Palavras-chave Comunicação interna Estratégia Pesquisa de Clima Divulgação interna Mobilização Resumo



Baixar 42.09 Kb.
Encontro11.10.2019
Tamanho42.09 Kb.







XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica
SENDI 2008 - 06 a 10 de outubro

Olinda - Pernambuco - Brasil

Estratégias de comunicação interna para aumentar a adesão dos colaboradores à Pesquisa de Clima




Silvânia Gonçalves de Figueiredo

Clayton Urbano Freire

Celpe

Celpe

silfigueiredo@celpe.com.br

clayton.freire@celpe.com.br



Palavras-chave


Comunicação interna

Estratégia

Pesquisa de Clima

Divulgação interna

Mobilização

Resumo


Aumentar a adesão dos colaboradores da Companhia Energética de Pernambuco – Celpe – à Pesquisa de Clima 2007. Foi com esse objetivo que a Unidade de Comunicação Interna da empresa planejou a execução do referido levantamento, realizado a cada dois anos nas empresas da holding Neoenergia, da qual a Celpe faz parte. Para concretizar este objetivo, uma série de ações foram planejadas e executadas, como a criação de um Comitê de Clima, a preparação de uma grande campanha de divulgação e a realização de uma série de visitas estruturadas aos locais de trabalho para mobilização dos colaboradores. O resultado é que a adesão à pesquisa cresceu nove pontos percentuais, um resultado muito satisfatório, uma vez que saltou de 86% de adesão da pesquisa anterior (2005) para 95% de respondentes na atual (2007), número que corresponde a 1.563 respondentes. O número foi muito importante para a empresa, pois com a opinião de quase todos os colaboradores a Celpe pôde ter um retrato fiel das necessidades em cada local de trabalho.

Detalhamos aqui quais ações foram realizadas para contribuir com a expressiva participação dos colaboradores. Abordamos também as referências bibliográficas para embasar e legitimar as práticas implementadas pela empresa.



1. Introdução

Nos dias atuais as grandes organizações têm investido maciçamente na melhoria do clima organizacional em virtude da relevante importância para manutenção/melhoria de resultados empresarias. Por isso apresentamos um trabalho que possa servir de referência no setor elétrico, mostrando o papel da comunicação interna na obtenção de uma boa adesão de respondentes à pesquisa de clima, o que reflete o interesse dos colaboradores em contribuir para a melhoria do clima no ambiente de trabalho.



2. Desenvolvimento
2.1 Pesquisa de Clima

A pesquisa interna constitui um excelente instrumento para avaliar a função de RH (CHIAVENATO, 2004 – p. 504). É para avaliar as práticas de gestão de pessoas e os processos corporativos que a cada dois anos o Grupo Neoenergia, holding controladora de três distribuidoras do setor elétrico no Brasil (Companhia Energética de Pernambuco – Celpe, Companhia Energética da Bahia – Coelba e Companhia Energética do Rio Grande do Norte – Cosern), realiza uma Pesquisa de Clima nas suas empresas. O levantamento afere a percepção dos colaboradores em relação aos processos corporativos, a gestão da empresa, a sua liderança e a motivação profissional.


“O objetivo principal da Pesquisa de Clima Organizacional para qualquer empresa é maximizar, cada vez mais, suas relações com os colaboradores oferecendo condições de trabalho adequadas, proporcionando oportunidades de desenvolvimento e estabelecendo um ótimo ambiente de trabalho, o que proporcionará o alcance e a superação dos objetivos definidos pela Diretoria”. (GOMES)
2.2 Aplicação da Pesquisa de Clima na Celpe

Para rodar a Pesquisa de Clima 2007 nas companhias do Grupo Neoenergia, no período de 6 a 10 de agosto, foi contratada, pela holding, a Hay Group, consultoria com trinta anos de experiência no assunto, que ficou responsável por providenciar todo o processo de elaboração dos questionários, tabulação das respostas e computação dos dados, o que garantiu o sigilo e a confidencialidade das informações e da identidade do empregado. Porém, na Companhia Energética de Pernambuco, toda a sistemática de mobilização interna para obter as respostas, divulgação do período da pesquisa aos colaboradores, envio e recebimento dos formulários impressos, além da mediação entre a empresa e a Hay Group ficou a cargo da Unidade de Comunicação Interna da empresa, vinculada ao Departamento de Desenvolvimento de Pessoas, subordinados a Superintendência de Gestão de Pessoas.


Essa atribuição de promover a realização da pesquisa de clima organizacional, em conformidade com a Política Corporativa é uma das atividades que fazem parte do rol de atribuições da Unidade de Comunicação Interna da Celpe, conforme cita o Manual da Organização (CELPE, 2006 – p. 116)
Por ser também uma Unidade que trabalha para elevar o índice de motivação na empresa, a Comunicação Interna decidiu disseminar a todos os colaboradores a importância da participação de todos para melhoria do clima da empresa. Conforme justifica Sorio, a principal conseqüência da pesquisa é elaborar planos de melhorias para gerar o crescimento da produtividade na empresa:
“Mas por que pesquisar? Porque cria uma base de informações, identifica e compreende os aspectos positivos e negativos que impactam no Clima e orienta a definição de planos de ação para melhoria do clima organizacional e, conseqüentemente, da produtividade da empresa. Esta atitude da empresa eleva bastante o índice de motivação, pois dentro desta ação está intrínseco a frase “estamos querendo ouvir você”, “você e sua opinião são muito importantes para nós”. A crença na empresa se eleva sensivelmente” (SORIO).
E para aumentar a crença dos colaboradores na Companhia Energética de Pernambuco, a aplicação da Pesquisa de Clima tornou-se uma ação a ser divulgada e explicada em toda a empresa pela Comunicação Interna.
2.3 Mobilização dos colaboradores

Na Celpe, o número de habilitados a responder a pesquisa era de 1.640 colaboradores, que correspondia aos efetivamente contratados até o mês de junho de 2007 e não estavam de licença, com contrato suspenso ou de férias. A maioria (1.272 pessoas) responderia por e-mail, pois possuíam endereço eletrônico da empresa, enquanto 368 deveriam responder por formulário impresso, por ser colaborador da área operacional/técnica que desenvolve suas atividades em campo.


Esse quantitativo de colaboradores está pulverizado em todo o Estado de Pernambuco, em cerca de 40 locais de trabalho. Todavia, a maior concentração de colaboradores está no edifício-sede da Celpe, no Recife, onde estão lotados cerca de 650 deles.
Para divulgar a todos eles que seria realizada a Pesquisa de Clima 2007 na Celpe entre os dias 6 a 10 de agosto e mobilizá-lo a responder, a Unidade de Comunicação Interna traçou uma estratégia de divulgação diferenciada, que pretendia ir além das já cotidianamente realizadas. Foram elas: divulgação de uma campanha de endomarketing dinâmica e atrativa, com forte poder de mobilização; formação de um Comitê de Clima; visitas estruturadas aos locais de trabalho a fim de apresentar e debater o tema; criação de um vídeo sobre o assunto e impressão de uma revista especial sobre o tema, mostrando todas as ações de melhorias implementadas pela empresa a partir dos resultados da Pesquisa de Clima 2005.
2.3.1 Campanha de mobilização:

A campanha de endomarketing para tratar de Clima Organizacional foi criada pela agência de endomarketing do Grupo Neoenergia, a Happy House Brasil. O foco da campanha foi mostrar as melhorias que os resultados apontados pela Pesquisa de Clima podem ajudar a construir, favorecendo o desempenho e clima da organização. Foi escolhido, então, um ícone que traduzisse melhorias, construção, enriquecimento: + (o mais). Esse ícone apareceu em todas as peças sempre interagindo com os colaboradores do próprio Grupo. Para fins de interação, o ícone escolhido foi estampado com volume e várias cores, mostrando que o projeto traz resultados práticos para todos, ou seja, é realidade na empresa. O layout clean destacou ainda mais essa interatividade, não tendo outros elementos para tirar o foco do leitor. Nos textos, o conceito é colocado como estímulo ao colaborador para escolher responder a pesquisa e, posteriormente, como reconhecimento à participação de todos e a divulgação dos resultados. O lema utilizado foi: “Pesquisa de Clima 2007. Mais para você e todo o grupo”. Dentro dessa campanha, foram confeccionadas diversas peças, como cartazes, e-mails marketing, anúncio na revista interna, banners em lona, banner eletrônico para a intranet, faixas, carta do presidente enviada para a casa do colaborador, folder de perguntas e respostas, panfletos e camisas.


2.3.2 Comitê de Clima:

O


1. Agente de Comunicação Interna são colaboradores-parceiros cujo foco de atuação atenderá à necessidade de disseminação das informações da área de Comunicação Interna a todos os colaboradores da empresa (ENERGIA, p. 14).
Comitê de Clima foi um grupo de trabalho criado para discutir os itens relacionados a clima organizacional e colaborar na divulgação do assunto, especialmente no período de realização da pesquisa, ajudando a mobilizar os colaboradores para respondê-la. Para formá-lo, foram escolhidos 25 colaboradores que tivessem bom relacionamento na empresa. Ele ficou composto da seguinte maneira: 4 colaboradores da Unidade de Comunicação Interna, 8 colaboradores da Unidade de Consultoria Interna, 3 colaboradores de diferentes áreas lotados no Centro de Operações do Bongi, 7 Agentes de Comunicação Interna1 lotados nas Regionais da empresa do interior do Estado e 3 Agentes de Comunicação Interna lotados nas agências de atendimento da Capital. O Comitê de Clima foi formado no dia 10/07/2007, ou seja, um mês antes da realização da Pesquisa, e ficou com a responsabilidade de conversar sobre o assunto com os seus colegas de trabalho, além de apoiar na divulgação da campanha e na distribuição e recebimento dos questionários de quem o respondeu impresso, enviando o material para a Hay Group. Por fim, também ficou a cargo do Comitê montar a infra-estrutura para a realização das visitas estruturadas aos locais de trabalho.

2.3.3 Visitas estruturadas aos locais de trabalho:

Para discutir diretamente com os colaboradores o tema “clima”, explicar a metodologia da pesquisa e tirar possíveis dúvidas, foram organizadas visitas aos locais de trabalho. Nelas foram realizadas palestras e conversas sobre o tema com os colaboradores a fim de conscientizá-los da importância desse levantamento. Executivos do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas, em companhia de um analista da Unidade de Comunicação Interna, visitaram as seis regionais que a empresa possui no interior do Estado, além de realizar as palestras em dois locais de trabalho da capital: Edifício-sede e Centro de Operações do Bongi. A reunião era iniciada com uma explicação sobre o que é clima organizacional, porque as empresas realizam este tipo de pesquisa e seguia explicando o que seria avaliado. A segunda parte da palestra foi dedicada a mostrar as ações que a empresa tinha realizado em resposta aos pontos passíveis de melhorias identificados na pesquisa de clima 2005. Depois, era apresentada a campanha de comunicação da Pesquisa de Clima, mostrando ao colaborador que sempre que ele visse o determinado símbolo (no caso o +), era referente à pesquisa de clima. Por fim, era aberta a sessão para que os colaboradores tirassem possíveis dúvidas sobre o assunto.


2.3.4 Vídeo de Clima:

O vídeo publicitário criado para a divulgação da pesquisa foi um dos grandes diferenciais propostos na estratégia. Ele se propunha a mostrar aos colaboradores ações e programas que a empresa havia feito por solicitação dos próprios colaboradores na pesquisa passada, além de solicitar que todos participassem desta nova edição da pesquisa também. Enquanto as imagens mostravam fotos e logomarcas das ações e programas realizados, o texto narrado em off iniciava com o seguinte conteúdo: “Lembra da sua participação na Pesquisa de Clima 2005? Ela continua até hoje. Através da sua opinião, conseguimos traçar caminhos ainda melhores com a criação de programas e ações que transformaram o seu dia a dia. Confira aqui algumas dessas melhorias implementadas a partir das suas respostas”. Depois, mostrava uma série de ações e programas realizados na empresa de 2005 até 2007. No final, o vídeo concluía que “foi a sua participação na Pesquisa de Clima 2005 que transformou o seu dia a dia. Com a resposta dos colaboradores, foi possível implementar uma série de ações. Assuma agora o compromisso de fazer o seu futuro cada vez melhor. Por isso, fique atento: responda à pesquisa 2007. De 6 a 10 de agosto. Participando, você garante um futuro cada vez melhor”. O material foi exibido durante dez dias, da quarta-feira da semana anterior à pesquisa (01/08) até o último dia dela (10/08), em vários locais de trabalho: Edifício-sede, Centro de Operações do Bongi, regionais Cabo, Carpina, Caruaru, Garanhuns, Serra Talhada e Petrolina, e nas agências da Madalena, Boa Viagem e da Rua Velha.


2.3.5 Revista de Clima:

Ainda no intuito de massificar a importância da pesquisa, mostrando as ações e projetos realizados em resposta aos pontos críticos identificados no levantamento anterior, a Unidade de Comunicação Interna dedicou uma edição da Revista Energia Celpe, (a de número 10 – junho/2007), especialmente só para tratar de Clima Organizacional. O conteúdo mostrava os treinamentos, eventos, programas, encontros, ações e projetos implementados em conseqüência da Pesquisa 2005. A revista, de 20 páginas, usou o ícone da campanha de endomarketing (o +), como forma de facilitar a associação das atividades à Pesquisa de Clima. No final, a revista explicava como seria realizado o levantamento em 2007. A distribuição desse material ocorreu dias antes da realização da pesquisa, reforçando ainda mais a sua importância para a organização.


“Considere-se também que, para atingir determinados objetivos de comunicação, é necessário valer-se de vários canais. Com uns se conquista o alcance, com outros a freqüência”. (TOMASI&MEDEIROS, 2007 – p.23)

2.4 Resultados
“A resposta do destinatário depende do resultado de sua avaliação: dará uma resposta positiva se perceber que a mensagem é capaz de contribuir na perseguição de seus objetivos”. (TOMASI&MEDEIROS, 2007 – p.23).
Ficou comprovada a efetividade da estratégia de ações realizada pelo percentual apurado de respondentes. Um total de 1.563 colaboradores responderam à pesquisa, número que corresponde a 95,3% do universo pesquisado (1.640), índice bem acima da média de mercado, que gira em torno de 85% de adesão, segundo informações da Consultoria Hay Group.
“A resposta do destinatário é um tanto importante para o controle da eficácia da comunicação. Por ela podemos avaliar a qualidade das estratégias utilizadas”. (TOMASI&MEDEIROS, 2007 – p.24)
Podemos analisar que a estratégia de Comunicação Interna foi um dos diferenciais para este resultado, uma vez que em uma empresa do porte da Celpe, que possui colaboradores pulverizados em mais de 40 cidades do Estado e que alguns trabalham inclusive em sistema de revezamento (24 horas), fazer com que a informação chegue e sensibilize o colaborador constitui-se em um grande desafio.


3. Conclusões

“As pesquisas de clima organizacional procuram coligir informações sobre o campo psicológico que envolve o ambiente de trabalho das pessoas e qual a sua sensação pessoal nesse contexto.” (CHIAVENATO, 2004 – p. 504)


As ações de comunicação interna para mobilizar os colaboradores em se tornarem respondentes da Pesquisa de Clima 2007, mostraram que a diversidade de formas para atingir todos os níveis de colaboradores foi determinante para concretizar a participação de um maior número de pessoas expressando a sua opinião e contribuindo para nortear futuras ações do grupo. Conclui-se, portanto que a área de comunicação interna teve um fator preponderante para que a Celpe pudesse atingir uma maior participação dos empregados.
O reflexo dessa participação será na promoção de programas, projetos e ações que atendam a grande maioria, garantindo uma maior assertividade das iniciativas, já que as respostas permeiam todas as camadas de colaboradores.

4. Referências bibliográficas e/ou bibliografia
CELPE. Manual da Organização. 3. ed. Recife, 2006.
CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de pessoas e o novo papel dos recursos humanos nas organizações. Rio de Janeiro : Elsevier, 2004.
ENERGIA Celpe. Edição 00.
GOMES, Marco Antônio Vieira. Pesquisa de Clima Organizacional. Disponível em . Acessado em: 10 de abr. 2008.
TOMASI, Carolina; MEDEIROS, João B. Comunicação Empresarial. São Paulo: editora Atlas, 2007.
SIQUEIRA, Fabiana Cardoso de. O Clima Organizacional e a qualidade em serviços: Um estudo de caso de um grupo de empresas de comunicação. Disponível em . Acessado em: 10 de abr. 2008.
SORIO, Washington. Clima Organizacional. Disponível em . Acessado em: 10 de abr. 2008.
Catálogo: publicacoes -> wp-content -> uploads -> 2016
2016 -> Xviii seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica sendi 2008 06 a 10 de outubro
2016 -> Xviii seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica sendi 2008 06 a 10 de outubro
2016 -> Xviii seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica sendi 2008 06 a 10 de outubro
2016 -> Xviii seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica sendi 2008 06 a 10 de outubro
2016 -> Xvi sendi – Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica
2016 -> Xviii seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica sendi 2008 06 a 10 de outubro
2016 -> Xix seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica sendi 2010 – 22 a 26 de novembro
2016 -> Xviii seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica sendi 2008 06 a 10 de outubro
2016 -> Xix seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica sendi 2010 – 22 a 26 de novembro
2016 -> Xviii seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica sendi 2008 06 a 10 de outubro


Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
Universidade estadual
união acórdãos
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande