Osvaldo polidoro (reencarnação de Allan Kardec) textos divinos I



Baixar 1.42 Mb.
Página16/17
Encontro18.09.2019
Tamanho1.42 Mb.
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   17
lei dos semelhantes? E fica dito, de uma vez para sempre, que nenhum espírito comunicante, ou encarnado, é maior do que a Lei de Deus e o Cristo Divino Molde. O que o Princípio estabeleceu como INSTITUIÇÕES DIVINAS, assim permanecerá até a consumação evolutiva do Planeta e da Humanidade. Quem lutar contra será esmigalhado pela sua mesma estultícia.

P – Temos aí a ALMA DO NOVO TESTAMENTO?

R – A Lei Moral estava dada e o Cristo Modelo sempre mandou vivê-la. Quanto ao Evangelho do Cristo Divino Molde, foi e é a VIDA QUE ELE VIVEU. Todos quantos escreveram, e aqueles que mais tarde fizeram traduções, interpretações ou vulgatas nada mais fizeram do que ESCREVER OU ENSINAR, segundo como puderam entender, tendo havido muitos que cometeram desvios propositais, em benefício de seus interesses subalternos, religiosos, sectários, politiqueiros, editoriais e outros.

P – Nos reinos espirituais a documentação é a perfeita?

R – Sim, porém até certos reinos, porque mais para o Divino, ou mais para a UNIDADE, nenhum documento escrito é necessário, porque a VERDADE ABSOLUTA dispensa formas ou exteriorismos quaisquer. Entendam, também de uma vez para sempre, que Deus não precisa de livros, e que as centelhas, ou espíritos, que se vão a Ele integrando, vão dispensando, também, quaisquer formas ou exteriorismos.

P – Por isso Jesus afirmou, que Suas palavras eram ESPÍRITO E VIDA?

R – Resta, portanto, que os filhos de Deus procurem entender o que é ESPÍRITO E VIDA.

P – Porque diz os filhos de Deus e não os discípulos do Cristo Modelo?

R – O Cristo Modelo nunca disse que estava fabricando verdades ou doutrinas para Deus, mas sim estava CUMPRINDO A VONTADE DE DEUS. Entendam que Cristos são em número infinito, enquanto Deus é UM. A MARCA INICIÁTICA DEIXADA POR JESUS É REINO QUE NÃO TERÁ FIM, POIS VALE COMO INSTITUIÇÃO MODELAR, ENQUANTO QUE SUA PASSAGEM PELA DIREÇÃO PLANETÁRIA, OU A DE QUALQUER OUTRO CRISTO OU DIRETOR, É FATO PASSAGEIRO. Nas Altas Esferas de Poder também há evolução, os Cristos Diretores de Planetas vão para os Sistemas Planetários, Aqueles para os Grupos de Sistemas, Aqueles para as Galáxias, Aqueles outros para as Metagaláxias, até que atinjam a UNIÃO TOTAL COM O PRINCÍPIO ÚNICO, AO QUAL CHAMAIS DEUS, PAI DIVINO etc. Se bem quiseres entender, VÓS SOIS DEUSES, ou destinados a LUZES e a GLÓRIAS que por ora estais longe de compreender. Entretanto, a HERANÇA DIVINA está ao vosso dispor, e não virá COM MOSTRAS EXTERIORES.

P – Considerando os três fatores básicos, ORIGEM DIVINA, PROCESSO EVOLUTIVO e SAGRADA FINALIDADE, a qual deles se poderia atribuir mais importância?

R – Em princípio tudo é importante, porque nada é em Deus inútil ou por acaso. Tudo encerra o seu porquê, tudo diz alguma coisa, porque tudo prova que leis existem e funcionam, ainda que o homem não saiba conhecer e explicar. Todavia, se a importância a que se refere é a vantagem para o espírito, ou chamado filho de Deus, o mais importante é a Sagrada Finalidade, a consumação evolutiva, a participação normal nas VIRTUDES DIVINAS. Para efeito de estudo, consideremos:

A – A Origem a Deus pertence, em nada pode o óvulo espiritual, ou centelha emanada do Princípio, porque começa totalmente inconsciente, com todas as VIRTUDES DIVINAS em potencial. Quem tudo manda e tudo pode é Deus, o Princípio, como ORIGEM E DESTINAÇÃO.

B – O Processo Evolutivo implica em toda uma escalada, que vai da inconsciência total à CONSCIENTIZAÇÃO DIVINA, somando todo o movimento, no seio das realidades ecológicas e mesológicas, nos meios ou planos encarnados e desencarnados, onde as variações vibracionais e dimensionais atingem amplidões circunstanciais que nenhum encarnado saberia considerar, porque nos primórdios da existência, a centelha vive em ambientes astrais apropriados vibracionalmente, totalmente diferentes do que pode o homem do presente estágio evolutivo considerar. Muito depois, milhões ou bilhões de anos depois, desabrochando as VIRTUDES DIVINAS LATENTES, mas em termos de instintos, vai forjando o carro da alma, o perispírito, cuja capacidade de metamorfose é infinita, devendo um dia chegar a ser PURA LUZ DIVINA, para mais tarde, ou na SAGRADA FINALIDADE, deixar de existir como algo exterior, ou carro da alma, porque então a centelha É DEUS EM DEUS, É ESPÍRITO E VERDADE, É PARTE INTEGRANTE DA UNIDADE DIVINA. Convém entender isto, com todo o rigor MORAL possível, porque muitos são os que falam em Processo Evolutivo, porém o perfeito conhecimento está muito acima do que imaginam. No seio do processo evolutivo, diremos, o espírito começa nada sabendo e podendo, para terminar tudo em si mesmo administrando, por Delegação Divina, em virtude do Sagrado Direito de Relativo Livre Arbítrio. Deus quer entenda-se bem, que Seus filhos sejam juízes-em-causa-própria, até atingirem o ESTADO DE UNIÃO TOTAL, quando de inteligências individuais se transformarão em INTELIGÊNCIA ÚNICA. Primeiro, ninguém é menos do que centelha de Deus, e, depois, ninguém deixará de ser DEUS EM DEUS. O Processo Evolutivo contém tudo isso, em ORIGEM DIVINA, MOVIMENTO E EVOLUÇÃO, E SAGRADA FINALIDADE.

C – O livrinho intitulado EVANGELHO DA JUSTIÇA DIVINA contém ensinamentos sobre a SAGRADA FINALIDADE, que nenhum filho de Deus, daqui para frente, tem o direito de ignorar. Ser e existir implica, note-se bem, no dever de uma FINALIDADE a ser atingida. É muita falta de dignidade espiritual, atingir a centelha a fase da inteligência e da razão, e continuar ignorando ou negando a sua SAGRADA FINALIDADE. Em verdade afirmamos, que a fase do NOVO CÉU E DA NOVA TERRA, irá fazer com que os espíritos, lotados na Terra, venham a encarar as VERDADES DIVINAS, que são as SUAS VERDADES, com muito mais dignidade.

P – Por que pensam alguns estudiosos, que o espírito só pode começar com a matéria, ainda que seja nos primórdios da substância?

R – Pensar é direito que assiste, e de pensar melhor ou pior, certo ou errado os homens de todos os tempos o fizeram. Esse conceito é ridículo, porque tudo começa no ESPÍRITO ÚNICO, e pretender que a centelha espiritual tenha começo na matéria é estultícia. A começar da Luz Divina, início daquilo que virá a ser a matéria densa, passando por todas as gamas ou estados de potencialidade, a matéria é ferramenta ou instrumento da centelha espiritual. Para com Deus, ou Princípio, matéria cósmica, os Mundos valem como casca, vestimenta exterior etc. Da mesma forma para a centelha ou espírito, a começar da Luz Divina ou das substâncias, a matéria é casca, é ferramenta exterior, é instrumento passageiro. Confundir o INTERIOR ESSENCIAL, O ESPÍRITO, com o EXTERIOR ou a FERRAMENTA, é muito errado, embora em princípio tudo seja UM SÓ, tudo seja DEUS. Compreender a UNIDADE DIVINA que dá origem a tudo, na ESSÊNCIA DE TUDO, é inteligente, é real, mas é necessário distinguir as formas de manifestação, de potencialidades vibracionais, de estágios hierárquicos etc.

P – Por que os homens apreciam tanto as meias-verdades?

R – Por que, pergunto eu, o Cristo Divino Molde encarou a hipocrisia como o ponto-de-partida dos maiores males e crimes? Quem é que vive defendendo conceitos e preconceitos errados? Quem vive fabricando tabelinhas ignaras, firmadas em meias-verdades? Quem é que, em função dos interesses do bolso, estômago, sexo, orgulho, egoísmo, ciúmes sectários e outros, vive escondendo a VERDADE, atraiçoando o AMOR e enxovalhando a VIRTUDE?

P – Não foi contra os sacerdotes, escribas e fariseus, que Jesus usou as mais veementes acusações?

R – O Cristo Divino Molde acusou a todos os maiores da sociedade, pelo fato de agirem com falta de respeito e misericórdia para com os mais pequeninos ou humildes. Porém, Suas maiores acusações foram contra os sacerdotes, escribas e fariseus, por causa de suas falsas importâncias religiosas ou doutrinárias. As autoridades temporais costumam errar em nome das chamadas verdades temporais, mas aqueles que se arvoram em donos da VERDADE e da DOUTRINA, e portanto das consciências alheias, são muito mais errados e criminosos.

P – Mas, então, devemos pretender que o líder doutrinário seja PERFEITO? Não é certo que, nem o Cristo Divino Molde aceitou ser chamado de BOM?

R – Como espírito encarnado, Jesus era sujeito às relatividades humanas. Embora Sua Consciência Divinizada, tinha de reconhecer a condição de encarnado em um mundo ou meio muitíssimo inferior. Entretanto, tudo quanto falou e fez, foi no sentido da SINCERIDADE, DA PUREZA DE INTENÇÃO, DE NUNCA MENTIR PROPOSITALMENTE, DE JAMAIS SER HIPÓCRITA. A Lei de Deus não foi dada, para que os habitantes da Terra num repente a fossem executando... O Cristo Modelo não foi enviado para que num repente os habitantes da Terra se tornassem DIVINOS MOLDES... As MEDIDAS PERFEITAS são objetivos a atingir, são conquistas a serem realizadas no imo de cada um, através dos tempos, e a hipocrisia, o fingimento criminoso, é o seu maior inimigo. Ao líder doutrinário cumpre, acima de tudo, DAR DIGNOS FRUTOS PELO EXEMPLO. Esse é o EVANGELHO DA JUSTIÇA DIVINA, que estamos encarregados de restaurar no mundo. Ele não começou com Moisés, quando transmitiu a Lei Moral, nem com Jesus, quando deixou as marcas imorredouras da Divina Modelagem, pois a SEMEADURA DIVINA vem dos primórdios iniciáticos, e qualquer pessoa honesta, querendo saber, encontrará as mesmas VERDADES FUNDAMENTAIS nos mais antigos documentos iniciáticos.

P – Qual o mais importante requisito, para aquele que pretende os melhores ou mais puros contatos mediúnicos?

R – Em primeiro lugar está a lei das equidades vibracionais, ou a lei dos semelhantes, que abarca múltiplos fatores. A lei das hierarquias, em todos os graus e em todo e qualquer campo de sabedoria e atividade, nunca deixará de funcionar, determinando efeitos correlatos ou conseqüentes. Entretanto, como denominador comum, é a elevação moral do indivíduo e do agrupamento, o fator mais necessário. A responsabilidade dos encarnados é total, no que tange aos espíritos comunicantes. Não basta querer tais ou quais contatos, é necessário merecê-los. Quem quiser o mais perfeito exemplo, procure-o nas práticas mediúnicas do Cristo Divino Molde, pois tinha autoridade sobre os espíritos ignorantes e rebeldes, ao mesmo tempo que estava ligado às legiões angélicas. Como Diretor Planetário que era e como Delegado Exemplar, ou Divino Molde, Jesus teve tudo para deixar no Planeta e na Humanidade, aquela MARCA INICIÁTICA contra a qual se hão de rebentar todas as contradições humanas.

P – Se tivesse de dar o conselho denominado mínimo, aos encarnados, qual seria ele, por estas alturas da História?

R – Considerando que a responsabilidade cresce com o desabrochamento em geral do espírito, afirmamos que a maior responsabilidade é a de ORDEM MORAL, de COMPORTAMENTO SOCIAL, pelo que contém de pessoal e de coletivo, como exemplo dado. Quem dá exemplo condenável já está por si mesmo condenado. Portanto, para saber certo sobre a importância do COMPORTAMENTO, basta contar quantos dos que desencarnam, por dia, vão parar nos lugares de sombra, pranto e ranger de dentes, sem deixar de registrar as futuras e penosas reencarnações. E com isto, mais uma vez, temos a Lei de Deus e o Cristo Divino Molde como Lições Divinas a serem vividas.

P – Qual a situação de Kardec, em face da Excelsa Doutrina do Caminho?

R – Temos que afirmar, não apenas dizer:

A – Cristianismo, entendido como Excelsa Doutrina do Caminho, sem nenhuma ligação com a igreja fundada em Roma, no quarto século, é MORAL DIVINA, CRISTO DIVINO MOLDE E CONSOLADOR POR ELE GENERALIZADO;

B – Jesus afirmou que Elias viria, como Restaurador da Excelsa Doutrina do Caminho;

C – Em cinco capítulos do Apocalipse existem citações sobre o trabalho a ser feito, sobre Restauração, outros informes e a governança Daquele Semelhante ao Filho do Homem, até atingir O NOVO CÉU E A NOVA TERRA, em sua colimação ou plenitude realizadora;

D – A Codificação se afirma obra incompleta, falha e omissa, carecendo de reparos e progresso, incluindo a volta de Kardec, em novo corpo e em outras condições para então completar a OBRA RESTAURADORA;

E – Os mais importantes textos bíblicos, sobre a Excelsa Doutrina e sobre a Tarefa Messiânica de Jesus, infelizmente, não constam na Codificação. Nem sequer entrou no Livro de Atos, nas Epístolas e no Apocalipse. Onde quer que exista uma Bíblia, o Espiritismo deve entrar, para dar testemunho do VERDADEIRO CRISTIANISMO que é MORAL, AMOR E REVELAÇÃO, isto é, acima de Continentes, Raças, Povos, Religiões, Seitas, tabelinhas inventadas por homens encarnados ou desencarnados, contradições por ignorância ou má-fé etc.

O Destino da América


Glória a ti, Atlântida redescoberta,

Brilhe em ti, Cristianismo restaurado,

E tua fronde altaneira, em luz referta,

Esplenda em verdade, roteiro divinizado.


Em tuas plagas, no antanho fendidas,

Por dilúvio, que a Suma Justiça cominou,

Um novo céu esplenda, e derrame floridas

Messes Divinas, que o bom Deus te enviou.


Não desvies agora, dos anseios da luz,

Da vera Doutrina, do Amor que a diviniza,

Daquele Consolador, derramado por Jesus

No sublime Pentecostes, que Deus eterniza.


Tua Aura espalhe, os clarões doutrinários,

Teus brados proféticos, fecundem a Terra,

Teus feitos de amor, lembrem lampadários,

Vertentes da Glória, que o Cristo encerra.


Desapareçam de ti, as manchas infiéis...

Desvios da virtude, que as trevas puniram,

E aquele novo céu, em teus luzentes anéis,

Revelem o Amor, aonde as dores sumiram.

E DEUS FALTARIA COM O DEVIDO AVISO?
1 – Tendo a Bíblia judeu-cristã espírito profético, ou de continuidade, vindo de Revelações e Acontecimentos, passando por Revelações e Acontecimentos, aponta com precisão Revelações e Acontecimentos, e disso não se apercebe quem faz questão de ser tolo, ignorante e errado, por natureza ou por indústria, isto é, por ser escravo de ideologias materialistas, ou por ser fanático religiosista e obrigado a aceitar dogmas estúpidos, ou por sujeitar-se a mórbidos fanatismos por homens, livros, médiuns, panelinhas e outras tantas coisas ligadas às bestas e aos dragões do Apocalipse.

2 – Nenhuma outra, das onze Grandes Bíblias da Humanidade, apresenta a palavra dos Espíritos Mensageiros, ou dos Anjos Reveladores, visto que a palavra ANJO, em grego e em latim quer dizer: MENSAGEIRO. Nada mais do que MENSAGEIRO, e essa palavra enche a Bíblia, do Gênese ao Apocalipse, e o fato intrínseco é o informe, é a Revelação, é a advertência, trazida ao mundo, aos homens, à Humanidade.

3 – O Velho Testamento, como produto da Revelação, da comunicação dos Anjos Reveladores ou Mensageiros, apresenta TRÊS VERDADES MAIORES:

A – A Lei de Deus ou Código de Moral Divina;

B – As profecias sobre a vinda do Precursor e do Cristo Divino Molde;

C – A Promessa do Derrame de Espírito sobre toda a carne, ou generalização da Revelação, que o Cristo Divino Molde executaria, como de fato executou, e a documentação bíblica prova fartamente.

4 – O Sermão Profético, de Jesus, é obra monumental de premonição, e, vinte séculos passados, os fatos de tudo dão testemunho, principalmente no setor do materialismo, da brutalidade, das depravações, das licenciosidades, dos escândalos, das imoralidades, das inversões de toda sorte e ordem etc.

5 – Saindo Jesus do mundo, ou da carne, depois de VIVER O PERSONAGEM OU A INSTITUIÇÃO MODELAR, cumprindo ORDEM SUPREMA OU DIVINA, continuou a tarefa informativa ou profética, transmitindo, por meio do Vidente João Evangelista, o LIVRO DA REVELAÇÃO, pois em grego Apocalipse quer dizer: REVELAÇÃO.

6 – O Apocalipse trata da História da Humanidade, a contar do INÍCIO DO CRISTIANISMO, DA DOUTRINA INTEGRAL, QUE É MORAL DIVINA, AMOR E REVELAÇÃO. Aponta os fatos históricos, os ciclos, as eras, os tempos, os altos e baixos, as bestas, os dragões, suas legiões etc. As grandes descobertas, as conquistas científicas e técnicas, o trabalho dos renovadores, dos restauradores da Verdade, do Amor e da Virtude etc. Nos fundamentos de tudo, de todos os acontecimentos, o trabalho da Revelação, dos Anjos Reveladores ou Mensageiros, tem presença forçada.

7 – Antes de findar o segundo milênio, ou antes de entrar o terceiro, ou na entrada DO NOVO CÉU E DA NOVA TERRA, não poderiam faltar os AVISOS DIVINOS, o trabalho da Revelação. Embora os capítulos do Apocalipse não estejam na ORDEM CRONOLÓGICA deixada por João Evangelista, do capítulo onze, em diante, trata destes fatos marcantes, por cima dos quais ninguém passará.

8 – No capítulo onze, através de movimento de caráter restaurador, provocado por missionário ou missionários, as DUAS TESTEMUNHAS, isto é, a Lei Moral e o Cristo Divino Molde, seriam lembrados como fundamentos doutrinários cristãos, em virtude dos desvios ou das corrupções reinantes...

9 – No capítulo doze, a serpente ou dragão, querendo tragar o filho da VERDADE, ou da mulher vestida do sol, isto é, outro acontecimento renovador, restaurador ou reformador, com vistas à VERDADEIRA DOUTRINA DO CRISTO, sendo combatido de morte pelos representantes da corrupção do Cristianismo Verdadeiro...

10 – No capítulo treze, o alerta contra o império da corrupção do Cristianismo, com bestas e dragões aliados, lutando pelo domínio da corrupção...

11 – No capítulo quatorze, mais um movimento de caráter restaurador, tendo a Lei de Deus e o Cristo Divino Molde como fundamento, e por onde o EVANGELHO ETERNO ficaria no mundo, lutando através dos milênios contra dragões e bestas...

12 – No capítulo quinze, tremendos acontecimentos abaladores, com cataclismos telúricos de permeio, e Moisés e Jesus, ou a Lei Moral e o Cristo Divino Molde, e suas legiões, lutando contra a corrupção e suas legiões... No dezesseis, idem.

13 – No capítulo dezessete, a Humanidade começa a ter certeza do Falso Cristianismo, da corrupção saída da cidade dos sete montes, e os movimentos restauradores se alastram, fazendo perigar o reino dos dragões e das bestas...

14 – No capítulo dezoito, um grande ou luminoso informe, vindo por missionário que deixaria marcas doutrinárias imortais, tendo a Moral da Lei e o Cristo Divino Molde por fundamento normal...

15 – No capítulo dezenove, a vitória do Cavalo Branco, ou do seu cavaleiro, e representa o triunfo do IDEAL RESTAURADOR, com fundamento na Lei Moral, no Divino Molde e no Retorno do Consolador generalizado por Jesus...

16 – No capítulo vinte, a Revelação fala do tempo de transição, em que o primeiro céu e a primeira terra desaparecem, ou fogem, com todos os movimentos comovedores, restauradores da Doutrina do Caminho...

17 – No capítulo vinte e um, marca o início do novo céu e da nova terra, ou entrada do Planeta e da Humanidade na segunda metade evolutiva, com o coroamento de todo trabalho missionário, a bem da Lei Moral, do Cristo Modelo de Conduta e do Consolador por Ele generalizado, que nunca mais será banido...

18 – No capítulo vinte e dois foram dadas todas as advertências contra o Mal, e em favor do Bem. O Bem é representado na MORAL DIVINA, NO AMOR-RENÚNCIA DO FILHO MODELO E NO CULTIVO SADIO DA REVELAÇÃO. O Mal é representado por tudo quanto está fora da Lei de Deus e do Cristo Divino Molde, e o leitor, lendo o capítulo, saberá o que é.

19 – A ida de Jesus para mais elevados planos está registrada no Apocalipse, e a conseguinte entrada, para a Governança Planetária, daquele Semelhante ao Filho do Homem, que regerá com vara de ferro, também está. Entretanto, saiba quem tenha vontade de saber, a Excelsa Doutrina do Caminho nunca será outra, não sofrerá alteração, porque tem fundamento na Lei de Deus, no Cristo Modelo e na Revelação.

20 – Estes três condensados iniciáticos transmitem, na hora certa, os AVISOS DIVINOS, para quem tenha vontade de saber certo para sempre:

ORAÇÕES MARAVILHOSAS E EVANGELHO DA


JUSTIÇA DIVINA

A MENSAGEM DO ANJO DO SARÇAL

POR QUE, A HIPOCRISIA COMANDA O ESPETÁCULO?

21 – Porque o essencial é estar com a JUSTIÇA DIVINA, que é acima de homens, livros, codificações empanturradas de omissões, falhas e erros crassos, médiuns ou xaropismos periféricos e comprometedores. Com a Lei, com o Cristo Modelo e com o Consolador que Ele generalizou, para dar testemunho do que a Lei e Ele ensinam para sempre, façam aquilo que está em Atos, 1, 1 a 8.

22 – Ninguém irá passar por cima das verdades bíblico-proféticas, dos ensinos e das advertências que foram vindos por VERDADEIROS EMISSÁRIOS, encarnados e desencarnados, constituindo o ESPÍRITO DA BÍBLIA, A ALMA DAS VERDADES DOUTRINÁRIAS, ou aquilo que paira acima dos manobrismos clericais, religiosistas, sectários etc. É muita loucura, pensarem certos líderes, vazios de espírito e afoitos fanáticos por homens, livros, médiuns e instituições humanas, que as verdades bíblico-proféticas estão fora de tempos, passaram...

23 – A Lei de Deus, o Cristo Modelo, o Consolador por Ele generalizado e o funcionamento normal da JUSTIÇA DIVINA, formam uma SÍNTESE DOUTRINÁRIA contra a qual se hão de rebentar todas as estultícias humanas, crentes ou descrentes, pois para SEREM O QUE SÃO, não dependem de palpites humanos...

24 – Arvorar-se alguém em dono da VERDADE E DA DOUTRINA, porque anda fanatizado por livros, homens, médiuns ou instituições humanas, é simplesmente ridículo... Os antigos perseguidores e assassinos de Iniciados, Profetas, Mestres ou Cristos, fizeram a mesma coisa...

25 – A Lei de Deus, o Cristo Divino Molde e o Consolador por Ele generalizado, não foram enviados pelo Princípio, Deus ou Pai Divino, para continentes, países, raças, povos, religiões, seitas ou particularismos humanos quaisquer, mas sim para cada indivíduo ou parcela fundamental da HUMANIDADE. O espírito da Bíblia é MORAL, AMOR E REVELAÇÃO, e, portanto, ensinar a ler a Bíblia é a obrigação do indivíduo emancipado, livre de fanatismos religiosistas ou sectários. Os três condensados iniciáticos, citados no item 20, transmitem o RECADO DIVINO, para que cada um saiba, no presente MOMENTO APOCALÍPTICO, aquilo que mais lhe importa saber, sobre as profecias bíblicas que, tendo cumprimento, abalarão e modificarão o padrão INTELECTUAL E MORAL DA HUMANIDADE.

26 – Palpiteiros de todos os níveis arrogam-se o direito de negar UM DIVINO PRINCÍPIO, DEUS OU PAI DIVINO, que tudo origina, sustenta e destina, através de LEIS REGENTES FUNDAMENTAIS. Quem se vai conscientizando, percebendo o Infinito e a Eternidade, coalhados de Mundos e Humanidades, com infinitas expressões, reconhece que as Leis Regentes Fundamentais não precisam fazer discursos, alardear autoridade, trombetear falsas ciências e falsas bondades.

27 – Quem usa fazer trapaças, maquiavelismos, farisaísmos, homologando erros e crimes, depravações e corrupções, inversões e nojentas lameiras, em NOME DE DEUS, DA VERDADE etc., são os donos de religiões, de seitas, os fanáticos por homens, livros, médiuns, igrejinhas, tabelinhas, panelinhas...

28 – Como o problema do espírito não é de purificação, mas sim de desabrochamento DAS VIRTUDES DIVINAS QUE CONTÉM EM POTENCIAL, até tornar-se ESPÍRITO E VERDADE, ou reintegrar-se na UNIDADE DIVINA, o importante é viver em sintonia com a Lei Moral e o Cristo Exemplo de Comportamento, as DUAS TESTEMUNHAS, FIÉIS E VERDADEIRAS.

29 – Existe muita diferença entre ENCARNAR PARA EXPIAR FALTAS e ENCARNAR PARA PROGREDIR OU DESABROCHAR O CRISTO INTERNO... Muito erro anda tomando o lugar do certo, nos meios doutrinários... Quem erra ou desarmoniza deve reparar, e a JUSTIÇA DIVINA não faz discursos, mas se impõe, porém não reside aí o objetivo da vida.

30 – Depois dos aluviões de bazófias, parlapatanismos, engodos, maquiavelismos verbais, conchavismos teologais e caudais de outras tantas maliciosidades, quem se dá ao TRABALHO HONESTO DE ESTUDAR E VIVER A LEI DE DEUS E O CRISTO MODELO, SABE O QUE DEUS QUER QUE SEUS FILHOS SEJAM. Toda a grande renovação da Humanidade, tal e qual como se encontra exposta em Apocalipse, cap. 14, gira em torno do CENTRO DE GRAVIDADE DOUTRINÁRIA, que tem a Lei Moral e o Cristo Modelo por fundamento. E o número dos que se vão complicar tremendamente, perante a JUSTIÇA DIVINA, é muito grande, porque em lugar de ATENDER AO CHAMAMENTO DE DEUS, ATRAVÉS DA LEI MORAL E DO CRISTO MODELO, anda atrás de palpiteiros metidos até a JUÍZES DE DEUS.

31 – Como o Infinito e a Eternidade, os Mundos e as Humanidades, não são de fabricação humana, o Princípio enviou, através dos Escalões Direcionais, o SUPREMO AVISO DE ORDEM ESPIRITUAL E MORAL, que é a Lei. E não faltam idiotas, que pretendem passar por cima dela, forjando desculpas, inventado xaropadas, convencionando conchavos de grupos, dogmatizando liturgias, adorando engodos cavilosos etc.

32 – Como todo espírito é, queira ou não, goste ou não, saiba ou não, SUJEITO ÀS LEIS REGENTES FUNDAMENTAIS, o Princípio ou Deus enviou, em tempo certo, UM CRISTO DIVINO MOLDE, UM EXEMPLIFICADOR DE COMPORTAMENTO. Este foi anunciado desde milhares de anos antes, nasceu em circunstâncias messiânicas e envolto em fenômenos mediúnicos portentosos, viveu como Messias Exemplificador e cheio do Espírito de dons e sinais SEM MEDIDA, deixou o Túmulo Vazio, voltou como espírito e cumpriu a Promessa do Derrame de Espírito Sobre Toda a Carne, no Glorioso Pentecoste.

33 – O profeta Simeão anunciou, que o Cristo modelo seria posto como PEDRA CONTRADITÓRIA DIANTE DO MUNDO, OU DA HUMANIDADE... E, desde o Seu nascimento, caudais de erros, absurdos, contradições, falsidades, traições, despeitos, calúnias, inversões e sujidades de todos os tamanhos, investiram e ainda investem contra Ele.

34 – Verdadeiramente, sendo a Lei e o Cristo a SÍNTESE ESPIRITUAL, MORAL E DOUTRINÁRIA, contra ela ou a favor dela é que todo espírito atua, em sua vida e na sua conduta social. Não há ponto morto, neutralismo ou indiferença, para com a Lei e para com o Exemplificador de Conduta. AS DUAS TESTEMUNHAS, FIÉIS E VERDADEIRAS, como assinala o Apocalipse, triunfarão totalmente contra todos os erros, contra todas as contradições, porque a JUSTIÇA DIVINA para isso funciona, através do Espaço e do Tempo.

35 – Todos os errados, ou agentes da contradição, se pudessem, fariam a História andar para trás... Ir contra os Desígnios de Deus, não a favor... Orgulhos, egoísmos e vaidades os absorvem, os engolem, e eles se fingem de donos de Deus e da Verdade, perante os incautos, através dos rotulismos e dos engodos que fabricam...

36 – A carne tampa os olhos dos encarnados, e eles não enxergam os LUGARES DE PRANTO E RANGER DOS DENTES, de que fala o Cristo Modelo... Nas trevas, nas lamas feitas de sangue, nas deformações perispiritais, nos remorsos cruciantes, recebem suas pagas, todos quantos contradizem, em suas obras, a Lei Moral e o Cristo Divino Molde...

37 – O Planeta e a sua Humanidade marcham ao rumo da INTEGRAÇÃO DIVINA, por ser esse o Desígnio do Princípio ou Deus, e, normalmente, a JUSTIÇA DIVINA obriga os agentes da contradição ao acerto de contas.... E nunca deixaria de ser assim, porque a Lei de Deus e o Cristo Modelo não mudam, aguardam o COMPORTAMENTO CERTO de cada filho de Deus...

38 – Para com as COISAS DIVINAS não é preciso ler muito, basta entender bem destas três realidades doutrinárias fundamentais: Justiça Divina, Lei de Deus e Cristo Divino Molde.

39 – Dentro desse tríduo o Consolador adverte, ilustra e consola. Fora, não...

40 – Apocalipse, 22, 10 a 15, apresenta as advertências fundamentais, para quem procura, de fato, ser cristão ou viver a Modelagem de que Jesus foi transmissor...

41 – VAI E VIVE A LEI, dizia Jesus, a quem Lhe pedisse conselho sobre conduta... E a hipocrisia humana, o jogo dos fariseus, dos politiqueiros e dos invertidos, manda alegar as




1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   17


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal