Osvaldo polidoro (reencarnação de Allan Kardec) textos divinos I



Baixar 1.42 Mb.
Página1/17
Encontro18.09.2019
Tamanho1.42 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   17

OSVALDO POLIDORO

(reencarnação de Allan Kardec)

TEXTOS DIVINOS I

2010

ÍNDICE

DEUS


Oração a Deus

O Término da Restauração

Oração a Jesus Cristo

Estavas Avisado

Oração a Bezerra de Menezes

Oração a Maria

Oração dos Pretos Velhos

A Linguagem das Bíblias

Como Agir para Obter Água Fluidificada ou Energetizada

Oração para a Fluidificação da Água

O Pai Nosso da Eternidade

Oração Crística

Prece de Abertura

A Prece do Servidor

Apocalipse

Novo Céu e Nova Terra

O Destino da América

Prece de Cáritas

Aos que Procuram Encontrar-se e Realizar-se

A Grandiosa Mensagem Apocalíptica

Padrões Eternos

A Verdadeira Restauração do Cristianismo

O Evangelho Imortal – Divino Monismo

As Linhas Mestras da Sabedoria Eterna

Orações e Vós Sois Deuses

Orações Maravilhosas e Evangelho da Justiça Divina

Orações Prodigiosas e Depois da Tempestade Apocalíptica

O Aviso Final

Mensagem do Anjo do Apocalipse

A Mensagem do Anjo do Sarçal e Algumas Orações



D E U S
Eu Sou a Essência Absoluta, Sou Arquinatural,

Onisciente e Onipresente, Sou a Mente Universal,

Sou a Causa Originária, Sou o Pai Onipotente,

Sou Distinto e Sou o Todo, Eu Sou Ambivalente.

Estou Fora e Dentro, Estou em Cima e em Baixo,

Eu Sou o Todo e a Parte, Eu é que a tudo enfaixo,

Sendo a Divina Essência, Me Revelo também Criação,

E Respiro na Minha Obra, sendo o Todo e a Fração.

Estou em vossas profundezas, sempre a vos Manter,

Pois Sou a vossa Existência, a vossa Razão de Ser,

E Falo no vosso íntimo, e também no vosso exterior,

Estou no cérebro e no coração, porque Sou o Senhor.

Vinde pois a Meu Templo, retornai portanto a Mim,

Estou em vós e no Infinito, Sou Princípio e Sou Fim,

De Minha Mente sois filhos, vós sereis sempre deuses,

E, marchando para a Verdade, ruireis as vossas cruzes.

Não vos entregueis a mistérios, enigmas e rituais,

Eu quero Verdade e Virtude, nada de “ismos” que tais,

Que de Mim partem as Leis, e, quando nelas crescerdes,

Em Meus Fatos crescereis, para Minhas Glórias terdes.

Eu não Venho e não Vou, Eu sou o Eterno e o Presente,

Sempre Fui e Serei, em vós, a Essência Divina Patente,

A vossa presença é em Mim, e Quero-a plena e crescida,

Acima de simulacros, glorificando em Mim a Eterna Vida.

Abandonando os atrasados e mórbidos encaminhamentos,

Que lembram tempos idólatras e paganismos poeirentos,

Buscai a Mim no Templo Interior, em Virtude e Verdade,

E unidos a Mim tereis, em Mim, a Glória e a Liberdade.

Sempre Fui, Sou e Serei em vós a Fonte de Clemência,

Aguardando a vossa Santidade, na Integral Consciência,

Pois não quero formas e babugens, mas filhos conscientes,

Filhos colaboradores Meus, pela União de Nossas Mentes.


Oração a Deus
Bendizei ao Senhor, todos os seus anjos, vós que excedeis em força, que guardais os seus mandamentos, obedecendo à voz da sua palavra” – Salmos, 103,20.

Princípio Emanador, Pai Onipresente,

Senhor do Todo, e do Amor Onipotente,

Que a tudo Emanas, Sustentas e Destinas,

Através de leis Eternas, Perfeitas e Divinas.
A Ti rogamos, Princípio Todo-Poderoso,

Tuas Divinas Graças, de Pai Misericordioso,

Para que Teus Santos Espíritos, os Mensageiros,

De Tuas Divinas Bênçãos, se tornem despenseiros.


Despenseiros de Paz e de Saúde,

Ensinando a VERDADE, o AMOR e a VIRTUDE,

Para que cheios de Luzes, e mui conscientes,

Vivamos as Tuas Leis, Simples e Onipotentes.


Na dor, concede-nos a fortaleza,

E às duras provas, que vençamos com nobreza,

Para que, ressarcindo faltas, venhamos a progredir,

Até virmos a ser Cristo, no mais breve do porvir.


Senhor, tem piedade das fraquezas,

De nossas falhas, destas humanas incertezas,

Fazendo que Teus Mensageiros, em suas atuações,

Nos advirtam e ensinem, trazendo fartas consolações.


Na Tua Clemência, Pai Divino, aguardamos,

E o Teu Poder, para Teus Mensageiros rogamos,

Para, atraindo multidões, concitá-las à Tua Via,

À VERDADE QUE LIVRA, tendo o Teu Cristo por Guia.


Envia Santos Mensageiros, ó Deus,

Para todos conhecerem, e não haver labéus,

Pois ao Consolador confiaste Graças e Venturas.

O Amparo que Te rogamos, para todas as criaturas.


O Término da Restauração
Salve Excelsa Doutrina do Caminho,

De raízes iniciáticas transcendentais,

Fincadas por Deus, com Divino carinho,

Regadas por santos mestres ancestrais.


São Ramas, Budas, Vedas e os Hermes,

Orfeu e Zoroastro, iniciando multidões,

Crisna e Pitágoras, sacudindo inermes,

São Lumes Divinos, iluminando rincões.


Dos Sagrados Eventos, no entretanto,

Moisés levanta o brado inflamante,

É João Batista quem aponta o Modelo Santo,

Para ser conhecido o Verbo Divinizante.


No Cristo Modelo, a síntese é Sua Lei,

Moral, Amor e Revelação generalizada,

Graça do Céu concedida à humana grei,

Promessa cumprida, bandeira desfraldada.


Roma desponta, em corrupção patente,

Insulta o Consolador, impõe simulações,

Manobra inquisição, julga-se permanente,

Semeia ignorância, obscurece as gerações.


Volta Elias restaurador, Jesus o disse…

É Kardec, pára antes de a tudo restaurar,

Não entram Atos, Epístolas e Apocalipse,

Porém avisa, e que lhe cumpre reencarnar.


Ao inteligente e honesto cumpre conhecer,

Quem do Bíblico-Profético paira no devido,

Que farisaísmos brotam, procurando deter

O término do trabalho, por Deus prometido.


Oração a Jesus Cristo
Jesus, Divino Amigo, Verbo do Eterno, a Ti rogamos a assistência das legiões mensageiras.

Síntese de todas as verdades, como Cristo Planetário, em Ti aprendemos as leis de Origem, Processo Evolutivo e Sagrada Finalidade.

Do estágio evolutivo em que nos encontramos, consideramos o que há para baixo, na escala evolutiva, rogando por aqueles que, através dos milênios, se encaminharão para o estado de consciência individual.

Igualmente o fazemos, Senhor Planetário, visualizando a consumação crística, a realização da Unidade, seguindo os rumos imortais de Tua orientação verdadeira, amorosa e justa, de Mestre Inconfundível.

No Teu Divino Exemplo, Jesus, reconhecemos o respeito que devemos aos Princípios Eternos, Perfeitos e Imutáveis do nosso Pai, o Sagrado Princípio do Todo.

Na Tua Ressurreição Espiritual, ó Divino Amigo, aprendemos a lição da ressurreição final de todos os filhos do Altíssimo.

No Teu Batismo de Revelação, Senhor, aprendemos a importância da Mensageiria Espiritual do Bem, cujos ensinamentos advertem, ilustram e consolam.

E rogamos, ó Jesus, ao Teu Sábio Ministério, que em toda a Humanidade se faça um novo e glorioso Pentecoste, a fim de que, aprendendo com os Teus Mensageiros, os homens se tornem bons filhos do Pai Divino e fiéis amigos de seus irmãos.

Ponha, ó Celeste Benfeitor, a noção de Responsabilidade na Consciência de Teus tutelados, para que se sintam juízes em causa própria, aprendendo a comandar seus pensamentos e atos.

Senhor, arranca de todas as Mentes as tendências sectárias, idólatras e pagãs, ritualistas e simuladoras, fazendo brotar nelas a Certeza da Verdade, do Amor e da Virtude, como sendo a que liberta o espírito.

Mestre dos mestres, infunda nas almas, Tuas irmãs, que ainda perambulam pelos planos inferiores da vida, o sentimento da Simplicidade, esse que faz reconhecer a igualdade perante as Leis de Deus, o Nosso Pai Comum.

Celeste Condutor, deposita em cada Coração uma gotícula de Amor, para que os mesmos procurem nas obras de Fraternidade o Caminho do Céu, abandonando de uma vez para sempre os religiosismos, que retardam a marcha evolutiva dos espíritos.

Cordeiro de Deus, faze que Teus irmãos reconheçam, na Criação Infinita, nos Mundos e nas Humanidades, o Templo Vivo do Criador, onde todos devemos viver em Estado de Oração.

Divino Amigo, ponha em todas as Consciências a chama da Verdade e da Virtude, para que sintam a importância da Liberdade.



Estavas Avisado
Vens Homem, das lutas remotas,

Subindo lentamente, somando valores,

Descobrindo verdades, augurando esplendores,

Sorvendo alegrias, amargando derrotas.


No Espaço sondando amplidões,

No tempo semeando e segando farturas,

Das auroras aproveitando orvalhadas maduras,

Das lutas cruentas extraindo lições.


A outros tempos aportaste, enfim,

Que as leis divinas se cumprem, fato que é,

Teus conceitos não importam, nada diz tua fé,

Soberana é a Lei, será sempre.


Acorda pois, procura o teu bem,

O clamor do Tempo fará estremecer,

Que alvinitente cavaleiro, já disse o que dizer,

Cristo Restaurador, Mensageiro do Além.


Mansas ovelhas o Porvir herdarão,

Espavoridos cabritos terão trevas a curtir,

Tudo se cumprirá, o testemunho é do porvir,

Na Bíblia está escrito, eis a Revelação.



Oração a Bezerra de Menezes
Nós Te rogamos, Pai de Infinita Bondade e Justiça, as graças de Jesus Cristo, através de Bezerra de Menezes e suas legiões de companheiros. Que eles nos assistam, Senhor, consolando os aflitos, curando aqueles que se tornem merecedores, confortando aqueles que tiverem suas provas e expiações a passar, esclarecendo aos que desejarem conhecer a Verdade e assistindo a todos quantos apelam ao Teu Infinito Amor.

Jesus, Divino Portador da Graça e da Verdade, estende Tuas mãos dadivosas em socorro daqueles que Te reconhecem o Despenseiro Fiel e Prudente; faze-o, Divino Modelo, através de Tuas legiões consoladoras, de Teus Santos Espíritos, a fim de que a Fé se eleve, a Esperança aumente, a Bondade se expanda e o Amor triunfe sobre todas as coisas.

Bezerra de Menezes, Apóstolo do Bem e da Paz, amigo dos humildes e dos enfermos, movimenta as tuas falanges amigas em benefício daqueles que sofrem, sejam males físicos ou espirituais. Santos Espíritos, dignos obreiros do Senhor, derramai as graças e as curas sobre a humanidade sofredora, a fim de que as criaturas se tornem amigas da Paz e do Conhecimento, da Harmonia e do Perdão, semeando pelo mundo os Divinos Exemplos de Jesus Cristo.
Oração a Maria
Meiga filha do Eterno Pai, amparai aos que peregrinam os rincões inferiores da vida, para que neles aflore o desejo de Conhecimento, Certeza e Bondade, deixando de parte as idolatrias, os paganismos, os ritualismos e todas as formas inferiores de culto espiritual.

Anjo tutelar das legiões que socorrem nas trevas e nos lugares de dor, atendei ao clamor daqueles que, arrependidos, anseiam reencontrar o Caminho da Verdade que livra.

Doce Mensageira do Amor, derramai vossa ternura maternal sobre os corações aflitos, para que se elevem às alturas do trabalho redentor.

Senhora Eleita, inspirai o sentimento da Verdade, do Amor e da Virtude nos corações de todos aqueles que tendem aos desatinos do mundo, para que não desçam aos lugares de pranto e ranger dos dentes.

Levantai, ó Senhora, dos abismos tenebrosos, a todos quantos erraram por causa dos fanatismos religiosos.

Intercedei, ó meiga estrela, por aqueles que, esquecidos da Lei e olvidados de Jesus Cristo, mergulharam nos lugares de sombra e de dor.

Ó ternura, ponde sentimento de pureza em todos os corações femininos, para que se convertam em verdadeiros anjos guardiães.

Sede a luz, ó Maria, daqueles olhos que não podem ver.

Amparai, ó Senhora, aos que fraquejam ao longo dos caminhos da vida.

Ouvi, ó Símbolo das Mães, a voz dos que não podem falar.

Enxugai a lágrima, ó meiga irmã, daqueles que padecem falta de misericórdia.

Dominadora de paixões, sede o anjo guardião, daqueles que temem resvalar nas vielas do pecado.

Consoladora dos aflitos, ungi com o Bálsamo do Amor aos que se encontram de coração angustiado.

Guiai os passos, ó doce amiga, dos que tendem a desanimar em face das torturas do mundo.

Depositai, ó Maria, em todos os corações, o sentimento de igualdade perante as leis que regem o Universo Infinito.

Conduzi ao pórtico da Verdade, ó candura, a quem se encontrar perambulando pelos caminhos da inverdade e do crime.

Envolvei com o vosso azulino manto, ó Maria, a todos aqueles que procuram as verdades eternas, perfeitas e imutáveis de Deus, através da Divina Modelagem de Jesus Cristo.

Apontai, ó luminosa estrela, ao Testamento da Moral, do Amor, da Revelação, da Sabedoria e da Virtude, para que todos os filhos do Altíssimo encontrem, de uma vez para sempre, os braços abertos do Divino Amigo.



Oração dos Pretos Velhos
Ao Sagrado Princípio do Todo invocamos, do mais íntimo de nossa Consciência, em sinal de reverência à Verdade, ao Amor e à Virtude, propositando cooperar junto às Legiões de Pretos Velhos, Índios, Hindus e Caboclos, para os serviços que são chamados a desempenhar na Ordem Doutrinária.

Ao Cristo apelamos, como Diretor Planetário e Senhor dos Sete Escalões em que se distribui a Humanidade Terrestre, composta de encarnados e desencarnados, desejando oferecer colaboração eficiente, de caráter fraterno, em defesa da Verdade e da Justiça, contra aqueles que, contrariando os Sagrados Objetivos da Vida, se entregam aos atos que contradizem a Lei de Deus.

Conscientes da integridade da Justiça Divina, afirmamos a mais fiel e intensa observância dos Mandamentos da Lei, conforme o Divino Exemplo do Verbo Exemplar, para todos os efeitos invocativos. Acima de alternativas constituirá barreira contra o Mal, em qualquer sentido em que se apresente, venha de onde vier, seja contra quem for, conquanto que, em defesa da Verdade, do Bem e do Bom.

Conseqüentemente, que aos bondosos Pretos Velhos seja dado refletir, em seus trabalhos, os sábios e santos desígnios daqueles que, traduzindo a Divina Tutela do Cristo Planetário, assim determinarem das Altas Esferas da Vida.

Que as legiões de Índios, simples, espontâneas e valorosas, sempre maravilhosamente ligadas à natureza exuberante, possam agir sob a direção benévola e rigorosa dos Altos Mentores da Vida Planetária. Lutando pela Ordem e pelo Bem, pelo progresso no seio do Amor, que tenham de Deus as graças devidas.

Que às numerosas legiões de Hindus, profundamente ligadas às mais remotas Civilizações do Planeta, formando portanto nas Altas Cortes da Hierarquia Terrestre, sejam concedidas pelo Senhor Planetário as devidas oportunidades, para que forcem, sustentem e imponham a Suprema Autoridade. Que nesta hora cíclica, em que a Terra transita de uma para outra Era, as Mentes humanas possam receber os eflúvios da Pureza e da Sabedoria, a fim de que sintam os Divinos Apelos do Cristo, em favor dos Santos Desígnios do Pai amantíssimo, que é a divinização de todos os filhos.

Que as legiões de Caboclos, humildes e bondosos, tão ligadas aos que peregrinam a encarnação, para efeito de expiações, missões e provas, a todos possam envolver, proteger e sustentar, desde que se esforcem a bem da Moral, do Amor, da Revelação, da Sabedoria e da Virtude, pois que, fora dessa Ordem Doutrinária, não há Evangelho.

A Linguagem das Bíblias
Filhas das Verdades Reveladas,

Onze Bíblias nos tempos escalonadas,

Vindas por gentes de faculdades dotadas,

Para instruir gentes pela Terra esparramadas.


Se dos homens herdaram falhas,

Que dos homens surtem suas malhas.

Do Princípio transmitem lições imortais,

Vertentes de Verdades e doces cânticos divinais.


Lembra, espírita, das instruções,

Dos mesmos Mestres em novas funções,

Que através dos tempos Deus assim ordena,

Movimentando a reencarnação que a tudo reaplana.


Boa é a Verdade, não as religiões,

Não se defendam vícios e mistificações,

Que nenhuma Bíblia jamais valorizou o Mal,

Visto que a Deus se vai, pela Justiça Divinal.


Falar menos na Divina Misericórdia,

Que sem Justiça Divina reina discórdia,

E a Verdade jamais dará guarida à hipocrisia,

Aquilo que na Lei de Deus e em Jesus não homizia.


Outros clarões vos iluminarão,

Que nos vossos horizontes já estão,

Proclamando das bíblicas verdades, os sinais,

Porque a Verdade, para ser, é acima de mortais.


Como Agir para Obter Água

Fluidificada ou Energetizada
Ter um vasilhame branco, litro, garrafa ou copo.

Enchê-lo com água bem limpa.

Se o cobrir, será com pano branco, não rolha.

Ler a ORAÇÃO PARA A FLUIDIFICAÇÃO DA ÁGUA.

Convém ler a ORAÇÃO A BEZERRA DE MENEZES.

Ao tomar a água, aos goles, pensar em Deus e nos Guias Médicos.

Quando o vasilhame estiver com água pela metade, não esvaziar. Tornar a enchê-lo.

Para pessoas doentes, a água deve ser feita para ela, não todos.

Saber que, como os Anjos ou Espíritos Mensageiros colocam na água os elementos necessários, não estranhar quando venha a ter gostos e colorações diferentes, ao tomar a água.

Oração para a Fluidificação da Água
Peço a Deus, o Princípio Onipresente, Onisciente e Onipotente, e ao Cristo Planetário, forças para as Legiões Angélicas ou Mensageiras, para que possam lutar contra o Mal, em qualquer forma que se apresente, e vencê-lo.

Como não existe merecimento, fora do respeito à Verdade, ao Amor e à Virtude, prometo aplicar esforços no sentido de viver a Lei de Deus, compreender e imitar o Verbo Exemplar e cultivar nobremente os Dons do Espírito Santo, Carismas ou Mediunidades, sem os quais não pode haver a Consoladora Revelação.

Rogo a Deus, que enviou o Verbo Modelo, para entregar o Glorioso Pentecoste, ou Derrame de Dons Mediúnicos para toda a carne, para que a Humanidade tenha realmente dignos medianeiros, que dêem de graça o de graça recebido, nutrindo verdadeiro respeito à Doutrina do Caminho.

Como encarnado, sujeito a necessidades, doenças, dores, aflições, e também sujeito à morte física e responsabilidade perante a Justiça Divina, rogo o dom do bom discernimento espiritual, assim como rogo, para o corpo, as energias e os fluídos a serem depositados nesta água.

E como quem tanto necessita e roga, reconhecido agradeço a Deus, às Legiões Angélicas e Socorristas e ao meu Espírito Guia ou Anjo Guardião.

O Pai Nosso da Eternidade
Sagrado Princípio, Divino Espírito Emanador,

Pai Onisciente, Onipresente e Onipotente,

Cujas Leis Fundamentais resumem o Amor,

A Virtude Divina que embala eternamente.


Teu Sacro Nome é Santo por Essência,

Dispensa os conceitos de homem qualquer,

E quando o homem for bom, por decência,

Com o Amor triunfará, porque este é o Mister.


Teu Reino é Amor, Inteligência e Glória,

Em cada espírito está, nos seus fundamentos.

E para desabrochar, vive o homem sua história,

Como bem ensinam, todos os Testamentos.


Tua Vontade é Lei, acima de humanos conceitos,

Nem tarda nem falta, mas oferece reparações,

E todos assim aprendem, e executam preceitos,

Sobem na Escala, e atingem Divinos Escalões.


Sendo acima de infernos e de humanos céus,

De tempos e locais, tão humanos e relativos,

A todos convida, para que deixem de ser labéus,

Desabrochem o Amor, e sejam da Glória cativos.


Teu pão é o Amor, e dele é feita a Vitória,

Porque o do mundo passa, é apenas peregrino,

E quem disto vem a saber, demanda à Glória,

Aquela união vibracional, o Sagrado Destino.


Em Tua Justiça a Harmonia tudo representa,

Com a dor e a tormenta, concita à reparação,

De cada qual faz o juiz, como a Lei sustenta,

Porque é da experiência, que surte a solução.


Há testes, não tentações… E há que triunfar,

E para todos conhecerem, enviaste Revelações,

Dizendo que o Reino, ninguém fora irá realizar.

Visto que estão no homem, as Divinas Equações.



Oração Crística
Sagrado Princípio do Universo, que em Ti mesmo crias, sustentas e destinas. Senhor do Infinito, das Leis, das vidas e das virtudes.

Sagrada Causa Primária, onde tudo é, movimenta e atinge a finalidade.

Pai Divino, Tu que és o Alicerce, o Esteio, a Luz e a Glória, guia nossos passos, para que a Lei seja o nosso Caminho, para que o Amor seja o nosso Pão Eterno, para que a Graça seja a nossa Consolação Imperecível.

Deus e Pai Nosso, que nos enviaste o Cristo Modelo, a fim de Batizar em Revelação. A Ti rogamos, Senhor, que ela se estenda sobre a Terra, porque, sendo ela a Tua Palavra, a todos advirta, ilustre e console.

Pai Santo, enche a Terra de verdadeiros e bons profetas ou médiuns, para que todos saibam das leis de Essência, Existência, Movimento, Imortalidade, Evolução, Responsabilidade, Reencarnação, Revelação, Habitação Cósmica e Sagrada Finalidade a ser atingida.

Sagrado Princípio, faze que Teus Santos Espíritos Mensageiros infundam estes conhecimentos: que a Moral harmoniza e dignifica; que o Amor sublima e diviniza; que a Revelação adverte, ilustra e consola; que a Sabedoria confere autoridade; e que a Virtude sintetiza a união com a Tua Divina Vontade.

Princípio Sem Fim do Cosmos, impele-nos ao Conhecimento Perfeito, para que possamos saber certo, pensar bem, sentir amorosamente e praticar divinamente.

Como Tu és Espírito e Verdade, querendo que assim venham a se tornar os Teus filhos, a Ti rogamos, Pai Divino, as necessárias oportunidades de trabalho.

Afasta-nos, Senhor, de todas as idolatrias.

Livra-nos, Pai Santo, das tentações do mundo.

Dá-nos, Senhor, a força de lutar contra a iniqüidade.

Atrai-nos, Senhor, ao Reino da Verdade, do Amor e da Virtude, Reino que estando no seio dos mundos, das formas e das transições, está entretanto acima de mundos, formas e transições.

Dá-nos, Pai Divino, a Consciência da Unidade, a fim de que possamos sentir e viver as Harmonias do Infinito; e que, assim sendo, ó Pai Santo, venhamos a transformar a Terra na Jerusalém Celestial, Reino de Paz e Ventura, alijando para sempre, do mundo, a ignorância, a treva e a dor.

Prece de Abertura
Ao Sagrado Princípio, Deus e Pai Divino, dirigimos nossos anseios, como servos humildes da Excelsa Doutrina do Caminho, ensinada e praticada por Jesus, o Cristo Exemplo de Conduta, a fim de pedir as Graças que possamos merecer.

Dá-nos, Sagrado Princípio, o amparo das Legiões Mensageiras; envia-nos, Pai Divino, a Luz da Verdade, para que, estribados nas práticas doutrinárias vinculadas aos Patriarcas, Profetas, ao Cristo Modelo e aos Apóstolos, possamos trabalhar pela Restauração do Verdadeiro Cristianismo, a Trilha Iniciática que conduz à divinização do espírito.

Sagrado Princípio, concede a Teus filhos a Graça de UM NOVO PENTECOSTES para que, cheios de DONS DO ESPÍRITO SANTO, mediunidades ou carismas, possam eles conhecer Teus Santos Desígnios, e, também, com os sinais e prodígios daí decorrentes, encham a Terra de verdadeiros ensinos evangélicos.

Perdoa, Senhor, as ignorâncias e fraquezas de Teus filhos ainda inconscientes, negligentes e imponderados.

Afasta de Teus filhos, Senhor, as tentações do orgulho, da vaidade, do ciúme e de todos os males derivados da ignorância, que tanto maculam os espíritos, empobrecendo-os na árdua tarefa de servidores da Verdade, do Amor e da Virtude.

Inspira Teus filhos, Senhor, no sentido de CONHECER A VERDADE E PRATICAR O BEM, porque fora disso ninguém é cristão, ninguém desabrocha o CRISTO INTERNO, que é o SAGRADO OBJETIVO DA EXISTÊNCIA.

Pai Santo, infunde em Teus filhos o sentimento de respeito às Verdades Eternas, Perfeitas e Imutáveis, para que, modificando a conduta, venham a transformar a Terra em um Mundo de Paz e Ventura, sem ignorância e sem erros, sem desesperos e sem lágrimas.




  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   17


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal