OrientaçÕes para a realizaçÃo da micronebulizaçÃO



Baixar 11.96 Kb.
Encontro31.12.2017
Tamanho11.96 Kb.

ORIENTAÇÕES PARA A TERAPIA INALATÓRIA (MICRONEBULIZAÇÃO; SPRAYS)
A micronebulização ou broncodilatador spray deverá ser feita nos casos de urgência, nos pacientes com quadro de sibilância, tempo expiratório prolongado e tiragem, associados à tosse, enquanto aguardam avaliação médica, ou encaminhamento para outra Unidade. Caso seja necessário, a dose de broncodilatador pode ser repetida em intervalos de 20 a 30 minutos (até 3 vezes na primeira hora).
ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE DE SAÚDE
Enfermeiro/ Auxiliar de Enfermagem:
1- Reconhecimento da criança com quadro de sibilância, do paciente portador de asma episódica freqüente, usuário do C.S., com prescrição médica prévia (receita médica ou prontuário) de até 3 meses, com quadro de tosse, sibilos, tempo expiratório prolongado, tiragem.
2- Administração de micronebulização ou broncodilatador spray conforme prescrição médica.
3- Prescrição de antitérmico (Dipirona; Paracetamol) e hidratação oral.
Médico: avaliação e tratamento das crianças com quadro respiratório; tratamento da crise aguda de asma, tratamento profilático e orientação aos familiares.
- PROTOCOLO PARA TRATAMENTO DA CRISE AGUDA DE ASMA:
1ª FASE ( 60-90 MINUTOS) => 3 micronebulizações com Salbutamol (0,15mg/Kg) ou 4 jatos de aerossol (Salbutamol) com espaçador;
2ª FASE ( 3-4 HORAS) => Salbutamol inalatório de 1/1h (0,15mg/Kg) ou

4 jatos de aerossol + Prednisona V.O. (1-2mg/Kg)


3ª FASE (A PARTIR DE 4 H) => caso não haja melhora, está indicada a internação hospitalar
2 - TRATAMENTO DAS CRISES AGUDAS EM CRIANÇAS ASMÁTICAS MAIS GRAVES: crianças que fazem uso de Corticóide profilático; em uso de Corticóide nos últimos 6 meses para tratamento de crises agudas; com história de internações freqüentes por Asma ou atendimentos freqüentes em Serviços de Urgência: deverá ser associado à Micronebulização, Prednisona via oral, em dose única ( 2mg/Kg/dia ) que deverá ser mantida por 5 dias, podendo ser retirada abruptamente.
3) DOSES DE BRONCODILATADORES PARA A

MICRO NEBULIZAÇÃO
Obs: A micronebulização deve ser feita diluindo-se o medicamento em Soro Fisiológico, com volume total de 3 a 4ml (medicamento + soro fisiológico)
Medicamentos Doses p/Micronebulização

_____________________________________________________________________


Salbutamol 1 gta/2Kg - pode ser repetida até 3 vezes com

intervalo de 20 minutos


Brometo de Ipatropium 10 gtas para crianças menores de 20 Kg

20 gtas para crianças maiores de 20 Kg

Obs: Pode ser utilizada associação com Brometo de Ipatropium em bebês;
4) CONDUTA GERAL PARA CRIANÇAS COM CRISE AGUDA DE ASMA APÓS A MICRONEBULIZAÇÃO:
-Se não houver melhora após 4 horas de observação (tratamento) encaminhar para hospitalização e recomendar retorno ao Centro de Saúde.

- Nos casos de melhora após o tratamento inalatório => alta em uso de medicação oral ou inalatória.


5) FATORES QUE INTERFEREM NA EFICÁCIA DA MICRONEBULIZAÇÃO:
1) Volume total da solução (soro fisiológico + medicamento) => deve ser de 3 ml.
2) Deve ser utilizado apenas o Soro Fisiológico para diluir o medicamento
3) A máscara da micronebulização deve estar bem adaptada à face da criança, devendo ser retirada chupetas, ou outros objetos que interfiram com a respiração da criança.
4) Quando se utilizar fonte de Oxigênio (casos mais graves, hipoxemia), o fluxo deverá ser de 6-8 litros/minuto
Fontes:

- SMSA/BH - Boletim de Informação Terapêutica de Asma, número 6, Agosto/96


- SMSA/BH - Reorganização da Assistência Primária à Criança e à Gestante: Assistência às Doenças Respiratórias Agudas, 1996 (mimeo).
Coordenação de Atenção à Criança




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal