceu a Abraão e Maria a seu querido José. Esta é a razão pela qual Eu sempre dei Minhas ordens a José e jamais a Maria, que Me carregou nove meses em seu ventre: para que Minha Ordem, da qual todas as coisas se originam, não fosse afetada nem um pouquinho.
5 – Depois disto feito, mostra a tua mulher que a verdadeira felicidade num casamento se encontra num relacionamento igual ao de Deus com os homens, entre o Espírito e a alma, entre a verdadeira igreja viva e um estado do mundo, e outros similares.
6 – Além disto, dize-lhe que àquelas mulheres que se acham superiores aos seus homens acontece o mesmo que aos ateístas, ou àqueles que negam Deus: as noites se tornam verdadeiras torturas, ainda mais se junto a isto ainda perderem suas fortunas materiais. Isto frequentemente acontece por Minha Vontade, para que, se não tiverem caído demais, ainda exista uma possibilidade de salvação.
7 – O homem aprende a Me conhecer pelo seu amor por Mim. A mulher, porém, no amor de seu homem. Como ela pode dizer “Eu amo meu marido”, se os desejos dele não lhe são santos? Por isto num casamento é importante que o homem se conheça totalmente em primeiro lugar, para que ele veja bem em que situação se encontra a mulher a ser desposada e para conseguir levá-la pelo caminho certo.
8 – Mas se o homem, em sua absoluta cegueira, é um verdadeiro fracote em sua vontade e cede à mulher em assuntos errados, então ele encontrou um verdadeiro câncer, e em pouco tempo nada de sadio e verdadeiro existirá neste casamento.
9 – Por isto o homem não deve se casar antes de se conhecer completamente.
10 – Que o dinheiro dela não tenha importância para ti, pois possuis a Minha Misericórdia. Tu, porém, te torna indispensável para tua mulher, pois ela ainda não possui Minha Misericórdia. Que utilidade tem seu dinheiro e seus bens sem Minha Misericórdia? Mas se ela a tiver por meio do coração devoto do marido, ela olhará seu dinheiro com olhos vendados.
11 – Meu querido filho, Eu conheço tua mulher muito mais do que tu jamais a conhecerás. Acredita, tua mulher tem um orgulho tríplice. Ela se orgulha de seu dinheiro e ela se orgulha de ser tua esposa pela tua posição social, pois se tu não fosses o prefeito e sim um funcionário comum, ela jamais seria tua mulher. Já que ela se acha bem rica e, além disso, é bastante casta, ela também tem orgulho com relação a ti e vosso relacionamento; mas tu não te dás conta disto devido a um antigo hábito. Mas toca nela em lugares diferentes, que logo te lembrarás dessas Minhas palavras.
12 – Por isto, em primeiro lugar, mostra-lhe que és a cabeça e Eu sou o Senhor. Em segundo lugar, mostra-lhe que seu dinheiro te é completamente dispensável e que ela deve ser grata a ti e até a Mim, pois administras sua fortuna sem nada cobrar, e esta gratidão deve constar do verdadeiro amor e no respeito que te é devido. Em terceiro lugar, mostra-lhe o Evangelho do glutão rico e do jovem rico, pede-lhe que explique o que entendeu de forma amigável e alegre, mas ao fim explica-lhe o seu real significado, no que Eu te ajudarei.
13 – Apresenta-lhe a Nova Revelação e mostra-lhe no que consta a morte eterna e a vida eterna, o que é o renascimento, o que é necessário fazer para conseguir tudo isto e como o espírito eterno é afetado com a morte material sem o renascimento.
14 – Faze assim logo, e com Minha ajuda tudo se aplainará. Dentro de um ano terás uma outra mulher em teu lar. Terás êxito maior, se não a tocares e orares por ela no fundo de teu coração.
15 – Depois de certo tempo, podes trazê-la para as reuniões de Jacob Lorber. Ele tem muito poder em seu peito.
16 – Atua, pois, e Minha Misericórdia não tardará. Amém.

Eu, Jesus, o melhor conselheiro. Amém. Amém. Amém.



Caridade falsa e caridade verdadeira

Recebido por Jacob Lorber, em 07 de julho de 1840


1 – Cada miserável é o Meu irmão mais próximo, como cada rico avarento o é de Satã.


2 – No momento em que Eu envio a vossas portas, a vós - ricos, afortunados e proprietários - um pobre irmão Meu, podeis considerar-vos amados por Mim. Eu ainda não retirei Meu amor de vós.
3 – Mas se conseguistes - e aqui falo em geral - que os pobres não se atrevam mais a chegar a vossas moradias, aí sabei que Meu Amor se retirou para sempre. E um destes ricos se encontra materialmente sob a proteção do inferno, mas em toda sua felicidade aparente não existe nem uma mínima chama de Meu Amor, muito menos de Minha Misericórdia.
4 – Este fato também acontece com aqueles ricos que fazem donativos somente para aparecer ou então para conseguir vantagens. Para Mim são verdadeiros horrores aqueles donativos conseguidos pela prostituição, danças, jogos, etc., todos estes meios por Mim detestados, pois isto é instalar uma capela de oferendas em Meu louvor no inferno.


5 – Por isto, Meus filhos, não deveis atuar como o fazem os filhos do inferno, mas sim que vosso donativo não seja visto por ninguém mais do que Eu, os pobres e vós mesmos. E que cada um dê o máximo, de acordo com sua possibilidade.


6 – Pois em verdade Eu vos digo: Recebereis uma Terra por um centavo, um Sol por um copo de água viva e lá sereis reis. Mas se o fizerdes pelo mais puro amor por Mim, aí sim Meus amigos, Eu vos prometo: Nunca vereis a morte ou senti-la-eis em vossos corpos. Pois a doce morte será um acordo sereno nos braços do Santo Pai e sabereis o que é ser um “amigo de Deus” por toda a eternidade. Isto Meus amigos, isto não podereis imaginar jamais.
7 – Agora Meu servo vos mostrará um homem pobre. Ele é duplamente pobre, no físico e no espiritual. Ajudai-o, tanto material como espiritualmente. O primeiro a fazer isto terá uma grande alegria. Atuai e não pergunteis a quem. Mas aquele que vos for apresentado, a este ajudai sempre. Ele é vosso irmão e não vos preocupeis por nada mais, se quiserdes ser filhos verdadeiros Daquele que permite que o Sol brilhe sobre bons e maus e que alimenta até os animais mais ferozes. Amém.

Eu, Jeová, vosso Pai. Amém. Amém. Amém.



Bailes e locais de diversão

Recebido por Jacob Lorber, em 17 de julho de 1840

1 – Isto Eu te digo, meu querido e preguiçoso servo, para que entendas o mal-estar que te ataca quando ouves falar dos antigos e novos locais de danças e diversão diversa.
2 – O teu mal-estar é bem compreensível, pois ele vem do espírito. Pois o baile e tudo o que o acompanha são uma vala aberta cheia de lixo. Os cassinos são um lixão cheio de anfíbios mortos, e o clube é um precipício em cujo fundo Satã depositou um tanque grande e ornamentado com flores, para que um nariz ainda um pouquinho espiritualizado não sinta o mal cheio do lixo em que se encontra.
3 – Com estas poucas palavras creio que já satisfiz tua sabedoria, mas Eu quero que teus amigos também obtenham uma explicação satisfatória e é por seu pouco conhecimento do Evangelho que devo dar mais explicações.
4 – Satã viu, com muito sofrimento e irritação, que algumas famílias virtuosas desta cidade não se dobraram a seus desejos, pois detectavam o mau cheiro que emanava de seus locais de diversão. Por isto ele inventou um meio no fundo do precipício. Ele colocou um tanque bem fechado na parte inferior (o precipício do inferno) e o cobriu com lindos assoalhos lisos. Toda saída foi ornamentada com flores bonitas e perfumadas, para que ninguém detectasse alguma coisa errada ou algum mal.
5 – Pois ele disse: “Aqui vou preparar uma boa refeição para mim e começarei a viver da carne tenra das crianças. Já estou cansado de devorar somente as carnes endurecidas das prostitutas; estas deverão ser devoradas pelos meus anjos infernais. Eu vou me ocultar atrás das atraentes flores bonitas e perfumadas, lá, onde ninguém me notará. No momento em que uma criancinha, atraída pelas flores, se aproximar, eu a apanharei, engolirei e a digerirei, deixando seus restos como lixo no tanque e no precipício. Os pais que “se virem” para tirá-las de lá. Em verdade, retirar uma estrela fixa do firmamento lhes será uma tarefa muito mais fácil, do que recuperar esta criança do precipício”.
6 – Aqui tens a declaração bucólica de Satã. São suas próprias palavras e seu próprio plano. Qual satisfação Eu posso ter num destes estabelecimentos de prazer?
7 – Aqui vos mostrei o grande perigo em toda a Minha Verdade. Essas palavras vos diz o Pai que se preocupa com vosso futuro. Satã está a vossa frente, totalmente descoberto e com toda a sua maldade à vista para vós, Meus pouquíssimos filhos. Observai no fundo de vossos corações estas palavras que se originam em Meu Amor e na Misericórdia deste vosso Pai e estai sempre atentos, pois aquele que enxerga o inimigo pode fugir do mesmo. Ai dos cegos e surdos e dos que não querem se converter ao Meu conselho. Eu prefiro mandar todos Meus anjos aos infernos para converter os perdidos, do que dar uma só olhadinha de comiseração neste tanque imundo. Amém.

Atenção! Isto Eu falo Eu, o Deus da eternidade. Amém.
Um conselho importante para a educação

Recebido por Jacob Lorber, em 17 de julho de 1840

Uma mensagem em resposta a um irmão que deseja saber se poderia confiar a educação de seus filhos a um jovem professor.
1 – Dize a teu irmão que escutei seu coração e vi que ele era puro e decente. Vou dar-lhe o seguinte conselho:
2 – Ninguém pode dar o que não possui! Para educar, não basta um coração bom e cheio de boa vontade, mas sim um caráter por Mim educado e orientado. Pois se alguém nunca foi por Mim orientado e educado, se este alguém não sabe quem Eu sou e como atuo, como conseguirá educar as criancinhas?
3 – Por isto trata deste jovem como se ele fosse duplamente pobre. Podes deixar tuas crianças em suas mãos, para aprenderem a ler, escrever, fazer contas e as outras matérias mundanas. Mas no que Me cabe, na Minha alçada, ele nada poderá fazer. Quanto à educação religiosa que a igreja materialista exige, contrata um capelão inteligente; mas seus corações só tu deves ensinar, seguindo Meus ensinamentos.
4 – Com respeito ao jovem, ele tem o Meu amor para com todos os seres por Mim criados. Se desejar, poderá - como qualquer outra pessoa - facilmente encontrar Minha Misericórdia e nela a Vida Eterna.
5 – Leva-o para a presença de Meu servo, para que este lhe mostre o caminho. E se ele desejar andar no mesmo, isto lhe será de grande utilidade, na vida terrena e na eternidade.
6 – Mas não deve ser obrigado de nenhuma maneira, mas sim considerar o conselho de Meu servo como o meio mais elevado para chegar à bem-aventurança e para que Eu Me torne uma necessidade, mesmo que ele tudo possua.
7 – Tu, porém, observa-o sempre com um carinho severo. Mas se encontrares algo que te desagrade, fala com ele, mas sempre só em particular.
8 – Ele deve se orientar de acordo com os conselhos de Meu servo e deve te obedecer, só a ti. E esta obediência deve ser observada pelos teus filhos com relação às tuas determinações. Mas que tudo sempre seja iluminado pela Minha Vontade.
9 – Se tu Me obedeceres, os outros aceitarão as tuas determinações, e com pouco tempo podereis estar como um pequeno rebanho sob Minha orientação; Eu, que sou o único e verdadeiro pastor. Amém.
Sobre a visão espiritual e sua compreensão

Recebido por Jacob Lorber, em 24 de julho de 1840



1 – Vede, ainda existem muitos segredos sobre Meus Ombros e muitas palavras em Meu Peito sagrado, cheio de vida, força, Amor, Misericórdia e graça, dos quais não tendes a mínima noção e sobre os quais diríeis “O que eu não sei, não me atinge”. Sim, isto provavelmente está correto e esta afirmação seria aplicável em muitas ciências mundanas, mas jamais para a Minha enorme Misericórdia, infinita no infinito de todos os infinitos, a fim de dar-vos cada vez mais a bem-aventurança que aumenta cada vez mais no íntimo de tudo e todos.
2 – Amigos, acreditai, sou Eu quem voz diz tudo isto. Acreditai, mesmo que eternidades passem, um dia chegará em que direis: “Não haverá um único número, por mais ínfimo que seja, com o qual poderemos comparar nosso conhecimento ao de Deus?” E uma voz sairá de vosso peito, esta voz que se origina em Meu coração, e responderá: “Não existe tal número. Por toda a eternidade vossa sabedoria será nada, mas Eu sou tudo no todo. Vós podereis ser tudo em Mim e por Mim, por vós e em vós, porém, jamais.”
3 – Vede, é por isto que Eu ainda tenho muito a vos dizer, coisas que não disse mesmo aos apóstolos, pois não o suportariam, já que eram quais frutos temporões, amadurecidos pela Minha presença física. Mas vós, que Me amais e tendes fé mesmo sem Me ver fisicamente, estais prontos para ouvir algo bem mais importante e maior. Por isto vos contarei mais coisas, coisas que farão que vosso espírito se espante e fique maravilhado. Observai bem o que Eu vos vou dizer e guardai-o bem em vossos corações.
4 – Vede, tudo o que jamais pensastes ou sonhastes, o que estais a pensar ou sonhar e tudo o que pensareis ou sonhareis no futuro jamais se perderá; tal como aconteceu em vosso íntimo, um dia vereis acontecer de fato e logo reconhecereis a ação, e isto vos alegrará ou entristecerá. É necessário tocar neste assunto, para que vosso entendimento futuro se concretize. Pois aquele que existe e atua em seu interior, este jamais conseguirá entender seus próprios pensamentos, desejos e tendências.
5 – Vede, em vosso espírito está enterrado todo o infinito em totalidade e cada partícula específica do mesmo. Esta é a razão por que podeis imaginar infinitas terras, sóis, árvores, pessoas, animais, etc. Quero dizer que conseguis multiplicar ao infinito todas as terras, sóis, animais, vegetais, etc, etc; pois se não fosse assim, vossos pensamentos em pouco tempo acabariam. Vou explicar como isto acontece:
6 – “Se colocásseis dois espelhos bons, um na frente do outro, um se refletiria totalmente no outro. Este reflexo se refletiria por sua vez ao outro e assim em diante infinitamente. A em B, B em A continuamente. O mesmo acontece convosco. Vossa alma é um tal espelho para o mundo exterior e vosso espírito o é para o mundo interior espiritual. Esta é a razão por que cada coisa se encontra em vós infinitamente, como também para o espírito, o qual obtém rapidamente o que desejou ou pensou”.
7 – Vós, porém, sabeis que quanto mais limpo e polido o espelho é, tanto melhor é o reflexo que ele apresenta. Assim, se polirdes o espelho de vossa alma com a humildade, para que ela se torne uma superfície lisa onde qualquer elevação lhe tenha sido retirada, logo começareis a perceber coisas maravilhosas em vós: pela alma, as coisas exteriores; pelo espírito, tudo que vem de Mim. Notareis também que de fato alma e espírito são o total conteúdo de cada objeto.
8 – Aqui vai um exemplo: Se vós pensais numa pedra, numa árvore, em um animal ou qualquer outra coisa, conseguireis ver o seu exterior em primeiro lugar. Mas se a luz do espírito se derramar sobre a alma e iluminar esta figura completamente, vós podereis então ver este objeto na sua totalidade. Quando este espelho da alma se tornar bem brilhante pela luz do espírito, as partes internas começarão a se refletir na alma e se tornarão visíveis a vossa razão, como se as tivésseis vendo com vossos olhos físicos. E se desejardes conversar com um destes objetos, Meu espírito que está em vós – para o qual tudo, do maior ao mais infinito, não passa de pensamentos materializados – penetrará no objeto pensado e falará de sua fonte interna e original.
9 – Eis a explicação clara e simples de como Adão, Abel e muitos outros conseguiam falar com toda a criação e de como vós podereis vos comunicar com o mundo espiritual, se o desejardes de verdade.
10 – Por isto deveis “polir” vossa alma com muita vontade, pois ainda existem muitas coisas que vão dar testemunho de Mim. Mas ainda sois demasiado insensatos e disparatados para verem o Meu Nome na Criação. Por isto poli, limpai, lapidai vossa alma, que em pouco tempo começareis a ver e entender o mundo de uma forma bem diferente, e a Minha maravilhosa Criação não terá fim aos vossos olhos.
11 – Um bom escrevente vá com Meu servo para junto de uma rocha ou outra coisa da natureza, e Eu farei com que ela fale por intermédio de Meu Servo (Jacob Lorber). O que for dito o escrevente deverá anotar e redigir como testemunho de Minha Palavra.
12 – Pois nada importa o lugar e o tempo que algo ocupa no espaço, mas sim tudo depende de como vossa vida é fora do espaço e tempo, quero dizer, no eterno ser. Com os olhos físicos vós conseguis ver as coisas que se encontram em vosso mundo exterior. Com os olhos da alma que se encontra em vós e com os olhos do espírito vós observais tudo, desde o centro das coisas e também do centro de vosso lar. Mas somente com a aproximação de Meu Espírito é que tudo se tornará vivo e falará convosco.
13 – Eu, vosso Santo Pai, vos mostro muitas coisas. Por isto, sede ativos em vosso amor, para que Minha Misericórdia não fique no meio do caminho. Amém.


1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   56


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal